Substituição dos Allouette III

  • 800 Respostas
  • 163668 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5926
  • Recebeu: 1283 vez(es)
  • Enviou: 622 vez(es)
  • +563/-157
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #750 em: Janeiro 28, 2019, 11:47:11 am »
Sinceramente, não veja grande vantagem no A109. É que o Koala é um 109 monomotor, pelo que adquirir 109s não trará grandes vantagens em termos de capacidade, para além das operacionais inerentes ao facto de dispor de uma segunda turbina.

Sinceramente, o 169M está noutro campeonato e deveria ser a aeronave a adquirir. Se não quisermos pôr os ovos todos no mesmo saco (fabricante), então uns 60L/M* usados vinham mesmo a calhar. Quando a mísseis, esqueçam que não há guito para isso, umas metralhadores e, eventualmente, uns rockets e já não é mau.

* Há umas quantas células HH-60H da US Navy com muitas horas disponíveis ali para os lados do Boneyard. Têm a vantagem de já ser blindados e de estarem bem equipados em termos de sensores — até têm FLIR que é uma coisa que alguns proponentes da navegação à vista acham redundante.
O 109 não é propriamente uma máquina que delire, mas face ao complictómetro cá do burgo até via como positivo se viessem. De resto hipóteses além das avançadas existem umas quantas, até novos. Vamos ver o que vem.  ;)


Citar
Lakota 7,76 Milhões USD


Citar
Mh6M 4,5 Milhões USD


Citar
Uh60M 5,9 Milhões USD


Citar
S70I 5 Milhões USD

https://www.aircraftcompare.com/manufacture-aircraft/Sikorsky-Helicopter/39

Cumprimentos

"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, Stalker79

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6020
  • Recebeu: 2715 vez(es)
  • Enviou: 1184 vez(es)
  • +1037/-91
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #751 em: Janeiro 28, 2019, 01:11:37 pm »
O CEMFA não anda muito contente com o apoio da Leonardo aos nossos EH101, muitas vezes não conseguiram ter o mínimo de 7 aparelhos operacionais que se comprometeram a manter e agora até querem aumentar o preço do próximo contrato de manutenção, por isso a FAP até está aberta à possibilidade de serem aparelhos usados e não devem ter problemas de serem outro fornecedor.

Também já me disseram o mesmo, e não é nada que a Leonardo não esteja precisar para não continuar uns certos abusos e desmandos derivados da sua posição praticamente dominante no que concerne à asa rotativa militar no nosso país. Até compreendo que possa não ser bom em termos de logística, mas é logo no 1º ano de Economia que se aprende que uma boa competição nunca fez mal a ninguém, e isso tem estado a faltar à Leonardo em Portugal apesar da boa vontade demonstrada ao avançar para a construção dos 2 primeiros AW119 com o contrato ainda sob escrutínio do Tribunal de Contas.

Até porque uma aquisição urgente, como se trata esta dos helicópteros de evacuação armados, não precisa de um plano a 30 anos como é costume por cá e por isso pode e deve perfeitamente ser feita recorrendo a helis usados, em 2ª mão e de outro fabricante. E mesmo por ajuste directo, sem intervenção da NSPA, caso haja essa necessidade.

Eu vou deixar uma pergunta no ar, se a Leonardo anda a falhar, já há largos meses, quanto á MNT dos 101, o que é verdade, porque é que a FAP escolheu como substituto do ALIII um heli construído pela Leonardo, não poderia ter optado pela Airbus ??

Abraços
« Última modificação: Janeiro 28, 2019, 01:14:25 pm por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6020
  • Recebeu: 2715 vez(es)
  • Enviou: 1184 vez(es)
  • +1037/-91
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #752 em: Janeiro 28, 2019, 01:13:47 pm »
Sinceramente, não veja grande vantagem no A109. É que o Koala é um 109 monomotor, pelo que adquirir 109s não trará grandes vantagens em termos de capacidade, para além das operacionais inerentes ao facto de dispor de uma segunda turbina.

Sinceramente, o 169M está noutro campeonato e deveria ser a aeronave a adquirir. Se não quisermos pôr os ovos todos no mesmo saco (fabricante), então uns 60L/M* usados vinham mesmo a calhar. Quando a mísseis, esqueçam que não há guito para isso, umas metralhadores e, eventualmente, uns rockets e já não é mau.

* Há umas quantas células HH-60H da US Navy com muitas horas disponíveis ali para os lados do Boneyard. Têm a vantagem de já ser blindados e de estarem bem equipados em termos de sensores — até têm FLIR que é uma coisa que alguns proponentes da navegação à vista acham redundante.
O 109 não é propriamente uma máquina que delire, mas face ao complictómetro cá do burgo até via como positivo se viessem. De resto hipóteses além das avançadas existem umas quantas, até novos. Vamos ver o que vem.  ;)


Citar
Lakota 7,76 Milhões USD


Citar
Uh60M 5,9 Milhões USD


Citar
S70I 5 Milhões USD

Cumprimentos

Penso exactamente o mesmo até os 109 já marchavam, pois pelo andar da carruagem, quando os Helis chegarem já muitos dirão que mais valia ter-se gasto o pilim noutros equipamentos !
Venham eles, que já vem tarde !!

Abraços
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8206
  • Recebeu: 903 vez(es)
  • Enviou: 1061 vez(es)
  • +127/-43
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #753 em: Janeiro 28, 2019, 01:21:43 pm »
Eu vou deixar uma pergunta no ar, se a Leonardo anda a falhar, já há largos meses, quanto á MNT dos 101, o que é verdade, porque é que a FAP escolheu como substituto do ALIII um heli construído pela Leonardo, não poderia ter optado pela Airbus ??

Porque a Airbus desistiu antes do concurso chegar ao fim, deixando a Leonardo sozinha.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6020
  • Recebeu: 2715 vez(es)
  • Enviou: 1184 vez(es)
  • +1037/-91
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #754 em: Janeiro 28, 2019, 01:25:20 pm »
Eu vou deixar uma pergunta no ar, se a Leonardo anda a falhar, já há largos meses, quanto á MNT dos 101, o que é verdade, porque é que a FAP escolheu como substituto do ALIII um heli construído pela Leonardo, não poderia ter optado pela Airbus ??

Porque a Airbus desistiu antes do concurso chegar ao fim, deixando a Leonardo sozinha.

O que prova a credibilidade que os nossos concursos tem, pois na grande maioria das vezes, borregam, daí eu afirmar que a culpa, quanto á situação da MNT dos 101, não é só da Leonardo, os nossos Governos também, tem a sua quota parte de culpa, na presente situação !

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar

*

MATRA

  • Perito
  • **
  • 434
  • Recebeu: 131 vez(es)
  • Enviou: 664 vez(es)
  • +32/-10
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #755 em: Janeiro 28, 2019, 02:49:20 pm »
Acho que enquanto a questão das contrapartidas não estiver resolvida, não vale a pena sonhar com qualquer produto Airbus para as nossas FA.
An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill
Democracies aren’t overthrown; they’re given away
George Lucas, 2005
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 528
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 67 vez(es)
  • +34/-9
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #756 em: Janeiro 28, 2019, 02:53:10 pm »
Eu vou deixar uma pergunta no ar, se a Leonardo anda a falhar, já há largos meses, quanto á MNT dos 101, o que é verdade, porque é que a FAP escolheu como substituto do ALIII um heli construído pela Leonardo, não poderia ter optado pela Airbus ??

Porque a Airbus desistiu antes do concurso chegar ao fim, deixando a Leonardo sozinha.

O que prova a credibilidade que os nossos concursos tem, pois na grande maioria das vezes, borregam, daí eu afirmar que a culpa, quanto á situação da MNT dos 101, não é só da Leonardo, os nossos Governos também, tem a sua quota parte de culpa, na presente situação !

Abraços

Alguém colocou o link do parecer do tribunal de contas sobre o contrato de manutenção dos h101 e a ideia que fiquei quando li aquilo na diagonal é que para variar a culpa não é só da Leonardo. Pois entre 1001 esquemas para procederem há manutenção existe uma falha que é apontada para a fraca disponibilidade.

Ao que parece não existe uma manutenção preventiva, basicamente quando se deteta alguma coisa mal o motor vai para reparação, e tem de ser por iniciativa da FAP (assim está acordado) o que acontece é que por diversas vezes dado a existirem várias falhas ficam muitos motores em manutenção diminuindo a disponibilidade dos 101. Para ajudar a festa existe prai 3/4 empresas pelo meio com contratos diferentes e a responsabilidade vai sendo diluída.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5926
  • Recebeu: 1283 vez(es)
  • Enviou: 622 vez(es)
  • +563/-157
« Última modificação: Janeiro 28, 2019, 02:59:30 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, Red Baron

*

MATRA

  • Perito
  • **
  • 434
  • Recebeu: 131 vez(es)
  • Enviou: 664 vez(es)
  • +32/-10
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #758 em: Janeiro 28, 2019, 03:01:42 pm »
Queremos fotos :)
An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill
Democracies aren’t overthrown; they’re given away
George Lucas, 2005
 

*

MATRA

  • Perito
  • **
  • 434
  • Recebeu: 131 vez(es)
  • Enviou: 664 vez(es)
  • +32/-10
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #759 em: Janeiro 28, 2019, 03:03:46 pm »
An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill
Democracies aren’t overthrown; they’re given away
George Lucas, 2005
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3056
  • Recebeu: 1762 vez(es)
  • Enviou: 1146 vez(es)
  • +1285/-174
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #760 em: Janeiro 28, 2019, 05:58:03 pm »
Queremos fotos :)

EDIT afinal ha uma:

Já há um tópico para isso, pessoal.  ;)

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12963.0


Sinceramente, não veja grande vantagem no A109. É que o Koala é um 109 monomotor, pelo que adquirir 109s não trará grandes vantagens em termos de capacidade, para além das operacionais inerentes ao facto de dispor de uma segunda turbina.

Sinceramente, o 169M está noutro campeonato e deveria ser a aeronave a adquirir. Se não quisermos pôr os ovos todos no mesmo saco (fabricante), então uns 60L/M* usados vinham mesmo a calhar. Quando a mísseis, esqueçam que não há guito para isso, umas metralhadores e, eventualmente, uns rockets e já não é mau.

* Há umas quantas células HH-60H da US Navy com muitas horas disponíveis ali para os lados do Boneyard. Têm a vantagem de já ser blindados e de estarem bem equipados em termos de sensores — até têm FLIR que é uma coisa que alguns proponentes da navegação à vista acham redundante.
O 109 não é propriamente uma máquina que delire, mas face ao complictómetro cá do burgo até via como positivo se viessem. De resto hipóteses além das avançadas existem umas quantas, até novos. Vamos ver o que vem.  ;)


Citar
Lakota 7,76 Milhões USD


Citar
Mh6M 4,5 Milhões USD


Citar
Uh60M 5,9 Milhões USD


Citar
S70I 5 Milhões USD

https://www.aircraftcompare.com/manufacture-aircraft/Sikorsky-Helicopter/39

Tive oportunidade no Verão passado de visitar um dos AW109E Power do INEM e, para um helicóptero que se pretende de evacuação ou transporte de militares armados e equipados, o irmão bimotor mais velho do Koala é apertado na minha opinião. É claro, para quem nada tem é uma tremenda mais valia, porém se houver outras escolhas em conta possuindo maior área útil interior e que permitam simultaneamente o transporte de soldados, macas e eventualmente algum artilheiro, talvez o 109 seja ligeiro demais para isso na minha opinião.

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6020
  • Recebeu: 2715 vez(es)
  • Enviou: 1184 vez(es)
  • +1037/-91
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #761 em: Janeiro 28, 2019, 06:09:39 pm »
Queremos fotos :)

EDIT afinal ha uma:

Já há um tópico para isso, pessoal.  ;)

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=12963.0


Sinceramente, não veja grande vantagem no A109. É que o Koala é um 109 monomotor, pelo que adquirir 109s não trará grandes vantagens em termos de capacidade, para além das operacionais inerentes ao facto de dispor de uma segunda turbina.

Sinceramente, o 169M está noutro campeonato e deveria ser a aeronave a adquirir. Se não quisermos pôr os ovos todos no mesmo saco (fabricante), então uns 60L/M* usados vinham mesmo a calhar. Quando a mísseis, esqueçam que não há guito para isso, umas metralhadores e, eventualmente, uns rockets e já não é mau.

* Há umas quantas células HH-60H da US Navy com muitas horas disponíveis ali para os lados do Boneyard. Têm a vantagem de já ser blindados e de estarem bem equipados em termos de sensores — até têm FLIR que é uma coisa que alguns proponentes da navegação à vista acham redundante.
O 109 não é propriamente uma máquina que delire, mas face ao complictómetro cá do burgo até via como positivo se viessem. De resto hipóteses além das avançadas existem umas quantas, até novos. Vamos ver o que vem.  ;)


Citar
Lakota 7,76 Milhões USD


Citar
Mh6M 4,5 Milhões USD


Citar
Uh60M 5,9 Milhões USD


Citar
S70I 5 Milhões USD

https://www.aircraftcompare.com/manufacture-aircraft/Sikorsky-Helicopter/39

Tive oportunidade no Verão passado de visitar um dos AW109E Power do INEM e, para um helicóptero que se pretende de evacuação ou transporte de militares armados e equipados, o irmão bimotor mais velho do Koala é apertado na minha opinião. É claro, para quem nada tem é uma tremenda mais valia, porém se houver outras escolhas em conta possuindo maior área útil interior e que permitam simultaneamente o transporte de soldados, macas e eventualmente algum artilheiro, talvez o 109 seja ligeiro demais para isso na minha opinião.

Sem dúvida alguma, que o heli a ser comprado terá que ter maior capacidade de transporte, seja ele o 169, o UH60, pois o 70 é muito caro, ou mesmo o Lakota, mas como já disse que venham eles.

Para mim o heli que devia substituir o ALIII deveria ter sido o 109, podendo também ser embarcado, á semelhança do que a RNZN por vezes faz, pois o simples facto de ser bimotor, em termos operacionais faz toda a diferença.

Se financeiramente fosse possível termos uma pequena frota de helis armados, aí sim, penso que o aw109, versão hirundo, seria uma boa aposta.

Espero bem que a FAP se fique apenas pelos cinco Koalas, a comprar mais helis ligeiros que compre a versão bimotor, o 109 Trekker, ou mesmo o 109M. 

https://www.leonardocompany.com/documents/63265270/69072454/body_LEAFLET_AW109_Trekker_M_Mk217pdf.pdf

https://www.leonardocompany.com/documents/63265270/69072454/body_BROCHURE_AW109M_Mk217.pdf

Abraços
« Última modificação: Janeiro 28, 2019, 06:17:56 pm por tenente »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3056
  • Recebeu: 1762 vez(es)
  • Enviou: 1146 vez(es)
  • +1285/-174
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #762 em: Janeiro 28, 2019, 06:29:29 pm »
Sinceramente, não veja grande vantagem no A109. É que o Koala é um 109 monomotor, pelo que adquirir 109s não trará grandes vantagens em termos de capacidade, para além das operacionais inerentes ao facto de dispor de uma segunda turbina.

Sinceramente, o 169M está noutro campeonato e deveria ser a aeronave a adquirir. Se não quisermos pôr os ovos todos no mesmo saco (fabricante), então uns 60L/M* usados vinham mesmo a calhar. Quando a mísseis, esqueçam que não há guito para isso, umas metralhadores e, eventualmente, uns rockets e já não é mau.

* Há umas quantas células HH-60H da US Navy com muitas horas disponíveis ali para os lados do Boneyard. Têm a vantagem de já ser blindados e de estarem bem equipados em termos de sensores — até têm FLIR que é uma coisa que alguns proponentes da navegação à vista acham redundante.

NVF para MDN!  :mrgreen:

Boa ideia essa, à semelhança do que a Armada espanhola está a fazer ao adquirir as células SH-60F OceanHawk para substituir os Sea King na missão de transporte. E com a vantagem de que o HH-60H RescueHawk, além de poder ser armado, pertencendo à família de helis navais operaria também no futuro LPD que era uma beleza.  :)

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1519
  • Recebeu: 310 vez(es)
  • Enviou: 1344 vez(es)
  • +124/-17
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #763 em: Janeiro 28, 2019, 06:32:30 pm »
Esses preços para os Blackhawks de certeza que estão correctos!?
Mais baratos que um Lakota!?
 :-\
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6020
  • Recebeu: 2715 vez(es)
  • Enviou: 1184 vez(es)
  • +1037/-91
Re: Substituição dos Allouette III
« Responder #764 em: Janeiro 28, 2019, 06:37:15 pm »
Esses preços para os Blackhawks de certeza que estão correctos!?
Mais baratos que um Lakota!?
 :-\

Devem ser preços de há dez anos atrás, ou então de helis já com mais de dez anos, só pode.

Abraços
« Última modificação: Janeiro 28, 2019, 06:38:01 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5531
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14428
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 11871
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 2059
Visualizações: 308877
Última mensagem Julho 06, 2020, 12:51:35 am
por tenente
Substituição dos Alpha-jet

Iniciado por pchunter

Respostas: 685
Visualizações: 117011
Última mensagem Junho 24, 2020, 06:40:35 am
por tenente