Unir os Pontos

  • 893 Respostas
  • 112456 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #435 em: Abril 23, 2013, 11:08:25 am »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #436 em: Abril 23, 2013, 01:31:43 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #437 em: Abril 24, 2013, 02:41:53 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7603
  • Recebeu: 545 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-269
Re: Unir os Pontos
« Responder #438 em: Abril 26, 2013, 09:47:31 pm »
http://www.rollingstone.com/politics/ne ... t-20130425

Citar
Everything Is Rigged: The Biggest Price-Fixing Scandal Ever

The Illuminati were amateurs. The second huge financial scandal of the year reveals the real international conspiracy: There's no price the big banks can't fix.

By Matt Taibbi  April 25, 2013 1:00 PM ET

Conspiracy theorists of the world, believers in the hidden hands of the Rothschilds and the Masons and the Illuminati, we skeptics owe you an apology. You were right. The players may be a little different, but your basic premise is correct: The world is a rigged game. We found this out in recent months, when a series of related corruption stories spilled out of the financial sector, suggesting the world's largest banks may be fixing the prices of, well, just about everything.

You may have heard of the Libor scandal, in which at least three – and perhaps as many as 16 – of the name-brand too-big-to-fail banks have been manipulating global interest rates, in the process messing around with the prices of upward of $500 trillion (that's trillion, with a "t") worth of financial instruments. When that sprawling con burst into public view last year, it was easily the biggest financial scandal in history – MIT professor Andrew Lo even said it "dwarfs by orders of magnitude any financial scam in the history of markets."

That was bad enough, but now Libor may have a twin brother. Word has leaked out that the London-based firm ICAP, the world's largest broker of interest-rate swaps, is being investigated by American authorities for behavior that sounds eerily reminiscent of the Libor mess. Regulators are looking into whether or not a small group of brokers at ICAP may have worked with up to 15 of the world's largest banks to manipulate ISDAfix, a benchmark number used around the world to calculate the prices of interest-rate swaps.

Interest-rate swaps are a tool used by big cities, major corporations and sovereign governments to manage their debt, and the scale of their use is almost unimaginably massive. It's about a $379 trillion market, meaning that any manipulation would affect a pile of assets about 100 times the size of the United States federal budget.

It should surprise no one that among the players implicated in this scheme to fix the prices of interest-rate swaps are the same megabanks – including Barclays, UBS, Bank of America, JPMorgan Chase and the Royal Bank of Scotland – that serve on the Libor panel that sets global interest rates. In fact, in recent years many of these banks have already paid multimillion-dollar settlements for anti-competitive manipulation of one form or another (in addition to Libor, some were caught up in an anti-competitive scheme, detailed in Rolling Stone last year, to rig municipal-debt service auctions). Though the jumble of financial acronyms sounds like gibberish to the layperson, the fact that there may now be price-fixing scandals involving both Libor and ISDAfix suggests a single, giant mushrooming conspiracy of collusion and price-fixing hovering under the ostensibly competitive veneer of Wall Street culture.

The Scam Wall Street Learned From the Mafia

Why? Because Libor already affects the prices of interest-rate swaps, making this a manipulation-on-manipulation situation. If the allegations prove to be right, that will mean that swap customers have been paying for two different layers of price-fixing corruption. If you can imagine paying 20 bucks for a crappy PB&J because some evil cabal of agribusiness companies colluded to fix the prices of both peanuts and peanut butter, you come close to grasping the lunacy of financial markets where both interest rates and interest-rate swaps are being manipulated at the same time, often by the same banks.

"It's a double conspiracy," says an amazed Michael Greenberger, a former director of the trading and markets division at the Commodity Futures Trading Commission and now a professor at the University of Maryland. "It's the height of criminality."

The bad news didn't stop with swaps and interest rates. In March, it also came out that two regulators – the CFTC here in the U.S. and the Madrid-based International Organization of Securities Commissions – were spurred by the Libor revelations to investigate the possibility of collusive manipulation of gold and silver prices. "Given the clubby manipulation efforts we saw in Libor benchmarks, I assume other benchmarks – many other benchmarks – are legit areas of inquiry," CFTC Commissioner Bart Chilton said.

But the biggest shock came out of a federal courtroom at the end of March – though if you follow these matters closely, it may not have been so shocking at all – when a landmark class-action civil lawsuit against the banks for Libor-related offenses was dismissed. In that case, a federal judge accepted the banker-defendants' incredible argument: If cities and towns and other investors lost money because of Libor manipulation, that was their own fault for ever thinking the banks were competing in the first place.

"A farce," was one antitrust lawyer's response to the eyebrow-raising dismissal.

"Incredible," says Sylvia Sokol, an attorney for Constantine Cannon, a firm that specializes in antitrust cases.

All of these stories collectively pointed to the same thing: These banks, which already possess enormous power just by virtue of their financial holdings – in the United States, the top six banks, many of them the same names you see on the Libor and ISDAfix panels, own assets equivalent to 60 percent of the nation's GDP – are beginning to realize the awesome possibilities for increased profit and political might that would come with colluding instead of competing. Moreover, it's increasingly clear that both the criminal justice system and the civil courts may be impotent to stop them, even when they do get caught working together to game the system.

If true, that would leave us living in an era of undisguised, real-world conspiracy, in which the prices of currencies, commodities like gold and silver, even interest rates and the value of money itself, can be and may already have been dictated from above. And those who are doing it can get away with it. Forget the Illuminati – this is the real thing, and it's no secret. You can stare right at it, anytime you want.

(continua na página da RS)...
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1565
  • Recebeu: 395 vez(es)
  • Enviou: 299 vez(es)
  • +188/-500
Re: Unir os Pontos
« Responder #439 em: Abril 27, 2013, 11:35:33 am »
Eu ia escrever sobre isso mas já de pouco vale. Graças a autênticos FDP, idiotas úteis, como lhe chamou Lenine, alguns dos quais bem presentes aqui neste fórum, desclassificando os avisos dados à navegação pelos tais de "maluquinhos da conspiração" o nosso futuro vai ser bem sombrio. O laço foi montado e já lá temos a "pata" presa. Agora a escolha é simples, ou deixamos a "pata" para trás e tentamos salvar o resto ou ficamos lá, agarrados esperando, definhando.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #440 em: Abril 27, 2013, 04:07:17 pm »
:arrow: http://sol.sapo.pt/inicio/Internacional ... t_id=73810

Gaspar vs Portas? Schulz vs austeridade?  :roll:

Sabem a letra daquela música: "Deixa-me rir!"
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #441 em: Maio 02, 2013, 05:55:08 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1565
  • Recebeu: 395 vez(es)
  • Enviou: 299 vez(es)
  • +188/-500
Re: Unir os Pontos
« Responder #442 em: Maio 02, 2013, 07:16:12 pm »
Ah pois é. Teorias e tal, só maluquinhos, etc....

Citar
A obrigação de registar toda e qualquer planta de cultivo que possa trocar de mãos, mesmo que sejam cedidas a título gratuito, está a deixar organizações de ambiente e agricultura, tanto nacionais como europeias, em pé de guerra contra Bruxelas. A proposta de regulamento, que será discutida a 6 de Maio pelos comissários europeus, é vista como uma ameaça à agro-biodiversidade, aos pequenos agricultores e à auto-suficiência local.

“A obrigação de registar toda e qualquer variedade de semente que possa trocar de mãos, mesmo a título gratuito, trará custos e processos administrativos impeditivos para os agricultores que usam sementes próprias (a maioria), horticultores, associações de preservação de sementes tradicionais e pequenas empresas de produção de sementes”, dizem as 28 associações portuguesas que subscrevem uma carta enviada a Durão Barroso. Um alerta que surge também de muitas outras associações europeias.

Nessa missiva, as associações dizem que o novo regulamento sobre a comercialização de sementes discrimina “severamente as sementes e material de propagação de plantas de polinização aberta, regionais e tradicionais, a favor das sementes industriais e dos operadores corporativos.” Pelo que há um risco de inviabilizar “os sistemas informais de troca e venda de sementes que são a base da segurança alimentar nomeadamente em países em desenvolvimento.”

Segundo explicam as associações, a proposta de lei, além de ser “considerado um ataque” aos agricultores e à “herança bio-cultural comum”, põe em causa “a maioria das dezenas de milhares de variedades locais de plantas de cultivo, seleccionadas e adaptadas por agricultores durante milénios”.

Por isso, pedem que a sementes de propagação livre e aquelas sobre as quais não recaem direitos de propriedade intelectual sejam excluídas deste novo regulamento.

Pedem também que a troca e cessão de sementes entre agricultores, pessoas individuais e organizações sem fins lucrativos não esteja abrangida por esta lei, que deve apenas se preocupar com a comercialização deste material acima de uma determinada quantidade.

Assinam esta carta associações como a Quercus, o GAIA, o GEOTA ou a Confederação Nacional da Agricultura.

http://www.publico.pt/economia/noticia/ambientalistas-e-agricultores-unemse-contra-lei-europeia-das-sementes-1593156
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7603
  • Recebeu: 545 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-269
Re: Unir os Pontos
« Responder #443 em: Maio 02, 2013, 10:53:40 pm »
Safa, já reparei que as coisas estão a correr muito mais rápido que o previsto. Eu contava com a ineficiência da burocracia nacional para nos proteger, mas pelos visto não vai ser assim.  

A propósito de aberrações totalitaristas importadas, li isto há dias (se alguém poder confirmar ou desmentir agradecia também):

http://espectivas.wordpress.com/2013/04 ... rtugueses/

Citar
Sexta-feira, 26 Abril 2013
Penas de prisão para os pais e mães portugueses?!

Recebi o seguinte email (ver imagem abaixo) segundo o qual o Partido Socialista, em conluio com o Partido Social Democrata de Passos Coelho, pretende fazer passar, por decreto da assembleia da república, a adopção de crianças por pares de homossexuais e com as seguintes medidas adicionais (sic):
•Normalização (da homossexualidade) da sociedade que (as crianças) a partir dos 3 anos leva com “doutrinação” LGBT para acolher “todos os tipos de famílias” e para serem as crianças desde o infantário sejam “mais inclusivas”;
•Orfanatos Católicos, que vão de ter de dar as crianças se não estarão a infringir a lei ;
•Da Creche à faculdade : novos cursos e “mamas” para todo o Esquerdista, Liberal, que pretenda vender a alma para doutrinar as “maravilhas do homossexualismo”;
•Mudança dos Cartões de Identificação, e todos os documentos civis de “Pai e mãe” para “parente 1″ e “parente 2″ ;
•Prisão/multas para quem não quiser matricular o filho numa creche inclusiva, ou que não deseje que o filho frequente aulas de “inclusividade” – Propaganda LGBT

Como eu não tive conhecimento disto nos me®dia, agradeço a quem tenha informações que possam corroborar isto que as deixe ficar em comentário ou me envie por correio electrónico (endereço de email na barra direita).
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9468
  • Recebeu: 1117 vez(es)
  • Enviou: 2442 vez(es)
  • +160/-48
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Unir os Pontos
« Responder #444 em: Maio 03, 2013, 03:37:00 pm »
Fantástico! Foi mesmo este país que jurei defender...  :N-icon-Axe:
Mas pronto, por enquanto é apenas um boato.
Por enquanto...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +935/-2
    • http://www.areamilitar.net
Re: Unir os Pontos
« Responder #445 em: Maio 03, 2013, 11:13:18 pm »
Há um pastor evangélico brasileiro chamado Silas Malafaia, que tem o mesmo tipo de discurso.
Creio que será melhor pesquisar o pensamento de Silas Malafaia para entender a origem destes temores.
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7603
  • Recebeu: 545 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-269
Re: Unir os Pontos
« Responder #446 em: Maio 04, 2013, 01:55:54 pm »
Muito interessante o raciocínio, PT. Nada como associar cromos a uma ideia para a descredibilizar. Já não cola, colega.
O que se está a passar na Europa, vindo do "Norte desenvolvido" e com o qual estamos institucionalmente envolvidos não interessa, pelos vistos.

Outra coisa:

Haverá alguma ligação entre a saída de Louçã e a entrada de Gaspar (primos)?
Tem dito Louçã alguma coisa do primo?
Pergunto isto por não acompanhar as últimas do "trotskista".
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +935/-2
    • http://www.areamilitar.net
Re: Unir os Pontos
« Responder #447 em: Maio 04, 2013, 02:58:49 pm »
Há afirmações que não precisam ser descredibilizadas, porque a sua falta de crédito salta à vista e percebe-se a trafulhice da argumentação com dois ou três clicks.
Quem tem acesso ao Google hoje não tem desculpa.

Eu referi o evangélico homossexual enrustido Silas Malafaia, por causa da expressão «homossexualismo» que é típica do português do Brasil. Os brasileiros aparentemente fazem a distinção, porque consideram homossexualismo uma doença.

Eu lembro, que concordo com uma parte considerável das adjetivações de pouca-vergonha e com as críticas a alguns dos politicos abjetos da nossa praça.

Eu lembro mais uma vez, é que não acho que eles façam parte de uma grande organização que tem o intuito de controlar o mundo.
Essa visão, é a visão de movimentos evangélicos religiosos extremistas de origem norte-americana, que estão à espera do fim do mundo e tentam encontrar explicações para demonstrar que o fim dos tempos está próximo fazendo interpretações sobre as escrituras.

A bandalheira dos políticos resulta de uns verem os outros e pensarem para consigo, que se um rouba o outro também o pode fazer já que há mais beneficios que desvantagens.

Quanto ao Louçã, ele protagonizou a maior derrota eleitoral de um partido politico com representação parlamentar na história do pós 25 de Abril. Nunca um líder politico tinha levado uma pateada tão grande quanto o Louçã, que perdeu metade dos votos e dos deputados de uma eleição para outra.
Como o bloco, é um saco de gatos onde se mordem uns aos outros por detrás do pano, ele não podia sair rapidamente.
O bloco é um partido que de um momento para o outro se pode desfazer. Daí o Louçã ter demorado a desaparecer.

Pelo menos é a forma como eu vejo a questão.
No bloco eles também querem mama e não gostam que seja sempre o mesmo a dar ordens.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #448 em: Maio 04, 2013, 03:38:48 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15856
  • Recebeu: 1325 vez(es)
  • Enviou: 1221 vez(es)
  • +209/-193
Re: Unir os Pontos
« Responder #449 em: Maio 14, 2013, 05:49:25 pm »
Estes senhores controlam 75% do mercado mundial de sementes!

 :arrow: https://www.msu.edu/~howardp/seedszoom.html
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.