KC-390 na FAP

  • 543 Respostas
  • 33838 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7773
  • Recebeu: 739 vez(es)
  • Enviou: 883 vez(es)
  • +110/-34
Re: KC-390 na FAP
« Responder #450 em: Janeiro 24, 2020, 01:24:41 pm »
Estou curioso para ver se estas aeronaves C-390 virão com o EVS e com a sonda de reabastecimento em vôo. Tenho cá um "feeling" que não.

Também acho, e se não serve para abastecer helicópteros nem F-16, a utilidade é quase 0.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1873
  • Recebeu: 425 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +88/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #451 em: Janeiro 24, 2020, 02:26:17 pm »
Só beneficiaria o reabastecimento dos C-295, caso estes tivessem a lança de reabastecimento, e os C-390, na mesma situação. De resto, nem o futuro caça (F-35A) utilizará este método de reabastecimento, a não ser que comprássemos um PA Juan Carlos e F-35B (nunca vai acontecer). Para os helicópteros se calhar era dar uma vista de olhos ao sistema de reabastecimento a ser testado no C-295.

De resto, o nosso deveria vir na versão C, e se quisermos um KC, que se gaste o dinheiro num MRTT ou semelhante.
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 499
  • Recebeu: 168 vez(es)
  • Enviou: 57 vez(es)
  • +28/-9
Re: KC-390 na FAP
« Responder #452 em: Janeiro 24, 2020, 02:43:52 pm »
Mas qual a necessidade de Portugal ter reabastecimento aéreo?

Quando os F-16 fazem o mínimo de horas de voo possíveis para poupar na gota.

E os nossos meios aéreos passam mais tempo em Terra do que no Ar.

Abastecimento aéreo é para quem tem umas Forças Armadas a sério e não de brincar.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, MATRA

*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 910
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 861 vez(es)
  • +113/-1
Re: KC-390 na FAP
« Responder #453 em: Janeiro 24, 2020, 03:05:27 pm »
Mas qual a necessidade de Portugal ter reabastecimento aéreo?

Quando os F-16 fazem o mínimo de horas de voo possíveis para poupar na gota.

E os nossos meios aéreos passam mais tempo em Terra do que no Ar.

Abastecimento aéreo é para quem tem umas Forças Armadas a sério e não de brincar.

Isso. No limite talvez para missões SAR dos EH-101 - mas o custo extra do equipamento, do treino necessário...
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

PMFM

  • Membro
  • *
  • 67
  • Recebeu: 48 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +4/-0
Re: KC-390 na FAP
« Responder #454 em: Janeiro 24, 2020, 03:17:48 pm »
Aqui está um estudo de 2019 sobre o "REABASTECIMENTO AÉREO NA FORÇA AÉREA PORTUGUESA" que avalia todas essas possibilidades:
 :arrow: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/30024/1/TII%20CAP%20ROMEU%20ROCHA.pdf

RESUMO:
- A Esquadra 501, que irá operar a aeronave KC-390, integra a capacidade de reabastecer e também ser reabastecida durante o voo;
- A Esquadra 502, a operar a aeronave C-295M, é compatível com o sistema de reabastecimento da aeronave abastecedora em estudo. Contudo o C-295M operado na FA terá de sofrer alterações a nível estrutural e de sistemas previstas pela AIRBUS.
- A Esquadra 751, a operar a aeronave EH-101, é compatível com o KC-390, contudo a FA apenas possui quatro aeronaves com este tipo de capacidade do total da frota que opera nesta instituição militar.
- As Esquadras 201 e 301, a operar a aeronave F-16, não são compatíveis com a aeronave KC-390 devido à utilização do sistema Boom, incompatível com o P&D.


Algumas coisas já foram aqui ditas no fórum, mas aconselho a dar uma vista de olhos a este estudo porque tem algumas informações interessantes, como alcance das aeronaves, com e sem reabastecimento em voo, entre outras coisas.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Lightning, HSMW, MATRA

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1873
  • Recebeu: 425 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +88/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #455 em: Janeiro 24, 2020, 03:55:10 pm »
Mas qual a necessidade de Portugal ter reabastecimento aéreo?

Quando os F-16 fazem o mínimo de horas de voo possíveis para poupar na gota.

E os nossos meios aéreos passam mais tempo em Terra do que no Ar.

Abastecimento aéreo é para quem tem umas Forças Armadas a sério e não de brincar.

Não se confunda "necessidade" com "vontade" e "orçamento para". Basta olhar para a posição geográfica de Portugal e a distância dos dois arquipélagos ao continente, e as missões internacionais em que participamos, para perceber que um "AOR com asas" dava muito jeito. Aliás, se não precisamos de reabastecedor aéreo, também não precisamos de AOR na Marinha, visto que este passa a maior parte do tempo atracado, certo? Além de que um MRTT pode muito bem fazer transporte VIP de comitivas maiores, transporte de soldados de ou para um TO (como tantos países fazem).

E no futuro, em que se fala do F-35, e tendo em conta que na configuração stealth vê o seu raio de acção limitado, esta necessidade ganha mais força.

Isso. No limite talvez para missões SAR dos EH-101 - mas o custo extra do equipamento, do treino necessário...

O 390 poderá não solucionar nesta situação, nem nenhum dos reabastecedores a jacto no mercado. Das duas uma, ou usavas um C-295 para esta função, ou compras um avião específico, ou não compras nada.

- A Esquadra 751, a operar a aeronave EH-101, é compatível com o KC-390, contudo a FA apenas possui quatro aeronaves com este tipo de capacidade do total da frota que opera nesta instituição militar.

O método é compatível, mas as aeronaves é mais certo não serem, por questões das velocidades mínima do KC-390 e máxima do Merlin.

Depois heí-de despender um pouco de tempo para ler o estudo e procurar um tópico sobre este tema para não puxar para o off-topic.
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 499
  • Recebeu: 168 vez(es)
  • Enviou: 57 vez(es)
  • +28/-9
Re: KC-390 na FAP
« Responder #456 em: Janeiro 24, 2020, 04:14:24 pm »
Aqui está um estudo de 2019 sobre o "REABASTECIMENTO AÉREO NA FORÇA AÉREA PORTUGUESA" que avalia todas essas possibilidades:
 :arrow: https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/30024/1/TII%20CAP%20ROMEU%20ROCHA.pdf

RESUMO:
- A Esquadra 501, que irá operar a aeronave KC-390, integra a capacidade de reabastecer e também ser reabastecida durante o voo;
- A Esquadra 502, a operar a aeronave C-295M, é compatível com o sistema de reabastecimento da aeronave abastecedora em estudo. Contudo o C-295M operado na FA terá de sofrer alterações a nível estrutural e de sistemas previstas pela AIRBUS.
- A Esquadra 751, a operar a aeronave EH-101, é compatível com o KC-390, contudo a FA apenas possui quatro aeronaves com este tipo de capacidade do total da frota que opera nesta instituição militar.
- As Esquadras 201 e 301, a operar a aeronave F-16, não são compatíveis com a aeronave KC-390 devido à utilização do sistema Boom, incompatível com o P&D.


Algumas coisas já foram aqui ditas no fórum, mas aconselho a dar uma vista de olhos a este estudo porque tem algumas informações interessantes, como alcance das aeronaves, com e sem reabastecimento em voo, entre outras coisas.

Estive a ler o relatório e não me convenceu.  :-P

Tudo o que vem lá faz sentido e seria o desejável mas não se aplica a este Pais que anda a poupar nas horas de Voo, ainda menos sentido faz quando nos lembramos que o AAR é muito, mas muito mais caro que o abastecimento em Terra, e que maior parte das missões realizadas por Portugal não tem a urgência necessária para um AAR.

A nível internacional poderia fazer sentido, mas não estou a ver como é que isso ia ser feito apenas com 5 c-390.

Mas também a marinha vai gastar 10 milhões a fazer uma revisão no Bérrio para navegar por mais 10 anos, por isso
 

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 110
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 63 vez(es)
  • +28/-2
Re: KC-390 na FAP
« Responder #457 em: Janeiro 24, 2020, 04:38:16 pm »
Bem, este estudo tira muitas das duvidas que haviam:

Compatibilidade da aeronave KC-390 com o reabastecedor KC-390

Citar
A aeronave KC-390 foi concebida com capacidade para reabastecer e ser reabastecida(P. J.Martins, op. cit.). O KC-390 poderá ser reabastecido por qualquer aeronave dotada do sistema P&D e que efetue este procedimento com velocidades compreendidas entre os 120 e 300 KIAS(P. J: Martins, op. cit.). Relativamente à altitude esta plataforma tem capacidade para realizar  o  reabastecimento  entre  os  2000  e  32000  pés,  conforme  referido.Todas  as aeronaves KC-390 que irão equipar a FA terão o sistema P&D instalado.É  possível  concluir  que a  aeronave  KC-390  poderá  ser  reabastecida  pela  sua congénere.

4.1.3. Compatibilidade da aeronave EH-101 com o reabastecedor KC-390Fruto de informação veiculada pelo Coronel Piloto Aviador J. A.Diniz, piloto de EH-101  e  especialista  em  aeronaves  de  asa  rotativa(entrevista  presencial,  em23de abril de 2019),pode-se afirmar que esta frota de helicópteros está equipada com o sistema P&D e devidamente certificada para efetuar reabastecimento em voo, contudo,nunca foi efetuado reabastecimento aéreo com os helicópteros portugueses(J. A.Diniz, op. cit.). A FA tem no seu inventário quatro sistemas de P&D prontos para instalação nas aeronaves.Todavia,do universo  de  aeronaves  EH-101,  apenas  quatro  unidades  estão  preparadas  fisicamente  para receber  a  instalação  do  sistema  referido  anteriormente,conforme a  informação  veiculada pelo Piloto Aviador A.R.Gouveia, piloto de EH-101 (entrevista presencial, 23 de junho de 2019). Quanto aos indicadores velocidade e altitude, importa perceber se estas variáveis são compatíveis  na  sua  plenitude  com  o  KC-390.Este  tipo  de  operação é realizado com velocidades mínima de 120KIAS e máxima de 130KIAS. Quanto ao intervalo de altitudes,este verifica-se entre os 2000 e 5000 pés(A. R. Gouveia, op. cit.). Os referidos valores de altitudes são definidos essencialmente tendo por premissa os níveis mínimos de turbulência nos quais as operações de AAR deverão ser efetuadas.Perante a compilação dos dados referentes à altitude, velocidade e tipo de sistema de AAR poder-se-á constatar  a total e completa compatibilidade entre as plataformas KC-390 e EH-101 relativamente ao AAR
« Última modificação: Janeiro 24, 2020, 04:39:06 pm por ocastilho »
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."
 

*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 910
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 861 vez(es)
  • +113/-1
Re: KC-390 na FAP
« Responder #458 em: Janeiro 24, 2020, 04:45:54 pm »

Isso. No limite talvez para missões SAR dos EH-101 - mas o custo extra do equipamento, do treino necessário...

O 390 poderá não solucionar nesta situação, nem nenhum dos reabastecedores a jacto no mercado. Das duas uma, ou usavas um C-295 para esta função, ou compras um avião específico, ou não compras nada.

- A Esquadra 751, a operar a aeronave EH-101, é compatível com o KC-390, contudo a FA apenas possui quatro aeronaves com este tipo de capacidade do total da frota que opera nesta instituição militar.

O método é compatível, mas as aeronaves é mais certo não serem, por questões das velocidades mínima do KC-390 e máxima do Merlin.

Depois heí-de despender um pouco de tempo para ler o estudo e procurar um tópico sobre este tema para não puxar para o off-topic.

Segundo o trabalho:

Citar
4.1.3. Compatibilidade da aeronave EH-101 com o reabastecedor KC-390
Fruto de informação veiculada pelo Coronel Piloto Aviador J. A. Diniz, piloto de EH-101 e especialista em aeronaves de asa rotativa (entrevista presencial, em 23 de abril de 2019), pode-se afirmar que esta frota de helicópteros está equipada com o sistema P&D e devidamente certificada para efetuar reabastecimento em voo, contudo, nunca foi efetuado reabastecimento aéreo com os helicópteros portugueses (J. A. Diniz, op. cit.). A FA tem no seu inventário quatro sistemas de P&D prontos para instalação nas aeronaves. Todavia, do Reabastecimento Aéreo na Força Aérea Portuguesa universo de aeronaves EH-101, apenas quatro unidades estão preparadas fisicamente para receber a instalação do sistema referido anteriormente, conforme a informação veiculada pelo Piloto Aviador A. R. Gouveia, piloto de EH-101 (entrevista presencial, 23 de junho de 2019).

Quanto aos indicadores velocidade e altitude, importa perceber se estas variáveis são compatíveis na sua plenitude com o KC-390. Este tipo de operação é realizado com velocidades mínima de 120 KIAS e máxima de 130 KIAS. Quanto ao intervalo de altitudes, este verifica-se entre os 2000 e 5000 pés (A. R. Gouveia, op. cit.). Os referidos valores de altitudes são definidos essencialmente tendo por premissa os níveis mínimos de turbulência nos quais as operações de AAR deverão ser efetuadas.

Perante a compilação dos dados referentes à altitude, velocidade e tipo de sistema de AAR poder-se-á constatar a total e completa compatibilidade entre as plataformas KC-390 e EH-101 relativamente ao AAR.
« Última modificação: Janeiro 24, 2020, 04:47:00 pm por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1873
  • Recebeu: 425 vez(es)
  • Enviou: 75 vez(es)
  • +88/-25
Re: KC-390 na FAP
« Responder #459 em: Janeiro 24, 2020, 05:00:44 pm »
Ok e foi testado no mundo real, ou só no papel? Alguma aeronave a jacto, e com aquela configuração de asas, na história da aviação reabasteceu um helicóptero em voo?

PS: Esse estudo é mais um estudo sobre o KC-390 na FAP do que da capacidade AAR como um todo, dado que se ignorou completamente a espinha dorsal da Força Aérea. "Não dá para o F-16" e pronto? Não se aprofunda este assunto?
« Última modificação: Janeiro 24, 2020, 05:13:47 pm por dc »
 

*

Tikuna

  • Membro
  • *
  • 70
  • Recebeu: 51 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +15/-208
Re: KC-390 na FAP
« Responder #460 em: Janeiro 24, 2020, 06:41:38 pm »
Na FAB foi feito e será utilizado para reabastecer nossos Caracal, que tem velocidades semelhantes as do EH101. Não creio que será empecilho.
 

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 533
  • Recebeu: 92 vez(es)
  • Enviou: 115 vez(es)
  • +81/-24
Re: KC-390 na FAP
« Responder #461 em: Janeiro 24, 2020, 08:29:51 pm »
Citação de: asalves link=topic=13056.msg323466#msg323466 date=1579877032

[quote author=LM link=topic=13056.msg323470#msg323470 date=1579878327
Isso. No limite talvez para missões SAR dos EH-101 - mas o custo extra do equipamento, do treino necessário...

O 390 poderá não solucionar nesta situação, nem nenhum dos reabastecedores a jacto no mercado. Das duas uma, ou usavas um C-295 para esta função, ou compras um avião específico, ou não compras nada.


Era o que faria sentido, visto que em missões de SAR (não evacuação medica) vai sempre um c-295 a frente do EH-101. O problema é que só 4 dos EH-101 é que estão preparados para serem reabastecidos. Claro que se podia mandar os 4 516 para os Açores que é onde faz falta o reabastecimento, mas isso era assumir certas coisas. 8)
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4988
  • Recebeu: 2273 vez(es)
  • Enviou: 875 vez(es)
  • +612/-74
Re: KC-390 na FAP
« Responder #462 em: Janeiro 24, 2020, 10:41:07 pm »
Tivessem pensado nisso antes do negócio 390 e optado pelo J.

Abraços
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3101
  • Recebeu: 140 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +133/-32
Re: KC-390 na FAP
« Responder #463 em: Janeiro 25, 2020, 12:11:56 am »
Como é óbvio, o C-130J (KC) poderia reabastecer os AW-101, outros C-130J, HH-60G ?, C-295 etc..


Comprem mas é 1 A-130MRTT ou A-330MRTT.


Pelo que diz no artigo, Portugal será obrigado a ter 3 aeronaves disponíveis para AAR ( com PD ou Boom).
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

luis simoes

  • Membro
  • *
  • 251
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +0/-64
Re: KC-390 na FAP
« Responder #464 em: Janeiro 25, 2020, 12:40:16 am »
Mas qual a necessidade de Portugal ter reabastecimento aéreo?

Quando os F-16 fazem o mínimo de horas de voo possíveis para poupar na gota.

E os nossos meios aéreos passam mais tempo em Terra do que no Ar.

Abastecimento aéreo é para quem tem umas Forças Armadas a sério e não de brincar.
Asalves  Boa noite
sim de facto Concorde se ou nao  nao e imperativo que o KC seja e so para uso Como reabastecedor aereo de facto e uma das mais Valencias que a FAP ira tirar deste cargueiro mas tem outras Tantas capacidades que a meu ver foi uma Boa compra e sera uma Boa aeronave para os meios para os teatros que temos onde projectamos nossos homens e mulheres e para este tipo de missao e muito bem vindo…
abraxo...