Programa de substituição do C-130

  • 1920 Respostas
  • 292052 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1281
  • Recebeu: 280 vez(es)
  • Enviou: 36 vez(es)
  • +62/-20
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1875 em: Julho 17, 2019, 10:44:35 pm »
Boa tarde.
Tenho andado a acompanhar o que o que se escreve sobre o KC e fico com a impressão que há receios a mais!...
Ao fim ao cabo, se não houver nenhuma falha de concepção na estrutura pouco há a recear!...
É um avião a jacto que usa motores mais que testados e considerados super fiáveis!...
Nem percebo onde é que possa falhar!...
Se lhe falta autonomia, guardem-se os Hércules ou compre-se um A400...
Quanto ao resto, a FAP e a OGMA saberão certamente resolver, nomeadamente a integração de novos sistemas...
Tudo mais é andar num avião muito mais rápido que é um grande passo em termos de modernização, nomeadamente ao nível dos instrumentos!...
Penso que há que dar algumas chances a um avião que nem sequer parece ser uma compra muito arriscada!...
Seguramente já se fizeram compras muito piores!...
A ideia que tenho é que até haverá boas chances de ficarmos contentes com esta compra!...
A única coisa que tenho mais dificuldade de entender é o preço, que me parece um bocado puxado!...

Começando pelo preço, é com certeza um grave problema para umas forças armadas com recursos limitados, ao ponto de ter que se vender 5 F-16 para manter os restantes. Estamos a falar de uma quantia suficientemente alta para executar a modernização dos F-16 do PA I para o padrão V.
Depois, se o preço fosse para algo como o A-400M, que tem capacidades muito superiores no que respeita à capacidade de carga e alcance, ainda se justificava, mas não é o caso.
Depois existem questões operacionais, como operar em pistas semi-preparadas.
A capacidade de reabastecimento aéreo é redundante para uma FAP que não tem praticamente aviões nenhuns capazes de serem abastecidos por este método, sendo o meio que precisaria de ser abastecido em voo mais frequentemente o F-16. Além de que não me admirava que os nossos viessem sem os pods de reabastecimento...

Na minha opinião, era preferível adquirir 3 KC, com opção para mais um, e complementar esta frota com 2 A-400M para transporte estratégico.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44, NVF, Charlie Jaguar, Stalker79

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 341
  • Recebeu: 65 vez(es)
  • Enviou: 90 vez(es)
  • +77/-18
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1876 em: Julho 18, 2019, 07:28:35 pm »
P: Em Yuma, mas por quem? Convém deixar vago, ou é para dar a ideia que a certificação foi efectuada pelo US Army?

R: A certificação foi efectuada pela FAB/EMB com a ajuda do US Army, porque os brasileiros, possivelmente, não possuem o equipamento e as instalações adequadas. Se a FAP se marimbar para a certificação da FAB, efectuada com a ajuda de um organismo independente, isso implica mais tempo e maiores custos que raiam o absurdo. Que a FAP tenha que efectuar testes de aceitação é natural, agora efectuar todo um processo de certificação é completamente redundante. Se não confiam na FAB, mais uma razão para optar por outro cargueiro.

Citar
Brazilian Air Force has recently conducted the airdrop testing certification of its new Embraer KC-390 military transport aircraft at the Yuma Proving Ground (YPG) in southwestern Arizona, U.S.

YPG is a U.S. Army proving ground and is one of the largest military installations in the world. It is a subordinate command of the Army Test and Evaluation Command (ATEC).

Personnel at YPG supported Embraer in the air delivery testing for the aircraft. It was a certification process which included conducting several tests to certify the air delivery system. The Brazilian Air Force set the requirements and YPG supported Embraer in conducting every critical test.

“YPG’s role for this project was to rig all the payloads, pack parachutes, collect instrumentation data, photographs, video, and coordinate range support”, said Air Delivery Test Officer Carlos Anaya. “YTC – Yuma Test Center – has the facilities, manpower, instrumentation, and great weather year round for Air Delivery Operations”.

The aircraft has undergone basic certification and now YPG is supporting its military mission certification.

No contrato da Embraer com a FAB está escrito que esta tem que ter a certificação de voo e a certificação operacional para a missão(Avião de transporte militar).
A certificação de voo foi feita junto da ANAC. A certificação para missão militar vai ser feita com o Yuma Test Center.

Está é a certificação que interessa a Portugal.

Qualquer certificação de pessoal devera ser feita junto do construtor.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2942
  • Recebeu: 1328 vez(es)
  • Enviou: 2804 vez(es)
  • +511/-91
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1877 em: Julho 18, 2019, 09:42:26 pm »
Olha, mais outro insider que até conhece o contrato. Isto está a ficar famoso.  8)
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2472
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 745 vez(es)
  • +715/-172
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1878 em: Julho 23, 2019, 09:59:33 am »
O A400M já é capaz de lançar 50 páraquedistas de uma assentada a partir de uma das portas laterais.


https://www.airbus.com/newsroom/press-releases/en/2019/07/airbus-a400m-achieves-paratrooping-milestone.html
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, raphael, Stalker79

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15122
  • Recebeu: 1046 vez(es)
  • Enviou: 980 vez(es)
  • +177/-170
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1879 em: Julho 23, 2019, 04:02:59 pm »
O A400M já é capaz de lançar 50 páraquedistas de uma assentada a partir de uma das portas laterais.


https://www.airbus.com/newsroom/press-releases/en/2019/07/airbus-a400m-achieves-paratrooping-milestone.html

French A400M can almost drop enough paratroopers
By: Christina Mackenzie


French soldiers stand next to an Airbus A400M on the tarmac at the air force base 101 Toulouse-Francazal, in Toulouse, southern France, on Jan. 17, 2019, before the French president's visit to deliver his 2019 New Year's wishes to the military forces. (Photo by Ludovic Marin/AFP/Getty Images)
PARIS – The French A400M military transport aircraft has recently reached a milestone towards reaching full paratrooper deployment capability in 2021 when it dropped 50 paratroopers from a side door in a single stick.

The objective is to deliver 58 paratroopers from one side door in the upcoming weeks and then start working on dispatching paratroopers from both sides next year. The military’s requirement is for 116 paratroopers able to jump out of the aircraft in one dispatch.

A spokesman for Airbus Defence and Space told Defense News that the exercise took place a couple of weeks ago. The French Army confirmed that it was their paratroopers who were dropped at the Ger Azet drop zone near the Pyrenees in southern France.

The requirement for 116 paratroopers being dropped simultaneously is proving quite difficult to achieve given the physical constraints of military parachuting. Unlike a civilian who opens the chute at their convenience, a military paratrooper’s chute is opened automatically by a static line inside the aircraft. As the parachutist steps out of the aircraft, the static line pulls taught, removing the so-called D-bag (deployment bag) from around the parachute, allowing the latter to open very quickly.

The D-bag remains attached to the static line. And the more paratroopers jump out, the more D-bags accumulate on the static line. This is the issue that Airbus has been working on, making slight modifications to the outside of the side doors to solve the problem of flapping bags.

https://www.defensenews.com/global/europe/2019/07/23/french-a400m-can-almost-drop-enough-paratroopers/
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

oi661114

  • Membro
  • *
  • 150
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • Enviou: 151 vez(es)
  • +15/-182
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1880 em: Julho 24, 2019, 07:29:25 pm »
O A400M já é capaz de lançar 50 páraquedistas de uma assentada a partir de uma das portas laterais.


https://www.airbus.com/newsroom/press-releases/en/2019/07/airbus-a400m-achieves-paratrooping-milestone.html

French A400M can almost drop enough paratroopers
By: Christina Mackenzie


French soldiers stand next to an Airbus A400M on the tarmac at the air force base 101 Toulouse-Francazal, in Toulouse, southern France, on Jan. 17, 2019, before the French president's visit to deliver his 2019 New Year's wishes to the military forces. (Photo by Ludovic Marin/AFP/Getty Images)
PARIS – The French A400M military transport aircraft has recently reached a milestone towards reaching full paratrooper deployment capability in 2021 when it dropped 50 paratroopers from a side door in a single stick.

The objective is to deliver 58 paratroopers from one side door in the upcoming weeks and then start working on dispatching paratroopers from both sides next year. The military’s requirement is for 116 paratroopers able to jump out of the aircraft in one dispatch.

A spokesman for Airbus Defence and Space told Defense News that the exercise took place a couple of weeks ago. The French Army confirmed that it was their paratroopers who were dropped at the Ger Azet drop zone near the Pyrenees in southern France.

The requirement for 116 paratroopers being dropped simultaneously is proving quite difficult to achieve given the physical constraints of military parachuting. Unlike a civilian who opens the chute at their convenience, a military paratrooper’s chute is opened automatically by a static line inside the aircraft. As the parachutist steps out of the aircraft, the static line pulls taught, removing the so-called D-bag (deployment bag) from around the parachute, allowing the latter to open very quickly.

The D-bag remains attached to the static line. And the more paratroopers jump out, the more D-bags accumulate on the static line. This is the issue that Airbus has been working on, making slight modifications to the outside of the side doors to solve the problem of flapping bags.

https://www.defensenews.com/global/europe/2019/07/23/french-a400m-can-almost-drop-enough-paratroopers/

(Para o karma chegar a -200 à custa dos vendedores da Airbus e companhia)
 
É lindo ver um avião que já voa à anos em algumas forças aéreas só agora estar a conseguir lançar pára-quedistas, ao contrário de outros que ainda não estão a voar a não ser em testes. Prioridades...
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4249
  • Recebeu: 2005 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1881 em: Julho 24, 2019, 08:42:59 pm »
Bangladesh to receive five surplus UK C-130J airlifters by end of year

Gareth Jennings, London - Jane's Defence Weekly 24 July 2019


Bangladesh is to receive five short-bodied C-130Js that the UK is divesting itself of, with all deliveries to take place by the end of the year. Source: IHS Markit/Patrick Allen

Bangladesh is to receive five UK-surplus Lockheed Martin C-130J Hercules transport aircraft by the end of 2019, the UK Ministry of Defence (MoD) told Jane’s on 24 July.

The ‘short-bodied’ C-130Js (designated C5 in Royal Air Force [RAF] service) were ordered in two batches of two and three aircraft in 2018 and earlier in 2019. The deals were initially revealed via maintenance contracts announced by Marshall Aerospace and Defence Group (ADG), although it was the MoD that confirmed to Jane’s the total number.

The Bangladesh Air Force has previously noted that the acquisition of C-130J aircraft from the RAF provides a key enhancement to its current airlift capability. As well as performing in-country support of the aircraft, Marshalls will also be modifying the aircraft, including designing, developing, and installing a medical evacuation (MEDEVAC) capability, to enable the Bangladeshi Air Force to carry out tasks within the country and overseas in support of UN missions.

The acquisition of the C-130Js will enable the Bangladeshi Air Force to retire the four C-130Bs that it has fielded since 2001 (these were acquired secondhand from the United States) at the same time as augmenting its three Antonov An-32 ‘Cline’ and three L-410UVP-200 transport aircraft that date from 1989 and 2015 respectively.

Further to the air force’s transport fleet, the Bangladesh Army has received a single Airbus Defence and Space (DS) C295W tactical transport aircraft that it ordered in 2016.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=103&page=6

https://www.raf.mod.uk/aircraft/c-130j-hercules/

Os cinco J's em questão tem 20 anos

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4249
  • Recebeu: 2005 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1882 em: Julho 26, 2019, 03:34:24 pm »
Collins Completes First C-130H Modernisation for French Air Force



Collins Aerospace has completed the first (of 14) cockpit modernisation for a French Air Force C-130H HERCULES, the company announced on 23 July.

The aircraft is equipped with the company’s Flight2 avionics solution and the dual HGS-4500 Head-Up Guidance System (HGS) with EVS-3000 multispectral enhanced vision system to improve pilot situational awareness. An electro-optical infrared camera for asset detection is also integrated into the HGS. Together, these solutions further enhance C-130H operational capabilities to support specific mission requirements.

“Modernising to the Flight2 system provides the French Air Force with the latest generation of avionics, […] optimised support and maintenance solutions to complete demanding missions all over the world,” explained Managing Director, Avionics for Collins Aerospace in France, Olivier Pedron.

Following first flight and qualification of the first two aircraft by France’s military procurement authority, the DGA, Collins will deliver modification kits to the Service Industriel de l’Aéronautique (SIAé) to complete installation on the remaining 12 aircraft. Under the September 2016 DGA award, Collins Aerospace acts as prime contractor, in accordance with its FRA-21J capability, together with partners Lockheed Martin and Sabena Technics.

With Flight2, the C-130H will comply with the most recent International Civil Aviation Organization (ICAO) standards, providing it with a tactical advantage in both military and civil operations. In addition, Flight2 provides commonality for optimised support and maintenance across other French Air Force platforms – such as E-3 AWACS and KC-135 – and HUD commonality with the C-130J.

Collins has delivered over 2,900 Flight2 solutions for military fixed- and rotary-wing aircraft. An additional 371 C-130s have been upgraded, or are on contract to be upgraded, with the Flight2 solution. More legacy C-130 aircraft have been fitted with Collins’ avionics than those of any other single provider in the world.

https://www.monch.com/mpg/news/air/5765-collins-first-c-130h-mod-for-french-af.html

Abraços
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3065
  • Recebeu: 131 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +128/-32
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Major Alvega, perdadetempo

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1884 em: Agosto 23, 2019, 03:29:10 pm »
Podem fechar !
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8651
  • Recebeu: 808 vez(es)
  • Enviou: 1354 vez(es)
  • +89/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re:
« Responder #1885 em: Agosto 23, 2019, 03:36:11 pm »
Citação de: JLRC
Citação de: HenriqueJr
 
 Tens razão Cabeça de Martelo, o A-400 e o C-390 são de categorias distintas, sendo este último um ótimo complemento do primeiro além de aviões da classe do C-235/295 que por ser mais barato pode-se ter em maiores quantidades para complementar os dois primeiros!

Caro companheiro HenriqueJr

Eu compreendo que sendo você brasileiro queira fazer propaganda do C-390 mas na realidade, esse avião não serve para Portugal. O substituto natural do C-130 H ou é o C-130 J ou o meu preferido o A-400. Qualquer destes aviões já estão complementados pelo C-295 pelo que não precisamos de mais aviões de transporte. Quando muito, podiamos aderir ao conjunto de paises OTAN que partilham 2 C-17 Globemaster III. Por isso o C-390, que nem sabemos se sairá algum dia do estirador de desenho, não tem qualquer tipo de interesse para Portugal.

 Estás falando por ti nobre JLRC! Pode ter certeza que verás o C-390 voando nas cores da FAP, não tenho dúvidas disso!
 Sobre ter "algum dia sair esticador de desenho", nem se preocupe pois o projeto ja estar mais encaminhado do que voce pensa, só para teres idéia, a empresa de Correios e Telegrafos(Correios) já encomendou 20 unidades, a FAB deve encomendar umas 25 a 30 unidades, temos interesse do Chile e tambem participam do projeto, como parceiros de risco, a Denel Sul Africana e a SAAB sueca! Pode ter certeza que a OGMA tb participará da montagem ou fornecimento de partes do avião!


As 1ªs páginas do tópico é só rir.  :o
 :mrgreen:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4249
  • Recebeu: 2005 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re:
« Responder #1886 em: Agosto 23, 2019, 03:48:11 pm »
Citação de: JLRC
Citação de: HenriqueJr
 
 Tens razão Cabeça de Martelo, o A-400 e o C-390 são de categorias distintas, sendo este último um ótimo complemento do primeiro além de aviões da classe do C-235/295 que por ser mais barato pode-se ter em maiores quantidades para complementar os dois primeiros!

Caro companheiro HenriqueJr

Eu compreendo que sendo você brasileiro queira fazer propaganda do C-390 mas na realidade, esse avião não serve para Portugal. O substituto natural do C-130 H ou é o C-130 J ou o meu preferido o A-400. Qualquer destes aviões já estão complementados pelo C-295 pelo que não precisamos de mais aviões de transporte. Quando muito, podiamos aderir ao conjunto de paises OTAN que partilham 2 C-17 Globemaster III. Por isso o C-390, que nem sabemos se sairá algum dia do estirador de desenho, não tem qualquer tipo de interesse para Portugal.

 Estás falando por ti nobre JLRC! Pode ter certeza que verás o C-390 voando nas cores da FAP, não tenho dúvidas disso!
 Sobre ter "algum dia sair esticador de desenho", nem se preocupe pois o projeto ja estar mais encaminhado do que voce pensa, só para teres idéia, a empresa de Correios e Telegrafos(Correios) já encomendou 20 unidades, a FAB deve encomendar umas 25 a 30 unidades, temos interesse do Chile e tambem participam do projeto, como parceiros de risco, a Denel Sul Africana e a SAAB sueca! Pode ter certeza que a OGMA tb participará da montagem ou fornecimento de partes do avião!


As 1ªs páginas do tópico é só rir.  :o
 :mrgreen:

Ou com que hoje sabemos, só chorar !
E não é que o Henriquejr acertou em como nós íamos papar com o 390 !!! :mrgreen:
O Gajo não quererá dizer quais os números do Euromilhões para hoje ????

Abraços
« Última modificação: Agosto 23, 2019, 03:49:35 pm por tenente »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2942
  • Recebeu: 1328 vez(es)
  • Enviou: 2804 vez(es)
  • +511/-91
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1887 em: Agosto 23, 2019, 04:44:34 pm »
Será que os CTT também vão adquirir alguns exemplares à semelhança dos correios brasileiros?  :mrgreen:
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 600
  • Recebeu: 516 vez(es)
  • Enviou: 271 vez(es)
  • +329/-118
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1888 em: Agosto 24, 2019, 12:18:51 pm »
Será que os CTT também vão adquirir alguns exemplares à semelhança dos correios brasileiros?  :mrgreen:

Os CTT vão ficar com 2
A Protecção Civil 3 para apagar incêndios + 3 para o GIPS
O INATEL está interessado em adquirir um pelo menos, para transportar os velhotes do interior para o litoral para irem à praia.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4249
  • Recebeu: 2005 vez(es)
  • Enviou: 769 vez(es)
  • +554/-71
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1889 em: Agosto 24, 2019, 12:36:30 pm »
Será que os CTT também vão adquirir alguns exemplares à semelhança dos correios brasileiros?  :mrgreen:

Os CTT vão ficar com 2
A Protecção Civil 3 para apagar incêndios + 3 para o GIPS
O INATEL está interessado em adquirir um pelo menos, para transportar os velhotes do interior para o litoral para irem à praia.

......A formação da nova unidade Sapador Paraquedista do GIPS, designada a SaPaGIPS, é composta por três companhias destacadas nas zonas Norte/Centro/Sul, o dois destacamentos autónomos dos SaPaGIPS colocados nos dois Arquipélagos, ainda sob jurisdição Portuguesa, são transportados nos novos oito helicópteros médios comprados para o efeito os AW139, exactamente o mesmo modelo dos dez adquiridos este ano para a FAP, para executar as missões de SAR e apoio terrestre as nossas forças destacadas, e que tem capacidade de transportar até 12 elementos dos SaPaGIPS devidamente equipados para combate aos FF.
De salientar que os pilotos dos AW139 do SaPaGIPS são formados na Academia da Força Aérea mas, pertencem aos quadros do pessoal de voo que compõe a Novissima GCNR, a Guarda Costeira Nacional Republicana, e, que opera o dito modelo de heli quando embarcado nos oito novos NPO's classe VdC MKII…….

Abraços
« Última modificação: Agosto 24, 2019, 02:27:41 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Major Alvega, NVF

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5315
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14086
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 11500
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 158593
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Substituição dos Alpha-jet

Iniciado por pchunter

Respostas: 496
Visualizações: 101191
Última mensagem Novembro 30, 2019, 10:29:48 am
por Charlie Jaguar