Combate a fogos pela F.A.P.

  • 1198 Respostas
  • 213517 Visualizações
*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1020 em: Julho 19, 2020, 07:23:00 pm »
CJ essa definição da NATO, para mim ia parar era nos MPA, guerra ASW e ASuW...

Penso que o termo "vigilância marítima" é usado nas missões que eu coloquei acima, normalmente executadas por guardas costeiras, pela guarda civil em Espanha, Força Aérea em Portugal. As guardas costeiras americana e holandesa, chamam aos seus aviões, maritime surveillance aircraft.
https://www.navalnews.com/naval-news/2019/04/netherlands-coastguard-looking-for-new-maritime-surveillance-aircraft/

https://www.dcms.uscg.mil/Our-Organization/Assistant-Commandant-for-Acquisitions-CG-9/Programs/Air-Programs/MRS-HC-144-C27J/
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1602/-175
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1021 em: Julho 19, 2020, 11:36:14 pm »
CJ essa definição da NATO, para mim ia parar era nos MPA, guerra ASW e ASuW...

Penso que o termo "vigilância marítima" é usado nas missões que eu coloquei acima, normalmente executadas por guardas costeiras, pela guarda civil em Espanha, Força Aérea em Portugal. As guardas costeiras americana e holandesa, chamam aos seus aviões, maritime surveillance aircraft.
https://www.navalnews.com/naval-news/2019/04/netherlands-coastguard-looking-for-new-maritime-surveillance-aircraft/

https://www.dcms.uscg.mil/Our-Organization/Assistant-Commandant-for-Acquisitions-CG-9/Programs/Air-Programs/MRS-HC-144-C27J/

Exactamente como eu penso também, no entanto a citação que apresentei é da autoria da própria FAP. No fundo, e para simplificar a coisa, em Portugal o que se entende por missão VIMAR é tão só patrulha marítima desarmada e sem intenções ofensivas. Tal como a missão SIFICAP, são missões executadas em ambiente marítimo e inerentemente de cariz civil. Já a patrulha marítima é outra história completamente distinta, mas percebe-se porque tudo isto gera por vezes grande confusão quando uma plataforma seria capaz de executar todas as 3 funções e por cá não é esse o caso.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, tenente

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3915
  • Recebeu: 312 vez(es)
  • Enviou: 168 vez(es)
  • +473/-198
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1022 em: Julho 19, 2020, 11:37:31 pm »
CJ essa definição da NATO, para mim ia parar era nos MPA, guerra ASW e ASuW...

Penso que o termo "vigilância marítima" é usado nas missões que eu coloquei acima, normalmente executadas por guardas costeiras, pela guarda civil em Espanha, Força Aérea em Portugal. As guardas costeiras americana e holandesa, chamam aos seus aviões, maritime surveillance aircraft.
https://www.navalnews.com/naval-news/2019/04/netherlands-coastguard-looking-for-new-maritime-surveillance-aircraft/

https://www.dcms.uscg.mil/Our-Organization/Assistant-Commandant-for-Acquisitions-CG-9/Programs/Air-Programs/MRS-HC-144-C27J/

Exactamente como eu penso também, no entanto a citação que apresentei é da autoria da própria FAP. No fundo, e para simplificar a coisa, em Portugal o que se entende por missão VIMAR é tão só patrulha marítima desarmada e sem intenções ofensivas. Tal como a missão SIFICAP, são missões executadas em ambiente marítimo e inerentemente de cariz civil. Já a patrulha marítima é outra história completamente distinta, mas percebe-se porque tudo isto gera por vezes grande confusão quando uma plataforma seria capaz de executar todas as 3 funções e por cá não é esse o caso.

Certo !

Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3599
  • Recebeu: 855 vez(es)
  • Enviou: 191 vez(es)
  • +175/-86
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1023 em: Julho 20, 2020, 01:37:14 am »
Esta conversa do Vimar vs MPA, é do género ir ao site de uma marca de automóveis, e personalizar um modelo, mesma carroçaria, mesmo motor, mas com extras diferentes.
O nosso Vimar é um MPA em que não puseram a cruzinha no quadrado do armamento.

Num país com poucos recursos, a nível material, financeiro e pessoal, a menor das preocupações devia ser a distinção entre Patrulha Marítima e Vigilância Marítima.

Mas isto levanta uma questão pertinente, dado o desarmamento dos nossos NPO, estes continuam a ser Navios de Patrulha Oceânica, ou passam a Navios de Vigilância Oceânica (NVO)?
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, Lightning

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1602/-175
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3601
  • Recebeu: 1943 vez(es)
  • Enviou: 3710 vez(es)
  • +1688/-106
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1025 em: Julho 20, 2020, 07:36:27 am »
Esta conversa do Vimar vs MPA, é do género ir ao site de uma marca de automóveis, e personalizar um modelo, mesma carroçaria, mesmo motor, mas com extras diferentes.
O nosso Vimar é um MPA em que não puseram a cruzinha no quadrado do armamento.

Num país com poucos recursos, a nível material, financeiro e pessoal, a menor das preocupações devia ser a distinção entre Patrulha Marítima e Vigilância Marítima.

Mas isto levanta uma questão pertinente, dado o desarmamento dos nossos NPO, estes continuam a ser Navios de Patrulha Oceânica, ou passam a Navios de Vigilância Oceânica (NVO)?

É tipo Armada vs AMN. Qualquer dia também vai haver uma FAP-Autoridade Aeronáutica e do Espaço e um Exército-Autoridade Terrestre e da Ciber-segurança. Mais tachos para oficiais superiores e generais. Meios? Nem vê-los!
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Lightning, tenente, Red Baron

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1419
  • Recebeu: 282 vez(es)
  • Enviou: 1242 vez(es)
  • +212/-7
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1026 em: Julho 20, 2020, 09:37:30 am »
Esta conversa do Vimar vs MPA, é do género ir ao site de uma marca de automóveis, e personalizar um modelo, mesma carroçaria, mesmo motor, mas com extras diferentes.
O nosso Vimar é um MPA em que não puseram a cruzinha no quadrado do armamento.

Num país com poucos recursos, a nível material, financeiro e pessoal, a menor das preocupações devia ser a distinção entre Patrulha Marítima e Vigilância Marítima.

Mas isto levanta uma questão pertinente, dado o desarmamento dos nossos NPO, estes continuam a ser Navios de Patrulha Oceânica, ou passam a Navios de Vigilância Oceânica (NVO)?

Mas aos nossos "C-295M" falta comprar armamento ou falta também "hardware e/ou software" para poder utilizar armamento...?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6218
  • Recebeu: 1417 vez(es)
  • Enviou: 684 vez(es)
  • +1124/-273
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1027 em: Julho 20, 2020, 10:24:18 am »
Por norma existe armamento e sensores que são colocados e retirados conforme a missão, pois vêm em módulos. Outro material é opcional.

https://www.airbus.com/newsroom/press-releases/en/2017/11/Airbus-displays-comprehensive-range-of-weapons-for-armed-C295.html



https://www.airforce-technology.com/projects/c295/

Citar
The maritime patrol variant (MP Persuader) can be fitted with EADS CASA FITS mission system.

Aircraft for the UAE Navy are fitted with FITS, which consists of four multi-function consoles and integrates data from sensors including search radar, forward-looking infrared (FLIR), TV cameras or other sensors.

Two head-up displays can also be fitted as an option.

The communications suite includes two or three UHF/VHF radios, a single or dual HF radio and an audio control system. The C-295 is also fitted with a cockpit voice recorder (CVR), identification friend or foe (IFF) system, the flight data recorder (FDR) and an emergency locator transponder (ELT).

A dual Thales flight management system is fitted in the aircraft, which is controlled using two multifunction controller display units (MCDU), dual air data units type ADU 3000, dual attitude heading and reference systems (AHRS), two radar altimeters (radalt) and an optional Honeywell ground proximity warning system.

Other navigation equipment includes two multimode receivers (MMR), two automatic direction finders (ADF), one direction finder (DF) and two distance measuring equipment (DME) units. There are also three possible configurations for long-range and autonomous navigation, two integrated inertial navigation and global positioning systems (INS/GPS), two GPS or two GPS plus one INS/GPS.

