L-ATV no Exército ?

  • 200 Respostas
  • 17743 Visualizações
*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #75 em: Abril 19, 2020, 01:18:20 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Já somos dois a não entender o porquê de virmos a ter dois modelos de VBL. o que concluo é que continuamos a esbanjar o pouco dinheiro que está alocado para aquisições nas FFAA,  quando sao urgentemente   necessarios outros equipamentos/armamentos ou complementar/melhorar os existentes, opta-se por comprar um segundo modelo de VBL.
sim senhor, é só especialistas e dos bons, que temos a gerir o material rolante no Exercito.

Abraço
« Última modificação: Abril 19, 2020, 01:22:05 pm por tenente »
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4084
  • Recebeu: 346 vez(es)
  • Enviou: 250 vez(es)
  • +488/-347
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #76 em: Abril 19, 2020, 01:56:58 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Já somos dois a não entender o porquê de virmos a ter dois modelos de VBL. o que concluo é que continuamos a esbanjar o pouco dinheiro que está alocado para aquisições nas FFAA,  quando sao urgentemente   necessarios outros equipamentos/armamentos ou complementar/melhorar os existentes, opta-se por comprar um segundo modelo de VBL.
sim senhor, é só especialistas e dos bons, que temos a gerir o material rolante no Exercito.

Abraço

Sim, sem comentários, para isso tinha-se comprado logo o ST5 em quantidades ou o JLTV em quantidade, para Exército, Marinha e FAP, para substituir as Condor.
Talent de rien fair
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3792
  • Recebeu: 900 vez(es)
  • Enviou: 206 vez(es)
  • +187/-93
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #77 em: Abril 19, 2020, 02:39:06 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #78 em: Abril 19, 2020, 03:40:02 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.

E eu volto a perguntar: Porque não se pensou do mesmo modo quando da aquisição dos 390 ???

É que uma coisa são 80 milhões de despesa e outra são 827 milhões, ou será que para comprar os 390 não existirão os problemas que existem para os ST5 no que diz respeito a operadores daquele modelo de aeronave ???

isto é tudo muito bonito mas o que anda para a frente é o dinheiro dos contribuintes, e logo ás centenas de milhões, á mas já me esquecia da capacidade de combates os FF, o requisito primário da aeronave 390  !!!!

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: typhonman

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 4084
  • Recebeu: 346 vez(es)
  • Enviou: 250 vez(es)
  • +488/-347
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #79 em: Abril 19, 2020, 03:48:16 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.

E eu volto a perguntar: Porque não se pensou do mesmo modo quando da aquisição dos 390 ???

É que uma coisa são 80 milhões de despesa e outra são 827 milhões, ou será que para comprar os 390 não existirão os problemas que existem para os ST5 no que diz respeito a operadores daquele modelo de aeronave ???

isto é tudo muito bonito mas o que anda para a frente é o dinheiro dos contribuintes, e logo ás centenas de milhões, á mas já me esquecia da capacidade de combates os FF, o requisito primário da aeronave 390  !!!!

Abraços

Não entendo como a FAP se deixou levar na cantiga e desculpem a "suposta" geração de empregos não é "carta branca" para aquisições deste tipo.

Tanto é que a EMBRAER já se queria aproveitar disto e vender acima dos 827 milhões,

Vergonhoso !
Talent de rien fair
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #80 em: Abril 19, 2020, 03:57:32 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Já somos dois a não entender o porquê de virmos a ter dois modelos de VBL. o que concluo é que continuamos a esbanjar o pouco dinheiro que está alocado para aquisições nas FFAA,  quando sao urgentemente   necessarios outros equipamentos/armamentos ou complementar/melhorar os existentes, opta-se por comprar um segundo modelo de VBL.
sim senhor, é só especialistas e dos bons, que temos a gerir o material rolante no Exercito.

Abraço

Sim, sem comentários, para isso tinha-se comprado logo o ST5 em quantidades ou o JLTV em quantidade, para Exército, Marinha e FAP, para substituir as Condor.

ora nem mais estes 80 milhões completavam, e de que maneira, a frota dos ST5 !!!

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #81 em: Abril 19, 2020, 04:00:20 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.

E eu volto a perguntar: Porque não se pensou do mesmo modo quando da aquisição dos 390 ???

É que uma coisa são 80 milhões de despesa e outra são 827 milhões, ou será que para comprar os 390 não existirão os problemas que existem para os ST5 no que diz respeito a operadores daquele modelo de aeronave ???

isto é tudo muito bonito mas o que anda para a frente é o dinheiro dos contribuintes, e logo ás centenas de milhões, á mas já me esquecia da capacidade de combates os FF, o requisito primário da aeronave 390  !!!!

Abraços

Não entendo como a FAP se deixou levar na cantiga e desculpem a "suposta" geração de empregos não é "carta branca" para aquisições deste tipo.

Tanto é que a EMBRAER já se queria aproveitar disto e vender acima dos 827 milhões,

Vergonhoso !

os amigalhaços tem de se ajudar, é que depois se serem ministros ou PM, tem de ter uns tachitos para " Limpar ", as FFAA, essas que se lixem, até nem fazem falta, por isso papam o que os politicos lhes quiserem oferecer, mai nada.

Abraços
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1490
  • Recebeu: 321 vez(es)
  • Enviou: 1289 vez(es)
  • +223/-7
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #82 em: Abril 19, 2020, 04:43:08 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.

Isto de valores em equipamento defesa raramente é óbvio - aliás neste momento pouco se sabe, mas costumo comparar às apólices danos próprios automóveis: há uma mais barata, mas depois depende de muitos factores fáceis de esquecer... mas se sempre for "o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5" menos mal... Falta entender porquê tantos VTLBs e custos de 2 logísticas - e analisar onde podíamos investir esse valor, claro.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3792
  • Recebeu: 900 vez(es)
  • Enviou: 206 vez(es)
  • +187/-93
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #83 em: Abril 19, 2020, 04:55:14 pm »
No entanto esta questão do ST5 + L-ATV não é a mesma coisa que a do KC-390. São universos completamente diferentes, basta olhar que o KC vai ser pago a "full price" sem descontos para o amigo que participa no projecto, já os L-ATV ao que tudo indica serão uma compra de oportunidade, com algum tipo de desconto que não sabemos o motivo de ser, mas que olhando ao preço dos veículos, é aparente que existe.

Nas aeronaves de transporte também preferia se optasse por apenas 3 KC + 2 A-400 com vantagem clara da capacidade de carga da FAP. Mas assim não o quiseram.

Quanto ao L-ATV, vamos ver como vêm realmente equipados antes de os considerar inúteis. Mesmo na versão base facilmente arranjam-lhes utilidade, por exemplo caso haja em excesso, e não havendo a mania das quintinhas, podiam substituir os Condor da FAP. Se conseguirem equipar alguns para missões específicas e em quantidades aceitáveis, podemos vir aqui dizer que pode ter sido uma excelente aquisição.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3792
  • Recebeu: 900 vez(es)
  • Enviou: 206 vez(es)
  • +187/-93
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #84 em: Abril 19, 2020, 05:00:38 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.

Em termos do preço parece óbvio que o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5. O custo de manutenção deve estar ela por ela, no caso do veículo americano o volume de produção de sobressalentes deve reduzir o custo. Já o custo de operação, é a verdadeira incógnita, porque ou temos de confiar nos dados do fabricante, o que tem sempre muito que se lhe diga, ou confiar nos dados de outro utilizador, e por um lado o ST5 não é operado por tanta gente assim na configuração dos nossos, e o L-ATV é um veículo relativamente novo.

Isto de valores em equipamento defesa raramente é óbvio - aliás neste momento pouco se sabe, mas costumo comparar às apólices danos próprios automóveis: há uma mais barata, mas depois depende de muitos factores fáceis de esquecer... mas se sempre for "o preço praticado para esta possível aquisição dos L-ATV, é bastante inferior ao do ST5" menos mal... Falta entender porquê tantos VTLBs e custos de 2 logísticas - e analisar onde podíamos investir esse valor, claro.

A única comparação justa só será feita quando soubermos o equipamento dos L-ATV. Mas até agora ao que tudo indica, a situação parece favorável ao veículo americano. Mas vamos aguardar mais desenvolvimentos.

Quanto ao para quê tantos veículos, a utilidade vai depender das versões adquiridas. Neste caso a notícia tanto mencionou que iam ser adquiridas a versão de transporte e ambulância, mas na mesma notícia dizia que ainda estavam por decidir os modelos e as quantidades certas.
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1341
  • Recebeu: 185 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-76
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #85 em: Abril 19, 2020, 05:35:41 pm »
Nós vamos ter mais 100 unidades de ST5 do que tínhamos de HMMWV, não existe mais necessidade de ST5.

A URO também pode fazer veículos mais leves? Pode, mas nem a URO é um bom fornecedor nem consegue competir ao nível da oferta dos americanos.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #86 em: Abril 19, 2020, 06:01:54 pm »
 :rir: :rir: :rir: :rir: :rir: :rir:
 

*

Barlovento

  • Membro
  • *
  • 293
  • Recebeu: 119 vez(es)
  • Enviou: 68 vez(es)
  • +108/-16
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #87 em: Abril 20, 2020, 11:54:33 am »
Nós vamos ter mais 100 unidades de ST5 do que tínhamos de HMMWV, não existe mais necessidade de ST5.

A URO também pode fazer veículos mais leves? Pode, mas nem a URO é um bom fornecedor nem consegue competir ao nível da oferta dos americanos.

También es posible que si Portugal hubiese comprado 300 o 400 ST-5, pudiese exigir que fueran montados en Portugal y poder vender en exclusiva a determinados países, por ejemplo los PALOP. Como mínimo exigir un porcentaje de piezas fabricadas en Portugal.

Disculpen si digo una tontería, pero muchas veces los contratos se negocian así.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Clausewitz

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7270
  • Recebeu: 3168 vez(es)
  • Enviou: 1697 vez(es)
  • +1796/-137
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #88 em: Abril 20, 2020, 11:58:38 am »
Nós vamos ter mais 100 unidades de ST5 do que tínhamos de HMMWV, não existe mais necessidade de ST5.

A URO também pode fazer veículos mais leves? Pode, mas nem a URO é um bom fornecedor nem consegue competir ao nível da oferta dos americanos.

También es posible que si Portugal hubiese comprado 300 o 400 ST-5, pudiese exigir que fueran montados en Portugal y poder vender en exclusiva a determinados países, por ejemplo los PALOP. Como mínimo exigir un porcentaje de piezas fabricadas en Portugal.

Disculpen si digo una tontería, pero muchas veces los contratos se negocian así.

não, não é nenhuma tonteria, e já o deveríamos ter feito com os Pandur também, mas para tal é preciso que haja quem saiba e actue coisa que por cá não vamos tendo.

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1341
  • Recebeu: 185 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-76
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #89 em: Abril 20, 2020, 02:18:25 pm »
Nós vamos ter mais 100 unidades de ST5 do que tínhamos de HMMWV, não existe mais necessidade de ST5.

A URO também pode fazer veículos mais leves? Pode, mas nem a URO é um bom fornecedor nem consegue competir ao nível da oferta dos americanos.

También es posible que si Portugal hubiese comprado 300 o 400 ST-5, pudiese exigir que fueran montados en Portugal y poder vender en exclusiva a determinados países, por ejemplo los PALOP. Como mínimo exigir un porcentaje de piezas fabricadas en Portugal.

Disculpen si digo una tontería, pero muchas veces los contratos se negocian así.

não, não é nenhuma tonteria, e já o deveríamos ter feito com os Pandur também, mas para tal é preciso que haja quem saiba e actue coisa que por cá não vamos tendo.

Abraços

As Pandur foram construidas cá na fabrica do amigo do Paulo Portas. Mas claro que correu mal.

Trazer as ST5 para Portugal  só as ia tornar mais caras e meter mais dinheiro no bolso de alguns artistas.