Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa

  • 1857 Respostas
  • 383866 Visualizações
*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1983
  • Recebeu: 499 vez(es)
  • Enviou: 2478 vez(es)
  • +168/-22
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #210 em: Maio 31, 2017, 09:45:09 pm »
Essa conversão do Asterix é mais cara que um navio novo. Os canecos são malucos.

Então que se lixe a conversão! Arranjava-se um projecto de um AOR barato como os ingleses que estão a ser feitos na Coreia e fazia-se cá.

Os sul-coreanos já cá estiveram e levaram uma palmadinha nas costas da nossa parte e nada mais...




Segundo a Marinha Portuguesa:
"O Embaixador da República da Coreia, S.E. Chul-min Park foi recebido em audiência pelo Chefe do Estado-Maior da Armada e Autoridade Marítima Nacional, almirante António Silva Ribeiro. O encontro decorreu em ambiente salutar, de diálogo e partilha."

Sim. Não deve ter passado disso: ambiente salutar, diálogo (conversa de salão) e partilha.

Coitado do Sr. Embaixador sul-coreano que apesar vir de boa-fé, veio perder tempo com esta gente.
Ingenuamente os sul-coreanos constatando que a Marinha portuguesa possuía um navio reabastecedor (em que a única modernização digna desse nome que foi sujeito, ainda estava nas mãos dos britânicos) num estado obsolescência profunda e como a Royal Navy está a substituir navios idênticos por novos construídos na Coreia do Sul. Naturalmente pensaram, manda-se lá o nosso "homem" em Lisboa falar com os portugueses para tentar vender um novo navio reabastecedor (pensando eles que a Marinha irá continuar com essa valência) e proporcionar futuras conversações negociais entre os estaleiros e os responsáveis portugueses na tentativa de vender o navio.

Só que eles ainda não viram com o tipo de gente que se vieram meter. Quando cá lhes disserem que o orçamento para esse eventual navio é de 20 milhões de euros, os sul-coreanos vão pensar que estamos a fazer pouco deles ou que é uma cena para os "apanhados".

É pena porque a BMTDSL tem o projecto do AEGIR 10 que está mesmo a medida de substituir o bérrio, e se os noruegueses pagaram 160 milhões de € por um AEGIR 18R, um 10 com algumas modificações para apoio logistico ficava mesmo a matar. Até ja temos os CIWS para ele e tudo!

http://www.bmtdsl.co.uk/media/1057880/BMTDSL-Aegir-Brochure.pdf
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8976
  • Recebeu: 3473 vez(es)
  • Enviou: 1025 vez(es)
  • +4074/-6555
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #211 em: Junho 01, 2017, 10:53:41 am »
Essa conversão do Asterix é mais cara que um navio novo. Os canecos são malucos.
Por isso eles convertem. e depois pode ser que nos vendam a preço de saldo quando receberem os novos AOR...  ;D ;)

Citar
JSS construction is scheduled to begin in 2018.

http://navaltoday.com/2017/03/01/canada-contracts-seaspan-for-final-jss-design/

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

ICE 1A+

  • Especialista
  • ****
  • 928
  • Recebeu: 772 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +474/-31
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #212 em: Junho 01, 2017, 11:08:40 pm »
Citar
E só por curiosidade a Lisnave não tem capacidade de construção? É que os antigos ENVC parecem um bocado pequenos para navios desse tamanho.
 :G-beer2:

Repara  na foto a pequeno do NRP Sines ao centroid da foto junto do  Regina Baltica que esteve a ser  para a ser recondicionado depois de ter sido sido comprado  pela  Baleária
https://1.bp.blogspot.com/-BdPgm320VqI/WSSTvvYpq9I/AAAAAAAAUcs/yVWhBzOzMzwVQ_y2vfKhzsL2_8DPpOqDgCLcB/s1600/20170523_215343.png
 :G-beer2:


 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1983
  • Recebeu: 499 vez(es)
  • Enviou: 2478 vez(es)
  • +168/-22
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #213 em: Junho 01, 2017, 11:27:14 pm »
Citar
E só por curiosidade a Lisnave não tem capacidade de construção? É que os antigos ENVC parecem um bocado pequenos para navios desse tamanho.
 :G-beer2:

Repara  na foto a pequeno do NRP Sines ao centroid da foto junto do  Regina Baltica que esteve a ser  para a ser recondicionado depois de ter sido sido comprado  pela  Baleária
https://1.bp.blogspot.com/-BdPgm320VqI/WSSTvvYpq9I/AAAAAAAAUcs/yVWhBzOzMzwVQ_y2vfKhzsL2_8DPpOqDgCLcB/s1600/20170523_215343.png
 :G-beer2:

Ok, consegue levar uns navios ainda valentes, mas fiqueis sem saber, a Lisnave tem capacidade para construção de navios de grande porte ou não? Pelo site deles só fazem manutenções ,pinturas e coisas do genero. E é de estranhar visto terem uns estaleiros enormes.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 11180
  • Recebeu: 2403 vez(es)
  • Enviou: 3369 vez(es)
  • +762/-1037
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #214 em: Junho 02, 2017, 12:36:06 am »
Podem não ter pessoal qualificado para tal.

A Lisnave ainda funciona? Pensava que tinha ido à falência.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1983
  • Recebeu: 499 vez(es)
  • Enviou: 2478 vez(es)
  • +168/-22
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #215 em: Junho 02, 2017, 01:06:39 am »
Podem não ter pessoal qualificado para tal.

A Lisnave ainda funciona? Pensava que tinha ido à falência.

Sim, tem um estaleiro enorme em Setubal na zona de santa catarina, mas bota enorme nisso.
http://www.lisnave.pt/index2.htm
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 20906
  • Recebeu: 3247 vez(es)
  • Enviou: 2369 vez(es)
  • +1601/-3523
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #216 em: Junho 02, 2017, 10:25:33 am »
Podem não ter pessoal qualificado para tal.

A Lisnave ainda funciona? Pensava que tinha ido à falência.

Sim, tem um estaleiro enorme em Setubal na zona de santa catarina, mas bota enorme nisso.
http://www.lisnave.pt/index2.htm

Eu já lá estive a tirar fotografias, mas fiquei com a impressão que eles agora limitam-se a reparar e não constroem nada. Em todas as noticias que li, os ditos estaleiros estão a ter bons lucros e são uma empresa "saudável". Isso não quer dizer que não possam construir, apenas que se especializaram num determinado serviço. Os Estaleiros que vejo ainda a construir são os de Viana do Castelo, o do Alfeite e os do Mondego.

O “Haksolok”, que significa felicidade em tétum, é lançado à água no dia 26. Trata-se de um “ferryboat” encomendado por Timor Leste, num investimento de 13,3 milhões de euros. É a primeira grande embarcação saída dos Estaleiros Navais do Mondego desde há muitos anos.

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

ICE 1A+

  • Especialista
  • ****
  • 928
  • Recebeu: 772 vez(es)
  • Enviou: 72 vez(es)
  • +474/-31
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #217 em: Junho 02, 2017, 09:39:12 pm »
Podem não ter pessoal qualificado para tal.

A Lisnave ainda funciona? Pensava que tinha ido à falência.

Sim, tem um estaleiro enorme em Setubal na zona de santa catarina, mas bota enorme nisso.
http://www.lisnave.pt/index2.htm

Eu já lá estive a tirar fotografias, mas fiquei com a impressão que eles agora limitam-se a reparar e não constroem nada. Em todas as noticias que li, os ditos estaleiros estão a ter bons lucros e são uma empresa "saudável". Isso não quer dizer que não possam construir, apenas que se especializaram num determinado serviço. Os Estaleiros que vejo ainda a construir são os de Viana do Castelo, o do Alfeite e os do Mondego.

O “Haksolok”, que significa felicidade em tétum, é lançado à água no dia 26. Trata-se de um “ferryboat” encomendado por Timor Leste, num investimento de 13,3 milhões de euros. É a primeira grande embarcação saída dos Estaleiros Navais do Mondego desde há muitos anos.



Sim a Lisnave têm intalações  3 ou 4 vezes maiores que Viana do Castelo.
Dedicaram-se ao negocio mais rentável! a reparação naval e  gozam
de muito boa saúde.



Esse Ferry para Timor é o Anticiclone que foi rejeitado pelo Açores.
Os estaleiros do Modego compraram como sucata os blocos do navio que ja estavam prontos para serem montados pelos ENVC juntamente com toda a maquinaria e montaram o ferry nas suas intalações.
« Última modificação: Junho 02, 2017, 09:44:39 pm por ICE 1A+ »
 

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 361
  • Recebeu: 95 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +19/-11
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #218 em: Junho 12, 2017, 03:47:32 pm »
A Lisnave está instalada onde era antes a Setnave, nos Estaleiros da Mitrena, que são instalações enormes.
Mas a empresa só se dedica à reparação naval e é uma empresa saudável, como já foi dito.
Dá um pequeno lucro todos os anos.

Depois de tudo o que já li, confeço ter alguma dificuldade em entender como é se refere que os ENVC tem dificuldade de cosntruir barcos de grau de dificuldade baixo ou médio, como são os NPO ou seria um navio reabastecedor...até a entervista do responsável pelos estaleiros, após a entrega do primeiro NPO me pareceu estranha...há qualquer coisa que não bate certo no meio disto tudo!...quem faz um navio como o frigorífico Carmel e faz ferries, não faz um abastecedor com base num projecto já existente?...não é possível!...se for um projecto simples e bem testado, tem de fazer e barato!..e a Marinha tem um navio novo...não será por 20 milhões...isso é verdade...mas será feito cá...
« Última modificação: Junho 12, 2017, 03:50:19 pm por jpthiran »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 361
  • Recebeu: 95 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +19/-11
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #219 em: Dezembro 23, 2017, 04:39:49 pm »
Boa tarde.

A construção de um novo navio abastecedor (feito em Portugal),
com base num projecto bem testado quanto
1) custaria
2) demoraria
Cumprimentos,

Jean-Pierre.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8976
  • Recebeu: 3473 vez(es)
  • Enviou: 1025 vez(es)
  • +4074/-6555
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #220 em: Dezembro 23, 2017, 07:11:31 pm »
Tendo em conta que o NRP Bérrio é inferior às 12 000 toneladas, um navio à volta das 13 000 toneladas seria o ideal. Por exemplo a BMT oferece 3 tipos de navios, entre as 10 000 e as 26 000 toneladas. Este é o modelo na caso das 18 000T (o das 10 000t parece-me pequeno mas deixo a brochura https://www.bmtdsl.co.uk/media/6097759/BMTDSL-Aegir-Conpaper-WMTC-Mar06.pdf ) :



http://www.bmtdsl.co.uk/bmt-design-portfolio/auxiliaries/bmt-aegir-logistic-support-vessels/

Em termos de preço, os Tide de 39 000t (derivados dos BMT mas maiores) estão na ordem dos 115 milhões de libras (4 encomendas num total de 450 milhões) mas o da Noruega vai aos 140 milhões. Depende do que se lá colocar, mas um modelo menor será na ordem dos 60 a 70 milhões .São navios que estão a levar entre o corte de chapa e a entrega à volta de 2 anos.  https://en.wikipedia.org/wiki/Tide-class_tanker

http://www.bmtdsl.co.uk/media/1057880/BMTDSL-Aegir-Brochure.pdf

A meu ver para Portugal faria sentido um JSS que pudesse operar com fuzos e veículos, desembarcados por lanchas e apoiados por helicópteros alem de fazer reabastecimento . Diversas empresas tem concepções desse tipo mas o preço é maior, ficando-se a partir dos 140 milhões até aos 400 milhões de euros do JSS Karel Dorman.



Saudações

« Última modificação: Dezembro 23, 2017, 07:14:01 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1983
  • Recebeu: 499 vez(es)
  • Enviou: 2478 vez(es)
  • +168/-22
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #221 em: Dezembro 23, 2017, 09:50:24 pm »
Tendo em conta os modelos da BMT, os designs parecem bastante modulares. De certeza não seria difícil passar o Aegir 10 para as 12K toneladas.
 :new_argue:
 

*

jpthiran

  • Perito
  • **
  • 361
  • Recebeu: 95 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +19/-11
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #222 em: Dezembro 23, 2017, 10:09:15 pm »
ou seja, se falamos por exemplo de 120 milhões de euros e
dados problemas com os orçamentos de estado e a demora de construção de 2 anos...
...poderia fazer-se a coisa da seguinte maneira...
...40 milhões no primeiro ano
...40 milhões no segundo ano
...e 40 milhões no início do terceiro ano...
...se o trabalho começar no início do primeiro ano e acabar no fim do segundo ano...
...pode ser pago em 3 prestações anuais...
...não me parece um exagero para o Estado...
...que vos parece?...
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 8976
  • Recebeu: 3473 vez(es)
  • Enviou: 1025 vez(es)
  • +4074/-6555
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #223 em: Dezembro 24, 2017, 12:15:11 pm »
Foi a partir do BMT de 26 000 toneladas que surgiram os Tide de 39 000 toneladas, pelo que como o Stalker79 diz e muito bem converter o projecto para as 13 000, acrescentando um deck Roll On-Roll Off e duas lanchas mais as respectivas gruas não parece ser nada de mais (tipo o canadiano embora menor e mais barato).

Citar
https://rusi-ns.ca/hadr/

O problema em Portugal não é dinheiro mas sim falta de vontade. Quando foi preciso arranjar dinheiro para os Kc390 a bem de uma série de coisas, segundo a maralha política, nem se pestanejou com 360 milhões. Com este dinheiro a marinha tinha JSS, Upgrade nas fragatas e tejo (com a verba equivalente pois a FAP precisa de aparelhos de transporte) o que já não era nada mau (se sobrasse para mais 2 ou 3 helis, melhor.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 19214
  • Recebeu: 5971 vez(es)
  • Enviou: 6684 vez(es)
  • +7426/-10050
Re: Novo Reabastecador da Marinha Portuguesa
« Responder #224 em: Janeiro 22, 2018, 07:34:03 pm »
SeaWaves Magazine

 
@seawaves_mag
 1h1 hour ago

France is planning to order four new AORs to replace the Durance class, of which, only three are still in service.

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas