E, quanto a novas LFC para a Marinha ??

  • 126 Respostas
  • 9864 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 10235
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 1754 vez(es)
  • +1052/-1673
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #75 em: Novembro 22, 2020, 01:34:25 pm »
Deviam era investir em almirantes

"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Kalil

  • Perito
  • **
  • 393
  • Recebeu: 43 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +28/-8
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #76 em: Novembro 28, 2020, 12:08:14 am »
Pessoalmente, não acho o conceito do duplo uso na organização dos meios navais totalmente descabido, em particular na nossa reduzida dimensão. É uma narrativa que, seguindo a mera lógica, deveria até auxiliar na formação do orçamento para a Marinha, não o contrário.

Os piores exemplos de gestão têm surgido de dentro, e não das forças políticas externas à instituição militar. De uma forma ou de outra, é inevitável o definhar da armada. Os políticos parecem não confiar nas chefias, e estas continuam alheadas da situação real, ou não..

Cumprimentos
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4108
  • Recebeu: 991 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +211/-140
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #77 em: Novembro 28, 2020, 12:08:11 pm »
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4141
  • Recebeu: 354 vez(es)
  • Enviou: 312 vez(es)
  • +570/-454
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #78 em: Novembro 28, 2020, 12:13:09 pm »
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.

Para o duplo uso acontecer, precisava-mos de um LPD ou LHD, que fizesse desembarque de tropas e que fosse um navio hospital, necessitava-mos de corvetas armadas, (modualres), para fazer SAR e combate a pirataria/vigilância, fragatas modernas, com valor militar e SAR em alto mar (com produção nacional em consórcio).

Assim era duplo-uso !

Talent de rien fair
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mayo

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • Recebeu: 195 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +95/-89
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #79 em: Novembro 28, 2020, 01:51:01 pm »
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.

Isso do "duplo-uso" é uma treta e nem é o real problema da Marinha.
O problema é que a Marinha tem a Autoridade Marítima Nacional(que é um órgão de policia) e está a ver que cada vez mais a GNR está a ocupar esse espaço.

Só num país como o nosso é que temos duas forças de policia a fazerem conferencia uma a outra. O que se devia fazer era juntar a GNR e a AMN numa força única, mas depois para quem iam os tachos?
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Kalil

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 10235
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 1754 vez(es)
  • +1052/-1673
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1559
  • Recebeu: 347 vez(es)
  • Enviou: 1327 vez(es)
  • +232/-8
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #81 em: Dezembro 01, 2020, 12:04:57 pm »
Algo forçado comparar o subsídio de embarque de um marinheiro da Marinha com um inspector da PJ... muita preocupação com dinheiro e regalias e pouco com "capacidade" da MGP (exército, etc). Tenho visto isso mesmo em oficiais, começam a pensar demasiado como "funcionários públicos" e muitos nem querem saber se sindicatos das FA era mais um prego no caixão, desde que haja estruturas para fomentar regalias.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8618
  • Recebeu: 1059 vez(es)
  • Enviou: 1240 vez(es)
  • +150/-48
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #82 em: Dezembro 01, 2020, 05:20:24 pm »
Há aí cada uma nesse texto, queriam que os da PJ fizessem serviço ao navio? Está é top.

Indignanos que só quando chegaram ao navio para abordar é que os PJ fizeram alguma coisa, e revoltados  com a diferença de dinheiro? Loool

Ou é pessoal que diz mal só para dizer e ver se enganam alguém ou é gente que anda ali mas não percebe patavina.

Querem ganhar o que ganha um da PJ? Concorram.
« Última modificação: Dezembro 01, 2020, 05:20:50 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, HSMW

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3847
  • Recebeu: 2092 vez(es)
  • Enviou: 3970 vez(es)
  • +2045/-116
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #83 em: Dezembro 02, 2020, 12:21:38 am »
Estás a referir-te a praças altamente qualificados e com responsabilidades, potencialmente mais importantes que as de um inspector da PJ — e não fazer confusão que estes inspectores têm o seu lugar na sociedade e são fundamentais para o seu funcionamento.

O que estes comentários revelam é: 1) o Estado e o país estão-se marimbado para os militares em geral (recordam-se quando as remunerações dos militares estavam ao mesmo nível dos diplomatas e dos magistrados?) e 2) que os oficiais, que deviam almejar a algo mais alto quando fazem as suas reivindicações, limitam-se a falar do mesmo que estes praças, apesar de gozarem de um estatuto de privilégio inigualável no seio das FFAA.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8618
  • Recebeu: 1059 vez(es)
  • Enviou: 1240 vez(es)
  • +150/-48
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #84 em: Dezembro 02, 2020, 11:14:02 am »
Sempre ouvi dizer, não se pode tratar igual o que é diferente, nem se pode tratar diferente o que é igual.

Por isso é que os militares independentemente do ramo têm o mesmo ordenado base no mesmo posto.

Os militares ganham mal, concordo, deviam ser aumentados, e os subsídios também, mas não têm que ser iguais a quem é diferente.

A PJ não tem nada a ver com militares, é um organismo civil dentro do ministério da Justiça, a nível de tabelas de salário, e outros extras têm os valores deles.

Quando ganha um inspector do SEF nas missões Frontex? Se calhar também é um valor diferente dos militares, e possivelmente também diferente da PJ, e eles podiam achar que deviam ganhar igual à PJ.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7552
  • Recebeu: 3262 vez(es)
  • Enviou: 1804 vez(es)
  • +2035/-147
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #85 em: Dezembro 02, 2020, 11:16:53 am »
Deviam era investir em almirantes



ESTE SIM, DEVERIA SER O RÀCIO DE OFICIAIS GENERAIS NAS FFAA !!!!

Abraços
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 7250
  • Recebeu: 639 vez(es)
  • Enviou: 255 vez(es)
  • +638/-3
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #86 em: Dezembro 02, 2020, 11:44:06 am »
Deviam era investir em almirantes



ESTE SIM, DEVERIA SER O RÀCIO DE OFICIAIS GENERAIS NAS FFAA !!!!

Como é que o Exército "sobrevivia" com  "apenas" 12/13 Generais? A Armada com 8 Almirantes? A Força Aérea com 6 Generais?  :mrgreen:

Quem comandaria os nossos 3 Corpos de Exército e 10 Divisões Panzer?  ;D c56x1

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7552
  • Recebeu: 3262 vez(es)
  • Enviou: 1804 vez(es)
  • +2035/-147
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #87 em: Dezembro 07, 2020, 05:30:06 pm »
Desarmado por desarmado........


Abraços
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 10235
  • Recebeu: 1251 vez(es)
  • Enviou: 1754 vez(es)
  • +1052/-1673
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #88 em: Dezembro 15, 2020, 10:12:11 am »
E uns iates destes para a GNR?  :mrgreen:



Intermarine Launches New SAR Patrol Boat For Italian Coast Guard

Italian shipbuilder Intermarine launched the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy

Naval News Staff  14 Dec 2020

Intermarine press release

La Spezia, 14 December 2020 – The launch ceremony of the CP420 “Natale De Grazia”, the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy, was held at the port of Messina, Sicily. The vessel was commissioned from Intermarine S.p.A., a subsidiary of the Immsi S.p.A. industrial group (IMS.MI), by the General Command of the Port Captaincies – Coast Guard.

The launch ceremony was held on December 12, an indelible date in the memory of the men and women of the Italian Coast Guard, marking the premature death of Captain Natale De Grazia, the officer whose life was a testimony of humanity and courage and whose love of legality and the sea is still remembered, 25 years later, in the hearts of the community and the authorities.

Today, the new vessel of the Coast Guard, the CP420 “Natale De Grazia”, which will expand the operating capabilities of the corps’ fleet, was named for him in memory of his personal and professional commitment to the defence of the environment.

The launch ceremony and presentation took place in the presence of the General Commander of the Corps of the Port Captaincies, Coast Guard Admiral Head Inspector Giovanni Pettorino, the Chairman of Intermarine, Antonino Parisi, the CEO of Intermarine, Livio Corghi, the management of the company and Mrs Anna Vespia, Captain De Grazia’s widow, who christened the boat.

The choice of 12 December, at the express wish of the General Command, is a tribute to the memory of the Coast Guard officer, a valiant representative of our institutions, decorated with the Navy’s gold medal for merit, who fell in the line of duty; the circumstances of his death, during his investigation, for the Reggio Calabria prosecutor, into the trafficking of radioactive waste on merchant ships in the Mediterranean, are still unclear.

The CP 420 is the first patrol boat in a new class of vessels named Angeli del Mare – Angels of the Sea – dedicated to those who worked at sea with generosity and sacrifice. Vessels designed and developed to perform the vital task assigned to the Coast Guard by history and by law: sea search and rescue, a mission that the new boat is able to perform even in the most testing meteorological and marine conditions.

A product of excellence from Italy’s shipbuilding industry and a proud example of the country’s maritime capabilities, this new type of self-righting boat was designed by the Intermarine research centre using world-leading technologies. Itis one of the world’s largest Search and Rescue vessels, as well as the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy. With its 10-strong crew, the CP 420 leads the way in naval technology, with state-of-the-art propulsion and communication instruments; a boat with an advanced command and control system, which guarantees greater autonomy, greater receptive capabilities and better logistics for the crew, for the rescue of people adrift in the sea and on-board during rescue operations involving large numbers of people.

The vessel, built in a light alloy at the Intermarine shipyard in Messina, is 33.6 metres LOA with a beam of 8.15 metres. The hull has a deep-V structure; its distinguishing characteristics, in addition to fast speeds, include excellent manoeuvrability at both high and low speeds, even in Beaufort scale gale force 9 and Stanag scale sea force 6 conditions.

Tenax pro maris salute is the boat’s official motto, using the authoritativeness of Latin to express the significance of De Grazia’s work: “I fought tenaciously for the marine environment”.

This in essence is the Captain’s legacy to the new generations and above all to everyone who wears the uniform and provides an invaluable service for the community.

On completion of the conformity check and the period during which the crew will familiarise themselves with the vessel, the administrative handover will be complete and the boat will be able to hoist the Italian Tricolore flag, which has been entrusted to the Captain designate, Lieutenant Commander Massimiliano Quinto.

“The CP 420 “Natale De Grazia” is a boat that, together with its crew, intends to demonstrate the values, the generosity and the passion of the Captain whose name it proudly bears,” said Admiral Pettorino.

With this innovative new product, Intermarine has further extended its production range. In the military sector, Intermarine has developed solid experience and knowhow in the design and construction of non-conventional vessels with high-precision operating requirements, and has established an excellent international reputation as a supplier to the world’s most prestigious navies of technologically sophisticated boats such as minesweepers, of which it is one of the leading world designers, builders and outfitters. Intermarine has already built 44 minehunters, in 9 different configurations, for the navies of 8 countries, including the USA, Finland, Australia and Italy. Other boats built by Intermarine in the military sector include patrol boats in aluminium and composite material for search and rescue operations, notably high-speed multipurpose boats (UNPAV), versatile and modern vessels that are also used to control maritime traffic and ensure security where there is a threat of asymmetric warfare.

https://www.navalnews.com/naval-news/2020/12/intermarine-launches-new-sar-patrol-boat-for-italian-coast-guard/
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

zawevo

  • Perito
  • **
  • 313
  • Recebeu: 154 vez(es)
  • Enviou: 10 vez(es)
  • +41/-628
Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
« Responder #89 em: Janeiro 05, 2021, 07:11:52 pm »

E na Marinha 0 construções

Roll Out e lançamento da nova embarcação da Unidade de Controlo Costeiro da GNR, o Bojador, nos estaleiros da Damen em Singapura.

https://www.facebook.com/Strob.pt/videos/1033961030420025