C-295 M na FAP

  • 806 Respostas
  • 244786 Visualizações
*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3504
  • Recebeu: 1894 vez(es)
  • Enviou: 3625 vez(es)
  • +1533/-102
Re: C-295 M na FAP
« Responder #660 em: Janeiro 18, 2017, 04:21:39 pm »
Que não seja por isso... Havendo dinheiro e vontade tudo se arranja. No entanto, haverá, com certeza, melhores alternativas para  reabastecer os F-16 do que o C-295. Para reabastecimento de helis, ou da outros aviões a hélice, seria catita, mas não me parece que a FAP veja tal capacidade como prioritário face às enormes lacunas que existem noutras áreas mais prioritárias (substituição dos AL III e Alpha Jet, por exemplo)



PS: Martelo, esta engenhoca foi desenvolvida pela LM, pois P&D é um requisito para a Força Aérea Indiana.
« Última modificação: Janeiro 18, 2017, 04:23:55 pm por NVF »
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8381
  • Recebeu: 966 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: C-295 M na FAP
« Responder #661 em: Janeiro 18, 2017, 08:02:21 pm »
Os nossos F-16 também não tem capacidade de usar CFTs, por isso esse sistema não pode ser usado nos nossos aviões.

E comprar um KC-135 usado aos EUA? ;D
« Última modificação: Janeiro 18, 2017, 08:04:11 pm por Lightning »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3504
  • Recebeu: 1894 vez(es)
  • Enviou: 3625 vez(es)
  • +1533/-102
Re: C-295 M na FAP
« Responder #662 em: Janeiro 18, 2017, 09:55:34 pm »
Tens razão Lighting, só a partir do bloco 50/52 é que os Viper vieram configurados de fábrica para utilizar CFT, mas isso, mais uma vez, não impede que versões anteriores não possam ser reforçadas estruturalmente de modo a poderem instalar CFT's.

Mas, a meu ver, esse seria uma upgrade sem grande sentido. O único upgrade significativo que faria sentido para os nossos Viper seria a instalação de radar AESA e, claro, continuar os upgrades das tapes MLU e, mais importante ainda, adquirir mísseis e munições em quantidades que não deixem os paióis vazios ao primeiro tiro.
Talent de ne rien faire
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8381
  • Recebeu: 966 vez(es)
  • Enviou: 1137 vez(es)
  • +134/-45
Re: C-295 M na FAP
« Responder #663 em: Janeiro 18, 2017, 11:07:33 pm »
Até entendo querermos reabastecer helicópteros, pois os EH101 não chegam a todo o lado na nossa área SAR, mas os F-16 chegam a todo o lado da área portuguesa, não vejo que isso seja uma necessidade de Portugal.
 

*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1046
  • Recebeu: 258 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +32/-5
Re: C-295 M na FAP
« Responder #664 em: Janeiro 18, 2017, 11:11:44 pm »
Tens razão Lighting, só a partir do bloco 50/52 é que os Viper vieram configurados de fábrica para utilizar CFT, mas isso, mais uma vez, não impede que versões anteriores não possam ser reforçadas estruturalmente de modo a poderem instalar CFT's.

Mas, a meu ver, esse seria uma upgrade sem grande sentido. O único upgrade significativo que faria sentido para os nossos Viper seria a instalação de radar AESA e, claro, continuar os upgrades das tapes MLU e, mais importante ainda, adquirir mísseis e munições em quantidades que não deixem os paióis vazios ao primeiro tiro.

Por acaso acho que existe mesmo um impedimento estrutural para a instalação do CFT, existe (ou existia) a alternativa desenvolvida antes do CFT que era a instalação de Probes nos tanques externos, mas aí é mais o custo em tempo e dinheiro que o proveito.


 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6125
  • Recebeu: 1370 vez(es)
  • Enviou: 658 vez(es)
  • +970/-166
Re: C-295 M na FAP
« Responder #665 em: Janeiro 19, 2017, 09:36:34 am »
Em termos nacionais até que ponto isso ficaria economicamente interessante?

Qual o custo do deploy de um C-295 preparado para o abastecimento VS a substituição da parelha de F-16 por uma fresquinha com gasóleo??

Os F-16 não usam Probe and Drogue, portanto é uma questão questão se coloca.

Só se colocaria a questão da utilidade deste sistema caso se adquirissem, ou adquiram, as sondas de reabastecimento para os 4 EH-101 Merlin Mk.516 especialmente vocacionados para busca e salvamento em combate, vulgo CSAR.
Só os SAR é que têm?


Citar
http://www.operacional.pt/helitech-portugal-2010/

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3504
  • Recebeu: 1894 vez(es)
  • Enviou: 3625 vez(es)
  • +1533/-102
Re: C-295 M na FAP
« Responder #666 em: Janeiro 19, 2017, 04:51:44 pm »
Tens razão Lighting, só a partir do bloco 50/52 é que os Viper vieram configurados de fábrica para utilizar CFT, mas isso, mais uma vez, não impede que versões anteriores não possam ser reforçadas estruturalmente de modo a poderem instalar CFT's.

