Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama

  • 1147 Respostas
  • 90295 Visualizações
*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4070
  • Recebeu: 982 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +209/-132
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1095 em: Fevereiro 23, 2021, 12:18:50 am »
Não tenho dúvidas que um concurso internacional para 4/5 fragatas, com um máximo de 500/600 milhões € por fragata, com entrega entre 2030 e 2035 atraíria um monte de propostas, viáveis... enfim, houvesse vontade...

Se conseguíssemos antecipar as datas, melhor ainda. Mesmo para receber os navios entre 2025 e 2030, não faltariam concorrentes à altura. Mesmo que o concurso fosse só para 2/3 navios, continua a ser muito dinheiro envolvido.

Infelizmente, não aparenta haver grande interesse em substituir, as VdG pelo menos, tão depressa. Em 2030 haverá ainda mais possibilidades no mercado, coisas que hoje nem sequer imaginamos.

A opção americana pelo 57mm ao invés do 76mm, também pode dever-se ao fabricante. No Ocidente existem 2 grandes produtores de canhões navais, a Leonardo (OTO 76/62 e OTO127/64 LW) e a BAE Systems (Bofors 57mm Mk3 e 127mm Mark 45). Tendo os americanos grande preferencial por este último (os canhões de grande calibre em uso na USN são todos da BAE), não fazia sentido ir adquirir o canhão leve da empresa rival. Penso que o mesmo se aplique aos britânicos, favorecendo a BAE Systems. Depois claro, que cada um dos modelos (57 ou 76mm) tem as suas vantagens e desvantagens, sendo praticamente impossível nomear um melhor que o outro.
 

*

Kalil

  • Perito
  • **
  • 382
  • Recebeu: 41 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +28/-8
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1096 em: Fevereiro 23, 2021, 12:20:47 am »
Para a grande maioria das missões, sobretudo com a munição 3P, o 57mm está perfeitamente capaz. Julgo que ao nível da oto melara 76, apenas com menor alcance mas mesmo assim, 4 ou 5 milhas bastam para a maior parte dos casos. E ganha no preço e no peso.

De qualquer forma, num navio daquela tonelagem parece pouco, ainda por cima complementada com duas peças de 40mm...? faria mais sentido ter também uma 57 à popa e a tradicional 30mm bushmaster nas laterais. Até porque as peças de 40 também são novas e n devem ficar baratas, ao contrário das de 30.
 

*

JohnM

  • Perito
  • **
  • 371
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +16/-5
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1097 em: Fevereiro 23, 2021, 12:25:26 am »
Para a grande maioria das missões, sobretudo com a munição 3P, o 57mm está perfeitamente capaz. Julgo que ao nível da oto melara 76, apenas com menor alcance mas mesmo assim, 4 ou 5 milhas bastam para a maior parte dos casos. E ganha no preço e no peso.

De qualquer forma, num navio daquela tonelagem parece pouco, ainda por cima complementada com duas peças de 40mm...? faria mais sentido ter também uma 57 à popa e a tradicional 30mm bushmaster nas laterais. Até porque as peças de 40 também são novas e n devem ficar baratas, ao contrário das de 30.
As T31 têm espaço reservado ao lado do canhão de 40 mm da ré para dois canhões de 30 mm com 5 -7 LMM cada, portanto as duas peças não são mutuamente exclusivas.. aposto que os canhões de 30 mm vão fazer parte do equipamento a migrar das T23 à medida que forem abatidas para dar lugar às T31...

A grande questão com as T31, neste momento, é se vão ter sonar activo de casco ou não... a RN ainda não confirmou.. se tiverem, também vão ser transferidos das T23, não vão ser novos...
« Última modificação: Fevereiro 23, 2021, 12:27:49 am por JohnM »
 

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1651
  • Recebeu: 339 vez(es)
  • Enviou: 1510 vez(es)
  • +129/-18
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1098 em: Fevereiro 23, 2021, 12:46:31 am »
Só se as Type 23 já estiverem equipadas com o sonar da Ultra. Porque o 2050 da Thales que elas tem de "origem" já é material VCC.
 :-P
 

*

JohnM

  • Perito
  • **
  • 371
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +16/-5
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1099 em: Fevereiro 23, 2021, 12:51:51 am »
Só se as Type 23 já estiverem equipadas com o sonar da Ultra. Porque o 2050 da Thales que elas tem de "origem" já é material VCC.
 :-P
Exatamente... seria o Ultra 2150 das T23 ASW não o velhinho Thales 2050 das T23 GP. As primeiras 3 T23 ASW vão ser substituidas pelas T26 mais ou menos na mesma altura que as T31 vão entrar ao serviço, então a ideia é montar os sonares (de origem ou como retrofit, dependendo dos timings)  nas T31...
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4070
  • Recebeu: 982 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +209/-132
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1100 em: Fevereiro 23, 2021, 11:30:19 am »
Para a grande maioria das missões, sobretudo com a munição 3P, o 57mm está perfeitamente capaz. Julgo que ao nível da oto melara 76, apenas com menor alcance mas mesmo assim, 4 ou 5 milhas bastam para a maior parte dos casos. E ganha no preço e no peso.

De qualquer forma, num navio daquela tonelagem parece pouco, ainda por cima complementada com duas peças de 40mm...? faria mais sentido ter também uma 57 à popa e a tradicional 30mm bushmaster nas laterais. Até porque as peças de 40 também são novas e n devem ficar baratas, ao contrário das de 30.

Onde o 76mm ganha é no alcance, nomeadamente com a munição Vulcano. E é um bom meio termo para quem só poder ter um tipo de canhão. Quem optar por dois calibres, tem outras necessidades.

Uma coisa é certa, as AH140 têm espaço mais que suficiente para praticamente todas as configurações imagináveis.
« Última modificação: Fevereiro 23, 2021, 11:37:09 am por dc »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3830
  • Recebeu: 2075 vez(es)
  • Enviou: 3964 vez(es)
  • +2003/-116
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1101 em: Fevereiro 23, 2021, 02:31:47 pm »
Há algures aqui no fórum um post sobre os danos causados pelos vários calibres. Se bem lembro, não havia grande diferença entre o 40 mm e o 57 mm; o 76 mm tinha muita mais energia e era, consequentemente, mais letal que o 57.
Talent de ne rien faire
 

*

JohnM

  • Perito
  • **
  • 371
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +16/-5
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1102 em: Fevereiro 23, 2021, 02:50:08 pm »
Há algures aqui no fórum um post sobre os danos causados pelos vários calibres. Se bem lembro, não havia grande diferença entre o 40 mm e o 57 mm; o 76 mm tinha muita mais energia e era, consequentemente, mais letal que o 57.
Este post no Navy Lookout tem uma análise comparativa  das capacidades dos canhões de 40, 57, 76 e 127 mm e explica porque a RN optou pelo binómio 57+40 mm. Para quem não precisa fazer NGFS, o canhão de 57mm, com a munição 3P, parece ser uma excelente opção para um grande número de cenários e, mais importante, em ambientes onde haja ameaças de superfície e aéreas em conjunto e seja preciso lidar com ambas em
simultâneo.
https://www.navylookout.com/more-details-of-the-royal-navys-type-31-frigate-emerge/
« Última modificação: Fevereiro 23, 2021, 02:50:59 pm por JohnM »
 

*

Kalil

  • Perito
  • **
  • 382
  • Recebeu: 41 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +28/-8
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1103 em: Fevereiro 23, 2021, 02:51:47 pm »
Tenho de esclarecer, depois de ler alguma info, que o bofors 40mm mk3 também pode utilizar munições programáveis, o que eu desconhecia. Juntando a isso o alcance máximo anunciado de 12km, transforma se numa peça muito acima das 30mm.

Resumindo, as type 31 serão as maiores corvetas de patrulha de sempre, quase 6000 toneladas, com o senão de o casco e a propulsão não serem propriamente silenciosos.



 

*

Kalil

  • Perito
  • **
  • 382
  • Recebeu: 41 vez(es)
  • Enviou: 60 vez(es)
  • +28/-8
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1104 em: Fevereiro 23, 2021, 03:06:53 pm »
Para apoio de fogo sobre terra, o 127 é indiscutível. Para praticamente todos os outros cenários, o mais recente 57 é suficiente.
Claro que, quando os cascos a flutuar são escassos, o calibre 76 é o mais polivalente e portanto uma boa opção.

Tenho ideia é que, falando de peças novas, o oto melara de 76 é muito mais dispendioso que o bofors 57. Outro factor que pode pesar, literalmente, é que 1000 munições de 57 são cerca de 2 toneladas, enquanto 1000 de 76mm são 6 ton.

Cumprimentos
 

*

Pescador

  • Membro
  • *
  • 260
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 39 vez(es)
  • +30/-0
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1105 em: Fevereiro 23, 2021, 03:17:34 pm »
Tenho de esclarecer, depois de ler alguma info, que o bofors 40mm mk3 também pode utilizar munições programáveis, o que eu desconhecia. Juntando a isso o alcance máximo anunciado de 12km, transforma se numa peça muito acima das 30mm.

Resumindo, as type 31 serão as maiores corvetas de patrulha de sempre, quase 6000 toneladas, com o senão de o casco e a propulsão não serem propriamente silenciosos.

Esse mK3 no NPO era um mimo
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4070
  • Recebeu: 982 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +209/-132
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1106 em: Fevereiro 23, 2021, 03:28:09 pm »
No nosso caso, a opção deverá depender se preferimos ter apenas um calibre ou dois. Se for só um, provavelmente escolhe-se o 76mm, já que fica ali no meio termo (tanto em poder de fogo, como em custos) entre o 57 e o 127mm. Caso a ambição seja dois calibres, então podemos muito bem ver as fragatas, divididas em AAW e ASW/GP, equipadas com 57mm e 127mm respectivamente.
 

*

JohnM

  • Perito
  • **
  • 371
  • Recebeu: 109 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +16/-5
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1107 em: Fevereiro 23, 2021, 04:14:09 pm »
Tenho de esclarecer, depois de ler alguma info, que o bofors 40mm mk3 também pode utilizar munições programáveis, o que eu desconhecia. Juntando a isso o alcance máximo anunciado de 12km, transforma se numa peça muito acima das 30mm.

Resumindo, as type 31 serão as maiores corvetas de patrulha de sempre, quase 6000 toneladas, com o senão de o casco e a propulsão não serem propriamente silenciosos.
Uma corveta de patrulha com lugar para 8 SSM, 32 células Mk-41, APAR 2 e SMART-L, lol... queria ter umas 4 ou 5 dessas corvetas... Talvez se forem “vendidas” internamente como corvetas se consigam comprar... :mrgreen:
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 3256 vez(es)
  • Enviou: 1782 vez(es)
  • +1994/-147
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1108 em: Fevereiro 23, 2021, 04:27:30 pm »
Tenho de esclarecer, depois de ler alguma info, que o bofors 40mm mk3 também pode utilizar munições programáveis, o que eu desconhecia. Juntando a isso o alcance máximo anunciado de 12km, transforma se numa peça muito acima das 30mm.

Resumindo, as type 31 serão as maiores corvetas de patrulha de sempre, quase 6000 toneladas, com o senão de o casco e a propulsão não serem propriamente silenciosos.
Uma corveta de patrulha com lugar para 8 SSM, 32 células Mk-41, APAR 2 e SMART-L, lol... queria ter umas 4 ou 5 dessas corvetas... Talvez se forem “vendidas” internamente como corvetas se consigam comprar... :mrgreen:

já somos dois, mas que belas corvetas aquelas T31 !!!! :mrgreen:

 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 4070
  • Recebeu: 982 vez(es)
  • Enviou: 220 vez(es)
  • +209/-132
Re: Substituição das Fragatas Classe Vasco da Gama
« Responder #1109 em: Fevereiro 23, 2021, 08:30:53 pm »
Venham elas.  8)