Programa de substituição do C-130

  • 1953 Respostas
  • 300972 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2869
  • Recebeu: 1602 vez(es)
  • Enviou: 1019 vez(es)
  • +933/-172
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1920 em: Novembro 18, 2019, 10:42:38 am »
Ainda queriam estes e os alemães a não aceita-los:

German military refuses to take delivery of two Airbus A400M planes


BERLIN (Reuters) - Germany’s air force said on Wednesday it had decided not to accept delivery of two Airbus (AIR.PA) A400M planes, citing recurring technical problems with the military transporters.

The air force said the A400M had taken part in nearly 1,700 missions and formed the backbone of its air transport for carrying personnel and material, air-to-air refueling and humanitarian aid missions.
Related Coverage

Airbus says A400M technical issues not safety critical

Although 31 aircraft of 53 ordered had been handed over, it said there were technical issues with the planes, including with nuts used on propellers. It said extra time was needed for inspections that undermined the readiness of the A400M fleet.

Airbus said in a statement that issues with the model were not safety critical.

“We are aware of findings related to dowel bolts/Propeller interface in some of our customer aircraft,” it said. “This is not safety critical and our customers continue to accept and operate their aircraft.”

It said it was working both with Europrop International (EPI), the consortium responsible for providing the troop carrier’s turboprop engines, and Ratier-Figeac, the French company that makes the propellers, to alleviate the need for inspections.

The German air force said extra inspections were also needed to test engine mounts, combustion chambers and engine flaps and for crack detection on various parts. It said the A400M was still not able to perform all tasks, despite these checks.

“The overall technical defects and the realization that the two planes due to be delivered also do not possess the characteristics that were guaranteed in the contract, have resulted in the armed forces not taking these aircraft,” the Luftwaffe, or air force, said in a statement.

The A400M was commissioned in 2003 to give Europe an independent airlift capacity to support military or humanitarian missions, rather than relying on the Lockheed Martin (LMT.N) C-130 or the now out-of-production Boeing (BA.N) C-17.

A 3.5-billion-euro bailout from Belgium, Britain, France, Germany, Luxembourg, Spain and Turkey rescued the A400M program from cancellation in 2010 after delays and cost overruns.

Reporting by Sabine Siebold; Writing by Michelle Martin; Editing by Madeline Chambers and Edmund Blair
Our Standards:The Thomson Reuters Trust Principles.

https://www.reuters.com/article/us-germany-military-airbus/german-military-refuses-to-take-delivery-of-two-airbus-a400m-planes-idUSKBN1XN157?fbclid=IwAR12RSuwP3ZW7ttdoweuDgp23sHd5KUiQI2CwC-MkrMmbgLLfve9vcIWtY8

Pela mesma ordem de ideias então quando denunciamos o contrato dos Pandur por atraso na entrega de 85 viaturas e outros 47 por deficiências na sua construção os outros países que compraram a mesma VBR fizeram mal ???
deveríamos ter recusado toda a frota pelas anomalias detectadas nas 47 viaturas, e pelos atrasos verificados nas entregas dos 85 blindados ??
Não é por se terem detectadas deficiências em 47 viaturas que o modelo não presta pois pelo que sei foi testado e bem, na fase de concurso com os dois concorrentes !









https://www.cmjornal.pt/economia/detalhe/estado-denuncia-contrato-das-pandur-e-quer-indemnizacao
https://www.publico.pt/2012/10/17/jornal/governo-denuncia-contrato-das-pandur-e-exige-55-milhoes-de-euros-25431334
https://www.publico.pt/2014/09/26/politica/noticia/dois-anos-depois-governo-fecha-litigio-dos-blindados-pandur-1671028

Quanto aos  A400 quantos é que a Alemanha tem operacionais ???
Quantos é que irão ser devolvidos ou sujeitos a reparações ???

Abraços

O colega oi é "fã de carteirinha" da Embraer. ;)

Além disso, com a decisão já tomada e sem mais qualquer outra opção ou adição no horizonte, é uma discussão que pura e simplesmente não faz sentido.

Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2869
  • Recebeu: 1602 vez(es)
  • Enviou: 1019 vez(es)
  • +933/-172
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1921 em: Dezembro 12, 2019, 12:18:51 pm »
Ai e tal, os velhotes... velhos são os trapos!  ;)

C's ontem em Tancos onde têm estado quase diariamente.









Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, MATRA

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5269
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 924 vez(es)
  • +674/-76
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1922 em: Dezembro 12, 2019, 06:18:48 pm »
Ai e tal, os velhotes... velhos são os trapos!  ;)

C's ontem em Tancos onde têm estado quase diariamente.











estou cá para ver os milhares de horas de voo que os 390 vão fazer, e depois falaremos, bem se ainda for vivo claro.

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5269
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 924 vez(es)
  • +674/-76
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1923 em: Dezembro 19, 2019, 10:53:10 am »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2086
  • Recebeu: 465 vez(es)
  • Enviou: 96 vez(es)
  • +95/-30
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1924 em: Dezembro 19, 2019, 01:38:38 pm »
Desse texto retiro que, não fossemos pobres, tínhamos agora C-17 e no futuro os KC-390.  :sil:

E a história de se equacionar manter os C-130 ao serviço até 2030 e eventualmente além disso (sob o argumento de combate aos incêndios, quando se podiam adquirir aeronaves especializadas), não me faz grande sentido. Então não temos dinheiro para nada, seja para C-17, para manter F-16 a voar, para adquirir aviões de combate a incêndios, etc, etc, mas temos para manter duas frotas de aeronaves de carga de classe semelhante? Não seria mais viável tentar obter algum retorno com a venda dos C-130 que ainda poderão ter algumas horas de voo disponíveis, e usar essa verba para, por exemplo ajudar a adquirir aeronaves próprias para combate aos fogos?
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5269
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 924 vez(es)
  • +674/-76
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1925 em: Dezembro 19, 2019, 02:01:31 pm »
Desse texto retiro que, não fossemos pobres, tínhamos agora C-17 e no futuro os KC-390.  :sil:

E a história de se equacionar manter os C-130 ao serviço até 2030 e eventualmente além disso (sob o argumento de combate aos incêndios, quando se podiam adquirir aeronaves especializadas), não me faz grande sentido. Então não temos dinheiro para nada, seja para C-17, para manter F-16 a voar, para adquirir aviões de combate a incêndios, etc, etc, mas temos para manter duas frotas de aeronaves de carga de classe semelhante? Não seria mais viável tentar obter algum retorno com a venda dos C-130 que ainda poderão ter algumas horas de voo disponíveis, e usar essa verba para, por exemplo ajudar a adquirir aeronaves próprias para combate aos fogos?

SE e quando a FAP vendesse os C's o Centeno dizia onde colocar o pilim da venda, C's para combater os FF só mesmo para rir, é o mesmo filme dos 390 a combater os ditos !!!

Abraços
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8373
  • Recebeu: 591 vez(es)
  • Enviou: 956 vez(es)
  • +352/-321
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1926 em: Janeiro 08, 2020, 01:13:31 pm »
Bangladesh to receive final surplus UK C-130J airlifter in March
Gareth Jennings, London - Jane's Defence Weekly
08 January 2020



https://www.janes.com/article/93572/bangladesh-to-receive-final-surplus-uk-c-130j-airlifter-in-march
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Major Alvega

  • Analista
  • ***
  • 624
  • Recebeu: 529 vez(es)
  • Enviou: 288 vez(es)
  • +339/-118
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1927 em: Janeiro 09, 2020, 03:32:06 am »
Enfim.........

https://www.portugaldefensenews.com/l/c130/

Abraços

Em 2020 ainda há malta que contínua convencida que existiu uma parceria entre PT e o BR no projecto do C390. (É verdade porque deu na TV e li na Net)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1263
  • Recebeu: 210 vez(es)
  • Enviou: 185 vez(es)
  • +37/-4
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1928 em: Janeiro 21, 2020, 05:05:51 pm »
Como não acautelámos a vetustez e limitações do nosso transporte militar estratégico (inexistente) acabamos a ter de gastar dinheiro com privados...nada de novo porém...

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/128114184/details/maximized?serie=II&at=c&parte_filter=41&day=2020-01-15&date=2020-01-01&dreId=128113175
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2086
  • Recebeu: 465 vez(es)
  • Enviou: 96 vez(es)
  • +95/-30
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1929 em: Janeiro 21, 2020, 05:15:20 pm »
É o cenário habitual. Felizmente o 390 vai trazer capacidade de transporte estratégica quando vier, ou não.  :bang:
900 milhões meus caros... 900 milhões... gastos num avião que não vai acrescentar capacidade estratégica de transporte nenhum, num país que não possui um único meio com esta capacidade, seja pelo ar ou pelo mar. Enfim.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5269
  • Recebeu: 2419 vez(es)
  • Enviou: 924 vez(es)
  • +674/-76
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1930 em: Janeiro 21, 2020, 05:44:23 pm »
É o cenário habitual. Felizmente o 390 vai trazer capacidade de transporte estratégica quando vier, ou não.  :bang:
900 milhões meus caros... 900 milhões... gastos num avião que não vai acrescentar capacidade estratégica de transporte nenhum, num país que não possui um único meio com esta capacidade, seja pelo ar ou pelo mar. Enfim.

À  pois é e só daqui a quatro anos é que teremos o primeiro 390 por cá mas já estamos a financiar a embraer para que ela vá construindo os 390 da FAB. Mas que grande negócio alguns fizeram. A FAP essa, coitada, vai ficar como estava em termos de capacidade de transporte, CONTINUARÁ  sem nenhum cargueiro estratégico.

Abraços
« Última modificação: Janeiro 21, 2020, 05:47:36 pm por tenente »
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 516
  • Recebeu: 175 vez(es)
  • Enviou: 59 vez(es)
  • +33/-9
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1931 em: Janeiro 22, 2020, 06:19:34 pm »
É o cenário habitual. Felizmente o 390 vai trazer capacidade de transporte estratégica quando vier, ou não.  :bang:
900 milhões meus caros... 900 milhões... gastos num avião que não vai acrescentar capacidade estratégica de transporte nenhum, num país que não possui um único meio com esta capacidade, seja pelo ar ou pelo mar. Enfim.

À  pois é e só daqui a quatro anos é que teremos o primeiro 390 por cá mas já estamos a financiar a embraer para que ela vá construindo os 390 da FAB. Mas que grande negócio alguns fizeram. A FAP essa, coitada, vai ficar como estava em termos de capacidade de transporte, CONTINUARÁ  sem nenhum cargueiro estratégico.

Abraços

(ignorando o facto do C-390 ser um projeto novo e os problemas que dai podem vir)
A ideia não era substituir o C-130 por uma coisa mais moderna e recente dentro do mesmo patamar? Acho que nunca houve a ideia de passar a ter capacidade estratégica.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2086
  • Recebeu: 465 vez(es)
  • Enviou: 96 vez(es)
  • +95/-30
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1932 em: Janeiro 22, 2020, 06:41:03 pm »
Eu diria que a ideia era não se gastar 900 milhões de euros em aeronaves meramente de transporte. Além de que, quando tivemos dentro do programa do A-400, havia claramente uma vontade de ter alguma capacidade estratégica, algo que a Boeing na altura tentou concorrer propondo a modernização dos C-130 mais 2 C-17 se não me engano. Portanto, vontade houve, dinheiro é que não. Mas agora já há dinheiro, infelizmente é só para o 390.
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1933 em: Janeiro 22, 2020, 07:38:47 pm »
Eu diria que a ideia era não se gastar 900 milhões de euros em aeronaves meramente de transporte. Além de que, quando tivemos dentro do programa do A-400, havia claramente uma vontade de ter alguma capacidade estratégica, algo que a Boeing na altura tentou concorrer propondo a modernização dos C-130 mais 2 C-17 se não me engano. Portanto, vontade houve, dinheiro é que não. Mas agora já há dinheiro, infelizmente é só para o 390.
Estamos a misturar tudo, o projeto de adquirir três A400M foi desta para melhor em 2003 (e tendo em conta a enorme quantidade de problemas que tem tido ainda bem que "foi se") tendo levado um prego final em conjunto com vários outros projetos tanto militares como civis devido ao facto de o Estado ter entrado em pré falência no início da década, a aquisição de C17 jamais foi tida como minimamente realista por quem quer que fosse (teria sido uma idiotice adquirir dois mastodontes enquanto se mantinha a frota de C130H a voar) e a alternativa a gastar 900 milhões de Euros no KC390 teria sido a) gastar ligeiramente mais numa frota de C-130J novos ou b) tentar adquirir parte da frota de C130J da RAF por valores inferiores.
Com a idade que os Hercules da FAP e com o número de horas de vôo que têm já não dá para esticar muito os aparelhos para além do que está planeado e sejamos claros, da maneira como as finanças continuam já é uma sorte do ... a capacidade da FAP não levar um grandessissimo rombo, conseguia perfeitamente ver os C-130H serem substituídos por meia dúzia de C-295.
« Última modificação: Janeiro 22, 2020, 07:50:17 pm por Sintra »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2086
  • Recebeu: 465 vez(es)
  • Enviou: 96 vez(es)
  • +95/-30
Re: Programa de substituição do C-130
« Responder #1934 em: Janeiro 22, 2020, 10:25:24 pm »
e a alternativa a gastar 900 milhões de Euros no KC390 teria sido a) gastar ligeiramente mais numa frota de C-130J novos.

Sempre tive certas dúvidas quanto a este tipo de afirmações. Baseiam-se nos contratos de países como a Alemanha? Por amor de Deus, sabemos lá o que é que vem incluído no pacote, quanto mais o verdadeiro preço unitário dos aviões.

A única forma de garantir que o 390 ficava de facto mais barato que o J, era se houvesse algum tipo de concurso, com requisitos iguais e oferta de bens e serviços equivalentes. Não foi feito, a Embraer praticou o preço que quis (e vá lá conseguimos negociar que o valor não aumentasse), e ainda temos de pagar vários milhões em adiantado.

Agora olhe para o orçamento de defesa para os 12 anos da LPM, e faça as contas da percentagem do orçamento representam esses 900 milhões. Depois veja o estado das forças armadas como um todo...

Se houve ou não interesse em aeronaves de transporte estratégico? É delusional achar que não. Qualquer força que se preze, com dois arquipélagos distantes do continente, e com inúmeras missões pelo mundo fora, pretende aeronaves de transporte estratégico. Faltou foi vontade política, tal como se faz sentir em muitos sectores da defesa.
 

 

Governo entrega substituição do Aviocar à espanhola CASA

Iniciado por Maginot

Respostas: 10
Visualizações: 5424
Última mensagem Maio 06, 2005, 10:10:47 pm
por Luso
Aberto concurso para a substituição dos Aviocar

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 37
Visualizações: 14243
Última mensagem Dezembro 28, 2004, 09:13:27 pm
por JNSA
Substituição dos AlphaJet por um novo avião de treino?

Iniciado por Marauder

Respostas: 27
Visualizações: 11705
Última mensagem Setembro 21, 2006, 03:30:41 am
por p_shadow
Substituição dos Allouette III

Iniciado por JNSA

Respostas: 800
Visualizações: 161567
Última mensagem Abril 28, 2019, 05:37:08 pm
por dc
Substituição dos Alpha-jet

Iniciado por pchunter

Respostas: 641
Visualizações: 111983
Última mensagem Março 17, 2020, 11:33:30 am
por tenente