Ilhas Selvagens

  • 499 Respostas
  • 125973 Visualizações
*

SSK

  • Investigador
  • *****
  • 1517
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +2/-0
Re: Galiza
« Responder #315 em: Julho 05, 2007, 08:32:26 pm »
Citação de: "zocuni"
Tudo bem,

A Galiza na qual tenho simpatia.Não me revejo nos lambe-botas de Madrid.Não gosto de comer migalhas,gosto de comer o prato principal.Este movimento não é de 3000 pessoas,como podem ver está muito longe disso,estrá crescendo e recomenda-se.Quando se começa a querer provocar e a se usar de tácticas evasivas,são o sinal claro e inequivoco do peso da derrota.Quanto aos factos não existem argumentos.A Galiza há-de gozar de sua liberdade autonomica e cultural,e a "Dinastia Bourbonica" há-de ser um facto passado.

http://pt.wikipedia.org/wiki/L%C3%ADngua_galega


Abraços,


Acredita mesmo no que diz?!? E então as outras regiões que lutam pelo mesmo?!? Daqui a pouco a visinha espanha está dividida em pequenos "Jardins", não creio mesmo nessas autonomias...
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1056
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +26/-3
SSK
« Responder #316 em: Julho 05, 2007, 09:03:58 pm »
Tudo bem,

SSK,não se trata de querer a Espanha dividida,penso já ter dado a minha opinião noutro tema deste fórum.Não pretendo,aliás nem poderia pois isso diz respeito às regiões e seus habitantes.Claro que respeito outras regiões separatistas,mas tenho mais afinidades pela da Galiza,penso que dá para entender.Este movimento,pelo menos da Galiza,não é separatista apenas quer que a lei das autonomias sejam respeitadas,ora já coloquei noutro tema,para os galegos aprenderem galego,têm de pedir autorização a Madrid,e ainda são apelidados de subversivos.É essa autonomia que os iberistas defendem e alguns ilustres portugueses.O que quero passar,é que na Galiza o galego é uma língua oficial,mas asfixiada pelo poder madrilista,nós em Portugal penso que já sentimos como esse poder á algo asfixiador,mas abrimos muito as portas seria bom fechá-la,nem que fosse um pouco.Veja-se o resultado que tivemos na "União Ibérica",que quase sumiram com nosso império e até mesmo com Portugal.Felizmente não sei se conhece aquela frase do Prof.Agostinho da Silva que afirma que "todos os países do mundo podem conquistar Portugal,menos a Espanha".Sinceramente não estou nem aí para a Espanha,mas acontece que eles depois de muito tempo estão com uns índices ligeiramente melhores que nós,se bem se lembram em antes da nossa revolução 1974,a Espanha vivia muito pior que nós,lembro-me de ir a Espanha e até vendiam bacalhau nos Bancos,não faz tanto tempo assim.Claro que o problema nosso não foi a revolução,mas nossa transição truculenta ao contrário deles com serenidade.Mas por isso estou notando muita soberba nos espanhóis,e que me desculpem não estão com essa bola toda que pensam.A mim eles não me incomodam nem um pouco,temos quase 9 séculos de história e tirando essa união forçada por crise dinástica,nunca nos atrapalharam em nada.
Agora se em porugal tem uma turma que é por quem dá mais,diria muito pouco mais,só sinto muito,não faço parte dessa turma.
Quanto a Porugal,deve traçar seu caminho como sempre fez e melhor noutras épocas que agora,e a Espanha que seja muito feliz.Agora tem de existir reciprocidade,se eles se estabelecem em Portugal com a maior das facilidades,porque razão temos a maior dificuldade em abrir alguma coisa do lado lá.

Abraços,
zocuni
 

*

tentador

  • Membro
  • *
  • 58
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #317 em: Julho 05, 2007, 11:32:57 pm »
Citar
para os galegos aprenderem galego,têm de pedir autorização a Madrid
Menntira, o estatudo de autonomia deixa ben claro que o galego e cooficial en galicia así como a lingua propia da mesma, ademais as competencias en educacion están transferidas, desgraciadamente. O governo só pon certos minimos.

Citar
s,porque razão temos a maior dificuldade em abrir alguma coisa do lado lá.

Non é certo, de feito se queredes que as vosa empresas paguen aqui os impostos e que os vosos traballadores coticen a nosa seguridade social inda mais podedes vir sen problema.
 

*

zocuni

  • Especialista
  • ****
  • 1056
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 46 vez(es)
  • +26/-3
O enensino do Galego.
« Responder #318 em: Julho 05, 2007, 11:45:06 pm »
Sr.Tentador

Coloquei um video algures por aí,sobre o estado do ensino do galego,também penso que isto não tem nada haver com as Ilhas Selvagens,por isso postei noutro fórum.Mas pelos vistos,parece que anda desatento.aqui vai um texto bem esclarecedor.



 
Campaña "En galego, Galiza ten futuro"

Dezaseis organizacións de diferentes ámbitos da sociedade galega (político, sindical, estudantil, xuventil, etc.) están a desenvolver unha campaña de promoción do uso da língua galega e de reivindicación dunha nova política lingüística, máis eficaz e que modifique as actuais tendéncias de regresión no uso social do galego.

En rolda de prensa, Concha Costas, presidente da Mesa pola Normalización Lingüística, e Manuel Mera, presidente da Confederación Intersindical Galega (CIG), acompañados de Ramiro Oubiña da Executiva Confederal da CIG, deron conta do porqué desta campaña e da convocatória para o dia 16 de maio dunha manifestación en Santiago de Compostela.

En primeiro lugar, ambos os intervenientes avaliaron brevemente a actual situación lingüística, 15 anos despois de promulgada a Lei de Normalización Lingüística de Galiza, incidindo, evitando todo dramatismo, na realidade dun retroceso no uso social do galego, singularmente nas xeracións máis novas. Asi mesmo, constataron a sua preocupación polo escaso impulso que o galego está a ter por parte da administración (e en concreto, por parte do partido no goberno, o PP) nos diferentes ámbitos da sociedade (administración, mundo socioeconómico, ensino, medios de comunicación, mundo xudicial, novas tecnoloxías...).

Logo informaron dos contidos da campaña e do "Manifesto polo futuro da língua galega", o cal está a ser distribuído por todo o país, campaña que terá o seu cume nunha manifestación para o sábado 16 de maio ás 12 horas en Compostela. Asi mesmo, informaron da recollida de pronunciamentos, en favor da extensión do uso do galego, que se están a producir en plenos de concellos, claustros de colexios e institutos e comitÈs de empresa de toda Galiza.

Finalmente, demandaron unha viraxe na actual polÌtica lingüística do goberno do PP, para que este asuma de vez a promoción real do uso do noso idioma en todos os ámbitos da sociedade, e animaron a participar a toda a sociedade galega desta convocatoria.




--------------------------------------------------------------------------------

A Mesa pola Normalización Lingüística, Asemblea Nacional de Obxección de Consciéncia, Asociación para a Defensa Ecolóxica de Galiza, Asociación Sócio-Pedagóxica Galega, Bloque Nacionalista Galego, Comités de Solidariedade, Comités Abertos de Estudantes, Comités Abertos de Faculdade, Coordinadora de Traballadores/as de Normalización Lingüística, Confederación Intersindical Galega, Frente Popular Galega, Galiza Nova, Movimento Estudantil Universitário, Nova Escola Galega, Plataforma por unha Universidade Normalizada, Sindicato Labrego Galego


MANIFESTO polo FUTURO da LÍNGUA GALEGA

Cando xa van transcorridos 15 anos desde a aprobación e posterior promulgación, en xuño de 1983, da Lei de Normalización Linguüística de Galiza, que declaraba o galego como língua própria do noso país e que dispuña a sua oficialidade, constatamos con enorme preocupación que o uso social do noso idioma está a sofrer un retroceso, singularmente na xente máis nova, que é o garante do porvir da língua galega. De feito, nestes 15 anos a LNL case nen tivo o desenvolvimento regulamentário que caberia agardar (que foi nulo, se exceptuamos o caso do decreto no ensino e a lei de uso do galego nas entidades locais) nen contou coa vontade institucional para ser cumprida na sua extensión.

Por outra banda, por primeira vez, o galego conta con estudos amplos e obxectivos que dan conta da vitalidade do noso idioma. Estes estudos concretan-se no Mapa Sociolingüístico de Galiza, realizado polo Seminário de Sociolingüística da Real Académia Galega e no que se descrebe o estado actual da língua galega, tanto no que atinxe á língua inicial e competéncia lingüística das cidadás e cidadáns galegos, como nos usos lingüísticos e nas atitudes que manteñen a respeito da língua galega. As conclusións máis xerais que se poden tirar deste estudo poden-se resumir nunha certa vitalidade do noso idioma (máis de dous terzos dos galegos empregan maioritária e preferentemente a língua própria), que contrasta cunha máis que preocupante tendéncia desgaleguizadora nas xeracións máis novas, curiosamente as primeiras que teñen contacto co galego no ensino desde os nÌveis primários. Asi mesmo, tamén se constata a existéncia dunha atitude moi favorábel á potenciación do galego por parte da sociedade galega, atitude que non está a ser correspondida polos responsábeis directos de tal potenciamento: a Xunta de Galiza e o governo do Partido Popular.

A desídia institucional, que se concreta na falta dun modelo de normalización lingïística para Galiza, está a definir a polÌtica lingüística do PP, abeirada nunha suposta formulación filosófica sen desenvolvimento teórico, o "bilingüismo harmónico". Esta desídia está a producir un impasse no proceso normalizador que necesariamente ten que acometer a administración galega e a sociedade no seu conxunto.

Preocupa-nos, como parte activa da sociedade galega, o estancamento e mesmo o retroceso que vimos observando na utilización do galego nas diferentes administracións de Galiza, especialmente na administración autonómica, que debera ser modélica en canto ao emprego normal da nosa língua e na defensa dos direitos lingüísticos da cidadania galega.

Preocupa-nos a escasa presenza do galego no eido socioeconómico e a falta de medidas governamentais que garantan esta presenza da lÌngua própria nun eido que nos afecta a todos os cidadáns e cidadás e que é fundamental en calquer proceso normalizador.

Preocupa-nos que nos meios de comunicación a língua galega estea a ocupar un lugar cada vez máis marxinal, que se agrava co pouco respeito pola língua e pola sua normalización que se apreza na rádio e mais na televisión públicas de Galiza. Preocupa-nos a escasÌsima presenza que o galego está a ter nas novas tecnoloxias, en especial nas relacionadas co mundo da informática e a cibernética, e a caréncia total de iniciativas que o governo manifesta.

Preocupa-nos que o ensino en Galiza non sexa un ámbito galeguizador que incorpore á língua própria ás xeracións máis novas, as que máis están a padecer a perda de usos do noso idioma.

Preocupa-nos que no mundo xudicial apenas se dean avanzos a prol do uso normal do galego, nun ámbito fundamental e no que a nosa lÌngua cumpre un triste papel subsidiário.

Preocupa-nos que os nomes dos nosos lugares se vexan deturpados unha e outra vez, mália a própria Lei de Normalización Lingïística, que dispón que a nosa toponímia teña como única forma oficial a galega.

Preocupa-nos, ademais, a falta de planificación que o actual governo do PP mantén respeito da língua galega, alleo ás demandas sociais dunha política lingüística firme e audaz que free o retroceso social do galego e gañe novos espazos para a língua.

Preocupa-nos, en definitiva, o futuro do galego.

