Novos Sistemas de Defesa Aérea

  • 472 Respostas
  • 44786 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16457
  • Recebeu: 1493 vez(es)
  • Enviou: 1416 vez(es)
  • +237/-306
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #450 em: Novembro 27, 2020, 04:59:45 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1348
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 179 vez(es)
  • +92/-81
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #451 em: Dezembro 01, 2020, 03:10:47 pm »

Citar
Diehl Defence unveils IRIS-T-SLS Mk III mobile SHORAD system

Driven by burgeoning global requirements for more versatile short-range air-defence (SHORAD) solutions, Diehl Defence is finalising development of a new, fully-integrated modular evolution of its IRIS-T-SLS ground-based air-defence system.

The new IRIS-T-SLS Mk III design incorporates all the components of an integrated air-defence system on a single wheeled armoured platform, including a compact multimission 3D surveillance radar with an integrated identification friend-or-foe (IFF) system on telescopic mast, a command-and-control (C2) system, and a configuration of four IRIS-T infrared-guided interceptors. The current selected carrier platform is the General Dynamics European Land Systems Eagle V 6×6 variant wheeled armoured vehicle. “The solution enables a detect, track, and engage on the move capability, as well as faster and more efficient reload in the field, with minimum personnel,” a Diehl Defence spokesperson told Janes .

“For the C2 and radar/IFF solutions we are adopting the same flexible, modular system architecture approach that we implemented with the development of our IRIS-T SLM [medium-range air-defence system],” the spokesperson said.

For the current [IRIS-T-SLS] Mk III demonstrator we have identified two radar solutions: the Saab Giraffe 1X lightweight multifunction radar and a version of the Hensoldt Spexer lightweight, low power, X-band radar. For the C2 system, we envisage a variant of the Airbus Fortion Integrated Battle Management Software (IBMS) system.

The IRIS-T interceptor is launched from a fixed slanted position but still provides 360° engagement capability enabled by the high agility of the interceptor. Interceptors are launched in a lock-on-after-launch mode; in a specific sector, lock-on-before-launch is also possible,” he added.
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1630
  • Recebeu: 336 vez(es)
  • Enviou: 1488 vez(es)
  • +129/-18
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #452 em: Dezembro 01, 2020, 03:39:38 pm »
Bem, parece interessante no minimo. Compacto, movel e com alcance.
Faltava ver era o preço.
 :-P
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1494
  • Recebeu: 322 vez(es)
  • Enviou: 1291 vez(es)
  • +224/-7

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4089
  • Recebeu: 346 vez(es)
  • Enviou: 250 vez(es)
  • +488/-360

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3825
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 208 vez(es)
  • +189/-94
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #455 em: Dezembro 01, 2020, 10:30:16 pm »
Bem, parece interessante no minimo. Compacto, movel e com alcance.
Faltava ver era o preço.
 :-P

Interessante lá isso é, peca pelo custo dos mísseis ser proibitivo para contrariar pequenos UAVs. Continuo a preferir o IM SHORAD (Moog RIwP), por ser mais versátil e poder ser instalada em praticamente qualquer veículo blindado. É mais multi-missão, como o pessoal gosta.

Esse tem a vantagem de estar tudo instalado no mesmo veículo.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3737
  • Recebeu: 2020 vez(es)
  • Enviou: 3854 vez(es)
  • +1834/-110
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #456 em: Dezembro 02, 2020, 12:06:40 am »
The Hungarian Armed Forces will buy National Advanced Surface to Air Missile System, better known as NASAMS, according to the office of the commissioner for defense development.
 ::)

Nós não temos inimigos....

E bem o podemos agradecer ao número e qualidade dos nossos oficiais superiores e generais. Ninguém se atreve a atacar um país com tamanho número de generais, as consequências podem ser devastadoras para um potencial IN. As estratégias altamente elaboradas, avançadas e mortíferas que tamanha massa crítica de generais pode gerar não podem ser menosprezadas, mesmo por adversários mais fortes como os EUA.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1630
  • Recebeu: 336 vez(es)
  • Enviou: 1488 vez(es)
  • +129/-18
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #457 em: Dezembro 02, 2020, 12:57:18 am »
Bem, parece interessante no minimo. Compacto, movel e com alcance.
Faltava ver era o preço.
 :-P

Interessante lá isso é, peca pelo custo dos mísseis ser proibitivo para contrariar pequenos UAVs. Continuo a preferir o IM SHORAD (Moog RIwP), por ser mais versátil e poder ser instalada em praticamente qualquer veículo blindado. É mais multi-missão, como o pessoal gosta.

Esse tem a vantagem de estar tudo instalado no mesmo veículo.


Ás vezes começo a pensar se não seria mesmo mais practico usar meios de interferencia electronica para lidar com drones pequenos, do que estar a gastar misseis ou munição com eles....
Já existem sistemas compactos e até já com alcances razoáveis para inutilizar drones estilo comerciais.
 :-P
 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 511
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 180 vez(es)
  • +162/-13
  • Hic et Ubique
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #458 em: Dezembro 02, 2020, 09:08:10 am »
Bem, parece interessante no minimo. Compacto, movel e com alcance.
Faltava ver era o preço.
 :-P

Interessante lá isso é, peca pelo custo dos mísseis ser proibitivo para contrariar pequenos UAVs. Continuo a preferir o IM SHORAD (Moog RIwP), por ser mais versátil e poder ser instalada em praticamente qualquer veículo blindado. É mais multi-missão, como o pessoal gosta.

Esse tem a vantagem de estar tudo instalado no mesmo veículo.


Ás vezes começo a pensar se não seria mesmo mais practico usar meios de interferencia electronica para lidar com drones pequenos, do que estar a gastar misseis ou munição com eles....
Já existem sistemas compactos e até já com alcances razoáveis para inutilizar drones estilo comerciais.
 :-P
Eu não percebo nada do assunto, mas li algures (já não encontro o artigo) que este último conflicto do Nagorno-Karabakh mostrou que é essencial ter ambos, e ter tudo integrado em rede, uma vez que os azeris (ou melhor os turcos) utilizaram vários meios para contrariar os dois tipos de defesa aérea. Os arménios conseguiram durante uns dias usar sistemas de guerra electrónica para abater uns quantos TB2, mas rapidamente os turcos alteraram algo nos sistemas de comunicação e ultrapassaram esse problema. E os meios de defesa aérea por não estarem integrados em rede e estarem obsoletos em alguns casos, não conseguiam dar resposta a ataques por múltiplos drones. Há um vídeo no Twitter em que os turcos usaram vários meios para destruir um Buk-M1-2 que tinha abatido alguns TB2. Vê-se que foi uma acção concertada de caça a um sistema de defesa aérea, mas que também o sistema estava a ser utilizado sem qualquer apoio ou integração com outros meios de defesa aérea.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Stalker79

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7301
  • Recebeu: 3184 vez(es)
  • Enviou: 1703 vez(es)
  • +1820/-141
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #459 em: Dezembro 02, 2020, 10:51:26 am »
The Hungarian Armed Forces will buy National Advanced Surface to Air Missile System, better known as NASAMS, according to the office of the commissioner for defense development.
 ::)

Nós não temos inimigos....

E bem o podemos agradecer ao número e qualidade dos nossos oficiais superiores e generais. Ninguém se atreve a atacar um país com tamanho número de generais, as consequências podem ser devastadoras para um potencial IN. As estratégias altamente elaboradas, avançadas e mortíferas que tamanha massa crítica de generais pode gerar não podem ser menosprezadas, mesmo por adversários mais fortes como os EUA.


Esse numero de Oficiais generais por si só, é bem mais eficaz que a implementação de uma Sippenhaft, se é que me faço entender. ;)

Abraços
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1630
  • Recebeu: 336 vez(es)
  • Enviou: 1488 vez(es)
  • +129/-18
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #460 em: Dezembro 02, 2020, 03:53:15 pm »
Bem, parece interessante no minimo. Compacto, movel e com alcance.
Faltava ver era o preço.
 :-P

Interessante lá isso é, peca pelo custo dos mísseis ser proibitivo para contrariar pequenos UAVs. Continuo a preferir o IM SHORAD (Moog RIwP), por ser mais versátil e poder ser instalada em praticamente qualquer veículo blindado. É mais multi-missão, como o pessoal gosta.

Esse tem a vantagem de estar tudo instalado no mesmo veículo.


Ás vezes começo a pensar se não seria mesmo mais practico usar meios de interferencia electronica para lidar com drones pequenos, do que estar a gastar misseis ou munição com eles....
Já existem sistemas compactos e até já com alcances razoáveis para inutilizar drones estilo comerciais.
 :-P
Eu não percebo nada do assunto, mas li algures (já não encontro o artigo) que este último conflicto do Nagorno-Karabakh mostrou que é essencial ter ambos, e ter tudo integrado em rede, uma vez que os azeris (ou melhor os turcos) utilizaram vários meios para contrariar os dois tipos de defesa aérea. Os arménios conseguiram durante uns dias usar sistemas de guerra electrónica para abater uns quantos TB2, mas rapidamente os turcos alteraram algo nos sistemas de comunicação e ultrapassaram esse problema. E os meios de defesa aérea por não estarem integrados em rede e estarem obsoletos em alguns casos, não conseguiam dar resposta a ataques por múltiplos drones. Há um vídeo no Twitter em que os turcos usaram vários meios para destruir um Buk-M1-2 que tinha abatido alguns TB2. Vê-se que foi uma acção concertada de caça a um sistema de defesa aérea, mas que também o sistema estava a ser utilizado sem qualquer apoio ou integração com outros meios de defesa aérea.


Mas nesse caso estamos a falar de drones "full size" militares, eu estava a falar de drones comerciais usados como armas assimetricas.
Para drones militares obviamente que a melhor defesa é no minimo um Stinger bem aviado! :mrgreen:
Mas sim, uma combinação de ambos será sempre a melhor opção, era bom é que alguem fizesse alguma coisa visto que os concursos demoram uma eternidade e mais algum....
 :-P
 

*

goldfinger

  • Especialista
  • ****
  • 1117
  • Recebeu: 417 vez(es)
  • Enviou: 90 vez(es)
  • +139/-19
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #461 em: Dezembro 06, 2020, 08:24:44 pm »


Citar
The Rheinmetall AG MK 20 towed anti-aircraft gun system is fielded by the  Portuguese Army since the 80s. The weapon system is armed with two 20x139mm Oerlikon Rh 202 gun for which a wide variety of ammunition types are available. It can fire single shots or automatic fire.

https://twitter.com/Defence360/status/1335538664429015041/photo/1
A España servir hasta morir
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8537
  • Recebeu: 1029 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +144/-46
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #462 em: Dezembro 07, 2020, 12:20:50 am »
O problema é que  a Suécia não pertence à OTAN, como tal não pode entrar no concurso. Certo? ???

Ironia certo?

Israel pertence à Nato? É que à uns bons anos atrás compramos Galil aos gajos.

A Áustria é da Nato? É que compramos Pandur a eles.

A Suíça é da Nato? É que o Blindado Piranha é construído lá, as armas SIG.

Qualquer empresa pode concorrer, o material é que tem que cumprir com os standards da Nato, Gripen, KC390, etc.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16457
  • Recebeu: 1493 vez(es)
  • Enviou: 1416 vez(es)
  • +237/-306
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #463 em: Dezembro 09, 2020, 03:49:23 pm »
O problema é que  a Suécia não pertence à OTAN, como tal não pode entrar no concurso. Certo? ???

Ironia certo?

Israel pertence à Nato? É que à uns bons anos atrás compramos Galil aos gajos.

A Áustria é da Nato? É que compramos Pandur a eles.

A Suíça é da Nato? É que o Blindado Piranha é construído lá, as armas SIG.

Qualquer empresa pode concorrer, o material é que tem que cumprir com os standards da Nato, Gripen, KC390, etc.

Nenhum desses concursos foi feito pela NSPA, mas provavelmente teria sido melhor.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: raphael

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1348
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 179 vez(es)
  • +92/-81
Re: Novos Sistemas de Defesa Aérea
« Responder #464 em: Janeiro 05, 2021, 08:24:30 pm »
Citar
Raytheon Missiles & Defense (RMD) is expected to conduct the first flight test of its baseline surface-launched variant Advanced Medium Range Air-to-Air Missile-Extended Range (AMRAAM-ER) surface-to-air missile solution at the Andøya Test Center, Norway in the second quarter (Q2) of 2121.

Intended as the principal extended-range interceptor for the Kongsberg Defence & Aerospace (KDA)/Raytheon National Advanced Surface-to-Air Missile System (NASAMS), AMRAAM-ER is set to expand the NASAMS engagement envelope with a 50% increase in maximum range, and 70% increase in maximum altitude.

The baseline AMRAAM-ER design is a hybrid interceptor concept which marries the front end (radar homing guidance section, warhead) of an AIM-120C-7 AMRAAM with the back end (rocket motor and control section) of a RIM-162 Evolved Sea Sparrow Missile (ESSM). This configuration was successfully demonstrated at the Andøya Test Center, Norway, in August 2016 – using the ESSM rocket motor – to prove the design concept.

Até parece facil c56x1