KC-390 na FAP

  • 985 Respostas
  • 61547 Visualizações
*

Tikuna

  • Membro
  • *
  • 81
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +15/-210
Re: KC-390 na FAP
« Responder #495 em: Janeiro 27, 2020, 06:55:44 pm »
Tikuna desculpa mas o que vejo são desenhos da aeronave em AAR a dois helis e os desenhos não provam absolutamente nada.

O que se pretende é saber até que ponto a realidade, rpt a realidade e, a realidade, não a ficção, nos assegura que o AAR efectuado a partir do KC390, pode ou não afectar o desempenho em voo ou mesmo impedir que os helis, sejam reabastecidos, e essa realidade prende-se com os testes em voo com AAR, e pelo que sei o KC390 nunca o efectuou a helis.

A concentração dos gazes á saída dos escapes dos turbofans é muitíssimo maior que a provocada pelos motores turbo hélice, tal concentração se para as aeronaves de asa fixa provoca alguma instabilidade durante a operação de aproximação e durante o reabastecimento, para os Helis é bastante mais notória pois faz com que a massa de ar necessária á sustentação do heli sobre o seu rotor fique muito mais instável o que torna o voo muito mais vulnerável a oscilações e consequente aumento do risco de incidente/acidente em voo.

Se nos A400 foi necessário aumentar a extensão das mangueiras de abastecimento para afastar um pouco mais os helis da aeronaves abastecedora, nos KC390 penso que o mesmo terá que ser feito, e não sei, dai a realidade ser necessária, se mesmo assim a turbulência criada não for impeditiva de tal operação.

Abraços

Eu entendo que são desenhos, mas coloquei ali somente para demonstrar a zona de influencia do turbofan, e de qualquer formas existem muitas variaveis mais nesse assunto. Apesar da maior velocidade de escape a zona de turbulência é menor, e a camada mais uniforme do que aquela criada por uma hélice e que ainda sofre influencia da asa. Além disso o gás em alta temperatura que sai dos motores perde energia muito mais rapidamente na expansão e resfriamento sofridos. Sem contar o efeito coanda da fuselagem nesse sentido e se há algum tipo de influencia no fluxo saído do motor.

Como eu disse, o que nos resta á aguardar, porque os reabastecimentos de helicópteros ocorrerão esse ano e estamos procurando pelo em casca de ovo.


Abraços
 

*

Tikuna

  • Membro
  • *
  • 81
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +15/-210
Re: KC-390 na FAP
« Responder #496 em: Janeiro 28, 2020, 03:25:39 am »
Primeiro obrigado pela participação no fórum,  não é todos os dias que uma grande fabricante de aeronaves tem um representante no fórum "da ma língua" :mrgreen:

Seu informante esta aqui pelo visto:

Sobre o incidente com PT-ZNF, nada tem a ver com o que foi dito acima, absolutamente nada. Não posso revelar.

Esse troll BR só se esquece que a Embraer não é assim como ele imagina no mundo do faz de conta das várias contas dele. A Embraer até a separação das empresas trabalhava sim com engenheiros envolvidos em diferentes projetos. É bem fácil constatar isso nos perfis do Linkedin deles e ver a participação em vários projetos desde comercial até defesa.


Mas cuidado gente, que é ulta secreto. o cara não pode revelar.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9686
  • Recebeu: 1023 vez(es)
  • Enviou: 1579 vez(es)
  • +985/-1075
Re: KC-390 na FAP
« Responder #497 em: Janeiro 28, 2020, 10:17:05 am »
"Cuidado que eu sei coisas..."
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1342
  • Recebeu: 265 vez(es)
  • Enviou: 1200 vez(es)
  • +207/-7
Re: KC-390 na FAP
« Responder #498 em: Fevereiro 07, 2020, 11:02:45 am »
Ministro da Defesa visita fábrica brasileira que constrói substitutos dos C-130

João Gomes Cravinho vai acompanhar a montagem dos 5 aviões KC-390 Millenium adquiridos para a Força Aérea Portuguesa, que representam um investimento de 827 milhões de euros.

O ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, visita esta sexta-feira uma fábrica da construtora aérea brasileira Embraer em São Paulo, onde vai “conhecer a linha de montagem final” de cinco aviões adquiridos para a Força Aérea Portuguesa (FAP).

De acordo com uma nota do gabinete do ministro, João Gomes Cravinho vai visitar a fábrica responsável pela montagem dos cinco aviões KC-390 Millenium, adquiridos para substituírem os Hércules C-130. Durante a sua estadia no Brasil, o ministro da Defesa Nacional vai ainda receber a navio-escola “Sagres”, que chega ao Rio de Janeiro, em 10 de fevereiro, proveniente de Cabo Verde. A paragem no Brasil marca a primeira travessia oceânica do navio-escola português no âmbito dos 500 anos da viagem de circum-navegação iniciada por Fernão de Magalhães.

No Brasil, João Gomes Cravinho dará uma palestra na Escola Superior de Guerra, estando também prevista uma reunião bilateral com o ministro da Defesa brasileiro, Fernando Azevedo e Silva, dedicada à “cooperação entre os dois países em missões internacionais, a segurança no espaço atlântico e as indústrias de defesa”.

O negócio para a aquisição dos cinco KC-390 foi assinado em agosto do ano passado, em Évora, e está avaliado em 827 milhões de euros, incluindo a aquisição de um simulador de voo e a manutenção das aeronaves nos primeiros 12 anos de vida. O primeiro destes aviões de carga e transporte do grupo brasileiro será entregue à FAP em fevereiro de 2023, seguindo-se mais um por cada ano até fevereiro de 2027.

    “O KC-390 vai substituir a frota de C-130, com já 40 anos de idade e que está no limite” da sua utilização, com “duplo uso – civil e militar, incluindo combate aos incêndios”, disse o ministro da Defesa após o Conselho de Ministros que aprovou a compra dos aviões, em 11 de julho.

Segundo João Gomes Cravinho, o KC-390 tem “características inovadoras porque é de alcance intercontinental”, sendo “um avião com dois motores, mas com capacidades que normalmente apenas os aviões de quatro motores conseguem atingir”. Gomes Cravinho referiu na altura que os atuais C-130 “têm poucos anos de vida útil pela frente”, mas vão poder ainda manter-se ativos nos próximos “seis a sete anos”, já que “estão a passar por uma pequena modernização necessária para terem autorização para continuar a voar”.

Em 10 de setembro de 2010, os então ministros da Defesa de Portugal e do Brasil assinaram uma declaração de intenções assumindo o compromisso de “alargar e aprofundar a cooperação entre os dois países no setor aeronáutico, como uma das prioridades conjuntas para dar início às negociações bilaterais tendo em vista a definição dos termos e condições da participação de Portugal no Programa de Desenvolvimento e Produção das Aeronaves KC-390″.

Citar
com “duplo uso – civil e militar, incluindo combate aos incêndios”

Já enjoa tanto "duplo-uso", mesmo quando é apenas "Relações Publicas"...
« Última modificação: Fevereiro 07, 2020, 11:13:18 am por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6772
  • Recebeu: 2986 vez(es)
  • Enviou: 1556 vez(es)
  • +1523/-109
Re: KC-390 na FAP
« Responder #499 em: Fevereiro 08, 2020, 08:29:56 am »
Ministro da Defesa elogia aviões KC-390 negociados com a Embraer

O ministro da Defesa de Portugal elogiou hoje os aviões de transporte militar KC-390 Millenium, da Embraer, instantes depois
"É muito entusiasmante poder entrar agora num KC-390. Nós estamos aqui com uma postura de clientes, mas sobretudo com uma postura de parceiros", disse o ministro português na fábrica da Embraer, em Gavião Peixoto, a 300 quilómetros de São Paulo.

Portugal acordou em 2019 a compra à fabricante brasileira Embraer de cinco KC-390 Millenium, que irão substituir os Hérculos C-130, por um valor de 827 milhões de euros.

Os aparelhos contarão com componentes feitos em Portugal, nomeadamente nas unidades da Embraer em Portugal - as duas fábricas em Évora e a OGMA (Alverca) e o negócio inclui a aquisição de um simulador de voo e a manutenção das aeronaves nos primeiros 12 anos de vida.

Na visita hoje realizada à fábrica da empresa, Gomes Cravinho elogiou os aparelhos: "Tivemos a oportunidade de descobrir alguns aspetos mais evoluídos, mais inovadores desta aeronave".

Durante uma visita ao protótipo de testes do KC-390 Millennium na fábrica da Embraer em Gavião Peixoto, o ministro lembrou que se trata de uma aeronave multitarefas, ou seja, com funções que podem ser usadas em missões militares, transporte de emergência, combate de incêndios e missões de apoio em caso de desastres naturais, com benefícios para a força aérea militar portuguesa.
Questionado se o Governo português tem interesse em comprar outros aviões da Embraer, como o Super Tucano (caça de ataque leve também usado para treinamento de pilotos), Cravinho disse que não está na lei de programação militar portuguesa, mas admitiu abertura.

