Notícias da Força Aérea Brasileira

  • 895 Respostas
  • 243935 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #885 em: Outubro 12, 2020, 08:03:46 pm »
FAB pretende investir na modernização do AMX em 2021


Citar
A modernização dos caças A-1 AMX ainda faz parte dos planos da Força Aérea Brasileira. O chamado Projeto TH-X consta no Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) atualmente em fase de aprovação no Congresso Nacional.

O valor incluído no projeto de orçamento é de 110 milhões de Reais, menos que os 626 milhões totais previstos para o KC-390 e os 1,59 bilhão para o programa de aquisição dos caças F-39 Gripen. Porém, é mais que os 68,7 milhões previstos para “combustíveis e lubrificantes de aviação”.

Em 2020, a FAB recebeu seu oitavo caça A-1 modernizado para o padrão A-1M. O projeto deve se limitar a catorze aeronaves, sendo onze monoplace e três biplace. As demais 38 células disponíveis devem servir como fonte de peças de reposição. Atualmente, todos os A-1 operacionais na FAB estão concentrados em Santa Maria (RS).

 :arrow:  https://www.edrotacultural.com.br/fab-pretende-investir-na-modernizacao-do-amx-em-2021/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #886 em: Outubro 12, 2020, 08:07:05 pm »
Jatos Leonardo M-345 e M-346 para a FAB?


Citar
Matéria da Folhapress publicada no dia 11 de outubro de 2020 trata do lobby que está sendo feito pelas empresas de Defesa de olho na expansão dos investimentos no setor dos atuais 1,4% (hoje, R$ 109 bilhões) para 2% do PIB (Produto Interno Bruto) em longo prazo.

Com contratos na mira, representantes de empresários e de países interessados em fazer negócios batem à porta da Seprod (Secretaria de Produtos de Defesa) do ministério, que funciona como um abre-alas para essas tratativas.

Segundo a matéria, representantes da companhia italiana Leonardo International têm participado de reuniões para tentar vender seus produtos ao Exército e à Força Aérea Brasileira.

Um dos principais objetivos das reuniões é convencer o governo a comprar da Leonardo jatos M-345 e M-346.

Os aviões serviriam para treinamento de pilotos e para combate, pois estão num estágio tecnológico intermediário entre os Super Tucanos, usados hoje pelo Brasil, e os Gripen, comprados da sueca Saab.


 :arrow:  https://www.aereo.jor.br/2020/10/12/jatos-leonardo-m-345-e-m-346-para-a-fab/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #887 em: Outubro 16, 2020, 02:49:13 pm »
Embraer entrega o último F-5M à FAB


Citar
Foi realizada ontem (15.10) a cerimônia de entrega do último caça F-5M modernizado pela Embraer para a Força Aérea Brasileira (FAB) em Gavião Peixoto.

A Embraer foi responsável pela atualização de 49 aviões, implementando novos sistemas eletrônicos, displays multifuncionais, contra-medidas eletrônicas, novo radar multimodo e a capacidade de empregar armamentos mais modernos, todos integrados e gerenciados por software embarcado e computadores de missão.

Modernização

Um programa de modernização dos aviões F-5 Tiger II da FAB estava sendo pensado desde o final da década de 1980, visando dotar os aviões com aviônica no estado-da-arte e recuperar seu poder de combate do início de carreira.

O Programa de modernização F-5BR só recebeu autorização para ser implementada no ano 2000, durante o Governo do presidente Fernando Henrique Cardoso, num contrato de US$ 285 milhões para 46 aviões.

Os trabalhos de modernização foram realizados pela Embraer em sua unidade de Gavião Peixoto, interior do estado de São Paulo. Além da Embraer e da israelence Elbit, o programa F-5BR contou com a participação das empresas Honeywell americana (plataforma de navegação inercial), da italiana Galileu (radar multimodo) e da Elisra, também de Israel (RWR).

Os F-5 jordanianos

Um contrato de abril de 2011, no valor de R$ 276 milhões (US$ 87 milhões), previa que a Embraer atualizasse oito aeronaves F-5E monopostos e três F-5F bipostos comprados da Jordânia em 2007.

O primeiro F-5FM ex-jordânia foi recebido em outubro de 2014 e o segundo em dezembro de 2017.

Posteriormente, o contrato de modernização foi reduzido para somente três aeronaves F-5F, em vez das 11 inicialmente previstas.

O Programa F-5BR tornou o F-5E/F compatível com os A-29 Super Tucano e com o os A-1M. Com a padronização, os custos de manutenção foram reduzidos.