De aí que demandemos un cámbio de rumo na política lingüística do governo do PP, unha mudanza que modifique e subverta a actual tendéncia desgaleguizadora e planifique a plena normalización dos usos sociais do idioma galego.




--------------------------------------------------------------------------------


MANIFESTACIÓN sábado 16 de maio ás 12 horas na Alameda de Santiago
 

Volver

Abraços,
zocuni
 

*

Lince

  • Moderador Global
  • *****
  • 239
  • +0/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #319 em: Julho 05, 2007, 11:49:41 pm »
Tópico: Ilhas Selvagens :!:
Cumprimentos

 

*

nestor

  • Membro
  • *
  • 225
  • +0/-0
Re: Resposta
« Responder #320 em: Julho 06, 2007, 06:04:11 am »
Citar
Por último, sendo este fórum um espaço em que qual espanhol pode dar livremente as suas opiniões, por mais "discutiveis" que sejam, e existindo vários foristas portugueses naturais e/ou residentes nos arquipélagos, porque é que nunca surgiu nenhum a defender essa independência, nem existe conhecimento de alguém ter sido advertido ou expulso do presente fórum por defender esse ponto de vista?

Y de todos los gallegos que aqui participan ¿cuantos independentistas hay?

Citar
Acredita mesmo no que diz?!? E então as outras regiões que lutam pelo mesmo?!? Daqui a pouco a visinha espanha está dividida em pequenos "Jardins", não creio mesmo nessas autonomias...



Pues lo siento mucho, pero ningun forista de los que aqui escriben verá eso.

Saludos.
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7148
  • Recebeu: 585 vez(es)
  • Enviou: 251 vez(es)
  • +543/-2
(sem assunto)
« Responder #321 em: Julho 06, 2007, 10:23:37 am »
E porque que não algumas citações de Alberto João Jardim, a defender/propôr a independência da Madeira? Acho que ficariamos todos mais ilucidados. Um manifesto político do seu partido, que por acaso até é um partido de âmbito nacional, a defender tal situação, algo?
 

*

jconc

  • 29
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #322 em: Julho 06, 2007, 01:46:56 pm »
Citação de: "Lince"
Tópico: Ilhas Selvagens :D  :D
Por mares nunca de antes navegados...
 

*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 713
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #323 em: Julho 06, 2007, 06:43:27 pm »
Citação de: "Lancero"
O Ferrol é político  :roll:
E ademáis ten a paciencia suficiente para seguir pedindo que os moderadores obriguen á rectificación a comanche polos varios insultos que me ten adicado ó longo deste e doutros fíos do forum...

Que encantado podo repetir se a moderación quere, ou lle queda tempo despois de compartir connosco os sentimentos profundos que lle provocan os outros foristas...  :lol:
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4128
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • +61/-0
(sem assunto)
« Responder #324 em: Julho 06, 2007, 08:01:50 pm »
Você deita-se na cama que faz.


Já agora, e para manter o assunto do tópico, mais uma fonte com mapas das ZEE.

FLANDERS MARINE INSTITUTE
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

ferrol

  • Analista
  • ***
  • 713
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #325 em: Julho 09, 2007, 08:01:12 am »
Citação de: "Lancero"
Você deita-se na cama que faz.
Non entendo...¿Debo supoñer que non teño dereito a protestar polos insultos recibidos?
Tu régere Imperio fluctus, Hispane memento
"Acuérdate España que tú registe el Imperio de los mares”
 

*

HJERONIMO

  • 16
  • +0/-0
os espanhois não têm uma posição congruente sobre o assunto
« Responder #326 em: Agosto 31, 2007, 09:25:13 pm »
Sem querer ofender ng mas gostava de assinalar uma posição que acho um pouco hipócrita nos sucessivos governos espanhois ; Espanha não devolve a cidade de Olivença conquistada por si durante as invasões napoleónicas mas exige Gibraltar aos Ingleses que a obtiveram no mesmo periodo , outro caso , Espanha não reconhece a soberanida portuguesa sobre a ZEE das ilhas selvagens chegando mesmo a afirmar na UE que considera o local não ilhas mas ilhotes mas reage de forma militar a uma ocupação marroquina a uma ilhita de uns miseros 500 metros de comprido que fica a menos de 1km da costa marroquina ..... não me parece que seja coerente nas posições que toma .

Em resposta ao desafio indicado por um nuestro hermano sobre que meios teriamos para afirmar a nossa soberania ...bom ..é melhor não entrar por esta linha de pensamentos pois o 11 de Março foi feito por emigrantes iletrados ou o que a ETA vos tem feito ao longo de todos estes anos ..mas enfim ....devemos todos dar-nos bem , respeitarmo-nos e ajudarmo-nos nas adversidades e não rir sobre o azar ou infortunio dos outros ... mais a mais vizinhos que se querem de boas relações ...
etc
 

*

Tuga

  • 23
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #327 em: Agosto 31, 2007, 10:20:15 pm »
Citação de: "pedro"
Espanha nao se mente nisso porque sabe que a Inglaterra defenderia Portugal e os Estados Unidos tambem nao iam ficar a olhar. :lol:
Cumprimentos


Citando um texto escrito por mim no meu antigo blog (já não existe infelizmente):

"Olá a todos!

Vejam aqui a arvore genealógica das super potências do Mundo até hoje:

Na minha opinião,

Na antiguidade houve muitas super potências, mas não contam, porque eram só super potências Regionais (Grécia; Roma, e muito mais…).

A 1ª super potência do Mundo foi Portugal porque iniciou os Descobrimentos e assim deu origem à Globalização, ou seja, criou um Império que detinha 60% de todo o Mundo (até hoje nenhum império em todo o Mundo conseguiu superar o tempo de império de Portugal que foram 200 anos e também nenhum império até hoje conseguiu superar o território mundial que era 60% que Portugal possuía), (antes de Portugal nenhuma nação detinha um Império Mundial).
Portugal foi o 1º no Mundo a descobrir as Américas muito antes do Português de nome falso “Cristóvão Colombo”.
E Portugal também descobriu a Austrália.

A 2ª super potência do Mundo foi a Espanha porque Portugal assim quis, dando à Espanha para que ela começa-se o seu Império as Ilhas das Canárias.

A 3º super potência do Mundo foi a Inglaterra ( a filha adoptiva de Portugal) porque Portugal lhe deu quase todo o seu Império Mundial e lhe ensinou a arte da navegação por mar, por isso se pode dizer que Portugal fez da Inglaterra a super potência do Mundo que foi no passado e que ainda é hoje, embora já esteja um bocado adormecida.

A 4º super potência do Mundo foi a Holanda porque ROUBOU as ilhas das Especiarias (hoje a Indonésia) e o Cabo da Boa Esperança (situado na África do Sul) a Portugal e assim dominou as especiarias durante algum tempo e o Mundo também tornando-se durante pouquíssimo tempo uma super potência Mundial.

A 5º super potência do Mundo foi a França porque ROUBOU territórios gigantescos de África a Portugal e com eles os utilizou para se “afirmar” super potência Mundial.

A 6º super potência do Mundo foi e ainda é a Rússia porque tem um território muito extenso cheio de recursos naturais (gás, petróleo, e muito mais…) extremamente necessários para o Mundo, participou na 1º e 2º guerras mundiais (tendo ganho a 2º guerra mundial) e tem uma forte influência diplomática no Médio Oriente.

A 7º super potência do Mundo foi e é os Estados Unidos da América (o neto adoptivo de Portugal) porque utilizaram na maior parte das vezes, “cérebros” estrangeiros para desenvolverem a sua tecnologia militar (um grande exemplo de um desses “cérebros” estrangeiros foi Albert Einstein que desenvolveu a bomba atómica).
Os Estados Unidos da América podem ter “superioridade militar” sobre quase todos os países do Mundo, mas de nada adianta porque em todas mas em todas as guerras que entraram nunca as ganharam (eu sei que a 1º guerra e 2º guerra mundial dizem que foi os Estados Unidos que as ganharam mas isso não é verdade, porque na 1º guerra mundial foi Portugal e a Inglaterra que derrotaram a Alemanha na Batalha de La Lys e assim ganharam a guerra e na 2º guerra mundial foi a Rússia que derrotou a Alemanha e assim ganhou a guerra, e a Rússia foi a 1ª a entrar em Berlim, a capital da Alemanha).

As potências do futuro serão:

China; índia e Brasil"

Com este texto pretendo demonstrar exactamente o que o membro pedro diz, ou seja, Portugal tem familia poderosa...

A Espanha que pense duas vezes, antes de invadir Portugal...

 :G-bigun:
« Última modificação: Agosto 31, 2007, 10:49:05 pm por Tuga »
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7148
  • Recebeu: 585 vez(es)
  • Enviou: 251 vez(es)
  • +543/-2
(sem assunto)
« Responder #328 em: Agosto 31, 2007, 10:35:36 pm »
Citação de: "Tuga"
A 3º super potência do Mundo foi a Inglaterra ( a filha adoptiva de Portugal) porque Portugal lhe deu quase todo o seu Império Mundial e lhe ensinou a arte da navegação por mar, por isso se pode dizer que Portugal fez da Inglaterra a super potência do Mundo que foi no passado

A 7º super potência do Mundo foi e é os Estados Unidos da América (o neto adoptivo de Portugal)

porque na 1º guerra mundial foi Portugal e a Inglaterra que derrotaram a Alemanha na Batalha de La Lys e assim ganharam a guerra


Bravo, não via um chorrilho de baboseiras tão grande há já muito tempo... :oops:
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3558
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +18/-0
(sem assunto)
« Responder #329 em: Agosto 31, 2007, 11:00:57 pm »
Citação de: "Tuga"


Citando um texto escrito por mim no meu antigo blog (já não existe infelizmente):

A 7º super potência do Mundo foi e é os Estados Unidos da América... Os Estados Unidos da América podem ter “superioridade militar” sobre quase todos os países do Mundo, mas de nada adianta porque em todas mas em todas as guerras que entraram nunca as ganharam (eu sei que a 1º guerra e 2º guerra mundial dizem que foi os Estados Unidos que as ganharam mas isso não é verdade, porque na 1º guerra mundial foi Portugal e a Inglaterra que derrotaram a Alemanha na Batalha de La Lys e assim ganharam a guerra e na 2º guerra mundial foi a Rússia que derrotou a Alemanha e assim ganhou a guerra, e a Rússia foi a 1ª a entrar em Berlim, a capital da Alemanha).


Mas que teoria mais parva, durante a 1ª Guerra Mundial se não fosse a entrada dos EUA, as potências europeias continuariam a lutar durante muito anos, quem ganhou essa guerra foram os EUA e o Impêrio Britânico. Em relação a 2ª Guerra Mundial quem ganhou foi indiscutivelmente os EUA, apesar da URSS ter conquistado a capital do Terceiro Reich, os EUA sairam da guerra apenas com um arranhão no seu território que foi o bombardeamento de Pearl Harbour e com a economia mais poderosa do Mundo, tendo um papel preponderante na reconstrução e recuperação econômica da Inglaterra, França e Alemanha Ocidental. E esqueceste que os EUA derrotaram o Japão quase sozinhos, tiveram apenas uma pequena ajuda da Austrália e do Reino Unido. :wink:
« Última modificação: Setembro 01, 2007, 07:53:21 pm por André »

 

 

Portugal vende ilhas???

Iniciado por SANTACRUZ

Respostas: 17
Visualizações: 10903
Última mensagem Setembro 07, 2007, 09:02:23 am
por manuel liste