Leopard 2

  • 59 Respostas
  • 23280 Visualizações
*

fealcap

  • 132
  • +0/-0
Leopard 2
« em: Outubro 08, 2005, 07:44:00 pm »
De que país creéis que adquirirá Portugal los Leopard 2
El asunto pinta un poco negro primero se pensaba que serian Holandeses pero los Leopard 2 Holandeses es muy posible que se vendan a Chile.
En Alemania quedan para la venta 519 Leopard 2A4 con la adquisición ultima de Grecia no seria de extrañar que los Turcos comprasen toda la partida que les queda.
Otro país que en breve van a poner en venta 148 Leopard 2 será Suiza.

Un saludo
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #1 em: Outubro 08, 2005, 08:54:46 pm »
Conforme referido anteriormente, falou-se há uns meses atrás (ainda em 2004) que Portugal estava interessado em carros de combate holandeses, que iriam ficar disponíveis com o fim de uma das três brigadas mecanizadas da Holanda.

A brigada que vai desaparecer (até 2007) é a 41ª (Quadragésima Primeira Brigada). Isto segundo um relatório do governo da Holanda datado de 2004.

Inicialmente, quando se falou nessa questão, eu fiquei com algumas dúvidas sobre se seriam Leopard-IIA4 (como creio que chegou a ser referido neste fórum) ou Leopard-IIA5, dado não ter a certeza sobre se a Holanda já teria todos os Leopard-IIa6 operacionais.

Agora, pode-se dizer que o mais provável, é que Portugal tenha estado desde o inicio interessado na aquisição de carros Leopard-IIA6.

= = = =

Aliás isso faz todo o sentido.
Não havendo ameaças imediatas que justifiquem o investimento na aquisição de carros de combate pesados, a única razão para Portugal ter novos tanques, são as operações internacionais e a necesside de ter uma pequena unidade com capacidade moderna.

Portanto, ou Portugal muda para um carro de combate, que permita fazer o que faz falta (capacidade de projectar forças pesadas), ou então, não havendo necessidade imediata destes veículos, o melhor é não fazer nada e manter os M60A3.

Aliás, na altura, falou-se na aquisição de uma vintena (20) de Leopard-II (mais que provavelmente A6). Creio que vão ficar disponíveis certa de 70 unidades.

A única coisa que é certa, é que a modernização ou substituição dos M60A3, só se fará se valer a pena. Para mudar de M60A3TTS para Leopard-IIA4, vale mais ficar quieto, porque nós nunca enviariamos Leopar-IIA4 para operações internacionais.

Logo: As hipoteses estão todas em aberto, sabendo-se sempre que a aquisição de Leopard's Chalengers, Abrahams, ou outro tanque qualquer não é uma prioridade para Portugal. Portugal adquirirá novos blindados, quando a situação se proporcionar. Neste momento, as prioridades do exército são acima de tudo os VBR 8x8, e a criação do GALE (Grupo de Aviação Ligeira do Exército). Só depois, muito depois, o exército pensará na necessidade de substituir os M-60.

Cumprimentos
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1437
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Outubro 08, 2005, 11:21:46 pm »
Citar
A única coisa que é certa, é que a modernização ou substituição dos M60A3, só se fará se valer a pena. Para mudar de M60A3TTS para Leopard-IIA4, vale mais ficar quieto, porque nós nunca enviariamos Leopar-IIA4 para operações internacionais


Porquê ?

a) um Leo2A4 ainda é um tanque extremamente actual

b) ficaria certamente mais barato que um Leo2A6

c) poderia ser no futuro "upgradado" ao padrão A5/A6.


Deviam era ter vindo em meados/finais da década de 90, quando a Alemanha os andou a distribuir como prendas de Natal...
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

fealcap

  • 132
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Outubro 09, 2005, 12:11:11 pm »
En esta pagina aclara que las tres Brigadas Mecanizadas (43º, 13º, 41º) poseen el Leopard 2A6 fueron modernizados a partir de los A5 y no del A4.

http://www.sytzama.nl/sytleop6x.html

También aclara que Holanda ha exportado 166 Leopard 2NL(A4). 114 para Austria y 52 para Noruega.

Leopard 2A6NL

Un saludo
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #4 em: Outubro 10, 2005, 05:26:39 pm »
Citação de: "Spectral"
a) um Leo2A4 ainda é um tanque extremamente actual
É um facto que é um tanque actual, no entanto, tem uma peça que comparativamente com a do A6, lhe dá uma desvantagem clara.

Citação de: "Spectral"
b) ficaria certamente mais barato que um Leo2A6
Também é verdade, mas tanque tecnologicamente atrasado, por tanque tecnologicamente atrasado, o M-60A3, é ainda mais barato.


Citação de: "Spectral"
c) poderia ser no futuro "upgradado" ao padrão A5/A6.

Nesse caso, para que é que vamos gastar dinheiro agora, num carro de combate que só futuramente poderá ser modernizado de maneira a estar actual?

= = =

O problema é o clássico, discutido nos tópicos relativo ao desenho do exército.
Ou seja:
Para que servem as unidades blindadas do exército português?

A Holanda, é naturalmente um país mais rico que Portugal, mas é mais pequeno que o Alentejo, ou seja a Holanda é 1/3 de Portugal. Mesmo assim, a Holanda terá, depois do próximo emagrecimento, duas brigadas mecanizadas. Ou seja, a cobertura mecanizada da Holanda, relativamente ao território é seis vezes maior que a nossa.
Por outras palavras: A Holanda tem seis vezes mais tanques por Km quadrado que Portugal.

É dificil responder à pergunta "Para que servem os tanques da Brigada Mecanizada Independente".

Eu pessoalmente estou cada vez mais convencido de que não servem para nada. Não se encontra, no que diz respeito à defesa do território, uma táctica coerente e minimamente egficaz que se adapte à existência dessa unidade, perante uma ameaça às nossas fronteiras.

Se tivessemos duas Brigadas, nesse caso a coisa seria diferente, porque uma poderia apoiar a outra. Mas com apenas uma brigada mecanizada, a sua utilidade é muito pouca, no cenário de defesa do território.

Logo, não só não sabemos para que serve a BMI, como mesmo que a BMI estivesse equipada com armas mais poderosas, o problema se mantinha. A única possibilidade minimamente lógica, é ter um BMI com carros poderosos e rápidos, de forma a poderem movimentar-se em pequenos grupos, onde a superioridade da peça do Leopard-IIA6 pode ser utilizada.

Portanto, sendo a arma blindada, uma arma muito pouco prioritária, não faz sentido sequer fazer uma modernização, que na prática ía deixar tudo na mesma. A BMI, mesmo com tanques superiores aos M-60, continuará a ser uma unidade de segundo escalão, com carros relativamente ultrapassados e sem protecção anti-aérea moderna.

No entanto, mesmo no exército este tipo de opinião pode mudar. Tudo depende da sentença do momento e do dinheiro disponível.

Cumprimentos
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #5 em: Outubro 10, 2005, 07:55:27 pm »
PT

a BMI deve ser os 2 BImecs com PandursII apoiados pelo GCC com LeopardsII :wink:

alem disso deveria existir 6 unidades de caçadores (batalhões), que seriam as famosas teias de aranha para as forças IN

a BMI dava o golpe final !! ou os ultimos cartuchos 8)
 

*

NotePad

  • Perito
  • **
  • 565
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Outubro 10, 2005, 07:59:32 pm »
Na minha opinião 300 bradleys e 600 pandur2 e ja podiamos invadir a russia.  :roll:
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2452
  • Recebeu: 32 vez(es)
  • Enviou: 7 vez(es)
  • +22/-31
(sem assunto)
« Responder #7 em: Outubro 10, 2005, 08:05:12 pm »
com 1 GCC com ums 40/50 Leopards II
e 2 BIMecs com 120 PandursII

a BMI teria uma formidavel força de projecção, os Pandurs II a Frente e os LeopardsII em apoio quando necessario
isto tudo apoiado claro por artilharia,engenharia,defesa AA,etc...

3 Batalhões Caçadores no Norte e Centro
3 Batalhões Paras-Comandos para Intervenção Rapida e combate Urbano :idea:
 

*

fealcap

  • 132
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Outubro 10, 2005, 08:48:57 pm »
El Leopard 2A4 y Leopard 2A5 van armados con un cañón L/44 de 120/44 mm de 44 calibres el cañón mide 5280 mm y pesa 1190 Kg todo el conjunto pesa 3780 kg. En cambio el Leopard 2A6 porta un cañón L/55 de 120/55 mm de 55 calibres el cañón mide 6600 mm y pesa 1347 Kg todo el conjunto pesa 4160Kg. Esto significa que el cañón es 1320 mm mas largo que el L/44 dando mayor velocidad de salida al proyectil.

Un saludo
 

*

Gabriel

  • 2
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Outubro 17, 2005, 01:15:17 pm »
E pa nao os Leclerc? k na minha opiniao é o melhor tanque da actualidade.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5460
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1500/-3
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #10 em: Outubro 17, 2005, 11:40:00 pm »
O Leclerc tem algumas caracteristicas que o tornam interessante. No entanto o Leopard-II transformou-se na prática no tanque standard dos exércitos da Europa.

Assim de memória, utilizam o Leopard-II, a Alemanha, Holanda, Polonia, Espanha, Suécia, Austria, Suiça, a Grecia tem alguns encomendados, a Noruega considera/ou a possibilidade de adquirir alguns e a Turquia também os pretendia comprar.

Cumprimentos
 

*

fealcap

  • 132
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Outubro 18, 2005, 06:18:23 am »
Operators

* Austria, 114 Leopard 2NL(A4)
* Denmark, 51 Leopard 2 A5+
* Germany, 852 Leopard 2 (502 Leopard 2A4, 125 Leopard 2A5, 225 Leopard 2A6)
* The Netherlands, 180 Leopard 2A6NL
* Norway, 52 Leopard 2NL(A4)
* Switzerland, 380 Pz 87
* Sweden, 160 L2A4 as the Strv 121 and 120 L2A5+ as the Strv 122
* Spain, 108 L2A4 and 219 L2A6 as the Leopard 2E
* Finland, 124 Leopard 2A4
* Poland, 128 Leopard 2A4
* Greece, 183 Leopard 2A4 and 170 Leopard 2GR(HEL)

Todo lo escrito esta Aquí
Un saludo
 

*

fealcap

  • 132
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Outubro 18, 2005, 06:23:51 am »
Turquía parece ser que se van ha decidir por este

Un saludo
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2505
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-45
(sem assunto)
« Responder #13 em: Outubro 18, 2005, 11:48:28 pm »
Citação de: "papatango"
O Leclerc tem algumas caracteristicas que o tornam interessante. No entanto o Leopard-II transformou-se na prática no tanque standard dos exércitos da Europa.

Assim de memória, utilizam o Leopard-II, a Alemanha, Holanda, Polonia, Espanha, Suécia, Austria, Suiça, a Grecia tem alguns encomendados, a Noruega considera/ou a possibilidade de adquirir alguns e a Turquia também os pretendia comprar.

Cumprimentos


Caro papatango, julgo que a Dinamarca também tem Leopard-II.
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1177
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Outubro 19, 2005, 12:32:12 am »
Citação de: "JLRC"
Citação de: "papatango"
O Leclerc tem algumas caracteristicas que o tornam interessante. No entanto o Leopard-II transformou-se na prática no tanque standard dos exércitos da Europa.

Assim de memória, utilizam o Leopard-II, a Alemanha, Holanda, Polonia, Espanha, Suécia, Austria, Suiça, a Grecia tem alguns encomendados, a Noruega considera/ou a possibilidade de adquirir alguns e a Turquia também os pretendia comprar.

Cumprimentos

Caro papatango, julgo que a Dinamarca também tem Leopard-II.

Não são Leo 1?
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.