C-295 M na FAP

  • 806 Respostas
  • 244605 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1493/-109
Re: C-295 M na FAP
« Responder #675 em: Julho 06, 2017, 12:27:05 pm »
Citar
O responsável considerou que "Portugal tem necessidade de aumentar a frota de C-295", tendo em conta o actual nível de actividade, mas garantiu que não há conversações nesse sentido.

Nada que eu não tenha vindo aqui a dizer, ou seja, que se devia apostar na aquisição de mais 3 aeronaves na versão de transporte táctico, e modernizar todas elas para o padrão C-295W. Agora intenção política nesse sentido e verbas para tal são outros quinhentos.  ::)

Andamos sempre a bater nas mesmas teclas é o que é, SÓ AS MOSCAS É QUE MUDAM !
O aumento da frota dos 295 devia ser uma realidade bem como o aumento da futura frota"  de 20 milhões  " dos substitutos dos " ALIII, como, também pelo menos mais dois 101 deveriam ser adquiridos,:
Se os nossos politicozecos, andam aos quatro ventos a dizer que a FAP vai efectuar também o combate aos FF, então hajam de acordo com a atribuição de mais essa missão e reforcem os meios já demasiados escassos da FAP, e façam algo que se veja, deixem-se de " CONVERSAS DA TRETA " !!

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, perdadetempo, Stalker79

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 677
  • Recebeu: 614 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +1025/-120
Re: C-295 M na FAP
« Responder #676 em: Julho 06, 2017, 03:51:44 pm »
Também existe muita actividade desnecessária e uma gestão pouco racional de recursos. Tal como a estupidez de andar a transportar doentes entre o Porto Santo e Funchal nos C-295 quando deveria ser feita em helicópteros adequados com as inerentes vantagens operacionais, poupança de custos e mais eficiência. Em que o heli aterraria directamente no hospital ou nas suas imediações em vez de aterrar no aeroporto (distante do hospital) e ter ainda de transferir os pacientes para as ambulâncias.
« Última modificação: Julho 06, 2017, 04:00:53 pm por Major Alvega »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: perdadetempo, Stalker79

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
Re: C-295 M na FAP
« Responder #677 em: Julho 06, 2017, 05:14:12 pm »
Em relação a adquirir mais aviões, nada contra, mas contratem também pessoal que aquilo ainda não voa sozinho.
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1818
  • Recebeu: 241 vez(es)
  • Enviou: 450 vez(es)
  • +12/-1
Re: C-295 M na FAP
« Responder #678 em: Julho 06, 2017, 06:23:22 pm »
Também não sou nada contra o reforço da frota C-295 e já mencionei isso aqui. No entanto, essa notícia do Jornal de Negócios é de 2015 e está relacionada com o "arranque" da Caetano Aeronautic.

Citação de: Maria João Babo / Jornal de Negócios
A Airbus Defense & Space tem projectos industriais em Portugal com a Salvador Caetano, que fabrica peças para o A400M e aviões civis, e com as OGMA, onde foi desenvolvida a capacitação para a realização de tarefas de manutenção dos aviões C295 da Força Aérea Portuguesa.
Aproveito é essa notícia para relembrar que em Portugal desenvolvemos e fabricamos componentes para os três principais possíveis substitutos do C-130. Por isso depois nos outros tópicos não venham com a lenga-lenga que temos de escolher a aeronave X porque estamos envolvidos na produção de componentes.

Cumprimentos,
« Última modificação: Julho 06, 2017, 06:26:11 pm por Get_It »
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1963 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1582/-175
Re: C-295 M na FAP
« Responder #679 em: Julho 07, 2017, 11:04:04 am »
Em relação a adquirir mais aviões, nada contra, mas contratem também pessoal que aquilo ainda não voa sozinho.

Exactamente. No passado fim de semana em Castelo Branco tive oportunidade de falar com pessoal dos Bisontes e, por exemplo, neste momento dos quatro C-130 3 estão operacionais, contudo só há tripulações completas para dois. Continue-se com as cativações que isto ainda vai ficar melhor.  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6103
  • Recebeu: 1362 vez(es)
  • Enviou: 656 vez(es)
  • +953/-163
Re: C-295 M na FAP
« Responder #680 em: Julho 07, 2017, 11:32:45 am »
Em relação a adquirir mais aviões, nada contra, mas contratem também pessoal que aquilo ainda não voa sozinho.

Exactamente. No passado fim de semana em Castelo Branco tive oportunidade de falar com pessoal dos Bisontes e, por exemplo, neste momento dos quatro C-130 3 estão operacionais, contudo só há tripulações completas para dois. Continue-se com as cativações que isto ainda vai ficar melhor.  ::)
Versão Drone?  ;D :P

Citar
http://beyondthesprues.com/Forum/index.php?topic=1136.0

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 567
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 366 vez(es)
  • +49/-2
Re: C-295 M na FAP
« Responder #681 em: Julho 07, 2017, 02:31:30 pm »
Fazendo de conta que se vive num país normal e pirateando as ideias de terceiros...
Citar
O aumento da frota dos 295 devia ser uma realidade bem como o aumento da futura frota"  de 20 milhões  " dos substitutos dos " ALIII, como, também pelo menos mais dois 101 deveriam ser adquiridos,:

Adquiria-se antes  4 AW-169 cujo contracto de manutenção deverá ser  inferior à adenda que se teria que fazer para os dois novos helicópteros. Tem a vantagem adicional de ser mais económico para a conversão dos pilotos para um helicóptero biturbina e aposto que se consegue mais de 60% de operacionalidade dos aparelhos.
https://www.bjtonline.com/aircraft/leonardo-helicopters-aw169
https://www.bjtonline.com/aircraft/leonardo-helicopters-aw101
http://www.leonardocompany.com/documents/63265270/69072454/body_BROCHURE_AW169EMS_Mk517.pdf

E uma vantagem na racionalização de meios como falado aqui:
Citar
ambém existe muita actividade desnecessária e uma gestão pouco racional de recursos. Tal como a estupidez de andar a transportar doentes entre o Porto Santo e Funchal nos C-295 quando deveria ser feita em helicópteros adequados com as inerentes vantagens operacionais, poupança de custos e mais eficiência. Em que o heli aterraria directamente no hospital ou nas suas imediações em vez de aterrar no aeroporto (distante do hospital) e ter ainda de transferir os pacientes para as ambulâncias.
.
É que usar EH-101 para servir de ambulância entre ilhas ou passear presidentes, ministros e papas não é uma boa gestão de recursos.

No caso dos C-295 deveriam ser adquiridos dois aparelhos pelos responsáveis da defesa civil (leia-se Ministério da Administração Interna) seja em por compra ou por leasing (daqueles a sério não a farsa que foi no caso dos E-101 e dos C-295). É responsabilidade do Ministério o(s) contractos de manutenção (pode ser em parceria com a FAP) o pagamento dos custos de operação ao serviço do Ministério, aquisição de kits contra incêndio florestal etc... Por protocolo é responsabilidade da FAP fornecer as tripulações pelo número de horas por ano acordado com a defesa civil. Também por protocolo poderão os aviões ser utilizados pela FAP para as suas missões de transporte em espaços aéreos não contestados ( é para fazer o voo bissemanal às ilhas, não é para ir ao MALI). Que as entidades envolvidas por uma vez na vida cooperem de boa-fé e não passem o tempo a ver quem ganha a bola como é comum na administração pública nacional.

Cumprimentos,
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 677
  • Recebeu: 614 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +1025/-120
Re: C-295 M na FAP
« Responder #682 em: Julho 07, 2017, 03:09:51 pm »
 Eu não falei em EH101's para transportar doentes entre ilhas. Neste caso entre Porto Santo e Funchal. Mas em helicópteros adequados.

 Devido à irresponsabilidade e negligência do regime a força aérea não tem há muito quaisquer helicópteros multimissões para transportarem tropas, para fazer evacuações médicas, SAR costeiro e para auxilio de combate aos fogos em que qualquer país europeu da NATO ou não os possui.

 
 
« Última modificação: Julho 07, 2017, 03:22:30 pm por Major Alvega »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6103
  • Recebeu: 1362 vez(es)
  • Enviou: 656 vez(es)
  • +953/-163
Re: C-295 M na FAP
« Responder #683 em: Julho 07, 2017, 03:19:33 pm »
Tomara existir dinheiro para o "gasoil"...  ::) :o http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-com-combustivel-no-limite-consegue-verba-para-necessidades-urgentes#_swa_cname=sapo24_share&_swa_cmedium=web&_swa_csource=facebook&utm_source=facebook&utm_medium=web&utm_campaign=sapo24_share
Citar
Fontes parlamentares disseram à Lusa terem recebido a informação, no âmbito dos contactos que mantêm regularmente com os ramos das Forças Armadas, que a FAP só tinha combustível para a aviação até agosto, devido a cativações orçamentais.

Questionado pela Lusa, fonte do gabinete do ministro da Defesa, Azeredo Lopes, respondeu que o ministério “tem conhecimento da necessidade de combustível para a Força Aérea e que o suprimento da necessidade é essencial à execução das várias missões que lhe estão atribuídas”.

De acordo com o gabinete de Azeredo Lopes, no início de junho, o ministério das Finanças aprovou “uma antecipação dos fundos disponíveis para a Força Aérea no montante de seis milhões de euros, de modo a poder fazer face a necessidades urgentes neste domínio”.

“Estão também a ser adotadas medidas de gestão flexível no âmbito do programa orçamental da Defesa que permitirão manter os níveis de operacionalidade do ramo”, acrescentou a mesma fonte oficial.

O ministério da Defesa salientou ainda que o planeamento da Força Aérea “tem permitido assegurar as reservas mínimas combustíveis de forma a assegurar o cumprimento das várias missões que lhe são atribuídas”.

Questionado pela Lusa, o porta-voz da FAP, tenente-coronel Manuel Costa, disse apenas que “o fornecimento de combustível de aviação está a ser tratado pela Força Aérea com muito cuidado e rigor em conjunto com o ministério da Defesa Nacional”.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3795
  • Recebeu: 298 vez(es)
  • Enviou: 103 vez(es)
  • +465/-62
Re: C-295 M na FAP
« Responder #684 em: Julho 08, 2017, 12:15:47 am »
Caro Charlie, sabes se a opção vai ser mesmo pelos KC 390 ?? :-[
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1493/-109
Re: C-295 M na FAP
« Responder #685 em: Julho 08, 2017, 06:34:20 am »
Tomara existir dinheiro para o "gasoil"...  ::) :o http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/forca-aerea-com-combustivel-no-limite-consegue-verba-para-necessidades-urgentes#_swa_cname=sapo24_share&_swa_cmedium=web&_swa_csource=facebook&utm_source=facebook&utm_medium=web&utm_campaign=sapo24_share
Citar
Fontes parlamentares disseram à Lusa terem recebido a informação, no âmbito dos contactos que mantêm regularmente com os ramos das Forças Armadas, que a FAP só tinha combustível para a aviação até agosto, devido a cativações orçamentais.

Questionado pela Lusa, fonte do gabinete do ministro da Defesa, Azeredo Lopes, respondeu que o ministério “tem conhecimento da necessidade de combustível para a Força Aérea e que o suprimento da necessidade é essencial à execução das várias missões que lhe estão atribuídas”.

De acordo com o gabinete de Azeredo Lopes, no início de junho, o ministério das Finanças aprovou “uma antecipação dos fundos disponíveis para a Força Aérea no montante de seis milhões de euros, de modo a poder fazer face a necessidades urgentes neste domínio”.

“Estão também a ser adotadas medidas de gestão flexível no âmbito do programa orçamental da Defesa que permitirão manter os níveis de operacionalidade do ramo”, acrescentou a mesma fonte oficial.

O ministério da Defesa salientou ainda que o planeamento da Força Aérea “tem permitido assegurar as reservas mínimas combustíveis de forma a assegurar o cumprimento das várias missões que lhe são atribuídas”.

Questionado pela Lusa, o porta-voz da FAP, tenente-coronel Manuel Costa, disse apenas que “o fornecimento de combustível de aviação está a ser tratado pela Força Aérea com muito cuidado e rigor em conjunto com o ministério da Defesa Nacional”.



Saudações

Impressionante se em Agosto, a meio do Ano, um dos Ramos das FFAA está assim, estamos mesmo bem, e não aprendemos nada com os erros/falhas, quero ver se não houver meios, fuel, para uma ou mais evacuações e se mais alguém vai ter de morrer por incúria, desleixo chamam-lhe o que quiserem, andam mesmo a  brincar com o FOGO, estes (IR)responsáveis !!!!!

Então como vão os acfts da FAP voar para combater os incêndios se agora nem para as missões existentes há chop/chop para os acft's ????

Mas que grandes politicos nós temos tido são mesmo do melhor, não se arranjem um militar para MDN, e mais um oficial General ou equivalente, das FFSS, para MAI, que não vale a pena

Abraços e fogo á peça !!!!!
« Última modificação: Julho 08, 2017, 06:38:04 am por tenente »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11550
  • Recebeu: 436 vez(es)
  • Enviou: 233 vez(es)
  • +76/-63
Re: C-295 M na FAP
« Responder #686 em: Outubro 03, 2017, 11:58:10 pm »
Seleção faz ‘batismo de voo’ num C-295 da Força Aérea até Andorra


A viagem para Andorra será a primeira que a seleção nacional de futebol vai realizar num avião da Força Aérea Portuguesa (FAP), que sofrerá “alterações mínimas” para transportar a comitiva campeã europeia.

“Os aviões modernos são modulares e por isso é possível alterar a sua configuração. Faremos alterações mínimas, a mais significativa das quais passará pela substituição de bancos corridos por cadeiras normais”, explicou à Lusa o tenente-coronel Manuel Costa, porta-voz da FAP.

A seleção portuguesa, que vai defrontar no sábado a congénere de Andorra, em jogo de qualificação para o Mundial 2018, viajará num C-295, avião com capacidade para 70 passageiros e autonomia para 10 horas de voo, que é, por vezes, utilizado em deslocações do Presidente da República.

As razões para a utilização de um avião da FAP relacionam-se com as limitações do aeródromo de Andorra, designadamente, “o reduzido comprimento da pista e a impossibilidade de fazer uma aterragem por instrumentos”, conforme explicou o seu porta-voz.

Como o aeródromo local não tem capacidade para receber voos comerciais, habitualmente, as equipas que vão jogar a Andorra aterram no aeroporto de Lérida e são depois obrigadas a realizar uma viagem de autocarro, que tem a duração aproximada de mais de três horas.

A opção pelo C-295 permite a Portugal ganhar tempo não só na ida, mas também no regresso, já que a 10 de outubro defronta a Suíça, no Estádio do Luz, num encontro que poderá ser decisivo para garantir o acesso direto à fase final do próximo Campeonato do Mundo.

Fonte da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) assinalou que todos os custos da operação serão suportados pelo organismo federativo e que a aterragem em Andorra ficará sempre dependente das condições climatéricas.

A seleção nacional ocupa o segundo posto do Grupo B, com 21 pontos, menos três do que a Suíça, que lidera só com vitórias. As duas equipas já têm pelo menos assegurado um lugar no ‘play-off', caso falhem o primeiro lugar.


>>>>  http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/selecao-faz-batismo-de-voo-num-c-295-da-forca-aerea-ate-andorra
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 677
  • Recebeu: 614 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +1025/-120
Re: C-295 M na FAP
« Responder #687 em: Outubro 04, 2017, 12:57:48 am »
"A seleção portuguesa, que vai defrontar no sábado a congénere de Andorra, em jogo de qualificação para o Mundial 2018, viajará num C-295, avião com capacidade para 70 passageiros e autonomia para 10 horas de voo, que é, por vezes, utilizado em deslocações do Presidente da República."

A notícia refere que o C-295 é utilizado em deslocações do PR - Que remédio tem ele?!
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
Re: C-295 M na FAP
« Responder #688 em: Outubro 04, 2017, 08:56:11 pm »
A notícia refere que o C-295 é utilizado em deslocações do PR - Que remédio tem ele?!

O PR também tem os Falcon 50, mas para o caso da selecção de futebol esse avião não tem capacidade.

O Presidente da Republica por vezes voa no C-295M quando voa dentro de Portugal Continental, como uma vez que foi a Coimbra ou quando andou a visitar várias ilhas dos Açores (a maioria tem pistas pequenas) em que voou num C-295 destacado na base das Lajes.
http://sicnoticias.sapo.pt/pais/2017-06-02-Marcelo-visitou-Miradouro-do-Portal-na-ilha-das-Flores

As viagens de Falcon 50 costumam ser para distâncias mais longas como para outros países da europa ou para as ilhas.
https://www.tsf.pt/sociedade/interior/marcelo-prepara-falcon-para-ir-a-madeira-8707185.html
http://www.jornaldenegocios.pt/economia/politica/detalhe/marcelo_paga_do_seu_bolso_a_ida_a_lyon_no_falcon_da_forca_aerea
« Última modificação: Outubro 04, 2017, 09:05:10 pm por Lightning »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8372
  • Recebeu: 964 vez(es)
  • Enviou: 1131 vez(es)
  • +134/-45
Re: C-295 M na FAP
« Responder #689 em: Outubro 04, 2017, 09:14:17 pm »
Só quero referir o pormenor que o C-295M pode ser equipado com bancos mais confortáveis, do tipo avião comerciais.

Fotos da visita do PR ao destacamento C-295M no sul de Espanha ao serviço FRONTEX.
https://www.flickr.com/photos/forcaaereaportuguesa/sets/72157685323020142/