Novos Sistemas de Defesa Aérea

  • 472 Respostas
  • 44789 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #390 em: Novembro 12, 2020, 03:39:31 pm »
18 empresas a competir para fornecer sistemas C-RAM? Nem sabia que havia no mercado ocidental assim tantos sistemas C-RAM.  :o
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3737
  • Recebeu: 2020 vez(es)
  • Enviou: 3854 vez(es)
  • +1834/-110
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #391 em: Novembro 13, 2020, 08:05:38 am »
18 empresas a competir para fornecer sistemas C-RAM? Nem sabia que havia no mercado ocidental assim tantos sistemas C-RAM.  :o

E no fim ganha o Iron Dome.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #392 em: Novembro 13, 2020, 11:48:36 am »
Não sei não, se um dos requisitos for para um sistema auto-propulsado, não me parece.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3737
  • Recebeu: 2020 vez(es)
  • Enviou: 3854 vez(es)
  • +1834/-110
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #393 em: Novembro 13, 2020, 12:24:07 pm »
E achas que os israelitas não conseguem diminuir o número de lançadores e colocar o sistema numa viatura? Duvido que uma companhia americana conseguisse um valor por míssil tão baixo como o referido no concurso.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #394 em: Novembro 13, 2020, 01:52:23 pm »
Não creio que fosse difícil, e se de facto fizerem uma versão AP do Iron Dome, será um equipamento com enorme procura, especialmente se puder ser instalado em diversas plataformas.

Mas o concurso polaco especifica sistemas de mísseis para C-RAM?

Para complementar a notícia postada ontem:
https://www.defence24.com/polish-army-to-purchase-mobile-c-ram-air-defence-for-the-armored-forces

E um sistema interessante:
https://www.defence24.com/polish-35-mm-artillery-system-configuration-potential
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1630
  • Recebeu: 336 vez(es)
  • Enviou: 1488 vez(es)
  • +129/-18
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #395 em: Novembro 13, 2020, 03:53:41 pm »
DC, não deve ser tão dificil assim pois a MFU já é basicamente um atrelado que é deixado no local.
Coloca-lo na traseira duma viatura não deve ser nada de especial como disse o NVF, é mais a questão de reduzir o numero de lançadores, se for de facto necessario.
(que parece que não é de acordo com esta foto)





 ;)

« Última modificação: Novembro 13, 2020, 03:55:00 pm por Stalker79 »
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1494
  • Recebeu: 322 vez(es)
  • Enviou: 1291 vez(es)
  • +224/-7
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #396 em: Novembro 13, 2020, 05:03:04 pm »
O Iron Dome, excelente como é para C-RAM, como se porta no resto...? Porque o "sistema" parece algo "pesado", não sei se substitui um "vehicle-mounted VSHORAD" como nós pretendemos - a minha duvida é se não foi criado com o objectivo muito especifico (proteger alvos sensíveis de rockets disparados a relativa curta distancia).

Talvez esteja a ser influenciado pelo objectivo inicial e por, para VSHORAD, julgar melhor um sistema comum a um MANPAD (e, com os UCAV / kamikaze, um canhão).       
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #397 em: Novembro 13, 2020, 06:24:54 pm »
DC, não deve ser tão dificil assim pois a MFU já é basicamente um atrelado que é deixado no local.
Coloca-lo na traseira duma viatura não deve ser nada de especial como disse o NVF, é mais a questão de reduzir o numero de lançadores, se for de facto necessario.
(que parece que não é de acordo com esta foto)

 ;)

A questão não é bem essa, é que plataforma querem os polacos utilizar, e se depois é possível instalar o Iron Dome no dito veículo (sobretudo a que custo). Se a ideia for acompanhar forças mecanizadas, nomeadamente CCs, os camiões não acompanham, logo terá de ser um veículo dedicado.

O Iron Dome, excelente como é para C-RAM, como se porta no resto...? Porque o "sistema" parece algo "pesado", não sei se substitui um "vehicle-mounted VSHORAD" como nós pretendemos - a minha duvida é se não foi criado com o objectivo muito especifico (proteger alvos sensíveis de rockets disparados a relativa curta distancia).

Talvez esteja a ser influenciado pelo objectivo inicial e por, para VSHORAD, julgar melhor um sistema comum a um MANPAD (e, com os UCAV / kamikaze, um canhão).       

Para nós o Iron Dome simplesmente não entra na corrida para o concurso actual (talvez no futuro façam um concurso para sistemas mais complexos). Parece-me que o concurso via NSPA é para algo o mais simples possível, que seja minimamente capaz, no que diz respeito a SHORAD. Mas não se sabendo detalhes, sobre candidatos por exemplo, de nada adianta especular.
 

*

goldfinger

  • Especialista
  • ****
  • 1117
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 90 vez(es)
  • +139/-19
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #398 em: Novembro 13, 2020, 07:06:55 pm »
Estados Unidos lanza una RFI para reemplazar el sistema de misiles Stinger MANPADS.



Citar
Según la RFI (Request For Information) publicada por el gobierno de Estados Unidos el 10 de noviembre, se está llevando a cabo una investigación para identificar las posibles fuentes interesadas con la capacidad de proporcionar un Sistema de Defensa Aérea Manipulable (MANPADS) en respuesta a la creciente demanda para contrarrestar la capacidad de amenaza aérea y para sustituir el FIM-92 Stinger que está en servicio en el Ejército estadounidense desde 1981.

El microprocesador reprogramable Stinger (RMP) quedará obsoleto en el año fiscal 2023 y el Stinger Block I está siendo sometido a una extensión de vida útil para prolongar su fin. El inventario actual del Stinger está en declive. El Ejército está llevando a cabo un estudio SHORAD que informará los esfuerzos para modernizar y hacer frente a las nuevas amenazas, que pueden aumentar la demanda de misiles con capacidad para MANPADS. El Ejército está planeando actualmente adjudicar un contrato competitivo completo y abierto a más tardar en el año fiscal 2026 para la producción de hasta 8000 misiles MANPADS para cubrir esta necesidad.

En 2016, el Congreso y los altos dirigentes del Ejército y del Estado Mayor Conjunto, al observar los resultados de los estudios y las agresiones de las naciones de la amenaza mutua, proporcionaron recursos y ordenaron al Ejército que buscara agresivamente capacidades de defensa aérea para proteger a las fuerzas de maniobra tan pronto como fuera posible. Este esfuerzo sirve para satisfacer la creciente demanda de MANPADS, el crecimiento organizativo dentro de la cartera de Defensa Aérea y de Misiles (AMD), y el aumento de la capacidad de amenaza cercana a los compañeros.

De acuerdo con los requisitos técnicos publicados en la solicitud de información RFI:

– El sistema debe ser portátil.

– El sistema debe ser un All-Up-Round (AUR).

– El sistema debe ser capaz de integrarse con el Lanzador Universal de Vehículos Aguijón (SVUL), que es un componente del M-SHORAD inicial (IM-SHORAD).

– El sistema debe ser capaz de derrotar a las aeronaves de ataque a tierra de ala fija (FW), las aeronaves de ala giratoria (RW) y los sistemas de aeronaves no tripuladas (UAS) del Grupo 2-3 con capacidades iguales o superiores a las del actual misil Stinger (con capacidad de fusible de proximidad).

– Las soluciones candidatas deben ser capaces y adecuadas para las operaciones de fuerza de maniobra en todos los entornos del campo de batalla. Las soluciones deben apoyar consideraciones como la seguridad, los factores humanos, la transportabilidad, la movilidad, la ciberseguridad, la capacitación y el Apoyo Logístico Integrado del Ejército (ILS). El sistema debe ser capaz en última instancia de lograr la liberación total de material para el combatiente.

