Substituição dos Alpha-jet

  • 647 Respostas
  • 113731 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2559
  • Recebeu: 541 vez(es)
  • Enviou: 113 vez(es)
  • +115/-44
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #630 em: Março 02, 2020, 05:46:49 pm »

Para deprimir ainda mais quanto ao estado das nossas Forças Armadas, e um dos sistemas de armas que podíamos/devíamos ter.  8)
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8055
  • Recebeu: 859 vez(es)
  • Enviou: 977 vez(es)
  • +119/-43
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #631 em: Março 03, 2020, 01:48:31 am »
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1776
  • Recebeu: 222 vez(es)
  • Enviou: 443 vez(es)
  • +10/-1
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #632 em: Março 03, 2020, 06:09:18 am »
Pilotos da Força Aérea Portuguesa qualificam-se em T-38C nos Estados Unidos da América
Citação de: FAP
Dois militares da Força Aérea Portuguesa acabaram com distinção a primeira fase do curso avançado de pilotagem nos Estados Unidos da América, mais concretamente na Base Aérea de Laughlin, no Texas.

O curso efectuado na aeronave T-38C é composto por duas etapas, a primeira consiste na qualificação e adaptação a aeronaves de reação, e a segunda, denominada de "Introduction to Fighter Fundamentals", pretende dotar os pilotos com os conceitos base para emprego táctico de armamento nos mais diversos cenários actuais de combate.

Esta formação, tem como objectivo preparar os pilotos portugueses que futuramente irão integrar as esquadras de F-16 em Monte Real.

Actualmente, o Tenente Piloto Aviador Dias, e o Tenente Piloto Aviador Lampreia, já se encontram na Base Aérea de Randolph, em frequência da segunda fase do referido curso, que está previsto terminar no final do mês de Abril.

De acordo com os seus formadores, ambos têm desempenhado a missão com muita dedicação, rigor, e profissionalismo, contribuindo desta forma para o mérito e prestígio das Forças Armadas Portuguesas nos Estados Unidos da América.

Estes cursos resultam de um acordo de cooperação bilateral entre a Força Aérea Portuguesa e a sua congénere norte-americana, sendo que o próximo, a iniciar ainda este ano, terá uma participação de quatro pilotos portugueses.
https://emfa.pt/noticia-2891- (2 de Março de 2020)

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5651
  • Recebeu: 2577 vez(es)
  • Enviou: 1016 vez(es)
  • +866/-81
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #633 em: Março 03, 2020, 06:58:24 am »
Pilotos da Força Aérea Portuguesa qualificam-se em T-38C nos Estados Unidos da América
Citação de: FAP
Dois militares da Força Aérea Portuguesa acabaram com distinção a primeira fase do curso avançado de pilotagem nos Estados Unidos da América, mais concretamente na Base Aérea de Laughlin, no Texas.

O curso efectuado na aeronave T-38C é composto por duas etapas, a primeira consiste na qualificação e adaptação a aeronaves de reação, e a segunda, denominada de "Introduction to Fighter Fundamentals", pretende dotar os pilotos com os conceitos base para emprego táctico de armamento nos mais diversos cenários actuais de combate.

Esta formação, tem como objectivo preparar os pilotos portugueses que futuramente irão integrar as esquadras de F-16 em Monte Real.

Actualmente, o Tenente Piloto Aviador Dias, e o Tenente Piloto Aviador Lampreia, já se encontram na Base Aérea de Randolph, em frequência da segunda fase do referido curso, que está previsto terminar no final do mês de Abril.

De acordo com os seus formadores, ambos têm desempenhado a missão com muita dedicação, rigor, e profissionalismo, contribuindo desta forma para o mérito e prestígio das Forças Armadas Portuguesas nos Estados Unidos da América.

Estes cursos resultam de um acordo de cooperação bilateral entre a Força Aérea Portuguesa e a sua congénere norte-americana, sendo que o próximo, a iniciar ainda este ano, terá uma participação de quatro pilotos portugueses.
https://emfa.pt/noticia-2891- (2 de Março de 2020)

Cumprimentos,

Já repararam na ironia que esta noticia contém ????
Então nós mandamos os nossos ás couves e agora, não sei quantos anos depois dos T38 Talon não servirem para a FAP eis que……
É por estas e por outras, que tendo vistas curtas nos acontecem episódios como este, uma vez mendigos…………..Nunca passaremos da CEPA TORTA, meus caros !!!

Em meados dos anos 70, a Força Aérea Portuguesa (FAP) não tinha em operação nenhum avião com características supersónicas. O North American F-86F Sabre era o avião mais rápido que tinha no seu inventário, mas o peso da idade impunha a sua substituição.

Vários países da NATO tinham substituído os seus F-86 Sabre pelo Lockheed F-104 ou então pelo Northrop F-5, um pequeno caça táctico que parecia ser a melhor opção para substituir o velho Sabre.

O F-5 não era um avião muito sofisticado, mas tinha capacidade supersónica e excelentes qualidades gerais, além de custos de operação e manutenção baixos e armamento versátil. A FAP estava seriamente interessada em receber este aparelho e para começar a preparar os seus pilotos e técnicos recebeu por empréstimo seis Northrop T-38A Talon. Os aviões chegaram em 1976, desmontados a bordo de um C-5 Galaxy com matrículas americanas e foram integrados na Esquadra 201 dos falcões que operava os últimos F-86 Sabre.

Como o processo de aquisição dos F-5 continuava em vista de se concretizar, a FAP recebeu mais 6 T-38A em Janeiro de 1980, destinados à BA de Monte Real e à Esquadra 201 "Falcões". Só que nessa altura já se equacionava a compra dos Vought A-7P Corsair, pois eram mais aptos para operações antinavio e a opção pelos Northrop F-5 foi sendo adiada até finalmente ser preterida. O T-38 perdia assim a sua razão de ser, mas ficaria na mesma ao serviço da FAP por cedência norte-americana.

Nessa altura, os 12 aparelhos são transferidos para a Esquadra 103 "Caracóis" juntamente com os Lockheed T-33A, continuando a operar em Monte Real. Como se tratavam de aviões com características diferentes, a 103 foi dividida em duas esquadrilhas independentes cada um com um tipo de aparelho. Em Janeiro de 1987, toda a Esquadra 103 foi transferida para a Base Aérea nº11, em Beja, onde o T-38 começou a ser usado em 1990 no curso de Introdução Operacional (CIO), que visava o treinamento avançado para as esquadras de combate e depois em substituição dos T-33 no Curso de Instrução Complementar de Pilotagem de Aviões de Combate (CICPAC).

O T-38 acabaria a sua vida operacional em Beja em Junho de 1993, sendo substituído nos meses seguintes pelos Alpha Jet da Luftwaffe cedidos à FAP como contrapartida pelo uso desta base.

Durante os 17 anos de atividade na FAP, seriam os únicos aparelhos supersónicos a operar em Portugal, estatuto que conservariam até ao fim dos seus dias em Beja e sem registo de qualquer acidente.




http://asasdeferro.blogspot.com/2015/05/northrop-t-38-talon.html


Abraços
« Última modificação: Março 03, 2020, 07:09:53 am por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5851
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 617 vez(es)
  • +450/-150
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #634 em: Março 03, 2020, 09:53:50 am »
O Tio Trump não arranja uns 5 T38C para os amigos ou também não serve aqui para o burgo (foram modernizados em 2017)?  :mrgreen: :mrgreen:









Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2986
  • Recebeu: 1681 vez(es)
  • Enviou: 1094 vez(es)
  • +1116/-172
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #635 em: Março 03, 2020, 11:00:50 am »
O Tio Trump não arranja uns 5 T38C para os amigos ou também não serve aqui para o burgo (foram modernizados em 2017)?  :mrgreen: :mrgreen:









Saudações


A brincar, a brincar agora que a produção do T-7A vai começar em força, de certeza que se arranjaria em breve de novo uma dúzia de Talon modernizados para a 103. O problema é que neste momento, a não ser eventualmente oferecido ou comparticipado/adquirido por privados, não se está a ver qualquer novo avião de treino avançado para a FAP. E para esta missão o Governo não pode candidatar-se a fundos comunitários para pagar parte de uma suposta aquisição... só se tentassem dizer que a aeronave teria duplo-uso tipo treino avançado de pilotagem e "Fire" Forward Air Controller (FFAC), por exemplo. :mrgreen: ::)
« Última modificação: Março 03, 2020, 03:34:03 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8055
  • Recebeu: 859 vez(es)
  • Enviou: 977 vez(es)
  • +119/-43
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #636 em: Março 03, 2020, 01:27:40 pm »
A FAP gostava do T38 e das suas capacidades de avião de formação mas a situação da época alinhou-se noutro sentido.

Tal como o texto do Tenente refere, os F5 não vieram, os T38 tinham que fazer uma inspecção grande às asas, os alemães ofereceram 50 Alpha Jet, por isso juntado a parte económica, à parte dos Alpha Jet terem dupla valência, instrução e combate. A escolha foi acabar com os T38 em Portugal e usar os Alpha Jet.
« Última modificação: Março 03, 2020, 01:29:29 pm por Lightning »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2986
  • Recebeu: 1681 vez(es)
  • Enviou: 1094 vez(es)
  • +1116/-172
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #637 em: Março 03, 2020, 03:56:36 pm »
A FAP gostava do T38 e das suas capacidades de avião de formação mas a situação da época alinhou-se noutro sentido.

A situação alinhou-se noutro sentido porque os alemães iam sair de Beja e passar o "all weather, night and day low flying training" com os Tornado para o Novo México devido à oposição na altura da opinião pública e do Governo do Cavaco, e ainda aproveitaram o fim da Guerra Fria para se livrarem dos Alpha-Jet em excesso que eram bem onerosos de manter. Caso a coisa não se tivesse alinhado dessa forma a FAP ter-se-ia de fazer à vida pois em apenas 3 anos havia perdido T-33, T-37 e T-38.

A FAP esteve para ser o primeiro cliente do Skyfox, uma versão muito melhorada do T-33. Assinámos inclusivamente uma LOI em 1986 para a compra de 20 kits para que as OGMA pudessem efectuar em Alverca o upgrade das melhores 20 células Shooting Star que possuíamos, mas como não apareceram mais clientes interessados a coisa acabaria por cair por terra.


https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_Skyfox


Por um lado ainda bem porque o alcunhado "avião do Batman" era feio como uma noite de trovões.  :mrgreen:
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2559
  • Recebeu: 541 vez(es)
  • Enviou: 113 vez(es)
  • +115/-44
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #638 em: Março 03, 2020, 04:07:15 pm »
A posição dos motores faz quase lembrar o A-10. Na volta era adquirido a seguir.  :mrgreen:
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1479
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 1317 vez(es)
  • +122/-17
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #639 em: Março 03, 2020, 04:11:12 pm »
A posição dos motores faz quase lembrar o A-10. Na volta era adquirido a seguir.  :mrgreen:

Faz lembrar um mix do A-10 com o ME-262!
 :-P
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2986
  • Recebeu: 1681 vez(es)
  • Enviou: 1094 vez(es)
  • +1116/-172
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #640 em: Março 03, 2020, 05:06:03 pm »





Para a missão secundária de ataque ao solo nem era preciso armamento na minha opinião; era tão feio que só de o ver a voar na sua direcção o inimigo já morria de susto.  :mrgreen:


Por outro lado, o RFB Fantrainer que a FAP queria para substituir o T-37C em meados da década de 80 era mais engraçadinho apesar de tudo,e aquela ventoinha devia dar muito jeito no tempo quente de Beja. ;D

« Última modificação: Março 03, 2020, 05:29:10 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5651
  • Recebeu: 2577 vez(es)
  • Enviou: 1016 vez(es)
  • +866/-81
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #641 em: Março 17, 2020, 11:33:30 am »
Cá está o substituto do Alpha-Jet  Luso

L-39NG passes key fuselage strength test 17 March 2020

Aero Vodochody’s L-39NG has passed fuselage strength tests, as the company works towards certification of the advanced jet trainer.

