O Reapetrechamento da Marinha

  • 786 Respostas
  • 41862 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #405 em: Maio 29, 2020, 02:00:18 pm »
Eu acho que o valor do MLU é mais um valor genérico, em que "depois vê-se para o que dá" do que algo baseado em valores concretos de ofertas no mercado. Foi dividir o orçamento do LPD por 2, desses 150 milhões, ficaram 135* para as fragatas e o resto ciberdefesa.

O valor era entre os 120 (40 por navio) e os 135 (45 por navio), mas estou mais inclinado para este último.

Mas se viessem os AB a custo zero, compensava mais dar 400 milhões para o upgrade destes dois navios, do que os 135 para as VdG. As capacidades de ambas as classes estão universos aparte. E teríamos só os navios com mais VLS da Europa.  c56x1
 

*

Kalil

  • Membro
  • *
  • 294
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • Enviou: 49 vez(es)
  • +17/-6
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #406 em: Maio 29, 2020, 02:41:59 pm »
Ficam mais baratas 2 FREMM por 600M que duas Arleigh Burke a custo zero..
E são melhores.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7062
  • Recebeu: 3089 vez(es)
  • Enviou: 1643 vez(es)
  • +1668/-132
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #407 em: Maio 29, 2020, 02:43:22 pm »
15mm AB miniatures do melhor que em termos de Napoleónicos. :rir: :rir: :rir: :rir:

Abraços
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1428
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 1248 vez(es)
  • +213/-7
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #408 em: Maio 29, 2020, 03:10:56 pm »
Eu acho que o valor do MLU é mais um valor genérico, em que "depois vê-se para o que dá" do que algo baseado em valores concretos de ofertas no mercado. Foi dividir o orçamento do LPD por 2, desses 150 milhões, ficaram 135* para as fragatas e o resto ciberdefesa.

O valor era entre os 120 (40 por navio) e os 135 (45 por navio), mas estou mais inclinado para este último.

Isso..

15mm AB miniatures do melhor que em termos de Napoleónicos. :rir: :rir: :rir: :rir:

  :mrgreen:

Talvez fosse melhor o NVF ter informado o forum sobre um possível CVN...?  ::) 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #409 em: Maio 29, 2020, 03:26:16 pm »
Ficam mais baratas 2 FREMM por 600M que duas Arleigh Burke a custo zero..
E são melhores.

Não sei se é assim tão simples. Até porque as FREMM seriam 600 milhões cada, por isso a curto prazo seriam claramente mais caras. E com base apenas no que o NVF disse, que até agora é a única informação que há nesta hipotética opção dos AB, estes já incluem um lote considerável de mísseis, será que as FREMM italianas incluíam ou tinham de comprar à parte? E passaríamos a usar outro tipo de míssil completamente diferente do ESSM em simultâneo? E os Otomat em vez dos Harpoon que ainda vamos utilizar nas BD? Ou gastamos mais dinheiro a modificar os navios a uniformizar os SSM? Tanta questão que carece de resposta. A longo termo sim, às FREMM serão mais baratas, mas precisam de muitos anos de uso para recuperar o custo inicial.

As FREMM são melhores tecnologicamente, têm sensores mais recentes, melhores capacidades ECM em teoria, hangar duplo. Mas em poder de fogo, os 90 VLS dos AB têm grande vantagem. É só ver 16 para ESSM Block 2 (64 mísseis), 32 para SM-2, 8 para VL ASROC. Sobram 34 células, que podem ser para Tomahawks, SM-3, SM-6, LRASM ou para aumentar a quantidade dos mísseis anteriores. É outro campeonato...
 

*

Kalil

  • Membro
  • *
  • 294
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • Enviou: 49 vez(es)
  • +17/-6
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #410 em: Maio 29, 2020, 03:35:42 pm »
Ficam mais baratas 2 FREMM por 600M que duas Arleigh Burke a custo zero..
E são melhores.

Não sei se é assim tão simples. Até porque as FREMM seriam 600 milhões cada, por isso a curto prazo seriam claramente mais caras. E com base apenas no que o NVF disse, que até agora é a única informação que há nesta hipotética opção dos AB, estes já incluem um lote considerável de mísseis, será que as FREMM italianas incluíam ou tinham de comprar à parte? E passaríamos a usar outro tipo de míssil completamente diferente do ESSM em simultâneo? E os Otomat em vez dos Harpoon que ainda vamos utilizar nas BD? Ou gastamos mais dinheiro a modificar os navios a uniformizar os SSM? Tanta questão que carece de resposta. A longo termo sim, às FREMM serão mais baratas, mas precisam de muitos anos de uso para recuperar o custo inicial.

As FREMM são melhores tecnologicamente, têm sensores mais recentes, melhores capacidades ECM em teoria, hangar duplo. Mas em poder de fogo, os 90 VLS dos AB têm grande vantagem. É só ver 16 para ESSM Block 2 (64 mísseis), 32 para SM-2, 8 para VL ASROC. Sobram 34 células, que podem ser para Tomahawks, SM-3, SM-6, LRASM ou para aumentar a quantidade dos mísseis anteriores. É outro campeonato...

Exactamente DC, mais uma razão, é outro campeonato que não é o nosso. Fazem mais falta as capacidades acrescidas por uma FREMM que o poder de fogo das AB.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #411 em: Maio 29, 2020, 04:05:16 pm »
Pois o problema é que, devido ao custo mais imediato das FREMM, esta proposta foi prontamente negada, e na minha opinião, foi uma má decisão. Mas com base no que temos hoje, esta dos AB caía que nem uma luva, pois seria isto, ou continuar com as VdG até 2030/35.

Mas fazendo um pouco de agilidade mental e orçamental, os 1200 milhões das FREMM (ou mesmo os 950 que o NVF apontou), davam para pagar as duas AB e o upgrade dos F-16 ainda esta década, resolvendo assim dois programas perto de urgentes, pelo preço de duas FREMM.
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1299
  • Recebeu: 183 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-72
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #412 em: Maio 29, 2020, 07:03:44 pm »
Se a modernização das Ab passar por retirar os lançadores da ré para colocar um hangar, com o engenho do Costa ainda dá para lhes chamar fragatas. :mrgreen:
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #413 em: Maio 29, 2020, 07:32:13 pm »
Retirar aqueles VLS era um autêntico crime de guerra.  :mrgreen:
Será que o Wave leva dois Lynx bem arrumadinhos no hangar? Assim deixava de ser problema os AB não terem hangar.

E se bem me lembro, houve um jornalista que escreveu numa notícia há uns meses sobre um "navio de patrulha" americano ao largo dos Açores, referindo-se a um Arleigh Burke... Por isso podem vender ao povo como OPV.  ::)

Já agora, se conseguíssemos negociar navios de 95 ou adiante, já aguentavam até 2040...
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1299
  • Recebeu: 183 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-72
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #414 em: Maio 29, 2020, 07:47:28 pm »
Retirar aqueles VLS era um autêntico crime de guerra.  :mrgreen:
Será que o Wave leva dois Lynx bem arrumadinhos no hangar? Assim deixava de ser problema os AB não terem hangar.

E se bem me lembro, houve um jornalista que escreveu numa notícia há uns meses sobre um "navio de patrulha" americano ao largo dos Açores, referindo-se a um Arleigh Burke... Por isso podem vender ao povo como OPV.  ::)

Já agora, se conseguíssemos negociar navios de 95 ou adiante, já aguentavam até 2040...

29 MK41 não chega?
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #415 em: Maio 29, 2020, 07:58:42 pm »
Ias "apagar" o selling point dos navios, para colocar um hangar que ia ficar vazio 90% do tempo? Para o SNMG1 o navio mesmo sem heli serve, numa força nacional 2 BD e o Wave já levavam 3 Lynx... Quando só tens 5, nem é preciso muito mais que isso... Os outros dois estariam sempre ou em manutenção ou a passear um almirante...  ::)

Pior é que se o tal overhaul custa o que custa sem esse tipo de modificações pesadas, imagina incluir isso... Mais o paiol de vinho...
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1299
  • Recebeu: 183 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-72
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #416 em: Maio 29, 2020, 08:43:14 pm »
Ias "apagar" o selling point dos navios, para colocar um hangar que ia ficar vazio 90% do tempo? Para o SNMG1 o navio mesmo sem heli serve, numa força nacional 2 BD e o Wave já levavam 3 Lynx... Quando só tens 5, nem é preciso muito mais que isso... Os outros dois estariam sempre ou em manutenção ou a passear um almirante...  ::)

Pior é que se o tal overhaul custa o que custa sem esse tipo de modificações pesadas, imagina incluir isso... Mais o paiol de vinho...

E conseguir vender um stealth destroyer a populaça?
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3604
  • Recebeu: 856 vez(es)
  • Enviou: 192 vez(es)
  • +175/-86
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #417 em: Maio 29, 2020, 10:45:53 pm »
Fácil:
Redução do número de navios de 3 para 2, poupando recursos.
Vão ser "doados".
É a única solução à vista para a substituição atempada das VdG, para não acontecer como o Bérrio (só este argumento já serve).
O upgrade destes, é muito inferior à quantia de navios novos, "nesta época pós-covid" e vai permitir operá-los por 15 anos.
Boa parte dos custos estão assegurados com a venda das VdG e com a verba inicialmente prevista para o MLU destas fragatas.

Se alguém perder uma hora a pensar nisso, é capaz de arranjar muito mais justificações... Mas para quê? Se as aquisições militares dependerem todas da opinião pública, até o material praticamente doado, então nunca se compra nada... Este caso seria uma daquelas opções de recurso, por não haver capacidade financeira para comprar novo. Ou é isto, ou é continuar à espera do milagre de 2030.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3918
  • Recebeu: 314 vez(es)
  • Enviou: 170 vez(es)
  • +474/-209
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #418 em: Maio 29, 2020, 11:49:18 pm »
Flight one comissionado em 1991, logo ainda poderá vir cá parar  :mrgreen: , que dizem ?


Mr Pompeo ?  :mrgreen:




:D
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9841
  • Recebeu: 1084 vez(es)
  • Enviou: 1624 vez(es)
  • +1005/-1269
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #419 em: Maio 30, 2020, 09:32:56 am »
Quando o NRP Realidade chegar eu quero ver  :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 4277
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 13271
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 4452
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 11556
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 2397
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro