Mensagens recentes

Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10
1
Marinha Portuguesa / Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Última mensagem por tenente em Hoje às 06:45:37 pm »
As Lafayette para serem credíveis tinham de levar um mega upgrade, e daqueles sem mastros ocos. Aquele radar também é lixo, armamento no seu todo idem. Antes ficássemos com 6 navios, 4 DZP e 2 fragatas novas (AH140 ou mesmo as 120, ou Meko A200). Ficava-te mais barato que teres de modernizar as fragatas francesas.

Deixem-se de tretas, e vão mas é à Austrália buscar umas ANZAC deles, para substituir as VdG !!!! ;)
Andamos com tantas opções e afins para substituir as VdG, que o que vai acontecer é ainda apanharmos com as duas M holandesas ou mesmo as Belgas, bem essas pelo menos não tem os mastros ocos ::) !

Abraços
2
Marinha Portuguesa / Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Última mensagem por tenente em Hoje às 06:42:35 pm »
3? Ou duas, ou quatro! Mas alguém acha que os holandeses vão vender 03 navios a Portugal só porque nos dá jeito, arriscando ficar com um mono nas mãos? Claro que há sempre Marrocos, ou o Egipto, para comprarem um único navio de uma classe, mas essas marinhas são excepções. Vender as DZP aos pares é certamente mais vantajoso do ponto vista financeiro e há ainda que considerar a componente geopolítica — por exemplo, vender 02 a Portugal e 02 à Roménia, ou à Polónia, manteria quatro navios importantes nos arsenais da NATO.

É verdade, 3 é um número que não faz muito sentido, quase como se fosse para substituir as VdG na proporção 1 por 1, todavia é do que se fala. As FREMM também continuam em cima da mesa.

Ainda acaba por vir tudo  :mrgreen:

Pai Natal dá aí uma ajudinha

Não me faças rir as quatro DZP a vir para Portugal???
Só mesmo em sonhos.

Abraços

Natal é sempre que um homem quiser, seu descrente!  :Esmagar:

Dá-lhe, que ele está a trabalhar nesse dia. :mrgreen:

Abraços
4
Força Aérea Portuguesa / Re: 6 Helicópteros de Evacuação - LPM 2030
« Última mensagem por dc em Hoje às 06:11:16 pm »
Se tivessem vindo os EC-635 e mais tarde os NH-90, teríamos o problema dos helicópteros praticamente resolvido. Só faltaria então decidir o que fazer com os Lynx, fosse substituir pelo Wildcat ou pelo NH-90 NFH.

Como quiseram brincar e em certos casos tiveram mais olhos que barriga, ainda acabámos por pagar por helicópteros que não vamos ter. Agora temos de adquirir helicópteros na mesma, porque os que temos não chegam.

A ser feita alguma aquisição, e se de facto optarem por algo na ordem do AW-139/149, que não venham com a esperteza de achar que estes também servem para substituir os Lynx, quando não servem.
A vantagem que vejo em se pensar num helicóptero médio para a FAP que também seja capaz de substituir os Lynx, é que o número subiria mais facilmente de 5 para 10/12 aeronaves, aeronaves essas intercambiáveis entre si entre fragatas e terra. Assim o maior número de aeronaves justificava uma nova cadeia logística (que ficaria reduzida a apenas 3 meios diferentes), além de que os dois principais candidatos, são amplamente usados pelos aliados, o que trás vantagens em missões conjuntas.
5
Portugal / Re: REFORMAR E MODERNIZAR AS FORÇAS ARMADAS
« Última mensagem por LM em Hoje às 06:09:39 pm »
Sou cidadão, contribuinte (algo bastante inevitável, mas que talvez dê uma legitimidade diferenciada ...) e preocupo-me muito mais que a generalidade dos portugueses com o estado da nossa defesa...

Mas ler que 53% dos oficiais são favoráveis a um sindicato (a maioria no ativo) e que 30% concorda que devem poder fazer greve... enfim.

=> Um Inquérito da Associação dos Oficiais das Forças Armadas mostra que mais de 70% considera que há uma deterioração das condições. A maior parte quer um sindicato militar, mas é contra greve.   
6
Marinha Portuguesa / Re: LPD- Navio Polivalente Logístico
« Última mensagem por dc em Hoje às 05:53:16 pm »
Só imaginar, o único porta-aviões nuclear museu na Europa. No verão podia servir para os festivais, assim não se poluía as matas com o lixo que lá deixam, assim até se reduzia o risco de incêndio. Em épocas festivas, podia ser restaurante, mas em vez de à beira rio, no meio do rio Tejo. Podia fazer tour pelo país inteiro, e ilhas, servir de navio de cruzeiro para os ricaços deste país e arredores. Em quantos usos é que já vai? Venha o Nimitz! Façam proposta à US Navy antes que nos roubem a ideia.  :mrgreen:
7
Marinha Portuguesa / Re: LPD- Navio Polivalente Logístico
« Última mensagem por Stalker79 em Hoje às 05:34:31 pm »
E acostado ali em frente á praça do comercio ainda podia servir de parque auto pró pessoal que anda de cacilheiro....
 ;D
8
Força Aérea Portuguesa / Re: 6 Helicópteros de Evacuação - LPM 2030
« Última mensagem por NVF em Hoje às 05:24:50 pm »
O Lynx só é da Leonardo por razões históricas e pouco deve ter em comum com os restantes aparelhos da Leonardo. O Wildcat, por seu lado, já deve ter mais componentes comuns com os restantes helis da Leonardo.
9
Força Aérea Portuguesa / Re: 6 Helicópteros de Evacuação - LPM 2030
« Última mensagem por Charlie Jaguar em Hoje às 05:10:18 pm »
Boa tarde meu caro,

Lamento discordar contigo, mas na minha opinião, quanto mais "baixamos as calças", quanto mais baixamos os standards, vamos chegar ao dia que aceitaremos ter umas forças de defesa e proteção civil, tão somente isso.

Se aceitar-mos os UH-60L, poder-se-á modernizar para a versão M e no futuro adquirir a versão naval para as fragatas por exemplo.

Caso se tivesse adquirido o NH-90, o mesmo se passaria, tendo a vantagem de ter motores comuns com os AW-101.

Sempre defendi a solução dos "BlackHawk" para a FAP, então se vier com as opções de armamento disponíveis, nomeadamente Hydra,AGM-114, Minigun ainda melhor.

Já chega de depauperar as FA !

Olá rapaz! ;)

Isto é um fórum de discussão, logo estão patentes opiniões pessoais que podem agradar ou desagradar dependendo de quem escreve e de quem lê. Por isso qualquer pessoa é livre de discordar do que quer que seja, e compreendo que discordes daquilo que escrevi; não é que não gostasse de ver a família Blackhawk com a Cruz de Cristo, muito pelo contrário, mas sim por um pouco de realismo, desilusão e talvez cinismo que os meus 43 anos me trazem. Depauperar as Forças Armadas é algo que certamente 99,9% dos participantes activos aqui no FD jamais desejariam, eu incluído naturalmente, porém é o que neste momento se vê com corte de verbas, pouco pessoal, desmotivação, meios com baixa disponibilidade ou alta taxa de obsolescência e uma conduta política consciente de alienação e enfraquecimento da instituição castrense que tanto se destacou nos quase 900 anos de história de Portugal.

E é só pelas razões que citei que acho que neste momento era melhor optarmos por outro sistema de armas que não um pertencente à família Sikorsky S-70. Além disso os ventos de Washington andam à mercê dos humores do Trump, quer seja por causa do processo de impeachment ou dos constantes remoques e ameaças de represálias aos membros da NATO que, como nós, não gastam pelo menos 2% do PIB na Defesa. E ao contrário de 2001, quando a compra de 10 Blackhawk chegou a estar inscrita na LPM por 10/12M€ a unidade, nesta altura com 3 dos 4 tipos de helis ao serviço pertencentes ao mesmo fabricante, na minha singela opinião faz pouco sentido abrir toda uma nova cadeia logística para tão parca compra de 5 aparelhos. Mas é somente a minha opinião, volto a frisar.

Ao contrário dos Blackhawk, o NH90 não teria esse problema devido ao grau de comonalidade com aeronaves que já operamos, para além do consórcio ser parcialmente detido também pela Leonardo. Mas faz sentido optarmos pelo NH90 depois de termos denunciado o contrato de fornecimento de 9 aparelhos para o Exército há 7 anos atrás? Creio que não apesar da falta de vergonha na cara que infelizmente abunda actualmente na política.

E é por essas razões, e só por isso, que acho que o ideal neste momento seria algo nas linhas do AW139/149/159M para médio porte, com os 4 EH101 CSAR como meios principais pelas capacidades que possuem e possibilidade de serem embarcados, actuando os restantes como escolta/complemento tal como se faz noutros lados com o Chinook e o Blackhawk.

A propósito do NH90, eis um artigo interessante de se ler: https://www.revistamilitar.pt/artigo/988
10
Marinha Portuguesa / Re: A Marinha Portuguesa e o Zero Naval !
« Última mensagem por dc em Hoje às 05:06:50 pm »
As Lafayette para serem credíveis tinham de levar um mega upgrade, e daqueles sem mastros ocos. Aquele radar também é lixo, armamento no seu todo idem. Antes ficássemos com 6 navios, 4 DZP e 2 fragatas novas (AH140 ou mesmo as 120, ou Meko A200). Ficava-te mais barato que teres de modernizar as fragatas francesas.
Páginas: [1] 2 3 4 5 6 ... 10