Revolta no Mundo Árabe

  • 863 Respostas
  • 119273 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11426
  • Recebeu: 409 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +69/-59
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #105 em: Fevereiro 24, 2011, 07:22:34 pm »
NATO não vai intervir na crise da Líbia


O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, afirmou que a aliança militar do Ocidente não vai ter qualquer intervenção no conflito na Líbia. Fogh Rasmussen afirmou nesta quinta-feira que não recebeu qualquer pedido nesse sentido e que, de qualquer forma, qualquer intervenção teria de ser baseada num mandado das Nações Unidas.

Os comentários do secretário-geral foram feitos em Kiev à margem de uma visita oficial à Ucrânia.

Fogh Rasmussen declarou que os acontecimentos na Líbia não ameaçam nenhum membro da NATO, mas podem originar uma crise de refugiados em massa.

As manifestações populares da Líbia têm vindo a ser abafadas através da violência, o que faz prever a possibilidade de uma guerra civil.

SOL
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +10/-0
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #106 em: Fevereiro 26, 2011, 02:24:01 am »
Boas!

O cenario esta cada vez mais negro!  uma guerra civil  parece cada vez mais inevitável!


Citar

Em novo discurso, Kadafi convoca povo líbio para a guerra

"O povo líbio ama Kadafi", disse o ditador à multidão. Ele afirmou ainda que "todos os arsenais serão abertos para armar apopulação",


 O ditador líbio Muamar Kadafi discursou nesta sexta-feira para uma multidão reunida na Praça Verde de Trípoli e convocou seus seguidores e a população a se preparar para defender o país, segundo imagens divulgadas pela televisão estatal. Ele também manteve uma postura desafiadora frente aos apelos da comunidade internacional para acabar com a repressão violenta aos protestos. A União Europeia (UE) aprovou sanções contra a Líbia e o Conselho de Direitos Humanos da Organizações das Nações Unidas (ONU) recomendou que o país seja suspenso da entidade. Os rebeldes, que já ocuparam diversas regiões da Líbia e se dirigiram à capital onde cinco deles foram mortos, também tomaram controle da cidade e do terminal portuário petrolífero de Marsa El-Brega, no Golfo de Sirta
 

*

chaimites

  • 1663
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +10/-0
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11426
  • Recebeu: 409 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +69/-59
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #108 em: Fevereiro 27, 2011, 06:04:49 pm »
Mugabe terá enviado mercenários para ajudar Kadhafi


O presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, enviou mercenários para a Líbia para prestar apoio ao aliado líder líbio. A notícia foi avançada este domingo pelo Sunday Times.

O jornal já tinha adiantado, na semana passada, que centenas de soldados e elementos da Força Aérea do Zimbabwe viajaram para a Líbia num voo charter para ajudarem Muammar Kadhafi.

Fontes dos serviços secretos do Zimbabwe referiram que algumas das tropas eram da Quinta Brigada, conhecida pela sua intervenção perante a rebelião em Matabeleland na década de 80, que matou 20 mil civis.

Na base deste apoio terá estado um acordo secreto entre o líder líbio e o chefe das Forças Armadas do Zimbabwe. Para além de militares deste país, outros da Costa do Marfim, Chade e Maurícias foram também enviados para território líbio.

A Bola
 

*

PILAO251

  • 184
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #109 em: Fevereiro 27, 2011, 09:34:27 pm »
O descontrolo é quase total, pois 2 Hercúles foram evacuar cerca de 150 trabalhadores ingleses, das petrolíferas no meio do deserto e não foi certamente o Kadafi que lhes deu permissão. Segundo a noticia, a protecção era feita por SAS.
Sky News
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4257
  • Recebeu: 287 vez(es)
  • Enviou: 275 vez(es)
  • +56/-24
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #110 em: Fevereiro 28, 2011, 10:44:27 am »
o kadafi ja parece o antigo ministro de informação iraquiano. Mas valia demitir-se do que passar por um boneco engraçado.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11426
  • Recebeu: 409 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +69/-59
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #111 em: Fevereiro 28, 2011, 12:40:11 pm »
Kadhafi será julgado pelo Tribunal Penal Internacional


O presidente da Líbia, Muammar Kadhafi, será julgado pelo Internacional (TPI), em Haia, na Holanda por crimes contra a humanidade e de guerra e acusações de violações aos direitos humanos, a pedido do Conselho de Segurança da ONU.