Esperava-se que com a modernização os F-5 da FAB teriam uma sobrevida de 15 a 20 anos, prazo necessário ao recebimento da futura aeronave de combate do programa F-X2.

Empregando tecnologia de 4ª geração e equipado com telas digitais, o cockpit do novo F-5M proporciona baixa carga de trabalho para o piloto. A configuração permite o controle total dos sistemas através de comandos instalados no manche e na manete de potência (HOTAS).

Dois computadores de alto desempenho e um sistema integrado de navegação INS/GPS também foram incluídos. Três telas multifuncionais em cores e um visor tipo HUD (que projeta informações à frente do piloto) dão ao F-5M o que de melhor existe em interface homem-máquina. Todos os sistemas de visualização e iluminação do F-5M foram projetados para o uso com óculos de visão noturna.

O F-5M também incorpora sistema de visor de mira no capacete, tipo DASH, enlace de dados, sistema de planejamento de missão e capacidade para treinamento virtual em voo.

A aeronave foi qualificada para o armamento padrão já existente na FAB, como os mísseis ar-ar de curto alcance MAA-1 Piranha, o israelense Python III, bem como bombas e casulos externos. Também foram disponibilizados os sistemas de armamento (convencional e inteligente) usados nos caças de nova geração, incluindo a capacidade de utilizar mísseis Python IV e Derby de combate BRV (Além do Alcance Visual) e bombas guiadas a laser.

Principais recursos incorporados no programa de modernização dos F-5BR:

Substituição dos mostradores analógicos por telas coloridas de cristal líquido de múltiplas funções (MFCD – conceito glass cockpit).
Tecnologia HOTAS (Hands On Throttle And Stick) em que todos os principais comandos estão posicionados no manche e na manete de potência.
HUD (Head-Up Display) visor ao nível dos olhos para que o piloto possa verificar todas as principais informações do painel sem ter de desviar o olhar para baixo.
Total compatibilidade com os óculos de visão noturna NVG (Night Vision Goggles)
Capacetes com sistema de mira HMD (Helmet-Mounted Display) tipo DASH da Elbit
RWR (Radar Warning Receiver) da Elisra, para autodefesa.
Rádios digitais V/UHF Rohde & Schwartz M3AR (Serie 6000), que podem receber/transmitir comunicações de voz e dados com proteção eletrônica (criptografia), salto e compressão de freqüências, assim permitindo a transferência de dados entre as aeronaves F-5M, os Embraer E-99 de alarme aéreo antecipado ou os controles de terra.
Radar Doppler FIAR Grifo-F com diversos modos de operação ar-ar, ar-solo e anti-navio, com grande resistência a bloqueios e despistamentos eletrônicos ou mecânicos. Seu alcance é de 56 Km para contatos na mesma altitude, 37 Km para contatos voando abaixo (look down-shoot down) e de 110-148 Km para alvos marítimos.
Modernos sistemas de navegação, incluindo um sistema inercial/GPS da Rockwell modelo H-764G a laser e um outro GPS de backup.


 :arrow:  https://www.aereo.jor.br/2020/10/16/embraer-entrega-o-ultimo-f-5m-a-fab/


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #888 em: Outubro 16, 2020, 09:29:52 pm »
FAB recebe última unidade do caça F-5M modernizado


Citar
FAB 4810 será alocado o Esquadrão Pampa (1º/14º GAV), situado na Ala 3, em Canoas (RS)

Na tarde desta quarta-feira (14), uma comitiva do Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) da Força Aérea Brasileira (FAB) se deslocou para Gavião Peixoto (SP) para receber a última aeronave de caça F-5M modernizada pela Embraer. O FAB 4810 será alocado no Esquadrão Pampa (1º/14º GAV), situado na Ala 3, em Canoas (RS).

Participaram do evento o Diretor-Geral do DCTA, Major-Brigadeiro do Ar Hudson Costa Potiguara, o Vice-Diretor do DCTA, Major-Brigadeiro do Ar Ricardo José Freire de Campos, o Presidente da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), Major-Brigadeiro do Ar Valter Borges Malta, além de outras autoridades da FAB.

Para o recebimento da aeronave, foram realizados voos com pilotos e engenheiros de ensaio do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) e certificados os instrumentos por técnicos do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), ambos ligados ao DCTA, completando a entrega de 49 aeronaves modernizadas deste modelo de caça.

O Vice-Presidente de Contratos da EMBRAER Defesa & Segurança, Márcio Monteiro, abriu a cerimônia de entrega e ressaltou a importância que esse programa gerou, afirmando que o desenvolvimento de softwares embarcados e a engenharia envolvida neste processo ampliaram os conhecimentos da empresa.

A modernização dos caças F-5M foi iniciada em 2005 e ao longo deste período proporcionou uma evolução tecnológica significativa à defesa aérea brasileira, com a implementação de novos armamentos e da introdução doutrinária do combate BVR (sigla em ingês para Além do Alcance Visual). “Estamos encerrando um ciclo muito bem concluído pela EMBRAER, com tudo aquilo que nosso Comando de Preparo deseja. Estão de parabéns EMBRAER, o COMGAP, o COMPREP, o COMAE e o próprio DCTA pelo esforço para a operacionalidade deste vetor”, ressaltou o Diretor-Geral do DCTA, Major-Brigadeiro Potiguara. Também foram apresentadas à comitiva, composta por Oficiais dos Institutos do DCTA responsáveis pelo processo de modernização do F-5M, a linha de produção da aeronave KC-390 Millennium e o quarto cargueiro de série, prestes a ser entregue à Força Aérea.

F-39 E Gripen


Clique aqui para baixar a imagem originalNa ocasião, a comitiva também foi apresentada ao novo caça multimissão F-39E Gripen, que chegou recentemente da Suécia e fez seu primeiro voo no Brasil no dia 24 de setembro. O Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen (GDDN, do inglês, Gripen Design and Development Network) e o Centro de Ensaios em Voo do Gripen (GFTC, do inglês Gripen Flight Test Centre) realizaram a apresentação.

A aeronave está realizando uma série de ensaios no interior paulista e deverá fazer sua apresentação oficial em Brasília no próximo dia 23 de outubro, data que é comemorado o Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira. O Brasil encomendou da empresa Saab 36 caças de última geração, no chamado programa FX-2, cuja principal característica é a transferência tecnológica ao parque industrial brasileiro. Baseada neste aspecto, o projeto inclui o Centro de Projetos e Desenvolvimento do Gripen e o Centro de Ensaios em Voo do Gripen. Nestes locais são reunidos os engenheiros suecos com os brasileiros para, juntos, desenvolverem soluções que a nova plataforma de armas exigirá na sua implantação. De acordo com Marcus Wandt, piloto de testes da Saab, todas as avaliações são necessárias para que a aeronave cumpra sua capacidade plena e possa atender aos requisitos do sistema.

Fotos: EMBRAER
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #889 em: Outubro 23, 2020, 07:16:00 pm »
Cerimônia do Dia do Aviador e da Força Aérea Brasileira


Começam a chegar as imagens da cerimônia do Dia do Aviador e o Dia da Força Aérea Brasileira (FAB).

A data marca os 114 anos do primeiro voo do 14-Bis e homenageia os integrantes da FAB.

O evento realizado na Ala 1 – Base Aérea de Brasília, contou com a apresentação da primeira aeronave multimissão F-39E Gripen.





 :arrow: https://www.aereo.jor.br/2020/10/23/imagens-cerimonia-do-dia-do-aviador-e-da-forca-aerea-brasileira/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #890 em: Outubro 23, 2020, 07:17:56 pm »
Caça F-39E Gripen é oficialmente apresentado pela FAB


Citar
Hoje, dia 23 de outubro de 2020, data em que se comemora o Dia do Aviador, a Força Aérea Brasileira apresentou a aeronave multimissão F-39E Gripen, na Ala 1, em Brasília (DF). A aeronave fez um voo sobre a base aérea após a exibição do da Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), a Esquadrilha da Fumaça.

A cerimônia contou com a presença de diversas autoridades, dentre elas o presidente do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, o Ministro da Defesa do Brasil, Fernando Azevedo e Silva, a Embaixadora da Suécia no Brasil, Johanna Brosmar-Skoogh, o Comandante da Força Aérea Brasileira, tenente-brigadeiro do ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, o Comandante da Força Aérea Sueca, major general Carl-Johan Edström, do presidente do conselho de administração da Saab, Marcus Wallenberg e do presidente e CEO da Saab, Micael Johansson.

“É uma grande honra ver o Gripen na cerimônia alusiva ao Dia do Aviador e ao Dia da Força Aérea Brasileira. Acredito que não há ocasião mais representativa para essa apresentação, pois, certamente, significa muito para todos os aviadores brasileiros ter a aeronave voando nos céus do País”, disse Micael Johansson, CEO e presidente da Saab. “Esse é o resultado de uma colaboração real entre Brasil e Suécia, e uma grande oportunidade para estreitar ainda mais os laços entre os países”.

 :arrow:  https://tecnodefesa.com.br/caca-f-39e-gripen-e-oficialmente-apresentado-pela-fab/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #891 em: Outubro 24, 2020, 01:06:51 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #892 em: Novembro 07, 2020, 01:46:47 am »
FAB conclui campanha de reabastecimento em voo de helicópteros


Citar
Reabastecimento em Voo do helicóptero H-36 CARACAL eleva o alcance da aviação de asas rotativas e permite o cumprimento de missões nos 22 milhões de km2 sob responsabilidade da FAB

A Força Aérea Brasileira (FAB), por meio de uma equipe técnica e multidisciplinar  coordenada pelo Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), finalizou, no dia 30 de outubro, no Rio de Janeiro (RJ), a última fase da Campanha de Ensaios do Reabastecimento em Voo (REVO), entre o helicóptero H-36 Caracal e a aeronave KC-130 Hércules.

Os voos aconteceram em uma área restrita sob controle militar, no litoral do Rio de Janeiro, onde a aeronave reabastecedora KC-130 Hércules do Esquadrão Gordo (1º/1º GT) e as aeronaves H-36 Caracal dos Esquadrões Falcão (1º/8º GAV) e Puma (3º/8º GAV) se reuniram para realizar o procedimento de REVO. Para o sucesso da operação, foi fundamental o apoio operacional da ALA 11, da ALA 12 e apoio administrativo da Base Aérea do Galeão (BAGL) e da Base Aérea de Santa Cruz (BASC).

Durante os ensaios, os helicópteros (receivers) aproximaram-se da aeronave KC-130 (tanker), que fez a transferência de combustível aos helicópteros. Por meio de suas mangueiras de reabastecimento foram realizadas mais de 160 conexões em voo.

A atual Campanha teve como objetivo completar as tarefas previstas no processo de certificação, incluindo as etapas inéditas de transferência de combustível do KC-130 para o H-36 e o reabastecimento simultâneo de dois helicópteros. Além disso, os instrutores do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV) realizaram o treinamento e formação operacional dos pilotos dos Esquadrões Falcão e Puma, pertencentes ao Comando de Preparo (COMPREP). Como resultado, o Brasil se torna o primeiro país da América do Sul com a capacidade de realizar o reabastecimento em voo de helicópteros.

A transferência de combustível em voo potencializa as capacidades do H-36 no cumprimento de suas ações de Força Aérea, como o Combate SAR (CSAR), e amplia sua operacionalidade, com o aumento da autonomia para cumprir as missões de resgate no mar, ajuda humanitária, infiltrações de tropas e transporte de militares em locais estratégicos. “É a aviação de Asas Rotativas contribuindo para a missão de defender e integrar os 22 milhões de quilômetros quadrados – Dimensão 22 – sob responsabilidade da FAB", ressalta o piloto de prova e coordenador geral da operação, Coronel Aviador José Ricardo Silva Scarpari.

Além desses objetivos, a campanha também buscou obter dados de resistência estrutural, com o intuito de complementar a capacitação de engenheiros e pesquisadores do DCTA para a futura campanha de REVO entre o helicóptero H-36 e a aeronave KC-390 Millennium, prevista para o ano de 2021.

Segundo o piloto operacional do Esquadrão Puma, Capitão Aviador Rafael D’Amato Guimarães, participar da campanha de certificação foi uma experiência profissional enriquecedora. “Realizar voos de formação operacional com os pilotos e engenheiros do Instituto de Pesquisa e Ensaios em Voo (IPEV) me fez conhecer mais a base técnica desses profissionais e aprender os ‘porquês’ de cada procedimento. Isso vai ser essencial para o desenvolvimento da doutrina de emprego do REVO de helicópteros”, afirma.

Foram empregadas na campanha três aeronaves H-36 Caracal da versão operacional, equipadas com probe de reabastecimento e sistema eletróptico infravermelho (FLIR). Em uma das aeronaves foram instalados sensores dedicados para as atividades de ensaios em voo, fato que possibilitou a aquisição de dados fundamentais para garantir a segurança do procedimento de REVO do par KC-130 e H-36.

Durante os voos, foram testadas as condições mais extremas de velocidades, altitudes, pesos das aeronaves e operação dos sistemas de combustível. Para tanto, foi necessária, na fase de planejamento, uma análise minuciosa quanto à compatibilidade geométrica, funcional e de desempenho entre as duas aeronaves e seus respectivos sistemas. Para o Tenente Luís Gustavo Leandro de Paula, engenheiro de ensaios em voo da campanha, “o objetivo é entregar aos Esquadrões um envelope de operação mais abrangente possível, garantindo não só a segurança do procedimento como também maior flexibilidade para o cumprimento das futuras missões de REVO”, afirma.

Toda a coordenação da campanha foi realizada pelo DCTA, que participa com três de suas unidades: o Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE), que auxiliou por meio de equipe técnica na instalação de sensores dedicados e na análise dos dados provenientes desses equipamentos; o Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), responsável por coordenar todo o processo de certificação das aeronaves; e o IPEV, responsável pelo planejamento, definição e execução dos ensaios.

Também fizeram parte da campanha o COMPREP, o Comando-Geral de Apoio (COMGAP), a Diretoria de Material Aeronáutico e Bélico (DIRMAB), a Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), o Parque de Material Aeronáutico do Galeão (PAMA-GL), o Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), a Academia da Força Aérea (AFA), além das empresas Helibrás e Airbus Helicopters.

Preparação da Campanha


Na primeira fase da Campanha, realizada em 2018, foram executados ensaios em solo, treinamentos dos pilotos de ensaio e obtenção dos primeiros dados a partir de ensaios em voo com conexão em seco (sem transferência de combustível).


Para a Campanha de 2020, foi elaborado um novo programa de ensaio, em que foram estudadas todas as possibilidades a serem testadas, assim como as análises dos riscos envolvidos e suas respectivas ações mitigadoras. Para tal, os pilotos do IPEV realizaram treinamentos no H-36, treinamentos de formatura entre as aeronaves H-50 Esquilo e H-60 Black Hawk e voo de formatura entre as aeronaves H-36 e o T-27 Tucano. Ressalta-se que esta é a primeira campanha de helicópteros em que foi empregada uma aeronave de asa fixa (T-27) como aeronave paquera, sendo necessário elaborar procedimentos específicos de voo em formatura entre um avião e um helicóptero.

A preparação e treinamento prévios ao voo de REVO aconteceu em São José dos Campos (SP), onde os pilotos operacionais dos Esquadrões realizaram o treinamento no Simulador de Ensaios em Voo do IPEV. Nesta oportunidade, os pilotos e engenheiros de ensaios em voo puderam demonstrar, em ambiente simulado, a dinâmica da manobra de reabastecimento, a necessária coordenação de cabine, os procedimentos de emergência específicos da manobra e as técnicas de pilotagem a serem empregadas.

 :arrow: PORTAL FAB



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #893 em: Novembro 14, 2020, 12:51:56 am »
FAB apresenta nova aeronave de transporte leve


Citar
O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, apresentou hoje durante o Seminário de Defesa Nacional do Ministério da Defesa transmitido online, imagens do conceito da nova aeronave de transporte leve.

A aeronave denominada STOUT – Short Take Off Utility Transport é conceitualmente híbrida incorporando motores turboélice e elétricos. Ela deverá ser resistente, econômica e estar na vanguarda tecnológica.

O STOUT visa substituir o C-95 Bandeirante e o C-97 Brasília.

Voltado para servir localidades remotas com pistas curtas, estreitas e não pavimentadas, o novo vetor levará em consideração diversas necessidades operacionais, como transporte de carga e pessoal  em áreas de selva, alcance a principais aeroportos da América do Sul, lançamento de paraquedistas, extração de pallets e transporte de enfermos.

Algumas características da aeronave são a capacidade de decolar com carga máxima útil de ao menos 3 toneladas, a partir de uma pista de até 1,2 mil metros, e operar em ambiente amazônico.



 :arrow:  https://www.aereo.jor.br/2020/11/13/fab-apresenta-nova-aeronave-de-transporte-leve/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #894 em: Novembro 19, 2020, 12:45:18 pm »
Exercício Operacional Tínia treina diversas atividades além do combate aéreo


Citar
Controle de Tráfego Aéreo, Defesa Antiaérea, Comunicações e Controle e Manutenção Integrada são algumas das atividades treinadas nas Alas 3 e 4 até o dia 27 de novembro

A segunda edição do Exercício Operacional Tínia, realizado até o dia 27 de novembro nas Alas 3 e 4, em Canoas e Santa Maria, no Rio Grande do Sul, tem como objetivo manter a operacionalidade da Força Aérea Brasileira e de seus Esquadrões Aéreos, assim como dos Controladores de Tráfego Aéreo, dos Grupos de Defesa Antiaérea e de Comunicações e Controle. Além disso, treina a capacidade de desdobramento da Força e de manutenção com a atuação em conjunto dos Grupos Logísticos.

Clique aqui para baixar a imagem originalO responsável pela Manutenção Integrada do Grupo Logístico (GLOG) da Ala 3, Major Especialista em Aviões Roberto Guilherme dos Santos Alves, explica que o trabalho para o EXOP começa bem antes do início das operações nas sedes do treinamento e inclui o planejamento de recursos humanos e materiais que serão mobilizados e deslocados para a manutenção das aeronaves envolvidas. "A manutenção integrada nos traz um importante ganho em eficiência sem perder a qualidade técnica e a segurança nas ações de manutenção realizadas nos projetos apoiados", diz.

Clique aqui para baixar a imagem originalO tráfego aéreo durante o treinamento é controlado a partir do 2° Esquadrão do 1º Grupo de Comunicações e Controle (2º/1º GCC), em Canoas, e pelo Centro de Operações Militares (COPM-2) em Curitiba, com a participação de controladores de todo o Brasil. Os aviões radar E-99 também podem realizar o controle de tráfego durante as missões dos caças. O Comandante do 2º/1º GCC, Major Aviador Rodrigo de Sousa da Costa conta que, durante o EXOP, os militares em Canoas e Curitiba tem funções bem definidas. "Aqui controlamos o lado defensivo das missões, enquanto o lado que desempenha a função ofensiva é controlado a partir do COPM-2", explica. Para realizar o controle de tráfego nesse tipo de missão, os militares precisam ter um treinamento específico.

Clique aqui para baixar a imagem originalOutro aspecto do Exercício é o acompanhamento em tempo real dos combates aéreos, o chamado showtime, em que militares avaliam cada ação dos pilotos em voo e definem o andamento das missões. O reabastecimento em voo também é treinado durante o exercício. O KC-130 Hércules do Esquadrão Gordo realiza missões como reabastecedor das aeronaves de F5 e A1. Na Tínia, os caças treinam, ainda, missões aéreas compostas, quando várias aeronaves decolam simultaneamente para simular o combate aéreo.

Defesa Antiaérea

A 1ª Brigada de Defesa Antiaérea (1ª BDAAE), por meio dos Grupos Laçador (1º GDAAE), Ajuricaba (2º GDAAE) e Defensor (3º GDAAE), participa do Exercício Operacional Tínia. Os Grupos estão desdobrados no terreno, além do Centro de Operações Antiaéreas, Equipe de Ligação Antiaérea, Unidades de Tiro e Postos de Vigilância, os quais são empregados em períodos diurnos e noturnos, contra Clique aqui para baixar a imagem originalataques aéreos simulados, realizados pelas aeronaves A-1 e A-29.

Atuando de forma integrada, os Grupos de Defesa Antiaérea da FAB envolvem 54 militares para realizarem o treinamento da Defesa Antiaérea do Centro Diretor Aéreo do Teatro (CDAT), sediado nas instalações do Quarto Esquadrão do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (4º/1º GCC), na Ala 4, em Santa Maria (RS).

 :arrow: FAB



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5042
  • Recebeu: 454 vez(es)
  • Enviou: 342 vez(es)
  • +2841/-2052
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #895 em: Novembro 19, 2020, 12:47:50 pm »
 

 

Esquadrão de Demonstração Aérea - Esquadrilha da Fumaça

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 3
Visualizações: 648
Última mensagem Maio 03, 2019, 03:11:50 pm
por Vitor Santos
FAB e Força Aérea Portuguesa com um Caça de 5º Geração

Iniciado por Leonardo Besteiro

Respostas: 28
Visualizações: 13766
Última mensagem Outubro 04, 2015, 11:21:29 pm
por luis simoes
Reunião da Aviação de Caça (Força Aérea Brasileira)

Iniciado por jambock01

Respostas: 3
Visualizações: 2276
Última mensagem Maio 27, 2006, 11:21:18 am
por Cabeça de Martelo
Modernização da Força Aérea Brasileira

Iniciado por silversantis

Respostas: 50
Visualizações: 24913
Última mensagem Junho 22, 2011, 05:40:41 pm
por HSMW