The Honeywell RDR-I400C colour weather radar has search, beacon and vertical navigation ground mapping modes. Portuguese Air Force C-295s are fitted with Northrop Grumman AN/APN-241 colour weather radar.

The aircraft can be fitted with alternative communications and navigational systems to suit the customer country’s operational requirements. Optional equipment includes an enhanced terrain collision avoidance system (TCAS), tactical air navigation (TACAN), category II instrument landing system, a microwave landing system and satellite

Countermeasures
C-295M can be fitted with the Indra ALR-300V2B radar warner and BAE Systems ANALE-47 chaff / flares dispenser.

https://www.mbda-systems.com/press-releases/mbda-marte-missile-release-trial-from-airbus-military-c295/

Citar
Airbus Military and MBDA have successfully demonstrated the release of an instrumented Marte MK2/S anti-ship inert missile installed under the wing of the C295 maritime patrol aircraft. This flight was the last of a series of trials performed in a joint Airbus Military – MBDA collaboration to validate the aerodynamic integration of Marte on C295, its handling qualities and performance tests.

The installation of weapons under the wings provides new operational capabilities to the C295 MPA allowing the aircraft to perform new missions demanding by the customers. In the anti-submarine warfare (ASW) role, the C295 is already in-service carrying the MK46 torpedo.

This successful trial provides further proof of the operational versatility of the Marte missile and clearly establishes it as the benchmark weapon in the medium weight anti-ship missile sector.

The Marte Mk2/S is already integrated on the AW-101 and the NFH (Naval NH90) helicopters in service with the Italian Navy and integration activities for the Marte ER on the Eurofighter Typhoon are currently underway.

The MBDA Marte MK2/S missile is a fire-and-forget, all-weather, medium-range sea-skimming anti-ship weapon system, equipped with inertial mid-course guidance and radar homing terminal guidance, and capable of destroying small vessels and heavily damaging major vessels. The missile has a weight of 310 kg and is 3.85 m long.



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

Barlovento

  • Membro
  • *
  • 285
  • Recebeu: 114 vez(es)
  • Enviou: 62 vez(es)
  • +108/-14
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1028 em: Julho 20, 2020, 10:38:31 am »
Vimar debe ser una denominación  de Airbus, en Espanha también  se llama Vimar (Vigilancia Marítima), a los CN-235 del EA, Guardia Civil y Vigilancia Aduanera

VIMAR também eram os 2 C-212-300 que foram substituídos pelos Persuader e vendidos há uns anos ao .

¿Y no se echan ahora de menos esos C-212-300? Tenían muchas horas de vuelo remanentes, y es un avión muy barato de operar y mantener. Podría vigilar los incendios, sin necesidad de desgastar los P-3C avión diseñado para misiones de más complejidad.

En Uruguai estamos muy contentos con ellos.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar, Lightning, tenente

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 3210
  • Recebeu: 1964 vez(es)
  • Enviou: 1257 vez(es)
  • +1602/-175
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1029 em: Julho 20, 2020, 10:48:32 am »
Vimar debe ser una denominación  de Airbus, en Espanha también  se llama Vimar (Vigilancia Marítima), a los CN-235 del EA, Guardia Civil y Vigilancia Aduanera

VIMAR também eram os 2 C-212-300 que foram substituídos pelos Persuader e vendidos há uns anos ao .

¿Y no se echan ahora de menos esos C-212-300? Tenían muchas horas de vuelo remanentes, y es un avión muy barato de operar y mantener. Podría vigilar los incendios, sin necesidad de desgastar los P-3C avión diseñado para misiones de más complejidad.

En Uruguai estamos muy contentos con ellos.

Foi sobretudo por uma questão de evolução tecnológica pois os meios de vigilância a bordo desses Aviocar eram maioritariamente analógicos. Com o Persuader e P-3C passou tudo a ser digital, embora seja verdade que eram aeronaves ainda com muitos anos de vida útil nas células. Mas numa Força Aérea sempre a contar os tostões não fazia sentido manter uma frota só de 2 aeronaves após as versões C-295M PG02 e PG03 entrarem ao serviço.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, tenente

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1030 em: Julho 20, 2020, 11:37:14 am »
mas percebe-se porque tudo isto gera por vezes grande confusão quando uma plataforma seria capaz de executar todas as 3 funções e por cá não é esse o caso.

E a juntar a isso os paises com C295 equipados e armados para ASW.
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1031 em: Julho 20, 2020, 11:49:42 am »
Esta conversa do Vimar vs MPA, é do género ir ao site de uma marca de automóveis, e personalizar um modelo, mesma carroçaria, mesmo motor, mas com extras diferentes.
O nosso Vimar é um MPA em que não puseram a cruzinha no quadrado do armamento.

Eu tenho que admitir que não possuo conhecimento detalhado para comparar os C295 PG02 e os P-3C Orion CUP+, mas os antecessores desses, os C212 Aviocar e os P-3P Orion, tinham reais diferenças além do armamento, os Aviocar tinham equipamento electrónico específico para pesquisa de manchas de poluição no mar, os P-3P não, estes possuíam era toda a parte detecção ASW. Mas os actuais reconheço que não sei se essas distinções em capacidades anti-poluição o se mantêm. Talvez o CJ saiba mais.

Citar
Num país com poucos recursos, a nível material, financeiro e pessoal, a menor das preocupações devia ser a distinção entre Patrulha Marítima e Vigilância Marítima.

Não é que seja uma preocupação, é o que é.
Os blindados Pandur também têm várias versões, por exemplo a ICV e a IFV, uma têm canhão e a outra não.
Mas já não é por desconhecimento, chamem-lhe o que quiserem.

Citar
Mas isto levanta uma questão pertinente, dado o desarmamento dos nossos NPO, estes continuam a ser Navios de Patrulha Oceânica, ou passam a Navios de Vigilância Oceânica (NVO)?

30mm são 30mm :mrgreen:.
Os C295 não têm realmente nada.
« Última modificação: Julho 20, 2020, 11:50:25 am por Lightning »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1032 em: Julho 20, 2020, 11:52:37 am »
e um Exército-Autoridade Terrestre e da Ciber-segurança.

Falta ai o "apoio militar de Emergência"  :mrgreen:
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1033 em: Julho 20, 2020, 11:55:04 am »
LMas aos nossos "C-295M" falta comprar armamento ou falta também "hardware e/ou software" para poder utilizar armamento...?

Que eu saiba aos nossos falta tudo, só se for o "software" FITS que se aproveite.
« Última modificação: Julho 20, 2020, 12:08:19 pm por Lightning »
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8424
  • Recebeu: 984 vez(es)
  • Enviou: 1158 vez(es)
  • +138/-46
Re: Combate a fogos pela F.A.P.
« Responder #1034 em: Julho 20, 2020, 12:05:55 pm »
Por norma existe armamento e sensores que são colocados e retirados conforme a missão, pois vêm em módulos. Outro material é opcional.

Mafets mas os aviões têm que possuir as ligações e encaixes físicos além de software, etc, para operar esses equipamentos. Senão os F-16 OCU não precisavam do upgrade para equipar com AMRAAM, bombas inteligentes, Targeting Pod, capacete JHMCS, etc. Bastava só encaixar os equipamentos.

Os nossos C295 possuem várias configurações, com módulos que se podem inserir no avião, mas nenhuma inclui armamento, são a vigilância marítima, a fotografia aérea, a instrução de navegadores, e pode equipar com pods ECM, o avião foi construído para essas possibilidades, não para outras.
« Última modificação: Julho 20, 2020, 12:11:42 pm por Lightning »
 

 

Concurso de aluguer de meios aereos para combate aos incendios 2020

Iniciado por luis simoes

Respostas: 15
Visualizações: 1457
Última mensagem Julho 15, 2020, 11:26:09 pm
por Red Baron
Puma fora dos fogos

Iniciado por Lancero

Respostas: 17
Visualizações: 6418
Última mensagem Maio 22, 2006, 10:12:07 am
por Rui Elias
Pumas no combate a incêndios

Iniciado por TOMKAT

Respostas: 128
Visualizações: 34008
Última mensagem Setembro 19, 2005, 10:24:30 pm
por TOMKAT
Capacidade de Combate Efetiva da FAP

Iniciado por typhonman

Respostas: 15
Visualizações: 3853
Última mensagem Dezembro 24, 2017, 05:31:14 pm
por Stalker79