ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Marinha Portuguesa => Tópico iniciado por: tenente em Novembro 16, 2020, 08:16:38 am

Título: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 16, 2020, 08:16:38 am
Cá temos a primeira LFC, mas da GNR, para quando as novas LFC para a Marinha ?

GNR compra megalancha e deixa Marinha em estado de sítio

Oito milhões e 400 mil euros custou a Bojador à GNR e é a maior lancha alguma vez comprada por esta polícia. A decisão está a provocar controvérsia junto à Marinha que critica a duplicação de meios.

A GNR comprou à Holanda uma megalancha de 35 metros para fiscalização e prevenção criminal em alto mar. Custou 8 485 770 euros e é a primeira de um lote de quatro, financiada a 75% por fundos europeus. A empresa holandesa foi escolhida no âmbito de um concurso público internacional.

Esta nova lancha é de maior dimensão do que qualquer lanchas de fiscalização rápida da Marinha - das quais, aliás, só estão operacionais quatro das nove existentes, por falta de verbas para a manutenção.

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/16-nov-2020/gnr-compra-megalancha-e-deixa-marinha-em-estado-de-sitio-13033775.html

O inicio da constituição de uma Guarda Costeira, por alguns foristas já aqui aflorado, aproxima-se a todo o vapor. Será que as três classes de Navios de patrulha da Marinha, vão permanecer na Frota ???

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 16, 2020, 08:52:20 am
A pobre da marinheca, ou desautoridade naval, não sabe concorrer a fundos comunitários e depois dá nisto. Gostei da opinião do CMG Silva Paulo que, logicamente, é coincidente com muitas opiniões que pairam por aqui. Já da boca dos senhores almirantes só parece sair esterco, para variar.

Citar
Outra opinião tem o capitão de mar e guerra Silva Paulo, doutorado em Políticas Públicas, com uma tese sobre a Autoridade Marítima.

Sublinha que "esta guerra da Armada com a GNR assenta numa lógica da organização dos serviços públicos, segundo a qual cada serviço se ocupa de um setor e resiste a qualquer iniciativa que ponha em causa esse monopólio".

Frisa que "há, pelos menos, 25 anos, desde a criação da Polícia Marítima, que a Armada se sente acossada nos seus poderes do mar que, para ela, são inalienáveis. Não quer qualquer concorrência".

A razão principal para esta atitude da Marinha, apontada por este oficial superior, também engenheiro naval, é que "se pode ficar a saber cada vez mais as ineficiências na sua gestão". Uma segunda razão, que acrescentou, é a perda de benefícios de que os militares da Armada usufruem, há quase dois séculos.

Reconhece como "bom exemplo o "duplo uso" dos meios militares, nas operações conjuntas da Marinha de apoio à Polícia Judiciária (PJ) em alto-mar (combate ao tráfico de droga) e ao SEF (imigração ilegal e tráfico de seres humanos), ou aos inspetores das pescas", mas lamenta que o mesmo não aconteça com a Polícia Marítima e com a GNR, que "a Marinha vê como ameaça ao seu poder".

Silva Paulo considera por isso "legítimo e justo" que a GNR adquira estas novas lanchas. "A Marinha pode dizer que tem meios disponíveis para essas missões, mas o que prevalece é a lei e o Estado de direito democrático. Não é por ter mais meios. Só se os disponibilizar, com os oficiais da GNR ou os agentes da PM a liderarem sempre as operações. Mas muitos oficiais da Armada rejeitam este modelo, porque não gostam de ser uma espécie de táxi da GNR e da PM."

Sublinha que "os militares são treinados para combater inimigos. Não são treinados, como os polícias, para defender o cumprimento da lei e os direitos dos cidadãos. A lógica do militar moderno é o míssil, não é a persuasão. As pessoas têm que olhar os militares e ter em conta que a sua doutrina é para a guerra.

Sobre uma potencial maior despesa para o Estado devido à "duplicação de meios", este oficial da Armada na reforma nega que haja "fundamento teórico ou empírico para haver custos acrescidos, e entende que a solução seria "a Marinha transferir todos os seus meios, adequados a estas ações policiais, para a GNR e para a PM".

Advoga que "cada entidade deve ficar com os recursos para cumprir as suas missões, de acordo com a lei - a defesa militar, para a Marinha; a fiscalização e a investigação criminal para as forças se de segurança".

O ideal, conclui, "seria a criação de uma Guarda Costeira ou Guarda Marítima, fundindo a Unidade de Controlo Costeiro da GNR com a Polícia Marítima, juntando todos os meios de ação marítima disponíveis destas forças e não militares da Marinha".
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: nelson38899 em Novembro 16, 2020, 09:44:27 am
Eu fechava a marinha, por incompetência dos almirantes, que só sabem olhar para o umbigo deles.

E diria mais,  continuem assim, que os zebros estarão à espera do comando deles, incompetentes!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: LM em Novembro 16, 2020, 09:59:31 am
Para mim a Marinha é dos patrulhas (inclusive) para cima... se o que ela faz com as lanchas e PM se for feito pela GNR é algo que não me preocupa muito, SE os navios acima de 45m funcionarem bem.

Estranho é ser a formação ser apenas das Guardia Civil (Espanha) e a Guarda di Finanza (Itália).

A  "megalancha" de 35 metros é um "Coastal Patrol Boat" ou é o "Coastal Patrol Vessel"?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 16, 2020, 10:10:46 am
Penso que um "vessel" seja maior que um "boat".

Em português seria navio e barco/lancha...?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 16, 2020, 10:17:27 am
Para mim a Marinha é dos patrulhas (inclusive) para cima... o que ela faz com as lanchas e PM se for feito pela GNR é algo que não me preocupa muito, SE os navios acima de 45m funcionarem bem.

Estranho é ser a formação ser apenas das Guardia Civil (Espanha) e a Guarda di Finanza (Itália).

A  "megalancha" de 35 metros é um "Coastal Patrol Boat" ou é o "Coastal Patrol Vessel"?

É Vessel, o termo boat refere-se a Lancha.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 16, 2020, 10:27:44 am
Pelo que investiguei na página da DAMEN, trata-se de um Stan Patrol 3007, penso que não terá 35 mas 30,5 metros e cerca de 120 Tons de deslocamento, ou de uma FCS 3307 com 33 metros e um pouco mais de deslocamento, 170 Tons.

https://products.damen.com/-/media/Products/Images/Clusters-groups/High-Speed-Crafts/Stan-Patrol-Vessel/Stan-Patrol-3007/Documents/Product_Sheet_Damen_Stan_Patrol_3007_Standard.pdf

https://products.damen.com/-/media/Products/Images/Clusters-groups/High-Speed-Crafts/Fast-Crew-Supplier/FCS-3307-Security/Documents/product_sheet_fast_crew_supplier_3307_patrol_standard.pdf



Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 16, 2020, 10:31:48 am
Pelo que investiguei na página da DAMEN, trata-se de um Stan Patrol 3007, penso que não terá 35 mas 30,5 metros e cerca de 120 Tons de deslocamento.

Abraços

Pela imagem, e pelo barulho que se faz pensava que era um destroyer :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 16, 2020, 10:49:48 am
Sabia se que a GNR andava à procura destes navios e inclusive que estão a preparar uma lei que lhes permita operar até 200 milhas náuticas da costa. Portento, este é um de vários...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://external.flis5-1.fna.fbcdn.net/safe_image.php?d=AQAhBjR2bYTIab7G&w=500&h=261&url=https%3A%2F%2Fstatic.globalnoticias.pt%2Fdn%2Fimage.aspx%3Fbrand%3DDN%26type%3Dgenerate%26guid%3Dfca03279-6617-4eaa-9139-272a54f64f85%26w%3D800%26h%3D420%26watermark%3Dtrue%26t%3D20201116001400&cfs=1&ext=jpg&_nc_cb=1&_nc_hash=AQCO7zbtL8M9hbcZ)

Cumprimentos

P.S. Curioso quando se encontra um tripulante de Marinha num evento da mais nova e se trocam informações. Pasme se o estado dos Tejo devido ao facto de os "iluminados" terem colocado litros às carradas nos tanques de lastro sem fortalecer a fibra...  ::) ::)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: guadiana em Novembro 16, 2020, 11:53:38 am
É o Damen FCS 3307 Patrol.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 16, 2020, 11:55:38 am
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Para os NPOs não houve disso, nem para as LFC anteriormente planeadas (até virem os Tejo). Mas esta é a deixa para a Marinha deixar de querer "fazer tudo", e focar-se verdadeiramente na sua capacidade militar. Se a verba da Marinha não chega para tudo (nem para manter lanchas rápidas, de tão absurdo que é), então mais vale abdicar desta vertente e reencaminhar as verbas e os marinheiros para onde são necessários. Tanta valência que faz falta e não existe, desde a capacidade de desembarque dos Fuzos a Draga-minas, e não vejo ninguém tão preocupado com isso.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 16, 2020, 12:09:46 pm
Agora a Marinha está a sentir o que os Bombeiros sentiram à anos com a criação dos GIPS quando já tinham a FEB a funcionar.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 16, 2020, 12:16:12 pm
É o Damen FCS 3307 Patrol.

https://products.damen.com/-/media/Products/Images/Clusters-groups/High-Speed-Crafts/Fast-Crew-Supplier/FCS-3307-Security/Documents/product_sheet_fast_crew_supplier_3307_patrol_standard.pdf

só tem 170 tons de deslocamento praticamente duas Argos/Centauro.
Obrigado pela confirmação, era uma das duas hipoteses que postei mais atrás.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: LM em Novembro 16, 2020, 12:25:38 pm
Ou seja, é um "Fast Crew Supplier" e não um "Patrol Vessel"...?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 16, 2020, 12:38:00 pm
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Para os NPOs não houve disso, nem para as LFC anteriormente planeadas (até virem os Tejo). Mas esta é a deixa para a Marinha deixar de querer "fazer tudo", e focar-se verdadeiramente na sua capacidade militar. Se a verba da Marinha não chega para tudo (nem para manter lanchas rápidas, de tão absurdo que é), então mais vale abdicar desta vertente e reencaminhar as verbas e os marinheiros para onde são necessários. Tanta valência que faz falta e não existe, desde a capacidade de desembarque dos Fuzos a Draga-minas, e não vejo ninguém tão preocupado com isso.

Pelo que percebi do artigo o financiamento era para forças de segurança, pressuponho que forças militares não poderiam concorrer a esses fundos.

Penso que a Marinha sempre teve o comportamento errado nisto, de defender a quinta, imaginem se a FAP dissesse, o ar é só para nós, mais ninguém do governo pode voar.
A FAP nunca pôs entraves e até ajudou, uns mais outros menos, a Marinha, o exército, a ter aviação, e não me lembro de algum problema quando a ANPC teve os seus helis.

E em relação ao duplo uso, que duplo uso tem uma LFC? Dá para uso militar ou só civil? O duplo uso devia ser equipamentos militares capazes de uso civil.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 16, 2020, 12:53:39 pm
P.S. Curioso quando se encontra um tripulante de Marinha num evento da mais nova e se trocam informações. Pasme se o estado dos Tejo devido ao facto de os "iluminados" terem colocado litros às carradas nos tanques de lastro sem fortalecer a fibra...  ::) ::)

A GNR podia dar uma ajuda.  :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: guadiana em Novembro 16, 2020, 01:11:49 pm
Penso que é uma configuração pedida pela GNR,  baseada no FAST CREW SUPPLIER 3307 e un pouco do FCS 3307 Patrol!!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 16, 2020, 01:38:04 pm
Mas esta é a deixa para a Marinha deixar de querer "fazer tudo", e focar-se verdadeiramente na sua capacidade militar. Se a verba da Marinha não chega para tudo (nem para manter lanchas rápidas, de tão absurdo que é), então mais vale abdicar desta vertente e reencaminhar as verbas e os marinheiros para onde são necessários. Tanta valência que faz falta e não existe, desde a capacidade de desembarque dos Fuzos a Draga-minas, e não vejo ninguém tão preocupado com isso.

Tinha-me esquecido de comentar esta parte, claro que concordo.

Acho que o problema para as chefias da Marinha, é que menos navios também significa menos comandantes de navio, deve ser mais fácil arranjar lugar para generais/almirantes (basta inventar um gabinete no Estado-Maior), que para comandantes (estes tem obrigatoriamente que passar um tempo a comandar um meio naval), ou então os comandantes passam a fazer só alguns meses de comando para dar para todos, mas, claro que isso é perigoso para a segurança pois a experiência passa a ser pouca.

Talvez isto force a Marinha a apostar nos tais meios militares em falta referidos.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 16, 2020, 01:45:09 pm
P.S. Curioso quando se encontra um tripulante de Marinha num evento da mais nova e se trocam informações. Pasme se o estado dos Tejo devido ao facto de os "iluminados" terem colocado litros às carradas nos tanques de lastro sem fortalecer a fibra...  ::) ::)

A GNR podia dar uma ajuda.  :mrgreen:

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/p180x540/125543659_3451769004903266_4740384265364953739_o.jpg?_nc_cat=103&ccb=2&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=argTck1gbOQAX_8eNqD&_nc_oc=AQkv43QZrOKMeTJhg2y4pY1QECQknp3vX0ccQF2aRktwBhzWJPUI0uoi7HiHDBldSE4&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&tp=6&oh=c22d663e59041a7634853969f10667f2&oe=5FD88A6D)

Cumprimentos  :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Novembro 16, 2020, 03:12:57 pm
(https://i.ibb.co/41c4FCX/Screenshot-20201116-140401-2.png)
(https://i.ibb.co/nnPV39w/Screenshot-20201116-095958-2.png)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Vicente de Lisboa em Novembro 16, 2020, 03:29:47 pm
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Chegou a existir financiamento UE a 100% para barcos de controlo de pescas. Se a memória não me falha, o Portas queria que isso pagasse os NPOs.
Não funcionou.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Viajante em Novembro 16, 2020, 03:30:11 pm
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Para os NPOs não houve disso, nem para as LFC anteriormente planeadas (até virem os Tejo). Mas esta é a deixa para a Marinha deixar de querer "fazer tudo", e focar-se verdadeiramente na sua capacidade militar. Se a verba da Marinha não chega para tudo (nem para manter lanchas rápidas, de tão absurdo que é), então mais vale abdicar desta vertente e reencaminhar as verbas e os marinheiros para onde são necessários. Tanta valência que faz falta e não existe, desde a capacidade de desembarque dos Fuzos a Draga-minas, e não vejo ninguém tão preocupado com isso.

Pelo que percebi do artigo o financiamento era para forças de segurança, pressuponho que forças militares não poderiam concorrer a esses fundos.

Penso que a Marinha sempre teve o comportamento errado nisto, de defender a quinta, imaginem se a FAP dissesse, o ar é só para nós, mais ninguém do governo pode voar.
A FAP nunca pôs entraves e até ajudou, uns mais outros menos, a Marinha, o exército, a ter aviação, e não me lembro de algum problema quando a ANPC teve os seus helis.

E em relação ao duplo uso, que duplo uso tem uma LFC? Dá para uso militar ou só civil? O duplo uso devia ser equipamentos militares capazes de uso civil.

Essa medida em concreto. Mas há financiamento disponível para a defesa de cada país: https://ec.europa.eu/commission/presscorner/detail/pl/memo_17_1476
https://en.wikipedia.org/wiki/European_Defence_Fund

É só necessário falar com o MDN e fazerem as candidaturas ao financiamento da UE. Dinheiro há e muito disponível e teria um efeito multiplicador crucial, independentemente do co-financiamento da UE ser de 50% ou 90%! Os únicos requisitos é seguirem as regras da contratação pública!

Mas supondo que o financiamento seria de 75% (perfeitamente normal nos fundos comunitários, o sector industrial tem por exemplo taxas de 50 a 75%, depende de muitos factores como a localização, PIB da região, etc), é totalmente diferente investir 100 milhões do meu parco orçamento anual (que é atingido por cativações e rendas.....) ou investir os mesmos 100 + 300 milhões doados da UE.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Viajante em Novembro 16, 2020, 03:34:09 pm
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Chegou a existir financiamento UE a 100% para barcos de controlo de pescas. Se a memória não me falha, o Portas queria que isso pagasse os NPOs.
Não funcionou.

100% não acredito muito que a UE aceitasse (o saneamento básico do país foi financiado a 92,5%), mas 75% é perfeitamente viável!!!!!!!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 16, 2020, 03:36:05 pm
Ou seja, é um "Fast Crew Supplier" e não um "Patrol Vessel"...?

A configuração Fast Crew Supplier é para transporte de equipas de plataformas de gás e petróleo — civil, portanto. Presume-se que o navio da GNR venha em configuração de patrulha.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 16, 2020, 03:42:48 pm
Não esquecer que os dois Merlin SIFICAP foram adquiridos com comparticipação comunitária e daí serem os únicos Merlin que são propriedade da FAP.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Vicente de Lisboa em Novembro 16, 2020, 03:44:39 pm
Estou pasmado com o financiamento em 75% da UE.  :o
Chegou a existir financiamento UE a 100% para barcos de controlo de pescas. Se a memória não me falha, o Portas queria que isso pagasse os NPOs.
Não funcionou.

100% não acredito muito que a UE aceitasse (o saneamento básico do país foi financiado a 92,5%), mas 75% é perfeitamente viável!!!!!!!
Estou a falar de fundos especiais de há uns 20 anos. Admito que pudesse ser ligeiramente menos - a memória não dá para tudo e há coisas que já nem na internet se encontram, especialmente quando depois destes já correram mais N fundos relacionados com as pescas. A questão é que os fundos existiam, e se a Marinha soubesse (ou estivesse disposta) a usar essas possibilidades, não precisava de ficar tão chocada quando a GNR o faz.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 16, 2020, 04:15:00 pm
P.S. Curioso quando se encontra um tripulante de Marinha num evento da mais nova e se trocam informações. Pasme se o estado dos Tejo devido ao facto de os "iluminados" terem colocado litros às carradas nos tanques de lastro sem fortalecer a fibra...  ::) ::)

A GNR podia dar uma ajuda.  :mrgreen:

 :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/p180x540/125543659_3451769004903266_4740384265364953739_o.jpg?_nc_cat=103&ccb=2&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=argTck1gbOQAX_8eNqD&_nc_oc=AQkv43QZrOKMeTJhg2y4pY1QECQknp3vX0ccQF2aRktwBhzWJPUI0uoi7HiHDBldSE4&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&tp=6&oh=c22d663e59041a7634853969f10667f2&oe=5FD88A6D)

Cumprimentos  :mrgreen: :mrgreen:

olha que os quatro upholder estiveram quase a vir para cá e uns anos antes do canadá os ter adquirido.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 16, 2020, 04:57:47 pm
Pelo que percebi do artigo o financiamento era para forças de segurança, pressuponho que forças militares não poderiam concorrer a esses fundos.

Penso que a Marinha sempre teve o comportamento errado nisto, de defender a quinta, imaginem se a FAP dissesse, o ar é só para nós, mais ninguém do governo pode voar.
A FAP nunca pôs entraves e até ajudou, uns mais outros menos, a Marinha, o exército, a ter aviação, e não me lembro de algum problema quando a ANPC teve os seus helis.

E em relação ao duplo uso, que duplo uso tem uma LFC? Dá para uso militar ou só civil? O duplo uso devia ser equipamentos militares capazes de uso civil.

Se for esse o caso, o financiamento ser específico para forças de segurança, facilmente se constata que fica mais barato ter as lanchas numa GNR/"Guarda Costeira" do que na Marinha. Se o Estado paga 75% menos pelos navios para a GNR do que pagaria para a Marinha, então foi a escolha acertada, e não deviam ser 4, deviam ser 10 (aproveitando o financiamento), assim encostavam-se os Centauro/Argos e a Marinha tinha menos uma preocupação. Mas não, com uma Marinha cheia de problemas, vão estar preocupados com as quintinhas.

Já agora, atenção que o termo LFC está a ser erradamente usado, de certa forma, já que para a Marinha, LFC, eram aquelas Lanchas de 50 metros (para ser construídas em Viana) que iam substituir os Cacine, e não as lanchas rápidas Centauro/Argos.

Tinha-me esquecido de comentar esta parte, claro que concordo.

Acho que o problema para as chefias da Marinha, é que menos navios também significa menos comandantes de navio, deve ser mais fácil arranjar lugar para generais/almirantes (basta inventar um gabinete no Estado-Maior), que para comandantes (estes tem obrigatoriamente que passar um tempo a comandar um meio naval), ou então os comandantes passam a fazer só alguns meses de comando para dar para todos, mas, claro que isso é perigoso para a segurança pois a experiência passa a ser pouca.

Talvez isto force a Marinha a apostar nos tais meios militares em falta referidos.

Se a questão for o número de embarcações para comandar, não seja por isso! Entre comprar um terceiro submarino, 3/4 Draga-minas, 1 AOR, passar de 5 para 6 fragatas, em vez de 1 LPD  ter 2 LST100 (também da Damen como a lancha da notícia  :mrgreen:), navios hidrográficos... constatava-se que não faltariam navios para comandar, e muito mais complexos que meras lanchas ribeirinhas.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: oi661114 em Novembro 16, 2020, 07:01:15 pm
Mais um jogada do governo, assim têm uma "marinha" sobre o seu controle directo, ao contrário da Armada que depende do PR.

 ::)

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 16, 2020, 07:43:17 pm
Mais um jogada do governo, assim têm uma "marinha" sobre o seu controle directo, ao contrário da Armada que depende do PR.

 ::)

Isso do "Comandante Supremo das Forças Armadas" (al. a) do art.º 134.º , da CRP) é mais lenga-lenga constitucional. O controlo político efetivo das Forças Armadas é feito pelo Ministério da Defesa Nacional (al. d) do art.º 199.º, idem). O PR limita-se a confirmar as chefias indicadas pelo Governo (al. p) do art.º 133.º, idem); para a declaração de guerra e a realização da paz depende do Governo e, sobretudo, da AR (al c.) do art.º 135.º, idem); de salientar que o CSDN é meramente consultivo e que o exercício da sua presidência por parte do PR não acarreta especiais poderes (art.º 274.º, idem).
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Novembro 16, 2020, 08:51:19 pm
https://www.facebook.com/250287988402261/posts/3497030023728025/
::)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 16, 2020, 10:01:46 pm
A GNR que fique com as lanchas fiscalização todas, e a Marinha com os navios de guerra. Nada mais simples.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 17, 2020, 01:03:15 am
Continuo a achar que uma GC faria mais sentido, fundindo tudo o que é Autoridade Marítima (PM, faróis, capitanias, ISN) com a UCC. Ficava uma espécie de GNR marítima, o que até teria a vantagem acrescida de diminuir o “poder excessivo” que a Guarda dispõe actualmente.

Como já tinha sugerido anteriormente, o estatuto do novo corpo militar seria semelhante ao da GNR e os oficiais da GC seriam formados na Academia Naval, à semelhança do que acontece com os oficiais da GNR na AM.

O novo corpo militar assumiria controlo e coordenação sobre toda a SRR portuguesa, contando com os seus próprios meios, bem como os meios necessários dos Ramos. No futuro, os helis SAR deveriam passar para a GC, relegando a FAP para a sua missão primária que é, obviamente, de carácter puramente militar.

Nada disto impede que os Ramos prestem o devido apoio às FS quando necessário. Aliás, já é tempo de esquecer o passado revolucionário e voltar a ter o EP nas ruas a prestar apoio armado às FS — devidamente enquadrado por estas, como é óbvio.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 17, 2020, 08:43:49 am
Completamente de acordo, NVF ! ;)

Para mim o mais moroso, seria a aquisição dos meios navais, que uma organização deste genero envolve, mais pelo numero do que por outro motivo.

Numa primeira fase os meios de patrulha costeira, e até os poucos NPO que a Marinha possui teriam que ser transferidos para a GC.
Além destes meios, para termos um patrulhamento adequado, o numero de Navios teria que crescer substancialmente.
A frota teria que ser composta por nada menos que uma dezena de NPO, aqui sim estou de acordo que a classe VdG, ou como lhe quissessem chamar, fosse composta por esse numero de navios, mas navios já com a capacidade de ter um heli orgânico.

Além dos NPO, teriam de estar no activo pelo menos duas classes de patrulhas costeiros.
Uma dessas classes teria de possuir deslocamento e autonomia suficientes para operar nos arquipélagos, semelhantes ao modelo agora adquirido pela GNR, pois as suas 170 Tons de deslocamento e autonomia, já lhe permitem tal tipo de missão, ou melhor ainda apostar na construção Naval Nacional e no modelo L490 do AA, para essa missão.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/HCkM5Q.jpg) (https://imageshack.com/i/pmHCkM5Qj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/7Cp6JQ.jpg) (https://imageshack.com/i/pn7Cp6JQj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/nO6Au4.jpg) (https://imageshack.com/i/ponO6Au4j)

http://www.arsenal-alfeite.pt/index.php?id=171

Uma outra classe de LFC's, semelhantes em deslocamento e autonomia, ás actuais da marinha, seria suficiente para as zonas mais costeiras do Continente.

A brincar, só em meios Navais estamos a falar de mais ou menos uns trinta navios, se abordássemos os meios aéreos fácilmente chegavamos a um numero nunca inferior a uma dúzia de helis, entre médios e pesados, para mais e não para menos.

Quanto aos pilotos, claro que seriam formados na AFA.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 17, 2020, 09:06:30 am
https://www.facebook.com/250287988402261/posts/3497030023728025/
::)

o futuro a espreitar.....a GNR ainda vai ter uma bela de uma frota de patrulhas, oceânicos, com helis orgãnicos e por ai fora.... ;)

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 17, 2020, 10:39:40 am
https://www.facebook.com/250287988402261/posts/3497030023728025/
::)

o futuro a espreitar.....a GNR ainda vai ter uma bela de uma frota de patrulhas, oceânicos, com helis orgãnicos e por ai fora.... ;)

Abraços

E metade encostado...aprenderam com a Marinha.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Novembro 17, 2020, 10:39:54 am
(https://i.ibb.co/cgsVMwc/FB-IMG-16056077476133535.jpg)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 17, 2020, 11:06:10 am
Continuo a achar que uma GC faria mais sentido, fundindo tudo o que é Autoridade Marítima (PM, faróis, capitanias, ISN) com a UCC. Ficava uma espécie de GNR marítima, o que até teria a vantagem acrescida de diminuir o “poder excessivo” que a Guarda dispõe actualmente.

Como já tinha sugerido anteriormente, o estatuto do novo corpo militar seria semelhante ao da GNR e os oficiais da GC seriam formados na Academia Naval, à semelhança do que acontece com os oficiais da GNR na AM.

O novo corpo militar assumiria controlo e coordenação sobre toda a SRR portuguesa, contando com os seus próprios meios, bem como os meios necessários dos Ramos. No futuro, os helis SAR deveriam passar para a GC, relegando a FAP para a sua missão primária que é, obviamente, de carácter puramente militar.

Nada disto impede que os Ramos prestem o devido apoio às FS quando necessário. Aliás, já é tempo de esquecer o passado revolucionário e voltar a ter o EP nas ruas a prestar apoio armado às FS — devidamente enquadrado por estas, como é óbvio.

Concordo com essa ideia, quase de certeza que já se tinha comentado isso no Forum.

Uma outra ideia minha mais "radical" é a seguinte, para não se criar mais entidades, passar tudo para a UCC.
Mas para a GNR não ficar demasiado poderosa em relação às FA e à PSP, propunha dominuir a GNR noutra capacidade, passava todo o policiamento de proximidade para a PSP, cortava-se os 20 comandos distritais e regionais da GNR que existem em duplicado com a PSP, a GNR podia continuar com as auto-estradas, unidades de reserva, etc.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Viajante em Novembro 17, 2020, 11:19:11 am
Mas para a GNR não ficar demasiado poderosa em relação às FA e à PSP, propunha dominuir a GNR noutra capacidade, passava todo o policiamento de proximidade para a PSP, cortava-se os 20 comandos distritais e regionais da GNR que existem em duplicado com a PSP, a GNR podia continuar com as auto-estradas, unidades de reserva, etc.

Não existe PSP na grande maioria do país!!!!! Já é desde sempre a GNR quem está em todo o país (concelhos): ,[40.122716183782295,-8.536850171434038],null,[40.569111121973606,-7.506881909715288],10]]https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&tbs=lf:1,lf_ui:4&tbm=lcl&q=onde+est%C3%A1+a+psp&rflfq=1&num=10&ved=2ahUKEwiYl6-MuYntAhVEMt8KHc_PBpYQtgN6BAgLEAc#rlfi=hd:;si:;mv:[[41.01254814399846,-6.476913647996538],[40.122716183782295,-8.536850171434038],null,[40.569111121973606,-7.506881909715288],10] (https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&tbs=lf:1,lf_ui:4&tbm=lcl&q=onde+est%C3%A1+a+psp&rflfq=1&num=10&ved=2ahUKEwiYl6-MuYntAhVEMt8KHc_PBpYQtgN6BAgLEAc#rlfi=hd:;si:;mv:[[41.01254814399846,-6.476913647996538)

Dou-lhe vários exemplos:
- Distrito de Viseu, dos 24 concelhos, a PSP só está presente em Viseu e Lamego e só faz o policiamento na cidade, fora das freguesias que compôem a cidade é a GNR quem patrulha;
- Vila Real, dos 14 concelhos, a PSP só está presente nas sedes de 2 cidades, Vila Real e Chaves;
.......

Excepto as capitais de distrito e as áreas metropolitanas, a PSP não existe e parece que não mas está ausente na maioria do país!!!!!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Novembro 17, 2020, 12:03:16 pm
Mas para a GNR não ficar demasiado poderosa em relação às FA e à PSP, propunha dominuir a GNR noutra capacidade, passava todo o policiamento de proximidade para a PSP, cortava-se os 20 comandos distritais e regionais da GNR que existem em duplicado com a PSP, a GNR podia continuar com as auto-estradas, unidades de reserva, etc.

Não existe PSP na grande maioria do país!!!!! Já é desde sempre a GNR quem está em todo o país (concelhos): ,[40.122716183782295,-8.536850171434038],null,[40.569111121973606,-7.506881909715288],10]]https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&tbs=lf:1,lf_ui:4&tbm=lcl&q=onde+est%C3%A1+a+psp&rflfq=1&num=10&ved=2ahUKEwiYl6-MuYntAhVEMt8KHc_PBpYQtgN6BAgLEAc#rlfi=hd:;si:;mv:[[41.01254814399846,-6.476913647996538],[40.122716183782295,-8.536850171434038],null,[40.569111121973606,-7.506881909715288],10] (https://www.google.com/search?client=firefox-b-d&tbs=lf:1,lf_ui:4&tbm=lcl&q=onde+est%C3%A1+a+psp&rflfq=1&num=10&ved=2ahUKEwiYl6-MuYntAhVEMt8KHc_PBpYQtgN6BAgLEAc#rlfi=hd:;si:;mv:[[41.01254814399846,-6.476913647996538)

Dou-lhe vários exemplos:
- Distrito de Viseu, dos 24 concelhos, a PSP só está presente em Viseu e Lamego e só faz o policiamento na cidade, fora das freguesias que compôem a cidade é a GNR quem patrulha;
- Vila Real, dos 14 concelhos, a PSP só está presente nas sedes de 2 cidades, Vila Real e Chaves;
.......

Excepto as capitais de distrito e as áreas metropolitanas, a PSP não existe e parece que não mas está ausente na maioria do país!!!!!

É natural, ainda agora foi questionado a razão da falta de candidatos a PSP. Porque será?
A GNR tem quase tanto efectivo em Lisboa como a PSP, mas está onde?
Que está na rua é a PSP, nos Bairros e resto 24 horas dia.
É a PSP que está a maior parte das vezes metida ao barulho e a quem é atiçado tudo para devaneio politico e mediático.
Quanto a dizer que a GNR está em maior parte do território nacional é verdade, mas está presente fisicamente ou administrativamente?
Ou seja, território mas em quilómetros quadrados mais nada, com Postos de efectivos diminutos e escassos meios. Os meios bonitos são os badalados como faz a PSP em relação a Lisboa.
Como é possível haver tanta queixa de efectivos e meios e depois tem marinha, bombeiros e daqui a nada alguma força aérea?
Fecham Postos de noite porque não tem efectivos que estão onde e a fazer o quê? Aquartelados em Lisboa

O que se passa chama-se Quintinhas e todos as querem para protagonismo.
Querem operações especiais, querem barcos, querem inactivação de explosivos. Se lhes deixassem todos as policias teria os seus. Um País rico já se vê.

A GNR está em locais dentro de zonas urbanas onde chega a estar rodeada de PSP e a PSP está em locais rodeada de GNR.
Faz um sentido do caraças. Até porque a comunicação é zero, um assalto na área da GNR na Sobreda de Caparica, o assaltante leva 3 minutos ou menos a entrar na área da PSP em Almada  ou Seixal, que não sabe de nada porque não lhe foi comunicado, ou sabe duas horas depois.
Depois os procedimentos desiguais, mas essa é outra temática ainda mais sensível.

Mais valia remodelar tudo isso e dar a GNR o efectivo controle de fronteiras seja terra ou mar mas costeiro e sair das urbes e redondezas.
Mas uma GNR oceânica faz tanto sentido como lhes dar F16. Só nas vaidades de alguns oficiais.

Voltando a Marinha, o oceano é da Marinha e menos que isso não devia ser admitido doa a quem doer na vaidade.  Só dor , logo passa.

Claro que isto agora de andar pelo Mediterrânico traz muita coisa a sabor da boca, mas ...o País não tem de estar para isso.
Afinal deixemo-nos de coisas é tudo é querer meter para dentro.

Patrulhas Costeiros deviam ser entendidos como meios de maior dissuasão e não aqueles paquetes mal armados sem radar de jeito a passear nos palop e a ver se os piratas andam por ai a ser traquinas.(essa seria o principal conceito a interiorizar até pelo visto dentro da Marinha)
Veja-se outros exemplos nos EUA e na Europa.
Então sobraria em caso disso a fiscalização costeira para a GNR com meios adequados à fiscalização costeira.


 




Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Viajante em Novembro 17, 2020, 12:28:17 pm
Caro Pescador.
Provavelmente mora em Lisboa, mas quem vive fora das grandes cidades, como é o meu caso e desloco-me com muita frequência entre concelhos, você só vê GNR por todo o lado.
Roubaram 1 maço de tabaco ao Manuel, lá vem a GNR tomar conta da ocorrência;
No início e fim do dia nas entradas das Escolas, lá vêem os carros patrulha da GNR;
Numa operação Stop, lá está a GNR;
ASAE só sai no interior acompanhada da GNR;
Um crime ambiental, lá vem a GNR;
Um incêndio florestal qualquer, lá vem os GIPS num heli de Viseu (chegam primeiro que os bombeiros locais, em alguns casos!!!!!)
Você tem um acidente viário, lá vem a GNR tomar conta da ocorrência!!!!
Em quase todos os concelhos do interior você só tem a GNR disponível!

Se é melhor a GNR ou a PSP a fazer a segurança não sei dizer-lhe, mas a realidade é que a GNR está em todos os concelhos deste país e a PSP está em meia-dúzia!!!!! Essa é a realidade que tem!!!!

Depois tem outra que eu acho importante. Um caso relatado por um Chefe da PSP (enquanto fazia o curso cívico para manter a licença de arma de defesa).
Em 2003 um ataque de 3 terroristas da Córcega em Viseu (https://www.publico.pt/2003/07/31/jornal/terroristas-detidos-em-viseu-sao-procurados-por-atentado-a-bomba-204051), armados com metralhadoras e coletes à prova de bala superiores aos das autoridades. A sorte dos agentes da PSP não terem sido gravemente atingidos foi a única G3 que estava do lado das autoridades. Sabe quem empunhava a G3?

Agora se me dissesse que fazia mais sentido fundir as 2 forças numa só. Aí concordo consigo, mas sendo a GNR muito maior que a PSP........ e sendo a primeira militar, comandada até por oficiais das FA!!!!!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 17, 2020, 12:54:34 pm
Antigamente era muito pior, porque tinhas a PSP e a GNR a operar nas mesmas localidades. Qual era a racionalidade disso?

Agora o país foi dividido em dois, a GNR nas localidades mais "rurais" e a PSP nas localidades mais "urbanas. Nas Regiões Autónomas é salvo erro a PSP que está presente.

Muito sinceramente eu por cá tenho GNR e quando estive nos Bombeiros não houve uma única vez que eles tivessem chegado a um acidente primeiro que nós. Na verdade muitas vezes já nós tínhamos feito o nosso serviço quando eles apareciam e outras vezes nem isso. Eu lembro-me de uma vez que chamaram-nos porque havia óleo na estrada (pareceu-me que tinha havido algum acidente que ninguém chamou os Bombeiros), e como era numa  estrada circular à vila o meu Chefe pediu apoio à GNR para eles desviarem o trânsito. Chegamos ao local e não havia sinal deles, por isso tivemos que esperar. Passado uma hora fomos contactados pela Central que eramos precisos e como eles ainda não tinham chegado fizemos o trabalho e fomos embora. Quando chegamos desse acidente (com desencarceramento à mistura) tínhamos dois Guardas à nossas espera. Os tipos deram-nos uma "serenata" que tínhamos feito perder o tempo preciso da Guarda...

Eu tinha como colega de equipa nos Bombeiros um Agente da PSP e ele passava-se com eles, dizia que não percebia como um Guarda não sabia os procedimentos em situações em que eram chapa 5. Isso também aconteceu umas vezes e ele dizia que era da formação (básica) que havia na GNR...

Se era verdadeiro ou apenas "facciosismos"... não sei dizer.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Viajante em Novembro 17, 2020, 01:02:44 pm
Antigamente era muito pior, porque tinhas a PSP e a GNR a operar nas mesmas localidades. Qual era a racionalidade disso?

Agora o país foi dividido em dois, a GNR nas localidades mais "rurais" e a PSP nas localidades mais "urbanas. Nas Regiões Autónomas é salvo erro a PSP que está presente.

Muito sinceramente eu por cá tenho GNR e quando estive nos Bombeiros não houve uma única vez que eles tivessem chegado a um acidente primeiro que nós. Na verdade muitas vezes já nós tínhamos feito o nosso serviço quando eles apareciam e outras vezes nem isso. Eu lembro-me de uma vez que chamaram-nos porque havia óleo na estrada (pareceu-me que tinha havido algum acidente que ninguém chamou os Bombeiros), e como era numa  estrada circular à vila o meu Chefe pediu apoio à GNR para eles desviarem o trânsito. Chegamos ao local e não havia sinal deles, por isso tivemos que esperar. Passado uma hora fomos contactados pela Central que eramos precisos e como eles ainda não tinham chegado fizemos o trabalho e fomos embora. Quando chegamos desse acidente (com desencarceramento à mistura) tínhamos dois Guardas à nossas espera. Os tipos deram-nos uma "serenata" que tínhamos feito perder o tempo preciso da Guarda...

Eu tinha como colega de equipa nos Bombeiros um Agente da PSP e ele passava-se com eles, dizia que não percebia como um Guarda não sabia os procedimentos em situações em que eram chapa 5. Isso também aconteceu umas vezes e ele dizia que era da formação (básica) que havia na GNR...

Se era verdadeiro ou apenas "facciosismos"... não sei dizer.

Será mais a falta de meios! Falta no Estado um Sindicato/Associação que lute pelas infraestruturas e equipamentos do Estado, porque pelos salários já há muita gente a lutar  :mrgreen:

Por exemplo quando o habilidoso diz que vai colocar as autoridades a vedar as deslocações entre concelhos, eu que trabalho num concelho de mais de 200km2 e com 12 GNR que têem de fazer 3 turnos diários, pelo menos 1 para guardar o posto e 2 para circularem numa viatura......... nem agente há para controlar a estrada principal, quanto mais as secundárias!!!!!!!!!

Também já me aconteceu ter um acidente, ligar à GNR do concelho e vem uma patrulha do concelho vizinho (aqui sei que juntam no mínimo 3 concelhos para as patrulhas)!!!!!!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: LM em Novembro 17, 2020, 01:37:29 pm
Sou defensor da existências das 2 FS (GNR e PSP), mas sem medos de assumir as diferenças - ao contrário das Associações da GNR quero uma FS marcadamente militarizada, para fazer o contraponto à PSP civil; quero a GNR em menos locais (ie, uma PSP maior em numero e área e população não me choca nada), mas que seja a "força de reserva" de segurança da Republica, que  seja esta a ter as valências UEPS, SEPNA, UAF, segurança de locais de Estado, fronteiras, etc; não ficava chocado se os "GOE" fossem responsabilidade da GNR (mas isso é impossível pelo que já aconteceu).

Que a UCC tenha os "navios de deslocamento inferior a 200 toneladas e comprimento inferior a 35 metros" e o ISN (e a PM), com uma "colaboração" da Marinha e comando em caso de conflito; a Marinha fica com tudo o resto, que é muito.

Coordenar a GNR e PSP (e Marinha) não é um "bicho de 7 cabeças".       
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: zawevo em Novembro 17, 2020, 01:47:04 pm
Racionalizar ou desbaratar?

https://www.dn.pt/opiniao/opiniao-dn/convidados/racionalizar-ou-desbaratar-13042195.html?fbclid=IwAR1neo5UC_kQpUsg6G3MS5r84ftErIqoSDjpm2Wa_GTM0u2U4rVOSOJDmZE

AGNR vai ter meios para operar no alto mar, não obstante a lógica da criação, em 2007, da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) se basear na ideia bem mais limitada de «garantir a continuidade da observação das leis em terra e no espaço marítimo até ás 12 milhas». Explicava então o ministro da Administração Interna, em entrevista ao jornal Expresso, que não obstante a «divisão clássica entre as missões das Forças Armadas e as Forças de Segurança» havia a «exceção da zona desde a linha de baixa mar até às 12 milhas, onde as funções policiais não estão confiadas às Forças de Segurança, como deviam, mas às Forças Armadas». Assim se justificou a criação da UCC!

Tive várias oportunidades de contestar essa argumentação, em vários artigos na comunicação social e revistas da especialidade, quer em termos operacionais, quer em termos da necessidade de sermos racionais na utilização de recursos escassos. Chamei a atenção para a falta de coerência da razão invocada ao deixar de lado a questão do espaço aéreo que se põe exatamente nos mesmo termos.

A situação pareceu evoluir num caminho de razoabilidade. Apesar de vários sinais de que a GNR não desistiria das ambições de configurar a UCC numa espécie de guarda costeira, não faltaram medidas que mostravam que iria prevalecer o bom senso. Nomeadamente, a decisão de ulteriores administrações consagrar na lei o conceito de "marinha de duplo uso" (DL 233/2009) que «na linha da tradição naval portuguesa, materializa uma atuação militar e uma atuação não militar, privilegiando uma lógica de economia de esforço e de escala, bem como o desenvolvimento de sinergias, por partilha de conhecimentos e recursos». Decisão confirmada pelo reconhecimento de que «Forças Armadas dispõem de recursos e competências únicas que, em articulação com outras estruturas, permitiriam ao Estado ter ganhos de eficiência e eficácia de resposta a crises. Trata-se da participação mais ativa em missões de interesse público».

A esperança gerada por estas medidas foi reforçada pelas interrogações expressas pelo Presidente da Comissão de Defesa da Assembleia da República, em texto publicado pelo Diário de Notícias de 28 de outubro de 2010, sob o título "Deputados têm dúvidas sobre "marinha" da GNR - Presidente da Comissão Parlamentar questiona duplicação de meios com a Armada", texto que reforçava a chamada de atenção, à luz do contexto financeiro então também difícil, para a indispensabilidade de se seguir um critério racional e rigoroso de despesa.

Sempre imaginei que as dificuldades orçamentais e de efetivos da GNR para as suas missões principais de proteção da população, assunto que não só é patente para todos como tem sido objeto de manifesta preocupação pública das respetivas chefias, moderaria o entusiasmo por alargar o campo de ação para exigentes e dispendiosas novas tarefas que, claramente, além de não serem da sua vocação, são assuntos muito sérios que não se improvisam nem podem ser encarados de uma forma amadora, por falta de uma base de experiência de vida no mar.

Afinal, os que acreditavam no bom senso estavam enganados. Calculo que, como eu, estejam preocupados com o desbaratar de meios e falta de coordenação entre os departamentos envolvidos.

Com a decisão de adquirir um meio oceânico, próprio de uma guarda costeira, a GNR fica a ganhar nas suas ambições, mas o Estado Português, que é como quem diz toda população portuguesa, fica a perder com gastos não sustentados de recursos financeiros, precisamente quando eles são mais precisos, e com uma solução que obviamente não está alinhada com a necessidade de se dar prioridade ao que é essencial e para o que não existe alternativa.

Não está neste caso, obviamente, a criação de uma guarda costeira, papel que a Marinha tem desempenhado com grande empenho e a inteiro contento, e deve poder continuar, em nome do interesse nacional.

Vice-Almirante Reis Rodrigues, ex-vice Chefe do Estado-Maior da Armada


Se o Almirantado da marinheca tivessem um par de colhões pretos demitiam-se todos em bloco e os que estavam mais abaixo recusavam vir a ocupar os lugares de topo (escrevi isto em sentido figurado pois como calculam não andei a espreitar para os tomates de suas excelências)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 17, 2020, 02:28:38 pm
Sou defensor da existências das 2 FS (GNR e PSP), mas sem medos de assumir as diferenças - ao contrário das Associações da GNR quero uma FS marcadamente militarizada, para fazer o contraponto à PSP civil; quero a GNR em menos locais (ie, uma PSP maior em numero e área e população não me choca nada), mas que seja a "força de reserva" de segurança da Republica, que  seja esta a ter as valências UEPS, SEPNA, UAF, segurança de locais de Estado, fronteiras, etc; não ficava chocado se os "GOE" fossem responsabilidade da GNR (mas isso é impossível pelo que já aconteceu).

Que a UCC tenha os "navios de deslocamento inferior a 200 toneladas e comprimento inferior a 35 metros" e o ISN (e a PM), com uma "colaboração" da Marinha e comando em caso de conflito; a Marinha fica com tudo o resto, que é muito. 

Viajante, eu sei que nas áreas rurais não há PSP, mas podia haver, nos países de uma única polícia, essa polícia opera no país todo.

Lm, a minha teoria era um bocado nessa linha, a PSP ficava com o primeiro contacto com a população, ordem pública, etc, a GNR com certas funções mais estratégicas, autoestradas, florestas, costa, era só uma possibilidade para não se estar a criar outra "guarda" e acabar com a duplicação de comandos distritais.

Mas não quero criar um off-topic nem guerra GNR-PSP.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 17, 2020, 03:06:51 pm
Ships, ships, helis, helis, scuba,scuba, everywere...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/125523427_3454111631335670_5500294732994107942_o.jpg?_nc_cat=104&ccb=2&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=VGpG8VWsrSwAX937xfq&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=a0d35f7e5bdfffd4b94afaee83bf69b8&oe=5FDA0D85)

Saudações  :mrgreen: :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 17, 2020, 03:08:50 pm
Sou defensor da existências das 2 FS (GNR e PSP), mas sem medos de assumir as diferenças - ao contrário das Associações da GNR quero uma FS marcadamente militarizada, para fazer o contraponto à PSP civil; quero a GNR em menos locais (ie, uma PSP maior em numero e área e população não me choca nada), mas que seja a "força de reserva" de segurança da Republica, que  seja esta a ter as valências UEPS, SEPNA, UAF, segurança de locais de Estado, fronteiras, etc; não ficava chocado se os "GOE" fossem responsabilidade da GNR (mas isso é impossível pelo que já aconteceu).

Da mesma forma que a PSP tem a sua Unidade Especial de Policia que tem toda uma série de unidades, incluindo o Grupo de Operações Especiais, a GNR tem a sua Unidade de Intervenção que tem toda uma série de unidades, incluindo o Grupo de Intervenção de Operações Especiais.

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 17, 2020, 04:42:55 pm
Sempre imaginei que as dificuldades orçamentais e de efetivos da GNR para as suas missões principais de proteção da população, assunto que não só é patente para todos como tem sido objeto de manifesta preocupação pública das respetivas chefias, moderaria o entusiasmo por alargar o campo de ação para exigentes e dispendiosas novas tarefas que, claramente, além de não serem da sua vocação, são assuntos muito sérios que não se improvisam nem podem ser encarados de uma forma amadora, por falta de uma base de experiência de vida no mar.

Destaco desde logo esta alínea. Quem lê isto, pensa que a Marinha (e as FAs em geral) não têm dificuldades orçamentais ou de efectivos. Até parece que não estão lanchas à espera de manutenção!

Depois vêm com a história da Marinha de duplo uso. Mas em que é que a Marinha beneficiou com isto? Ganhou mais missões para fazer, com cada vez menos meios?

Se a Marinha não consegue cumprir com tudo, por falta de investimento, e a GNR (ou uma futura GC), aparentemente, consegue ter os meios que a Marinha não consegue ter e por custos inferiores, porque carga de água é que:
-se vai continuar a investir na Marinha para adquirir embarcações que saem mais baratas para outra entidade?
-se vai continuar a investir o pouco que a Marinha tem, em missões que podem ser realizadas por outros?

Olhando para a Marinha, e a sua razão de ser, o que é que ganha em ter ou não lanchas de 30 metros para fiscalizar? Que benefícios tira a Marinha das milhas mais próximas à costa?

E mais importante, andamos aqui a discutir orçamentos e duplo-uso, mas a realidade é esta, se querem uma Marinha (ou Exército ou Força Aérea) para duplo uso, então que os respectivos orçamentos cresçam de acordo com as necessidades. Agora manter (ou reduzir) o orçamento, mas aumentar o número e tipo de missões, é só absurdo.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 17, 2020, 06:56:20 pm
venho ainda como oportunidade o aspecto de as bases da armada passarem a ser também as bases da GNR ... donde protocolos de partilha de custos dessas bases terão de ser acordados.... aka "rendas para a armada"

A Armada tem uma única base, a Base Naval de Lisboa, no Alfeite, em Almada. De resto usa instalações portuárias civis.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 17, 2020, 07:59:18 pm
https://www.facebook.com/250287988402261/posts/3497030023728025/
::)

o futuro a espreitar.....a GNR ainda vai ter uma bela de uma frota de patrulhas, oceânicos, com helis orgãnicos e por ai fora.... ;)

Abraços

E metade encostado...aprenderam com a Marinha.

olha que não sei, naõ, para esta corporação há sempre dinheiro, dá muito jeitos ao politiqueiros terem uns GC, guarda costas, á maneira. :mrgreen:

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Novembro 17, 2020, 08:01:42 pm
(https://i.ibb.co/cgsVMwc/FB-IMG-16056077476133535.jpg)

Ó P44, a designação na fuselagem se fosse GNA, Guarda Nacional Aérea, era mais fixe. :mrgreen:
só mesmo para rir.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 17, 2020, 10:29:35 pm
A Armada tem uma única base, a Base Naval de Lisboa, no Alfeite, em Almada. De resto usa instalações portuárias civis.

PAN Tróia e PAN Portimão são cais militares.

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 17, 2020, 10:44:09 pm
Mas são praticamente uns meros ancoradouros.

(https://i.ibb.co/4VyW0D6/100.jpg)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Novembro 17, 2020, 10:55:44 pm
Mas são praticamente uns meros ancoradouros.

(https://i.ibb.co/4VyW0D6/100.jpg)

Ninguém diz que aquilo são bases :mrgreen:.

Praticamente servem para as guarnições dos navios repousarem, no caso de Portimão servem de "base avançada" às Lanchas da Marinha que andam pelo Algarve e no caso de Tróia o navio SAR, e diversos exercícios dos Fuzileiros, cadetes, sobrevivência na água da FAP, etc.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Novembro 18, 2020, 08:51:42 am
Caro Pescador.
Provavelmente mora em Lisboa, mas quem vive fora das grandes cidades, como é o meu caso e desloco-me com muita frequência entre concelhos, você só vê GNR por todo o lado.
Roubaram 1 maço de tabaco ao Manuel, lá vem a GNR tomar conta da ocorrência;
No início e fim do dia nas entradas das Escolas, lá vêem os carros patrulha da GNR;
Numa operação Stop, lá está a GNR;
ASAE só sai no interior acompanhada da GNR;
Um crime ambiental, lá vem a GNR;
Um incêndio florestal qualquer, lá vem os GIPS num heli de Viseu (chegam primeiro que os bombeiros locais, em alguns casos!!!!!)
Você tem um acidente viário, lá vem a GNR tomar conta da ocorrência!!!!
Em quase todos os concelhos do interior você só tem a GNR disponível!

Se é melhor a GNR ou a PSP a fazer a segurança não sei dizer-lhe, mas a realidade é que a GNR está em todos os concelhos deste país e a PSP está em meia-dúzia!!!!! Essa é a realidade que tem!!!!

Depois tem outra que eu acho importante. Um caso relatado por um Chefe da PSP (enquanto fazia o curso cívico para manter a licença de arma de defesa).
Em 2003 um ataque de 3 terroristas da Córcega em Viseu (https://www.publico.pt/2003/07/31/jornal/terroristas-detidos-em-viseu-sao-procurados-por-atentado-a-bomba-204051), armados com metralhadoras e coletes à prova de bala superiores aos das autoridades. A sorte dos agentes da PSP não terem sido gravemente atingidos foi a única G3 que estava do lado das autoridades. Sabe quem empunhava a G3?

Agora se me dissesse que fazia mais sentido fundir as 2 forças numa só. Aí concordo consigo, mas sendo a GNR muito maior que a PSP........ e sendo a primeira militar, comandada até por oficiais das FA!!!!!

Compreendo o que disse, mas como eu escrevi eles são mais territorialmente ou seja quilómetros. Não quer dizer que sejam mais ou tenham mais população a cargo. temos de ver as concentrações populacionais.

Mas a questão até como já até foi dito aqui é que devia ser mais especificas as missões de cada um. A GNR como força militarizada a fazer de força policial é o é.
E por favor não me falem de G3 e de armas que conheço dezenas com dezenas de milhares de tiros dados, porque as armas são aquelas que alguém optou por ter, dado a sua enquadramento urbano ou não.
Usar G3 em zona urbanas como o faz a GNR e deixou de fazer a PSP por alguma razão com sentido, embora as possua ainda, substituiu por MP5 e as Berettas.
Não é por usar G3 que é mais competente, nem quer sequer dizer que essas ou outras saibam usar melhor.
Não me vou adiantar sobre isso.

Quanto a Forças Especiais, o GOE da PSP existe desde 1982, com os dois primeiros cursos dados pelos SAS, que formaram os primeiros operacionais e os formadores para os cursos subsequentes. A "imitação" da GNR veio depois quando o Capitão da 4 Companhia em meados dos anos 90, que conheço bem como sendo um excelente militar e pessoa, andou em Belas e ver como era o GOE e tentar fazer de um pelotão da 4 Companhia uma espécie disso.
Novamente não me vou adiantar nem é local, mas não tem nada a ver mesmo o actual POE ou outra nomenclatura mais recente.
Afinal a policia Marítima também algo parecido e até a PJ quis nos anos 90 criar algo assim. Como já o disse tudo protagonismo e quintinhas.
A GNR alegou que queria algo como o GOE para actuar na sua área de responsabilidade , quando o GOE a tem a nível nacional. Aliás a única antiterrorista, sendo a GNR e outras, limitadas a actuação em criminalidade violenta.
O mesmo para a inactivação de engenhos explosivos.
Digam-me, o DAE de uma competência extraordinária e, não o digo de cor, não faria o trabalho desse pelotão da policia marítima? SIm
A GNR também criou os seus "Bombeiros" e decerto os Bombeiros profissionais teriam um apalavra a dizer sobre isso.
O mesmo agora a Marinha oceânica da GNR.

Quintas


Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: nelson38899 em Novembro 18, 2020, 10:22:49 am
Agora mais a frio, e olhando para a noticia posta tenho a dizer o seguinte:

Parabéns à GNR pela excelente aquisição e pelas capacidades que vem adquirindo nestes últimos anos. Na realidade o que importa é que o país seja protegido. Antes ter uma força com 30 mil homens do que uma força de meia dúzia de generais.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 18, 2020, 11:15:33 am
Está visto que a GNR consegue financiamento para coisas, que na Marinha nem vê-las. Se calhar era tempo de, na Marinha, alguém bater com o punho e dizer "se querem que realizemos missões civis/de 'guarda costeira', aumentem o orçamento de acordo para essas missões".
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 18, 2020, 11:33:29 am
É uma grande aquisição, sem dúvida. E um grande estalo na marinheca. Quanto às quintinhas, é uma tristeza ver, em França, a PN e GN a actuarem em conjunto; o mesmo em Itália, com os Carabinieri a actuarem em conjunto com a Polizia di Stato. Parece que em Portugal as duas forças nem conseguem comunicar no terreno. Muito triste!
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 18, 2020, 12:00:34 pm
Agora mais a frio, e olhando para a noticia posta tenho a dizer o seguinte:

Parabéns à GNR pela excelente aquisição e pelas capacidades que vem adquirindo nestes últimos anos. Na realidade o que importa é que o país seja protegido. Antes ter uma força com 30 mil homens do que uma força de meia dúzia de generais.

O pais protegido? Quantos radares estão inoperativos? Quantas lanchas encostadas? Quantas viaturas? Prioridades... ::)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes)

https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf (https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas)

(https://cdn.cmjornal.pt/images/2008-01/img_298x168$2008_01_09_13_34_02_61291.jpg)
Citar
Uma das oito lanchas rápidas que já deviam estar ao serviço da Brigada Fiscal. Estão atracadas com problemas nos motores

Saudações
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: sivispacem em Novembro 18, 2020, 12:05:33 pm
O "duplo uso" está a arruinar completamente as nossas FA's, transformando-as numa espécie de Protecção Civil mais musculada.

A Marinha está a caminho de em 10 anos ser uma Guarda Costeira (com a excepção dos submarinos, até mais ver), a Força Aérea na componente aérea para evacuações aero-médicas, SAR e combate a fogos e o Exército numa espécie de conceito de defesa terrestre à irlandesa - até já criaram a UME!

Não percebo é como puderam as chefias máximas das FA's compactuar durante décadas com esta situação - ou melhor, até percebo. Incapazes de gerir a mudança, de reduzir os níveis superiores do quadro de oficiais, adequando-os ao número total de efectivos em constante redução, deram uma triste imagem da sua incompetência e conivência com um poder político que por via do garrote financeira e da cenoura as soube manietar.

Agora parecem uns generais e almirantes de opereta, salvo raras excepções, a distribuirem louvores pelo chá e sconnes feitos a preceito

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: nelson38899 em Novembro 18, 2020, 12:19:13 pm
Agora mais a frio, e olhando para a noticia posta tenho a dizer o seguinte:

Parabéns à GNR pela excelente aquisição e pelas capacidades que vem adquirindo nestes últimos anos. Na realidade o que importa é que o país seja protegido. Antes ter uma força com 30 mil homens do que uma força de meia dúzia de generais.

O pais protegido? Quantos radares estão inoperativos? Quantas lanchas encostadas? Quantas viaturas? Prioridades... ::)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes)

https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf (https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas)

(https://cdn.cmjornal.pt/images/2008-01/img_298x168$2008_01_09_13_34_02_61291.jpg)
Citar
Uma das oito lanchas rápidas que já deviam estar ao serviço da Brigada Fiscal. Estão atracadas com problemas nos motores

Saudações

Se formos por aí, quantos EH101 estiveram parados, P3, leopard, camiões e até G3?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: oi661114 em Novembro 18, 2020, 01:40:32 pm
E depois temos sempre o velho problema, os efectivos!

É muito mais fácil para a GNR que para a Marinha, visto que os salários da GNR são bastante superiores aos da Marinha e a evolução de carreiras também.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 18, 2020, 01:59:51 pm
A conversa do duplo-uso ainda me está entalada. É preciso ser maluco para achar que as FA beneficiaram com esse "conceito". Fazer mais com menos, ou com o pouco que há, ou simplesmente sem aumento do seu orçamento para compensar as missões acrescidas. Foi só um bode expiatório para se gastar menos dinheiro, "empurra para as FA e eles lá tentam improvisar com o que têm".
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 18, 2020, 02:01:23 pm
Agora mais a frio, e olhando para a noticia posta tenho a dizer o seguinte:

Parabéns à GNR pela excelente aquisição e pelas capacidades que vem adquirindo nestes últimos anos. Na realidade o que importa é que o país seja protegido. Antes ter uma força com 30 mil homens do que uma força de meia dúzia de generais.

O pais protegido? Quantos radares estão inoperativos? Quantas lanchas encostadas? Quantas viaturas? Prioridades... ::)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-sem-carros-patrulha-em-nisa-e-abrantes)

https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf (https://www.gnr.pt/documentos/revista/Revista%20106_b_a.pdf)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/radares-avariados)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/computadores-da-gnr-cegos-contra-migrantes-ilegais)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/gnr-com-lanchas-novas-encalhadas)

(https://cdn.cmjornal.pt/images/2008-01/img_298x168$2008_01_09_13_34_02_61291.jpg)
Citar
Uma das oito lanchas rápidas que já deviam estar ao serviço da Brigada Fiscal. Estão atracadas com problemas nos motores

Saudações

Se formos por aí, quantos EH101 estiveram parados, P3, leopard, camiões e até G3?

Tens o relatório de disponibilidade da Fap disponível on line. No ultimo ano desceu para 54%. No exercito a disponibilidade será semelhante, sendo que estamos a falar de uma percentagem igual ou semelhante a outras nações NATO. Agora o hiatos de uso de umas F.A. não são iguais à de uma polícia que desde a estrada ao mar está em todas (em 2019 até pediu um hei à FAP), e portanto deveria antes de adquirir material ter o que existem em condições. Ah, e esqueci me das iveco para a GNR que estão encostadas por falta de peças (segundo costa, por culpa do fabricante).  ;)

https://www.facebook.com/246289362520533/posts/548848935597906/ (https://www.facebook.com/246289362520533/posts/548848935597906/)

https://www.msn.com/pt-pt/motor/videos/gnr-pediu-helic%C3%B3ptero-%C3%A0-for%C3%A7a-a%C3%A9rea-para-vigiar-motoristas-em-aveiras/vp-AAFO8SZ (https://www.msn.com/pt-pt/motor/videos/gnr-pediu-helic%C3%B3ptero-%C3%A0-for%C3%A7a-a%C3%A9rea-para-vigiar-motoristas-em-aveiras/vp-AAFO8SZ)

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-0/p180x540/51593452_548848898931243_360570978469675008_o.jpg?_nc_cat=111&ccb=2&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=hWhpiynSdlMAX-uZQxG&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&tp=6&oh=ce79aeec191a65abed1996413f2fbef7&oe=5FDA8D32)

Cumprimentos

P.S. Ontem à conversa com um comando, está a pensar ir para a GNR. Melhor salário, menos chatices e sendo daqueles que dá murros na mesa qualquer dia é encostado no Exercito. Ah, entregou a SCAR e voltou à 416.  ;)

P.S. 2  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/125554490_10224734664292334_5750334545975880852_n.jpg?_nc_cat=104&ccb=2&_nc_sid=730e14&_nc_ohc=crqIRm2RHmQAX-nTAY8&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=bfa8e825b07eb1c5522156bf98cb9ac2&oe=5FD9926D)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 18, 2020, 05:41:21 pm
HK416 nos Comandos?! Só se for Comando...Brasileiro.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 18, 2020, 06:35:36 pm

Agora parecem uns generais e almirantes de opereta, salvo raras excepções, a distribuirem louvores pelo chá e sconnes feitos a preceito

You were saying?  :mrgreen:

Citar
------- Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 30 de outubro de 2020, foi considerado como dado por si próprio o louvor concedido, em 2 de outubro de
2020, pelo 25587 Capitão-de-fragata LUÍS FILIPE PATROCÍNIO TOMÁS, Chefe do Departamento Administrativo de Normalização e Comunicação, ao 902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM MOURA DE OLIVEIRA, o qual se publica:
O 902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM MOURA DE OLIVEIRA presta serviço no Clube Militar Naval (CMN) há cerca de 3 anos, desempenhando as funções de Chefe da
área de restauração
.
Cumulativamente, por ser o militar mais antigo dos efetivos do CMN, o sargento Oliveira exerce a coordenação de toda a equipa de militares e civis, que no dia-a-dia, são o
garante do seu bom funcionamento.
Dotado de uma sólida formação profissional e humana, de elevada competência técnica e permanente disponibilidade para o serviço, foi com grande qualidade que, durante
este período, o sargento Oliveira desempenhou as importantes e exigentes funções na área da restauração, a qual se constitui como um elemento fundamental do funcionamento do CMN.
Desde o aprovisionamento de géneros à prestação dos serviços de restauração, o sargento Oliveira tem consistentemente dado resposta cabal e eficaz, ao que acresce o
acompanhamento de proximidade às diversas atividades
que, amiúde, se reflete num retorno elogioso quer dos sócios quer dos demais utentes do CMN.
Nunca desgraduando os elevados padrões de qualidade que o CMN alcançou, o sargento Oliveira, através de uma visão integrada de eficaz resposta às necessidades e,
atendendo constantemente aos aspetos estéticos e logísticos, tem contribuído com o seu elevado desempenho para que a área de restauração do CMN tenha mantido a desejável rentabilidade e com excelência de serviço.
Sendo a área da restauração uma das mais afetadas pela recente pandemia Covid-19, contribuiu o sargento Oliveira de forma estruturante para a implementação das orientações
emanadas pela Direção-Geral de Saúde nesta área, por forma a que, com toda a segurança, os funcionários e os sócios voltassem a usufruir das instalações e serviços de restauração
do CMN. Tal desafio foi superado, em grande medida, fruto do empenho e dedicação do sargento Oliveira, como atestam as condições e capacidades instaladas.
A par das suas aptidões técnicas do irrepreensível desempenho, realça-se ainda a sua apurada conduta, pautada pela lealdade à Direção e vontade férrea de bem-servir o CMN.
Assim, ao abrigo da competência que me é conferida pelo n.º 2 do artigo 64.º do Regulamento de Disciplina Militar, louvo o 902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM
MOURA DE OLIVEIRA, pelo assinalável desempenho e relevantes qualidades técnicas, contribuindo assim significativamente para a eficiência, prestígio e cumprimento da missão
consignada nos estatutos do Clube Militar Naval e, consequentemente, da Marinha

[...]

------- Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 30 de outubro de 2020:
O Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada faz saber que, nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 26.º, da alínea d) do n.º 1 do artigo 27.º e do n.º 3 do artigo 34.º, todos
do Regulamento da Medalha Militar e das Medalhas Comemorativas das Forças Armadas, aprovado pelo Decreto-Lei n.º 316/2002, de 27 de dezembro, concede a Medalha Militar da
Cruz Naval de 4.ª Classe, ao seguinte militar:
902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM MOURA DE OLIVEIRA
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Novembro 18, 2020, 10:16:51 pm
Isto é só o primeiro passo do reconhecimento da excelência do CMN. A seguir vem a primeira estrela do Guia Michelin.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: sivispacem em Novembro 19, 2020, 01:34:00 am

Agora parecem uns generais e almirantes de opereta, salvo raras excepções, a distribuirem louvores pelo chá e sconnes feitos a preceito

You were saying?  :mrgreen:

Citar
------- Por despacho do Almirante Chefe do Estado-Maior da Armada, de 30 de outubro de 2020, foi considerado como dado por si próprio o louvor concedido, em 2 de outubro de
2020, pelo 25587 Capitão-de-fragata LUÍS FILIPE PATROCÍNIO TOMÁS, Chefe do Departamento Administrativo de Normalização e Comunicação, ao 902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM MOURA DE OLIVEIRA, o qual se publica:
O 902290 Primeiro-sargento TF PAULO JOAQUIM MOURA DE OLIVEIRA presta serviço no Clube Militar Naval (CMN) há cerca de 3 anos, desempenhando as funções de Chefe da
área de restauração
.


LOL

Este não conhecia. Mas ficou famoso um de há poucos anos daquela senhor parecido com o Capitão Iglo e que foi CEMA da Marinha e que deu um louvor à mulher de um outro camarada de armas por qualquer coisa deste género.
 
Enfim, é o que temos...  :bang: :bang: :bang: :N-icon-Axe:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Novembro 19, 2020, 10:12:07 am
Se calhar, mais valia era passar logo tudo para a GNR
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: LM em Novembro 19, 2020, 10:24:02 am
Calma que a GNR já vai começar a perder meios e capacidades...  :mrgreen:

Comandante da GNR quer duplicar número de generais (https://www.jn.pt/justica/comandante-da-gnr-quer-duplicar-numero-de-generais-13051039.html?target=conteudo_fechado)

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 19, 2020, 12:23:58 pm
Está visto que a GNR consegue financiamento para coisas, que na Marinha nem vê-las. Se calhar era tempo de, na Marinha, alguém bater com o punho e dizer "se querem que realizemos missões civis/de 'guarda costeira', aumentem o orçamento de acordo para essas missões".

Desculpe-me, mas o que afirma é um contexto tipo: quando a lógica das "quintinhas" é levada ao "extremo" do pseudo "estatuto" ?! Nem a armada nem nenhum orgão do estado estão acima do interesse nacional !!!... acho que está a esquecer-se que a GNR só vai pagar 25% do valor daqueles patrulhas 75% financiado... e acho que com os C-295 VIMAR também houve financiamento particial ...

.... se há alguém que tem de bater com o pulho é a tutela para a Marinha, para ENCONTRAR FORMAS (como a GNR conseguiu) de conseguir financiamento para os meios, e se encontra mas não se classifica para os critérios de financiamento mas a GNR por exemplo classifica ou qq outros serviço do estado, então passa-lhe essa informação ... ou faz um protocolo com esse serviço para ele o "adquirir" e a armada o "operar" ..... ENCONTRAR A FORMA, ser ágil , ser flexivel,  é o que se espera... BATER O PULHO é UM GESTO SIMBÓLICO que nos tempos de hoje é ao mesmo tempo INACEITÁVEL e ANACRÓNICO.

ENCONTRAR FORMAS isso sim... esse mind set, que se nota até muito aqui no FD .... quase nunca são factorizados critérios de custo e financiamento .... o que interessa é mais "brinquedos novos"... custo? É o que é!!! E o estado TEM de pagar!!... e se a "Tutela", a "Sociedade" não dá mais orçamento e mais orçamento e mais orçamento ... então são uns corruptos e uns ladrões e uns anti-patriotas ... mas estamos a delirar?! Encontrar formas mais eficientes de obter as capacidades ou reduzir o custo para entregar essa capacidades ao estado... é a única direcção possível ... a armada tem também de olhar para dentro, não só acusar para fora.... e se olhar para fora que seja para procurar vantagens (para além do aumento da sua parte do orçamento do estado ... óbviamente).

Este mind set ... tem de mudar!!! Desculpe-me Sr DC se não gostou .... não é pessoal.   

Não é mind set nenhum. A Marinha nunca conseguiria financiamento deste tipo, se for estritamente para forças de segurança. Se não consegue financiamento da UE, nem o devido orçamento do Estado, resta a opção de deixar de querer fazer tudo, o tal pseudo-duplo-uso, em que não existem meios nem para as missões civis, nem as militares.

Isso de "olhar para dentro" não vai trazer nada, quando até pequenas lanchas não recebem a devida manutenção por falta de verba. E a culpa disto é de quem? Não quer dizer que não haja alguma culpa interna, porque há, pode-se questionar a má gestão ou as prioridades, carreirismos e afins, mas nada muda o curto orçamento para uma força que, com um orçamento escasso para as missões X, tem que agora pegar nesse orçamento e fazer X+Y. Este duplo-uso não traz nada de positivo, os recursos "poupados" vêm às custas do orçamento existente da Marinha, que já era baixo por si só.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 19, 2020, 02:45:27 pm
HK416 nos Comandos?! Só se for Comando...Brasileiro.

Usam no CTOE

https://pt.wikipedia.org/wiki/Equipamento_do_Ex%C3%A9rcito_Portugu%C3%AAs (https://pt.wikipedia.org/wiki/Equipamento_do_Ex%C3%A9rcito_Portugu%C3%AAs)

Citar
Heckler & Koch HK417 Utilizada pelo Centro de Tropas de Operações Especiais

(https://warriors.pt/wp-content/uploads/2015/05/IMG_8947-4-604x270.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Novembro 19, 2020, 03:05:05 pm
Sim, eu sei, mas não no BatCmds.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Novembro 19, 2020, 03:10:30 pm
Sim, eu sei, mas não no BatCmds.

O tipo só me disse que entregou a arma não onde. Está por cá portanto presumo que no CTOE embora existam sites com estas fotos e legendas. Mas isso já não é a minha praia.  ;)

https://wopita.com/tag/ctoe (https://wopita.com/tag/ctoe)

(https://instagram.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t51.2885-15/e35/123510054_188930772796602_3918346769428509366_n.jpg?_nc_ht=instagram.flis5-1.fna.fbcdn.net&_nc_cat=106&_nc_ohc=aJT5b1x8hSkAX99aD80&tp=18&oh=53ccc805acd13040b80ba2181e15827e&oe=5FDED92E)
Citar
Portuguese CTOE member in Afghanistan

Cumprimentos
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Novembro 22, 2020, 01:34:25 pm
Deviam era investir em almirantes

(https://i.ibb.co/QpTH51t/FB-IMG-16060519493239779.jpg)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Kalil em Novembro 28, 2020, 12:08:14 am
Pessoalmente, não acho o conceito do duplo uso na organização dos meios navais totalmente descabido, em particular na nossa reduzida dimensão. É uma narrativa que, seguindo a mera lógica, deveria até auxiliar na formação do orçamento para a Marinha, não o contrário.

Os piores exemplos de gestão têm surgido de dentro, e não das forças políticas externas à instituição militar. De uma forma ou de outra, é inevitável o definhar da armada. Os políticos parecem não confiar nas chefias, e estas continuam alheadas da situação real, ou não..

Cumprimentos
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Novembro 28, 2020, 12:08:11 pm
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: typhonman em Novembro 28, 2020, 12:13:09 pm
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.

Para o duplo uso acontecer, precisava-mos de um LPD ou LHD, que fizesse desembarque de tropas e que fosse um navio hospital, necessitava-mos de corvetas armadas, (modualres), para fazer SAR e combate a pirataria/vigilância, fragatas modernas, com valor militar e SAR em alto mar (com produção nacional em consórcio).

Assim era duplo-uso !

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Red Baron em Novembro 28, 2020, 01:51:01 pm
O problema é que existe o duplo-uso num universo paralelo, em que a Marinha tem duplo uso com meios e orçamento adequado, e depois temos o pseudo duplo uso em que têm de fazer tudo, com cada vez menos dinheiro, meios materiais e humanos.

Por melhor que fosse a gestão, com o orçamento a ser todo bem aproveitado ao cêntimo, ainda assim não dava, nem para metade das necessidades. E isto deve-se muito por culpa dos constantes adiamentos e cativações das últimas LPMs. Basta ver há quantos anos está para vir um AOR, LPD, NPOs, MLU das fragatas, LFCs, e afins, e ver que a maioria destes programas estão 10 anos atrasados e a ocupar espaço e orçamento na presente LPM sem necessidade.

A prioridade de uma Marinha não pode ser o "duplo-uso" e muito menos ter uma LPM para 12 anos limitada a aquisições com "duplo-uso" sendo o resto empurrado com a barriga. Ao menos que haja equilíbrio entre o duplo uso militar e civil, coisa que neste momento não há.

Isso do "duplo-uso" é uma treta e nem é o real problema da Marinha.
O problema é que a Marinha tem a Autoridade Marítima Nacional(que é um órgão de policia) e está a ver que cada vez mais a GNR está a ocupar esse espaço.

Só num país como o nosso é que temos duas forças de policia a fazerem conferencia uma a outra. O que se devia fazer era juntar a GNR e a AMN numa força única, mas depois para quem iam os tachos?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Dezembro 01, 2020, 10:35:52 am
https://www.facebook.com/1806282642/posts/10214824815973069/
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: LM em Dezembro 01, 2020, 12:04:57 pm
Algo forçado comparar o subsídio de embarque de um marinheiro da Marinha com um inspector da PJ... muita preocupação com dinheiro e regalias e pouco com "capacidade" da MGP (exército, etc). Tenho visto isso mesmo em oficiais, começam a pensar demasiado como "funcionários públicos" e muitos nem querem saber se sindicatos das FA era mais um prego no caixão, desde que haja estruturas para fomentar regalias.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Dezembro 01, 2020, 05:20:24 pm
Há aí cada uma nesse texto, queriam que os da PJ fizessem serviço ao navio? Está é top.

Indignanos que só quando chegaram ao navio para abordar é que os PJ fizeram alguma coisa, e revoltados  com a diferença de dinheiro? Loool

Ou é pessoal que diz mal só para dizer e ver se enganam alguém ou é gente que anda ali mas não percebe patavina.

Querem ganhar o que ganha um da PJ? Concorram.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Dezembro 02, 2020, 12:21:38 am
Estás a referir-te a praças altamente qualificados e com responsabilidades, potencialmente mais importantes que as de um inspector da PJ — e não fazer confusão que estes inspectores têm o seu lugar na sociedade e são fundamentais para o seu funcionamento.

O que estes comentários revelam é: 1) o Estado e o país estão-se marimbado para os militares em geral (recordam-se quando as remunerações dos militares estavam ao mesmo nível dos diplomatas e dos magistrados?) e 2) que os oficiais, que deviam almejar a algo mais alto quando fazem as suas reivindicações, limitam-se a falar do mesmo que estes praças, apesar de gozarem de um estatuto de privilégio inigualável no seio das FFAA.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Lightning em Dezembro 02, 2020, 11:14:02 am
Sempre ouvi dizer, não se pode tratar igual o que é diferente, nem se pode tratar diferente o que é igual.

Por isso é que os militares independentemente do ramo têm o mesmo ordenado base no mesmo posto.

Os militares ganham mal, concordo, deviam ser aumentados, e os subsídios também, mas não têm que ser iguais a quem é diferente.

A PJ não tem nada a ver com militares, é um organismo civil dentro do ministério da Justiça, a nível de tabelas de salário, e outros extras têm os valores deles.

Quando ganha um inspector do SEF nas missões Frontex? Se calhar também é um valor diferente dos militares, e possivelmente também diferente da PJ, e eles podiam achar que deviam ganhar igual à PJ.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Dezembro 02, 2020, 11:16:53 am
Deviam era investir em almirantes

(https://i.ibb.co/QpTH51t/FB-IMG-16060519493239779.jpg)

ESTE SIM, DEVERIA SER O RÀCIO DE OFICIAIS GENERAIS NAS FFAA !!!!

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Dezembro 02, 2020, 11:44:06 am
Deviam era investir em almirantes

(https://i.ibb.co/QpTH51t/FB-IMG-16060519493239779.jpg)

ESTE SIM, DEVERIA SER O RÀCIO DE OFICIAIS GENERAIS NAS FFAA !!!!

Como é que o Exército "sobrevivia" com  "apenas" 12/13 Generais? A Armada com 8 Almirantes? A Força Aérea com 6 Generais?  :mrgreen:

Quem comandaria os nossos 3 Corpos de Exército e 10 Divisões Panzer?  ;D c56x1

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Dezembro 07, 2020, 05:30:06 pm
Desarmado por desarmado........


Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Dezembro 15, 2020, 10:12:11 am
E uns iates destes para a GNR?  :mrgreen:

(https://g7a6v6x7.rocketcdn.me/wp-content/uploads/2020/12/Intermarine-Launches-New-SAR-Patrol-Boat-for-Italian-Coast-Guard-770x410.jpg.webp)

Intermarine Launches New SAR Patrol Boat For Italian Coast Guard

Italian shipbuilder Intermarine launched the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy

Naval News Staff  14 Dec 2020

Intermarine press release

La Spezia, 14 December 2020 – The launch ceremony of the CP420 “Natale De Grazia”, the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy, was held at the port of Messina, Sicily. The vessel was commissioned from Intermarine S.p.A., a subsidiary of the Immsi S.p.A. industrial group (IMS.MI), by the General Command of the Port Captaincies – Coast Guard.

The launch ceremony was held on December 12, an indelible date in the memory of the men and women of the Italian Coast Guard, marking the premature death of Captain Natale De Grazia, the officer whose life was a testimony of humanity and courage and whose love of legality and the sea is still remembered, 25 years later, in the hearts of the community and the authorities.

Today, the new vessel of the Coast Guard, the CP420 “Natale De Grazia”, which will expand the operating capabilities of the corps’ fleet, was named for him in memory of his personal and professional commitment to the defence of the environment.

The launch ceremony and presentation took place in the presence of the General Commander of the Corps of the Port Captaincies, Coast Guard Admiral Head Inspector Giovanni Pettorino, the Chairman of Intermarine, Antonino Parisi, the CEO of Intermarine, Livio Corghi, the management of the company and Mrs Anna Vespia, Captain De Grazia’s widow, who christened the boat.

The choice of 12 December, at the express wish of the General Command, is a tribute to the memory of the Coast Guard officer, a valiant representative of our institutions, decorated with the Navy’s gold medal for merit, who fell in the line of duty; the circumstances of his death, during his investigation, for the Reggio Calabria prosecutor, into the trafficking of radioactive waste on merchant ships in the Mediterranean, are still unclear.

The CP 420 is the first patrol boat in a new class of vessels named Angeli del Mare – Angels of the Sea – dedicated to those who worked at sea with generosity and sacrifice. Vessels designed and developed to perform the vital task assigned to the Coast Guard by history and by law: sea search and rescue, a mission that the new boat is able to perform even in the most testing meteorological and marine conditions.

A product of excellence from Italy’s shipbuilding industry and a proud example of the country’s maritime capabilities, this new type of self-righting boat was designed by the Intermarine research centre using world-leading technologies. Itis one of the world’s largest Search and Rescue vessels, as well as the longest self-righting and unsinkable boat ever built in Italy. With its 10-strong crew, the CP 420 leads the way in naval technology, with state-of-the-art propulsion and communication instruments; a boat with an advanced command and control system, which guarantees greater autonomy, greater receptive capabilities and better logistics for the crew, for the rescue of people adrift in the sea and on-board during rescue operations involving large numbers of people.

The vessel, built in a light alloy at the Intermarine shipyard in Messina, is 33.6 metres LOA with a beam of 8.15 metres. The hull has a deep-V structure; its distinguishing characteristics, in addition to fast speeds, include excellent manoeuvrability at both high and low speeds, even in Beaufort scale gale force 9 and Stanag scale sea force 6 conditions.

Tenax pro maris salute is the boat’s official motto, using the authoritativeness of Latin to express the significance of De Grazia’s work: “I fought tenaciously for the marine environment”.

This in essence is the Captain’s legacy to the new generations and above all to everyone who wears the uniform and provides an invaluable service for the community.

On completion of the conformity check and the period during which the crew will familiarise themselves with the vessel, the administrative handover will be complete and the boat will be able to hoist the Italian Tricolore flag, which has been entrusted to the Captain designate, Lieutenant Commander Massimiliano Quinto.

“The CP 420 “Natale De Grazia” is a boat that, together with its crew, intends to demonstrate the values, the generosity and the passion of the Captain whose name it proudly bears,” said Admiral Pettorino.

With this innovative new product, Intermarine has further extended its production range. In the military sector, Intermarine has developed solid experience and knowhow in the design and construction of non-conventional vessels with high-precision operating requirements, and has established an excellent international reputation as a supplier to the world’s most prestigious navies of technologically sophisticated boats such as minesweepers, of which it is one of the leading world designers, builders and outfitters. Intermarine has already built 44 minehunters, in 9 different configurations, for the navies of 8 countries, including the USA, Finland, Australia and Italy. Other boats built by Intermarine in the military sector include patrol boats in aluminium and composite material for search and rescue operations, notably high-speed multipurpose boats (UNPAV), versatile and modern vessels that are also used to control maritime traffic and ensure security where there is a threat of asymmetric warfare.

https://www.navalnews.com/naval-news/2020/12/intermarine-launches-new-sar-patrol-boat-for-italian-coast-guard/
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: zawevo em Janeiro 05, 2021, 07:11:52 pm

E na Marinha 0 construções

Roll Out e lançamento da nova embarcação da Unidade de Controlo Costeiro da GNR, o Bojador, nos estaleiros da Damen em Singapura.

https://www.facebook.com/Strob.pt/videos/1033961030420025
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 05, 2021, 08:56:41 pm
Alguma novidade? Sem financiamento externo, não mandam construir nada de nada, tal é o interesse.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Janeiro 07, 2021, 11:47:19 am
Alguma novidade? Sem financiamento externo, não mandam construir nada de nada, tal é o interesse.

Estão à espera destas. Vêm é estilo Tejo...  ::) ::)

https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel)

(https://www.navalhistory.dk/images/Skibene/F/Freja(2008)jeb.jpg)

(https://www.blunox.com/fileadmin/_migrated/pics/scr_diana_class.jpg)

(https://photos.fleetmon.com/vessels/hdms-diana_0_1388483_XLarge.jpg)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cb/Danish_Vessel_P521.jpg/1200px-Danish_Vessel_P521.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Janeiro 11, 2021, 08:14:44 pm
Alguma novidade? Sem financiamento externo, não mandam construir nada de nada, tal é o interesse.

Estão à espera destas. Vêm é estilo Tejo...  ::) ::)

https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cb/Danish_Vessel_P521.jpg/1200px-Danish_Vessel_P521.jpg)

Cumprimentos

Não brinques pois pelo andar da carruagem.... ::)
Até tem um aspecto Kiduxo, tipo iatezinho, ainda por cima navios praticamente desarmados, mesmo á medida da nossa marinha.
Esta classe está ao serviço desde 2007 e quando os Tejo estiverem no limite dos limites, daqui a dez/quinze anos ainda vamos buscar umas quatro destas lanchas de 200 tons, quando tiverem 25/30 anos estão no ponto, com a vantagem que o armamento é composto por duas 12,7, que até  podemos retirar dos VdC, quer dizer dos que as tiverem para remover. :mrgreen:

https://www.navalhistory.dk/English/TheShips/Classes/Diana_Class(2007).htm

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 13, 2021, 11:44:34 am
https://ionline.sapo.pt/artigo/720727/fiscalizacao-do-mar-gnr-e-marinha-portuguesa-na-luta-pelo-mesmo?seccao=Portugal_i  (https://ionline.sapo.pt/artigo/720727/fiscalizacao-do-mar-gnr-e-marinha-portuguesa-na-luta-pelo-mesmo?seccao=Portugal_i)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Janeiro 13, 2021, 11:53:40 am
https://ionline.sapo.pt/artigo/720727/fiscalizacao-do-mar-gnr-e-marinha-portuguesa-na-luta-pelo-mesmo?seccao=Portugal_i  (https://ionline.sapo.pt/artigo/720727/fiscalizacao-do-mar-gnr-e-marinha-portuguesa-na-luta-pelo-mesmo?seccao=Portugal_i)
Tipo Vacinas? É que se for ficam as duas a fazer a mesma coisa...  :mrgreen: :mrgreen:

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/psp-e-gnr-em-luta-por-escolta-a-vacina-contra-a-covid-19 (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/psp-e-gnr-em-luta-por-escolta-a-vacina-contra-a-covid-19)

Citar
A viatura acabou por ser escoltada pelas duas forças de segurança.

(https://www.iol.pt/multimedia/oratvi/multimedia/imagem/id/5fea3c840cf28e704d9f3644/)

Cumprimentos

P.S. E não se vão queixar do excesso de horas?  :mrgreen: :mrgreen:

(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/74/74e468cf0d3e97af13f67c6a1af3c4ed_N.jpg?)

https://www.rtp.pt/noticias/pais/militares-da-unidade-de-controlo-costeiro-da-gnr-queixam-se-de-sobrecarga-horaria_v780311 (https://www.rtp.pt/noticias/pais/militares-da-unidade-de-controlo-costeiro-da-gnr-queixam-se-de-sobrecarga-horaria_v780311)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 13, 2021, 02:23:56 pm
Alguma novidade? Sem financiamento externo, não mandam construir nada de nada, tal é o interesse.

Estão à espera destas. Vêm é estilo Tejo...  ::) ::)

https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel (https://en.wikipedia.org/wiki/Diana-class_patrol_vessel)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/c/cb/Danish_Vessel_P521.jpg/1200px-Danish_Vessel_P521.jpg)

Cumprimentos

Não brinques pois pelo andar da carruagem.... ::)
Até tem um aspecto Kiduxo, tipo iatezinho, ainda por cima navios praticamente desarmados, mesmo á medida da nossa marinha.
Esta classe está ao serviço desde 2007 e quando os Tejo estiverem no limite dos limites, daqui a dez/quinze anos ainda vamos buscar umas quatro destas lanchas de 200 tons, quando tiverem 25/30 anos estão no ponto, com a vantagem que o armamento é composto por duas 12,7, que até  podemos retirar dos VdC, quer dizer dos que as tiverem para remover. :mrgreen:

https://www.navalhistory.dk/English/TheShips/Classes/Diana_Class(2007).htm

Abraços

"aspecto Kiduxo, tipo iatezinho"

 
Mesmo a maneira :)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Janeiro 14, 2021, 10:25:37 am
Já dá para os srs Almirantes irem à pesca no veráo...todos pintadinhos de branco....
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 14, 2021, 12:10:56 pm
Já dá para os srs Almirantes irem à pesca no veráo...todos pintadinhos de branco....

Aceitam inscrições para dias de pesca?
 ;D ;D
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Janeiro 14, 2021, 01:14:19 pm
Já dá para os srs Almirantes irem à pesca no veráo...todos pintadinhos de branco....

Aceitam inscrições para dias de pesca?
 ;D ;D

Ainda apanham alguma tubarona  :mrgreen:

(https://photo-ec.realitykingscontent.com/rk/captainstabbin/faces/angel.pick2.jpg)
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 14, 2021, 01:37:48 pm
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 14, 2021, 02:38:10 pm
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:

A "rapariga" é trans...

In the navy lalalalala.... :rir:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 14, 2021, 02:55:57 pm
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:

A "rapariga" é trans...

In the navy lalalalala.... :rir:

Eu referia-me às pescas, não à rapariga.  :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 14, 2021, 03:16:44 pm
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:

A "rapariga" é trans...

In the navy lalalalala.... :rir:

Eu referia-me às pescas, não à rapariga.  :mrgreen:

Conversa de pescador é parecida com a de caçador, apanham muito...só de boca. Se o navio "altamente complexo" tivesse piscina, ainda ia.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 14, 2021, 03:46:37 pm
Com piscina, e ida até Miami. Não tinhas navios suficientes para tantos candidatos.  c56x1
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Janeiro 14, 2021, 07:43:55 pm
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:

A "rapariga" é trans...

In the navy lalalalala.... :rir:

‘Tá visto que tens experiência em reconhecer as diferenças.  :mrgreen:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: PereiraMarques em Janeiro 14, 2021, 07:57:48 pm


‘Tá visto que tens experiência em reconhecer as diferenças.  :mrgreen:

(https://media1.tenor.com/images/d876ede362c1b9d1006b98c9cf227d78/tenor.gif)  :o :festa:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 15, 2021, 10:45:11 am


‘Tá visto que tens experiência em reconhecer as diferenças.  :mrgreen:

(https://media1.tenor.com/images/d876ede362c1b9d1006b98c9cf227d78/tenor.gif)  :o :festa:

 :Esmagar: :no: :crit:
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 15, 2021, 10:53:50 am
Com este tipo de regalias, de facto não se entende como é que há falta de efectivos.  :mrgreen:

A "rapariga" é trans...

In the navy lalalalala.... :rir:

Eu referia-me às pescas, não à rapariga.  :mrgreen:

Conversa de pescador é parecida com a de caçador, apanham muito...só de boca. Se o navio "altamente complexo" tivesse piscina, ainda ia.

 ;D ;D ;D
Um Jacuzi para ficarem mais complexos

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 15, 2021, 07:34:45 pm
https://www.baesystems.com/en-uk/article/germany-to-equip-new-coastal-patrol-vessels-with-bae-systems--57mm-guns

Os alemães são mesmo parolos.
Só tenho medo que um dia dia metam isto num NPO.


Ou mesmo assim:
https://www.baesystems.com/en-br/product/40mk4-naval-gun







 
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: NVF em Janeiro 16, 2021, 06:18:25 am
E esses NPO são da GNR lá do sítio.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 16, 2021, 03:01:30 pm
E esses NPO são da GNR lá do sítio.

Pois
E cá a Marinha de Guerra, com NPO a patrulhar águas nacionais e por vezes africanas, tem umas .50, porque os complexos ideais de complexidade não chegam mais longe. Afinal chega bem para dar noticia e para carreiras
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 18, 2021, 07:12:05 pm
Veículos Costeiros do Paquistão(versão barata chinesa) e de Portugal (versão holandesa delapidada até a exaustão)

Ainda assim

Imaginem se fizessem o mesmo com os veículos usados nas mordomias. Era só Fiat Panda
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Janeiro 18, 2021, 08:38:13 pm
Veículos Costeiros do Paquistão(versão barata chinesa) e de Portugal (versão holandesa delapidada até a exaustão)

Ainda assim

Imaginem se fizessem o mesmo com os veículos usados nas mordomias. Era só Fiat Panda

Versão  Dinamarquesa, Pescador, as Lanchas são Dinamarquesas não Holandesas.

Abraços

Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 18, 2021, 09:02:13 pm
Veículos Costeiros do Paquistão(versão barata chinesa) e de Portugal (versão holandesa delapidada até a exaustão)

Ainda assim

Imaginem se fizessem o mesmo com os veículos usados nas mordomias. Era só Fiat Panda

Versão  Dinamarquesa, Pescador, as Lanchas são Dinamarquesas não Holandesas.

Abraços

Pois, estava embalado com as fragatas na Holanda e agora nem pensei

obrigado
Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Janeiro 18, 2021, 09:41:05 pm
Veículos Costeiros do Paquistão(versão barata chinesa) e de Portugal (versão holandesa delapidada até a exaustão)

Ainda assim

Imaginem se fizessem o mesmo com os veículos usados nas mordomias. Era só Fiat Panda

Versão  Dinamarquesa, Pescador, as Lanchas são Dinamarquesas não Holandesas.

Abraços

Pois, estava embalado com as fragatas na Holanda e agora nem pensei

obrigado
Abraços

É apenas uma questão de tempo até ir novamente aos Países Baixos comprar os Class Holland, e não só.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: mafets em Janeiro 18, 2021, 10:24:58 pm
 Vamos comprar o que? Nem as marlin e os helis aparecem e agora vamos às compras... 😂😂

Cumprimentos 😎😋

P. S. Só se for a 75% fundo perdido e vierem cheios de vacinas covid19, com a GNR aos comandos... 😁😁😁😁
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Janeiro 20, 2021, 08:28:54 am
Vamos comprar o que? Nem as marlin e os helis aparecem e agora vamos às compras... 😂😂

Cumprimentos 😎😋

P. S. Só se for a 75% fundo perdido e vierem cheios de vacinas covid19, com a GNR aos comandos... 😁😁😁😁

Mas pensas que alguma vez teremos fragatas novas, Mafets???
Nos próximos quinze/vinte anos quando as VdG forem encostadas A marinha será um conjunto de navios sem qq poder combativo digno de referência.
Iremos, uma vez mais, aos nossos fornecedores comprar o que houver de maior deslocamento mas mais baratinho possivel, que é o mesmo que dizer, praticamente desarmados, tal como se fez com os Tejo, e, a classe Holland encaixa perfeitamente nesses critérios
Isso de Fragatas é coisa de Marinhas de Combate, não da nossa Marinha Fofinha.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Pescador em Janeiro 20, 2021, 10:42:20 pm
Um vídeo que circula na net de uma intervenção no Conselho Europeu mostra onde chegámos como Nação.

Como diz no seu discurso o espanhol, "parece coisa de outras latitudes". referindo-se a questão do troca tintas escolhido.

Não admira que pareça, dada a promiscuidade do recreio onde andam.

Depois cá não se evolui, só se esbanja com ........já o disse muitas vezes. Aquilo que traz mais valia a alguns que andam nas andanças.

O terceiro mundo da Europa na mentalidade pouquechinha que tem quem esta em cargos de liderança nas Instituições e as remoras que os defendem a espera de comerem migalhas.   
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: HSMW em Janeiro 20, 2021, 11:23:21 pm
Acabei de receber o tal vídeo enquanto li a mensagem!!

Deviam pensar que os enganavam como enganam por cá a carneirada.
Eles sabem o que o Costa quer fazer com a "bazuca" não fosse ele da escola do Sócrates.

Lembrem-se disso no Domingo...
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: tenente em Janeiro 21, 2021, 06:22:04 am
Acabei de receber o tal vídeo enquanto li a mensagem!!

Deviam pensar que os enganavam como enganam por cá a carneirada.
Eles sabem o que o Costa quer fazer com a "bazuca" não fosse ele da escola do Sócrates.

Lembrem-se disso no Domingo...

Não o consegui colocar no topico politica em Portugal.
Uma Vergonha que como Nação estamos a passar mas esse video nunca passaria nas TV's em PORTUGAL, a censura que não existe,  :mrgreen: nunca tal permitiria.

Este episodio revela bem a estirpe do sr Antonio, jogo de cintura, Costa, que passará incolúme a mais esta situação como passou em 2017 depois das horriveis mortes de mais de uma centena de Portugueses vitimas dos FF.
Este rapaz é do melhor que temos tido como PM, muito competente  :rir: com um excelente Desgoverno, e conseguindo manipular o cordeirinho fofinho do PR a todo o vapor, sem qq tipo de pudor ou respeito pelo cargo, porque já nem falo pela pessoa.

O actual PR devia ir descansar pois o sr não tem perfil para trafulha, e, a experiência como lider do psd foi o que foi, e o desempenho como PR  é o que sabemos.

Pessoal, Votem em consciência.

Abraços
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: perdadetempo em Janeiro 21, 2021, 03:01:20 pm
Não se consegue/consegui aceder ao video, mas a Visão tem a descrição do sucedido.

https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/ (https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/)

É admirável a patriótiica defesa da pátria demonstrado pela deputada do PS Isabel Santos. Comparada com ela a padeira de Aljubarrota era uma menina. É um verdadeiro culminar de novecentos anos de história. A duvida é se com heroínas/heróis destes conseguiremos ter mais 900 anos de história, ou sequer nove anos.

Francamente só me lembro de ver mais  fervor patriótico quando a selecção portuguesa de futebol joga e vão todos a correr põr a bandeira nas janelas, ou então lembrarem-se de andar pela rua com a bandeira nacional aos ombros como se fosse a capa do Batman.

Cumprimentos,
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: dc em Janeiro 21, 2021, 03:35:14 pm
Os outros estão sempre errados!

Faz lembrar a Marinha, anda com OPVs desarmados e com sensores civis, em contraste com os outros países, porque sabemos mais que estes!

No fim, é tudo uma conspiração, desde este caso, à corrupção e má gestão dos dinheiros europeus. E é melhor defender "circunstâncias estranhas", do que assumir os erros e tornar o país mais respeitado aos olhos dos outros.
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Janeiro 22, 2021, 10:05:55 am
Vergonha alheia
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: Luso em Janeiro 22, 2021, 10:51:33 am
Não se consegue/consegui aceder ao video, mas a Visão tem a descrição do sucedido.

https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/ (https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/)

É admirável a patriótiica defesa da pátria demonstrado pela deputada do PS Isabel Santos. Comparada com ela a padeira de Aljubarrota era uma menina. É um verdadeiro culminar de novecentos anos de história. A duvida é se com heroínas/heróis destes conseguiremos ter mais 900 anos de história, ou sequer nove anos.

Francamente só me lembro de ver mais  fervor patriótico quando a selecção portuguesa de futebol joga e vão todos a correr põr a bandeira nas janelas, ou então lembrarem-se de andar pela rua com a bandeira nacional aos ombros como se fosse a capa do Batman.

Cumprimentos,

E o que tem dito o cabr**-em-chefe do Selfies sobre o assunto?
Ainda se está a informar?
Título: Re: E, quanto a novas LFC para a Marinha ??
Enviado por: P44 em Janeiro 22, 2021, 10:55:35 am
Não se consegue/consegui aceder ao video, mas a Visão tem a descrição do sucedido.

https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/ (https://visao.sapo.pt/atualidade/politica/2021-01-20-ergo-me-do-alto-de-900-anos-de-historia-socialista-portuguesa-atira-se-a-espanhol-que-pede-inquerito-sobre-nomeacao-do-procurador-portugues/)

É admirável a patriótiica defesa da pátria demonstrado pela deputada do PS Isabel Santos. Comparada com ela a padeira de Aljubarrota era uma menina. É um verdadeiro culminar de novecentos anos de história. A duvida é se com heroínas/heróis destes conseguiremos ter mais 900 anos de história, ou sequer nove anos.

Francamente só me lembro de ver mais  fervor patriótico quando a selecção portuguesa de futebol joga e vão todos a correr põr a bandeira nas janelas, ou então lembrarem-se de andar pela rua com a bandeira nacional aos ombros como se fosse a capa do Batman.

Cumprimentos,

E o que tem dito o cabr**-em-chefe do Selfies sobre o assunto?
Ainda se está a informar?

Deve estar em campanha nalgum lar