Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro

  • 62 Respostas
  • 6314 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16151
  • Recebeu: 1414 vez(es)
  • Enviou: 1318 vez(es)
  • +225/-230
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #30 em: Fevereiro 24, 2018, 06:07:46 pm »
Brazil, U.S. armies reach agreement

Several U.S. delegates traveled about 2.5 hours away via ground to visit the Brazil Special Operations Command in Goiania, Brazil during army-to-army staff talks between the two countries. the delegates watched several dynamic demonstrations by the special operators including a rapid response action force securing a building and wind tunnel training by paratroopers, as shown here.

Delegates from the U.S. and Brazilian armies watch a Brazilian paratrooper demonstrate how a wind tunnel is used in special operator's training in Goiania, Brazil. The tunnel uses four fans and there are four different levels paratroopers can attain. The delegates from the two country's armies joined to sign mutually agreed upon actions, or ATAs, for the upcoming fiscal year 2018.

Delegates from the U.S. and Brazilian armies watch a Brazilian paratrooper demonstrate how a wind tunnel is used in special operator's training in Goiania, Brazil. The delegates from the two country's armies joined to sign mutually agreed upon actions, or ATAs, for the upcoming fiscal year 2018.

Brazil army leader Lt. Gen. William A.F. Abrahao (left) and U.S. army leader, Maj. Gen. K.K. Chinn, examine the Brazilian flag before army-to-army staff talks begin.

Lt. Col. Chike Williams, U.S. Army Section Chief in Brazil and Col. Rockey Burrell, director of Army South Regional Affairs Division, pose in front of colorful flags during a break in the army-to-army staff talks between Brazil and the United States.

Já há anos que se fala em construir uma torre destas em Tancos...

Gosto das bandeiras...
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9659
  • Recebeu: 1182 vez(es)
  • Enviou: 2735 vez(es)
  • +176/-54
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #31 em: Fevereiro 24, 2018, 07:18:07 pm »
Epá tantas bandeiras de Portugal!!  8) 8)
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3587
  • Recebeu: 1936 vez(es)
  • Enviou: 3693 vez(es)
  • +1686/-106
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #32 em: Fevereiro 24, 2018, 11:13:53 pm »
É sempre bom ver um exército que honra as suas tradições  ;)
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #33 em: Fevereiro 26, 2018, 01:11:24 pm »
Epá tantas bandeiras de Portugal!!  8) 8)

São as bandeiras históricas do Brasil:

http://www.eb.mil.br/bandeiras-historicas

 :D
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #34 em: Fevereiro 26, 2018, 01:17:07 pm »
É sempre bom ver um exército que honra as suas tradições  ;)

Diferentemente de outros países americanos e, pelo fato da Independência política do Brasil ter sido conduzida de maneira menos traumática, as instituições brasileiras, em especial as Forças Armadas, cultivam valores e legados coloniais. Para nós isso é motivo de grande orgulho! 8) ;)


Batalha dos Guararapes, na sequência da Guerra da Restauração, após a Restauração da Independência de Portugal de 1640, foi uma batalha travada em dois confrontos, primeiro em 18 e 19 de abril de 1648 e depois em 19 de fevereiro de 1649, entre o Exército da Holanda e os defensores do Império Português no Morro dos Guararapes, atual município de Jaboatão dos Guararapes, situado na Região Metropolitana do Recife, em Pernambuco, Brasil. O evento é considerado a origem do Exército Brasileiro.



 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #35 em: Março 13, 2018, 01:20:24 pm »
“Faca na Caveira”: muitos tentam, mas poucos conseguem conquistar o “Gorro Preto” e ser um “Comandos”.


Rio de Janeiro (RJ) – Entre março e maio deste ano, está em pleno funcionamento o Curso de Ações de Comandos (CAC), também conhecido como “Faca na Caveira”, os homens de gorro preto. Trata-se de um curso voltado para militares em início de carreira, pois sua execução exige forma física diferenciada. Na semana de 5 a 9 de março, acompanhamos a “Fase de Nivelamento”, que ocorre em razão dos oficiais e dos sargentos terem formação em escolas militares distintas.

Na primeira semana do curso, eram 107 candidatos e, no meio da semana seguinte, a que a equipe do Centro de Comunicação Social do Exército acompanhou, o seleto grupo já estava composto por 56 militares. “Não é o militar mais técnico, nem o mais bem preparado fisicamente que irá concluir o curso, mas sim o militar com melhor preparo psicológico. Se não fosse assim, todo militar Calção Preto [os militares que fazem o Curso na Escola de Educação Física do Exército] seriam um Comandos”, disse um instrutor do CAC, após o cerimonial, no qual os candidatos deixaram o gorro camuflado e receberam o gorro preto. Muitos dos que vieram, vão embora na “Fase de Nivelamento” e partem sem terem utilizado um gorro preto.

Iniciar o CAC não é garantia de conclusão do curso, uma vez que a média de concludentes gira em torno de 25% a 30% dos inscritos. O curso funciona com uma equipe de instrutores e monitores, todos Comandos, e muitos com experiência em atuações reais. Os futuros Comandos serão ou Comandantes de Destacamentos de Ações de Comandos, no caso dos oficiais, ou de Grupo de Destacamentos de Ações de Comandos, no caso dos sargentos. Eles desenvolvem missões como captura, resgate, eliminação, interdição e ocupação de alvos compensadores do ponto de vista estratégico, operacional ou tático, situado em área hostil ou sob controle do inimigo, em tempos de paz, crise ou conflito armado, visando alcançar objetivos políticos, econômicos, psicossociais ou militares.

Uma das grandes preocupações da equipe de instrutores é com a condição física e médica dos alunos. As instruções são acompanhadas por equipe médica com ambulância e todos os militares passam por coleta de sangue semanal. Sendo que, na semana do Teste de Reação de Líder, em que há restrição de água, as coletas de sangue ocorrem ao final de cada jornada. É nessa semana que se dá um grande número de desligamentos.

Ao final do CAC, os alunos Comandos são capazes de identificar os sintomas e efeitos dos distúrbios térmicos e da rabdomiólise (síndrome grave causada por uma lesão muscular direta ou indireta, que pode levar à morte em casos extremos); de aplicar técnicas de primeiros-socorros; de se orientar por meio de carta topográfica e GPS; de aplicar as técnicas de combate corpo a corpo à mão livre, com faca, com armas curtas, com armas longas e com baioneta; de instalar antenas e rádios e operar com sistemas criptografados; de conhecer o terreno e ser capaz de atuar na Selva, na Caatinga, na Montanha e no mar; de identificar e utilizar explosivos militares e comerciais; de identificar as características dos armamentos; de executar a desmontagem e a montagem do armamento (1° e 2° escalão); de executar o manejo; de executar a operação; e de empregar a técnica de tiro. O CAC é considerado um curso base para o futuro integrante do Curso de Forças Especiais, mas este será assunto para uma outra matéria.

Faca na Caveira: símbolo da tropa de Comandos do Brasil

Segundo o site do Centro de Instrução de Operações Especiais, a “Faca na Caveira” é o símbolo da tropa de Comandos do Brasil. A caveira simboliza a morte, sempre presente nas ações desse tipo; e a faca com lâmina vermelha é o sigilo de uma missão dos Comandos e o sangue derramado pelos combatentes. O fundo verde representa as matas do Brasil; e o negro é a noite escura, momento ideal para a execução de uma Ação de Comandos.

Ao contrário do que possa aparecer, o símbolo, não significa a morte pura e simplesmente, mas sim a vitória da vida sobre a morte. Conta a história que a “Faca na Caveira” se originou nos campos de batalha durante a Segunda Guerra Mundial. Uma equipe de Operações Especiais inglesa, conhecida como “Comandos”, que tinha por símbolo um punhal, após alcançarem um território inimigo, encontraram uma caveira, um dos símbolos utilizados pelos Nazistas. Nisso, um dos combatentes ingleses sacou o punhal e o cravou na parte de cima do crânio. Com esse gesto queria dizer que os Comandos ingleses que representavam a vida, estavam virando o jogo e vencendo a morte, representada pelo regime nazista de Hitler.

A partir daquele momento, o emblema do punhal cravado no crânio passou a ser símbolo das equipes de operações especiais em todo o mundo.

