Nova LPM

  • 341 Respostas
  • 87443 Visualizações
*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3566
  • Recebeu: 34 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +11/-5
(sem assunto)
« Responder #135 em: Agosto 29, 2006, 09:28:12 pm »
Bravo Two Zero, isto não passou de mais uma atitude politica, de quem está com uma politica "vazia", resumindo publicaram números a bruto para "inglês" ver, se consegue tirar alguma delação desta "lei" eu não consigo.
Esperava uma coisa mais concreta (talvez a anulação da anterior, não um pseudo aditamento á mesma), compra de blindados, navios, helis e até  uma resolução sobre o concurso da substituição da G3.
Isto para não falar na venda de material, afinal o que vai ser vendido?
Terá sido só especulação da comunicação social?
Potius mori quam foedari
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3566
  • Recebeu: 34 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +11/-5
(sem assunto)
« Responder #136 em: Agosto 29, 2006, 09:38:46 pm »
Já me esquecia de dizer, PereiraMarques um obrigado por ter colocado o seu post, julgo que vai tirar, ou não, algumas dúvidas em relação á especulação de algumas aquisições para as nossas forças armadas.
Em relação ás alvísseras, julgo que terá de ir falar com outra gente, isto aqui é tudo pobre :lol:
Potius mori quam foedari
 

*

p_shadow

  • Perito
  • **
  • 448
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #137 em: Agosto 30, 2006, 03:08:16 am »
Afinal, até existe alguma "uva" no meio de tanta "parra". É preciso é "vasculhar" bem! :roll:


Cumptos
A realidade não alimenta fóruns....
 

*

Lince

  • Moderador Global
  • *****
  • 241
  • +0/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #138 em: Agosto 30, 2006, 05:41:46 pm »
Citação de: "Bravo Two Zero"
E alvíssaras terás,  PereiraMarques


Capacidade de Defesa Aérea : 37,578 milhões de euros em 2006 mais 24,892 milhões de euros em 2007 mais 18,10 milhões de euros em 2008.

Isto pôs-me a fazer contas:

SLAMRAAM - 2.6 milhões de dólares por unidade
NASAMS - 50 milhões de dólares penso que por bateria

Se alguém souber o custo do SPYDER MR israelita e do Roland VT1




 :?:



 :?:

Seria excelente e o colmatar de uma das nossas piores lacunas.

Se alguém tiver mais informações sobre isto que as mencione.
Cumprimentos

 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3746
  • Recebeu: 287 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +464/-60
(sem assunto)
« Responder #139 em: Agosto 30, 2006, 07:18:13 pm »
Isso dá para uma bateria de NASAMS.. á tangente..
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1008
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +1/-0
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1814
  • Recebeu: 238 vez(es)
  • Enviou: 449 vez(es)
  • +12/-1
(sem assunto)
« Responder #141 em: Agosto 30, 2006, 10:48:58 pm »
Seria excelente no futuro ver um sistema Spyder MR montado em Pandurs II portugueses [adaptados].

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3746
  • Recebeu: 287 vez(es)
  • Enviou: 89 vez(es)
  • +464/-60
(sem assunto)
« Responder #142 em: Setembro 03, 2006, 01:25:47 am »
Por agora devemos so adquirir o Avenger e mais uns quantos lançadores de Stinger para os Fuzos, mais tarde poderemos entrar em NASAMS/AAA
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

paraquedista

  • Membro
  • *
  • 265
  • Recebeu: 35 vez(es)
  • Enviou: 23 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #143 em: Novembro 13, 2006, 02:53:50 pm »
Gostava de perguntar aos estimados membros deste Forum se alguem me sabe responder a estas questoes:(provavelmente o Pedro Monteiro deve ter um pouco de informacao)

A rubrica da Marinha na LPM com o titulo: "Capacidade Oceanica de Superficie" tem uma verba de 602 milhoes de Euros atribuidos ate 2016.

Mas quais sao os programas especificos que englobam esta rubrica ?

Sera que engloba tudo isto ?
- Substituicao das "Joao Belo"
- Modernizacao das " Vasco da Gama"
- Mais alguns "Lynx" (1, 2 ou 3)
 
Mesmo assim e uma verba bastante elevada...

E a rubrica "Projeccao da Forca" ? alguma ideia ? Reabastecedor da Frota ? (sao quase 60 milhoes ate 2011)

E por ultimo a rubrica "Capacidades Conjuntas" ,sao 1716 milhoes ate 2023. Penso que engloba:
- EH101
- Navio Polivalente Logistico
- Helis Ligeiros (Exercito e Forca Aerea)
- Helis Medios NH90
- Substituicao da G3

Parece tambem uma verba muito grande so para estes programas...
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1814
  • Recebeu: 238 vez(es)
  • Enviou: 449 vez(es)
  • +12/-1
(sem assunto)
« Responder #144 em: Novembro 13, 2006, 03:49:05 pm »
Citação de: "paraquedista"
A rubrica da Marinha na LPM com o titulo: "Capacidade Oceanica de Superficie" tem uma verba de 602 milhoes de Euros atribuidos ate 2016.

Mas quais sao os programas especificos que englobam esta rubrica ?

Sera que engloba tudo isto ?
- Substituicao das "Joao Belo"
- Modernizacao das " Vasco da Gama"
- Mais alguns "Lynx" (1, 2 ou 3)

Só uma notazinha, o valor total para a compra das duas fragatas Karel Doorman para substituir as João Belo deverá ser de 240 milhões de euros. Ora bem, isso deixa 362 milhões de euros.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 472
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #145 em: Novembro 13, 2006, 09:28:01 pm »
Citação de: "Get_It"
Citação de: "paraquedista"
A rubrica da Marinha na LPM com o titulo: "Capacidade Oceanica de Superficie" tem uma verba de 602 milhoes de Euros atribuidos ate 2016.

Mas quais sao os programas especificos que englobam esta rubrica ?

Sera que engloba tudo isto ?
- Substituicao das "Joao Belo"
- Modernizacao das " Vasco da Gama"
- Mais alguns "Lynx" (1, 2 ou 3)
Só uma notazinha, o valor total para a compra das duas fragatas Karel Doorman para substituir as João Belo deverá ser de 240 milhões de euros. Ora bem, isso deixa 362 milhões de euros.

Cumprimentos,


 LPD e modernização das VDG?
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7603
  • Recebeu: 545 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +224/-265
(sem assunto)
« Responder #146 em: Novembro 13, 2006, 09:39:27 pm »
2016?
Mas quem é que leva estes números a sério?
Nem as leis são para levar a sério, calha bem.
Surpreender-se-iam se para o ano se fosse evocado algum argumento para enterrar esta LPM e fazer outra completamente diferente?

Não liguem a estas tretas.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

paraquedista

  • Membro
  • *
  • 265
  • Recebeu: 35 vez(es)
  • Enviou: 23 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #147 em: Novembro 13, 2006, 10:04:08 pm »
Citação de: "Sintra"
Citação de: "Get_It"
Citação de: "paraquedista"
A rubrica da Marinha na LPM com o titulo: "Capacidade Oceanica de Superficie" tem uma verba de 602 milhoes de Euros atribuidos ate 2016.

Mas quais sao os programas especificos que englobam esta rubrica ?

Sera que engloba tudo isto ?
- Substituicao das "Joao Belo"
- Modernizacao das " Vasco da Gama"
- Mais alguns "Lynx" (1, 2 ou 3)
Só uma notazinha, o valor total para a compra das duas fragatas Karel Doorman para substituir as João Belo deverá ser de 240 milhões de euros. Ora bem, isso deixa 362 milhões de euros.

Cumprimentos,

 LPD e modernização das VDG?


A LPD faz parte da Rubrica: "Capacidades Conjuntas" por isso e que eu acho 362 milhoes de Euros para a Mod das VDG e helis muito elevado...
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1438
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #148 em: Novembro 16, 2006, 07:14:37 pm »
Uma mod as 5 fragatas para poderem disparar o ESSM, tendo em conta até que as VdG não têm VLS e provavelmente teriam que receber, provavelmente comeria uma grande parte desse bolo...
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4146
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • +61/-0
(sem assunto)
« Responder #149 em: Março 14, 2007, 03:12:56 pm »
Citar
CM Online, Quarta-feira, 14 de Março de 2007
Política

Defesa - Tribunal de contas diz que leasing tem mais custos
Negócios militares prejudicam Estado


O Tribunal de Contas (TC) suspeita que a compra de equipamento para as Forças Armadas por leasing poderá sair mais caro ao Estado do que o recurso a meios clássicos de financiamento como a emissão de Obrigações do Tesouro (OT).

Em causa estão contratos como os dos helicópteros EH-101, dos aviões de transporte C-295 e dos submarinos. O Ministério da Defesa, a Marinha, Exército e Força Aérea têm 120 dias para apresentar “informação documentada que sustente a legalidade das montagens jurídico-financeiras utilizadas” e as suas vantagens financeiras. O relatório do TC ontem divulgado é peremptório: “Os auditores examinaram alguns contratos (locação de helicópteros, de aeronaves de transporte táctico e vigilância marítima e de submarinos), tendo concluído que os encargos a assumir poderiam exceder, claramente, os oferecidos para o recurso a dívida em condições comparáveis de prazo e de indexação das taxas de juro aplicáveis (emissão de OT).”

Face à “insuficiência de informações transmitidas” sobre os contratos de locação de equipamentos militares celebrados ou a celebrar e o respectivo financiamento, o TC pediu mais informação aos serviços do Ministério da Defesa e dos três ramos das Forças Armadas. No essencial, o organismo presidido por Guilherme d’Oliveira Martins quer ter “evidência documentada de que os custos suportados com as montagens financeiras efectuadas (distinguindo a taxa [de juro] a utilizar das comissões, dos impostos) são comparáveis aos associados às formas habituais de contratação de dívida pública”.


MINISTÉRIO E RAMOS FORA DO PROCESSO

A Secretaria-Geral do Ministério da Defesa (SGMD) frisa num ofício enviado ao Tribunal de Contas, no âmbito do contraditório, que “a negociação das condições de financiamento das aquisições de bens militares já contratualizadas com recurso à modalidade de locação foi exógena [externa] à SGMD”. Por isso, “não dispomos da informação necessária” para esclarecer o TC. E mesma posição é assumida por Marinha, Exército e Força Aérea. O secretário-geral do Ministério da Defesa, Luís Sequeira, refere ainda que “existem orientações superiores” para que a SGMD acompanhe futuras operações de financiamento para compra de bens militares com recurso a locação.


DÍVIDA TOTAL RONDA OS 2.600 MILHÕES

No início do segundo semestre de 2006, a dívida total assumida com os 260 contratos de aquisição de compra de equipamentos militares em execução ascendia a 2593 milhões de euros. Para o Tribunal de Contas (TC), “ainda que escalonado para pagamento em 20 anos, trata-se de um montante muito importante que equivale, grosso modo, ao montante inscrito na LPM [Lei da Programação Militar] para os próximos sete anos”. E, frisa o TC, “ao ritmo da disponibilização de fundos para os investimentos previstos na LPM em vigor, levaria cerca de sete anos a saldar as dívidas já assumidas, ainda que nada mais fosse adquirido”. Até 2023, a modernização das Forças Armadas, no âmbito da LPM, conta com um investimento de 5450 milhões de euros.


INVESTIMENTO POR RAMO

MARINHA

Entre 2006 e 2014, a Armada assumiu compromissos financeiros de compra de bens militares, com a LPM e outras fontes, de 1241 milhões de euros. O custo dos dois submarinos ascendeu a 973 milhões de euros.

EXÉRCITO

O Exército assumiu um compromisso financeiro, de 2006 a 2014, de 255 milhões de euros. A despesa está praticamente toda contratada ao abrigo da LPM. Até 2014, o valor inscrito na LPM é de 691 milhões de euros.

FORÇA AÉREA

Entre 2006 e 2014, a Força Aérea assumiu custos de 1089 milhões de euros, verba praticamente toda contratada através da LPM. Os helicópteros EH-101 custaram 445 milhões de euros e os aviões C-295 506 milhões.


António Sérgio Azenha


Fonte
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

 

Portugal na nova rota da seda da China

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 19
Visualizações: 2378
Última mensagem Maio 01, 2019, 11:15:02 pm
por Lusitano89
Nova força especial de bombeiros: os «Canarinhos»

Iniciado por comanche

Respostas: 6
Visualizações: 4813
Última mensagem Junho 03, 2007, 08:39:59 pm
por xenical_
Nova LPM de 20 000 000 000 euros- Como investir?

Iniciado por JOELPMARTINS

Respostas: 4
Visualizações: 1957
Última mensagem Fevereiro 02, 2009, 11:26:07 pm
por PereiraMarques
NOVA REDUÇÃO DOS EFECTIVOS MILITARES

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 46
Visualizações: 14403
Última mensagem Outubro 05, 2013, 12:21:48 pm
por PereiraMarques
Nova ordem Mundial

Iniciado por Miguel

Respostas: 9
Visualizações: 4346
Última mensagem Julho 09, 2008, 06:21:58 pm
por Naadjh