Using the fuselage of aircraft 7002, which is earmarked for static trials, the test saw the structure initially taken to the limit load, which corresponds to the maximum possible load during flight.

Subsequently, this was increased to the ultimate load, or 150% of limit load. It was only at 110% of this higher level that a structural failure occurred.


Source: Aero Vodochody Aircraft 7002 is earmarked as the L-39NG’s static test aircraft.

“The purpose of the tests was to verify the strength of the airframe according to the requirements of [European military airworthiness certification criteria],” says Aero Vodochody.

“During previous tests, the fuselage was loaded by bending, by inertial forces of the engine and also by forces from the horizontal tail. The last realised test represented the most critical case, it is the combined bending load of the horizontal and vertical tail.”

Evaluations were discontinued after the structural failure appeared so as not to destroy the fuselage, which is needed for additional trials, such as the pilot hinge seat test.

Four aircraft are earmarked for the L-39NG’s certification campaign. In addition to test article 7002, aircraft 7001 is used for flight tests, ground vibration tests, and weapons tests.

Aircraft 7003 is earmarked for fatigue tests, and aircraft 7004 for flight tests. Aircraft 7001-7003 are listed as prototypes, but 7004 will be a pre-serial production aircraft.


Source: Aero Vodochody Aircraft 7002 undergoes static testing

The L-39NG is an update on the venerable L-39, gaining a Williams International FJ44-4M engine, new avionics, and five hard points for weapons.

Cirium fleets data shows 26 orders for the type: 12 for RSW Aviation, 10 for SkyTech and four for the Senegal air force.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=39&page=6

Abraços
« Última modificação: Março 17, 2020, 11:42:02 am por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, nelson38899, Stalker79

*

Red Baron

  • Especialista
  • ****
  • 940
  • Recebeu: 135 vez(es)
  • Enviou: 141 vez(es)
  • +85/-41
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #642 em: Maio 07, 2020, 12:49:02 pm »
Citar
Sweden has formally launched the search for a new jet trainer aircraft, with a request for information (RFI) released by the FMV national procurement agency on 4 May.

The RFI seeks to source a replacement for the Swedish Air Force's (SwAF's) Saab 105 (SK 60 in national service) jet trainer aircraft that first flew in 1963 and joined the SwAF inventory in 1967.

"It is a very tight timeline but the air force's clear requirement is that the system should be based on existing products and that there should be no Swedish special solutions," the FMV said, adding that the supplier will also be responsible for maintenance for the first three years with an option for another two years.

As noted by the FMV, the constituent parts of the training requirement are the aircraft; flight safety equipment (helmets, mask, lifejacket, parachute); simulators; Part Task Trainer (simpler PC-type simulators); computer-based training; through-life support; and maintenance of the aircraft and simulators.

Contrato importante, vamos ver quem ganha.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5851
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 617 vez(es)
  • +450/-150
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #643 em: Maio 07, 2020, 02:00:32 pm »
A Fap não quer o avião checo mas sim o Italiano. Só que por este andar (e então agora com o Covid 19)...  ::) ::)





Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2559
  • Recebeu: 541 vez(es)
  • Enviou: 113 vez(es)
  • +115/-44
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #644 em: Maio 07, 2020, 02:32:16 pm »
Eu não creio que o programa sueco tenha influência por cá.
E a FAP pode querer o que bem lhe entender, que enquanto o governo quiser a tal "escola privada", vai ficar tudo em stand-by por uns tempos (anos). Mesmo sem covid o cenário não era animador, por causa desta suposta escola, agora ainda pior.
 

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5471
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14324
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 11798
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 162632
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 1999
Visualizações: 304496
Última mensagem Maio 19, 2020, 07:12:04 pm
por Lightning