Substituição dos Alpha-jet

  • 803 Respostas
  • 128458 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3597
  • Recebeu: 854 vez(es)
  • Enviou: 191 vez(es)
  • +175/-86
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #555 em: Fevereiro 04, 2020, 02:58:36 pm »
O AMX-T é a versão de treino do AMX. Faz ataque ligeiro mas é sobretudo de treino. Os modernizados pela Embraer ficaram assim (tendo sido modernizados pela Embraer poderia essa modernização ser feita nas Ogma):

Os Custos com certeza seriam menores que qualquer jacto equivalente. No caso dos F16 só os aparelhos da primeira esquadra foram novos, sendo os restantes células usadas convertidas. O problema do PC21 e também do Super Tucano não tem a ver com preços mas sim com um perfil operacional que a FAP não quer mudar, preferindo continuar a contar com um jacto de treino, pelo que fala-se sobretudo do 346 (o qual também faz ataque ligeiro.  ;)

Sim eu sei que o T é a versão de treino.

E o F-16 não é um caça equivalente ao AMX mesmo na versão pura de combate deste último. Com "aviões equivalentes" refiro-me aos M-345, 346, L-39 Alca, os T-7 e Textron Scorpion americanos, os Hawk, os T-50... não só em custos de aquisição, como de manutenção e operação.

E a FAP pretende mesmo isso, ou somos nós? É que até agora não se tem falado em mais nada que não Super Tucanos ou PC-21 para substituir os Alpha Jet, nem me parece que haja orçamento na LPM para muito mais que uns turboprop.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6217
  • Recebeu: 1417 vez(es)
  • Enviou: 684 vez(es)
  • +1124/-271
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #556 em: Fevereiro 04, 2020, 03:36:59 pm »
O AMX-T é a versão de treino do AMX. Faz ataque ligeiro mas é sobretudo de treino. Os modernizados pela Embraer ficaram assim (tendo sido modernizados pela Embraer poderia essa modernização ser feita nas Ogma):

Os Custos com certeza seriam menores que qualquer jacto equivalente. No caso dos F16 só os aparelhos da primeira esquadra foram novos, sendo os restantes células usadas convertidas. O problema do PC21 e também do Super Tucano não tem a ver com preços mas sim com um perfil operacional que a FAP não quer mudar, preferindo continuar a contar com um jacto de treino, pelo que fala-se sobretudo do 346 (o qual também faz ataque ligeiro.  ;)

Sim eu sei que o T é a versão de treino.

E o F-16 não é um caça equivalente ao AMX mesmo na versão pura de combate deste último. Com "aviões equivalentes" refiro-me aos M-345, 346, L-39 Alca, os T-7 e Textron Scorpion americanos, os Hawk, os T-50... não só em custos de aquisição, como de manutenção e operação.

E a FAP pretende mesmo isso, ou somos nós? É que até agora não se tem falado em mais nada que não Super Tucanos ou PC-21 para substituir os Alpha Jet, nem me parece que haja orçamento na LPM para muito mais que uns turboprop.
Na realidade o T é a versão que nunca saiu do papel. Aliás o ideal era a ATA2 (A fab só usa A1B).

https://www.aereo.jor.br/2009/09/27/versoes-do-amx-que-nao-decolaram/

Citar
AMX-ATA-2: Aeronave de ataque leve e treinador de exportação, dotado de aviônica avançada e novo motor EJ-200, sem pós-combustor.

AMX e F16 são caças muito diferentes e obviamente não estão na mesma categoria. Embora diversas versões melhoradas do AMX tenham sido propostas nunca foram feitas. Estava portanto a referir-me ao treino e aos custos de comprar as células e modernizar em termos de jactos de treino (talvez o melhor exemplo até seja a USAF que modernizou T37 e T38 até recentemente). Um turboprop é mais barato mas o aparelho mais falado nos corredores do Estado Maior é o 346, sendo que por exemplo máquinas como o L39, são consideradas inadequadas.

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1601/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #557 em: Fevereiro 04, 2020, 03:51:08 pm »
O "caça do marketing"? Estou extremamente desapontado.  :mrgreen:

A propósito, como vamos de AWACS pela FAP?  :mrgreen: ;)



Grande foto! Embora tenham voado muitas vezes em conjunto depois da 103 ter ido para Beja em 1987, há todavia poucas fotos dos Talon e dos Alpha-Jet A do JaboG 44 juntos.  c56x1
« Última modificação: Fevereiro 04, 2020, 03:58:50 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1619
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 1461 vez(es)
  • +128/-18
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #558 em: Fevereiro 04, 2020, 08:39:26 pm »
Só por curiosidade, o que foi feito de todos os nossos Talon!?
Os americanos só agora é que vão substituir os deles. Porque que é que Portugal se livrou deles tão cedo?
 :-P
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1601/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #559 em: Fevereiro 04, 2020, 10:02:52 pm »
Só por curiosidade, o que foi feito de todos os nossos Talon!?
Os americanos só agora é que vão substituir os deles. Porque que é que Portugal se livrou deles tão cedo?
 :-P

A descoberta de rachas graves nas asas, um pouco à semelhança do que havia acontecido com os T-37C três anos antes e que ditaram a aposentação compulsiva das duas frotas (e um acidente fatal com os Panchos). A reparação dos T-38 comportava um custo proibitivo (compra de novas asas), e como os alemães iam sair de Beja e deixar-nos os 50 Alpha-Jet A foi decidido então abater a frota ao mesmo tempo que os Fiat.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9679
  • Recebeu: 1189 vez(es)
  • Enviou: 2767 vez(es)
  • +177/-54
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #560 em: Fevereiro 04, 2020, 10:52:08 pm »
Então o Fiat G-91 for retirado de serviço por obsolescência e os T-37, T-38 e A-7 devido a fadiga estrutural?
 
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3597
  • Recebeu: 854 vez(es)
  • Enviou: 191 vez(es)
  • +175/-86
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #561 em: Fevereiro 04, 2020, 11:06:41 pm »

A propósito, como vamos de AWACS pela FAP?  :mrgreen: ;)

Está para vir certamente, aeronave de reabastecimento, as fragatas AAW e a extensa lista de compras de material que precisamos.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3910
  • Recebeu: 312 vez(es)
  • Enviou: 166 vez(es)
  • +472/-193
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #562 em: Fevereiro 05, 2020, 12:05:08 am »
O AMX-T é a versão de treino do AMX. Faz ataque ligeiro mas é sobretudo de treino. Os modernizados pela Embraer ficaram assim (tendo sido modernizados pela Embraer poderia essa modernização ser feita nas Ogma):

Os Custos com certeza seriam menores que qualquer jacto equivalente. No caso dos F16 só os aparelhos da primeira esquadra foram novos, sendo os restantes células usadas convertidas. O problema do PC21 e também do Super Tucano não tem a ver com preços mas sim com um perfil operacional que a FAP não quer mudar, preferindo continuar a contar com um jacto de treino, pelo que fala-se sobretudo do 346 (o qual também faz ataque ligeiro.  ;)

Sim eu sei que o T é a versão de treino.

E o F-16 não é um caça equivalente ao AMX mesmo na versão pura de combate deste último. Com "aviões equivalentes" refiro-me aos M-345, 346, L-39 Alca, os T-7 e Textron Scorpion americanos, os Hawk, os T-50... não só em custos de aquisição, como de manutenção e operação.

E a FAP pretende mesmo isso, ou somos nós? É que até agora não se tem falado em mais nada que não Super Tucanos ou PC-21 para substituir os Alpha Jet, nem me parece que haja orçamento na LPM para muito mais que uns turboprop.
Na realidade o T é a versão que nunca saiu do papel. Aliás o ideal era a ATA2 (A fab só usa A1B).

https://www.aereo.jor.br/2009/09/27/versoes-do-amx-que-nao-decolaram/

Citar
AMX-ATA-2: Aeronave de ataque leve e treinador de exportação, dotado de aviônica avançada e novo motor EJ-200, sem pós-combustor.

AMX e F16 são caças muito diferentes e obviamente não estão na mesma categoria. Embora diversas versões melhoradas do AMX tenham sido propostas nunca foram feitas. Estava portanto a referir-me ao treino e aos custos de comprar as células e modernizar em termos de jactos de treino (talvez o melhor exemplo até seja a USAF que modernizou T37 e T38 até recentemente). Um turboprop é mais barato mas o aparelho mais falado nos corredores do Estado Maior é o 346, sendo que por exemplo máquinas como o L39, são consideradas inadequadas.

Saudações

Espero bem que sim, uns 10 M-346 em Beja era a "matar".

Só faltam mesmo os UH-60 e uns Apache para ficar-mos com uma FA mínimamente decente, faltando ( A-310/330 MRTT e um avião como o A-400M).

Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1601/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #563 em: Fevereiro 05, 2020, 12:40:03 am »
Então o Fiat G-91 for retirado de serviço por obsolescência e os T-37, T-38 e A-7 devido a fadiga estrutural?

Correcto, se bem que obsolescência quase pudesse ser transversal a todos eles à data do seu abate. Mas sim, ao contrário do T-33 em 1990 por velhice, o caso dos T-37 e T-38 é mais relacionado com as graves falhas nas asas encontradas após inspecções profundas.

 Ambas as frotas já tinham tempo de serviço na USAF quando para cá vieram e mais ainda acumularam, sobretudo os Panchos nos Asas de Portugal, uma das poucas patrulhas acrobáticas no mundo que usava o T-37. O Talon foi mesmo a questão das asas e o custo exorbitante de equipa-los com novas, isto porque a data planeada do seu abate era igual à do A-7P, 2005.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1601/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #564 em: Fevereiro 06, 2020, 08:08:53 pm »
Não ficavam tão bem em Beja nas cores da FAP (e dos Asas)?  ;)













Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, oi661114

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7035
  • Recebeu: 3081 vez(es)
  • Enviou: 1638 vez(es)
  • +1664/-131
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #565 em: Fevereiro 06, 2020, 08:24:09 pm »
claro que ficavam e uma dúzia destes


mais oito 346FT, já chegava!!!


Abraços
« Última modificação: Fevereiro 06, 2020, 08:27:46 pm por tenente »
 

*

MATRA

  • Perito
  • **
  • 437
  • Recebeu: 132 vez(es)
  • Enviou: 664 vez(es)
  • +33/-10
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #566 em: Fevereiro 07, 2020, 10:12:50 am »
O "titi" está hoje na Embraer, será que vem Tucano? :mrgreen:
An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill
Democracies aren’t overthrown; they’re given away
George Lucas, 2005
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7035
  • Recebeu: 3081 vez(es)
  • Enviou: 1638 vez(es)
  • +1664/-131
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #567 em: Fevereiro 07, 2020, 10:20:09 am »
O "titi" está hoje na Embraer, será que vem Tucano? :mrgreen:

deve estar a verificar se os rebites do primeiro painel do 390 estão lá todos. :rir: :rir: :rir: :rir:

Abraços
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1601/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #568 em: Fevereiro 08, 2020, 12:10:44 pm »
(...) Questionado se o Governo português tem interesse em comprar outros aviões da Embraer, como o Super Tucano (caça de ataque leve também usado para treinamento de pilotos), Cravinho disse que não está na lei de programação militar portuguesa, mas admitiu abertura.

"Na nossa lei de programação militar esta tipologia não está prevista, mas é interessante conhecer os produtos. Não sou especialista da matéria, mas para mim é interessante conhecer um produto do qual os nossos oficiais da força aérea falam", explicou.
"Trata-se também de uma aeronave para formação de pilotos e, em Portugal, estamos a equacionar o desenvolvimento de uma escola de formação de pilotos com a iniciativa privada. Portanto, é possível que no futuro vejamos Super Tucanos em Portugal", completou o ministro da Defesa.
(...)

Também vi o Titi em Gavião Peixoto na RTP a apreciar o ST.

Então quer dizer que para virmos de novo a ter aviões de treino avançado na FAP é preciso recorrer à iniciativa privada porque não há verbas alocadas para isso nos 10 anos de vigência da LPM? Mas que miséria, francamente. ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16205
  • Recebeu: 1428 vez(es)
  • Enviou: 1332 vez(es)
  • +227/-233
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #569 em: Fevereiro 08, 2020, 02:12:04 pm »
INSTRUÇÃO AVANÇADA DE PILOTOS DE COMBATE DEFINIÇÃO DE UMA SOLUÇÃO DE FUTURO PARA A FORÇA AÉREA.

Desde janeiro de 2018 a Força Aérea começou a viver o problema da falta de um Sistema de Armas para ministrar a Instrução Avançada de Pilotos de Combate. Face a esta realidade, a Força Aérea procurou, antecipadamente, soluções para a substituição da frota Alpha Jet, as quais não tiveram resultado, devido às verbas disponibilizadas para o efeito. Por forma a continuar a formação de Pilotos para as Esquadras 201 e 301, foi assinada uma Letter of Offer and Acceptance com a United States Air Force para garantir esta Instrução até 2028. Estudaram-se as opções da Força Aérea, atendendo à conjuntura atual e aos desafios futuros, com base na análise do T-X Program, dos trabalhos desenvolvidos pela Divisão de Operações, e das entrevistas conduzidas a oito Pilotos com experiência operacional em F-16, dos quais, quatro foram Pilotos Instrutores de Instrução Avançada. Recorrendo a uma metodologia de raciocínio indutivo, assente numa investigação qualitativa e no desenho de pesquisa de estudo de caso, definiram-se três soluções para o futuro da Instrução Avançada na Força Aérea, com níveis de ambição diferentes, mas com o mesmo propósito, a preparação de pilotos altamente qualificados para o cumprimento das missões de Soberania e Defesa Aérea de Portugal.

https://comum.rcaap.pt/bitstream/10400.26/30055/1/TII%20CAP%20DAVID%20FERNANDES.pdf
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5683
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14666
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 12154
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 168457
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 2063
Visualizações: 317435
Última mensagem Novembro 12, 2020, 09:02:25 am
por tenente