Mas, a meu ver, esse seria uma upgrade sem grande sentido. O único upgrade significativo que faria sentido para os nossos Viper seria a instalação de radar AESA e, claro, continuar os upgrades das tapes MLU e, mais importante ainda, adquirir mísseis e munições em quantidades que não deixem os paióis vazios ao primeiro tiro.

Por acaso acho que existe mesmo um impedimento estrutural para a instalação do CFT, existe (ou existia) a alternativa desenvolvida antes do CFT que era a instalação de Probes nos tanques externos, mas aí é mais o custo em tempo e dinheiro que o proveito.



Impedimentos estruturais são problemas de engenharia e, como tal, passíveis de serem resolvidos. É tudo uma questão de dinheiro. Mas, como disse anteriormente, não faz qualquer sentido no caso da FAP. Não conhecia esse sistema, obrigado pela foto, camarada Alvalade.
Talent de ne rien faire
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6761
  • Recebeu: 2984 vez(es)
  • Enviou: 1554 vez(es)
  • +1510/-109
Re: C-295 M na FAP
« Responder #667 em: Janeiro 19, 2017, 05:17:36 pm »
Em termos nacionais até que ponto isso ficaria economicamente interessante?

Qual o custo do deploy de um C-295 preparado para o abastecimento VS a substituição da parelha de F-16 por uma fresquinha com gasóleo??

Os F-16 não usam Probe and Drogue, portanto é uma questão questão se coloca.

Só se colocaria a questão da utilidade deste sistema caso se adquirissem, ou adquiram, as sondas de reabastecimento para os 4 EH-101 Merlin Mk.516 especialmente vocacionados para busca e salvamento em combate, vulgo CSAR.
Só os SAR é que têm?


Citar
http://www.operacional.pt/helitech-portugal-2010/

Saudações

do Site da FAP ::


O EH-101 MERLIN é um helicóptero de transporte médio, trimotor, com trem de aterragem triciclo, semi-retrátil, com rodas duplas em cada unidade e rotor principal de 5 pás. A FAP adquiriu 12 EH-101 em três variantes distintas para três tipos de missões diferentes. A frota consiste em 6 de variante SAR (Busca e Salvamento), 2 de variante SIFICAP (Sistema de Fiscalização das Pescas) e por 4 de variante CSAR (Busca e Salvamento em Combate).

Possui flutuadores de emergência, 2 barcos internos de 20 pessoas, 1 guincho primário e um guincho secundário, NITESUN e FLIR. É equipado com um RADAR de busca da GALILEO com capacidade de identificar e monitorizar 32 alvos de superfície em simultâneo. Todas as aeronaves têm a capacidade para operarem em ambiente NVG.

A variante CSAR está equipada com “Defensive Aids Suite” (DAS), que consiste num sistema integrado de autoproteção eletrónica, formado pelos seguintes subsistemas: um “Radar Warning Receiver” (RWR), um “Missile Warning System” (MWS) e um “Counter Measures Dispensing System” (CMDS). Tem a capacidade para reabastecimento “Hovering In Flight Refueling” (HIRF) e “Air to Air Refueling” (AAR).


Abraços
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1963 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1585/-175
Re: C-295 M na FAP
« Responder #668 em: Fevereiro 09, 2017, 09:12:09 pm »
Pequeno incidente esta tarde com um C-295M VIMAR que obrigou a efectuar uma aterragem de emergência, por precaução, em Faro.

http://www.dn.pt/sociedade/interior/aviao-da-forca-aerea-aterra-de-emergencia-em-faro-5658640.html
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1191
  • Recebeu: 194 vez(es)
  • Enviou: 228 vez(es)
  • +27/-6
Re: C-295 M na FAP
« Responder #669 em: Fevereiro 10, 2017, 10:15:12 am »
Os acidentes já têm cobertura mediática. Já o resto das actividades das FA...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lusitano89

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1332
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 203 vez(es)
  • +41/-4
Re: C-295 M na FAP
« Responder #670 em: Fevereiro 10, 2017, 12:57:46 pm »
Os acidentes já têm cobertura mediática. Já o resto das actividades das FA...

Vão tendo uma outra reportagem sobre os meios aéreos (um dos programas Volante).
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

ARIES

  • Membro
  • *
  • 66
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
Re: C-295 M na FAP
« Responder #671 em: Junho 10, 2017, 10:44:12 am »
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3805
  • Recebeu: 299 vez(es)
  • Enviou: 104 vez(es)
  • +465/-62
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6761
  • Recebeu: 2984 vez(es)
  • Enviou: 1554 vez(es)
  • +1510/-109
« Última modificação: Julho 06, 2017, 09:29:04 am por tenente »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1963 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1585/-175
Re: C-295 M na FAP
« Responder #674 em: Julho 06, 2017, 12:15:45 pm »
Citar
O responsável considerou que "Portugal tem necessidade de aumentar a frota de C-295", tendo em conta o actual nível de actividade, mas garantiu que não há conversações nesse sentido.

Nada que eu não tenha vindo aqui a dizer, ou seja, que se devia apostar na aquisição de mais 3 aeronaves na versão de transporte táctico, e modernizar todas elas para o padrão C-295W. Agora intenção política nesse sentido e verbas para tal são outros quinhentos.  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)