Gripen

  • 411 Respostas
  • 95312 Visualizações
*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8795
  • Recebeu: 846 vez(es)
  • Enviou: 1520 vez(es)
  • +95/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Gripen
« Responder #255 em: Fevereiro 02, 2016, 07:31:32 pm »


Citar
Apenas publico informações, como no caso da Citação Presidencial que o Brasil recebeu do governo dos EUA pela participação na Segunda Guerra...
E bem, mas vamos já definir que caso sejam coladas tais citações a fonte deve ser sempre indicada.

Citar
Sobre o Gripen, trata-se de uma máquina incrível, tanto é que os pilotos brasileiros que pilotaram o Gripen C/D na Suécia, disseram que ele é muito superior ao M2000 e aos F5M.... e estamos falando do Gripen E...
E actualmente o que não é superior ao F5 e Mirage 2000???   ::)

Citar
Esta máquina vai ser fabricada no Brasil, com todos os seus segredos revelados aos brasileiros...é algo inimaginável...
Para um país que já tem a Embrarer como uma grande empresa de referência no campo da aeronáutica, e criada em1969 não vejo o que existe aqui de inimaginável... Apenas que já devia ter acontecido à muitos anos atrás. 

Citar
Certa feita, um executivo da IAI ou da Elbit, não sei dizer com certeza, foi perguntado por que Israel repassava tanta tecnologia sensível ao Brasil, e ele: "O Brasil é o Brasil".
Fonte?

Citar
avião por avião o Gripen é muito superior tanto ao FA18, quanto ao mísero F16.
E tratando o F-16 com tal termo se nota um nulo conhecimento sobre aviação. Nenhum piloto ou simples fã de aviação diria tal coisa.
Com isto apenas demonstra o tal complexo de inferioridade. Nada a que não estejamos habituados com foristas brasileiros.

http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #256 em: Fevereiro 02, 2016, 09:34:05 pm »
Quando não se sabe do que está a falar corre-se o risco de dizer baboseira. Caso não saibas tal citação existe desde a II Guerra Mundial e, desde então, tem sido atribuída a unidades americanas e a dezenas de unidades de outros países, incluindo da América do Sul, em todos os conflitos em que os EUA participaram*. Quando se tem dificuldades cognitivas e fraco domínio da língua corre-se o risco de mentir e deturpar o que os outros dizem. Vai-te tratar.

* se quiseres mesmo ver o que foi dito, facilito-te as coisa: http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=4408.msg254658#msg254658
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #257 em: Fevereiro 02, 2016, 10:38:48 pm »


Porque, por decreto colariano, o presidente não vai poder mais atribuir a Presidential Unit Citation, e todas as citações posteriores à II Guerra Mundial vão ser anuladas, ficando somente três unidades estrangeiras com tamanha honraria: 2ª Divisão Blindada do Exército Francês, 3º Regimento Estrangeiro de Infantaria do Exército Francês e 1º Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira.

A decisão inicial de deixar a honraria somente com a unidade da FAB foi fortemente contestada pela França, o que levou o magnânimo Colares a conceder. Entretanto, milhares de veteranos de inúmeros países aliados dos Estados Unidos, entre eles membros do Batalhão Colombiano que combateu na Guerra da Correia recusam entregar as suas medalhas, como forma de protesto. No entanto, fontes anónimas do Hospício Pedro II garantem que o napoleão do hemisfério sul não se deixa intimidar e vai prosseguir com a sua missão de ganhar todas as batalhas na Internet.
« Última modificação: Fevereiro 02, 2016, 11:59:43 pm por NVF »
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Gripen
« Responder #258 em: Fevereiro 03, 2016, 04:56:24 pm »
Então vamos lá ver, para o Colares o Gripen é o mais melhor bom porque vai ter (no futuro ainda não tem) Radar AESA. Pois bem, mas desde 2014 que o F-16 V tem esse tipo de radar e o mesmo pode ser instalado em qualquer versão mais antiga. Para o Colares o Gripen é o mais melhor bom porque é manobrável, MAS o mesmo não tem o melhor rácio peso/potência dos caças actuais e futuros e não tem TVC.

Se o Gripen é bom? Para mim é um bom caça, feito um pouco à imagem da linha pensamento do F-16, ou seja pequeno, ágil e moderno. Um excelente trunfo para qualquer Força Aérea, MAS não é o mais melhor bom, nem trás para a mesa algo novo. Os Suecos são pragmáticos ao máximo e tentam fazer o que podem, o que não podem ou não sabem vão buscar a outros países (ex.: turbina).

http://www.geaviation.com/engines/docs/military/datasheet-F414-GE-39E.pdf
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4236
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 294 vez(es)
  • +831/-719
Re: Gripen
« Responder #259 em: Fevereiro 04, 2016, 04:26:36 pm »
Então vamos lá ver, para o Colares o Gripen é o mais melhor bom porque vai ter (no futuro ainda não tem) Radar AESA. Pois bem, mas desde 2014 que o F-16 V tem esse tipo de radar e o mesmo pode ser instalado em qualquer versão mais antiga. Para o Colares o Gripen é o mais melhor bom porque é manobrável, MAS o mesmo não tem o melhor rácio peso/potência dos caças actuais e futuros e não tem TVC.

Se o Gripen é bom? Para mim é um bom caça, feito um pouco à imagem da linha pensamento do F-16, ou seja pequeno, ágil e moderno. Um excelente trunfo para qualquer Força Aérea, MAS não é o mais melhor bom, nem trás para a mesa algo novo. Os Suecos são pragmáticos ao máximo e tentam fazer o que podem, o que não podem ou não sabem vão buscar a outros países (ex.: turbina).

http://www.geaviation.com/engines/docs/military/datasheet-F414-GE-39E.pdf

Vou dizer por mim. Eu não acho que o Gripen NG seja o melhor caça do mundo. Até porque seria desonesto se eu viesse fazer tal afirmativa. O caça escandinavo, como você bem disse, cumpre bem com sua função, de ser um vetor leve, ágil, barato de operar e moderno. Para a realidade da FAB (AMX e F-5 M) a aeronave cairá como uma luva.

No panorama latino-americano, o Gripen NG será o caça mais moderno e vai impor respeito (não medo) a eventuais ameaças ao espaço aéreo brasileiro. Esta é a filosofia desejada, dentro da realidade, da FAB. 
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #260 em: Fevereiro 04, 2016, 11:39:24 pm »
Não sei não, cara. Esse artigo aí do Poder Aéreo tem grandes semelhanças com o material que eu coloquei antes, até o nome do autor é... não sei como dizer isto: igual. Já o link no final do artigo do Poder Aéreo para a fonte original é muito semelhante ao mesmo que coloquei; o grau de semelhança atinge aí uns 100%.

Continuamos a ter dificuldade em ver as tais fontes do general Hostage. Há por ai umas entrevistas, mas o tal estudo parece ter dificuldade em atingir a superfície, talvez por estar lá bem no fundo da Fossa das Marianas, ali para os lados da Papua-Nova Guiné.

No entanto, há algo muito interessante que o David Archibald diz: a maioria dos mísseis em combate falham, daí a importância do canhão e do turn rate, o que o leva a concluir que o Gripen E é quase tão bom a abater Su-35 quanto o F-22. Bom, isso aí foi de algum modo verdade nos conflitos do sudeste asiático e do médio oriente, nos anos 60, . Mas a história revela totalmente o oposto, desde o conflito das Falkland até à mais recente guerra do Iraque, em que a maioria dos mísseis acertou nos respectivos alvos e abates com canhão contam-se pelos dedos.

Isso aí podia levar-nos a concluir que o David Archibald não percebe um boi de aviação, dado que a sua 'especialidade' é aquecimento global, do qual, diga-se de passagem, ele também não percebe um boi. Só para dar uma pequena amostra do nível de sabedoria deste senhor, dizia ele em 2014: "The temperature of the planet has not risen for the past seventeen years." Ora esses organismo da Lapónia chamados de NASA e NOAA declararam recentemente que dos 15 anos mais quentes alguma vez registados, 14 aconteceram neste século (sendo 1998 o 15º).

Gratos pelo esforço e aguardamos ansiosamente novos capítulos desta hilariante novela brasileira temperada com especiaria australiana e papuense.
« Última modificação: Fevereiro 05, 2016, 12:00:57 am por NVF »
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Gripen
« Responder #261 em: Fevereiro 05, 2016, 11:51:54 am »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4236
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 294 vez(es)
  • +831/-719
Re: Gripen
« Responder #262 em: Fevereiro 05, 2016, 02:10:05 pm »
O Gripen NG e os seus velhos e novos concorrentes

http://www.aereo.jor.br/2016/02/04/o-gripen-ng-e-os-seus-velhos-e-novos-concorrentes/

Se levarmos em consideração as ponderações pontuadas neste artigo do Poder Aéreo, que me parece ser de credibilidade, honesta e assertiva, o Gripen NG é um caça de respeito, como sempre achei e defendi aqui neste fórum.

Isso não quer dizer que a aeronave escandinava é totalmente superiora em relação a seus concorrentes. Tampouco o grifo é demasiadamente inferior perante os caças americanos, ao francês e ao anglo-hispano-ítalo-alemão. Trata-se de um caça ágil e eletronicamente moderno (mais do que o F-16, diga-se de passagem), que compensa suas debilidades em relação a capacidade de portar grande quantidade de cargas externas, pela superioridade de manobrabilidade (principalmente em manobras de execução de curvas instantâneas e sustentadas).

Para o contexto da FAB o progresso a ser experimentado será enorme com a chegada do F-39 (denominação da FAB ao Gripen NG). Um caça leve, ágil, moderno e barato de se operar, ou seja, pré-requisitos que agradam aos brigadeiros brasileiros.   


 
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #263 em: Fevereiro 05, 2016, 03:58:51 pm »
Este novo artigo do Poder Aéreo não traz nada de novo à discussão. Aliás, parece ser mais uma tentativa de tentar justificar a aquisição do Gripen pela FAB e de tentar encher espaço num período em que não há grandes novidades para apresentar. No entanto, tem o benefício de não tirar conclusões exageradas, ou de fazer declarações bombásticas e estapafúrdias.

Dito isto, uma leitura mais atenta deste mesmo tópico, bem como do tópico da substituição do F-16 na FAP — em particular no período anterior à escolha do Gripen NG pela FAB—, revelará que o Gripen sempre foi um caça muito querido neste fórum e eleito por muitos como o sucessor preferido para o nosso actual F-16.

Caro Vítor, o que acabaste de dizer quanto ao Gripen é partilhado por muitos membros portugueses, incluindo eu próprio. Agora o que não temos é paciência para as imbecilidades e criancices de alguns membros que, pelo simples facto de um determinado aparelho ter sido escolhido para equipar as forças do seu país, passam repentinamente a equipará-lo a um Tie fighter da Guerra das Estrelas. Simplesmente não há pachorra! Pior ainda quando aproveitam a mínima oportunidade para insultar a história e a honra do país anfitrião deste espaço, revelando um total desrespeito pelas mais elementares regras de boa educação e convivência. Felizmente, algumas dessas pessoas, repetidamente, expõem a sua falta de preparação para discutir estes assuntos, o que torna todo este debate num divertido exercício diário de relaxamento.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5684
  • Recebeu: 1194 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +406/-138
Re: Gripen
« Responder #264 em: Fevereiro 05, 2016, 11:22:01 pm »
http://www.aereo.jor.br/2016/02/01/comecou-a-participacao-do-brasil-no-projeto-do-caca-gripen-ng/
Citar
Primeiros engenheiros brasileiros já estão na Suécia para ajudar a desenvolver o futuro caça da FAB

A neve domina a paisagem, o termômetro marca temperaturas negativas e o Sol se põe pouco depois das três da tarde, após nascer quase às nove da manhã. Mas o casal Viviam Lawrence e Marcelo Takase está feliz por trocar o verão brasileiro pelo frio de Linköping, cidade sueca com pouco mais de cem mil habitantes. Os dois fazem parte do primeiro grupo de 46 profissionais enviados por empresas do Brasil para participarem do projeto Gripen NG.

“O trabalho de desenvolvimento do avião em conjunto com eles está se iniciando e esta etapa será essencial para a troca de conhecimento, visando à transferência da tecnologia”, diz Viviam. Mestre em engenharia mecânica pela USP, ela leva na bagagem a experiência de 13 anos na Embraer, onde trabalhou nos projetos do Super Tucano, do cargueiro KC-390 e dos jatos E-170/190, Phenom, Lineage e Legacy.

Já Marcelo, engenheiro da Embraer desde 1998, trabalha com sistemas ambientais e pela primeira vez vai enfrentar os desafios do desenvolvimento de um jato capaz de superar a velocidade do som. “Uma das diferenças é que no voo supersônico a temperatura externa do ar é mais elevada, o que dificulta a capacidade de resfriamento dos equipamentos e dos sistemas do avião que trocam calor com o ar externo”, conta.

Marcelo irá trabalhar ao lado do sueco Erik Israelsson, que não esconde a surpresa com a parceria. “O que vem à mente quando escuto a palavra Brasil é o Carnaval no Rio e florestas tropicais exuberantes. Então eu não estava realmente certo do que esperar, e estou agradecido por relatar que até agora a experiência tem sido positiva”, conta o engenheiro.

Erik explica que foram criados cursos rápidos para que os brasileiros comecem a trabalhar o mais rapidamente possível. Para ele, além de transmitir conhecimento, a presença de novos parceiros pode significar mudanças positivas no processo. “Eu acho que será muito útil trabalhar com pessoas não familiarizadas com o ‘jeito Saab’. Penso que isso nos fará refletir sobre como nós fazemos as coisas, e isso dá a esperança de mudanças positivas”, explica.

A troca de conhecimentos será mútua. É essa a aposta do engenheiro Per Randell, um dos coordenadores do processo de transferência de tecnologia. “Mudar o ambiente e a estrutura de como as coisas são feitas desafia a sua percepção e faz você aprender mais”, afirma. “Tanto suecos quanto brasileiros têm conhecimentos e experiências, mas talvez de plataformas e sistemas diferentes”, completa.
É. Por este andar que se vê nas ultimas fotos conhecidas datadas de Novembro de 2015 vai continuar o ser o "melhor caça do Mundo"  por longos anos no papel, a nível virtual e na mente disfuncional e sonhadora de alguns "experts" de aviação de papel...


Enquanto isso o tal F16... (onde anda o Gripen C/D ou NG?) ...

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Gripen
« Responder #265 em: Fevereiro 06, 2016, 12:53:28 pm »
Não sabem o que tem dentro dele, não estão autorizados a por as mãos no avião ou fazer modificação alguma, e o pior, só podem armá-lo com a autorização expressa dos senhores da grande nação do norte.

Recomendo-te que vejas e leias e não digas asneiras.


http://www.emfa.pt/www/po/maisalto/conteudos/galeria/revista407/a_1419.pdf

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Gripen
« Responder #266 em: Fevereiro 06, 2016, 04:29:46 pm »
Que armamento vocês usavam quando ainda tinham os Mirage? Duvido que usassem outro armamento que não o Francês.

Se comprares um Renault e quiseres meter-lhe um motor de arranque de um VW é provável que vá dar problemas.

Calma aí com "nós vamos fazer"... há restrições como é normal em qualquer contrato deste género. Até porque o que não faltam são peças feitas noutro países (que não a Suécia ou o Brasil).
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #267 em: Fevereiro 06, 2016, 05:56:54 pm »
No fundo resume-se tudo a isto...



Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3076
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3056 vez(es)
  • +544/-92
Re: Gripen
« Responder #268 em: Fevereiro 06, 2016, 09:13:27 pm »
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Gripen
« Responder #269 em: Fevereiro 10, 2016, 12:25:02 pm »
O problema não é esse.

Quando o Brasil usava o MirageIII se limitava a usar bombas burras, entre elas o napalm, altamente eficiente em bombardeios em posições na selva além de baratas, e para interceptação, naquela época só existia mesmo seus canhões de 30 mm e mais nada, era ir atrás e pegar na unha.

O Mirage 2000 não usava misseis?!



Já agora, sabes onde se fazia a manutenção dos motores destes caças?

Citar
Ocorre que as coisas evoluíram, e quando o Brasil usava o Mirage ainda nem sonhava em ter a indústria que tem hoje, de todas aquelas que nasceram na década de 80 a única que sucumbiu foi a Engesa, as demais se mantiveram, se fundiram a outras e ainda estão produzindo.

Era bom, não era?! Infelizmente tal não acontece e muitas empresas fecharam as portas ou estão em risco de acontecer por falta de clientes.

Citar
Sobre poder "mexer" no F16, o problema não é poder do ponto de vista técnico, o problema é "político", simplesmente os EUA dizem: "Vocês não estão autorizados", então eu pergunto: quem os desafiará? exceto países párias como Venezuela ou Iran, ninguém mais faria isso.

Isso acontece com qualquer fabricante de armas, excepto se o contracto for noutro sentido.

Citar
O Brasil por exemplo iria vender o A-29 para a Venezuela, dizem também o AMX, ocorre que o A-29 tem componentes de empresas dos EUA, e eles vetaram a venda com seu componentes.

Seria fácil para a Embraer substituir esses componentes e vender o A-29 para Chávez? seria, é um avião relativamente simples, é provável que com algum esforço aqui mesmo no Brasil isso pudesse ser feito, era coisa pouca, sem falar em Israel, parceiro do Brasil em aviônica, mas não vale a pena. Pra que procurar encrenca com os EUA por causa de Chávez? não vale a pena.

Tretas, quase todo o avião é feito com partes de empresas norte-americanas.

Citar
O mesmo para o F16, a questão não é técnica, é política.

É contratual e politica, senão isto não seria possível.


http://www.airforce-technology.com/projects/taurus-kepd-350-missile-german/



Citar
É o mesmo que se passa hoje com o suposto Gripen NG para os argentinos, além de um custo bilardário para substituir os componentes britânicos, para que SAAB, Embraer, Brasil e Suécia iriam querer problemas com a Inglaterra por causa de 24 aviões?

E o que impede que o mesmo aconteça com as inúmeras peças que não serão feitas pela Suécia ou o Brasil?

Citar
A China tem uma ideia de fazer uma ferrovia passando por dentro do Brasil e Peru ligando os dois oceanos, Atlântico e Pacífico, isso tornaria o canal do Panamá meio secundário, ocorre que a Alemanha já se ofereceu em "colaborar" com a obra.

Se obra for feita, o peso geopolítico do Brasil vai aumentar de maneira exponencial, não sei se será feita, mas os planos existem.

A ser feito pela China esquece o controle Brasileiro.

Citar
Já falei, as guerras hoje e futuras serão travadas por água doce, além da Amazônia e todos os rios que têm, o Brasil ainda guarda um tal de aquífero Guarani, considerado o maior do mundo, cuja maior parte fica no Brasil.

E quem vai invadir o Brasil? Já sei os EUA, não o RU, não a UE, não a China, não os marcianos (cortar o que não interessa).

Citar
Você já ouviu falar no Nióbio? sabe para que serve? 98% das reservas mundiais conhecidas de Nióbio estão no Brasil

 ;D

Ok, indica um único link de uma fonte credível que diga isso e indique a importância do mesmo.

Já agora porque é que o duralumínio que é usado no fabrico das IA2 vem da Rússia?

Citar
Você sabia que a proteção térmica dos ônibus espaciais da NASA são feitas com um tipo de argila que só é encontrada no Brasil?

O Vai e vem espacial já não é usado à anos e o mesmo não usava argila para essa função.

Olha aqui estes links.

http://www.amorim.com/porque-cortica/Na-Industria-Aeroespacial/39/?k=NASA

http://www.amorim.com/lideranca-global/projectos-de-referencia/Vega-o-mais-novo-foguetao-europeu/233/
« Última modificação: Fevereiro 10, 2016, 12:31:41 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Primeiro vôo do Sistema Recce Pod a bordo de um Gripen

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 0
Visualizações: 1782
Última mensagem Março 31, 2005, 09:51:06 pm
por J.Ricardo
JAS 39 Gripen sueco despenha-se no Mar Báltico

Iniciado por soultrain

Respostas: 0
Visualizações: 1678
Última mensagem Junho 01, 2005, 11:48:37 am
por soultrain
Comercialização do Gripen

Iniciado por JLRC

Respostas: 1
Visualizações: 1771
Última mensagem Outubro 04, 2004, 06:19:09 pm
por JLRC