Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan

  • 69 Respostas
  • 12276 Visualizações
*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 939 vez(es)
  • +1157/-1565
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #45 em: Novembro 05, 2020, 08:17:40 pm »
Vieram 5 Lançadores TOW para tapar um buraco, não é um investimento significativo. Já praticamente não há Stocks de Milan nem de TOW no exército, o custo dos launchers é insignificante quando comparado com a aquisição de um stock de TOW ou de Milan! Além de os mesmos estarem em fim de ciclo em todo o lado. Os poucos que existem e alguns que eventualmente se possam comprar são para tapar o buraco até à entrada do spike, quando isso for possível.
Mas qual recondicionamento dos Milan? Não há nada para recondicionar, eles já não existem simplesmente, não percebeu?

Venham os SPIKE.

Abraço,
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4681
  • Recebeu: 544 vez(es)
  • Enviou: 939 vez(es)
  • +1157/-1565
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5082
  • Recebeu: 1526 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #47 em: Novembro 06, 2020, 11:19:18 am »
As únicas "torres" anti-carro que existem ao serviço do EP, são as dos M-901 ITV, de mísseis TOW. Tudo o resto são lançadores simples, tanto de TOW como de Milan. Sendo sistemas simples e baratos, os lançadores, não faz sentido complicar com upgrades aos existentes, sendo mais prático e rápido simplesmente encomendar novos mísseis e lançadores.
 

*

RABN

  • Membro
  • *
  • 109
  • Recebeu: 124 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +34/-21
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #48 em: Novembro 06, 2020, 12:20:46 pm »
FCosta, está enganado sim! Ou acha que o exército nunca testou o Spike, assim como outros mísseis?
E acha que eu inventei que o Spike era o preferido? Lembrei me de manhã quando acordei de lhe dizer que o exército queira o spike, calhou esse mas podia ter inventado que era o Javelin, não era?
Entenda uma coisa, se eu lhe digo que a escolha do exército é o spike, e não outro qualquer, é porque secalhar sei um bocadinho mais do que você sobre o dia-a-dia do exército. 
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman, tenente, Stalker79

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17088
  • Recebeu: 1754 vez(es)
  • Enviou: 1624 vez(es)
  • +290/-1094
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #49 em: Novembro 06, 2020, 03:32:08 pm »
Não está morto, mas está muito perto da obsolescência.

7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1768
  • Recebeu: 377 vez(es)
  • Enviou: 1761 vez(es)
  • +138/-21
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #50 em: Novembro 06, 2020, 03:52:46 pm »
Só para deixar os meus 5 tostões e dizer que o MMP para alem de ser um missil moderno e versatil em termos de tanto ser transportado por homens ou montado em viatura,
não seria a pior das escolhas e tem alcance mais do que suficiente (5km), realisticamente ninguem vai atacar blindados ou algo a mais dessa distancia com alguma precisão.
E se calhar nunca foi testado pelo exercito dai não haver nenhuma opinião sobre o mesmo.
 :-P
« Última modificação: Novembro 06, 2020, 03:53:22 pm por Stalker79 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7347
  • Recebeu: 719 vez(es)
  • Enviou: 263 vez(es)
  • +765/-9
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #51 em: Novembro 06, 2020, 03:57:33 pm »
A questão da modernização vs. aquisição de novos sistemas de armas não pode ser vista meramente em termos de custo financeiro, Frequentemente, os sistemas modernizados têm um "ciclo de vida" bastante inferior ao de equipamentos novos. Paralelamente, mesmo com a modernização, muitos são francamente inferiores, em termos de capacidade, aos sistemas novos, sendo a margem de progressão / nova modernização francamente inferior. Vide, por exemplo, a discussão acerca do (pseudo-)MLU das Vasco da Gama.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5082
  • Recebeu: 1526 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #52 em: Novembro 06, 2020, 03:59:51 pm »
Exacto. Se um hipotético upgrade tornar os mísseis viáveis para apenas 10 anos, significa que em muito pouco tempo terão de ser substituídos, apenas se adiou o inevitável.
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1743
  • Recebeu: 463 vez(es)
  • Enviou: 1517 vez(es)
  • +255/-14
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #53 em: Novembro 06, 2020, 04:30:49 pm »
A nossa capacidade actual de ATGM é negligenciável, logo qualquer futuro passa por comprar novos meios... quais, doutrina e onde há "vil metal" é que é o diabo.

Mas ATGM e, principalmente, "Carl Gustaf" é uma excelente forma de ter capacidade com custos aceitáveis.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 8394
  • Recebeu: 3784 vez(es)
  • Enviou: 2531 vez(es)
  • +3037/-209
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #54 em: Novembro 06, 2020, 06:42:37 pm »
Não está morto, mas está muito perto da obsolescência.

já poderia ter seguido o caminho dos Chaparral que muito pouco ou nada se perdia em termos de capacidade ATGM.

Abraços


Quando um Povo não Respeita as Suas FFAA, Não Respeita a Sua História nem se Respeita a Si Próprio  !!
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7347
  • Recebeu: 719 vez(es)
  • Enviou: 263 vez(es)
  • +765/-9
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #55 em: Novembro 06, 2020, 06:51:19 pm »
Cerca de metade dos lançadores terão mira térmica MIRA... Menos mal.



Ainda se pode reciclar algumas para os NPO e os Super Lynx  :mrgreen:



 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1743
  • Recebeu: 463 vez(es)
  • Enviou: 1517 vez(es)
  • +255/-14
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #56 em: Novembro 06, 2020, 06:56:21 pm »
No exército era esquecer o que têm e ter algo novo padrão - estou certo que os Fuzos podem utilizar os que tiverem a mira térmica, em uma 1a fase.  :mrgreen:
« Última modificação: Novembro 06, 2020, 10:49:26 pm por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17088
  • Recebeu: 1754 vez(es)
  • Enviou: 1624 vez(es)
  • +290/-1094
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #57 em: Novembro 07, 2020, 11:35:53 am »
Não está morto, mas está muito perto da obsolescência.
Poderia por favor detalhar os critérios do seu racional .... "está muito perto da obsolescência" ?

1 - O sistema foi adquirido pela primeira vez em Portugal pela BRIParas em 1982!

2 - Porque a mira tem bastantes limitações se comparada com o que é usado pelos Spike ou MMP.

3 - Porque não é fire and forget, nem man-in-the-loop (onde um outro elemento pode guiar o míssil até ao alvo) e outras características que são ficção cientifica com os Milan.

4 - Porque é pesadíssimo em comparação com os Spike-LR II, ou os MMP.

5 - Porque os misseis anteriormente falados têm muito mais alcance.

6 - nem vou comentar sistemas em que nem sequer entram na equação por serem de países onde nunca compramos material.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 5082
  • Recebeu: 1526 vez(es)
  • Enviou: 391 vez(es)
  • +319/-241
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #58 em: Novembro 07, 2020, 12:08:00 pm »
E o facto do Spike ter uma versão portátil (SR) é um benefício enorme. E a versão NLOS, que montado num Pandur e/ou blindado de lagartas, permitia dar capacidade de "longo alcance" anti-carro às brigadas mais pesadas. E não serve só para as brigadas mais pesadas, até os Fuzos beneficiavam de algo deste género:

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17088
  • Recebeu: 1754 vez(es)
  • Enviou: 1624 vez(es)
  • +290/-1094
Re: Substituição do Míssil Guiado Anti-Tanque Milan
« Responder #59 em: Novembro 07, 2020, 12:19:44 pm »
E o facto do Spike ter uma versão portátil (SR) é um benefício enorme.

Para isso temos os Carl Gustav são bastante mais baratos de se usar. Temos é que comprar mais para que todos os Batalhões de Infantaria estejam armados com eles e não só os Batalhões da BrigRR.

Citar
E a versão NLOS, que montado num Pandur e/ou blindado de lagartas, permitia dar capacidade de "longo alcance" anti-carro às brigadas mais pesadas. E não serve só para as brigadas mais pesadas, até os Fuzos beneficiavam de algo deste género:



Apesar de ser sem dúvida uma mais valia, eu já nem pedia tanto, já que a versão Spike-LR II já tem mais alcance do que qualquer coisa que o Exército/Fuzileiros têm atualmente (5.5 km).

https://www.rafael.co.il/wp-content/uploads/2019/03/Spike-LR2.pdf
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.