KC-390 na FAP

  • 581 Respostas
  • 36713 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15413
  • Recebeu: 1128 vez(es)
  • Enviou: 1090 vez(es)
  • +186/-173
Re: KC-390 na FAP
« Responder #540 em: Fevereiro 18, 2020, 10:50:40 am »
Termos metade do PIB da Bélgica é injustificável, tanto que somos um país maior, com maior ZEE e os respectivos recursos, e com mais ligações estratégicas por esse mundo fora que os belgas. Além disso, eles estiveram mergulhados na Segunda Guerra Mundial, onde os gastos não terão sido poucos para reconstruir o país. Portanto, somos mais pobres, por culpa própria, culpa da corrupção, culpa da construção cega de infraestruturas desnecessárias, culpa do faroeste que é a nossa banca. Se calhar se formos comparar os salários de políticos e chefias dos mais diversos sectores, os tugas recebem quase tanto, ou até o mesmo, que pessoas nos mesmos postos nestes países com o dobro/triplo do PIB.

Citar
População   
 - Censo 2018 - 11 420 163 hab.
 - Densidade - 342 hab./km² (29.º)

Citar
15ª maior nação comercial do mundo em 2007

Citar
A Bélgica foi o primeiro país continental europeu a entrar na Revolução Industrial, no início do século XIX.

Citar
Após a Segunda Guerra Mundial, Ghent e Antuérpia experimentaram uma rápida expansão das indústrias química e petrolífera.

Resultado final:

https://www.pordata.pt/Europa/PIB+per+capita+(PPS)-1778



7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Red Baron

  • Analista
  • ***
  • 603
  • Recebeu: 102 vez(es)
  • Enviou: 122 vez(es)
  • +82/-24
Re: KC-390 na FAP
« Responder #541 em: Fevereiro 18, 2020, 11:17:44 am »
Boa tarde Forum
Sigo atento a este topico e de facto o MRTT fazia falta sim caso tivessemos os meios com condicoes  para serem reabastecidos...o que nao e o caso e os poucos que temos casos do Merlin e possivelmente o C295 e mais tarde KC390 nao me parece que Portugal ira investir neste tipo de Meio de Apoio...de facto fazer falta faz mas acho que temos outras prioridades casos da aquisicao de um novo aviao de Treino avancado e ataque leve ...os helis de apoio medios ….um novo navio reabastecedor….mais NPO*s ...e o NPL....isto para curto e medio prazo….aquisicao de viaturas de apoio e comando para o exercito + anti aerea….urgente aquisicao de mais  meios UAV...para os tres Ramos minha opiniao acho que deveriamos apostar mais neste tipo de aeronaves …..abraxo

O MRTT pode reabastecer os F-16, que por si só são/serão 28 aeronaves equipadas de origem com capacidade de serem reabastecidos no ar, ao contrário dos Merlin (só 4 com esta capacidade), os C-295 (que precisam de modificações + a lança) e os KC-390 (que teremos de ver se virão sequer com a "lança"). Portanto, o número de aeronaves que pode usufruir do MRTT é muito maior do que o nº de aeronaves que pode usufruir do KC.

Por acaso não é nada disso que advogo ou advoguei, mas antes a nossa entrada/adesão ao programa NATO MRTT-C (Multi Role Tanker and Transport Capability) como já aqui referi noutras ocasiões.

Não há possibilidade de neste momento se gastar algo em torno dos 200 a 210M€ por uma aeronave como o A330 MRTT (preço actual unitário), no entanto podemos fazer parte do conjunto de nações que irá adquirir e operar 8 aviões a partir deste ano, e cujo último membro aderente foi a República Checa. É muito pedir isso? Acho que não.

https://en.wikipedia.org/wiki/Airbus_A330_MRTT
Citar
In November 2012, The Ministers of Defence of 10 EDA member states (the Netherlands, Belgium, France, Greece, Spain, Hungary, Luxembourg, Poland, Portugal and Norway) signed a letter of intent for joint procurement of a new multi-role tanker transport aircraft.

Vindo da Wikipedia vale o que vale, mas nós damos-lhe muito nestas "letter of intent". Pena é que não passa disso, já que os efeitos práticos serão praticamente nulos e benefícios para nós idem.

Provavelmente seria fazer figura de parvo perguntar se há alguma "novidade" sobre este assunto em Portugal, ou se com a vinda do KC os burros dos "mandantes" acham que a "mangueira" deste dá para os F-16.

O problema do Multinational Multi-Role Tanker Transport Fleet é que a base dica em Eindhoven, o que torna pouco pratica a sua utilização por Portugal. Basta ver que os países que fazem parte desse projeto são dos ali a volta da Holanda.

O que faria sentido era formar algo do género com a Espanha, mas para nenhum dos dois países um avião desse género não é a prioridade para agora. Mas claro que devíamos ficar atentos para podermos comprar juntamente com os espanhóis quando esses decidissem avançar.

Eles tipo de pool sharing pode ser vital para o melhoramento da força aérea portuguesa, porque permite ter um numero reduzido de aviões mas com baixos custos de manutenção e de formação de pilotos.

Um bom exemplo para provar isto é o A400M, onde nós não temos necessidade de ter mais do que um avião. Ter um poll Share com os espanhóis ia baixar o custo do uso destes meios e permitir ter acesso a mais aeronaves em caso de necessidade pontual. c56x1

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1987
  • Recebeu: 450 vez(es)
  • Enviou: 87 vez(es)
  • +91/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #542 em: Fevereiro 18, 2020, 04:52:59 pm »
Termos metade do PIB da Bélgica é injustificável, tanto que somos um país maior, com maior ZEE e os respectivos recursos, e com mais ligações estratégicas por esse mundo fora que os belgas. Além disso, eles estiveram mergulhados na Segunda Guerra Mundial, onde os gastos não terão sido poucos para reconstruir o país. Portanto, somos mais pobres, por culpa própria, culpa da corrupção, culpa da construção cega de infraestruturas desnecessárias, culpa do faroeste que é a nossa banca. Se calhar se formos comparar os salários de políticos e chefias dos mais diversos sectores, os tugas recebem quase tanto, ou até o mesmo, que pessoas nos mesmos postos nestes países com o dobro/triplo do PIB.

Citar
População   
 - Censo 2018 - 11 420 163 hab.
 - Densidade - 342 hab./km² (29.º)

Citar
15ª maior nação comercial do mundo em 2007

Citar
A Bélgica foi o primeiro país continental europeu a entrar na Revolução Industrial, no início do século XIX.

Citar
Após a Segunda Guerra Mundial, Ghent e Antuérpia experimentaram uma rápida expansão das indústrias química e petrolífera.

Resultado final:

https://www.pordata.pt/Europa/PIB+per+capita+(PPS)-1778

Então imagina nós, se tivéssemos feito um progresso similar, ao invés das décadas de roubos, caídas e subidas de poder (especialmente no início da Republica), a dispendiosa guerra do Ultramar, as mentalidades antiquadas, o terrível planeamento, o enriquecimento de indivíduos e não do país, esbanjamento de dinheiro em coisas fúteis e inúteis, desinvestimento em áreas como a construção naval... devo continuar?

O problema do Multinational Multi-Role Tanker Transport Fleet é que a base dica em Eindhoven, o que torna pouco pratica a sua utilização por Portugal. Basta ver que os países que fazem parte desse projeto são dos ali a volta da Holanda.

O que faria sentido era formar algo do género com a Espanha, mas para nenhum dos dois países um avião desse género não é a prioridade para agora. Mas claro que devíamos ficar atentos para podermos comprar juntamente com os espanhóis quando esses decidissem avançar.

Eles tipo de pool sharing pode ser vital para o melhoramento da força aérea portuguesa, porque permite ter um numero reduzido de aviões mas com baixos custos de manutenção e de formação de pilotos.

Um bom exemplo para provar isto é o A400M, onde nós não temos necessidade de ter mais do que um avião. Ter um poll Share com os espanhóis ia baixar o custo do uso destes meios e permitir ter acesso a mais aeronaves em caso de necessidade pontual. c56x1

Parece-me vantajoso, pelo menos em certos casos, manter algum tipo de presença permanente de uma ou duas aeronaves em Portugal, dada a proximidade com África e relativa proximidade com a América. E Beja tem espaço.

Mas seja como for, parece-me uma possibilidade dividir os custos de 2 ou 3 destas aeronaves com Espanha (e também não me queixava dos A-400M, especialmente quando precisamos de enviar grande quantidade de material para certas partes do mundo), no nosso caso, é de extrema importância dar capacidade aos caças de poderem operar pela larga ZEE que possuímos sem precisarem dos enormes e pesados tanques de combustível externos.

As aeronaves são caras sim, mas dadas as capacidades inéditas (para a FAP) que têm, parecem-me bastante interessantes, pois a mesma aeronave permitia desempenhar missões que até hoje precisaríamos de usar várias aeronaves distintas e que muitas vezes não estão equipadas devidamente para estas missões.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15413
  • Recebeu: 1128 vez(es)
  • Enviou: 1090 vez(es)
  • +186/-173
Re: KC-390 na FAP
« Responder #543 em: Fevereiro 18, 2020, 05:55:22 pm »
Citar
A Bélgica foi o primeiro país continental europeu a entrar na Revolução Industrial, no início do século XIX.

Citar
Após a Segunda Guerra Mundial, Ghent e Antuérpia experimentaram uma rápida expansão das indústrias química e petrolífera.

Em Portugal o período entre 1951 a 1973 foi o período dourado do crescimento económico Português. Entre 1974-1984 andamos para trás e só a partir de 85 é que começamos a recuperar.

A riqueza de um país mede-se de muita forma, mas como qualquer processo de longa duração, é algo que demora e tem que ser sustentável. Vamos ver o que o futuro nos reserva, especialmente com a concorrência asiática.

Eu gostava que fosse assim:



Mas tenho as minhas dúvidas... :(
« Última modificação: Fevereiro 18, 2020, 06:08:11 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Tikuna

  • Membro
  • *
  • 71
  • Recebeu: 51 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +15/-209
Re: KC-390 na FAP
« Responder #544 em: Fevereiro 27, 2020, 09:49:57 am »
‘Portugal pode ajudar na venda do C-390’, diz ministro da Defesa do país
Por Luciana Dyniewicz – O Estado de São Paulo



Após ser o primeiro país a comprar o cargueiro militar C-390 Millenium, o maior avião já produzido pela Embraer, em um contrato de € 827 milhões, Portugal deve fazer uma espécie de meio de campo para a venda da aeronave para os países da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). “Estamos disponíveis para contar a nossa experiência (com o C-390) para parceiros da Otan”, disse o ministro da Defesa português, João Gomes Cravinho, em visita recente ao Brasil.

Com a medida, umas das intenções do país é beneficiar a indústria local. O governo de Portugal é sócio da Embraer na OGMA, de manutenção de aeronaves, com uma participação de 35%.

A seguir, trechos da entrevista:

O governo português comprou cinco C-390 Millenium. Hoje, o país tem quatro Hércules C-130, que estão com 40 anos de uso. Os cinco C-390 são suficientes para renovar a frota da Força Aérea Portuguesa?

Sim. Nesses assuntos, temos de encontrar um equilíbrio entre o que é nosso desejo e o que é razoável. Portugal está fazendo o maior investimento em defesa desde a volta da democracia. A lei de programação militar de 2019, que prevê a compra de equipamentos em 12 anos, nos dá cerca de € 4,5 bilhões. O C-390 representa € 827 milhões.

Portugal vem se recuperando, desde 2014, de uma crise profunda. Qual era a situação dos equipamentos militares após a crise?

Houve alguma degradação na medida em que foi necessário reduzir o investimento na área militar, como em outras áreas. Estamos com a economia crescendo há cinco anos e desemprego baixo. Há também um contexto internacional que nos impele a fazer investimentos em defesa. Uma volatilidade internacional e um alto nível de insegurança: Portugal está próximo do Oriente Médio, também temos militares no Afeganistão e em vários países africanos. Olhando para o contexto geoestratégico e para a natureza dos nossos equipamentos, estávamos em uma fase em que precisávamos fazer este investimento.

Em visita à fábrica da Embraer, o sr. falou da necessidade de Portugal de treinar pilotos militares. Isso pode significar também uma necessidade de adquirir Super Tucanos (aviões da Embraer usados em treinamentos)?

Estudamos isso. Vamos montar uma escola internacional de pilotos com parceiros privados e com a Força Aérea Portuguesa. Portanto, serão os parceiros privados que decidirão o investimento. O Super Tucano é conhecido pelas suas qualidades como avião de formação e estamos a olhar para ele.

Quantos aviões de treinamento vocês precisariam?

Há uma necessidade sentida por vários países europeus. Individualmente, um país como Portugal, Bélgica, Dinamarca ou Holanda não tem escala para fazer uma escola de formação de pilotos para sua força aérea. Nossa ideia é nos unirmos e evitar que pilotos tenham de atravessar o Atlântico e fazer a formação nos EUA. Esse projeto está adiantado e seria baseado em Beja, uma cidade no sul de Portugal onde o céu é azul 300 dias por ano, o que é muito importante para a formação, e o espaço aéreo é descongestionado.

Portugal se beneficia da venda do C-390 porque produz peças usadas na fabricação do avião. O país pode promover o modelo entre os países da União Europeia e da Otan?

O C-390 é uma história de sucesso e de parceria luso-brasileira. Ele foi desenvolvido pela Embraer, mas com uma contribuição significativa da engenharia portuguesa e de produção em dois locais de Portugal. Seremos também o centro para qualquer venda para países da Otan. Portanto, qualquer venda para países terceiros vai beneficiar o país. Primeiro porque as peças serão fabricadas em Portugal e a engenharia portuguesa continuará ativa. E quando as vendas forem para países da Otan, as configurações específicas da Otan serão feitas em Portugal.

O país trabalhará na venda desses aviões para países da Otan?

Sim. Não temos isso formalizado, mas é natural. Estamos disponíveis para contar a nossa experiência (com o C-390) para parceiros da Otan. Contar qual tem sido a experiência da nossa força aérea no trabalho com a Embraer. Fazemos isso com gosto e interesse próprio, porque a Embraer também tem uma bandeirinha portuguesa no C-390.

Sendo Portugal parceiro da Embraer, como o governo viu a venda de 80% da divisão comercial da empresa para a Boeing?

Estamos falando com a Boeing agora pela primeira vez. Para nós, é uma oportunidade nova e interessante. Digamos que Portugal não estava no radar da Boeing. A Boeing não tem plantas na Europa. E, de repente a Boeing passa a ser dona de 80% de duas fábricas em Évora. Isso para nós é uma oportunidade interessante.

O Estado português é dono de 35% da OGMA, empresa de manutenção de aeronaves em que a Embraer tem 65% de participação. O governo português anterior falava da possibilidade de a companhia também fabricar aeronaves. Esse projeto pode ser retomado?

Há um consenso que a OGMA pode e deve aumentar significativamente seu trabalho e seu faturamento. Hoje, a OGMA fatura algo como € 200 milhões (R$ 945 milhões) por ano. Estamos satisfeitos porque todos os anos dá lucro, mas pode e deve ser uma empresa bem maior. Não é esse o momento de desvendar novidades, mas acredito que em 2020 a OGMA vai dar um salto grande.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.




https://www.aereo.jor.br/2020/02/26/portugal-pode-ajudar-na-venda-do-c-390-diz-ministro-da-defesa-do-pais/

« Última modificação: Fevereiro 27, 2020, 09:54:09 am por Tikuna »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +643/-76
Re: KC-390 na FAP
« Responder #545 em: Fevereiro 27, 2020, 10:33:09 am »


Só mesmo para rir  :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Major Alvega

*

luis simoes

  • Membro
  • *
  • 275
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +0/-71
Re: KC-390 na FAP
« Responder #546 em: Março 07, 2020, 12:16:43 pm »
E perfeito para as nossas necessidades e modestia a parte sera um dos cargueiros mais bonitos a voar por esse mundo fora...
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1987
  • Recebeu: 450 vez(es)
  • Enviou: 87 vez(es)
  • +91/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #547 em: Março 07, 2020, 12:50:39 pm »
É perfeito até necessitarmos de algo maior, o que acontece todos os anos.  :mrgreen:
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +643/-76
Re: KC-390 na FAP
« Responder #548 em: Março 07, 2020, 01:47:23 pm »
É perfeito até necessitarmos de algo maior, o que acontece todos os anos.  :mrgreen:

Porra, se aquela caranguejola é perfeita eu vou ali e já venho !!!

Abraços
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8903
  • Recebeu: 893 vez(es)
  • Enviou: 1617 vez(es)
  • +105/-35
    • http://youtube.com/HSMW
Re: KC-390 na FAP
« Responder #549 em: Março 07, 2020, 01:58:57 pm »
O que precisamos de imediato é de algo que não esteja sempre a avariar e com maior capacidade que o C-295...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, tenente

*

luis simoes

  • Membro
  • *
  • 275
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +0/-71
Re: KC-390 na FAP
« Responder #550 em: Março 07, 2020, 04:34:00 pm »
O que precisamos de imediato é de algo que não esteja sempre a avariar e com maior capacidade que o C-295...
KC 390 que venha e 2023 para tratar desse tipo de assunto......
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3174
  • Recebeu: 154 vez(es)
  • Enviou: 14 vez(es)
  • +140/-34
Re: KC-390 na FAP
« Responder #551 em: Março 07, 2020, 06:09:00 pm »
O que precisamos de imediato é de algo que não esteja sempre a avariar e com maior capacidade que o C-295...
KC 390 que venha e 2023 para tratar desse tipo de assunto......

A sério ?

Não me faça rir..
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1987
  • Recebeu: 450 vez(es)
  • Enviou: 87 vez(es)
  • +91/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #552 em: Março 07, 2020, 06:17:26 pm »
O KC é o remédio para todos os males.
 

*

luis simoes

  • Membro
  • *
  • 275
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +0/-71
Re: KC-390 na FAP
« Responder #553 em: Março 07, 2020, 06:34:28 pm »
Que e um bom antibiotico la isso e....
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5189
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +643/-76
Re: KC-390 na FAP
« Responder #554 em: Março 07, 2020, 08:04:23 pm »


 :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:

Este forum cada vez está melhor, nem é preciso ir ver uma comédia, basta vir aqui e ler uns quantos posts.

Abraços