Substituição dos M113

  • 91 Respostas
  • 8453 Visualizações
*

Kalil

  • Membro
  • *
  • 66
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 10 vez(es)
  • +1/-4
Re: Substituição dos M113
« Responder #90 em: Fevereiro 14, 2020, 12:48:55 pm »
Eu também não falei em substituir o m113 por um veículo de rodas, apenas, e é a minha simples opinião, que é necessário um veículo 4x4 ou até 6x6 para complementar os vamtac e pandur.
De resto, não estou a par da lista de prioridades do exército, aquilo que se pode constatar de fora, é que há vários equipamentos em falta.

Um pandur não consegue substituir um ifv a lagartas pela mobilidade. No Afeganistão os 8x8 presentes tem sentido bastantes dificuldades em alguns terrenos, quando os m113 passam tranquilamente.

A verdade é que não sei se algum batalhão mecanizado alguma vez foi destacado, e se alguma vez será. Não imagino portugal a enviar Leos para missões. E não havendo leos em operação, também não são necessários outros veículos a lagartas. Por isso um pandur versão IFV é o melhor com que o pessoal no terreno pode contar. O que já não é nada mau, são é poucos..

Cumprimentos
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1831
  • Recebeu: 415 vez(es)
  • Enviou: 68 vez(es)
  • +87/-25
Re: Substituição dos M113
« Responder #91 em: Fevereiro 14, 2020, 01:53:04 pm »
Pois, sem gastar dinheiro só há mesmo hipótese ao ficar com esse material US.

A questão é essa, os vamtac não transportam secções inteiras 😉
A ideia de um Infantry Mobility Vehicle é ser o "cavalo" de uma companhia. Podes transportar 150 soldados e respectivo equipamento em vamtacs, mas em 30.

Nem me parece que haja outra hipótese, já que não se pretende comprar nada novo neste sentido. Num Exército com falta de IFV, veículos AA, anti-carro, de reconhecimento, morteiro e artilharia AP, de engenharia, entre outros, ir gastar em mais APCs de rodas, parecer-me-ia imprudente. Nem sei até que ponto há ou não algum interesse em MRAPs vindos a custo zero do Afeganistão como os que os nossos militares têm usado.

Quanto ao uso de veículos de lagartas em missões internacionais, de nada adianta enviar Leos para um RCA por exemplo, e depois só terem a cobertura dos velhos M-113, ou de blindados de rodas que não os acompanham. Agora, caso as condições do terreno nesta missão fossem muito más, ao ponto da operação dos Pandur/ST5 ficar ainda mais dificultada, então não tenho dúvidas que, havendo um IFV de lagartas moderno, este seria enviado para lá. Não necessariamente com os Leos, mas somente os IFVs.

A falta de Pandur IFV e de Pandur Anti-carro já foi várias vezes solucionada aqui no fórum, havendo inclusive várias torres no mercado capazes de levar mísseis anti-tanque, mais o canhão. As mesmas torres também se poderiam aplicar a alguns M-113 modernizados.
 

 

Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan

Iniciado por ruben lopes

Respostas: 37
Visualizações: 8035
Última mensagem Janeiro 13, 2020, 11:54:18 pm
por typhonman
Substituição do Lança-Granadas-Foguete (descartável) M72 LAW

Iniciado por ruben lopes

Respostas: 71
Visualizações: 23119
Última mensagem Março 20, 2009, 07:41:24 pm
por ShadIntel
M-60 do Exército Português: modernização ou substituição?

Iniciado por Tiger22

Respostas: 34
Visualizações: 12086
Última mensagem Abril 17, 2004, 04:22:52 pm
por Nuno
Substituição da G3

Iniciado por GMAR

Respostas: 2931
Visualizações: 623593
Última mensagem Setembro 21, 2019, 06:01:36 pm
por raphael
M113 portugueses na Motor Clássico

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 3
Visualizações: 3437
Última mensagem Setembro 11, 2013, 12:29:58 pm
por Cabeça de Martelo