Paralelamente, representantes dos Estados Unidos e de vários países europeus reúnem-se hoje, em Genebra, para analisar a adopção de mais sanções à Líbia.

As informações são do Departamento de Estado norte-americano e também das Nações Unidas. Há denúncias de que pessoas foram enterradas vivas na Líbia, durante os protestos, e bombardeamentos atingiram as cidades de Trípoli, capital líbia, e Benghazi.

A secretária de Estado norte-americana, Hillary Clinton, afirmou que os membros do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas vão analisar nesta segunda-feira alternativas para ampliar as sanções à Líbia. Hillary negou as acusações de que os Estados Unidos estimulam as manifestações que ocorrem não só na Líbia, mas noutros países muçulmanos.

«Essa mudança que está a varrer toda a região é proveniente de dentro das sociedades, não está a vir de fora. Mas cada país é diferente e cada um deve lidar com as exigências do seu próprio povo e buscar caminhos que conduzam à mudança», disse a secretária de Estado.

No sábado, o Conselho de Segurança determinou que as autoridades líbias cooperem com o TPI nas suas investigações sobre a crise que atinge a Líbia desde 15 de Fevereiro. Porém, o país não é signatário do Estatuto de Roma, que criou o Tribunal Penal Internacional. Na resolução, o órgão condenou o que ocorre na Líbia.

«É um ataque generalizado e sistemático em curso na Líbia contra a população civil que pode constituir crimes contra a humanidade», referiu.

Efectivamente, o tribunal passou a actuar em 1996. O órgão foi criado com o objectivo de julgar indivíduos e não os Estados – o que é uma tarefa do Tribunal Internacional de Justiça. São levadas ao Tribunal Penal Internacional denúncias como genocídios, crimes de guerra e contra a humanidade.

Já foram indiciados 78 suspeitos, dos quais a maioria é sérvia, croata e árabe. Foram condenados o croata-bósnio Drazen Erdemovic e o sérvio-bósnio Dusan Tadic, além do líder nacionalista sérvio-bósnio Radovan Karadzic.

Lusa
 

*

PILAO251

  • 184
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #112 em: Março 01, 2011, 09:11:19 am »
Algo começa a cheirar mal aqui na terra do Bouteflika.
Há grossas manifs contra o desemprego em frente as Wilayas(Câmaras Municipais), desde domingo passado, as quais estão fechadas, com policia a carregar no povão nas cidades de Tizi-Ouzou e Boumerdes.
Att
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 790
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #113 em: Março 01, 2011, 10:39:37 am »
Citação de: "PILAO251"
Algo começa a cheirar mal aqui na terra do Bouteflika.
Há grossas manifs contra o desemprego em frente as Wilayas(Câmaras Municipais), desde domingo passado, as quais estão fechadas, com policia a carregar no povão nas cidades de Tizi-Ouzou e Boumerdes.
Att
Esperemos que sim. Se bem que, a seguir a regra da escalada que temos visto até agora, a coisa fosse feia na certa.
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11426
  • Recebeu: 409 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +69/-59
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #114 em: Março 01, 2011, 07:25:17 pm »
Intervenção da NATO na Líbia só em último caso diz Santos Silva


O ministro português da Defesa, Augusto Santos Silva, defendeu hoje em Maputo que a eventual imposição de uma zona de exclusão aérea na Líbia ou uma intervenção da NATO devem ser em último caso «e sempre sob mandato da ONU».

No quadro de uma visita oficial de três dias a Moçambique, e a propósito das sanções decretadas pela comunidade internacional contra o Governo líbio, Santos Silva afirmou ainda que «a área territorial que o coronel Muammar Kadhafi controla é cada vez mais pequena».

«Grande parte do território líbio está fora das estruturas leais a Kadhafi, e deram-se passos importantes do ponto de vista humanitário, com a chegada de organizações humanitárias nas áreas que já escaparam ao seu controlo», realçou Augusto Santos Silva.

«Há discussões em curso no Conselho de Segurança das Nações Unidas e também no quadro da União Europeia. O Conselho de Segurança já aprovou um primeiro conjunto de medidas, de sanções dirigidas ao que resta do poder que rodeia Muammar Kadhafi», sublinhou Santos Silva.

As sanções decretadas pelas Nações Unidas contra o líder líbio, a sua família e colaboradores mais próximos incluem o congelamento de bens, proibição de viagens e embargo da venda de armamento.

Centenas de pessoas já morreram na Líbia, na sequência da rebelião contra Muammar Kadhafi, no poder há mais de 42 anos, mas o líder líbio, encurralado na capital Tripoli, já disse que prefere morrer como um mártir, combatendo até ao fim.

Lusa
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11426
  • Recebeu: 409 vez(es)
  • Enviou: 230 vez(es)
  • +69/-59
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #115 em: Março 01, 2011, 08:46:55 pm »
Centenas de jovens do Mali e do Níger chamados por Kadhafi


Centenas de jovens tuaregues do Mali e do Níger, incluindo ex-rebeldes, foram recrutados por Muammar Kadhafi para ajudarem na repressão da revolta popular que já controla grande parte da Líbia, afirmaram hoje responsáveis regionais do Mali.

"Estamos mais do que preocupados", disse à agência de notícias AFP Abdu Salam Ag Assalat, presidente da assembleia regional de Kidal, no nordeste do Mali, explicando que esses jovens "estão a subir em massa" para a Líbia.

Quer Muammar Kadhafi "resista ou caia", o responsável regional teme consequências para toda a região, resultantes do envolvimento dos mercenários do Mali e do Níger.

"É muito perigoso para nós (…), isso acabará por ter um impacto para a nossa região", afirmou Abdou Salam Ag Assalat, uma opinião também partilhada pelo autarca de Kidal, Arbacane Ag Bazayak, que, citado pela AFP, disse temer que esses jovens venham a ser "um perigo para toda a sub-região".

Abdu Salam Ag Assalat explicou que as autoridades regionais "estão a tentar dissuadi-los" em deixarem o Mali rumo a Líbia, sobretudo os antigos rebeldes, uma tarefa "nada fácil" porque "para eles há dólares e armas".

"Tudo isso assusta-me, verdadeiramente, porque um dia [os jovens] vão voltar com as mesmas armas para desestabilizar a região do Sahel", afirmou o responsável.

Abdu Salam Ag Assalat garantiu que na Líbia já estará "um ex-líder dos rebeldes tuaregues do Mali" e que há toda uma rede organizada que trata da viagem destes jovens: "Kadhafi (…) sabe quem chamar, eles fazem viagens em grupos. É no Chade que parece haver uma ponte aérea".

Os tuaregues são um povo nómada de cerca de 1,5 milhões que está dividido entre o Níger, Mali, Argélia, Líbia e o Burkina Faso.

O líder líbio, Muammar Kadhafi, é acusado de ter contratado mercenários africanos para reprimir a revolta popular, iniciada a 15 de fevereiro, e espalhar o terror no país, mas esta informação ainda não pode ser confirmada.

Há no entanto, vários relatos de testemunhas – incluindo de antigos membros do regime de Kadhafi – que dão conta do envolvimento de mercenários africanos na repressão da oposição líbia.

Lusa
 

*

Cunha

  • 85
  • +0/-0
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #116 em: Março 01, 2011, 09:14:05 pm »
No meio de tudo isto, há e como não poderia deixar de ser muita desinformação e contra-informação. Por vezes abre-se os telejornais e só se vê mentiras, acho que a qualidade da informação nos países ditos ocidentais deixa muito a desejar, no fundo a informação está cada vez mais inquinada e basicamente contam-nos apenas o que interessa.
Eu sinceramente não gosto que me atirem areia para os olhos porque conheço minimamente  este dossier, Kadaffi não é santo nenhum, mas passou de besta a bestial em pouco tempo porque tinha petróleo, foi recebido nas melhores e mais respeitáveis salas de jantar da Europa, e fez contratos milionários com a elite europeia no que respeita á exploração de petróleo e gás. De repente volta á condição de pária novamente, porque a revolução do jasmim na Tunisia abriu aporta para encostar um anti-imperialista.
A revolução do jasmim começou como algo puro e genuíno, contudo as forças que se movem por detrás da cortina aproveitaram-se logo disto para jogar as suas pedras.No Egipto, foi o Irão a tentar minar a aliança americana, aqui são os EUA, por motivos óbvios a tentar derrubar Kadaffi.Nada que me surpreenda.
Mas de tudo, o que mais me impressiona é a desinformação.
Foi dito que o kadaffi tinha fugido para a Venezuela, pelos vistos foi mentira. Que o kadaffi bombardeou civis na líbia, o embaixador Português desmentiu, bem como outro embaixador ou embaixadora não sei de que pais que falava na televisão, nos jornais e telejornais dizem que a situação é caótica, os Portugueses quando chegam dizem que não.
Bem, em quem devemos acreditar?
Diz-se também que kadaffi tem mercenários a atirar sobre os manifestantes, quanto a isto parece haver sérias evidências, mas Mubarak também os tinha, o que não faltava no Cairo eram snipers, aliás viu-se na Sic ou na Tvi um tipo a ser alvejado.
Se kadaffi vai ser acusado de crimes de guerra, então Mubarak e Suleiman devem ser os próximos, é tudo farinha do mesmo saco.
A comunicação social engana a opinião pública, o cenário está a ser montado, primeiro as sanções, não tarda nada estão ai a sugerir uma invasão da Líbia, pelos vistos os EUA já têm 2 navios de guerra a caminho do mediterrâneo carregado de marines, depois uns anos mais tarde é que vamos descobrir que as provas são falsas, será?
Bem, isto faz-me lembrar outra invasão ocorrida ali para os lados do Iraque, e outra campanha de intoxicação que fomos vitimas pelo ano de 2003.
Para além disso, quem anda informado sabe que a rebelião começou em Benghazi, desencadeada pela Frente de Salvação da Líbia, organização apoiada pelas secretas interessadas que trataram de armar estes indivíduos para montar o cenário da guerra civil.
E não foi por acaso que Benghazi surgiu como o pólo da rebelião, é na Cirenaica que operam as principais petrolíferas internacionais, e é ali a desembocadura dos pipe-lines gasíferos e petrolíferos que ligam a Líbia á Europa.
Nada acontece por acaso, cada um defende os seus interesses, sempre foi assim, e sempre será, eu só estou é digamos, enfastiado de tanta desinformação, e em abono da verdade é bem que se diga, de alguma hipocrisia.
Saudações Patrióticas.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +355/-2
    • http://www.areamilitar.net
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #117 em: Março 02, 2011, 12:26:47 am »
Nós temos que tentar perceber - dentro do possível - o que é verdade e o que não é.

A afirmação de que o Kadafi tinha fugido para a Venezuela originou da oposição líbia e não seria estranho, dado que se trata de regimes marxistas dirigindo por facínoras loucos ou semi-loucos.
O que se diz do Kadafi também se pode aplicar ao maluco do Hugo Chavez.

A verdade é que este tipo de regimes jogaram com a desconfiança do ocidente relativamente ao fundamentalismo islâmico. Para o ocidente, acabou sendo preferivel uma ditadura que perseguia os fanáticos religiosos que um regime fanático às portas da Europa.

Isso é assim tão dificil de entender ?

A ideia era no entanto que os ditadores moderassem a sua actuação.
Kadafi não tem nada a ver com Mubarak. Os dois são resultado de processos diferentes. Enquanto que um se retirou pressionado pelos americanos o outro, um marxista árabe, não pode ser condicionado por nada, porque já não há União Soviética.
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 790
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #118 em: Março 02, 2011, 11:42:38 am »
Estardes a fazer muita matemática ideológica para explicar algo que não o precisa: O Kadafi é maluco, o Mubarak não. O Egipto tem um Estado e Forças Armadas que são distintos do regime, a Líbia não.
 

*

brunopinto90

  • 159
  • +0/-0
Re: Revolta no Mundo Árabe
« Responder #119 em: Março 02, 2011, 06:53:40 pm »
Vi no teletexto da RTP1, que há suspeitas ou parece que a Líbia dispõe de armas de destruição maciça.
Será isto verdade?

Armas biológicas, químicas, nucleares, a líbia tem disto?

A líbia já teve e fez um acordo de desmantelação e redução ou até mesmo a "extinção".
 

 

al-Zarqawi - "Domínio muçulmano no mundo"

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 7
Visualizações: 2722
Última mensagem Junho 27, 2004, 09:26:50 pm
por Spectral
Revolta na Grécia e no Sul da Europa?

Iniciado por Miguel

Respostas: 2
Visualizações: 1437
Última mensagem Fevereiro 19, 2012, 09:33:00 pm
por VICTOR4810
Inverno Árabe

Iniciado por typhonman

Respostas: 6
Visualizações: 3365
Última mensagem Junho 23, 2019, 10:37:47 am
por mafets