– El sistema debe ser capaz de soportar una alta fiabilidad, disponibilidad operacional y disponibilidad de material en un entorno de combate operacional.

– El sistema debe ser producible mediante procesos en línea de producción.

El FIM-92 Stinger es un sistema portátil de defensa aérea (MANPADS) que fue desarrollado por General Dynamics para las fuerzas armadas de los Estados Unidos. Desarrollado en Estados Unidos, entró en servicio en 1981 y es utilizado por los militares estadounidenses y otros 29 países.

El misil Stinger FIM-92″ dispara y olvida” emplea un buscador infrarrojo pasivo para localizar su objetivo aéreo. Un buscador infrarrojo pasivo no emite ninguna radiación que una aeronave objetivo pueda detectar y, en cambio, guía la energía infrarroja (calor) emitida por el objetivo. El propio misil Stinger tiene un alcance de hasta 4.800 m y puede atacar a baja altura a amenazas enemigas hasta 3.800 m.
A España servir hasta morir
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #399 em: Novembro 13, 2020, 10:11:39 pm »
O futuro poderá estar no novo MANPADS americano, mas até lá precisamos de investir nas nossas defesas AA com alguma urgência. Estamos tão atrasados tecnologicamente a este nível (e somos um zero na capacidade C-RAM e de médio/longo alcance), que não nos podemos dar ao luxo de esperar pelo resultado do programa americano, que demorará alguns anos. Também não tenho grandes dúvidas que esse futuro MANPADS venha a ser integrado nas variantes mais recentes do Avenger, mais tarde ou mais cedo.
 

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 330
  • Recebeu: 79 vez(es)
  • Enviou: 109 vez(es)
  • +14/-10
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #400 em: Novembro 14, 2020, 03:25:57 pm »
parece-me ser uma questão de urgência extrema a defesa anti aérea, depois de ver as razias que os drones Turcos fizeram na Síria e na Arménia...antes que tenhamos uma má experiência em alguma missão no exterior!...para além de que o investimento em drones ofensivos pode sair muito mais barato que investir em aviões...
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #401 em: Novembro 14, 2020, 04:26:40 pm »
Sem dúvida, as ameaças aéreas são cada vez mais (e em contraste as nossas defesas aéreas são cada vez menos), e começa a ser evidente que temos graves limitações nesta vertente. E como durante anos (décadas) houve total desleixo nos vários níveis de defesa aérea, agora vemo-nos obrigados a comprar tudo de uma vez, sistemas C-RAM, SHORAD, MANPADS, HIMAD, C-UAV, para não falar na necessidade de reforçar a capacidade ar-ar dos caças, e AA dos navios.
 

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 330
  • Recebeu: 79 vez(es)
  • Enviou: 109 vez(es)
  • +14/-10
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #402 em: Novembro 14, 2020, 05:11:53 pm »
...a propósito dos drones Turcos...

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7233
  • Recebeu: 629 vez(es)
  • Enviou: 254 vez(es)
  • +605/-2
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #403 em: Novembro 18, 2020, 10:44:15 am »
Lá, lá, lá, o dinheiro não dá para nada toma lá um reforçinho  :-P

Despacho n.º 11341/2020 - Diário da República n.º 225/2020, Série II de 2020-11-18 148747569
Defesa Nacional - Gabinete do Ministro
Delegação de competência no Chefe do Estado-Maior do Exército para outorgar a adenda ao Sales Agreement (SA) PRT-53

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/148747569/details/2/maximized?serie=II&parte_filter=31&dreId=148747537
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1494
  • Recebeu: 322 vez(es)
  • Enviou: 1291 vez(es)
  • +224/-7
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #404 em: Novembro 18, 2020, 10:53:41 am »
É a loucura, venham "paletes" de SAMP/T  :G-beer2:

Brincadeiras à parte - estes 9 milhões já devem desbloquear isto e faço ideia a paciência da NSPA quando recebem os nossos pedidos subfinanciados...  ::)
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF