Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo

  • 515 Respostas
  • 76335 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2822
  • Recebeu: 1581 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +898/-172
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #495 em: Fevereiro 20, 2020, 02:15:13 pm »
Não bastasse a demonstração óbvia de que têm interesses à mistura, demonstram um descurar autêntico pela vida como um todo.

Este tipo de afirmações são expectáveis de um chefe de Estado ou membro do governo de uma Rússia, China, dos países árabes, etc... não de um país da Europa Ocidental.

É vergonhoso quererem contornar o mais que certo chumbo da ANAC alterando a lei, parece algo do tempo do Passos Coelho. É tão vergonhoso como o facto das únicas autarquias da Margem Sul do Tejo a favor do aeroporto complementar na BA6 serem aquelas que pertencem ao PS, ou seja, Almada, Barreiro, Montijo e Alcochete, colocando a vontade partidária, lobbies e interesses dos grandes grupos económicos à frente das suas populações (isto sem falar na questão da perda da mais importante unidade da Força Aérea actualmente). Depois ficam todos muito perplexos com o desinteresse na política, a abstenção nas eleições, a contestação social, etc, etc,
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Cabeça de Martelo, tenente, dc, oi661114

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 1996
  • Recebeu: 453 vez(es)
  • Enviou: 87 vez(es)
  • +91/-25
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #496 em: Fevereiro 20, 2020, 04:26:17 pm »
É vergonhoso como é que depois de feitos vários estudos, e depois de se ver lá fora como é que grandes projectos destes feitos às três pancadas, geralmente dão m*rda por se ter contornado leis e exigências, aqui, num país ocidental, continuam a querer avançar com este projecto.
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 1284
  • Recebeu: 47 vez(es)
  • Enviou: 9 vez(es)
  • +68/-1048
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #497 em: Fevereiro 27, 2020, 07:15:42 pm »
Violação do Acordo de Paris chumba Heathrow. E o Montijo?
https://eco.sapo.pt/2020/02/27/violacao-do-acordo-de-paris-chumba-heathrow-e-o-montijo/
Citar
A construção de um aeroporto no Montijo, arredores de Lisboa, ignorou o impacte climático, como exige uma diretiva europeia e legislação nacional, acusa a associação ambientalista Zero, que estima as emissões do Montijo em 700 mil toneladas ano.

O alerta da associação ambientalista acontece no mesmo dia em que foi tornado público que um tribunal de recurso no Reino Unido considerou ilegal a expansão do aeroporto de Heathrow, em Londres, o que inviabiliza a construção de uma terceira pista.
 Tribunal considerou haver incompatibilidade com os compromissos britânicos relacionados com o Acordo de Paris, de redução das emissões de gases com efeito de estufa, nomeadamente o dióxido de carbono (CO2).Num comunicado, a Zero diz que a decisão é “um marco e um precedente que deve exigir do Governo português e dos diferentes partidos uma reflexão sobre a decisão de construção do novo aeroporto do Montijo”.

É que, justifica a organização ambientalista, as emissões de gases com efeito de estufa deveriam ser um dos capítulos “mais fundamentais no âmbito do estudo de impacte ambiental”, nomeadamente pela urgência do problema e pelo peso em termos de emissões à escala próxima e internacional que um aeroporto representa.

Era por isso necessário avaliar a conformidade do aeroporto com os compromissos assumidos por Portugal no Acordo de Paris e também com os cenários do Roteiro para a Neutralidade Carbónica 2050, o documento que o Governo aprovou para que em 2050 o país não produza mais emissões de CO2 do que aquelas que pode fazer sumir.

E o que aconteceu? A Zero responde que “infelizmente, não apenas no estudo de impacte ambiental (EIA) sobre o aeroporto do Montijo o capitulo dedicado às emissões de gases com efeito de estufa era curto, como não se compreende como foi considerado conforme face aos erros, nomeadamente nas unidades e nas limitações presentes”.
“Mais ainda, a análise, que se considerava pertinente relativamente à consonância do projeto com objetivos de mitigação de Portugal, não foi efetuada. Aliás, no estudo dá-se incorretamente mais relevância às emissões do transporte rodoviário e fluvial do que ao transporte aéreo, quando é o aumento das emissões do transporte aéreo na zona ou o total da zona e associadas às viagens que representa de longe a maior quantidade e impacte”, avisa a Zero.

Salienta a associação ambientalista no comunicado que o estudo de impacte ambiental (EIA) relativo ao aeroporto do Montijo “falhou de forma inadmissível ao não efetuar um cálculo aproximado do impacte das viagens de avião no clima”.

A Zero cita o decreto-Lei 152-B/2017, de 11 de dezembro, que transpõe a Diretiva nº 2014/52/UE, quando este diz o seguinte: “questões ambientais como a eficiência e sustentabilidade na utilização dos recursos, a proteção da biodiversidade, as alterações climáticas, o território, o solo e os riscos de acidentes e catástrofes ganharam na conceção das políticas, razão pela qual passaram a constituir elementos importantes na avaliação e nos processos de tomada de decisões”.

E é ainda a mesma lei que fala, no artigo 5.º, da necessidade de identificar, descrever e avaliar, de forma integrada, em função de cada caso particular, “os possíveis impactes ambientais significativos, diretos e indiretos, de um projeto e das alternativas apresentadas, tendo em vista suportar a decisão sobre a respetiva viabilidade ambiental, e ponderando nomeadamente os seus efeitos sobre o território, o solo, a água, o ar, o clima, incluindo as alterações climáticas”.

A Zero calculou, através de instrumentos da União Europeia, as emissões de CO2 do novo aeroporto e estima que sejam de 667 mil toneladas por ano a partir de 2022, o que representa 01% das emissões totais do país em 2017.

Considerando apenas as emissões durante a aterragem, circulação em pista e descolagem dos aviões os valores estimados são da ordem das 115 mil toneladas/ano. E em pleno funcionamento, dentro de duas décadas, as emissões serão de 1,1 milhões de toneladas por ano.

O EIA fala de 31,4 mil toneladas por ano em 2022, cerca de quatro vezes menos do que considera a Zero, dados que, diz, foram retirados de “um modelo já desatualizado”.
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2822
  • Recebeu: 1581 vez(es)
  • Enviou: 996 vez(es)
  • +898/-172
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #498 em: Março 09, 2020, 07:41:04 pm »
ANPC dá parecer negativo a aeroporto na BA6 pela “suscetibilidade elevada” a sismos, tsunamis e a risco de acidentes com aves e aeronaves.

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/autoridade-da-protecao-civil-arrasa-aeroprto-no-montijo-556063
https://expresso.pt/sociedade/2020-03-09-Protecao-Civil-chumba-aeroporto-no-Montijo
https://ionline.sapo.pt/artigo/688459/montijo-protecao-civil-chumba-novo-aeroporto-devido-a-elevados-riscos-


Citar
O parecer, datado de 11 de setembro de 2019, alerta para os riscos sísmicos, de ‘tsunamis’ e de acidentes de aves com aviões, por exemplo.

O parecer levou 6 meses a vir à tona porque..?  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 1223 vez(es)
  • +111/-11
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #499 em: Março 09, 2020, 10:02:06 pm »
Só pra deixar aqui os meus dois tostões. Porque é que não colocam a me**a do aeroporto em Alverca onde estão as OGMA e já tem os acessos diretos a Lisboa e isso tudo e simplesmente mudam as OGMA para o Montijo já que a Força Aérea é um dos maiores clientes deles e é!?
Basicamente era só fazer lá um terminal e espetar lá com as low cost!
Sem ofensa....
 :-\
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8909
  • Recebeu: 894 vez(es)
  • Enviou: 1619 vez(es)
  • +105/-35
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #500 em: Março 09, 2020, 11:47:09 pm »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 1223 vez(es)
  • +111/-11
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #501 em: Março 10, 2020, 12:20:55 am »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5191
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +645/-76
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #502 em: Março 10, 2020, 08:13:53 am »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\

Ou seja o que tu defendes é aumentar para o dobro o risco e a probabilidade de acidentes de aeronaves em zonas urbanas pois as aproximações as pistas tanto em Lisboa como em alverca sao efectuadas SOBRE grandes areas urbanas densamente povoadas, não esperava isso vindo de ti Stalker.
Os grupos que defendem a construção  de um aerporto nelhor apeadeiro sao os que defendem a permanência do AHD, ora o ibjectivo inicial e sempre se manteve e mantem é a construção DO NOVO AEROPORTO DE LISBOA E NÃO A CONSTRUÇÃO DE MAIS UMA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA Que nao vai trazer vantagem alguma pois a capacidade de crescimento e muito limitada.
O caso de Alverca em questão só vou referir uma das limitações mais graves,  a da orientação das pustas que ainda acarreta mais penalizações que o do Montijo, pois  se a pista de lisboa estiver a despachar trafego a pista de alverca não pode receber e vice versa.

Abraços
« Última modificação: Março 10, 2020, 08:25:27 am por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

AtInf

  • Membro
  • *
  • 226
  • Recebeu: 10 vez(es)
  • +1/-0
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #503 em: Março 10, 2020, 09:24:50 am »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\

Tenente, por acaso há muito tempo que tinha a mesma ideia que aproveitar Alverca e passer Figo Maduro para o Montijo seria o ideal.
Como não tenho conhecimentos tecnicos nesta area gostaria que esclarecesse quais as restrições ao uso em simultâneo das pista de Alverca e o AHD, quando há tantos aeroportos com pistas paralelas pelo mundo fora e com uma distância muito mais reduzida entre elas e com descolagens e aterragens com intervalos muito reduzidos se não em simultâneo?
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 1223 vez(es)
  • +111/-11
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #504 em: Março 10, 2020, 02:40:04 pm »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\

Ou seja o que tu defendes é aumentar para o dobro o risco e a probabilidade de acidentes de aeronaves em zonas urbanas pois as aproximações as pistas tanto em Lisboa como em alverca sao efectuadas SOBRE grandes areas urbanas densamente povoadas, não esperava isso vindo de ti Stalker.
Os grupos que defendem a construção  de um aerporto nelhor apeadeiro sao os que defendem a permanência do AHD, ora o ibjectivo inicial e sempre se manteve e mantem é a construção DO NOVO AEROPORTO DE LISBOA E NÃO A CONSTRUÇÃO DE MAIS UMA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA Que nao vai trazer vantagem alguma pois a capacidade de crescimento e muito limitada.
O caso de Alverca em questão só vou referir uma das limitações mais graves,  a da orientação das pustas que ainda acarreta mais penalizações que o do Montijo, pois  se a pista de lisboa estiver a despachar trafego a pista de alverca não pode receber e vice versa.

Abraços


Mas eu sempre pensei que o que estivesse em discussão fosse Portela +1, nunca ouvi nenhum governante a falar de um aeroporto competamente NOVO pra despachar todo o trafego para lá.
Quanto a trafego aereo, passam todo o dia a toda a hora por cima de minha casa que fica directamente no corredor de aproximação ao Sá Carneiro.
Até á data nunca houve nenhuma desgraça. Mas sendo assim então não sei que diga.
Nem estou a ver dinheiro para uma estrutura tão grande nem sitio para um aeroporto internacional novo.
 :-\
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7863
  • Recebeu: 786 vez(es)
  • Enviou: 908 vez(es)
  • +113/-40
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #505 em: Março 10, 2020, 05:34:08 pm »
e passer Figo Maduro para o Montijo seria o ideal.

Isso vai acontecer, pelo menos uma parte, o espaço que agora é ocupado pelo AT1 vai ser desocupado, libertando espaço para mais aeronaves poderem estacionar, o AT1 vai ser reposicionado noutro sítio da Portela, vai ser mais pequeno, agora apenas dedicado à recepção de altas entidades, continuando a acolher a Esquadra de voo 504 com as aeronaves Falcon 50, a parte de terminal de embarque militar, de pessoal e material para missões no estrangeiro passa para o Montijo.
« Última modificação: Março 10, 2020, 05:34:44 pm por Lightning »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5191
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +645/-76
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #506 em: Março 10, 2020, 06:14:23 pm »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\

Ou seja o que tu defendes é aumentar para o dobro o risco e a probabilidade de acidentes de aeronaves em zonas urbanas pois as aproximações as pistas tanto em Lisboa como em alverca sao efectuadas SOBRE grandes areas urbanas densamente povoadas, não esperava isso vindo de ti Stalker.
Os grupos que defendem a construção  de um aerporto nelhor apeadeiro sao os que defendem a permanência do AHD, ora o ibjectivo inicial e sempre se manteve e mantem é a construção DO NOVO AEROPORTO DE LISBOA E NÃO A CONSTRUÇÃO DE MAIS UMA INFRAESTRUTURA AEROPORTUÁRIA Que nao vai trazer vantagem alguma pois a capacidade de crescimento e muito limitada.
O caso de Alverca em questão só vou referir uma das limitações mais graves,  a da orientação das pustas que ainda acarreta mais penalizações que o do Montijo, pois  se a pista de lisboa estiver a despachar trafego a pista de alverca não pode receber e vice versa.

Abraços


Mas eu sempre pensei que o que estivesse em discussão fosse Portela +1, nunca ouvi nenhum governante a falar de um aeroporto competamente NOVO pra despachar todo o trafego para lá.
Quanto a trafego aereo, passam todo o dia a toda a hora por cima de minha casa que fica directamente no corredor de aproximação ao Sá Carneiro.
Até á data nunca houve nenhuma desgraça. Mas sendo assim então não sei que diga.
Nem estou a ver dinheiro para uma estrutura tão grande nem sitio para um aeroporto internacional novo.
 :-\

A ideia inicial sempre foi substituir o AHD por uma nova infraestrutura aeroportuária. Como o tempo fosse passando e nada era feito, o estudo da viabilidade do CTA foi feito por técnicos da ANA, e, quando foi efectuado foi conjuntamente com os do Montijo e Alverca sendo que estas duas últimas localizações chumbaram nos estudos de viabilidade pela simples razão das faltas de espaço para crescimento futuro.

Ora o estudo do CTA ainda está valido e, como interessa aos amigos franceses  iniciar as obras num local que daqui a uns quinze anos esteja esgotado, para se construir + um apeadeiro as opções mais apeteciveis sao quais ???
O Montijo e Alverca claro está, quando, o que se devia fazer era avançar para o CTA, com o orçamento do Montijo e faseadamente ir construindo o aeroporto, transferindo a operação aos poucos conforme a infraestrutura fosse aumentando a capacidade.
O tempo necessário para tal não é superior ao necessário para colocar o Montijo a funcionar, Montijo este, que cerca de dez, doze anos após inicio das operações, terá a sua capacidade maxima esgotada, e obrigará á construção de um outro apeadeiro e, vamos andar nesta senda até aparecer alguém competente, imparcial e não corrupto que decida bem protegendo os interesses Nacionais e não os dos grupelhos do costume.

Abraço
« Última modificação: Março 10, 2020, 08:04:23 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5191
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +645/-76
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #507 em: Março 10, 2020, 06:16:01 pm »
ANPC dá parecer negativo a aeroporto na BA6 pela “suscetibilidade elevada” a sismos, tsunamis e a risco de acidentes com aves e aeronaves.

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/autoridade-da-protecao-civil-arrasa-aeroprto-no-montijo-556063
https://expresso.pt/sociedade/2020-03-09-Protecao-Civil-chumba-aeroporto-no-Montijo
https://ionline.sapo.pt/artigo/688459/montijo-protecao-civil-chumba-novo-aeroporto-devido-a-elevados-riscos-


Citar
O parecer, datado de 11 de setembro de 2019, alerta para os riscos sísmicos, de ‘tsunamis’ e de acidentes de aves com aviões, por exemplo.

O parecer levou 6 meses a vir à tona porque..?  ::)

E foi muito bem dado esse parecer só não vê quem não quer ou quem deve favores a alguns.

Abraços
« Última modificação: Março 10, 2020, 06:49:45 pm por tenente »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 5191
  • Recebeu: 2393 vez(es)
  • Enviou: 911 vez(es)
  • +645/-76
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #508 em: Março 10, 2020, 06:18:19 pm »
Porque... Isso já foi falado.

https://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=10062.msg325061#msg325061

Pois, mas o Tenente põe enfase em basicamente mudar TUDO para outro lado, eu digo pegar em alverca e meter lá só as low cost e deixar o Humberto Delgado para os voos internacionais.
Há espaço que chegue e sobre lá depois de remover as OGMA e a Força Aerea para a construção de terminal, placa, e etc´ªs.
As linhas aereas low cost mesmo com um hub como temos aqui no porto não ocupam nenhuma area significativa.
Basta verem o tamanho do Aeroporto do Porto! É minusculo! E fazem lá tanto internacionais como muitas low cost.
E a pista já tem 2500 metros (uteis) , mas que facilmente pode ser ampliada até aos 3000 ou mais.
 :-\

Tenente, por acaso há muito tempo que tinha a mesma ideia que aproveitar Alverca e passer Figo Maduro para o Montijo seria o ideal.
Como não tenho conhecimentos tecnicos nesta area gostaria que esclarecesse quais as restrições ao uso em simultâneo das pista de Alverca e o AHD, quando há tantos aeroportos com pistas paralelas pelo mundo fora e com uma distância muito mais reduzida entre elas e com descolagens e aterragens com intervalos muito reduzidos se não em simultâneo?

Atirador Infantaria lê os meus posts que vais saber os motivos pelos quais Alverca não serve.

Abraço
« Última modificação: Março 10, 2020, 06:46:29 pm por tenente »
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1309
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 1223 vez(es)
  • +111/-11
Re: Desactivação da Base aérea nº 6 do Montijo
« Responder #509 em: Março 10, 2020, 08:56:09 pm »
Então sendo assim, o unico sitio perto de Lisboa que permite a construção de uma estrutura tão grande e ainda deixar espaço para expansão futura será para os lados de Alcochete.
De resto a area já está bastante ocupada e urbanizada ao redor de Lisboa.
So esperemos é que não aconteça como aconteceu com o "novo" aeroporto de Berlim....
  :-P
 

 

Petição: TROPAS PÁRA-QUEDISTAS, PARA A FORÇA AÉREA!

Iniciado por paraquedista

Respostas: 3
Visualizações: 3433
Última mensagem Março 11, 2016, 07:53:23 pm
por paraquedista
Qual as prioridades para a Força Aérea entre 2011-2020 ?

Iniciado por dc

Respostas: 38
Visualizações: 10794
Última mensagem Novembro 15, 2010, 02:34:53 pm
por bokaido
CDS propõe 12 anos de serviço para pilotos da Força Aérea

Iniciado por Marauder

Respostas: 19
Visualizações: 9188
Última mensagem Setembro 12, 2007, 02:40:44 am
por raphael
Açores: radares de defesa aérea a partir de 2011

Iniciado por pmdavila

Respostas: 18
Visualizações: 9575
Última mensagem Maio 20, 2008, 04:09:50 pm
por Lancero
Força Aérea Portuguesa no V Festival Aéreo de Vigo

Iniciado por bucanero

Respostas: 8
Visualizações: 5472
Última mensagem Julho 30, 2008, 06:15:06 pm
por bucanero