Inscrições Anuais

As inscrições são abertas para militares de carreira, que estejam aptos a executarem um “pequeno” teste físico, nestas condições: corrida de oito quilômetros em 39 minutos; flexão na barra com 12 repetições; abdominal com 64 repetições; flexão de braço com 35 repetições; subida na corda vertical e atingir quatro metros; natação com obstáculos de 800 m em 40 minutos; flutuação de 30 minutos; apneia estática de 60 segundos; apneia dinâmica de 15 metros e marcha de 16 km em 2 horas e 45 minutos. Estando apto neste teste, após exame médico e farmacêutico complementar, você poderá tentar conquistar o “Gorro Preto” e, depois o distintivo da “Faca na Caveira”.












FONTE: http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/8714294
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #36 em: Julho 27, 2018, 01:33:30 pm »
Fuerzas Comando 2018 - COpEsp representa o Brasil na disputa


Citar
Sete militares do Comando de Operações Especiais estão representando o Brasil no Fuerzas Comando 2018 e durante nove dias serão testados em suas capacidades táticas e física em avaliações aquáticas, pistas de obstáculos, marcha forçada, combate urbano, tiro, e outras atividades.
                     
A disputa põe a prova as forças de elite, ao mesmo tempo em que promove relações e trocas entre os militares, ampliando conhecimentos e incrementando a cooperação, confiança e interoperabilidade das forças especiais do Hemisfério Ocidental. 

A competição multinacional acontece entre os dias 16 a 26 de julho, na Cidade do Panamá, e envolve militares e policiais de operações especiais de 19 países: Argentina, Belize, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, Equador, República Dominicana, El Salvador, Guatemala, Haiti, Honduras, Jamaica, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru e Trinidade e Tobago.

FONTE: http://www.copesp.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=276
« Última modificação: Julho 27, 2018, 05:52:10 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #37 em: Novembro 06, 2018, 04:50:54 pm »
Comando de Operações Especiais do Exército contará com novas estruturas


Citar
Goiânia, 05/11/2018 - O Comando de Operações Especiais (COPESP), do Exército Brasileiro, com sede em Goiânia, abrigará a partir do ano que vem um Complexo de Tiro para adestramento e emprego de tropas de ação rápida. O comandante do COPESP, general Mário Fernandes, fez uma apresentação nesta segunda-feira (05), ao ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna, sobre a nova estrutura, que contará com dois estandes de tiro de 100 e 200 metros, um cenário urbano e uma torre para técnicas verticais.

Durante a visita do ministro da Defesa ao COPESP, o general Mário Fernandes enfatizou as principais peculiaridades das Operações Especiais: a flexibilidade, a capacidade de proficiência no emprego e a dissuasão. "Esta tropa, de forma integrada com as demais Forças, tem sido empregada nos mais longínquos rincões do território brasileiro e no exterior (Missões de Paz), onde é ou seja necessária, com todas as áreas de interesse estratégico da nação", disse o comandante.

Em mensagem à tropa de elite do Exército, o ministro Silva e Luna destacou as capacidades dos militares na condução e execução de guerra irregular, contraterrorismo, fuga e evasão, inteligência de combate, contraguerrilha, guerra de resistência, operações psicológicas, reconhecimento estratégico, busca, localização e ataques a alvos estratégicos, entre tantas outras. "As operações que vocês conduzem caracterizam-se por sua acentuada mobilidade estratégica, alto grau de sigilo, e considerável grau de risco, já que, em geral, são executadas em território hostil. Por isso vocês são militares especiais, com missões especiais", destacou o ministro.

Ainda se dirigindo aos integrantes do COPESP, Silva e Luna falou sobre a defesa da Pátria. "O inopinado das missões exige determinação, elevados níveis de treinamento, de capacitação, de condições para atuar em terra, ar, mar, cyber espaço, corações e mentes. Vocês optaram por defender a Pátria, indo além do dever, enfrentar graves adversidades, superar os próprios limites, buscar o erro zero. E arriscar a própria vida por um bem maior. Vocês são a personificação de que o maior patrimônio do nosso Exército é a nossa gente", disse.

O ministro Silva e Luna esteve na sala de Simulação de Tiro, onde, este ano, já foram treinadas tropas das Polícias Militares dos estados de Pernambuco, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, São Paulo, além de equipes da Polícia Federal. Em um outro momento, Silva e Luna acompanhou as atividades do Destacamento de Contraterrorismo e no Simulador de Queda Livre.

O COPESP possui parcerias com outros países como Estados Unidos, Inglaterra e Canadá.

Comando de Operações Especiais

Com sede na capital do estado de Goiás, o COPESP, atualmente, tem cerca de 900 militares. O tempo médio dos militares em missões é 150 dias.

A organização do Exército completou 61 anos e é subordinada ao Comando Militar do Planalto (CMP), e vinculado, para fins de preparo e emprego, ao Comando de Operações Terrestres (COTER).

Suas Organizações Militares orgânicas integram a Força de Ação Rápida Estratégica e apoiam as operações de todos os Comandos Militares de Área do Exército.

O COPESP é estruturado pelas seguintes unidades subordinadas: 1º Batalhão de Forças Especiais (1º BFEsp); 1º Batalhão de Ações de Comandos (1º BAC); 1º Batalhão de Operações de Apoio à Informações (1º BOAI); Batalhão de Apoio às Operações Especiais (B Ap Op Esp); Base Administrativa do Comando de Operações Especiais (B Adm C Op Esp); Companhia de Defesa Química, Biológica, Radiológica e Nuclear (Cia DQBRN); e 6º Pelotão de Polícia do Exército (6º Pel PE), todas localizadas em Goiânia. E ainda conta com o Centro de Instrução de Operações Especiais (C I Op Esp), localizado no Forte Imbuy, em Niterói (RJ) e a 3ª Companhia de Forças Especiais (3ª Cia F Esp), em Manaus.

FONTE: https://www.defesa.gov.br/component/content/article/333-notic%C3%ADas/49294-comando-de-opera%C3%A7%C3%B5es-especiais-do-ex%C3%A9rcito-contar%C3%A1-com-novas-estruturas?Itemid=101
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #38 em: Novembro 14, 2018, 01:07:48 pm »
Comando de Operações Especiais recebe Ministro da Defesa


No dia 05 de novembro de 2018, o Comando de Operações Especiais (COpEsp) recebeu a visita do Excelentíssimo Senhor Ministro da Defesa, Joaquim Silva e Luna. Na oportunidade, o Comandante do COpEsp, General Mario Fernandes, apresentou ao Ministro o projeto da nova estrutura do Complexo de Tiro que vai ser construída nessa Organização Militar, e que contará com dois estandes de tiro, um de 100 e outro de 200 metros, além de um cenário urbano e uma torre para técnicas verticais.

A previsão para o início da construção do novo Complexo de Tiro do Comando de Operações Especiais é para o ano de 2019, as novas instalações serão utilizadas em atividades de adestramento e emprego das tropas de ação rápida.

O Ministro da Defesa foi recebido por uma Guarda de Honra, participou de uma formatura no Campo de Parada e conheceu, acompanhado de sua comitiva, as instalações do COpEsp. Assistiu ainda a demonstrações no Simulador de Tiro e de Queda Livre, Entrada Tática na Casa de Matar e Tiro Assistido no Estande de 200m.

FONTE: http://www.copesp.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=290


















 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #39 em: Novembro 14, 2018, 01:08:13 pm »











 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #40 em: Novembro 14, 2018, 01:09:50 pm »



 :G-beer2: 8)
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #41 em: Março 19, 2019, 01:18:14 pm »
COpEsp recebe visita de novos diplomatas

Citar
Formatura Geral do COpEsp por ocasião de visita dos novos diplomatas formandos do  Instituto Rio Branco. Nesta oportunidade a integração entre os dois vetores  de projeção Nacional é fundamental para o conhecimento mútuo e a convergência de ações em prol dos interesses nacionais.

FONTE: http://www.1bac.eb.mil.br/index.php/component/content/article?id=154















 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #42 em: Abril 10, 2019, 03:56:05 pm »
Organizações militares do Comando de Operações Especiais participam de adestramento aeroterrestre


Citar
Goiânia (GO) – O Batalhão de Apoio às Operações Especiais (Btl Ap Op Esp) apoiou, na semana de 18 a 22 de março, em Hidrolândia (GO), atividades de adestramento aeroterrestre das organizações militares que compõem o Comando de Operações Especiais (COpEsp).

Os militares realizaram salto livre operacional e salto semi-automático, em que foram realizadas 257 aberturas de paraquedas de salto livre e 457 aberturas de paraquedas semi-automático. Ainda foi executado lançamento de paraquedista com o cão de guerra, sendo o primeiro dessa natureza realizado pelo COpEsp.

Dentre as capacidades evidenciadas nesse adestramento estava o lançamento de suprimento aéreo com o equipamento “Sherpa”, sistema operacional inteligente, que permite lançar uma carga a grandes altitudes com autonomia de dirigibilidade.






Fonte: Btl Ap Op Esp  - http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/9708632
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16151
  • Recebeu: 1414 vez(es)
  • Enviou: 1318 vez(es)
  • +225/-230
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #43 em: Abril 10, 2019, 04:35:30 pm »


Sejam bem vindos ao século 21, finalmente vejo um salto com cães de guerra realizado dessa forma no Brasil.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Comando de Operações Especiais (COpEsp) do Exército Brasileiro
« Responder #44 em: Abril 12, 2019, 02:18:03 pm »
Curso de Ações de Comandos - 2019


Citar
Resende (RJ) - Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) - no dia 8 de março, 50 militares do Exército Brasileiro concluíram o módulo de nivelamento do Curso de Ações de Comandos (CAC). O CAC é conduzido pelo Centro de Instrução de Operações Especiais em ritmo de operações continuadas, desenvolvendo competências atitudinais, com o máximo de realismo na imitação do combate e grande conhecimento de todos os ambientes operacionais do País.

No período de 25 de fevereiro a 8 de março, nas instalações da AMAN, os alunos do CAC foram submetidos a uma intensa rotina de instrução de nivelamento como natação militar, combate corpo a corpo, orientação, marcha, pista de cordas, emprego de explosivos, comunicações, primeiros socorros, ações táticas em contato com o inimigo.

A “Faca na Caveira” é o símbolo da tropa de Comandos do Brasil. A caveira simboliza a morte, sempre presente nas ações desse tipo; e a faca com lâmina vermelha é o sigilo de uma missão dos Comandos e o sangue derramado pelos combatentes. O fundo verde representa as matas do Brasil; e o negro é a noite escura, momento ideal para a execução de uma Ação de Comandos.

Ao contrário do que possa aparecer, o símbolo, não significa a morte pura e simplesmente, mas sim a vitória da vida sobre a morte. Conta a história que a “Faca na Caveira” se originou nos campos de batalha durante a Segunda Guerra Mundial. Uma equipe de Operações Especiais inglesa, conhecida como “Comandos”, que tinha por símbolo um punhal, após alcançarem um território inimigo, encontraram uma caveira, um dos símbolos utilizados pelos Nazistas. Nisso, um dos combatentes ingleses sacou o punhal e o cravou na parte de cima do crânio. Com esse gesto queria dizer que os Comandos ingleses que representavam a vida, estavam virando o jogo e vencendo a morte, representada pelo regime nazista de Hitler.

FONTE: http://www.ciopesp.eb.mil.br/component/content/article?id=207









 

 

Aviação do Exército (AvEx)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 104
Visualizações: 6178
Última mensagem Outubro 16, 2020, 01:59:19 pm
por Vitor Santos
Projeto Combatente Brasileiro (COBRA)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 4
Visualizações: 1167
Última mensagem Setembro 10, 2020, 09:27:10 pm
por Vitor Santos
Batalhões de Infantaria de Selva (Comando Militar da Amazônia/Norte)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 13
Visualizações: 1032
Última mensagem Agosto 05, 2020, 01:59:11 am
por Vitor Santos
Armas, veículos e equipamentos históricos do Exército Brasileiro

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 8
Visualizações: 362
Última mensagem Novembro 02, 2020, 09:46:38 pm
por Vitor Santos
Exército Brasileiro usará dirigíveis na Amazônia

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 2
Visualizações: 3183
Última mensagem Janeiro 18, 2005, 07:13:34 pm
por J.Ricardo