Substituição dos Alpha-jet

  • 753 Respostas
  • 123344 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4910
  • Recebeu: 436 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +2566/-1853
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #480 em: Outubro 26, 2019, 01:37:16 pm »
Citar
Isso é a excepção e não a regra. O Chile que é o país economicamente mais desenvolvido da américa do Sul é outra excepção. A regra é o A-29 de ataque ao solo ser vendido a países subdesenvolvidos. E com muita corrupção e suborno pago. Segundo notícias de condenações em tribunal da Embraer em vários países.
Mas fique tranquilo amigo, se Portugal escolhesse o ST seria mais um dos países subdesenvolvidos a fazer essa escolha. 

Não existe regra ou exceção. Existe Forças Aéreas interessadas em um avião de ataque leve e COIN que optaram pelo EMB ST.

Chile? Sim, tem o maior IDH e Pib per Capta da região. Mas, como toda a América do Sul (e Latina), é subdesenvolvido.

Você não acompanha os noticiários? O Chile está imerso a sua pior crise política e social em decorrência da pobreza e desigualdade social:

Como alta em tarifa de metrô detonou maior onda de protestos em décadas no Chile

 :arrow: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-50118005 

Mais de um milhão de pessoas protesta no Chile na maior marcha pós-Pinochet

 :arrow:  https://brasil.elpais.com/brasil/2019/10/24/internacional/1571937300_504889.html


Citar
Citar
Sem ser esse negócio com os EUA e o Chile (que vc não falou), diga lá um país credível a quem a embraer conseguiu vender o ST. Um! Diga um!

Isso não é importante. O que interessa é que o ST é atualmente um vetor fiável que cumpre bem vários tipos de missões, inclusive na Força Aérea mais poderosa do mundo. Poucos são as aeronaves desenvolvidas em nações estrangeiras em operação nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Maior prova de confiança nas capacidades do EMB ST não há.

O resto é wishful thinking.   
« Última modificação: Outubro 26, 2019, 01:38:30 pm por Vitor Santos »
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1271
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 172 vez(es)
  • +90/-71
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #481 em: Outubro 26, 2019, 01:51:18 pm »
Citar
Isso é a excepção e não a regra. O Chile que é o país economicamente mais desenvolvido da américa do Sul é outra excepção. A regra é o A-29 de ataque ao solo ser vendido a países subdesenvolvidos. E com muita corrupção e suborno pago. Segundo notícias de condenações em tribunal da Embraer em vários países.
Mas fique tranquilo amigo, se Portugal escolhesse o ST seria mais um dos países subdesenvolvidos a fazer essa escolha. 

Não existe regra ou exceção. Existe Forças Aéreas interessadas em um avião de ataque leve e COIN que optaram pelo EMB ST.

Chile? Sim, tem o maior IDH e Pib per Capta da região. Mas, como toda a América do Sul (e Latina), é subdesenvolvido.

Você não acompanha os noticiários? O Chile está imerso a sua pior crise política e social em decorrência da pobreza e desigualdade social:

Como alta em tarifa de metrô detonou maior onda de protestos em décadas no Chile

 :arrow: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-50118005 

Mais de um milhão de pessoas protesta no Chile na maior marcha pós-Pinochet

 :arrow:  https://brasil.elpais.com/brasil/2019/10/24/internacional/1571937300_504889.html


Citar
Citar
Sem ser esse negócio com os EUA e o Chile (que vc não falou), diga lá um país credível a quem a embraer conseguiu vender o ST. Um! Diga um!

Isso não é importante. O que interessa é que o ST é atualmente um vetor fiável que cumpre bem vários tipos de missões, inclusive na Força Aérea mais poderosa do mundo. Poucos são as aeronaves desenvolvidas em nações estrangeiras em operação nas Forças Armadas dos Estados Unidos. Maior prova de confiança nas capacidades do EMB ST não há.

O resto é wishful thinking.

O Foro de São Paulo anda a trabalhar bem.
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1066
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +26/-3
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #482 em: Outubro 26, 2019, 02:00:39 pm »
Eu aqui nem vou entrar no mérito técnico da questão pois não domino o assunto contudo vou fazer uma observação e já sujeita a comentários que estou misturando alhos com bugalhos mas que fique registado.
Orafexhamos esse contrato dos KC-390 com a Embraer num negócio que envolve 827 MEuros cerca de 90% do faturamento anual de nosso sector vinícola.
Agora esses ST ora está na hora de nosso governo também colocar umas exigências pois não é por nada não mas aqui eu compro um vinho que aí em Portugal custa entre 3 a 5 Euros e aqui pago algo em torno de 12 a 18 Euros,ou seja a carga tributária envolvida é obscena e quem diz de vinho diz de outros produtos como,azeite,frutas e etc.Ora está mais que na hora de nos darem umas vantagens comparativas é que ajudar tudo bem mas envolve os dois lados.
zocuni
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #483 em: Outubro 26, 2019, 02:33:22 pm »
Eu aqui nem vou entrar no mérito técnico da questão pois não domino o assunto contudo vou fazer uma observação e já sujeita a comentários que estou misturando alhos com bugalhos mas que fique registado.
Orafexhamos esse contrato dos KC-390 com a Embraer num negócio que envolve 827 MEuros cerca de 90% do faturamento anual de nosso sector vinícola.
Agora esses ST ora está na hora de nosso governo também colocar umas exigências pois não é por nada não mas aqui eu compro um vinho que aí em Portugal custa entre 3 a 5 Euros e aqui pago algo em torno de 12 a 18 Euros,ou seja a carga tributária envolvida é obscena e quem diz de vinho diz de outros produtos como,azeite,frutas e etc.Ora está mais que na hora de nos darem umas vantagens comparativas é que ajudar tudo bem mas envolve os dois lados.

Se a EMBRAER fosse uma pessoa de bem nem era preciso Portugal, aflorar essa questão com eles, como parceiro na linha de produção da maior aeronave que produz a EMB deveria já ter, se é que não o fez, proposto a Portugal um negócio que refletisse determinadas facilidades, preço mais acessível, aos seus produtos aeronáuticos, uma vez que nós produzimos alguns componentes dos referidos produtos.

No entanto o que se verificou no preço dos 390, foi exactamente o oposto, daí o meu comentário inicial, - Se a EMBRAER fosse uma pessoa de bem, e por aqui me fico.

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6103
  • Recebeu: 1361 vez(es)
  • Enviou: 656 vez(es)
  • +952/-163
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #484 em: Outubro 26, 2019, 09:17:04 pm »
Citar
Angola, Mauritânia, Honduras, Equador, Filipinas e alguns tugas daqui são os fanboys de que Portugal adopte uma aeronave só usada no 3º mundo.

Tão terceiro mundo que a Força Aérea mais poderosa do mundo a selecionou para apoiar seu Comando de Operações Especiais, em Hurlburt Field, na Flórida.

 :arrow:  http://www.defesanet.com.br/embraer/noticia/34664/USAF-compra-oficialmente-A-29-e-AT-6-/

 c56x1
Deve ser por essa mesma razão que o Brasil ainda usa o F5 e nem se percebe porque compraram o Gripen. Afinal a mais poderosa força aérea do mundo, ainda tem uma carrada deles em operação em Nellis...



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4910
  • Recebeu: 436 vez(es)
  • Enviou: 337 vez(es)
  • +2566/-1853
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #485 em: Outubro 26, 2019, 10:43:00 pm »
Citar
Angola, Mauritânia, Honduras, Equador, Filipinas e alguns tugas daqui são os fanboys de que Portugal adopte uma aeronave só usada no 3º mundo.

Tão terceiro mundo que a Força Aérea mais poderosa do mundo a selecionou para apoiar seu Comando de Operações Especiais, em Hurlburt Field, na Flórida.

 :arrow:  http://www.defesanet.com.br/embraer/noticia/34664/USAF-compra-oficialmente-A-29-e-AT-6-/

 c56x1
Deve ser por essa mesma razão que o Brasil ainda usa o F5 e nem se percebe porque compraram o Gripen. Afinal a mais poderosa força aérea do mundo, ainda tem uma carrada deles em operação em Nellis...



Saudações

Sim, eles sabem o que é bom!  c56x1
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1066
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +26/-3
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #486 em: Outubro 27, 2019, 09:12:13 am »
Eu aqui nem vou entrar no mérito técnico da questão pois não domino o assunto contudo vou fazer uma observação e já sujeita a comentários que estou misturando alhos com bugalhos mas que fique registado.
Orafexhamos esse contrato dos KC-390 com a Embraer num negócio que envolve 827 MEuros cerca de 90% do faturamento anual de nosso sector vinícola.
Agora esses ST ora está na hora de nosso governo também colocar umas exigências pois não é por nada não mas aqui eu compro um vinho que aí em Portugal custa entre 3 a 5 Euros e aqui pago algo em torno de 12 a 18 Euros,ou seja a carga tributária envolvida é obscena e quem diz de vinho diz de outros produtos como,azeite,frutas e etc.Ora está mais que na hora de nos darem umas vantagens comparativas é que ajudar tudo bem mas envolve os dois lados.

Se a EMBRAER fosse uma pessoa de bem nem era preciso Portugal, aflorar essa questão com eles, como parceiro na linha de produção da maior aeronave que produz a EMB deveria já ter, se é que não o fez, proposto a Portugal um negócio que refletisse determinadas facilidades, preço mais acessível, aos seus produtos aeronáuticos, uma vez que nós produzimos alguns componentes dos referidos produtos.

No entanto o que se verificou no preço dos 390, foi exactamente o oposto, daí o meu comentário inicial, - Se a EMBRAER fosse uma pessoa de bem, e por aqui me fico.

Abraços

Sim entendo.Primeiramente para ficar claro pois já dei minha opinião sobre o assunto mas é sempre bom reforçar é que o KC-390 não seria minha escolha pois sinceramente não gosto desse avião.Minha primeira escolha seria o C-130j e a escolher algo de novo agrada-me muito o Kawa C+2 japonês ,sim eu sei que é mais caro mas transporta muito mais carga e tem uma autonomia de voo muito superior,nós de sermos umas forças armadas pequenas vamos a lugares distantes não somos umas FA de actuação em nosso quintal,contudo não afirmaria que a Embraer é uma empresa pouco séria pois não a tenho na conta disso embora agora exista a Boeing que é detentaro em 80% do capital numa joint-venture mas desconheço se algo mudou a analisar pelos factos parece que sim.Isso do preço ter subitamente ter subido para mim que nem chegaria tão longe na conversa por não ser minha escolha seria mais uma razão para os deixar a falar sozinhos mas isso sou eu e nem vou por ai.
Nada tenho contra a Embraer até a considero uma empresa tremenda na aviação comercial pois tem aviões até 150 passageiros muito bons além de sua eficientíssima linha de jatos,onde até seriam meus preferidos para substituir nos Falcon-Jet quando fizermos essa mudança ,mas transporte militar sinceramente estamos a ser cobaias e a pagar caro por isso e as contrapartidas são umas migalhas e eu não gosto disso.
Quanto a esse A-29 ST em comparação com o PC-21 é como disse não possuo conhecimentos técnicos sobre o assunto e dessa forma o melhor é não me pronunciar mas pue leio não são assim tão díspares logo e como infelizmente sempre o é será uma escolha política e aqui entra no que mencionei.Para finalizar é uma vez que já está consumada a compra rezarei para esse avião ser melhor do que achamos e que até seja um sucesso de vendas,isso o tempo dirá.
Ora,bem ou mal no KC-390 produzimos algo pode ser pouco mas tem algo no ST que me conste nada é construído em Portugal então seria bom nosso governo exigir umas contrapartidas comerciais sobre tal compra,é o que todo mundo faz e não vejo mal algum nisso e citei esse caso aberrante dos vinhos pois penso ser um produto impactante para ambas as partes até porque aqui devido á carga tributária fazer triplicar o preço final ao consumidor e mesmo assim nossos vinhos são líderes de vendas como em muito e até mais sofisticados mercados e com essa benesse fiscal então o céu seria o limite e ajudaria muito um sector que nos é particularmente querido.
zocuni
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3367
  • Recebeu: 761 vez(es)
  • Enviou: 173 vez(es)
  • +158/-69
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #487 em: Outubro 27, 2019, 03:12:41 pm »
O ST tem como principal vantagem a capacidade de combate, que poderia ser útil numa eventual missão em África, em situações em que os F-16 não seriam os mais adequados. De resto, se o preço unitário é muito maior que o do PC-21, então a minha resposta seria "não" ao ST, porque para isso comprava-se o PC-21 e o dinheiro que se poupava, íamos buscar helis de ataque/evacuação melhores para cenários como o africano.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, MATRA

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #488 em: Outubro 27, 2019, 08:04:43 pm »
O ST tem como principal vantagem a capacidade de combate, que poderia ser útil numa eventual missão em África, em situações em que os F-16 não seriam os mais adequados. De resto, se o preço unitário é muito maior que o do PC-21, então a minha resposta seria "não" ao ST, porque para isso comprava-se o PC-21 e o dinheiro que se poupava, íamos buscar helis de ataque/evacuação melhores para cenários como o africano.

Sem sombra de dúvida, completamente de acordo, seria a melhor opção; usar o PC21 unicamente para a instrução e a diferença por aeronave em relação ao ST, oito ou nove milhões daria para termos quase um heli de EvaKuação, biturbina e um pc21 pelo preço de um ST.
para o apoio ás nossas forças na RCA e não só a polivalência de um heli médio, CAS + transporte táctico + medevac, é muito superior ao CAS fornecido por um ST ou aeronave idêntica.

Abraços
« Última modificação: Outubro 27, 2019, 08:07:31 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #489 em: Outubro 27, 2019, 11:07:50 pm »
Oh Major, não te irrites pá. Não te sabia tão fanboy da Pilatus; normalmente costumas ser mais céptico. Mas independentemente das qualidades do PC-21, não se pode papar tudo o que os fabricantes apregoam. E nem sequer estou a pensar na EMB. Olha a Saab e BAE, duas empresas reputadíssimas e com longo historial na aviação militar e comercial que, no entanto, apregoam que o Gripen tem um custo de operação/hora mais baixo que um helicóptero.

Eh pá! Achas que estou irritado?
Gosto só do que é bom. A Pilatus em tudo o que fabrica é o benchmark da industria.
A França, Australia, Qatar, Singapura, etc. Esses parece é que são os fanboys do PC-21.
Angola, Mauritânia, Honduras, Equador, Filipinas e alguns tugas daqui são os fanboys de que Portugal adopte uma aeronave só usada no 3º mundo.

Mas diz lá, o PC-21 é mau?

Então diz lá qual é para ti uma eventual solução para uma aeronave de treino para a FAP?

Nunca disse que o PC-21 era mau, tu é que teceste considerações pouco abonatórias relativamente ao ST. O Tucano foi um dos benchmarks da indústria nos anos 80/90 (utilizando a tua nomenclatura) e penso que o ST é uma boa evolução.

Pessoalmente, também prefiro o PC-21, especialmente se a opção for por um único tipo de aeronave e se o custo do ST é o que dizem -- até porque dispensamos essas tretas do COIN, isso era para a guerra do ultramar. De qualquer modo, penso que a FAP ficaria bem servida quer com o ST quer com o PC-21. A minha solução preferida seria, no entanto, uma aeronave tipo PC-21/ST e um jacto de treino avançado, tipo T-7/T-50/M-346.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Vitor Santos

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 677
  • Recebeu: 614 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +1024/-120
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #490 em: Outubro 28, 2019, 05:16:55 am »
Oh Major, não te irrites pá. Não te sabia tão fanboy da Pilatus; normalmente costumas ser mais céptico. Mas independentemente das qualidades do PC-21, não se pode papar tudo o que os fabricantes apregoam. E nem sequer estou a pensar na EMB. Olha a Saab e BAE, duas empresas reputadíssimas e com longo historial na aviação militar e comercial que, no entanto, apregoam que o Gripen tem um custo de operação/hora mais baixo que um helicóptero.

Eh pá! Achas que estou irritado?
Gosto só do que é bom. A Pilatus em tudo o que fabrica é o benchmark da industria.
A França, Australia, Qatar, Singapura, etc. Esses parece é que são os fanboys do PC-21.
Angola, Mauritânia, Honduras, Equador, Filipinas e alguns tugas daqui são os fanboys de que Portugal adopte uma aeronave só usada no 3º mundo.

Mas diz lá, o PC-21 é mau?

Então diz lá qual é para ti uma eventual solução para uma aeronave de treino para a FAP?

Nunca disse que o PC-21 era mau, tu é que teceste considerações pouco abonatórias relativamente ao ST. O Tucano foi um dos benchmarks da indústria nos anos 80/90 (utilizando a tua nomenclatura) e penso que o ST é uma boa evolução.

Pessoalmente, também prefiro o PC-21, especialmente se a opção for por um único tipo de aeronave e se o custo do ST é o que dizem -- até porque dispensamos essas tretas do COIN, isso era para a guerra do ultramar. De qualquer modo, penso que a FAP ficaria bem servida quer com o ST quer com o PC-21. A minha solução preferida seria, no entanto, uma aeronave tipo PC-21/ST e um jacto de treino avançado, tipo T-7/T-50/M-346.

Tu e alguns estão a fazer uma enorme confusão. Eu falei do Super Tucano. Nunca falei do Tucano. Uma e outra são aeronaves completamente diferentes. Eu também não desconsiderei nada, aquilo que disse são factos.
Quando disse que o EMB-314 ST era vendido para países do 3º mundo, houve alguém  que foi buscar o EMB-312 Tucano da RAF para tentar contra argumentar. Parece que há pessoas que não sabem as diferenças entre um e o outro. E metem tudo dentro do mesmo saco.

 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #491 em: Outubro 28, 2019, 12:53:16 pm »
Eu não confundi nada e entendi perfeitamente o que disseste, caro MA. Só mencionei o 312 para ilustrar que o ST não surgiu do nada e tem pedigree. Aliás, o mesmo se passa com o PC-21, que não existiria sem os seus antecessores PC-7 e PC-9.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3367
  • Recebeu: 761 vez(es)
  • Enviou: 173 vez(es)
  • +158/-69
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #492 em: Outubro 29, 2019, 03:53:28 pm »
Se o PC-21 é assim tão mais barato que o ST, a escolha é lógica. A ser escolhido o ST pela FAP, não será certamente pela vertente de combate, já que nas outras aquisições, essa vertente pouco ou nada importou (Koala, NPO, Tejo, EH-101), mas sim por connects com a Embraer.

Se o PC-21 serve para todas as fases de treino, é mais barato, e usado por diversos aliados, vejo-o como escolha óbvia, e espero que seja brevemente testado pela FAP, não só para fins de avaliação, mas também para pressionar a Embraer a não colocar um preço exorbitante caso a escolha recaísse pelo ST.

O meu receio com a aquisição do KC, é ficarmos debaixo da esfera de influência da Embraer em que compramos tudo o que vendem sem considerar as alternativas no mercado. A ver vamos.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, MATRA

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1963 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1582/-175
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #493 em: Novembro 23, 2019, 10:05:37 pm »
O M-345 seria uma boa aquisição, mas o binómio do final do vídeo é que seria ouro sobre azul. c56x1

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
Re: Substituição dos Alpha-jet
« Responder #494 em: Novembro 23, 2019, 10:47:52 pm »
O meu receio com a aquisição do KC, é ficarmos debaixo da esfera de influência da Embraer em que compramos tudo o que vendem sem considerar as alternativas no mercado. A ver vamos.

Como a Leonardo com os helicópteros?  :mrgreen:

Mas podemos pensar noutros casos, os helicópteros já chegaram a ser todos Sud aviation franceses Alouette e Puma, ou os muitos aviões Lockheed com F-16, C-130, P-3...

O quê é que podemos vir a adquirir à Embraer, além do 390? Talvez os ST, talvez um avião de transporte VIP... Mais no futuro talvez um MPA transformado a partir dum comercial?
 

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5626
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14571
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 12031
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 167204
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Programa de substituição do C-130

Iniciado por Boina_Verde

Respostas: 2061
Visualizações: 314596
Última mensagem Setembro 15, 2020, 02:59:57 pm
por Charlie Jaguar