Unir os Pontos

  • 890 Respostas
  • 110541 Visualizações
*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 790
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Unir os Pontos
« Responder #90 em: Setembro 17, 2011, 05:04:33 pm »
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7547
  • Recebeu: 476 vez(es)
  • Enviou: 162 vez(es)
  • +185/-200
Re: Unir os Pontos
« Responder #91 em: Setembro 17, 2011, 09:48:41 pm »
Ainda não os uniste, Vicente. Queres ajuda?
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 790
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Unir os Pontos
« Responder #92 em: Setembro 18, 2011, 03:35:19 am »
Sim. Ainda pensei em seguir os números mas isso é o que eles querem...
 

*

linergy

  • 204
  • +0/-0
Re: Unir os Pontos
« Responder #93 em: Setembro 19, 2011, 01:30:09 am »
 

*

linergy

  • 204
  • +0/-0
Re: Unir os Pontos
« Responder #94 em: Setembro 27, 2011, 12:50:13 pm »
" A última coisa que pode passar pela cabeça de uma americano é que ele vive de baixo de comunismo "
http://z4.invisionfree.com/The_Great_De ... topic=2905

O Poder e a Influência das Fundações livres de impostos, aqui está o que eles fazem com dinheiro criado a partir do nada.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4254
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 275 vez(es)
  • +56/-24
Re: Unir os Pontos
« Responder #95 em: Setembro 27, 2011, 01:54:49 pm »
Bem linergy, para ser sincero eu ja te chamei de maluco e que devias estar internado num hospicio, mas hoje reconheço que o que andas a dizer é quase verdade. :oops:

"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2211
  • Recebeu: 58 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +24/-0
    • http://forumdefesa.com
Re: Unir os Pontos
« Responder #96 em: Setembro 28, 2011, 06:03:36 pm »
Citar
"Trader" que "sonha com outra recessão" é um amador que "procura atenção"

A imprensa mundial deu ontem conta da intervenção de um "trader" da City londrina na BBC. Afinal, reporta hoje o "The Telegraph", Alessio Rastani é um amador dos mercados que procurava atenção.

O especulador da City que ontem apareceu na BBC a confessar “que todas as noites vou para a cama sonhar com outra recessão” disse hoje que não é, afinal, um “trader” profissional.

A sua identidade foi prontamente posta em causa nas redes sociais e nas caixas de comentários dos “sites” noticiosos que davam conta da entrevista. Hoje, o “The Telegraph” desfez as dúvidas falando com ele – desta vez por telefone.

“Eu procuro atenção. Esse é o principal motivo por que falo. Essa é a razão porque aceitei ir à BBC. O ‘trading’ é como um ‘hobby’, não é um negócio. Eu falo muito, adoro a ideia de falar em público”, acrescentou.

O prazer que retira de falar em público pode tê-lo levado à BBC para falar de mercados na qualidade de especulador profissional. Mas a verdade é que não o é. Alessio Rastani tem uma participação de 99% na Sontoro Projects, cuja actividade se prende com discursar em público.

Em qualquer dos casos o “trading” é um “hobby” que lhe tem saído caro. Segundo o “The Telegraph”, o resultado líquido dos seus investimentos no mercado é de 10.048 libras esterlinas (11.560 euros) e o último recibo bancário do convincente oradora dá conta de um saldo de conta de 985 libras.

Outro aspecto interessante é o sitio onde mora. Na entrevista à BBC, Alessio Rastani é descrito como um “‘trader’ independente” da City de Londres. No entanto, este vive e negoceia a partir de casa da namorada, que está a ser paga a prestações. E esta não fica no prestigiado centro financeiro mas sim no Sul de Londres, refere o “The Telegraph”.

A identidade do pretenso especulador foi posta em causa ainda ontem. Mas a sua presença em directo num programa da BBC emprestou-lhe credibilidade e a cadeia de televisão negou os rumores. Entre as publicações que deram conta desta entrevista esteve o Negócios.

“Levámos a cabo investigações detalhadas e não conseguimos encontrar indícios que sugiram que a entrevista com Alessio Rastano foi uma farsa”, disse o canal de televisão britânico.

Na sua intervenção, Rastani, disse que o sistema financeiro não iria aceitar as medidas de apoio ao euro que estão a ser consideradas. Das suas declarações uma das que fez mais títulos foi: “Os governos não mandam no mundo. O Goldman Sachs é que manda no mundo.”

Fonte


Cromo!
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2449
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +13/-17
Re: Unir os Pontos
« Responder #97 em: Setembro 28, 2011, 09:20:05 pm »
Citar
O Goldman Sachs é que manda no mundo.”


Isto todos sabem que é totalmente verdade. Apenas devia esclarecer dizendo que a GS é o braço armado/financeiro do movimento. :N-icon-Axe:
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7547
  • Recebeu: 476 vez(es)
  • Enviou: 162 vez(es)
  • +185/-200
Re: Unir os Pontos
« Responder #98 em: Setembro 28, 2011, 09:33:18 pm »
Mais vale assassinar o carácter que dar-lhe um tiro na mona.
Limpinho.
E volta tudo à normalidade.
Regressemos, pois, às competições europeias.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1535
  • Recebeu: 373 vez(es)
  • Enviou: 284 vez(es)
  • +159/-324
Re: Unir os Pontos
« Responder #99 em: Setembro 29, 2011, 12:52:33 am »
Citação de: "Luso"
Mais vale assassinar o carácter que dar-lhe um tiro na mona.
Limpinho.
E volta tudo à normalidade.
Regressemos, pois, às competições europeias.

Sujar ainda mais as mãos de sangue para quê? Assim passa por um simples pateta e qualquer crédito fica assassinado à partida. Espantoso é que nem com todos estes últimos acontecimentos a malta se atreve a desconfiar de nada. Creio que é mesmo uma questão de fé, um acreditar cego de que "tal coisa não é possível". Afinal, os que caminhavam mansamente para dentro das câmaras de gás, recusaram até à última que tal fosse possível, iam só tomar duche........ porque não estes actualmente?!
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4254
  • Recebeu: 285 vez(es)
  • Enviou: 275 vez(es)
  • +56/-24
Re: Unir os Pontos
« Responder #100 em: Setembro 29, 2011, 09:58:36 am »
Esta news faz me lembrar as noticias lançadas pelos governos para esconder a merda que fazem.

Eu acredito no tipo!
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

linergy

  • 204
  • +0/-0
Re: Unir os Pontos
« Responder #101 em: Setembro 29, 2011, 01:05:07 pm »
British Brainwashing Corporation...
Vejam antes isto,
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9146
  • Recebeu: 988 vez(es)
  • Enviou: 1872 vez(es)
  • +127/-45
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Unir os Pontos
« Responder #102 em: Setembro 29, 2011, 02:38:18 pm »
Citação de: "Luso"
Mais vale assassinar o carácter que dar-lhe um tiro na mona.
Limpinho.
E volta tudo à normalidade.
Regressemos, pois, às competições europeias.
:G-beer2:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Vicente de Lisboa

  • Analista
  • ***
  • 790
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +3/-4
Re: Unir os Pontos
« Responder #103 em: Setembro 29, 2011, 04:31:50 pm »
Citação de: "linergy"
British Brainwashing Corporation...
Vejam antes isto,

Britons Broadcasting Communism é mais giro.  :wink:
 

*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2211
  • Recebeu: 58 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +24/-0
    • http://forumdefesa.com
Re: Unir os Pontos
« Responder #104 em: Setembro 29, 2011, 09:04:59 pm »
Citar
O corretor que deu uma entrevista à BBC a garantir que é possível ganhar dinheiro com a crise mundial, é afinal um pequeno empresário com pouco mais de mil euros na conta. Alessio Rastani falou três minutos à cadeia britânica e agitou mercados e governos. Descobriu-se agora que se estava a fazer passar por quem não era.

http://sicnoticias.sapo.pt/economia/article774043.ece

Citar
Polémica
Alessio Rastani, o homem que não é corretor, mas também não é impostor
O homem que, na última segunda feira, deixou o mundo de boca aberta não é, afinal, corretor nem ganha milhões com a crise. Mas também não é o impostor que chegaram a dizer. É apenas alguém que "gosta de chamar à atenção"
12:37 Quinta feira, 29 de Set de 2011
   
REVEJA AQUI A POLÉMICA ENTREVISTA À BBC

Desde segunda feira que, na Internet, não se fala de outra coisa. Gente de todo o mundo, através das redes sociais, comenta as afirmações de Alessio Rastani, alegado corretor da bolsa de Londres, que, numa curta entrevista à BBC deixou todos de boca aberta com afirmações do género: "Esta crise é um sonho para fazer dinheiro"; "há três anos que sonhava todas as noites com uma recessão como esta para poder ganhar mais dinheiro; "Os governos não dominam o mundo. O Goldman Sachs domina o mundo"

Numa primeira fase, Alessio foi acusado de ser impostor. Um sociopata, mesmo. Alguma imprensa britânica sugeriu que Rastani pertenceria aos The Yes Man, grupo de ativistas conhecidos por terem já realizado vários embustes nos media Os The Yes Man vieram prontamente desmentir esta informação.

A BBC, por seu lado, emitiu um comunicado garantindo que Rastani não é um impostor. Mas a verdade é que ele também não corretor. De acordo com uma investigação do The Telegraph, Alessio nunca obteve a autorização por parte da entidade reguladora dos serviços financeiros britânicos.

A este jornal, Rastani acaba por declarar-se "investidor independente", mas a verdade é que nem a casa em que vive está totalmente paga e não chega a ter mil libras depositadas na sua conta.

Rastani admite ao Telegraph que gosta de chamar à atenção "Esta é a razão por que eu aceitei falar na BBC. Investir é como um hobby, não é um negócio. Eu sou um falador. Eu falo bastante. Eu adoro a ideia de falar em público. Mas eu quis dizer cada uma daquelas palavras", assegura o britânico, de 34 anos, que conseguiu chegar à BBC pelo que escreve num blogue.

Ler mais: http://aeiou.visao.pt/alessio-rastani-o ... z1ZNDHgzDL

Quem quiser acreditar, acredita. Quem quiser viver em mundos paralelos cheios de sombras, que viva, mas não façam dos outros parvos. :wink:
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos