Rangers, Comandos, Paras, etc

  • 3937 Respostas
  • 729543 Visualizações
*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1333
  • Recebeu: 98 vez(es)
  • Enviou: 62 vez(es)
  • +20/-50
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3255 em: Setembro 24, 2016, 01:14:43 pm »
Infelizmente há pessoas que no séc XXI continuam achar que morrer ou ficar deficiente durante a instrução é sinal de um bom treino, depois suponho que enviam os cadáveres e os deficientes para combate.
Partilho da mesma opinião que a Instituição deve ter coragem e não ocultar nada, bem como punir fortemente, sem repudio os envolvidos.
Nos últimos 6 anos a Instituição militar tem vindo a ser abalada por vários casos negativos e pouco ou nada conclusivos, ficando cada vez mais mal vista junto de quem a sustenta. É preciso lembrar que é o $ do povo que os sustenta e se continuam a ter má reputação é mais que natural que se comece a cortar mais fundos. Quem procura respeito, deve dar-se ao respeito.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Tino, FoxTroop

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15620
  • Recebeu: 1230 vez(es)
  • Enviou: 1161 vez(es)
  • +200/-186
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15620
  • Recebeu: 1230 vez(es)
  • Enviou: 1161 vez(es)
  • +200/-186
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3257 em: Setembro 24, 2016, 02:12:01 pm »


Citar
A Brigada de Reação Rápida prepara-se para assinalar mais um aniversário, o 11.º .
Criada em 2005 na sequência da chamada "Transformação do Exército", tem hoje a composição que o organograma apresenta. O “dia festivo da BrigRR” é 29 de Setembro, dia de S. Miguel Arcanjo, Padroeiro das Tropas Para-quedistas, numa alusão à força de maior efectivo que integrou a brigada no momento da sua criação legal. Este ano a data da cerimónia foi adiada para 7 de Outubro por questões de ordem organizacional e coincide com a realização no Regimento de Paraquedistas, também em Tancos, de actividades da União Portuguesa de Pára-quedistas no âmbito da União Europeia de Pára-quedistas com a presença de várias representações estrangeiras em Portugal.
O "Open Day" significa que as unidades da BrigRR, um pouco por todo o país, estão de "Portas Abertas" a quem as queira visitar e nelas decorrem actividades demonstrativas das suas características e capacidades.
Um nota sobre o organograma, o RI 10 também é um polo de formação, nomeadamente a nível dos cursos de míssil Milan.

Fonte: Operacional
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Tino

  • Membro
  • *
  • 36
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +2/-3
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3258 em: Setembro 24, 2016, 03:36:09 pm »

Fome, sede e muita "acção psicológica"... sim sei o que isso é.

Então admites que aqueles senhores do exército estão a mentir?
« Última modificação: Setembro 24, 2016, 03:42:26 pm por HSMW »
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15620
  • Recebeu: 1230 vez(es)
  • Enviou: 1161 vez(es)
  • +200/-186
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3259 em: Setembro 24, 2016, 03:53:48 pm »

Fome, sede e muita "acção psicológica"... sim sei o que isso é.

Então admites que aqueles senhores do exército estão a mentir?

Qual é a dúvida?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Tino

  • Membro
  • *
  • 36
  • Recebeu: 6 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +2/-3
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3260 em: Setembro 24, 2016, 04:19:11 pm »
A dúvida é que da forma como escreves e respondes pareces defender a versão do exército (até ver) em não aconteceu nada de mal e tudo é feito como deve ser por boas pessoas, sendo todas elas de bom coração e contra toda e qualquer tipo de violência.  ;D

Pois eu não estou contra o exército no geral. Eu até sou um defensor dos nossos três ramos das forças armadas, mas este tipo de acontecimentos e supostos comportamentos são totalmente inadmissíveis. O exército devia ver estes casos como uma boa oportunidade para limpar a casa e sair mais forte e credível. Infelizmente preferem esconderem-se e encobrirem-se uns aos outros e assim cada vez mais denegrir o bom nome do exército.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15620
  • Recebeu: 1230 vez(es)
  • Enviou: 1161 vez(es)
  • +200/-186
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3261 em: Setembro 24, 2016, 04:26:11 pm »
É por isso que escrevi ainda à pouco isto. ???

Que se faça justiça, os que abusaram (e parece que abusaram e são vários), que paguem à sociedade os seus erros. julga-se pessoas, não instituições.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Tino

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8220
  • Recebeu: 907 vez(es)
  • Enviou: 1070 vez(es)
  • +128/-43
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3262 em: Setembro 24, 2016, 05:57:03 pm »
Boa últimos 10 anos também houve mortes no Curso de Combate no Regimento de Comandos.

Regimento d Paraquedistas? Certo.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15620
  • Recebeu: 1230 vez(es)
  • Enviou: 1161 vez(es)
  • +200/-186
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3263 em: Setembro 24, 2016, 06:40:17 pm »
Exacto, no Regimento de Paraquedistas.

Páraquedistas Portugueses trabalham em conjunto com Norte Americanos no Kosovo.

https://www.facebook.com/MNBGEast/videos/10154567009682430/

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1564
  • Recebeu: 395 vez(es)
  • Enviou: 298 vez(es)
  • +188/-401
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3264 em: Setembro 24, 2016, 10:40:43 pm »
A atitude do Exercito só vai agravar mais a situação. Creio que, agora, vão tentar que a coisa morra por si e atirar dinheiro (indemnizações?) para calar o que pode ser o maior dos problemas. Uma acção judicial dos familiares dos falecidos e que pode fazer rolar muita cabeça lá dentro.

Tanto a privação de sono levado ao limite, como o racionamento extremo de água faziam parte da formação recebida no Curso de Fuzileiros e, creio também, das outras forças de elite nacionais. O Exercito, ao não admitir oficialmente essa vertente na formação ministrada aos instruendos Comando, está a dar um enorme tiro no pé. Deveria vir a publico explicar que sim e porque é que se faz isso, ao mesmo tempo de deveria condenar excessos de violência física abusiva mostrando que, caso isso viesse a ser confirmado, actuaria severamente contra os prevaricadores.

Ao fechar-se em copas, já não se trata de julgar e punir os responsáveis, tem de se tratar mesmo de punir uma instituição que se mostra podre e incapaz de de purgar a sim mesma. Também dá a entender que, pela cadeia de comando acima, está muita gente com o rabo preso.

Caso se confirme o que veio agora a publico, a situação é gravíssima, mostra um total alheamento do que é a realidade do mundo actual em todas as facetas que se aplicam. Desde a enorme diferença nas capacidades físicas e psicológicas que se começaram a notar na massa humana, principalmente a partir dos nascidos em 80/82 que levaram a grandes alterações nos métodos de instrução um pouco por todo o mundo ocidental e que continuam a ser desenvolvidos e testados por uma miríade de especialistas e técnicos, passando pelo total desconhecimento das valências realmente necessárias aos campos de batalha actuais.
Tentar aplicar métodos de instrução utilizados em jovens que estavam habituados a trabalhar no duro de Sol a Sol em rapazes cujo único trabalho até aquele momento foi serem filhos e o objecto mais pesado que levantaram foi uma lata de refrigerante para a levar à boca só pode conduzir a altas taxas de lesões, muitas delas para a vida e, quando os instrutores não passam de uns grunhos, podem conduzir a desfechos fatais como este.

Eu gostaria muito de saber o que é que os instructores tinham naquele bloco de granito que usam entre a orelhas, para colocar alguém em evidente colapso físico, a respirar pó e comer terra.

 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3265 em: Setembro 24, 2016, 11:42:37 pm »
Que se faça justiça, os que abusaram (e parece que abusaram e são vários), que paguem à sociedade os seus erros. julga-se pessoas, não instituições.

Sem duvida que é este o procedimento a ser seguido. Seria o ideal que se apurassem os culpados individualmente e que estes fossem punido de forma tão severa quanto a lei o permita.

No entanto há uma dúvida que coloco, o que fazer quando a instituição da qual os culpados fazem parte funciona de maneira tal que encobre e protege os ditos cujos?

Deve-se nesta situação manter a instituição tal como ela é?
Infelizmente não só nestes casos como noutros também eles crimes mas onde não morre ninguém a instituição militar portuguesa (e não apenas o Exercito) tem actuado de forma a recorrentemente proteger quem age de forma incorrecta principalmente quando de oficiais e até mesmo sargentos se trata.

Triste é que a própria instituição militar não percebe que estes casos a longo prazo só levam a que a mesma tenha cada vez menos poder e financiamento. Estes casos que vêm acontecendo e que nunca têm culpados descredibilizam completamente as forças armadas perante a sociedade. O resultado está à vista, a sociedade na sua generalidade está se pouco borrifando para as mesmas. Tirando pouco mais que, o pessoal directamente ligado à defesa, aqui os membros deste forum, e mais meia duzia de entusiastas por esse país fora ninguém entende a utilidade das forças armadas. Muita gente acha que as mesmas só servem para gastar dinheiros públicos.
Tanto que aos governos nunca é difícil cortar o financiamento, é claramente uma área onde não haverá contestação pública. Que continuem a surgir estes casos, e que os mesmos sejam sempre tratados como têm sido até agora e não ficarei surpreendido que seja a opinião pública que venha pedir que não se gastem fundos públicos na defesa.
 

*

saojorgexercito

  • Perito
  • **
  • 347
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 33 vez(es)
  • +1/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3266 em: Setembro 25, 2016, 10:28:49 pm »
Ao fechar-se em copas, já não se trata de julgar e punir os responsáveis, tem de se tratar mesmo de punir uma instituição que se mostra podre e incapaz de de purgar a sim mesma. Também dá a entender que, pela cadeia de comando acima, está muita gente com o rabo preso.

Já saíram os resultados do inquérito?
Desde a enorme diferença nas capacidades físicas e psicológicas que se começaram a notar na massa humana, principalmente a partir dos nascidos em 80/82 que levaram a grandes alterações nos métodos de instrução um pouco por todo o mundo ocidental
Esses estudos devem ser interessantes. Pode partilhar uns links com os estudos que demonstram essa diferença de capacidades na espécie humana a partir dos nascidos de 80/82 e de que forma essas diferenças influenciaram a instrução militar.

... e que continuam a ser desenvolvidos e testados por uma miríade de especialistas e técnicos, passando pelo total desconhecimento das valências realmente necessárias aos campos de batalha actuais.

Para além utilização da lança, escudo, espada, arco, mosquete, cavalo, etc, etc, que outras valências antigas afinal já não são necessárias em combate, ou sempre foram desnecessárias e só recentemente se descobriu?

Tentar aplicar métodos de instrução utilizados em jovens que estavam habituados a trabalhar no duro de Sol a Sol em rapazes cujo único trabalho até aquele momento foi serem filhos e o objecto mais pesado que levantaram foi uma lata de refrigerante para a levar à boca só pode conduzir a altas taxas de lesões, muitas delas para a vida e, quando os instrutores não passam de uns grunhos, podem conduzir a desfechos fatais como este.

Como já referi, se realmente houve instruendos a comer terra e a fazer outras anormalidades idênticas, o(s) instrutor(es) têm que ser exemplarmente punidos. Mas fiquei com (mais) uma dúvida sobre o que escreveu.
Face aos seus conhecimentos sobre metodologia da instrução militar, pergunto, na sua opinião, qual(ais) é/são as metodologia(s) errada(s) empregue(s) ao longo das várias fases nas 12 semanas de curso de comandos e quais seriam as mais correctas numa força militar do tipo da dos comandos?




As Forças Armadas são o espelho da Nação ... e da visão de quem a governa.
 

*

Sertorio

  • Membro
  • *
  • 204
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +1/-0
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3267 em: Setembro 26, 2016, 12:02:34 am »
No Facebook da AOFA uma carta de um coronel reformado de Artilharia salienta que se houvesse indicios de infrações graves por parte de algum instrutor este já teria sido suspenso preventivamente, a aguardar a conclusão do inquérito. Não havendo noticia de instrutores suspensos preventivamente,  é relativamente seguro concluir que, até ao momento, nada de particularmente grave foi detetado no inquérito.

A carta
https://www.facebook.com/AOFA.Oficiais.das.Forcas.Armadas/photos/a.215414665145280.54625.215406995146047/1215380641815339/?type=3&theater
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2451
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +14/-17
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3268 em: Setembro 26, 2016, 09:56:50 am »
Comando falecido disse à mãe que murros e pontapés eram normais

Leia mais: Comando falecido disse à mãe que murros e pontapés eram normais http://www.jn.pt/nacional/interior/provocaram--a-morte-ao-meu-filho-5408780.html#ixzz4LLmxR43e
Follow us: jornalnoticias on Facebook

Sendo verdade é muito grave, o que eu acredito é que a instituiçao militar vai tentar abafar o assunto, assim como a igreja tentou abafar os casos de pedofilia.

Nao venham chorar depois que nao conseguem ter voluntarios.
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1203
  • Recebeu: 227 vez(es)
  • Enviou: 1093 vez(es)
  • +196/-6
Re: Rangers, Comandos, Paras, etc
« Responder #3269 em: Setembro 26, 2016, 10:11:09 am »
Não sou especialista (ou tenho conhecimentos acima da média, sequer) sobre formação de FE / elite... mas neste caso julgo essencial fazer e analisar inquérito, não colocando (devido a este caso) a hipótese de extinguir os Comandos sob pressão - de notar que a esmagadora maioria dos treinos de FE/ elite não são compreensíveis à população se apresentados pela CS, com Mães a chorar, etc.

Mas podemos e devemos falar se os Comandos são ou não uma mais valia - eu pessoalmente não entendi a sua reativação, em especial o "upgrade" de organização para "regimento"; talvez ter  2/3 companhias de Paras com curso "extra" Comando dado no CTOE? Talvez ter no CTOE 2/3 companhias Comando? talvez o que "sacrificamos" para ter Comandos não vale a pena face ao que uma companhia típica Para pode (poderia com ligeiras alterações de formação) fazer?

Claro que a história tem peso... mas se o Reino Unido conseguiu evoluir os seus Paras de divisões (elite, certo) com 10.000 homens para batalhões de infantaria ligeira de elite, com grande poder de choque...
     
« Última modificação: Setembro 26, 2016, 10:13:02 am por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

 

Video "RANGERS"

Iniciado por Nuno

Respostas: 2
Visualizações: 3832
Última mensagem Janeiro 22, 2007, 12:41:35 pm
por Cabeça de Martelo
Mama Sume: Comandos na Fuerzas Militares del Mundo

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1909
Última mensagem Janeiro 02, 2013, 04:15:09 pm
por Pedro Monteiro
Steyr TMP ou Brugger+Thomet MP 9 usada pelos Páras no Afeg.?

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 13
Visualizações: 10243
Última mensagem Fevereiro 01, 2009, 07:17:29 pm
por ACADO
Doutrinas operacionais dos Comandos e Operações Especiais

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 22
Visualizações: 10595
Última mensagem Setembro 24, 2005, 01:36:12 pm
por Cabeça de Martelo
Reportagem sobre uma patrulha dos comandos no Afegnistão

Iniciado por Nuno Bento

Respostas: 12
Visualizações: 4993
Última mensagem Dezembro 11, 2005, 05:21:19 pm
por [Mumia_]