Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa

  • 4914 Respostas
  • 897602 Visualizações
*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 1199
  • Recebeu: 226 vez(es)
  • Enviou: 1089 vez(es)
  • +196/-6
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4845 em: Maio 21, 2020, 11:15:47 am »
Foi uma das alterações - "Merlin helicopter operation (ie strengthening the flight deck to be able to land a Merlin helicopter on it)" - que fizeram no River Batch II...

Os nossos NPO / EH-101 estão certificados para reabastecimento "em voo"? 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Pescador

  • Membro
  • *
  • 91
  • Recebeu: 38 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +6/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4846 em: Maio 21, 2020, 04:18:05 pm »
Em 2004 espalharam a ideia que havia Países interessados nos NPO portugueses, nomeadamente os Marrocos

O problema está nesta imagens burlescas vendidas por políticos e altos chefias.
A mentira serve quem?

Estamos em 2020, quantos foram encomendados?

Nem cá se fazem, porque afinal um projecto tão antigo, mesmo tendo algum valor se percebeu que não é adequado as funções, principalmente no exterior como tem sido feitas.

Radar adequado a vigilância da área, seguimento de alvos, nada.
EO, só nos dois primeiros.
Meio de detecção alargada de comunicações e sua desencriptação(????). Actualmente com o trafico cheio de recursos é crucial.
Armamento adequado as missões extensivas de patrulha e até dimensão do navio, muito fraco.
Para fiscalizar tamanhos das redes serve uma lancha de 90 ton e nem precisa de oerlinkon de 20 mm(lado cómico da coisa, comparando com 1800 ton de NPO).

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2923
  • Recebeu: 646 vez(es)
  • Enviou: 139 vez(es)
  • +138/-53
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4847 em: Maio 21, 2020, 04:28:38 pm »
Interessados acredito que possam ter havido, mas poucos e cujo interesse seria certamente pela simplicidade, preço e pequena guarnição do navio. Mas quando os navios estão a custar o mesmo que OPVs estrangeiros e com menos equipamento, os prazos de entrega não estão a ser cumpridos, e temos gente inteligente que leva um dos dois navios da classe desarmados para África, para o mundo ver. Imaginem uma marca automóvel vender carros sem os piscas, que iam ser "instalados depois". Devia ter sucesso!

Mostrassem um NPO com uma peça de 57mm e um radar militar qualquer, talvez arranjassem comprador.
 

*

Red Baron

  • Especialista
  • ****
  • 1075
  • Recebeu: 157 vez(es)
  • Enviou: 152 vez(es)
  • +86/-66
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4848 em: Maio 21, 2020, 05:02:28 pm »
Em 2004 espalharam a ideia que havia Países interessados nos NPO portugueses, nomeadamente os Marrocos

O problema está nesta imagens burlescas vendidas por políticos e altos chefias.
A mentira serve quem?

Estamos em 2020, quantos foram encomendados?

Nem cá se fazem, porque afinal um projecto tão antigo, mesmo tendo algum valor se percebeu que não é adequado as funções, principalmente no exterior como tem sido feitas.

Radar adequado a vigilância da área, seguimento de alvos, nada.
EO, só nos dois primeiros.
Meio de detecção alargada de comunicações e sua desencriptação(????). Actualmente com o trafico cheio de recursos é crucial.
Armamento adequado as missões extensivas de patrulha e até dimensão do navio, muito fraco.
Para fiscalizar tamanhos das redes serve uma lancha de 90 ton e nem precisa de oerlinkon de 20 mm(lado cómico da coisa, comparando com 1800 ton de NPO).

Oficialmente só foi realmente oferecida aos Tailandeses, acho que os brasileiro não mostraram interesse.

Os NPO não eram em nada inferiores aos River. O estaleiro é que não tinha andamento.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8978
  • Recebeu: 768 vez(es)
  • Enviou: 1268 vez(es)
  • +698/-644
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4849 em: Maio 21, 2020, 06:07:02 pm »
Em 2004 espalharam a ideia que havia Países interessados nos NPO portugueses, nomeadamente os Marrocos

O problema está nesta imagens burlescas vendidas por políticos e altos chefias.
A mentira serve quem?

Estamos em 2020, quantos foram encomendados?

Nem cá se fazem, porque afinal um projecto tão antigo, mesmo tendo algum valor se percebeu que não é adequado as funções, principalmente no exterior como tem sido feitas.

Radar adequado a vigilância da área, seguimento de alvos, nada.
EO, só nos dois primeiros.
Meio de detecção alargada de comunicações e sua desencriptação(????). Actualmente com o trafico cheio de recursos é crucial.
Armamento adequado as missões extensivas de patrulha e até dimensão do navio, muito fraco.
Para fiscalizar tamanhos das redes serve uma lancha de 90 ton e nem precisa de oerlinkon de 20 mm(lado cómico da coisa, comparando com 1800 ton de NPO).

Oficialmente só foi realmente oferecida aos Tailandeses, acho que os brasileiro não mostraram interesse.

Os NPO não eram em nada inferiores aos River. O estaleiro é que não tinha andamento.

Também não me lembro de alguma vez estarem interessados em os promover lá fora.

Provavelmente o Brasil até poderia ter sido um potencial cliente, eles continuam às aranhas para fabricar OPVs, e durante a presidência do lula havia dinheiro...agora é tarde, o Bolsonaro ainda é capaz de aceitar uns PCs da guerra do Vietname oferecidos pelo grande amigo lá do norte
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Red Baron

  • Especialista
  • ****
  • 1075
  • Recebeu: 157 vez(es)
  • Enviou: 152 vez(es)
  • +86/-66
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4850 em: Maio 21, 2020, 08:09:57 pm »
Em 2004 espalharam a ideia que havia Países interessados nos NPO portugueses, nomeadamente os Marrocos

O problema está nesta imagens burlescas vendidas por políticos e altos chefias.
A mentira serve quem?

Estamos em 2020, quantos foram encomendados?

Nem cá se fazem, porque afinal um projecto tão antigo, mesmo tendo algum valor se percebeu que não é adequado as funções, principalmente no exterior como tem sido feitas.

Radar adequado a vigilância da área, seguimento de alvos, nada.
EO, só nos dois primeiros.
Meio de detecção alargada de comunicações e sua desencriptação(????). Actualmente com o trafico cheio de recursos é crucial.
Armamento adequado as missões extensivas de patrulha e até dimensão do navio, muito fraco.
Para fiscalizar tamanhos das redes serve uma lancha de 90 ton e nem precisa de oerlinkon de 20 mm(lado cómico da coisa, comparando com 1800 ton de NPO).

Oficialmente só foi realmente oferecida aos Tailandeses, acho que os brasileiro não mostraram interesse.

Os NPO não eram em nada inferiores aos River. O estaleiro é que não tinha andamento.

Também não me lembro de alguma vez estarem interessados em os promover lá fora.

Provavelmente o Brasil até poderia ter sido um potencial cliente, eles continuam às aranhas para fabricar OPVs, e durante a presidência do lula havia dinheiro...agora é tarde, o Bolsonaro ainda é capaz de aceitar uns PCs da guerra do Vietname oferecidos pelo grande amigo lá do norte

Eles preferiram os River 1.5 ou Corvetas classe Amazonas como são chamadas lá.
 

*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 1199
  • Recebeu: 226 vez(es)
  • Enviou: 1089 vez(es)
  • +196/-6
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4851 em: Junho 03, 2020, 12:09:36 pm »
Talvez já tenha sido aqui colocado e é algo "datado", mas em 2011 era esta a ideia...

NPO Classe "Viana do Castelo": O Navio Patrulha do séc XXI
Segurança e Defesa, 2011
Miguel Pacheco
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 1509
  • Recebeu: 66 vez(es)
  • Enviou: 21 vez(es)
  • +149/-1297
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4852 em: Junho 13, 2020, 06:05:05 pm »
Marinha vai ganhar seis novos navios patrulha oceânicos no valor de 352 milhões
https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/marinha-vai-ganhar-seis-novos-navios-patrulha-oceanicos-no-valor-de-352-milhoes-600465

Citar
Portugal vai gastar 352 milhões de euros até 2029 na compra de seis novos navios patrulha oceânicos (NPO).

“Acelerar a execução da Lei de Programação Militar, designadamente, com a construção de seis novos Navios Patrulha Oceânicos, no valor de 352 milhões de euros a executar entre 2020-2029”, segundo o comunicado hoje divulgado pelo Governo. A medida já constava da Lei de Programação Militar aprovada em maio de 2019 no Parlamento.


O ministério da Defesa anunciou hoje a conclusão da reforma da gestão das participações públicas na economia de defesa. Neste sentido, o acionista Estado vai indigitar a 26 de junho os novos conselhos de administração das sociedades Arsenal do Alfeite e da Plataforma das Indústrias de Defesa Nacionais (idD).

“A conclusão do processo de reestruturação, formalmente iniciada em 2014, é hoje mais do que nunca uma responsabilidade e uma exigência de política pública”, segundo a tutela.

Os setores da indústria da Aeronáutica, Espaço e Defesa geram um volume de negócios superior a 1,7 mil milhões de euros, com 90% da produção a destinar-se à exportação. Estas indústrias empregam mais de 18.500 trabalhadores.

As participações detidas pelo Estado neste setor representam um volume de negócios de 350 milhões de euros, assegurando 2.600 postos de trabalho.

Além da construção dos navios patrulha oceânicos, a nova idD pretende também “Criar um Balcão Único de apoio às empresas que permita agilizar todos os procedimentos necessários, com vista ao desenvolvimento de oportunidades de negócio e internacionalização, de acesso aos programas cooperativos europeus, ao Fundo de Defesa Europeu e ao Quadro Portugal 2030”.

A Marinha Portuguesa já conta com quatro navios de patrulha ocêanicos: NRP Viana do Castelo, NRP Figueira da Foz, NRP Sines e NRP Setúbal, todos construídos nos Estaleiros Navais de Viana do Castelo.

Estes navios são usados prioritariamente em ações não combatentes. “Desempenham, principalmente, missões no âmbito da segurança e autoridade do Estado no mar e missões de interesse público. Possuem uma autonomia considerável, o que lhes permite permanecer no mar, em missão, durante largos períodos sem necessidade de apoio logístico”, segundo a descrição feita pela Marinha Portuguesa.

Além dos seis novos navios patrulha oceânicos, a Lei da Programação Militar também conta com outros seis projetos:

• cinco aeronaves de transporte aéreo estratégico e tático (827 milhões de euros)

• programa de Ciberdefesa (51 milhões de euros)

• programa de Sistemas de Combate do Soldado (43 milhões de euros)

• cinco helicópteros de evacuação (53 milhões de euros)

• um navio polivalente logístico (150 milhões de euros)

• navio reabastecedor (150 milhões de euros)
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1168
  • Recebeu: 192 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +27/-6
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4853 em: Junho 14, 2020, 12:26:45 am »
Cada NPO 58 milhões de euros?! Pelo que me lembro, os últimos custaram 77 milhões (os dois!!). Será que desta vez vem com banheira de hidromassagem?!

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2923
  • Recebeu: 646 vez(es)
  • Enviou: 139 vez(es)
  • +138/-53
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4854 em: Junho 14, 2020, 12:32:40 am »
Os últimos dois vieram desarmados, e sem sensor E/O. E pelo que se dizia, o preço mais baixo devia-se ao facto de muito do equipamento e matéria prima para a sua construção, já ter sido comprada antes.

Mas, é esperar para ver, se bem que este valor não é nada de novo do apresentado na LPM há um ano.
 

*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 1199
  • Recebeu: 226 vez(es)
  • Enviou: 1089 vez(es)
  • +196/-6
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4855 em: Junho 14, 2020, 01:04:13 am »
10 NPO "sub tudo" (salvo custo de operação, conforto e capacidades náuticas) são demasiados... até porque menos permitiam mais capacidades - dificuldade em entender esta troca de quantidade por pouca capacidade, mas enfim - talvez se arranje uns radares melhores (e Marlin para todos).

Um passo para termos apenas uma GC...
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2923
  • Recebeu: 646 vez(es)
  • Enviou: 139 vez(es)
  • +138/-53
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4856 em: Junho 14, 2020, 01:26:44 am »
Eu também acho que são demasiados. Reduzindo para "apenas" 8, a verba que se poupava a rondar os 100/120 milhões, já dava para equipar como deve ser os restantes navios da classe. Para mim salta logo à vista o Airbus VSR700, que multiplica as capacidades de vigilância dos NPOs em inúmeros contextos. Para não falar que são "só" mais 70 homens para guarnecer os últimos dois navios.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8214
  • Recebeu: 904 vez(es)
  • Enviou: 1067 vez(es)
  • +127/-43
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4857 em: Junho 14, 2020, 10:05:06 am »
Se o dinheiro fosse todo colocado na Marinha para ela gerir ainda podia acreditar, só que estas LPM são orçamento 0, é dinheiro promessa, isto é há o plano (LPM) que deverá custar X, se reduzirem o nr se navios passa a custar Y, quando for hora das finanças transferirem o dinheiro só vai vir o Y, o suficiente para os navios acordado, o dinheiro a mais para o valor X não fica na Marinha para poder gastar noutras coisas.
Por isso é que não acredito que a Marinha faça algo desse género, de reduzir navios para usar a suposta diferença de dinheiro em equipamento.

Se reduzirem alguma coisa à LPM é dinheiro que o estado não gasta na Defesa, fica logo cativo.
« Última modificação: Junho 14, 2020, 10:05:56 am por Lightning »
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2923
  • Recebeu: 646 vez(es)
  • Enviou: 139 vez(es)
  • +138/-53
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4858 em: Junho 14, 2020, 11:05:29 am »
É esta falta de agilidade no orçamento e esta política de gastar menos possível, que me faz impressão.

Levanta-se logo a questão do que sucede ao valor que iria para a reparação do Bérrio, por exemplo.

Infelizmente a LPM de lei só tem o nome, porque não é para cumprir. Já os empréstimos milionários a bancos, se estiverem estipulados/legislados, vão sempre para a frente mesmo que o país entre em banca-rota.
 

*

Red Baron

  • Especialista
  • ****
  • 1075
  • Recebeu: 157 vez(es)
  • Enviou: 152 vez(es)
  • +86/-66
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4859 em: Junho 14, 2020, 11:48:01 am »
10 NPO "sub tudo" (salvo custo de operação, conforto e capacidades náuticas) são demasiados... até porque menos permitiam mais capacidades - dificuldade em entender esta troca de quantidade por pouca capacidade, mas enfim - talvez se arranje uns radares melhores (e Marlin para todos).

Um passo para termos apenas uma GC...
A necessidade dos 10 foi identificada logo desde a origem do projecto, pois foi o numero mínimo de meios de patrulha oceânico necessário para para patrulhar a ZEE. A diferença é que na altura pelo menos dois dos NPO eram para ser de combate poluição/multiusos ou seja sem hangar.



Parece que essa versão pode não ser construida e ficarmos com 10 NPO/Corvetas.

Quanto ao valor orçamentado para os próximos, basta lembrar que o orçamento para o NRP Figueira da Foz era de 50 milhões e se vão realmente integrar o TACTICOS  então vai ficar mais caro.
Nos 2 últimos a ser construidos falta somar o valor da arma que em 2010 custava:
Citar
b) Adjudico à sociedade OTO MELARA a aquisição de duas peças de artilharia de 30 mm e respectivos sistemas EO/IR destinados ao primeiro par de navios patrulha oceânicos, pelo valor global de € 4 021 000, não sendo devido IVA;


 

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 4014
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 12815
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 4172
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 10897
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 2184
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro