Portugal comecerá a recuperar?

  • 625 Respostas
  • 140063 Visualizações
*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7628
  • Recebeu: 580 vez(es)
  • Enviou: 191 vez(es)
  • +233/-542
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #495 em: Outubro 19, 2010, 08:02:52 pm »
Em vez de discussões... pueris, vejam isto e comentem.

Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 9851
  • Recebeu: 1090 vez(es)
  • Enviou: 1629 vez(es)
  • +1005/-1273
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #496 em: Outubro 21, 2010, 09:02:18 am »
Citar
Dois milhões não conseguem pagar rendas a tempo ou manter a casa aquecida
Um quinto dos portugueses vivia em privação material em 2009

21.10.2010 - 07:35 Por Natália Faria


Números do Instituto Nacional de Estatística mostram que a pobreza ameaça sobretudo as famílias monoparentais e casais com três ou mais filhos.

No ano passado, 21,4 por cento dos portugueses viviam em privação material, segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE). Tradução prática: tinham dificuldade, por exemplo, em pagar as rendas sem atraso, manter a casa aquecida ou fazer uma refeição de carne ou de peixe pelo menos de dois em dois dias.

O pior é que aqueles números já estão desactualizados, segundo o padre Jardim Moreira, da Rede Europeia Antipobreza, e vão ficar ainda mais quando as medidas de austeridade inscritas no próximo Orçamento do Estado saírem do papel.

"O cenário vai agravar-se e muito. Aliás, já hoje falar de pobreza em termos de números é pura especulação", reagiu aquele responsável, para quem "o mais escandaloso é que a grande maioria dos pobres em Portugal são crianças". Igualmente grave, para Jardim Moreira, "é que 12 por cento dos pobres em Portugal são pessoas que trabalham mas que recebem muito pouco".

Voltando aos números que o INE divulgou ontem, verifica-se que a percentagem de portugueses a viver em privação material diminuiu de 22,2 por cento em 2004 para 21,4 por cento em 2009. As famílias compostas por um adulto e uma ou mais crianças e as famílias com dois adultos e pelo menos três crianças registavam as taxas de privação mais altas (46,8 e 47,5 por cento, respectivamente). Na prática, duplicam a taxa de privação material observada para o total da população.

As estimativas do INE mostram ainda que, no ano passado, 14,1 por cento dos indivíduos viviam em casas sobrelotadas - menos que os 15,3 por cento de 2004. Daqueles, 4,7 por cento vivam em casas que apresentavam um ou mais dos seguintes problemas: inexistência de duche ou sanita com autoclismo no interior do alojamento, tecto que deixa passar água, humidade nas paredes ou luz natural insuficiente num dia de sol.

No tocante ao risco de pobreza, a taxa diminuiu de 20,4 para 17,9 por cento, entre 2004 e 2008. O INE destaca aqui a população idosa, onde a diminuição foi de 8,9 pontos percentuais. "Foi uma redução meramente estatística, conseguida à custa do Complemento Solidário para Idosos", relativiza Jardim Moreira, para quem "não são 50 ou 100 euros mensais que tiram alguém da pobreza". Sem surpresas, a taxa de risco de pobreza é maior entre os casais com três ou mais crianças dependentes (42,8 por cento) e nas famílias monoparentais com pelo menos uma criança dependente (38,8 por cento).

Censos 2011 vão custar 50 milhões

Os Censos 2011 vão custar aos cofres do Estado 50 milhões de euros, mas, segundo adiantou ontem à TSF a presidente do INE, Alda de Caetano Carvalho, é impossível fazer diminuir aquela despesa sem afectar a qualidade do trabalho. Na operação de recolha dos elementos estatísticos estarão envolvidas cerca de 25 mil pessoas. O recenseamento da população realiza-se desde 1864 e o de 2011 será o último a ser realizado pelo método tradicional, devendo seguir-se um modelo menos pesado e capaz de disponibilizar informação com periodicidade mais curta.

http://www.publico.pt/Sociedade/um-quin ... 09_1462075
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1506
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #497 em: Novembro 09, 2010, 10:57:05 pm »
Citar
Portugal ainda tem 17,4 mil milhões de euros da UE para utilizar

Em Setembro deste ano, a taxa de execução do QREN era de 18,7%, o que representa uma aceleração face a Dezembro de 2009, quando era de apenas 11,3%. Mesmo assim, até 2013, estão ainda por executar 17,4 mil milhões de euros.

 
foto LEONEL DE CASTRO/GLOBAL IMAGENS

Portugal ainda tem 17,4 mil milhões de euros de fundos comunitários
 
No final do terceiro trimestre deste ano o total de pagamentos aos beneficiários do Quadro de Referência Estratégico Nacional 2007-2013 (QREN) ultrapassou os quatro mil milhões de euros, sendo que só durante este ano foram pagos 1,9 mil milhões de euros, segundo o boletim informativo do Observatório do QREN.

Uma subida da taxa de execução que, de acordo com o relatório anual relativo a 2009, já se fez notar nesse ano, quando a execução alcançou os 11,3%. Nesse período a subida foi ainda mais significativa no que diz respeito ao volume de compromisso assumido que atingiu os 45%, em 2008 limitou-se aos 19%.

Em Setembro último, a taxa de compromisso representa já 61,2% das verbas totais do QREN, que são de 21,4 mil milhões de euros, atingindo assim os 13,1 mil milhões de euros.
Ainda assim um valor pequeno, no entender do economista João Loureiro, que admite a possibilidade de não se conseguir uma execução de 100% no prazo estabelecido (2013), sendo que a execução dos projectos pode alongar-se até 2015.

"Numa altura como esta, em que é exigida uma restrição orçamental para cumprir o défice, é impossível em simultâneo o Estado acompanhar o financiamento comunitário, porque tem que dispor de verbas com impacto no Orçamento", afirmou.

Nesse sentido, João Loureiro sugere a hipótese de vir a existir uma "renegociação, com os países que estão a atravessar mais dificuldades, para permitir a utilização dos fundos comunitários mais adiante no tempo, quando os estados tiverem mais folga, ou então, fazer a revisão de projectos, desviando recursos de uns para outros, como se tem discutido no caso do TGV".

Parte dos projectos apoiados com verbas do QREN são de autarquias, e ao JN a Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP) não quis adiantar montantes, lembrando que os processos de candidaturas duram até 2011, prazo para a contratualização do projecto.

Quanto à hipótese de se perderem fundos, a ANMP respondeu que irão executar a parte que lhes compete, "desde que o Governo renove para 2011 as condições do protocolo assumido para 2010".

Recorde-se que face à crise actual foram tomadas várias iniciativas "que visam agilizar as condições de execução dos projectos aprovados", refere o Observatório, lembrando o memorando de entendimento entre o Governo e a ANMP, que entre as diversas medidas "aumenta a taxa de comparticipação comunitária para 80%".

Até 30 de Setembro de 2010 o número de candidaturas aprovadas ultrapassou as 29 mil, que representam uma despesa pública (fundos comunitários mais contrapartida nacional) de 17,8 mil milhões de euros.

Em 2009, foram apresentadas candidaturas no valor de 52 mil milhões de euros. No entanto, frisa o Observatório do QREN, que "permanece um elevado desfasamento entre o nível de execução alcançado os compromissos assumidos".

Sem comentários...

Não está aqui dinheiro mais que suficiente para desenvolver a agricultura, pescas, revitalizar a industria, o pequeno comércio, etc etc
Outra coisa que acho estranho é só agora se lembrarem que existe este "porquinho".
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1821
  • Recebeu: 244 vez(es)
  • Enviou: 451 vez(es)
  • +13/-1
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #498 em: Novembro 10, 2010, 12:06:44 am »
Citação de: "Cabecinhas"
Sem comentários...

Não está aqui dinheiro mais que suficiente para desenvolver a agricultura, pescas, revitalizar a industria, o pequeno comércio, etc etc
Outra coisa que acho estranho é só agora se lembrarem que existe este "porquinho".
Caro Cabecinhas, o senhor às vezes diz cada coisa que eu até me passo. Se esse dinheiro afinal existe então deveríamos era aumentar os subsídios dos deputados que até andam a passar fome. Estes homens e mulheres que tanto fazem pela economia portuguesa (uns autênticos violadores) é que merecem. E afinal, não será que 17,4 mil milhões de euros é o suficiente para manter a cantina da Assembleia da República aberta 24 horas por dia e sete dias por semana? Deve ser mais que suficiente, o que deixa algum dinheiro ainda para arranjar um Mercedes ou BMW para cada ministro e secretário do governo e ainda para os deputados. O que sobrar poderia ainda ser investido num café que algum irmão ou primo de um dos deputados tenha de forma a incentivar o crescimento da economia portuguesa.
Dou por terminado o meu sarcasmo.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1506
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #499 em: Novembro 10, 2010, 12:12:41 am »
Citação de: "Get_It"
Citação de: "Cabecinhas"
Sem comentários...

Não está aqui dinheiro mais que suficiente para desenvolver a agricultura, pescas, revitalizar a industria, o pequeno comércio, etc etc
Outra coisa que acho estranho é só agora se lembrarem que existe este "porquinho".
Caro Cabecinhas, o senhor às vezes diz cada coisa que eu até me passo. Se esse dinheiro afinal existe então deveríamos era aumentar os subsídios dos deputados que até andam a passar fome. Estes homens e mulheres que tanto fazem pela economia portuguesa (uns autênticos violadores) é que merecem. E afinal, não será que 17,4 mil milhões de euros é o suficiente para manter a cantina da Assembleia da República aberta 24 horas por dia e sete dias por semana? Deve ser mais que suficiente, o que deixa algum dinheiro ainda para arranjar um Mercedes ou BMW para cada ministro e secretário do governo e ainda para os deputados. O que sobrar poderia ainda ser investido num café que algum irmão ou primo de um dos deputados tenha de forma a incentivar o crescimento da economia portuguesa.
Dou por terminado o meu sarcasmo.

Cumprimentos,

Peço desculpa, tive um rasgo de responsabilidade...
 :G-beer2:
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

oultimoespiao

  • Perito
  • **
  • 468
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #500 em: Novembro 10, 2010, 01:07:58 am »
Eu escrevi aqui em Dezembro passado que os juros da divida soberana chegaria pelo menos aos 8% ate Dezembro de 2010
Ja vai nos 7,2% e ainda falta quase 2 meses!A minha  previsao e que chegue aos 8% antes e essa sera a vinda do FMI alias a nossa unica salvacao.
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1571
  • Recebeu: 402 vez(es)
  • Enviou: 300 vez(es)
  • +190/-701
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #501 em: Novembro 10, 2010, 11:00:04 am »
Citação de: "oultimoespiao"
Eu escrevi aqui em Dezembro passado que os juros da divida soberana chegaria pelo menos aos 8% ate Dezembro de 2010
Ja vai nos 7,2% e ainda falta quase 2 meses!A minha previsao e que chegue aos 8% antes e essa sera a vinda do FMI alias a nossa unica salvacao.

Pois, só que o FEE com apoio do FMI já veio dizer publicamente que Portugal não precisa de ajuda (na realidade eu penso é que não têm capacidade de ajudar sem comprometer a capacidade de socorrer alguém realmente importante/grande) e que vai ter de resolver o problema por si.

Ou seja, agarrem bem os "tin-tins" que a coisa vai ficar brava (ter uma pequena propriedade de onde se possa ir tirando para comer vai ajudar).
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 16233
  • Recebeu: 1434 vez(es)
  • Enviou: 1340 vez(es)
  • +229/-242
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #502 em: Novembro 10, 2010, 11:43:07 am »
Esta 2ª feira vou mais um pouco para o terreno do meu pai, mas primeiro vou passar por uma loja cá da minha zona para comprar o material. Ó Fox o que recomendas que eu plante na horta? O tempo está um pouco esquisito cá para as minhas bandas... :?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1506
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #503 em: Novembro 10, 2010, 11:49:25 am »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Esta 2ª feira vou mais um pouco para o terreno do meu pai, mas primeiro vou passar por uma loja cá da minha zona para comprar o material. Ó Fox o que recomendas que eu plante na horta? O tempo está um pouco esquisito cá para as minhas bandas... :mrgreen:
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

cromwell

  • Especialista
  • ****
  • 1100
  • +1/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #504 em: Novembro 10, 2010, 09:28:12 pm »
Esses 14 milhões e não sei quantos, deviam ser investidos em algo que é priotário para economia, como a modernização dos portos marítimos e o investimento na agricultura, para aproveitar-mos a posição geográfica do país e para tornar Portugal auto-suficiente em alimentos.

As manias do TGV têm que acabar. E se isso significa pôr o capitalista selvagem do Passos Coelho a governar, pois que assim seja.
"A Patria não caiu, a Pátria não cairá!"- Cromwell, membro do ForumDefesa
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1506
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #505 em: Novembro 10, 2010, 09:43:53 pm »
Citação de: "cromwell"
Esses 14 MIL milhões e não sei quantos, deviam ser investidos em algo que é priotário para economia, como a modernização dos portos marítimos e o investimento na agricultura, para aproveitar-mos a posição geográfica do país e para tornar Portugal auto-suficiente em alimentos.

As manias do TGV têm que acabar. E se isso significa pôr o capitalista selvagem do Passos Coelho a governar, pois que assim seja.
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #506 em: Novembro 11, 2010, 06:59:06 pm »
Citação de: "Cabecinhas"
Citação de: "cromwell"
Esses 14 MIL milhões e não sei quantos, deviam ser investidos em algo que é priotário para economia, como a modernização dos portos marítimos e o investimento na agricultura, para aproveitar-mos a posição geográfica do país e para tornar Portugal auto-suficiente em alimentos.

As manias do TGV têm que acabar. E se isso significa pôr o capitalista selvagem do Passos Coelho a governar, pois que assim seja.
:N-icon-Axe:
de facto, os portos estão muito degradados, a agricultura uma lástima, as pescas e a criação de gado idem idem aspas aspas. Portugal, para além de auto suficiente em alimentação, deveria ser o porto de entrada na UE, bastava ter um comboio de transporte de mercadorias mais eficiente...
E já agora, aquando do inicio do PTE, porque não instalaram uma industria de informática em Portugal? As encomendas ultrapassariam 2 milhões facilmente (entre portáteis, desktops, projectores multimédia, quadros interactivos, pens...) e já para não falar do resto mercado nacional.
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #507 em: Novembro 11, 2010, 07:32:11 pm »
Citação de: "GI Jorge"
Citação de: "Cabecinhas"
Citação de: "cromwell"
Esses 14 MIL milhões e não sei quantos, deviam ser investidos em algo que é priotário para economia, como a modernização dos portos marítimos e o investimento na agricultura, para aproveitar-mos a posição geográfica do país e para tornar Portugal auto-suficiente em alimentos.

As manias do TGV têm que acabar. E se isso significa pôr o capitalista selvagem do Passos Coelho a governar, pois que assim seja.
:N-icon-Axe:
de facto, os portos estão muito degradados, a agricultura uma lástima, as pescas e a criação de gado idem idem aspas aspas. Portugal, para além de auto suficiente em alimentação, deveria ser o porto de entrada na UE, bastava ter um comboio de transporte de mercadorias mais eficiente...
E já agora, aquando do inicio do PTE, porque não instalaram uma industria de informática em Portugal? As encomendas ultrapassariam 2 milhões facilmente (entre portáteis, desktops, projectores multimédia, quadros interactivos, pens...) e já para não falar do resto mercado nacional.

Bem, os portáteis foram cá feitos e até foram vendidos para a venezuela, deram origem a muita discordia na comunicação social e mesmo aqui no fórum, desktops também se cá fazem em Portugal e pens também, quanto ao resto não sei.
 

*

GI Jorge

  • 617
  • +0/-0
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #508 em: Novembro 11, 2010, 08:03:43 pm »
Citação de: "Edu"
Citação de: "GI Jorge"
Citação de: "Cabecinhas"
Citação de: "cromwell"
Esses 14 MIL milhões e não sei quantos, deviam ser investidos em algo que é priotário para economia, como a modernização dos portos marítimos e o investimento na agricultura, para aproveitar-mos a posição geográfica do país e para tornar Portugal auto-suficiente em alimentos.

As manias do TGV têm que acabar. E se isso significa pôr o capitalista selvagem do Passos Coelho a governar, pois que assim seja.
:N-icon-Axe:
de facto, os portos estão muito degradados, a agricultura uma lástima, as pescas e a criação de gado idem idem aspas aspas. Portugal, para além de auto suficiente em alimentação, deveria ser o porto de entrada na UE, bastava ter um comboio de transporte de mercadorias mais eficiente...
E já agora, aquando do inicio do PTE, porque não instalaram uma industria de informática em Portugal? As encomendas ultrapassariam 2 milhões facilmente (entre portáteis, desktops, projectores multimédia, quadros interactivos, pens...) e já para não falar do resto mercado nacional.

Bem, os portáteis foram cá feitos e até foram vendidos para a venezuela, deram origem a muita discordia na comunicação social e mesmo aqui no fórum, desktops também se cá fazem em Portugal e pens também, quanto ao resto não sei.

Isso foi o Magalhães. Estava a falar dos outros, os e-escolas. E de certeza que por cá se fazem desktops e pens? Pode dizer-me onde, sff?
Confunde-se em Portugal tantas vezes a justiça com a violência que é vulgar não haver reacções contra o crime e haver reacções contra a pena.

Oliveira Salazar
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Portugal comecerá a recuperar ?
« Responder #509 em: Novembro 11, 2010, 09:13:40 pm »
A marca Tsunami que pertence à J.P. Sá Couto faz portáteis, desktops, notebooks, workstations, servidores, etc. Atenção isto é só um exemplo que sei de cor, há muito mais empresas em Portugal e colocar este tipo de produtos no mercado.

Se me perguntar assim, mas estas empresas fazem todos os componentes dos computadores que comercializam, é obvio que não, mas ai eu peço-lhe que me cite uma empresa no mundo que comercialise computadores e produza todos os componentes.

A questão aqui é a seguinte, devia o governo criar uma empresa nesta área? Eu respondo não. Se existe iniciativa privada que cobre este sector não existe necessidade de o governo ir fazer concorrencia aos privados.
 

 

Iniciativa "Compromisso Portugal"

Iniciado por Tiger22

Respostas: 0
Visualizações: 2686
Última mensagem Fevereiro 11, 2004, 04:12:19 pm
por Tiger22
Portugal Confidencial - " A pista da energia" ...

Iniciado por dremanu

Respostas: 5
Visualizações: 3700
Última mensagem Abril 27, 2004, 11:28:13 am
por ferrol
Rede Logística Nacional / Portugal "Logístico"

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 2020
Última mensagem Julho 15, 2006, 09:20:16 am
por Marauder
Portugal pode cair na dependência assistida como Sul Itália

Iniciado por Marauder

Respostas: 8
Visualizações: 3166
Última mensagem Maio 09, 2006, 11:55:00 pm
por NVF
El Corte Ingles abre o segundo centro comercial em Portugal

Iniciado por Nadie

Respostas: 4
Visualizações: 3923
Última mensagem Maio 24, 2006, 06:05:52 pm
por Marauder