Gripen

  • 427 Respostas
  • 101576 Visualizações
*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1352
  • Recebeu: 186 vez(es)
  • Enviou: 180 vez(es)
  • +93/-81
Re: Gripen
« Responder #420 em: Abril 16, 2020, 12:04:47 am »
Gripen E 39-9 com míssil de cruzeiro e pod de guerra eletrônica


Citar
Em foto da Saab, o Gripen E 39-9 com míssil de cruzeiro Taurus KEPD 350, o Saab Electronic Attack Jammer Pod (EAJP) e o míssil ar-ar Diehl IRIS-T.

Segundo a Saab, os testes agora estão focados na validação dos sistemas de missão da aeronave, como o radar, o sistema de busca e rastreamento por infravermelho (IRST), guerra eletrônica (EW) e outros sistemas de missão.

A aeronave pode transportar um sistema EW em casulo para fornecer um recurso de ataque eletrônico (EA) análogo ao Boeing EA-18G Growler.

O Saab Electronic Attack Jammer Pod (EAJP) fornece cobertura para frente e para trás para apoiar a entrada, ataque e saída de um pacote de aeronaves de ataque. Utiliza um sistema de vigilância e aquisição VHF/UHF de radar nas bandas L e S que incorpora a tecnologia AESA de nitreto de gálio (GaN).

 :arrow:  https://www.aereo.jor.br/2020/04/15/foto-gripen-e-39-9-com-missil-de-cruzeiro-e-pod-de-guerra-eletronica/

Mas é um "E", qual a vantagem do Brasil ter comprado um "F" de mais 60M€?
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
Re: Gripen
« Responder #421 em: Abril 16, 2020, 11:42:56 pm »
Citar
Mas é um "E", qual a vantagem do Brasil ter comprado um "F" de mais 60M€?

Desenvolvimento tecnológico, treinamento/conversão.
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
Re: Gripen
« Responder #422 em: Setembro 15, 2020, 10:28:25 pm »
Colaboração Real: Brasil e Suécia unidos para o desenvolvimento do Gripen


Citar
O Brasil e sua indústria de Defesa têm grande participação no desenvolvimento do Gripen F. Ao todo, 400 engenheiros estão trabalhando no desenvolvimento do caça biposto, a maioria deles concentrada no Centro de Projetos e Desenvolvimento de Gripen (GDDN, do inglês Gripen Design and Development Network) na planta da Embraer em Gavião Peixoto, São Paulo. No mesmo local, o Gripen Flight Test Center começará a operar ainda este ano e a primeira aeronave deve deixar a linha de produção da Embraer em 2023.

Entre outras coisas, a indústria brasileira está envolvida no desenvolvimento e produção de aeroestruturas, desenvolvimento de sistemas e aviônicos, na monrtagem final da aeronave, nos ensaios em voo e na manutenção do Gripen nas próximas décadas. Inclusive, algumas das empresas brasileiras foram incluídas na cadeia de suprimentos global da Saab para o Gripen E/F.

Todo esse processo gerou um dos maiores programas de transferência de tecnologia já realizados para a Força Aérea Brasileira, bem como pela Saab para outro país. “Encontramos no Brasil o parceiro perfeito. Eles não só têm o conhecimento operacional e uma indústria de aviação experiente, como também têm visão e compromisso de longo prazo, assim como nós”, afirma Major-General Carl-Johan Edström, da Força Aérea da Suécia.

 :arrow: https://www.aereo.jor.br/2020/09/15/colaboracao-real-brasil-e-suecia-unidos-para-o-desenvolvimento-do-gripen/



 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
Re: Gripen
« Responder #423 em: Setembro 21, 2020, 07:58:52 pm »

A manutenção do caça Gripen na Força Aérea Tcheca
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6306
  • Recebeu: 1459 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1282/-357
Re: Gripen
« Responder #425 em: Novembro 27, 2020, 11:27:49 am »
:arrow:  https://www.defensa.com/industria/gripen-avion-combate-concebido-para-enfrentar-amenaza-potentes

O Gripen E foi para "matar Sukoi". Já o A,B,C,D, Viggen e Drakken foram desenhados para abaterem Migs.  :mrgreen: :mrgreen: Cada cena que se lê na Net...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:





https://nationalinterest.org/blog/reboot/could-swedens-j37-viggen-jet-have-destroyed-russian-fighters-combat-166112
Citar
During the Cold War, Sweden developed a multitude of advanced aircraft. Swedish aircraft served not only in the Swedish Air Force, but also in the Austrian, Danish, and Finnish Air Forces. One of the most advanced designs in its time was the AJ 37 and AJS 37 “Viggen” strike aircraft.

On a typical attack run, the Viggen would move to its target fast and low. The powerful engine gave it the capability to go supersonic at low levels. At a low altitude, the AJ 37 Viggen was one of the fastest aircraft in the world.

In a theoretical conflict Viggen squadrons would likely have inflicted casualties on Soviet battle groups attempting to pass into the Atlantic north of Sweden, or in the Baltic Sea to the south.

It also likely would have wreaked havoc on enemy ground forces with its rapid, hard-to-defend from popup rocket attacks. Fast rearm times and fast air speeds meant that Viggens would be able to have an effect on the battlefield outsize to their number in service.



Cumprimentos
« Última modificação: Novembro 27, 2020, 11:33:08 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
Re: Gripen
« Responder #426 em: Dezembro 07, 2020, 08:39:38 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 5212
  • Recebeu: 493 vez(es)
  • Enviou: 352 vez(es)
  • +3440/-2547
Re: Gripen
« Responder #427 em: Dezembro 17, 2020, 01:01:07 pm »
Analisando mais de perto o Sistema de Armas e de Guerra Eletrônica do Gripen E


Citar
O fotógrafo de aviação Jamie Hunter conta mais detalhes do Gripen E durante uma visita à Saab

Jamie Hunter, da Skies Magazine, faz um rápido walkaround pelo Gripen E e explica os recursos e capacidades da aeronave.

Ao fazê-lo, ele destaca o novo sistema Active Electronically Scanned Radar (AESA) do Gripen, sistema de busca e rastreamento infravermelho (IRST), o sistema recém-integrado de Guerra Eletrônica (EW), sistemas de alerta de aproximação de mísseis, motor GE F404 e muito mais.

O Gripen E também possui 10 hardpoints ou estações de armas que transportam uma variedade de armas ar-ar, ar-solo e anti-navio. Seu sistema de arquitetura aberta permite que a aeronave seja atualizada com novas armas, recursos e capacidades perfeitamente.

O Gripen E é um dos caças que competem pelo Projeto de Capacidade de Caça do Futuro do Canadá para substituir a atual frota de CF-188 Hornet. A proposta da Saab que está sendo avaliada atualmente é um pacote abrangente de caça completo com um programa de transferência de tecnologia. Há também uma proposta de equipe do Gripen para o Canadá composta pela IMP Aerospace & Defense, CAE, Peraton Canada e GE Aviation, que visa criar empregos de alta qualidade e tecnologia para impulsionar o setor de defesa do país.

 :arrow: https://www.cavok.com.br/video-analisando-mais-de-perto-o-sistema-de-armas-e-de-guerra-eletronica-do-gripen-e