"Na nossa lei de programação militar esta tipologia não está prevista, mas é interessante conhecer os produtos. Não sou especialista da matéria, mas para mim é interessante conhecer um produto do qual os nossos oficiais da força aérea falam", explicou.
"Trata-se também de uma aeronave para formação de pilotos e, em Portugal, estamos a equacionar o desenvolvimento de uma escola de formação de pilotos com a iniciativa privada. Portanto, é possível que no futuro vejamos Super Tucanos em Portugal", completou o ministro da Defesa.


O primeiro destes aviões de carga e transporte do grupo brasileiro Embraer será entregue à Força Aérea Portuguesa (FAP) em fevereiro de 2023, seguindo-se mais um por cada ano até fevereiro de 2027, no âmbito dos contratos.

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 assentos e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.
A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, no Parque de Indústria Aeronáutica de Évora, funcionam duas fábricas da Embraer, sendo que a empresa também é acionista da OGMA - Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

https://www.noticiasaominuto.com/pais/1409973/ministro-da-defesa-elogia-avioes-kc-390-negociados-com-a-embraer

Como é possível elogiar o que não se conhece ???
È com paleio deste género que os nossos politicozinhos de pacotilha vão enrolando o pagode, muita parra e pouca uva sr Ministro, quando começar a cumprir na integra o orçamento anual para a Defesa, nós começamos a acreditar em si.


Abraços

« Última modificação: Fevereiro 08, 2020, 08:34:41 am por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16014
  • Recebeu: 1367 vez(es)
  • Enviou: 1263 vez(es)
  • +210/-200
Re: KC-390 na FAP
« Responder #500 em: Fevereiro 08, 2020, 10:36:47 am »
Salvo erro as duas fábricas em Évora ou já são da Boeing ou vão passar a ser.

https://www.radiocampanario.com/ultimas/regional/fabricas-da-embraer-em-evora-passam-para-as-maos-da-boeing

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

imaginário

  • Membro
  • *
  • 20
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: KC-390 na FAP
« Responder #501 em: Fevereiro 08, 2020, 01:50:47 pm »
A partir de Abril as fábricas em Évora vão passar a ser Boeing.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3401
  • Recebeu: 769 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +158/-70
Re: KC-390 na FAP
« Responder #502 em: Fevereiro 08, 2020, 03:27:31 pm »
Segundo João Gomes Cravinho, o KC-390 tem “características inovadoras porque é de alcance intercontinental”, sendo “um avião com dois motores, mas com capacidades que normalmente apenas os aviões de quatro motores conseguem atingir”.
...
Já enjoa tanto "duplo-uso", mesmo quando é apenas "Relações Publicas"...

A questão do duplo-uso já é o pão de cada dia. Conseguiam pegar num baralho de cartas, e dizer que é para duplo uso. É o típico "encher chouriços".

O que mais me encanta são as características inovadoras do 390... como o alcance intercontinental... realmente, é a primeira vez que um avião vai conseguir atravessar o Atlântico certamente!  ::)
Só faltava dizer que conseguia ir a Júpiter e voltar com meio depósito.

Ah é por ser de 2 motores... o avião japonês, também a jacto e bimotor, e com mais capacidade de carga, como se compara?  ::)
Já tudo serve para embelezar estas aquisições... mas será que o 390 com 20T de carga consegue este tal alcance "intercontinental"?

"Na nossa lei de programação militar esta tipologia não está prevista, mas é interessante conhecer os produtos. Não sou especialista da matéria, mas para mim é interessante conhecer um produto do qual os nossos oficiais da força aérea falam", explicou.
"Trata-se também de uma aeronave para formação de pilotos e, em Portugal, estamos a equacionar o desenvolvimento de uma escola de formação de pilotos com a iniciativa privada. Portanto, é possível que no futuro vejamos Super Tucanos em Portugal", completou o ministro da Defesa.


As perguntas pertinentes são:
-Como é possível este "sr" ter ido passear ao Brasil (quem paga a viagem?) em vez de ir a Inglaterra avaliar/negociar o Wave, que seria sim a prioridade? A viagem até seria menos cansativa e mais barata!
-Como é que se tem coragem de falar no que está ou não na LPM, mas viabilizando a possibilidade de adquirir STs (que não estão na LPM supostamente) mas não viabilizando um Wave urgentemente porque não está previsto (€€€) novo AOR antes de 2027?
 

*

Victor Fukushima

  • Membro
  • *
  • 30
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • +6/-251
Re: KC-390 na FAP
« Responder #503 em: Fevereiro 08, 2020, 07:11:03 pm »
A partir de Abril as fábricas em Évora vão passar a ser Boeing.

Já é Boeing faz tempo.

Talvez o que está a cargo dos argentinos no KC-390 seja repassado a Portugal, o compromisso contratual com eles é apenas pelas 28 unidades destinadas a FAB. São um fardo para o Brasil.

Ministro Cravinho ouviu atento sobre o Gripen, ainda que Portugal por ser um país OTAN deve pensar no F-35, não faz sentido um 4G.

 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3823
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +465/-62
Re: KC-390 na FAP
« Responder #504 em: Fevereiro 09, 2020, 02:28:08 pm »
A partir de Abril as fábricas em Évora vão passar a ser Boeing.

Mas o que te leva a pensar que algum país vai encomendar mais?

Brasil,Argentina,Rep Checa e Portugal..

Já não é mau para a EMBDS.

Agora para Portugal, precisava de A-400M.

Já é Boeing faz tempo.

Talvez o que está a cargo dos argentinos no KC-390 seja repassado a Portugal, o compromisso contratual com eles é apenas pelas 28 unidades destinadas a FAB. São um fardo para o Brasil.

Ministro Cravinho ouviu atento sobre o Gripen, ainda que Portugal por ser um país OTAN deve pensar no F-35, não faz sentido um 4G.


Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8384
  • Recebeu: 968 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: KC-390 na FAP
« Responder #505 em: Fevereiro 14, 2020, 12:51:41 am »
No site da Força Aérea na noticia sobre a visita do CEMFA à OGMA tem um texto interessante sobre o KC390, depois depende é a interpretação.

CEMFA ACOMPANHA TRABALHOS NOS PAINÉIS DO KC-390 EM ALVERCA
https://www.emfa.pt/noticia-2848-cemfa-acompanha-trabalhos-nos-paineis-do-kc390-em-alverca

O KC-390 Millennium irá dotar a Força Aérea da capacidade reabastecimento aéreo, reforçando a sua versatilidade, sendo uma aeronave de transporte multimissão que responderá a necessidades de busca e salvamento, transporte e lançamento de cargas e tropas, transporte aéreo médico e de aterragem em pista semi-preparada.

Será que isto foi escrito com intenção real, de quem está nos grupos de trabalho sobre a aquisição do avião e sabe com pormenor as capacidades que a FAP quer com o KC390 ou é apenas alguém que trabalha no site e copiou as capacidades do avião para a FAB, também para a FAP?

Também é interessante a completa omissão à missão de combate a incêndios  :mrgreen:
« Última modificação: Fevereiro 14, 2020, 12:52:55 am por Lightning »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6772
  • Recebeu: 2986 vez(es)
  • Enviou: 1556 vez(es)
  • +1523/-109
Re: KC-390 na FAP
« Responder #506 em: Fevereiro 14, 2020, 07:51:18 am »
No site da Força Aérea na noticia sobre a visita do CEMFA à OGMA tem um texto interessante sobre o KC390, depois depende é a interpretação.

CEMFA ACOMPANHA TRABALHOS NOS PAINÉIS DO KC-390 EM ALVERCA
https://www.emfa.pt/noticia-2848-cemfa-acompanha-trabalhos-nos-paineis-do-kc390-em-alverca

O KC-390 Millennium irá dotar a Força Aérea da capacidade reabastecimento aéreo, reforçando a sua versatilidade, sendo uma aeronave de transporte multimissão que responderá a necessidades de busca e salvamento, transporte e lançamento de cargas e tropas, transporte aéreo médico e de aterragem em pista semi-preparada.

Será que isto foi escrito com intenção real, de quem está nos grupos de trabalho sobre a aquisição do avião e sabe com pormenor as capacidades que a FAP quer com o KC390 ou é apenas alguém que trabalha no site e copiou as capacidades do avião para a FAB, também para a FAP?

Também é interessante a completa omissão à missão de combate a incêndios  :mrgreen:

Simplesmente FABULOSO !!!!!!

Abraços
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1963 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1586/-175
Re: KC-390 na FAP
« Responder #507 em: Fevereiro 14, 2020, 10:30:10 am »
No site da Força Aérea na noticia sobre a visita do CEMFA à OGMA tem um texto interessante sobre o KC390, depois depende é a interpretação.

CEMFA ACOMPANHA TRABALHOS NOS PAINÉIS DO KC-390 EM ALVERCA
https://www.emfa.pt/noticia-2848-cemfa-acompanha-trabalhos-nos-paineis-do-kc390-em-alverca

O KC-390 Millennium irá dotar a Força Aérea da capacidade reabastecimento aéreo, reforçando a sua versatilidade, sendo uma aeronave de transporte multimissão que responderá a necessidades de busca e salvamento, transporte e lançamento de cargas e tropas, transporte aéreo médico e de aterragem em pista semi-preparada.

Será que isto foi escrito com intenção real, de quem está nos grupos de trabalho sobre a aquisição do avião e sabe com pormenor as capacidades que a FAP quer com o KC390 ou é apenas alguém que trabalha no site e copiou as capacidades do avião para a FAB, também para a FAP?

Também é interessante a completa omissão à missão de combate a incêndios  :mrgreen:

Bom, vai poder reabastecer aviões espanhóis como o EF-18, Typhoon, C-295, A400M... ::)

A vir, repito, a vir essa nova valência para a FAP pela mão do KC-390, de facto irá conferir uma maior flexibilidade e uma maior quantidade de reabastecedores aéreos disponíveis no seio da NATO (aliviando um pouco as actuais preocupações da Aliança), mas pouco fará por nós a não ser que os EH-101 e C-295M passem também a utilizar lanças de reabastecimento, algo que ninguém está a ver acontecer. 
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3823
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +465/-62
Re: KC-390 na FAP
« Responder #508 em: Fevereiro 14, 2020, 01:56:41 pm »
No site da Força Aérea na noticia sobre a visita do CEMFA à OGMA tem um texto interessante sobre o KC390, depois depende é a interpretação.

CEMFA ACOMPANHA TRABALHOS NOS PAINÉIS DO KC-390 EM ALVERCA
https://www.emfa.pt/noticia-2848-cemfa-acompanha-trabalhos-nos-paineis-do-kc390-em-alverca

O KC-390 Millennium irá dotar a Força Aérea da capacidade reabastecimento aéreo, reforçando a sua versatilidade, sendo uma aeronave de transporte multimissão que responderá a necessidades de busca e salvamento, transporte e lançamento de cargas e tropas, transporte aéreo médico e de aterragem em pista semi-preparada.

Será que isto foi escrito com intenção real, de quem está nos grupos de trabalho sobre a aquisição do avião e sabe com pormenor as capacidades que a FAP quer com o KC390 ou é apenas alguém que trabalha no site e copiou as capacidades do avião para a FAB, também para a FAP?

Também é interessante a completa omissão à missão de combate a incêndios  :mrgreen:

Bom, vai poder reabastecer aviões espanhóis como o EF-18, Typhoon, C-295, A400M... ::)

A vir, repito, a vir essa nova valência para a FAP pela mão do KC-390, de facto irá conferir uma maior flexibilidade e uma maior quantidade de reabastecedores aéreos disponíveis no seio da NATO (aliviando um pouco as actuais preocupações da Aliança), mas pouco fará por nós a não ser que os EH-101 e C-295M passem também a utilizar lanças de reabastecimento, algo que ninguém está a ver acontecer. 

Faz parte do objetivo de contribuir com 3 reabastecedores para a NATO.

Convinha era termos um A-330 MRTT.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3401
  • Recebeu: 769 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +158/-70
Re: KC-390 na FAP
« Responder #509 em: Fevereiro 14, 2020, 02:05:12 pm »
A parte da aterragem em pista semi-preparada, já foi certificada?

Parece-me o mesmo texto que habitualmente vemos em todas as noticias, nada mais que um copy-paste.

Faz parte do objetivo de contribuir com 3 reabastecedores para a NATO.

Convinha era termos um A-330 MRTT.

MRTTs têm passado pelos lados de Monte Real, mas duvido que seja algo mais do que apenas certificações. No entanto não me queixava com a notícia "FAP compra Airbus A330 MRTT, como parte do cumprimento das contrapartidas deste fabricante por contratos anteriores".  :mrgreen:

Boa, vamos contribuir com 3 aeronaves de um total de 5... a capacidade de transporte da FAP não leva um tiro nem nada... isto ainda vai ser pretexto para estourar mais dinheiro em mais 390s, e os restantes projectos ficam em stand-by para estas compras, uma aposta?  :bang: