L-ATV no Exército ?

  • 198 Respostas
  • 14433 Visualizações
*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1271
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 172 vez(es)
  • +90/-71
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #60 em: Abril 17, 2020, 04:58:01 pm »
A Lituânia esse grande pais encomendou 200. c56x1
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #61 em: Abril 17, 2020, 05:03:33 pm »
parece-me que foram mais 500, tem tanto dinheiro que não sabem o que lhe fazer…... :banana:
 

*

raphael

  • Investigador
  • *****
  • 1332
  • Recebeu: 243 vez(es)
  • Enviou: 203 vez(es)
  • +41/-4
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #62 em: Abril 17, 2020, 05:05:58 pm »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....
Um abraço
Raphael
__________________
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1271
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 172 vez(es)
  • +90/-71
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #63 em: Abril 17, 2020, 05:26:19 pm »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....

Aquilo tem o mesmo motor das pandur, deve andar nas horas. :mrgreen:
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #64 em: Abril 17, 2020, 05:31:12 pm »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....

tem tudo, em termos mecânicos, para correr bem, o motor que equipa as nossas versões do ST5, foi uma bela escolha, o aumento de cavalagem é uma mais valia, só ficaram a faltar uma dezena de VBL c/ RWS, um par de porta morteiros e um par de viaturas ACar, e a FND tinha mais uns trunfos, para jogar, em caso de necessidade !!

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #65 em: Abril 17, 2020, 05:47:38 pm »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....

Aquilo tem o mesmo motor das pandur, deve andar nas horas. :mrgreen:

Não, não tem o mesmo motor que os Pandur.

The UROVESA VAMTAC ST5 4x4 light armored tactical multi-purpose vehicle of the Portuguese Army is powered by a Cummins ISB 6.7 Euro 3 245 hp diesel engine. The engine is coupled to Allison Transmission 2100SP 6+1 automatic gearbox.

 https://twitter.com/Defence360/status/1187823990271873025

The Pandur II is equipped with a Cummins ISC 350 diesel engine rated at 285hp
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #66 em: Abril 18, 2020, 03:55:50 am »
Faz-me uma certa confusão o Exército falar em o L-ATV substituir os landcruiser e defender...quando os americanos o vão usar para substituir os hummvee...


Se calhar tem a ver com o pequeno detalhe de os americanos não utilizarem nem Toyota Land Cruisers nem Land Rover Defenders. Digo eu.

E já agora para manter as coisas em perspectiva.
« Última modificação: Abril 18, 2020, 04:14:33 am por NVF »
Talent de ne rien faire
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #67 em: Abril 18, 2020, 03:58:31 am »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....


Aquilo tem o mesmo motor das pandur, deve andar nas horas. :mrgreen:

Não, não tem o mesmo motor que os Pandur.

The UROVESA VAMTAC ST5 4x4 light armored tactical multi-purpose vehicle of the Portuguese Army is powered by a Cummins ISB 6.7 Euro 3 245 hp diesel engine. The engine is coupled to Allison Transmission 2100SP 6+1 automatic gearbox.

 https://twitter.com/Defence360/status/1187823990271873025

The Pandur II is equipped with a Cummins ISC 350 diesel engine rated at 285hp

Tenente, por acaso, acho que os nossos Pandur II têm uma versão mais poderosa do Cummins. Não sei é se é a mesma que equipa os ST5.

PS: segundo o operacional.pt

Citar
Motor: Diesel turbo 6 cilindros em linha, 4 tempos; 455 HP de potência; 8.900 cm 3 de cilindrada

http://www.operacional.pt/vbr-8x8-tp-pandur-ii-127/
« Última modificação: Abril 18, 2020, 04:12:55 am por NVF »
Talent de ne rien faire
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #68 em: Abril 18, 2020, 04:02:28 am »
Só que estas viaturas não são nossas.
No entanto não sei qual o futuro desta missão mas sei que é lá que elas fazem falta, principalmente se forem operadas pelas forças Afegãs.

Mas são viaturas que não são carne nem peixe.
Nem são viaturas de combate pelas enormes dimensões, nem de transporte pela mobilidade limitada, longe de acompanhar uma Pandur.

São excelentes para as funções que estão a desempenhar no aeroporto de Cabul. Patrulhamento e QRF.

Obrigado HSMW, até que enfim que aqui está uma definição muito correcta das missões para que estes LATV's servem.
Seria muito mais útil para o Exército, aplicar a verba alocada á pseudo aquisição destas viaturas na compra de mais ST5 e deixarmo-nos de esbanjar o pouco dinheiro que vamos tendo para reequipar as FFAA em compras de oportunidade que mais não servem que  realizar os caprichos de uns quantos aconchegados das ditas FFAA.

Com averba alocada a estes LATV's o Exército comprava uns 80 ST5, uma vintena de LATV's e ainda sobravam uns 20 milhões para reforçar a verba dos helis de evacuação, podendo comprar um modelo de heli médio em vez de um ligeiro, isso sim eram aquisições muito mais úteis e lógicas.
Adquirir mais um modelo de VBL, para um Exército que não consegue ter três bat Infª completos ??
Só mesmo numa instituição composta por quintinhas.

Abraços

Tenente, o problema com esse raciocínio é que as viaturas que utilizamos no Afeganistão (para o caso em discussão as M-ATV) são de uma categoria diferente das L-ATV. Aliás, o desenvolvimento da L-ATV advém do facto das viaturas MRAP, como a M-ATV, serem demasiado pesadas para a maioria dos cenários/conflitos onde os IED não são prevalecentes.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3367
  • Recebeu: 761 vez(es)
  • Enviou: 173 vez(es)
  • +158/-69
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #69 em: Abril 18, 2020, 12:20:53 pm »
Faz-me uma certa confusão o Exército falar em o L-ATV substituir os landcruiser e defender...quando os americanos o vão usar para substituir os hummvee...


Se calhar tem a ver com o pequeno detalhe de os americanos não utilizarem nem Toyota Land Cruisers nem Land Rover Defenders. Digo eu.

Os americanos usam os Humvee para tudo, na prática os Humvee são para eles o que os Land Cruiser e Rover são para nós. No nosso caso parece-me que os L-ATV, caso venham, serão usados para todo um espectro de missões. Na KFOR usámos Land Cruiser e até UMMs se não estou em erro, no futuro a opção passaria pelos L-ATV. Pelo menos é esta a minha leitura.

A minha expectativa seria que pelo menos 20/30 fossem para os fuzos, e que se aproveitasse o número elevado de veículos destes, para cobrir as necessidades de sistemas AA, ACar, porta-morteiros, em vez de correr o risco de optar por sistemas que usem por base um veículo diferente.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 6716
  • Recebeu: 2968 vez(es)
  • Enviou: 1542 vez(es)
  • +1492/-109
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #70 em: Abril 18, 2020, 12:32:48 pm »
Pelos menos já estamos a aprontar os ST5 branquinhos para render os Hummvee...podia ser pior...vamos ver a fiabilidade do produto no teatro de operações.

Ainda bem que o gasóleo é barato...lá...o ST5 em estrada faz médias de 38L/100....


Aquilo tem o mesmo motor das pandur, deve andar nas horas. :mrgreen:

Não, não tem o mesmo motor que os Pandur.

The UROVESA VAMTAC ST5 4x4 light armored tactical multi-purpose vehicle of the Portuguese Army is powered by a Cummins ISB 6.7 Euro 3 245 hp diesel engine. The engine is coupled to Allison Transmission 2100SP 6+1 automatic gearbox.

 https://twitter.com/Defence360/status/1187823990271873025

The Pandur II is equipped with a Cummins ISC 350 diesel engine rated at 285hp

Tenente, por acaso, acho que os nossos Pandur II têm uma versão mais poderosa do Cummins. Não sei é se é a mesma que equipa os ST5.

PS: segundo o operacional.pt

Citar
Motor: Diesel turbo 6 cilindros em linha, 4 tempos; 455 HP de potência; 8.900 cm 3 de cilindrada

http://www.operacional.pt/vbr-8x8-tp-pandur-ii-127/

Tens razão, sim senhor, foi erro meu, se o motor dos Pandur tivesse 285CV, arrastavam-se por essas picadas fora e ainda perdiam algumas das 18 tons.

Características gerais e dados técnicos:
– Blindagem com placas de aço e cerâmica do tipo ADD-ON;
– A estrutura básica do casco permite protecção balística para ameaças de nível 1 e protecção anti-mina para ameaças de nível 2a (STANAG 4569, ou seja, nível 1:munições de 7,62mm disparadas a 30 metros e rebentamentos de granadas 155mm a 100 metros; nível 2a:mina anti-carro de 6kg detonadas sob os rodados);
– As placas de blindagem (ADD-ON) garantem protecção balística de nível 2, 3 e 4 e protecção anti-mina para ameaças de nível 3ª (STANAG 4569, ou seja, nível 4: munições 14,5mm AP disparadas a 200 metros e rebentamentos de granadas 155mm a 25 metros; nível 3a :mina anti-carro de 8kg detonada sob os rodados);
– Aerotransportavel em C-130 (1 por avião);
– Suspensões independentes às oito rodas;
– Permite ajuste da pressão dos pneus em movimento.
Dados técnicos:
– Peso em ordem de batalha: 18.500 Kg;
– Diâmetros de viragem: 20,5m (entre paredes); 15,0m (modo peão);
– Peso máximo permitido: 22.500Kg;
– Velocidade máxima em estrada: 105 km/h;
– Autonomia: aproximadamente 600 K;
Motor: Diesel turbo 6 cilindros em linha, 4 tempos; 455 HP de potência; 8.900 cm 3 de cilindrada;
– 2 depósitos de combustível (377 litros);
– Caixa automática de6 velocidades; 6 mudanças para a frente e 1 par a retaguarda;
– Travão se serviço – sistema hidro-pneumático de circuito dupo com ABS e retardador, accionado pelo travão de pé;
– Suspensão independente com molas helicoidais (1º e 2º eixos) e com barras de torção (3º e 4º eixos);
– Amortecedores hidráulicos telescópicos (1 por roda);
– Pneus Michelin 365/80 R20 XZL 152 K Run Flat.


Obrigado pela correcção.

Abraços e protege-te
« Última modificação: Abril 18, 2020, 12:35:27 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1328
  • Recebeu: 258 vez(es)
  • Enviou: 1194 vez(es)
  • +205/-7
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #71 em: Abril 18, 2020, 12:58:36 pm »
Se isto for verdade... continuo sem entender para quê ter tantas "viaturas tácticas ligeiras blindadas (VTLB) 4×4" no exército e, mais que certo, subarmadas e protegidas (RWS, ATGM, AA, blindagem, etc) - claro que muitas VTLB implica menos investimentos em outros meios e cada vez mais o exército parece uma força tipo GNR; e para quê 2 modelos de VTLB, com um peso adicional na cadeia logística, apesar de compreender que haja diferenças entre os modelos - mas que ter acesso a essas diferenças temos que ter em consideração os custos necessários.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3498
  • Recebeu: 1886 vez(es)
  • Enviou: 3616 vez(es)
  • +1511/-102
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #72 em: Abril 19, 2020, 05:36:13 am »
Só pode ser custo, porque já tendo o ST5 faria todo o sentido continuar a investir neste modelo. No entanto, parece-me que a gama L-ATV é mais versátil e com maior capacidade de carga.

Outra coisa que me ocorreu é que, cada vez mais, as FFAA estão a operar na Lituânia e como este país vai adquirir o mesmo veículo, talvez este factor tenha tido alguma influência na escolha do Exército.

A notícia não refere os Fuzileiros, mas notícias anteriores falavam na Marinha estar a considerar adquirir veículos deste tipo. Como o L-ATV também equipa os USMC, talvez a Marinha venha a escolher este modelo. E como também actuam na Lituânia, talvez seja caso para ter esperança que, desta vez, os Fuzileiros não vão ser esquecidos -- apesar de, na maior parte dos casos, a incúria face aos Fuzileiros partir da própria Marinha.
Talent de ne rien faire
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3367
  • Recebeu: 761 vez(es)
  • Enviou: 173 vez(es)
  • +158/-69
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #73 em: Abril 19, 2020, 12:31:33 pm »
Eu também creio que a razão de adquirir L-ATV ao invés de mais ST5 se deva ao factor preço. Parece-me que os valores praticados deste são muito inferiores ao do ST5, não fazia muito sentido pagar mais por menos veículos.

Já no início deste ano julgo ter havido uma notícia publicada aqui no fórum sobre o concurso de 4x4 blindados para os Fuzileiros. Espero que optem logo pelo L-ATV e esqueçam o concurso. Ficava o assunto despachado mais depressa, e não havia o risco de uma terceira frota de 4x4.
 

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1328
  • Recebeu: 258 vez(es)
  • Enviou: 1194 vez(es)
  • +205/-7
Re: L-ATV no Exército ?
« Responder #74 em: Abril 19, 2020, 01:05:20 pm »
Nunca pensaria que o L-ATV, incluindo manutenção e utilização, fosse mais barato que o ST5... e continuo sem entender a necessidade de um número tão elevado de VTLB (e ter 2 modelos), quase de certeza com poucos "extras". Espero perceber e afinal ser uma boa decisão.
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

 

Unidades do Exército a "criar"

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 3395
Última mensagem Junho 16, 2006, 01:28:18 pm
por PereiraMarques
Qual deveria ser a prioridade para o Exército até 2015-2020?

Iniciado por HSMW

Respostas: 267
Visualizações: 47641
Última mensagem Maio 29, 2020, 03:16:12 am
por dc
Glock 17 Gen5 FS Coyote - a nova pistola do Exército Português

Iniciado por ACADO

Respostas: 13
Visualizações: 3467
Última mensagem Outubro 07, 2020, 09:29:59 am
por mayo
Novo sistema Anti-Carro para o Exército

Iniciado por typhonman

Respostas: 2
Visualizações: 3176
Última mensagem Julho 27, 2004, 09:27:57 pm
por Spectral
Exército Português volta a querer adquirir o EC 635T1

Iniciado por coleccionador

Respostas: 8
Visualizações: 6509
Última mensagem Setembro 20, 2004, 07:11:29 pm
por Ricardo Nunes