Os 30 F16A/B MLU da FAP

  • 1877 Respostas
  • 312127 Visualizações
*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 1192
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 1152 vez(es)
  • +109/-11
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1725 em: Junho 30, 2019, 02:01:34 pm »
Quanto mais vejo sobre este avião (F35) menos gosto dele. Seria mesmo mau investimento comprar isto agora ou tão cedo...
 :-P
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4728
  • Recebeu: 2168 vez(es)
  • Enviou: 833 vez(es)
  • +584/-73
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1726 em: Junho 30, 2019, 06:28:33 pm »
Quanto mais vejo sobre este avião (F35) menos gosto dele. Seria mesmo mau investimento comprar isto agora ou tão cedo...
 :-P

deve ser primo do 390, será uma excelente segunda aquisição para Portugal !!! :mrgreen:

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, mafets

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3035
  • Recebeu: 1398 vez(es)
  • Enviou: 2955 vez(es)
  • +536/-92
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1727 em: Junho 30, 2019, 08:51:47 pm »
Vê lá se páras de dizer mal do Kâ-Cê que é efectivamente o primeiro avião de transporte da 5ª geração. :mrgreen:
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, mafets

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4728
  • Recebeu: 2168 vez(es)
  • Enviou: 833 vez(es)
  • +584/-73
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1728 em: Junho 30, 2019, 09:06:12 pm »
Vê lá se páras de dizer mal do Kâ-Cê que é efectivamente o primeiro avião de transporte da 5ª geração. :mrgreen:

Pois deve ser NVF, para a FAP o adquirir, só pode !!!

Abraços
 

*

ocastilho

  • Membro
  • *
  • 91
  • Recebeu: 50 vez(es)
  • Enviou: 48 vez(es)
  • +23/-2
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1729 em: Junho 30, 2019, 09:29:57 pm »
Alguém sabe quantos modos de FBW o F-35 tem? :mrgreen:
"Se servistes à pátria, que vos foi ingrata, vós fizestes o que devíeis, ela o que costuma."
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7679
  • Recebeu: 715 vez(es)
  • Enviou: 852 vez(es)
  • +110/-32
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1730 em: Junho 30, 2019, 10:17:00 pm »
Deve ter dois, o ligado e o desligado.  :mrgreen:
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, mafets

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3035
  • Recebeu: 1398 vez(es)
  • Enviou: 2955 vez(es)
  • +536/-92
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1731 em: Julho 01, 2019, 12:25:38 am »
Vai ter múltiplos módulos de FBW a partir do Block 6. Só estão à espera de fechar o contrato com o Fogedecima para gerir o programa.  :mrgreen:
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente, mafets

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4728
  • Recebeu: 2168 vez(es)
  • Enviou: 833 vez(es)
  • +584/-73
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1732 em: Julho 01, 2019, 02:13:31 pm »
Vai ter múltiplos módulos de FBW a partir do Block 6. Só estão à espera de fechar o contrato com o Fogedecima para gerir o programa.  :mrgreen:

Ó NVF, depois vens-te queixar que o Karma está a ficar inflacionado, com comentários deste calibre estás á espera que o censor Mor fique  " quedo " ???
tem lá " Carma com isso ".

Abraços   
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, mafets

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1691
  • Recebeu: 368 vez(es)
  • Enviou: 56 vez(es)
  • +82/-25
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1733 em: Julho 01, 2019, 05:00:13 pm »
Como se compara o raio de acção de um F-35 apenas com o combustível interno, com o raio de acção de um F-16 Block 60/70 apenas com CFTs?

Há que reconhecer, o F-35 tem vantagens face aos caças de 4ª geração. Numa situação hipotética em que se teria de dar resposta a uma força naval inimiga a entrar nas nossas águas, um par de F-35 (cada um com 2 JSM ou LRASM internos) teria muito mais chances de sucesso do que se dependêssemos dos F-16 ou até mesmo dos P-3 para esta missão. O facto de ter uma assinatura de radar muito inferior ao F-16 permite aproximar-se mais da força inimiga, disparar os mísseis e voltar para casa sem correr o risco de ser abatido, além de reduzir o tempo de resposta das defesas do navio alvo. Seria crucial especialmente para dar resposta às inúmeras fragatas AAW que andam por esse mundo fora, sejam elas espanholas, marroquinas, russas, chinesas. Eliminando este tipo de navios, torna-se muito mais viável a utilização de aeronaves convencionais.

Vejo os F-35 como um meio dissuasor sobretudo, já os F-16V são ideais para tudo o resto.
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 1192
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 1152 vez(es)
  • +109/-11
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1734 em: Julho 01, 2019, 06:16:51 pm »
Como se compara o raio de acção de um F-35 apenas com o combustível interno, com o raio de acção de um F-16 Block 60/70 apenas com CFTs?

Há que reconhecer, o F-35 tem vantagens face aos caças de 4ª geração. Numa situação hipotética em que se teria de dar resposta a uma força naval inimiga a entrar nas nossas águas, um par de F-35 (cada um com 2 JSM ou LRASM internos) teria muito mais chances de sucesso do que se dependêssemos dos F-16 ou até mesmo dos P-3 para esta missão. O facto de ter uma assinatura de radar muito inferior ao F-16 permite aproximar-se mais da força inimiga, disparar os mísseis e voltar para casa sem correr o risco de ser abatido, além de reduzir o tempo de resposta das defesas do navio alvo. Seria crucial especialmente para dar resposta às inúmeras fragatas AAW que andam por esse mundo fora, sejam elas espanholas, marroquinas, russas, chinesas. Eliminando este tipo de navios, torna-se muito mais viável a utilização de aeronaves convencionais.

Vejo os F-35 como um meio dissuasor sobretudo, já os F-16V são ideais para tudo o resto.


Sim, têm as suas vantagens do stealth como poder aproximar-se mais dos alvos e poder sair sem ser detectado, mas quanto a ataques a navios, se integrassem o NSM completamente no F-16, já não seria preciso chegar tão perto...
Digo isto porque já foram lançados NSM´s de F-16 para testes de integração no F-35, se funciona nos testes tambem deveria funcionar na "realidade", não?
 ;)
 

*

Red Baron

  • Perito
  • **
  • 483
  • Recebeu: 86 vez(es)
  • Enviou: 107 vez(es)
  • +80/-22
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1735 em: Julho 01, 2019, 08:20:09 pm »
Como se compara o raio de acção de um F-35 apenas com o combustível interno, com o raio de acção de um F-16 Block 60/70 apenas com CFTs?

Há que reconhecer, o F-35 tem vantagens face aos caças de 4ª geração. Numa situação hipotética em que se teria de dar resposta a uma força naval inimiga a entrar nas nossas águas, um par de F-35 (cada um com 2 JSM ou LRASM internos) teria muito mais chances de sucesso do que se dependêssemos dos F-16 ou até mesmo dos P-3 para esta missão. O facto de ter uma assinatura de radar muito inferior ao F-16 permite aproximar-se mais da força inimiga, disparar os mísseis e voltar para casa sem correr o risco de ser abatido, além de reduzir o tempo de resposta das defesas do navio alvo. Seria crucial especialmente para dar resposta às inúmeras fragatas AAW que andam por esse mundo fora, sejam elas espanholas, marroquinas, russas, chinesas. Eliminando este tipo de navios, torna-se muito mais viável a utilização de aeronaves convencionais.

Vejo os F-35 como um meio dissuasor sobretudo, já os F-16V são ideais para tudo o resto.

O F-35 faz tudo o que o F16 faz, mas ainda faz mais(não na versão atual mas no Block 10).
O F-35 é um caça tático, traz muito mais a uma força aérea do que o F-16.

Para quem se foca muito no stealth do F-35 é bom lembrar que este vai substituir o F-16 e o A-10 na missão de CAS.
O F-35 era uma solução para todas as missões menos air superiority(F-22) e heavy strategic bomber(B-2), vamos ver se não vai acabar por ser um falhanço, pelo menos no aspeto económico já o é.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1691
  • Recebeu: 368 vez(es)
  • Enviou: 56 vez(es)
  • +82/-25
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1736 em: Julho 02, 2019, 12:13:48 am »
Sim, têm as suas vantagens do stealth como poder aproximar-se mais dos alvos e poder sair sem ser detectado, mas quanto a ataques a navios, se integrassem o NSM completamente no F-16, já não seria preciso chegar tão perto...
Digo isto porque já foram lançados NSM´s de F-16 para testes de integração no F-35, se funciona nos testes tambem deveria funcionar na "realidade", não?
 ;)

O mesmo se aplicaria ao LRASM, neste caso aplicar-se-ia ainda mais, visto que terá uma versão ER com várias centenas de km de alcance (acho que triplica o alcance do LRASM normal). O problema é que num mundo em que os radares navais têm cada vez mais alcance, torna-se difícil um caça chegar aos 150/200km de distância de um navio com um SPY-1 ou equivalente sem ser detectado. É verdade que estes sistemas estão limitados pela curvatura da terra, havendo assim margem para se aproximarem um pouco mais antes da detecção, mas um F-35 permitiria disparar mais perto, eventualmente podendo disparar um míssil com menor alcance mas com uma ogiva maior.

O F-35 faz tudo o que o F16 faz, mas ainda faz mais(não na versão atual mas no Block 10).
O F-35 é um caça tático, traz muito mais a uma força aérea do que o F-16.

Para quem se foca muito no stealth do F-35 é bom lembrar que este vai substituir o F-16 e o A-10 na missão de CAS.
O F-35 era uma solução para todas as missões menos air superiority(F-22) e heavy strategic bomber(B-2), vamos ver se não vai acabar por ser um falhanço, pelo menos no aspeto económico já o é.

Sim e não, o F-35 custa muito mais para fazer as mesmas missões que um F-16 faz com a mesma eficácia. O F-35 tem menos alcance e menos payload que o F-16. É mais lento. Tem uma agilidade similar. A partir do momento em que o espaço aéreo é dominado, tanto a nível de aeronaves inimigas como de baterias AA, o F-16 passa a ganhar todas as vantagens para uma operação contínua, destruindo veículos, alvos estratégicos, fornecendo apoio aéreo, etc.

Mas lá está, em cada missão haverá uma aeronave com vantagem sobre a outra e vice-versa. Neste caso, no início de um conflito o F-35 terá clara vantagem, na continuação/manutenção do dito conflito, o F-16 passará para a frente, visto que permite mais sorties que o F-35 e com maior payload e por um custo menor.
 

*

MATRA

  • Perito
  • **
  • 305
  • Recebeu: 89 vez(es)
  • Enviou: 565 vez(es)
  • +21/-8
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1737 em: Julho 02, 2019, 10:44:40 am »
Nem tanto ao mar nem tanto à terra  ;D

O F35 é mais que um substituto directo dos F16 com stealth, as capacidades que este trás ao nível de Electronic Intelligence Collection, a um país como o nosso que  o mais perto que tem disto são os P3, é enorme.

O F35 não é o único a fazer isto, o F22, Eurofigher, o F16 block 40 também o fazem, mas o F35 fá-lo num outro patamar, é a última iteração desta tecnologia, e irá faze-lo numa rede de F35 espalhados por aliados em todo o mundo todos ligados entre si (menos Israel  :-P) a despejar dados entre eles (para os americanos 8))

Uma visão de futuro dos nosso governantes, passaria a meu ver, por algo como está a fazer agora Israel, uk e mesmo Itália, o F35 como Intelligence Gatherer, como "apontador avançado", para os caças de gen 4++ , mas para isso era preciso ter visão e actualizar os nossos F16 para V, era necessário manter um número considerável de F16 em operação conjunta com os F35, era novamente necessária uma visão de futuro.

O F35 tem problemas de juventude, mas não tenho qualquer dúvida que em 10 ou 15 anos, irá ser o "faz tudo" da NATO.

2021-2025 devia ser feito o upgrade aos PA1 para V, em 2030 chegavam os 2 primeiros F35 para inicio de IOC, e começar o phase off dos F16 PA2, em 2035 tinha-mos 12 F35 junto com os V.

E pronto regressei à terra  :mrgreen:




An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 880
  • Recebeu: 134 vez(es)
  • Enviou: 823 vez(es)
  • +109/-0
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1738 em: Julho 02, 2019, 10:52:28 am »

O F35 é mais que um substituto directo dos F16 com stealth, as capacidades que este trás ao nível de Electronic Intelligence Collection, a um país como o nosso que  o mais perto que tem disto são os P3, é enorme.

O F35 não é o único a fazer isto, o F22, Eurofigher, o F16 block 40 também o fazem, mas o F35 fá-lo num outro patamar, é a última iteração desta tecnologia, e irá faze-lo numa rede de F35 espalhados por aliados em todo o mundo todos ligados entre si (menos Israel  :-P) a despejar dados entre eles (para os americanos 8))

O país fabricante sempre teve influência no uso posterior do material - nem que fosse controlando peças - mas é impressão minha ou o F35 traz uma "coleira" como nunca se viu...?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5602
  • Recebeu: 1160 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +397/-137
Re: Os 30 F16A/B MLU da FAP
« Responder #1739 em: Julho 02, 2019, 12:06:52 pm »
Singapura é que faz bem. Só compra quando os problemas estiverem corrigidos.  c56x1 c56x1

https://www.aereo.jor.br/2019/07/01/singapura-vai-esperar-falhas-no-f-35-serem-resolvidas-aquisicao-so-em-2030/?fbclid=IwAR2TvPyUadHzZPCHfekNPPG7Vxs6bR_N8wk2ukueM429bdX-9pRd4Jg9qOY

Citar
Singapura vai esperar falhas no F-35 serem resolvidas; aquisição só em 2030

SINGAPURA – Há “um longo caminho” para que falhas técnicas nos jatos F-35 Joint Strike Fighter sejam resolvidas antes de serem entregues a Singapura por volta de 2030 – supondo que a venda seja aprovada, disse o ministro da Defesa Ng Eng Hen.

“Apenas pelo grande número de pedidos que já foram feitos e … terão que ser entregues, as falhas terão que ser resolvidas e serão resolvidas”, disse Ng a repórteres na última sexta-feira (28) em uma entrevista em Murai Camp para marcas o Dia das Forças Armadas de Singapura, que acontece nessa segunda-feira.

A segurança do jato tem sido o centro das atenções depois de um acidente no início deste ano, e relatos de falhas que poderiam arriscar a segurança do piloto e dificultar o sucesso da missão.

Em abril, uma aeronave japonesa F-35A – uma das três variantes do F-35 – caiu no Oceano Pacífico durante uma missão de treinamento, levando o Japão a estacionar sua frota temporariamente.

Separadamente, falhas no jato supostamente incluem aumentos de pressão no cockpit – o compartimento onde fica o piloto – causando dor no ouvido e na face.

O Ministério da Defesa de Singapura (Mindef) – que planeja comprar quatro aviões F-35, com a opção de outros oito – disse na esteira do acidente do avião que garantiria que o F-35 fosse “seguro para operar” antes de adquiri-lo .

Questionado sobre como a Mindef iria acalmar ainda mais as preocupações do público com a segurança do jato, o Dr. Ng disse na sexta-feira: “Estamos em contato com as agências e autoridades para ter uma boa análise.

“Mas, supondo que tenhamos aprovação para os F-35s, você está falando de uma entrega no período de 2030. Então, isso é tempo suficiente para que falhas técnicas sejam resolvidas”.

FONTE: Today Online



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar