A SCAR da FN Herstal no Exército

  • 180 Respostas
  • 28939 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17082
  • Recebeu: 1741 vez(es)
  • Enviou: 1622 vez(es)
  • +284/-730
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #165 em: Maio 06, 2021, 05:13:57 pm »
Se a FN SCAR não é boa, então há muitos iludidos:

https://en.wikipedia.org/wiki/FN_SCAR

Só com a Galil é que não havia espiga, em caso de haver algum problema sempre dava para espancar o In até à morte tal era o peso do bicho! :mrgreen:
« Última modificação: Maio 06, 2021, 05:18:21 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

AtInf

  • Membro
  • *
  • 244
  • Recebeu: 18 vez(es)
  • +2/-0
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #166 em: Maio 06, 2021, 09:06:57 pm »
7,62??   :snip:
OK, siga o exemplo da desArmada.
G3 kitada forever e assunto arrumado!
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6600
  • Recebeu: 1634 vez(es)
  • Enviou: 773 vez(es)
  • +2187/-1148
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #167 em: Maio 06, 2021, 10:54:42 pm »
Se não fosse boa não era tão usada mesmo nos States. E criticas à parte, muito protecionismo às armas americanas, principalmente a M4.  ;)



Galil?  :mrgreen:



https://www.tactical-life.com/firearms/estonias-galil/

Saudações

P.S.  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:




 
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4140
  • Recebeu: 2513 vez(es)
  • Enviou: 4503 vez(es)
  • +2739/-133
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #168 em: Maio 07, 2021, 01:07:18 am »
Protecionismos à parte, a Glock é a pistola mais popular nos States. E depois tens a HK416 nos USMC, nos SEAL, Delta, HRT, etc.
Talent de ne rien faire
 

*

goldfinger

  • Investigador
  • *****
  • 1419
  • Recebeu: 567 vez(es)
  • Enviou: 116 vez(es)
  • +220/-26
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #169 em: Maio 07, 2021, 06:41:17 am »
Un complemento para sus SCAR



Citar
FN Herstal Evolys MG
Evolys is available in two calibres, 5.56x45mm NATO and 7.62x51mm NATO. It weighs 5.5kg to 6.2kg depending on the calibre.
The ambidextrous fire selector has a semi-auto and the full-auto position.
A España servir hasta morir
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 4140
  • Recebeu: 2513 vez(es)
  • Enviou: 4503 vez(es)
  • +2739/-133
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #170 em: Maio 07, 2021, 08:13:14 am »
Demasiado tarde, já comprámos a Minimi Mk3 em 5.56 e 7.62.
Talent de ne rien faire
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17082
  • Recebeu: 1741 vez(es)
  • Enviou: 1622 vez(es)
  • +284/-730
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #171 em: Maio 07, 2021, 11:44:43 am »
O video:

 :arrow: https://www.events.fnherstal.com/en?fbclid=IwAR1bjNNmfdKzfE029Y1W9CbY86yMV9StjrZYcjOBlCtrUYMFU8b8rqv_xko








Depois de ter visto a demonstração fiquei bastante impressionado. Estas Evolys devem estar para a SCAR o que a HK21 está para a G3...  c56x1 ;)
« Última modificação: Maio 07, 2021, 11:50:16 am por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

redkukulkane

  • Membro
  • *
  • 81
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +4/-7
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #172 em: Maio 25, 2021, 01:42:16 pm »
O Exército Português adjudicou à Rheinmetall uma encomenda de 1.500 módulos de laser LM-LowProfile.



O contrato, fechado em outubro de 2020, prevê a entrega dos aparelhos em três lotes. A entrega deve ser concluída no terceiro trimestre de 2021. O pedido vale uma cifra na faixa de milhões de euros de um dígito. Na execução do pedido, a Rheinmetall está cooperando estreitamente com seu parceiro de vendas local, NT Group Portugal.

Desenvolvido pela Rheinmetall Soldier Electronics de Stockach, Alemanha, o minúsculo módulo a laser LM-LowProfile foi projetado para uso em rifles de assalto compactos, mas também é adequado para outras armas pequenas. O dispositivo, pesando cerca de 160 gramas e 85 mm de comprimento, pode ser acoplado a qualquer rifle de assalto padrão por meio de uma interface padrão conforme definido por MIL-STD 1913 / NATO STANAG 4694. Devido à sua baixa altura (25 mm), pode ser usado em combinação com óptica diurna. Nem interfere na linha de visão. Devido ao alinhamento do laser ao longo do eixo de corrida, o dispositivo se adapta particularmente bem a armas sem mira mecânica removível (mira traseira e dianteira). Alimentado por uma bateria CR123, o LM-LowProfile possui marcadores de alvo visíveis e infravermelhos, bem como um iluminador infravermelho focalizável. Todos os lasers integrados podem ser regulados em paralelo por meio de ajuste de bloco. Eles podem ser controlados remotamente por meio de um cabo de disparo ou por meio de um único botão de pressão diretamente no dispositivo. O LM-LowProfile é à prova d'água em profundidades de até 30 metros por até duas horas. Adicionar uma luz de arma tática aumenta ainda mais a eficácia operacional do módulo de laser. Rheinmetall já forneceu ao Exército Português uma luz de arma em uma encomenda anterior.

Em ensaios comparativos conduzidos pelos militares portugueses, o dispositivo superou os seus vários rivais tanto no que diz respeito à ergonomia como ao desempenho. Além disso, o LM-LowProfile oferece a vantagem adicional de não estar sujeito às rígidas regulamentações de exportação ITAR da América. A gravação a laser pode ser usada para individualizar os dispositivos.

A entrega já está em andamento. Esta é a terceira encomenda de Portugal no espaço de três anos, sublinhando a grande confiança que os militares portugueses depositam na perícia dos sistemas de soldados de Rheinmetall.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 17082
  • Recebeu: 1741 vez(es)
  • Enviou: 1622 vez(es)
  • +284/-730
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #173 em: Maio 25, 2021, 02:49:06 pm »
Rheinmetall to Deliver 1,500 LM-LowProfile Laser Modules to Portuguese Army


LM-LowProfile Laser Module

The Portuguese Army has awarded Rheinmetall an order for 1,500 LM-LowProfile laser modules.

The contract, booked back in October 2020, calls for delivery of the devices in three lots. Delivery is to be complete by the third quarter of 2021. The order is worth a figure in the low single-digit million-euro range. In carrying out the order, Rheinmetall is cooperating closely with its local sales partner, NT Group Portugal.

Developed by Rheinmetall Soldier Electronics of Stockach, Germany, the minute LM-LowProfile laser module is designed for use on compact assault rifles, but it is also suitable for other small arms. The device, weighing around 160 grams and 85 mm long, can be attached to any standard assault rifle via a standard interface as defined by MIL-STD 1913/NATO STANAG 4694. Owing to its low height (25 mm), it can be used in combination with daylight optics. Nor does it interfere with the line of sight. Owing to the alignment of the laser along the running axis, the device lends itself particularly well to weapons without removeable mechanical sights (rear and front sights). Powered by a CR123 battery, the LM-LowProfile features visible and infrared target markers as well as a focusable infrared illuminator. All of the integrated lasers can be regulated in parallel by means of block adjustment. They can be remotely controlled via a trigger cable or by means of a single push button directly on the device. The LM-LowProfile is watertight at depths of up to 30 metres for up to two hours. Adding a tactical weapon light further enhances the laser module’s operational effectiveness. Rheinmetall has already supplied the Portuguese Army with a weapon light in an earlier order.

In comparative trials conducted by the Portuguese military, the device outshone its various rivals with regard both to ergonomics and performance. Moreover, the LM-LowProfile offers the added advantage of not being subject to America’s strict ITAR export regulations. Laser engraving can be used to individualize the devices.

Delivery is already underway. This is the third order from Portugal in the space of three years, underscoring the great trust the Portuguese military places in Rheinmetall’s soldier systems expertise.

 :arrow:  https://www.rheinmetall-defence.com/media/editor_media/rm_defence/pdfs/produktpdfs/infanterieausrstung/D802e0118_RSE_Vario_Ray_LP_LP.pdf

 :arrow:  https://www.rheinmetall-defence.com/media/editor_media/rm_defence/pdfs/produktpdfs/infanterieausrstung/D803e0220_RSE_Lumenator_LR.pdf
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

CruzSilva

  • Membro
  • *
  • 55
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 47 vez(es)
  • +8/-0
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #174 em: Junho 12, 2021, 10:46:15 am »
Alguém sabe o sistema de blank-firing adapter ou adaptadores para fogo de salva vão ser adquiridos para as SCAR e Minimi?

Últimos vídeos do Exército mostram o pessoal a disparar em treino através do método antigo de substituição do tapa-chamas por aquele batente manhoso mas num vídeo das Operações Especiais dá para ver HK416 com BFA vermelhos.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 10414
  • Recebeu: 1546 vez(es)
  • Enviou: 3932 vez(es)
  • +237/-103
    • http://youtube.com/HSMW
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #175 em: Junho 12, 2021, 03:04:23 pm »

aquele batente manhoso

Batente de instrução.
Na G-3 era de alumínio, o que por ser mais macio que o aço da rosca do cano causava os seu desgaste tornando-se facilmente num projéctil.  :mrgreen:
Tinha de ser amarrado com abraçadeiras, arame, fio norte ou W1-TT.
https://www.youtube.com/user/HSMW/videos

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

zawevo

  • Perito
  • **
  • 362
  • Recebeu: 208 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +86/-1447
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #176 em: Junho 12, 2021, 03:58:32 pm »
" blank-firing adapter" ou  "batente manhoso" nunca usei, nunca vi.
Na instrução em 1972 era a FN substituída pela G3 e não havia essas merdas. Era tudo com bala real ou bala para dilagrama.
Com estas coisas é que vejo que já sou bastante velho :)
O que vale é que  ainda vai dando para umas Cucas.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8859
  • Recebeu: 1210 vez(es)
  • Enviou: 1350 vez(es)
  • +172/-56
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #177 em: Junho 12, 2021, 07:54:14 pm »
" blank-firing adapter" ou  "batente manhoso" nunca usei, nunca vi.
Na instrução em 1972 era a FN substituída pela G3 e não havia essas merdas. Era tudo com bala real ou bala para dilagrama.
Com estas coisas é que vejo que já sou bastante velho :)
O que vale é que  ainda vai dando para umas Cucas.

Na carreira de tiro também é sempre 7.62 a sério  :mrgreen:.

Mas em exercícios em que há pessoal a fazer de inimigo, e é mais para treinar certos procedimentos, não é para fazer buracos no alvo, convém não matar esse pessoal ;D.
« Última modificação: Junho 12, 2021, 07:55:00 pm por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: CruzSilva

*

CruzSilva

  • Membro
  • *
  • 55
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 47 vez(es)
  • +8/-0
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #178 em: Junho 13, 2021, 11:15:00 am »

aquele batente manhoso

Batente de instrução.
Na G-3 era de alumínio, o que por ser mais macio que o aço da rosca do cano causava os seu desgaste tornando-se facilmente num projéctil.  :mrgreen:
Tinha de ser amarrado com abraçadeiras, arame, fio norte ou W1-TT.

Sim cheguei a usar quando fui militar RC isto em 2010. Já na altura considerava o uso do batente de instrução como um método ultrapassado de fazer fogo de salva porque exércitos como o Britânico e Americano já utilizavam os adaptadores que referi.



" blank-firing adapter" ou  "batente manhoso" nunca usei, nunca vi.
Na instrução em 1972 era a FN substituída pela G3 e não havia essas merdas. Era tudo com bala real ou bala para dilagrama.
Com estas coisas é que vejo que já sou bastante velho :)
O que vale é que  ainda vai dando para umas Cucas.

Mas 1972 já lá vai convém evoluir...  :mrgreen:
 

*

zawevo

  • Perito
  • **
  • 362
  • Recebeu: 208 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +86/-1447
Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
« Responder #179 em: Junho 13, 2021, 06:53:53 pm »
CruzSilva "Mas 1972 já lá vai convém evoluir... "

O Exército evoluiu eu não precisei :)

Neste fim de semana bati o record de mais 100 "dislikes". Os fofinhos estão a obrar bem. Continuem
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW