ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Exército Português => Tópico iniciado por: tenente em Agosto 06, 2019, 11:37:51 pm

Título: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 06, 2019, 11:37:51 pm
Acho que a nova espingarda de Assalto do Exército Português merece um Tópico.

Military variants

SCAR-L – 5.56×45mm NATO assault rifle
   * SCAR-L CQC (Close Quarters Combat) – 250 mm (10 in) barrel
   * SCAR-L STD (Standard) – 360 mm (14 in) barrel
   * SCAR-L LB (Long Barrel) – 460 mm (18 in) barrel
SCAR PDW – 5.56×45mm NATO personal defense weapon variant with a 170 mm (6.5 in) barrel length
SCAR-SC- 5.56×45mm NATO subcompact carbine. Weighs 3.1 kg (about 6.8 pounds), has a 7.5-inch barrel, and has a pistol grip with no finger rest. It has a lower effective range of 200m. A 300 blackout version will also be released. Available since mid-2018.
SCAR-H – 7.62×51mm NATO battle rifle
   * SCAR-H CQC (Close Quarters Combat) – 330 mm (13 in) barrel
   * SCAR-H STD (Standard) – 410 mm (16 in) barrel
   * SCAR-H LB (Long Barrel) – 510 mm (20 in) barrel
   FN SCAR Sniper Support Rifle (SSR) – 7.62×51mm NATO semi-automatic sniper system
   Precision Rifles (7.62×51mm NATO)
      * FN SCAR-H PR (Precision Rifle) - 510 mm (20 in) barrel, two-stage match trigger, folding stock, and M16A2 pistol grip.
      * FN SCAR-H TPR (Tactical Precision Rifle) - 510 mm (20 in) barrel, two-stage match trigger, adjustable fixed stock, and M16A2 pistol grip.
 
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/1Vv0Fh.jpg) (https://imageshack.com/i/pl1Vv0Fhj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/seVylP.jpg) (https://imageshack.com/i/pmseVylPj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/phuU7s.jpg) (https://imageshack.com/i/pnphuU7sj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/ZE0Yhg.jpg) (https://imageshack.com/i/plZE0Yhgj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/pDfZtG.jpg) (https://imageshack.com/i/popDfZtGj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/6kIRUU.jpg) (https://imageshack.com/i/pl6kIRUUj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/XrpS8B.jpg) (https://imageshack.com/i/plXrpS8Bj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Q6KuwQ.jpg) (https://imageshack.com/i/pnQ6KuwQj)


https://www.armyrecognition.com/belgium_belgian_light_heavy_weapons_uk/scar_fn_herstal_scar-l_scar-h_assault_rifle_special_operations_belgium_belgian_technical_data_sheet.html

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 08, 2019, 10:07:30 pm
Cá estão as primeiras SCAR e não só

Victor Barreira‏ @Defence360 7 de ago

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/kK1oVB.jpg) (https://imageshack.com/i/pokK1oVBj)

First specimens of small arms and associated items purchased for the   Portuguese Army from FN FN Herstal were recently displayed and tested in Portugal. Delivery of 5.56mm and 7.62mm weapons to Portugal will take place from late 2019 or early 2020.

https://twitter.com/Defence360/status/1159093253842571267

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Agosto 09, 2019, 10:58:29 am
Confesso que estou algo impressionado com este programa de aquisição, finalmente algo bem feito. Normalmente esperaria-se a opção mais barata e básica possível, mas desta vez não foi o caso.

Só peca por não abranger os fuzos.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: MATRA em Agosto 09, 2019, 11:53:22 am
É verdade, a marinha teve falta de visão (€€).

E ao que parece o da Glock também não correu mal:

Citar
The Glock 9x19mm Luger pistols recently purchased by the NSPA for Portugal is to include front serrations, MIL-STD 1913 Picatinny rail and iron night sight, as well as 17-rounds magazine featuring flat dark earth finish.

Victor Barreira @ Twitter
https://twitter.com/Defence360
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: asalves em Agosto 09, 2019, 12:58:04 pm
Confesso que estou algo impressionado com este programa de aquisição, finalmente algo bem feito. Normalmente esperaria-se a opção mais barata e básica possível, mas desta vez não foi o caso.

Só peca por não abranger os fuzos.

Será coincidência ter sido feito pela NSPA e ter corrido bem? apesar das voltas e reviravoltas do caderno de encargos e afins
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Lightning em Agosto 09, 2019, 03:49:43 pm
É verdade, a marinha teve falta de visão (€€).

A Força Aérea também ainda não substituiu as G-3s, mas possui G36 suficientes para equipar a UPF e as equipas de PA que por vezes acompanham os destacamentos de aeronaves. Os FACs já os vi quer de G36 quer de HK416.

Em relação às pistolas é que já substituíram as P38 por HK USP à algum tempo.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 09, 2019, 04:02:39 pm
Confesso que estou algo impressionado com este programa de aquisição, finalmente algo bem feito. Normalmente esperaria-se a opção mais barata e básica possível, mas desta vez não foi o caso.

Só peca por não abranger os fuzos.

Se foi possível adquirir mais umas largas centenas de armas individuais, ( + 4400 SCAR + 250, LMG's e MMG's ), pelo mesmo valor inicial, porque não equipar o CF com as SCAR e família ?
1500 a 2000 SCAR chegariam bem como 100 LMG's e MMG's !
Quando, e digo quando e SE, o efectivo do Exército aumentar, para os tão necessários 16000 efectivos, então, comprar-se-iam mais, umas 2000 SCAR !

O reforço da encomenda inicial das armas para o Exército, devido ao custo unitário mais baixo de alguns tipos de armas/acessórios, permitirá armar pelo menos mais 4000 elementos, ou ao invés disso, e até que esses reforços cheguem a bom porto, equipar o CF na sua totalidade com armamento individual e colectivo !

11.000 Espingardas Automáticas (5,56 mm) - vamos receber mais 4000 Esp aut 5,56;
300 espingardas automáticas (7,62 mm) - mantem-se o numero inicial;
830 metralhadoras ligeiras (5,56 mm) - vamos receber mais 170 Met Lig 5,56;
320 metralhadoras médias (7,62 mm) - vamos receber mais 80 Met Méd 7,62;
450 espingardas de precisão (7,62 mm) -  vamos receber mais 100 Esp Prec 7,62;
1700 lança-granadas - vamos receber mais 300 LG's;
380 caçadeiras - mantem-se o numero de Caç;
3400 aparelhos de pontaria - vamos receber mais 350 Ap Pont.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/LPlRX0.jpg) (https://imageshack.com/i/poLPlRX0j)

Agora está na hora de substituir os Milan e Carl Gustaf pelos Spike MR/LR, para todos os Ramos das FFAA.

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Crypter em Agosto 09, 2019, 04:47:29 pm
Porquê a compra nesta cor e não no habitual preto? Penso que mesmo as Glock foram com a cor das Scar (flat dark earth)..
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Agosto 09, 2019, 04:53:33 pm
O "castanho" é uma cor que tanto dá para a floresta como para o deserto...o preto só serve para a noite.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Clausewitz em Agosto 09, 2019, 04:57:39 pm
Porquê a compra nesta cor e não no habitual preto? Penso que mesmo as Glock foram com a cor das Scar (flat dark earth)..

Camuflagem. O tom castanho/beje é mais aproximado ao da maior parte do terreno. O preto é mais visível, não existe na natureza.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 09, 2019, 05:21:24 pm
O "castanho" é um cor que tanto dá para a floresta como o deserto...o preto só serve para a noite.

Sem comentários PM !! :mrgreen:

Abraços

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 09, 2019, 05:24:49 pm
Porquê a compra nesta cor e não no habitual preto? Penso que mesmo as Glock foram com a cor das Scar (flat dark earth)..

Camuflagem. O tom castanho/beje é mais aproximado ao da maior parte do terreno. O preto é mais visível, não existe na natureza.

Quanto ás armas sejam elas em preto/verde escuro/castanho ou qq outra cor são sempre passiveis de serem camufladas/cagadas com outros materiais, sejam eles naturais ou não.

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: goldfinger em Agosto 12, 2019, 09:00:26 am
Artículo sobre el SCAR en Portugal:

https://www.defensa.com/otan-y-europa/transicion-fusil-asalto-scar-ejercito-portugal
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: sivispacem em Agosto 12, 2019, 10:45:24 am
E agora a grande questão que tem estado na mente dos nossos superiores estrategas militares e que eu finalmente ouso colocar (desculpem-me a falta de modéstia):

- Quais as implicações para a ordem unida resultantes da introdução do novo armamento ligeiro o Exército Português???? (a Marinha resolveu o assunto de uma forma brilhante, como se sabe.....)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 12, 2019, 11:26:40 am
E agora a grande questão que tem estado na mente dos nossos superiores estrategas militares e que eu finalmente ouso colocar (desculpem-me a falta de modéstia):

- Quais as implicações para a ordem unida resultantes da introdução do novo armamento ligeiro o Exército Português???? (a Marinha resolveu o assunto de uma forma brilhante, como se sabe.....)

A única grande alteração no manejo das armas em ordem unida será a posição de descansar, no caso destas FN a arma terá que ficar cruzada á frente do corpo apoiada nos dois braços, estando estes cruzados, tal como imagem dos Ranger's........
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/kcJYYR.jpg) (https://imageshack.com/i/plkcJYYRj)

..........pois não tem comprimento para ficar apoiada no solo, como os Comandos na imagem abaixo.
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/6ApRRh.jpg) (https://imageshack.com/i/pn6ApRRhj)

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: goldfinger em Agosto 12, 2019, 12:01:37 pm
(https://www.instagram.com/led.monkey.tactical/p/BqxYQsXFY6O/?utm_source=ig_tumblr_share&igshid=lkwpx3z2uws0)

(https://i.pinimg.com/564x/d0/1b/fb/d01bfbc91a19286b315594c388281902.jpg)

(https://i.pinimg.com/564x/a9/03/e7/a903e741d2b5f4b3d1d06764eaa7d303.jpg)

(https://i.pinimg.com/564x/f1/a8/de/f1a8de05dc508299d9959fb4fcea7605.jpg)

Bellas armas

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Agosto 14, 2019, 03:30:39 am
Citar
(a Marinha resolveu o assunto de uma forma brilhante, como se sabe.....)

Como resolveu a marinha o assunto?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 14, 2019, 10:33:13 am
Citar
(a Marinha resolveu o assunto de uma forma brilhante, como se sabe.....)

Como resolveu a marinha o assunto?

Simples, em vez de substituir as G3, apenas modernizou-as.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fsoldiersystems.net%2Fblog1%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F06%2Fimg_1115-1.jpg&hash=dd0c2d4cbc673f7609d773df3c0dbbad)


Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Agosto 14, 2019, 06:59:14 pm
Citar
Simples, em vez de substituir as G3, apenas modernizou-as.

Sim eu sei que fizeram o upgrade das g3.
desculpem pensei que tivessem mudado a ordem unida por causa de terem feito os upgrade   ;D
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Agosto 16, 2019, 10:13:21 pm
As FN SCAR e LMG's na Escola de Armas duas semanas atrás.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/Nc8qBf.jpg) (https://imageshack.com/i/poNc8qBfj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/ysHMv4.jpg) (https://imageshack.com/i/poysHMv4j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/uQxMH1.jpg) (https://imageshack.com/i/pouQxMH1j)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/H8kLuI.jpg) (https://imageshack.com/i/poH8kLuIj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/PJWEmy.jpg) (https://imageshack.com/i/pmPJWEmyj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/xxsXr0.jpg) (https://imageshack.com/i/poxxsXr0j)

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Crypter em Agosto 23, 2019, 11:40:08 am
a 4ª FD para o Afeganistão já treina com as Scar?

(https://scontent.fopo1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/69322728_2266418500273502_8677201382492602368_n.jpg?_nc_cat=105&_nc_oc=AQlumP0thwgj-hYh40KvUAAwhu3PE5DPeKefyuUDc5ZOLXG9JHhFTvPVYBL-BBLDDjv1NU56P60fKw6oUGx06MQy&_nc_ht=scontent.fopo1-1.fna&oh=10cbf56a15df4020a76c661dc42a94fe&oe=5E12CE07)

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Agosto 23, 2019, 11:54:42 am
Por acaso ia perguntar como será a transição para as novas armas - nas unidades projectadas no exterior principalmente... quanto tempo de treino é necessário para uma FND ir equipada a 100% para um teatro operacional (RCA, por exemplo)?

Até porque - 2ª questão - vai haver algum tipo de material (5,56mm, ML 5,56mm, armas suficientes para "atiradores designados", etc) que não existia na nossa organização... já se sabe quais as alterações na distribuição (doutrina?) equipamento a nível companhia / pelotão / secção / esquadra? vai ser igual para BIPara vs Comandos vs BI Pandur?       
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 23, 2019, 02:11:42 pm
a 4ª FD para o Afeganistão já treina com as Scar?

(https://scontent.fopo1-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/69322728_2266418500273502_8677201382492602368_n.jpg?_nc_cat=105&_nc_oc=AQlumP0thwgj-hYh40KvUAAwhu3PE5DPeKefyuUDc5ZOLXG9JHhFTvPVYBL-BBLDDjv1NU56P60fKw6oUGx06MQy&_nc_ht=scontent.fopo1-1.fna&oh=10cbf56a15df4020a76c661dc42a94fe&oe=5E12CE07)

Não. E dúvido que antes do próximo ano isso vá acontecer.

Por acaso ia perguntar como será a transição para as novas armas - nas unidades projectadas no exterior principalmente... quanto tempo de treino é necessário para uma FND ir equipada a 100% para um teatro operacional (RCA, por exemplo)?

Até porque - 2ª questão - vai haver algum tipo de material (5,56mm, ML 5,56mm, armas suficientes para "atiradores designados", etc) que não existia na nossa organização... já se sabe quais as alterações na distribuição (doutrina?) equipamento a nível companhia / pelotão / secção / esquadra? vai ser igual para BIPara vs Comandos vs BI Pandur?       

A aquisição compreende tanto as SCAR L (5.56mm) como as SCAR H (7.62x51mm), como tal está assegurada espingardas-automáticas em 7.62mm para os Atiradores Especiais no seio dos PelAt.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Agosto 23, 2019, 02:43:01 pm
Por acaso ia perguntar como será a transição para as novas armas - nas unidades projectadas no exterior principalmente... quanto tempo de treino é necessário para uma FND ir equipada a 100% para um teatro operacional (RCA, por exemplo)?

Até porque - 2ª questão - vai haver algum tipo de material (5,56mm, ML 5,56mm, armas suficientes para "atiradores designados", etc) que não existia na nossa organização... já se sabe quais as alterações na distribuição (doutrina?) equipamento a nível companhia / pelotão / secção / esquadra? vai ser igual para BIPara vs Comandos vs BI Pandur?

A aquisição compreende tanto as SCAR L (5.56mm) como as SCAR H (7.62x51mm), como tal está assegurada espingardas-automáticas em 7.62mm para os Atiradores Especiais no seio dos PelAt.

Mas o "Atirador Especial" (é este o nome oficial?) vai estar nas secções ou ao nível pelotão (ou depende da força, se é Comandos, Paras, etc)? E as ML 5,56mm, vai ser 1 por secção? E as ML 7,62mm passam a ser ao nível de pelotão? Parece que não mas esta aquisição de armas ligeiras provoca alterações na doutrina...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Agosto 23, 2019, 04:34:35 pm
Não vejo nenhuma SCAR na foto. Vejo sim uma G3, uma HK416 com cano de 11'', uma HK416 com cano de 14.5'' e uma HK416 cujo comprimento do cano não dá para ver.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 23, 2019, 04:35:57 pm
Por acaso ia perguntar como será a transição para as novas armas - nas unidades projectadas no exterior principalmente... quanto tempo de treino é necessário para uma FND ir equipada a 100% para um teatro operacional (RCA, por exemplo)?

Até porque - 2ª questão - vai haver algum tipo de material (5,56mm, ML 5,56mm, armas suficientes para "atiradores designados", etc) que não existia na nossa organização... já se sabe quais as alterações na distribuição (doutrina?) equipamento a nível companhia / pelotão / secção / esquadra? vai ser igual para BIPara vs Comandos vs BI Pandur?

A aquisição compreende tanto as SCAR L (5.56mm) como as SCAR H (7.62x51mm), como tal está assegurada espingardas-automáticas em 7.62mm para os Atiradores Especiais no seio dos PelAt.

Mas o "Atirador Especial" (é este o nome oficial?) vai estar nas secções ou ao nível pelotão (ou depende da força, se é Comandos, Paras, etc)? E as ML 5,56mm, vai ser 1 por secção? E as ML 7,62mm passam a ser ao nível de pelotão? Parece que não mas esta aquisição de armas ligeiras provoca alterações na doutrina...

 :arrow:https://warriors.pt/galerias/treino-de-atirador-especial-2o-batalhao-paraquedistas/

Presumo que seja assim:

Tática Paraquedista
A Metralhadora Ligeira

TEN PÁRA GONÇALO SANTOS

Hiram S. Maxim foi um dos pioneiros na conceção de metralhadoras, tendo desenvolvido a sua arma no período de 1883 a 1885, a qual apenas necessitava da ação continua do dedo do atirador no gatilho para que disparasse os projéteis, a uma grande cadência e continuamente.
Pese embora estas armas tenham sido usadas em combate anteriormente, foi efetivamente na I Grande Guerra que o seu emprego de forma sistemática provou a sua eficácia e superioridade relativamente a outras armas de fogo da altura. As metralhadoras provocavam um elevado número de baixas, especialmente às forças de infantaria, sendo que algumas ainda usavam a técnica do assalto napoleónico, privilegiando o princípio da massa. A ação das metralhadoras nesta guerra de trincheiras, defensiva e estática, revelou-se fundamental, pois eram estas que não permitiam o assalto das forças inimigas às posições entrincheiradas.

As forças portuguesas que participaram na I Grande Guerra, integradas no Corpo Expedicionário Português, estavam equipadas com a metralhadora Lewis 7,7 mm m/917.
Durante a II Grande Guerra as metralhadoras, agora mais desenvolvidas, com maior capacidade de fogo, mais leves e mais versáteis, continuaram a ser usadas de forma sistemática, mas desta vez não só pelas forças de infantaria, como por outras forças terrestres, pela aviação e pela marinha de guerra, para operações defensivas e ofensivas. Nesta guerra, dos vários modelos de metralhadoras usadas, destacaram-se as MG34 e a já nossa conhecida MG42 ambas de fabrico alemão.

Durante a Guerra do Ultramar, a metralhadora ligeira utilizada inicialmente pelas forças portuguesas, foi a Dreyse m/938, conhecida como MG13, contudo em 1962 esta arma foi substituída pela metralhadora ligeira MG42/59. Atualmente a metralhadora continua a equipar todos os exércitos modernos e em especial as forças de infantaria, constituindo para os baixos escalões, uma das suas principais armas ao dispor do respetivo comandante.

Efetivamente as metralhadoras ligeiras têm vantagens claras relativamente às espingardas automáticas que equipam os atiradores, desde logo a sua maior cadência de tiro e alcance permite ter um efeito mais eficaz, em ações ofensivas e defensivas; no entanto alguns dos aspetos negativos das metralhadoras, têm a ver as características da arma, nomeadamente o seu peso, (quer da própria arma quer das munições que terá que ter ao dispor para a sua rentabilização em combate), e o facto de, normalmente, ser uma arma coletiva, exigindo mais do que um militar para que se possa rentabilizar ao máximo a sua potencialidade. Estes aspetos negativos das metralhadoras podem não ser significativos para forças que combatam montadas, mas é para forças que combatam apeadas e particularmente para forças que atuam ou podem atuar de forma isolada, a baixos escalões (Pelotão e Secção).

Assim, as forças de infantaria ligeira, se por um lado não podem abdicar das enormes vantagens que as metralhadoras oferecem aos baixos escalões, nomeadamente o seu poder de fogo e alcance, terão que equilibrar a sua existência com a natureza da sua missão e das condições em que combatem, ou seja, terão que ter o potencial suficiente para vencer, que as metralhadoras proporcionam, mas com o tipo de arma adequada, sob pena de estas constituírem um obstáculo à manobra da força, ou de não ser possível rentabilizá-la em combate.

As Secções de Paraquedistas, dos Pelotões das Companhias dos Batalhões Paraquedistas, sendo uma força de infantaria ligeira, que combate apeada, podendo atuar de forma isolada, que combate com o que transporta, e constituída apenas por oito militares, têm efetivamente que possuir metralhadoras para que possa dispor de potencial de combate capaz de vencer, mas não pode despender quatro militares para operar apenas duas armas, empenhando 50% do seu efetivo.

De acordo com os Quadro Orgânico do Batalhão de Infantaria Paraquedista, nº 24.0.21 de 03 de dezembro de 2009 do 1ºBIPara e nº 24.0.22 de 03 de dezembro de 2009 do 2BIPara, as Secções de Paraquedistas são constituídas por oito militares, sendo o seu comandante 01 Sargento, acumulando com o comando de uma Equipa ou Esquadra.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fi205.photobucket.com%2Falbums%2Fbb309%2FMergeri%2FETP%2Fsecccedilatildeo%2520de%2520atiradores_zpshqmid1rn.png&hash=493135ee0d471f17d9ad25defb6706d4)

A Secção de Paraquedistas contempla dois apontadores de metralhadora ligeira, metralhadora esta, que deve ser individual, atribuídas uma a cada Equipa ou Esquadra, o que aumenta substancialmente o seu potencial de combate e substancialmente o seu poder de fogo, permitindo assim que a unidade tenha a sua capacidade para executar o fogo e movimento, e de empenhar o inimigo a maiores distâncias devido ao seu maior alcance.

É importante sublinhar que as metralhadoras das Secções de Paraquedistas devem ser individuais, o que permite que para o seu manejo e rentabilização máxima, apenas necessite de um elemento da Secção e que tenha o mesmo calibre das restantes espingardas automáticas existentes na Secção, este ultimo aspeto, fundamentalmente por razões logísticas e flexibilidade na redistribuição de munições.

As missões das forças Paraquedistas, podem genericamente enunciar-se como missões executadas de forma isolada, normalmente recorrendo ao assalto aéreo através de salto tático em paraquedas ou por aterragem de assalto, em todo o tipo de conflito, qualquer tipo de terreno e condições meteorológicas, missões apeadas e/ou montadas de alta agressividade, contra forças blindadas, mecanizadas ou apeadas, missões que exijam a conquista e posse do terreno importante e pontos sensíveis, golpes-demão a Postos de Comando, Bases de Fogos e outros objetivos importantes, ou missões de combate aoterrorismo e outras ameaças assimétricas. As Secções de Paraquedistas devem estar preparadas para estas missões, o que significa que devem estar formadas, treinadas, equipadas e armadas para as executarem com sucesso, pelo que, além do processo formativo, processo de treino e equipamento, a escolha do armamento deve ser criterioso, especialmente para a Secção de Paraquedistas, sendo a unidade mínima de emprego de forma isolada e sendo a metralhadora a sua arma principal, a sua escolha reveste-se de grande importância pois irá influenciar a capacidade para executar as missões atribuídas. A definição dos critérios técnicos e operacionais para a escolha da metralhadora para a Secção de Paraquedistas deve ter em conta a natureza das missões e as condições em que são executadas pelas Secções.

De uma forma geral, entende-se que as metralhadoras para a Secção de Paraquedistas devem ser individuais (permite a rentabilização máxima quando operada por apenas um paraquedista, incluindo o municiamento e alimentação); que a falha de disparo possa ser resolvida de forma fácil e rápida; que a sua montagem e desmontagem seja simples e com o mínimo possível de peças separáveis; que seja de manutenção fácil; que tenha dimensões reduzidas para permitir a transposição de obstáculos e movimentação em terreno restritivo, sem comprometer a capacidade de fogo, alcance e precisão; que seja leve; que tenha um sistema de alimentação fiável e longo na autonomia e que possa ser facilmente transportada durante o lançamento pelo Paraquedista.

Entende-se também que tecnicamente a metralhadora para a secção de Paraquedistas deve ter um calibre 5,56x45 NATO; o seu peso não deve exceder os 8,5Kg; deverá ter um comprimento máximo de 1050mm, a sua cadência de tiro deverá ser no mínimo de 700 tiros por minuto, alimentada por fita e com capacidade para acoplar as caixas que contêm as fitas; ter possibilidade de efetuar tiro automático e tiro controlado selecionável pelo apontador e ter a capacidade para acoplar diferentes acessórios e aparelhos de pontaria através das calhas picatinny.

Alguns exemplos de metralhadoras ligeiras usadas pelas de Secções de Paraquedistas de Exércitos de outros países e respetivos dados técnicos.

 :arrow: http://www.exercito.pt/sites/ETP/Documents/BV/pdf_243_site.pdf
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Agosto 23, 2019, 05:23:42 pm
Ou seja, nas secções PARA a ML (2x) seria 5,56mm mas teria Atirador Especial (2x) equipado com 7,62mm...? Ou seria o 5,56mm com um cano (mira, etc) diferentes?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 23, 2019, 06:20:01 pm
Ou seja, nas secções PARA a ML (2x) seria 5,56mm mas teria Atirador Especial (2x) equipado com 7,62mm...? Ou seria o 5,56mm com um cano (mira, etc) diferentes?

Há várias questões em aberto, porque:

-Adquire-se 300 Espingardas Automáticas SCAR H;
-Adquire-se 550 (quinhentas e cinquenta) Espingardas de Precisão (7,62 mm).

Porquê a diferença de designação?

Será que alguma unidade de escalão Batalhão vai ser armada integralmente com SCAR H? Será que as primeiras serão distribuídas a unidades de pequeno escalão e as segundas a unidades de escalão superior? Não faria sentido, já que 300 das primeiras e 550 das segundas.

Secções de Paraquedistas constituídas por oito militares, o comandante da Equipa ou Esquadra armado com SCAR L, Atiradores Granadeiro com SCAR L e FN40GL MK2, 2 Atiradores Especiais com SCAR L/H (?) e Atiradores de ML com a Minimi 5,56 Mk3?

Já agora, penso que as SCAR L são todas com canos de 368mm.

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: JPMM em Agosto 24, 2019, 07:09:18 pm
Ou seja, nas secções PARA a ML (2x) seria 5,56mm mas teria Atirador Especial (2x) equipado com 7,62mm...? Ou seria o 5,56mm com um cano (mira, etc) diferentes?

Há várias questões em aberto, porque:

-Adquire-se 300 Espingardas Automáticas SCAR H;
-Adquire-se 550 (quinhentas e cinquenta) Espingardas de Precisão (7,62 mm).

Porquê a diferença de designação?

Será que alguma unidade de escalão Batalhão vai ser armada integralmente com SCAR H? Será que as primeiras serão distribuídas a unidades de pequeno escalão e as segundas a unidades de escalão superior? Não faria sentido, já que 300 das primeiras e 550 das segundas.

Secções de Paraquedistas constituídas por oito militares, o comandante da Equipa ou Esquadra armado com SCAR L, Atiradores Granadeiro com SCAR L e FN40GL MK2, 2 Atiradores Especiais com SCAR L/H (?) e Atiradores de ML com a Minimi 5,56 Mk3?

Já agora, penso que as SCAR L são todas com canos de 368mm.

"The SCAR-H STD comes with a 16 inch barrel and will be outfitted for use as a designated marksman rifle, bolstering platoon-sized infantry elements. Snipers at the company level will be issued the SCAR-H PR, which uses a 20 inch barrel, a two-stage match trigger, and comes with an optional folding buttstock. Both the SCAR-H and the H PR are built to fire the 7.62 NATO round."
Uma SCAR-H STD por Esquadra de Atiradores?
6 SCAR-H PR por Companhia de Atiradores?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 24, 2019, 08:49:15 pm
O que o texto diz são atiradores especiais ao nível dos PelAt (SCAR-H STD) e nas CompAt (SCAR-H PR).
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Agosto 27, 2019, 12:06:06 pm
(https://assets.exercito.pt/_layouts/15/Lightbox.aspx?url=https%3A%2F%2Fassets.exercito.pt%2FSiteAssets%2FJE%2FJornais%2F2019%2Fjun%2Fpages%2FJE%2520(30).jpg)

(https://assets.exercito.pt/_layouts/15/Lightbox.aspx?url=https%3A%2F%2Fassets.exercito.pt%2FSiteAssets%2FJE%2FJornais%2F2019%2Fjun%2Fpages%2FJE%2520(31).jpg)

(https://assets.exercito.pt/_layouts/15/Lightbox.aspx?url=https%3A%2F%2Fassets.exercito.pt%2FSiteAssets%2FJE%2FJornais%2F2019%2Fjun%2Fpages%2FJE%2520(32).jpg)

(https://assets.exercito.pt/_layouts/15/Lightbox.aspx?url=https%3A%2F%2Fassets.exercito.pt%2FSiteAssets%2FJE%2FJornais%2F2019%2Fjun%2Fpages%2FJE%2520(33).jpg)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: nelson38899 em Setembro 06, 2019, 10:21:00 am
Citar
The Portuguese Army will soon officially present the small arms types it has purchased from FN Herstal. The event will take place Army School of Arms. The initial weapons will be displayed next week, prior major deliveries takes place from December.
https://twitter.com/Defence360
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 06, 2019, 04:47:40 pm
FN Herstal unveils new ammo cartridges

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/wHILtC.png) (https://imageshack.com/i/plwHILtCp)

FN Herstal will showcase four new small calibre ammunitions at DSEI 2019 with the aim of meeting both new threats faced by militaries and recent trends like environmental regulations.

The new cartridges are being introduced to FN Herstal’s 5.56 and .50 calibres, delivering a wider small calibre ammunition range.
Two of these rounds – the FN Permax 5.56 and FN Propass 5.56 – are compliant with NATO standards and compatible with all 5.56x45mm NATO weapons chambers, as well as being qualified on FN Herstal weapons such as the FN SCAR-SC.

The FN Permax 5.56 has been designed to meet current European and international environmental regulations, as well as anticipating future ones around the use of lead in weapons. The FN Propass 5.56 is an armour piercing round capable of perforating armoured targets and level IV ballistic protection.

The other two rounds are the FN Aria .50 RR and its tracer variant. These ammunitions are compatible with weapons chambered in 12.7x99mm NATO calibre (.50 calibre), as well as being qualified on some FN machine guns.

The FN ARIA .50 RR rounds are designed as reduced range cartridges, intended for ranges below 3.5km. The cartridges do not require re-zeroing or converted weapons, an are intended to be used for training with .50 calibre weapons.

FN also proposes ‘an extensive range of .50cal rounds, including the multi-purpose Armour Piercing Explosive Incendiary’.

https://www.shephardmedia.com/news/landwarfareintl/fn-herstal-unveil-four-new-cartridges-dsei-2019/

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 07, 2019, 10:56:47 am
E agora a grande questão que tem estado na mente dos nossos superiores estrategas militares e que eu finalmente ouso colocar (desculpem-me a falta de modéstia):

- Quais as implicações para a ordem unida resultantes da introdução do novo armamento ligeiro o Exército Português???? (a Marinha resolveu o assunto de uma forma brilhante, como se sabe.....)

A única grande alteração no manejo das armas em ordem unida será a posição de descansar, no caso destas FN a arma terá que ficar cruzada á frente do corpo apoiada nos dois braços, estando estes cruzados, tal como imagem dos Ranger's........
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/kcJYYR.jpg) (https://imageshack.com/i/plkcJYYRj)

..........pois não tem comprimento para ficar apoiada no solo, como os Comandos na imagem abaixo.
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/6ApRRh.jpg) (https://imageshack.com/i/pn6ApRRhj)

Abraços

sivispacem, a ordem unida com as SCAR, não será muito diferente da executada pelos Para Comandos Belgas neste vídeo.


Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 08, 2019, 11:30:36 am
Será que os SEAL também usaram as SCAR ??
Pelo que parece não gostaram assim muito delas.


Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 08, 2019, 11:44:00 am
Mais uma avaliação da SCAR .


Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 09, 2019, 06:56:22 pm
(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/fr/cp0/e15/q65/69994029_1319414651560808_3220404149698953216_n.jpg?_nc_cat=106&efg=eyJpIjoidCJ9&_nc_oc=AQkdQF7mTSCXyQ4YM9q-w1ItxgmmEngfJ1Qo6DHhUcuzV1qq4_PpSgQC_3wvEnG48rc&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=d22281f4d5626a09878d848432c1a692&oe=5DF1CE0C)

Fonte: colocado pelo autor no Facebook.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 09, 2019, 07:27:13 pm
(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/fr/cp0/e15/q65/69994029_1319414651560808_3220404149698953216_n.jpg?_nc_cat=106&efg=eyJpIjoidCJ9&_nc_oc=AQkdQF7mTSCXyQ4YM9q-w1ItxgmmEngfJ1Qo6DHhUcuzV1qq4_PpSgQC_3wvEnG48rc&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=d22281f4d5626a09878d848432c1a692&oe=5DF1CE0C)

Fonte: colocado pelo autor no Facebook.

É o jornal do Exército correcto CdM ?

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 09, 2019, 07:46:11 pm
Exacto.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 12, 2019, 10:31:10 am



Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 12, 2019, 10:40:12 am
Será que os SEAL também usaram as SCAR ??
Pelo que parece não gostaram assim muito delas.

Abraços

Para mim o que interessa é o que a nossa rapaziada vai achar das várias armas que vão receber. Da minha parte estou descansado dado o feedback que tive de quem tem as mãos todos os dias na massa.

Citar
We use SCAR-L and GL40 and we are fairly happy with it.
Also, Minimi Mk-2 Para TR and we are very happy.
Also, SCAR-H TPR and we are extremely happy
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 14, 2019, 10:18:55 am
(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70769081_2746617028706518_5324177902642659328_n.jpg?_nc_cat=102&_nc_oc=AQnNNz-wTT4uuKSH3yIvfp1193s6I2med_0scVhmwpThumdFoiXeua6I7RM1Dsi9_V8&_nc_ht=scontent.flis5-1.fna&oh=1d2c01ffea306ead34be66cca9fd9b9e&oe=5DF4A751)

Citação de: Operacional
O Exército Português acaba de divulgar a "nova família de armas ligeiras" que o irá equipar e que será formalmente apresentada no próximo dia 16SET2019 na Escola das Armas em Mafra, armamento esse cujas características básicas estão agora referidas no site do ramo terrestre:

https://www.exercito.pt/pt/Paginas/0_Conteudo_Generico/Armamento_FN/Armamento_FN.aspx
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 14, 2019, 12:08:48 pm
(https://scontent.flis8-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/71013051_1323306871171586_947701198335508480_o.jpg?_nc_cat=111&_nc_oc=AQmfLAYq43t-JGfna4kvx8fSHLQiCOLLfLYeiwpqz0M-19AghGMQNXaz4jmHGvT1lGvDHO1grEykyY5VlRpGXWjv&_nc_ht=scontent.flis8-1.fna&oh=cb998d8471cfc5e701229def3f2e2d39&oe=5E099B89)

(https://scontent.flis8-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/53016219_1185327668302841_2151603883141496832_n.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQm7GnVpYc_j11LyY5-oy02Tnj4OLwImOypwgLNa7ZKH0Dz4YR_B4YA2jRDZIugkE2NoMyLzM-J_BQfbZ1wlLPUF&_nc_ht=scontent.flis8-2.fna&oh=8f893f13a0872d8a359b05e9064586ba&oe=5E0E9BF5)

(https://scontent.flis8-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70619657_1323305931171680_7089786426283261952_o.jpg?_nc_cat=106&_nc_oc=AQkRc62GogAbXNi3U5vzGK48O0I2znMNYGzWqJAimTyOomreTcMuhcxJ2ED9QcZqYmQRgBlR7_8f1_tVkODsTKHf&_nc_ht=scontent.flis8-2.fna&oh=99191f65b5e6f560c02519ebda511f57&oe=5E012A79)

(https://scontent.flis8-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/71142989_1323305951171678_3715480241020338176_o.jpg?_nc_cat=101&_nc_oc=AQm7KqY2AntPqOyL9TBb90e-u3HeLKpODHRsoVkVExU2Sk0ktrFJ4uaNbSxXZ1fcKkoJqHaQ928ItrxCwW7lK63E&_nc_ht=scontent.flis8-2.fna&oh=7341b36a307f1bfacf2581d35304b1f7&oe=5DFCC5DB)

(https://scontent.flis8-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70547281_1323305924505014_930236903532265472_o.jpg?_nc_cat=111&_nc_oc=AQkn7bOWcAuPY7BCMguMLYg1r357sAzNuX1yBYIr003RWylDbARtnyID6bXvHtAkaXkJEdj6YzT1ZSdmQPyj4by4&_nc_ht=scontent.flis8-1.fna&oh=3567af1d0988b499535d7d28d21f7ec9&oe=5E3D646C)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 14, 2019, 12:25:36 pm
Será que os SEAL também usaram as SCAR ??
Pelo que parece não gostaram assim muito delas.


Abraços

2 gajos a falarem por milhares de SEAL!!!! é no minimo ridiculo, especialmente quando sabemos que toda a comunidade do SOCOM as adora...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: goldfinger em Setembro 15, 2019, 04:57:15 pm
(https://i.imgur.com/mRB6uJt.jpg)

(https://i.imgur.com/d74Lhfw.jpg)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: nelson38899 em Setembro 16, 2019, 06:39:32 pm
(https://scontent.flis7-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/71009921_2283661308549221_6302375761076551680_o.jpg?_nc_cat=100&_nc_oc=AQn7MCH-H2IcM19APiu4-Wl69ubZ89lbxduEJSBcuqx0jNks62RT5qkqzAPr7VeShlI&_nc_ht=scontent.flis7-1.fna&oh=a01a8782972f5a7fdaeea934b953210c&oe=5E0004EE)

(https://scontent.flis7-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/71288715_2283661371882548_4285075535345745920_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQnrEGd_2SSuLFX7QWemzfIXe7TmalgopDkacEodzC8-6H6L_SglQkh0Ab9EDRcs0Y4&_nc_ht=scontent.flis7-1.fna&oh=44dda150205c22a937527a72acaed26f&oe=5DFDAAD7)

(https://scontent.flis7-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70337959_2283661621882523_2742088455285637120_o.jpg?_nc_cat=102&_nc_oc=AQmaWK59DzZRF3HB9O5TYOHzk4IMdmE02i3EYc_bqCTgCN7fYXLRrRX2C1CBPk8aVG4&_nc_ht=scontent.flis7-1.fna&oh=4b4095c2e9b76540351f04e243b46ba4&oe=5E3DCA68)

facebook
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Migas em Setembro 16, 2019, 07:08:40 pm
E apresentam as novas armas com os uniformes todos surrados!!!  :N-icon-Axe: Não podiam usar logo os novos?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Setembro 16, 2019, 11:03:28 pm
Vi nas fotos várias em preto.
Não iam ser na cor FDE?
Será só para serem usadas  na ordem unida? Não faz muito sentido.

Nem a G3, a Sig, a Hk416 são sequer em preto.
Porquê esta escolha?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Setembro 17, 2019, 02:19:10 am
Também pensei que todas as armas eram em FDE.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: MATRA em Setembro 17, 2019, 02:50:45 pm
Não sei se estas não serão as que a FN mandou para avaliação/treino, até chegarem as nossas em outubro.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Setembro 17, 2019, 03:38:36 pm
Será que os bombeiros também vão ser equipados com as SCAR?  :mrgreen:
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: zawevo em Setembro 17, 2019, 03:54:02 pm
Os políticos andam sempre a falar do duplo uso para o novo material recentemente comprado.
Um pergunta para um ignorante: Será que este novo armamento também serve para combater os incêndios florestais?
Muito agradecido.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 17, 2019, 05:20:15 pm
Será que os bombeiros também vão ser equipados com as SCAR?  :mrgreen:

Só lá estão por causa dos Comandos... quando morrer vou para o inferno, ai esta minha língua. 8) :mrgreen:

E apresentam as novas armas com os uniformes todos surrados!!!  :N-icon-Axe: Não podiam usar logo os novos?

E por ventura os novos camuflados já estão a ser usados nas nossas unidades? Até agora só vi no contingente no Iraque e na mão de um outro General e mais nada.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fassets.exercito.pt%2FSiteAssets%2FCFT%2FOperacoes%2FIraque%2FIraque%252020190201%252010.jpg&hash=f80288bfcb2e77db78bb735055909fef)

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ricardonunes em Setembro 17, 2019, 06:15:42 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/71033138_2284332941815391_3957609550613315584_o.jpg?_nc_cat=104&_nc_oc=AQl14XjmlZ3igNxAZP4wiI1CxP8ZfMbr30s4kDTaCBHr7oiSE_oeh4nRopeqKifgozOo_dF-ThpXld1BN_2E7ElB&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=fc3b570565f89b5637ec31f879ec3962&oe=5DF06CD6)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ricardonunes em Setembro 17, 2019, 06:18:29 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70604530_2283661441882541_7664606724417912832_o.jpg?_nc_cat=104&_nc_oc=AQn0TYA_kNibVYTmNqoToUmgrafU3xy3hU6k8OwHfnq6SllQ3t5rd-uunM5OFeRCgoYRHY0_L7VMYxwo406n_YPp&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=2703ca49df1d7c9cca75f9389f65b412&oe=5DF39198)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ricardonunes em Setembro 17, 2019, 06:19:30 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70937041_2283661345215884_7949667676698181632_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQnn3aNO5Wm1SmLPMDapAMwXLiqnPn5FBnZTOIPtTwkixvVAvsaejySz4S_zev9jrupOtgXGyqh-ej5pz_TJyUZT&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=12443564facfb0237de4c012d6779833&oe=5E0B8FAF)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ricardonunes em Setembro 17, 2019, 06:21:23 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70415706_2283661245215894_5418735073702707200_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQkYJMWBHUks8OEjLRYvciesQi8P_rijnQPwT_fNoYOuwF6jvTClS-3N8PKQpvJKFeygym9yZW2Eco4j01-2RI1G&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=b536eafe9acac0961cf4ee9878961bb6&oe=5E3B66BA)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 17, 2019, 06:23:12 pm
E apresentam as novas armas com os uniformes todos surrados!!!  :N-icon-Axe: Não podiam usar logo os novos?

Surrados ????
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ricardonunes em Setembro 17, 2019, 06:28:30 pm
Na ultima foto, impressao minha ou o militar mais a direita ja esta equipado com a Glock
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 17, 2019, 07:10:40 pm
Na ultima foto, impressao minha ou o militar mais a direita ja esta equipado com a Glock

Também me parece, o punho não engana, e é uma 17, cor castanha correcto ??
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 17, 2019, 07:50:29 pm

https://scontent.flis8-2.fna.fbcdn.net/v/t39.24130-6/71197825_370723833876820_713987594225731111_n.mp4?_nc_cat=101&efg=eyJ2ZW5jb2RlX3RhZyI6Im9lcF9oZCJ9&_nc_oc=AQlxXd5vp9IIMd9aGlRyOfMp8fKwt51q7I01c1Hj-M3am2CYXGGZXOvmPtE4cskgTsY&_nc_ht=scontent.flis8-2.fna&oh=bfd5c748036cb3c174ecd158e869226b&oe=5E07F1EC
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Major Alvega em Setembro 18, 2019, 02:07:04 am
Tinham dito que as SCAR-L para o Exército não vinham em preto. E afinal já estou a ver ali umas nessa côr.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 18, 2019, 10:02:27 am
Na ultima foto, impressao minha ou o militar mais a direita ja esta equipado com a Glock

O Exército vai receber vários milhares de Glocks.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Crypter em Setembro 18, 2019, 02:17:03 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70415706_2283661245215894_5418735073702707200_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQkYJMWBHUks8OEjLRYvciesQi8P_rijnQPwT_fNoYOuwF6jvTClS-3N8PKQpvJKFeygym9yZW2Eco4j01-2RI1G&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=b536eafe9acac0961cf4ee9878961bb6&oe=5E3B66BA)

São OE's?

Se sim, irão trocar as HK pelas Scar? 
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Setembro 18, 2019, 02:45:49 pm
Se reparares nas outras fotos, ou estão com boinas vermelhas postas na cabeça, ou nos bolsos das calças...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 19, 2019, 10:54:13 am
Se reparares nas outras fotos, ou estão com boinas vermelhas postas na cabeça, ou nos bolsos das calças...

Segundo li no face, havia militares de ambas as unidades na demonstração.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 19, 2019, 04:54:12 pm
Militares da Forca de Operacoes Especiais do Exercito na demonstracao de apresentacao das armas

(https://scontent.flis8-2.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70660991_1325999060902367_6880273222890160128_n.jpg?_nc_cat=101&_nc_oc=AQlIww9R0gVa7Ws57UNE9058_HZkQGnoH-l5Zc6xRfOR_Pw6dZia2T7DSMvqp7A_eUI&_nc_ht=scontent.flis8-2.fna&oh=1da0dd7ffb46e258110d5434bb495819&oe=5DF61549)

(https://scontent.flis8-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/70238460_1325997084235898_1442396107014406144_n.jpg?_nc_cat=109&_nc_oc=AQkHAcH28ckDmO_gadV-EAxYdq5aZpF1757DWwkSpklK0El9Ct5NkEzpVr06WMWhxsE&_nc_ht=scontent.flis8-1.fna&oh=116feaf288c059b36b91973f07ae6798&oe=5E3C4029)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 19, 2019, 04:55:56 pm
Tinham dito que as SCAR-L para o Exército não vinham em preto. E afinal já estou a ver ali umas nessa côr.

Foi so para a demonstraçáo...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 19, 2019, 05:01:02 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70415706_2283661245215894_5418735073702707200_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQkYJMWBHUks8OEjLRYvciesQi8P_rijnQPwT_fNoYOuwF6jvTClS-3N8PKQpvJKFeygym9yZW2Eco4j01-2RI1G&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=b536eafe9acac0961cf4ee9878961bb6&oe=5E3B66BA)

São OE's?

Se sim, irão trocar as HK pelas Scar?

Nessa foto são Operacoes Especiais.
Vao receber SCAR, agora nunca irao substituir totalmente porque nao vieram SCAR com canos curtos, e essa arma é muito importante para o CTOE.
Talvez um dia quando a SCAR for adquirida nas versoes compacta e sub-compacta as HK416 sejam so para cerimonias, ou instrucao, tal como sao agora as sig543.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: diogo13350 em Setembro 19, 2019, 06:31:20 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70415706_2283661245215894_5418735073702707200_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQkYJMWBHUks8OEjLRYvciesQi8P_rijnQPwT_fNoYOuwF6jvTClS-3N8PKQpvJKFeygym9yZW2Eco4j01-2RI1G&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=b536eafe9acac0961cf4ee9878961bb6&oe=5E3B66BA)

São OE's?

Se sim, irão trocar as HK pelas Scar?

Nessa foto são Operacoes Especiais.
Vao receber SCAR, agora nunca irao substituir totalmente porque nao vieram SCAR com canos curtos, e essa arma é muito importante para o CTOE.
Talvez um dia quando a SCAR for adquirida nas versoes compacta e sub-compacta as HK416 sejam so para cerimonias, ou instrucao, tal como sao agora as sig543.
Sendo OE acho que faz sentido terem acesso a uma panóplia mais vasta de armas ligeiras do que as outras forças da BRR, a meu ver irão substituir as g36,ficando com ashk e scar como armas de serviço.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: jorgeshot1 em Setembro 19, 2019, 08:09:22 pm
(https://scontent-ams4-1.xx.fbcdn.net/v/t1.0-9/70415706_2283661245215894_5418735073702707200_o.jpg?_nc_cat=107&_nc_oc=AQkYJMWBHUks8OEjLRYvciesQi8P_rijnQPwT_fNoYOuwF6jvTClS-3N8PKQpvJKFeygym9yZW2Eco4j01-2RI1G&_nc_ht=scontent-ams4-1.xx&oh=b536eafe9acac0961cf4ee9878961bb6&oe=5E3B66BA)

São OE's?

Se sim, irão trocar as HK pelas Scar?

Nessa foto são Operacoes Especiais.
Vao receber SCAR, agora nunca irao substituir totalmente porque nao vieram SCAR com canos curtos, e essa arma é muito importante para o CTOE.
Talvez um dia quando a SCAR for adquirida nas versoes compacta e sub-compacta as HK416 sejam so para cerimonias, ou instrucao, tal como sao agora as sig543.
Sendo OE acho que faz sentido terem acesso a uma panóplia mais vasta de armas ligeiras do que as outras forças da BRR, a meu ver irão substituir as g36,ficando com ashk e scar como armas de serviço.
Posso estar errado mas penso que as G36 já foram substituídas na sua totalidade pelas HK 416
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 19, 2019, 08:51:18 pm
Não têm HK416 em número suficiente para isso.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 21, 2019, 12:16:39 pm
Nova Espingarda de Assalto do Exército Português


No passado dia 16 de Setembro, o Exército Português apresentou a sua nova espingarda de assalto, a FN SCAR-L em 5,56x45mm. Nas imagens, os militares da Força de Operações Especiais do Exército demonstrão o poder de fogo que o Exército vai ter no futuro.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Setembro 21, 2019, 01:01:18 pm
Nova Espingarda de Assalto do Exército Português


No passado dia 16 de Setembro, o Exército Português apresentou a sua nova espingarda de assalto, a FN SCAR-L em 5,56x45mm. Nas imagens, os militares da Força de Operações Especiais do Exército demonstram o poder de fogo que o Exército vai ter no futuro.

Excelente demonstração, mas que música de trampa !!!!

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Major Alvega em Setembro 21, 2019, 02:42:40 pm
 Estes gajos que fazem este vídeos não arranjam outro tipo de suporte musical a não ser esta merda desta espécie música pimba metaleira?
 Isto já parece uma pandemia por todo o you tube. Existem vídeos interessantes mas depois metem esta porra  e um gajo tem de meter o video em mute.
 Azeiteiros do crl.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 21, 2019, 02:48:23 pm
Apoiado, quero Tony Carreira em todos os vídeos de agora em diante!
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: smg em Setembro 21, 2019, 03:57:55 pm
Boa tarde .  Para este vídeo teria sido mais apropriado pôr a música da Mónica Sintra : ' Afinal havia outra ( arma ligeira para o exército )'.
Um abraço .
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Major Alvega em Setembro 21, 2019, 03:58:20 pm
Apoiado, quero Tony Carreira em todos os vídeos de agora em diante!

Isso sei eu!
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Major Alvega em Setembro 21, 2019, 04:01:12 pm
Boa tarde .  Para este vídeo teria sido mais apropriado pôr a música da Mónica Sintra : ' Afinal havia outra ( arma ligeira para o exército )'.
Um abraço .

Pronto! Já começaram a chegar os "bonzinhos" do forum.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 21, 2019, 05:18:30 pm
Se não gostam da Musica, têm uma boa solução, passam vocês a fazer os Vídeos e colocam a música que quiserem...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Setembro 21, 2019, 05:20:46 pm
(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2631-3-604x270.jpg&hash=db1e7ef962c3762de69b34bb7a15bb01)

http://warriors.pt/galerias/novas-armas-ligeiras-do-exercito-portugues/ (http://warriors.pt/galerias/novas-armas-ligeiras-do-exercito-portugues/)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2631-3-150x150.jpg&hash=582f8dc52b4ba0a1a2aae673ead6f9f7)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2620-3-150x150.jpg&hash=570caf27e443802bae9af36628b150d0)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2657-3-150x150.jpg&hash=aa811d938642cb449ce785f4d3558506)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2640-3-150x150.jpg&hash=6f0a80a434022b0fa74a5c53ccee14cd)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2647-3-150x150.jpg&hash=c0921cb81f8ab46354c348e7747df627)

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fwarriors.pt%2Fwp-content%2Fuploads%2F2019%2F09%2FC57I2623-3-150x150.jpg&hash=fb9d9a21481b83975f99e0e2801f6274)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Setembro 24, 2019, 10:32:05 pm
ALguém aqui sabe concretamente o que vai acontecer às mg4 que estão ao serviço no exército?

Já vi Páras ( só na RCA), OE's, Comandos e Força Aérea( UPF, desconheço outras unidades que tenhas mas é possível).
Fuzieliros nunca vi.

São muitas?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Setembro 25, 2019, 12:06:27 am
Neste contrato algumas peças, por exemplo o bipé, apresentam como quantidade 20 peças, se considerarmos que cada MG4 usa um bipé... http://www.base.gov.pt/base2/rest/documentos/305440

Existe um outro contrato de 2015 no Exército referente a MG4, mas não tem PDF associado e não dá para ver detalhes.

A UPF é uma unidade de escalão inferior a Pelotão, portanto estamos a falar de 4, 5, no máximo, 6 MG4.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Setembro 25, 2019, 12:19:38 am
Se quiserem despachar as HK416 e outras coisas para a RCA ou outro lado são 400.000€
http://www.base.gov.pt/base2/rest/documentos/241799

Em 2015 houve um contrato para 20 HK416 e em 2014 um outro para 18 HK416... Quem tiver tempo e paciência pode ir a base.gov e ir tentado somar quantidades adquiridas de diversos tipos de armamento ligeiro adquirido nos últimos anos.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Setembro 26, 2019, 07:15:16 pm
Mas as OE não vão ficar com hk416 por as Scar não virem com cano inferior a 14.5?
Como foi dito anteriormente?
Assim os OE'S não  ficam sem arma para CQB?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Outubro 03, 2019, 03:35:05 am
Citar
The FULCRUM bayonet from Extrema Ratio was purchased by the Portuguese Army for its FN Herstal SCAR series assault rifles. The bayonet blade retain sufficient combat penetration capability to engage targets covered in heavy clothing, paddings or soft ballistic protections.

https://twitter.com/defence360/status/1178354186762821633?s=21 (https://twitter.com/defence360/status/1178354186762821633?s=21)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Outubro 03, 2019, 05:00:19 pm
Em princípio na próxima rotação para o Afeganistão vão já como o novo armamento...

https://www.facebook.com/ExercitoPortuguesPRT/videos/1193580864183619/
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Outubro 04, 2019, 02:36:52 am
E deduziste isso do video? É que as únicas espingardas que se conseguiam ver eram HK416. Se lá pelo meio haviam FNs, sinceramente, não deu para perceber.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 04, 2019, 09:58:05 am
Não serão os Rangers que acompanham o contingente?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Outubro 04, 2019, 10:47:11 am
E deduziste isso do video? É que as únicas espingardas que se conseguiam ver eram HK416. Se lá pelo meio haviam FNs, sinceramente, não deu para perceber.

 :o ... se calhar vou começar a meter mais tabaco na mistura  :mrgreen: ... eu agora sempre que vejo espingardas em "flat dark earth" são sempre FN SCAR...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Outubro 04, 2019, 03:44:42 pm
Percebo-te, de facto flat dark earth soa a ganza new age.  :mrgreen:
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Outubro 04, 2019, 06:03:26 pm
E deduziste isso do video? É que as únicas espingardas que se conseguiam ver eram HK416. Se lá pelo meio haviam FNs, sinceramente, não deu para perceber.

 :o ... se calhar vou começar a meter mais tabaco na mistura  :mrgreen: ... eu agora sempre que vejo espingardas em "flat dark earth" são sempre FN SCAR...

PM, a mistura inicial, sem mais tabaco, é da boa ! ;)

Abraço
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: César em Outubro 04, 2019, 11:57:34 pm

São todas HK416 e as pistolas as velhas Sig P228 dos Rangers. Eles agora mesmo na 3'FND estão equipados da mesma forma, e há lá quem ande também com G36.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=2256664501248902&id=1981081602140528&anchor_composer=false

2 com G36 a 1:28 e outra dentro de uma das viaturas a 2:55.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Outubro 08, 2019, 12:13:02 pm
https://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Armamento_FN/ArmLig_Desdobr%C3%A1vel.pdf
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Outubro 23, 2019, 03:49:53 pm

Até porque - 2ª questão - vai haver algum tipo de material (5,56mm, ML 5,56mm, armas suficientes para "atiradores designados", etc) que não existia na nossa organização... já se sabe quais as alterações na distribuição (doutrina?) equipamento a nível companhia / pelotão / secção / esquadra? vai ser igual para BIPara vs Comandos vs BI Pandur?

Lamento mas vou voltar a insistir, talvez já se saiba algo... e, já agora: qual a diferenças de uso operacional (e de distribuição) entre as (300un) espingardas automáticas (7,62 mm) e as (550un) 450 espingardas de precisão (7,62 mm)...?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Outubro 23, 2019, 04:05:05 pm
Parece-me razoável supor que as 300 espingardas automáticas em 7,62 mm sejam para utilizar preferencialmente pelas FND em cenários de "maior intensidade" em que o uso do calibre 7,62 mm seja uma clara mais valia face ao 5,56 mm.

Aliás 300 unidades dá para equipar uma companhia como FND e outra companhia em território nacional a treinar com as restantes armas, mantendo algumas (poucas) dezenas (20, 30?) como reserva.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Outubro 23, 2019, 04:30:48 pm
Não me parece que seja esse o emprego previsto para essas armas. Mas posso estar enganado.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Outubro 23, 2019, 04:54:30 pm
Penso que a resposta a essa questão esta no fundo deste post

Ou seja, nas secções PARA a ML (2x) seria 5,56mm mas teria Atirador Especial (2x) equipado com 7,62mm...? Ou seria o 5,56mm com um cano (mira, etc) diferentes?

Há várias questões em aberto, porque:

-Adquire-se 300 Espingardas Automáticas SCAR H;
-Adquire-se 550 (quinhentas e cinquenta) Espingardas de Precisão (7,62 mm).

Porquê a diferença de designação?

Será que alguma unidade de escalão Batalhão vai ser armada integralmente com SCAR H? Será que as primeiras serão distribuídas a unidades de pequeno escalão e as segundas a unidades de escalão superior? Não faria sentido, já que 300 das primeiras e 550 das segundas.

Secções de Paraquedistas constituídas por oito militares, o comandante da Equipa ou Esquadra armado com SCAR L, Atiradores Granadeiro com SCAR L e FN40GL MK2, 2 Atiradores Especiais com SCAR L/H (?) e Atiradores de ML com a Minimi 5,56 Mk3?

Já agora, penso que as SCAR L são todas com canos de 368mm.

"The SCAR-H STD comes with a 16 inch barrel and will be outfitted for use as a designated marksman rifle, bolstering platoon-sized infantry elements. Snipers at the company level will be issued the SCAR-H PR, which uses a 20 inch barrel, a two-stage match trigger, and comes with an optional folding buttstock. Both the SCAR-H and the H PR are built to fire the 7.62 NATO round."

Uma SCAR-H STD por Esquadra de Atiradores?
6 SCAR-H PR por Companhia de Atiradores?


ou seja : 18 SCAR-H STD/CAt ou 54 SCAR-H STD/BInf;
                06 SCAR-H PR/CAt ou 18 SCAR-H PR/BInf


Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Outubro 23, 2019, 05:34:45 pm

ou seja : 18 SCAR-H STD/CAt ou 54 SCAR-H STD/BInf;
                06 SCAR-H PR/CAt ou 18 SCAR-H PR/BInf


Ou seja - manter 2 calibres nas secções e "criar" ao nível de companhia (ou talvez no batalhão, na CCS - julgo que não há algo tipo "Support Company"...) um grupo de "atiradores especiais" (os nossos "designated marksman") com melhor equipamento que os das secções...? E será uma organização apenas para CCmds / BIPara ou também para BI "Pandur"?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Outubro 23, 2019, 05:48:17 pm

ou seja : 18 SCAR-H STD/CAt ou 54 SCAR-H STD/BInf;
                06 SCAR-H PR/CAt ou 18 SCAR-H PR/BInf


Ou seja - manter 2 calibres nas secções e "criar" ao nível de companhia (ou talvez no batalhão, na CCS - julgo que não há algo tipo "Support Company"...) um grupo de "atiradores especiais" (os nossos "designated marksman") com melhor equipamento que os das secções...? E será uma organização apenas para CCmds / BIPara ou também para BI "Pandur"?

eu penso que as CCS dos Bat não terão nunca a distribuição das 7,62 que as CAt terão.
a distribuição das 7,62, se os números que coloquei estiver correcta será de 54 SCAR-H STD por batalhão, o que significa que as 300 darão para cinco batalhões, o BICmds, os dois BIPara, os dois BIPandur e sobrarão umas três dezenas.
Já a SCAR-H PR com 18 armas por batalhão para os cinco batalhões acima referidos são necessárias 90 espingardas, o que significa que ficam mais 460 armas por alocar.
A meu ver deveria haver mais SCAR-H STD e menos SCAR-H PR, se as quantidades fossem de 550 para as STD e de 300 para as PR, seria muito mais equilibrado.

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Outubro 23, 2019, 06:04:34 pm
São detalhes, mas estou curioso... porque novos calibres e a existência de novos "tipos" de armas ligeiras obrigam a alterações na estrutura / doutrina.

O que eu queria dizer, com base na ideia apresentada, era que ao nível de secção (à ordem do seu responsável) haveria "atiradores especiais" (não são "snipers", são o nosso equivalente aos "designated marksman") equipados com 7,62mm (as SCAR-H STD) - ou seja 2 calibres ao nível de secção, o que talvez seja discutível (as ML 7,62mm ficam nos pelotão ou na CAt)?

Depois haverá uma 2ª "equipa" de "atiradores especiais", equipados com SCAR-H PR... ficarão distribuídos pelas CAt (ou seja à ordem directa do capitão) ou serão colocados à ordem do Batalhão (na CCS, visto não termos "Support Company"), podendo obviamente ser distribuídos às CAt "temporariamente", conforme operacionalmente o comando do Batalhão decida?   
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Outubro 23, 2019, 06:33:48 pm
São detalhes, mas estou curioso... porque novos calibres e a existência de novos "tipos" de armas ligeiras obrigam a alterações na estrutura / doutrina.

O que eu queria dizer, com base na ideia apresentada, era que ao nível de secção (à ordem do seu responsável) haveria "atiradores especiais" (não são "snipers", são o nosso equivalente aos "designated marksman") equipados com 7,62mm (as SCAR-H STD) - ou seja 2 calibres ao nível de secção, o que talvez seja discutível (as ML 7,62mm ficam nos pelotão ou na CAt)?

Depois haverá uma 2ª "equipa" de "atiradores especiais", equipados com SCAR-H PR... ficarão distribuídos pelas CAt (ou seja à ordem directa do capitão) ou serão colocados à ordem do Batalhão (na CCS, visto não termos "Support Company"), podendo obviamente ser distribuídos às CAt "temporariamente", conforme operacionalmente o comando do Batalhão decida?

A meu ver as LMG's 7,62 estarão a nível de CAt os Pel terão apenas as LMG's 5,56.

O que acho é que cada pelotão terá uma esquadra de snipers, é a esse nível que fazem falta, não no comando da companhia, o que dá os tais 06/CAt.
A utilidade dos Snipers não se pode compadecer com a alocação pelo cmd do batalhão mas sim do seu emprego imediato nas diversas zonas de acção em que os pelotões estão distribuídos.
O poder psicológico/paralizador infligido ao IN quando da intervenção de um sniper é na maioria dos casos bem maior que a intervenção de um pelotão de infantaria.

Eu nunca colocaria as 7,62 SCAR-H STD a nível de equipa/secção dois calibres numa equipa de quatro homens não vai dar grande resultado em termos de munições, mas enfim manda quem pode obedece quem deve, mas, e quem é que sabe ???

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Outubro 24, 2019, 02:23:18 pm
Sobre a necessidade de alterar "doutrina e organização" com a chegada das novas armas:

Citar
Existe uma distinção entre os BI do Exército Português e os do Exército dos EUA, como iremos apresentar. Verifica-se ainda que as UEC de Infantaria que integram os BI também não dispõem de AtEsp nos seus Pelotões / Secções, como se verifica nas unidades equivalentes do Exército dos EUA.

Em termos de definição e apresentação do estado da arte, de acordo com a Escola Prática de Infantaria (EPI, 2008), na Brigada Mecanizada (BrigMec) um Batalhão de Infantaria Mecanizado de Lagartas (BIMec(L)) não está dotado organicamente quer da capacidade sniper quer de AtEsp. A capacidade sniper apenas está prevista nos Quadros Orgânicos (QO) do EME (2009a), com o reforço de Equipas sniper atribuídas pelas Forças de Operações Especiais (FOEsp) quando necessário.

Em relação às unidades pertencentes à Brigada de Reação Rápida, o Batalhão de Comandos (BCmds) (EME, 2009b), como descrito no respetivo QO, prevê a utilização da capacidade sniper, materializada por uma Secção sniper por cada Companhia de Comandos, no entanto, esta não está constituída e é garantida pelas FOEsp. Está ainda previsto a utilização de um AtEsp por cada Grupo de Combate.

Os Batalhões de Infantaria Paraquedista (BIPara) (EME, 2009c), como descrito nos respetivos QO, também preveem a utilização da capacidade sniper, materializada por uma Secção sniper na Companhia de Comando e Apoio, não estando também constituída, sendo garantida pelas FOEsp quando necessário. Está ainda previsto o emprego de dois AtEsp por SecAt.

Podemos assim verificar que as unidades da BrigInt e da BrigMec do Exército Português não possuem na sua estrutura a capacidade sniper e sempre que necessitam da mesma para desempenhar as suas missões é-lhes atribuída esta capacidade pelas FOEsp. Deste modo, esta capacidade está atualmente dependente das FOEsp e de acordo com o descrito pelo EME (2009d) no respetivo QO, está constituído um Pelotão sniper, organicamente a quatro Equipas sniper ligeiras e duas Equipas sniper pesadas, estando as Equipas ligeiras orientadas para o pessoal e as Equipas pesadas para a destruição ou neutralização de material e equipamento.

Abordando agora com maior pormenor os BIMec(R) da BrigInt, objeto de análise em termos de comparação com um Batalhão Stryker, o 1º e 2º BIMec(R)34 têm com missão preparar-se “para executar operações em todo o espectro das operações militares, no âmbito nacional ou internacional, de acordo com a sua natureza” (EME, 2012b, p. 1-4) na PDE 3-52-05.

De acordo com o EME (2009e), através do QO do 1º BIMec(R) da BrigInt, o BI têm a possibilidade de conduzir toda a tipologia de operações em todo o espectro de operações, em que destacamos as operações ofensivas e defensivas, em qualquer tipo de terreno e condições meteorológicas. Caracteriza-se como uma força de elevada prontidão, sendo o seu emprego preferencial em ambientes onde é necessário poder de fogo, proteção e uma fácil projeção, podendo ser uma força de projeção inicial.

Entre as capacidades reconhecidas aos BI da BrigInt, referidas pelo EME (2009e), no respetivo QO do 1º BIMec(R) da BrigInt, destacamos: a capacidade de atuar de forma autónoma até ao escalão Secção; conduzir operações em áreas edificadas; conduzir ações ofensivas executando fogos diretos em movimento ou apeado, apoiadas por fogos indiretos, empenhando as forças inimigas pela concentração de fogos; conduzir ações de combate próximo recorrendo a armamento portátil; pode também cumprir diversas tarefas táticas, definidas superiormente.

Das principais limitações, referidas no QO do 1º BIMec(R) da BrigInt, pelo EME (2009e), destacam-se: a sobrevivência face a ameaças blindadas; emprego limitado em terreno impeditivo, quando montado; e reduzida capacidade de comando e controlo quando apeado.

De acordo com o EME (2012b), através da PDE 3-52-05, os BI não dispõem na sua estrutura orgânica de elementos sniper, nem de AtEsp, como representado pela figura seguinte. Apenas nos respetivos QO se prevê, no conceito de emprego, o reforço com Equipas sniper por parte das FOEsp, para desempenharem missões de snipers convencionais.

Constitui-se como terreno impeditivo áreas edificadas com diâmetro ≥ 500m; intensidade de corrente ≥ 1,20m; declives ≥ 45%; campos de minas; entre outros (EME, 2010c) na PDE 2-09-00.

O sniper convencional é um elemento que se constitui como um multiplicador de força que permite aos Pelotões e Companhias focarem-se noutros objetivos durante as operações, pois estes mantêm o controlo da situação e providenciam informações em tempo real para os comandantes (Glancy, 2005). São exemplos de possíveis missões, patrulhas de combate, emboscadas, operações contra sniper, observação, entre outras (EME, 2009e) no QO do 1º BIMec(R) da BrigInt.

O emprego de AtEsp nos BIMec(R) é feita referência pelo EME (2012c), na PDE 3-52-16, referente aos baixos escalões (Pelotão e Secção) dos BIMec(R) referidos anteriormente, como mostra a figura seguinte (Ver Figura n.º 3). O AtEsp é referido como um elemento que aumenta o potencial de uma unidade e está integrado na SecAt. Este possui uma Espingarda Automática (EspAut) G3 equipada com bipé e alça, atuando como um membro da Esquadra de manobra, sob a responsabilidade do comandante de Secção, tendo a capacidade de bater alvos com precisão a distâncias superiores aos restantes atiradores. Refere ainda a utilização do AtEsp em operações em áreas edificadas de modo a minimizar os danos colaterais.

=> A integração de atiradores especiais num batalhão de Infantaria (https://www.google.com/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&cad=rja&uact=8&ved=2ahUKEwju_9fy_bTlAhVaBGMBHd7hD78QFjAAegQIAxAB&url=https%3A%2F%2Fcomum.rcaap.pt%2Fhandle%2F10400.26%2F15158&usg=AOvVaw2edMofN_2phPcqurSUiVuY)
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Outubro 28, 2019, 06:41:36 pm
http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Armamento_FN/FN%20SCAR%20Apresentacao/FN%20SCAR%20Apresentacao.mp4

http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Armamento_FN/FN%20LG40/FN%20LG40.mp4

http://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Armamento_FN/FN%20Minimi/FN%20Minimi.mp4

 

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 29, 2019, 03:39:03 pm
(https://assets.exercito.pt/SiteAssets/GabCEME/RCRPP/Fotos_Noticias/2019/inauguracaoamcs2019_4.jpg)

Fonte: site do Exército
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 30, 2019, 02:00:46 pm
(https://ocio.dn.pt/files/2019/10/1-2-696x1025.jpg)
Militar equipado com o novo camuflado de combate e a nova arma ligeira SCAR, que vai substituir a G3 © Carlos Santos/Global Imagens
Título: Re: As primeiras FN do Exército
Enviado por: tenente em Novembro 04, 2019, 08:22:26 am
As nossas primeiras FN's.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/VF91Zo.jpg) (https://imageshack.com/i/poVF91Zoj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Ecakam.jpg) (https://imageshack.com/i/pnEcakamj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/S8oWBB.jpg) (https://imageshack.com/i/pnS8oWBBj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/NSS8v3.jpg) (https://imageshack.com/i/poNSS8v3j)

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 04, 2019, 12:32:25 pm
Mais do que as G3 que estão a ser utilizadas atualmente é saber o que vão fazer as Mauser, FN FAL e outras que tais são "reserva de guerra" e que estão armazenadas em Alcochete...Venda pura e simples para sucata?
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ocastilho em Novembro 04, 2019, 12:59:31 pm
Mais do que as G3 que estão a ser utilizadas atualmente é saber o que vão fazer as Mauser, FN FAL e outras que tais são "reserva de guerra" e que estão armazenadas em Alcochete...Venda pura e simples para sucata?

Vai ser mais uma grande negociata de um ou mais Sr. Generais. As FN FAL nos EUA tem grande procura e com os preços a rondar os 2000, 3000 euros. A coisa bem feita renderia bom dinheiro aos cofres do exercito. Mas certamente serão vendidas para sucata ao kg e daqui a uns anos aparecem nos EUA a 5000 ou 6000 dólares. Mais do mesmo...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Castro Santos em Novembro 04, 2019, 11:21:03 pm
Citar
Vai ser mais uma grande negociata de um ou mais Sr. Generais. As FN FAL nos EUA tem grande procura e com os preços a rondar os 2000, 3000 euros. A coisa bem feita renderia bom dinheiro aos cofres do exercito. Mas certamente serão vendidas para sucata ao kg e daqui a uns anos aparecem nos EUA a 5000 ou 6000 dólares. Mais do mesmo...

Como a maquinaria da FBP.
Pena também termos deixado de produzir munições, as  9x19 era das melhores que já experimentei.

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Get_It em Novembro 05, 2019, 12:09:13 am
Mais do que as G3 que estão a ser utilizadas atualmente é saber o que vão fazer as Mauser, FN FAL e outras que tais são "reserva de guerra" e que estão armazenadas em Alcochete...Venda pura e simples para sucata?
Venda a empresas estrangeiras que por sua vez vendem a coleccionadores ou depois de modificadas vendem no mercado civil.

Procurem na net, especialmente naqueles vídeos do YouTube acerca de armamento português, e vão encontrar pelo menos uma dúzia de relatos sobre pessoal estrangeiro da área que veio cá comprar material surplus e que estava novinho em folha, tal como saiu da fábrica e pronto a estrear.

Cumprimentos,
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Novembro 10, 2019, 07:17:44 pm


https://www.facebook.com/watch/?v=914277622279271&external_log_id=a8a846abc5177fd4fb433104e5e13fa1&q=%E2%80%AA%23%E2%80%8EEx%C3%A9rcitoPortugu%C3%AAs%E2%80%AC

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Novembro 20, 2019, 06:56:22 pm
Milipol Paris 2019: FN Herstal SCAR-SC subcompact carbine for security and polices forces


Belgium-based FN Herstal, one of the world’s leading designers, developers and manufacturers of small caliber weapons and weapon systems, presents the FN SCAR-SC subcompact carbine, the latest member in the SCAR family available in two calibers, 5.56x45mm/.223 Rem or 7.62x35mm/.300 BLK.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/6B20UU.png) (https://imageshack.com/i/pm6B20UUp)
FN SCAR-SC subcompact carbines (Picture source: Army Recognition)

The Subcompact model derived from the FN SCAR rifle was specifically designed and adapted to be used by police or security forces. Specifically adapted for mobility and flexibility, the 5.56x45mm-caliber FN SCAR-SC is built on the FN SCAR technology with an extremely compact design that’s ideal for special response teams and SWAT forces.

The FN SCAR-SC features a standard telescopic buttstock allowing a 3-position length adjustment and is available with a wide choice of buttstock types (short telescopic buttstock, foldable or fixed adjustable buttstock, or foldable, adjustable offset buttstock for use with helmet visor) to fulfil the specific needs of the users. Similarly,all FN SCAR-SC variants are available with a receiver with Picatinny type side rails or with KeyMod receiver.

The FN SCAR-SC chambered in 5.56×45mm NATO cartridge uses standard magazine of 30 rounds capacity. The cyclic rate of fire is 550-650 rounds per minute. It has a length of 536mm with telescopic buttstock retracted and 635mm when fully extended. The approximate weight of the FN SCAR®-SC is 3.15 kg and the barrel has a length of 190.5mmm.

The FN SCAR-SC is also available in 7.62x35mm (.300 BLK) caliber. As for the 5.56mm caliber model, it features a standard telescopic buttstock and is available with a wide choice of buttstock types and accessories to accommodate the specific needs of the users.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=37&page=8

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2020, 08:52:43 am
FN Herstal from Belgium to deliver SCAR-H PR Precision Rifles 7.62 mm caliber to French Army

Posted On Saturday, 28 December 2019 18:02

Belgian Company FN Herstal has confirmed its selection to supply FN SCAR®-H PR precision rifle in 7.62x51 mm NATO caliber with fixed buttstock to the French Army in conjunction with the FPSA (Fusils de précision semi-automatique - Semi-Automatic Precision Rifle) program in France.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/921/eJ7anY.jpg) (https://imageshack.com/i/pleJ7anYj)
The FN Herstal FN SCAR®-H PR precision rifle in 7.62x51 mm NATO caliber will replace the old FR-F2 in service with the French army since 1986.

The FN SCAR®-H PR precision rifle for the French Army will be delivered with Schmidt & Bender optics, sound suppressor, bipod, carrying bag and sets of accessories.

The contract for the FPSA program will also include the acquisition of 2,600 Semi-Automatic Precision rifles, 1,800 IL riflescopes, 1,000 thermal imaging systems and 6.3 million of 7.62×51 mm ammunitions. The Belgian company OIP Sensor Systems will supply the night vision optics.

The FPSA program was launched by the French army to replace the old FR-F2, currently, the standard sniper rifle of the French military since 1986. The FR-F2 is an upgrade from the earlier FR F1 sniper rifle. It was manufactured by MAS (an abbreviation of Manufacture d'armes de Saint-Étienne - one of several government-owned arms factories in France).

The FR F2 is a bolt action rifle, chambered for the 7.62x51 mm (.308) ammunition. It is worth mentioning that the previous FR F1 was chambered for 7.5x54 mm ammunition.

The semi-auto or semi-auto/full auto 7.62x51mm (.308) FN SCAR-H TPR precision rifle with its heavy floating barrel and match grade trigger provides rapid shots on target even at long range. The long one-piece integrated top rail allows day and night optics to be fitted inline. A choice of buttstock options allows the rifle to be adapted to the user’s needs: a foldable buttstock (FN SCAR-H PR model) or fixed sniper-type buttstock (FN SCAR-H TPR model).

The FN SCAR-H PR precision rifle is derived from the FN SCAR assault rifle. The commonality of training and components throughout the FN SCAR family significantly simplifies and reduces costs for, operator training and maintenance. As for the standard SCAR assault rifle, the FN SCAR-H PR is a gas-operated (short-stroke gas piston) with a rotating bolt.

The FN SCAR®-H PR incorporates features seldom found in a semi-auto or full-auto precision rifle. This rifle retains the same performances as an assault rifle at shorter ranges. The top of the receiver is fitted with a long one-piece top rail that allows in-line mounting of telescopic sight and night vision optics or night and day scopes. It can be fitted with two types of barrel length including a 406.4mm (16") or 508mm (20"). It has foldable buttstock, adjustable in length and height.

The FN SCAR®-H PR uses 20 rounds magazine and has a weight of 4,5 kg maximum and a maximum length of 1,071 mm. The mechanical precision sights have range setting up to a distance of 600 m.

(https://www.forumdefesa.com/forum/proxy.php?request=http%3A%2F%2Fimagizer.imageshack.us%2Fv2%2F640x480q90%2F923%2FFiGh7I.jpg&hash=d4de3321a9e80670f207c7b0ff70af42) (https://imageshack.com/i/pnFiGh7Ij)

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=36&page=3

Eu sei que são para o Exército Francês, mas…….

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 03, 2020, 10:45:47 am
Agora fiquei (ainda) mais parvo! Então eles estão a armar as Forças Armadas com HK416/417 e agora vão comprar SCAR para os Snipers?!
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2020, 11:18:03 am
Agora fiquei (ainda) mais parvo! Então eles estão a armar as Forças Armadas com HK416/417 e agora vão comprar SCAR para os Snipers?!

É para tú veres/leres afinal não somos os únicos.

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Janeiro 03, 2020, 02:05:51 pm
Devem ter visto a satisfação dos portugueses com as armas, e agora querem imitar-nos.  :mrgreen:

Deve ter sido uma questão de preço. No nosso caso acabámos por pagar ainda menos por unidade do que o previsto inicialmente, que julgo eu o preço original já era mais baixo que a HK (corrijam-me se estiver enganado).
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Janeiro 03, 2020, 04:30:16 pm
Correcto e afirmativo. Foram mais uns milhares de espingardas do que o inicialmente previsto (não me recordo do número certo). Nesse momento alguém devia ter batido o pé e dito: isso já são demasiadas espingardas para o número actual de efectivos do Exército; vamos mas é “desviar” umas mil (500 até já chegavam) e vamos armar convenientemente os fuzos.

Alguém com ligação à Marinha (por exemplo, o CEMGFA) podia ter tido esta ideia, digo eu. Mas olhando para a postura recente da Marinha, se calhar nem iam aceitar esta “oferta”, pois os fuzos podiam ficar demasiado bélicos para um emprego de duplo uso (uma espingarda velha, apesar de tudo, tem um look menos ameaçador).
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2020, 07:03:54 pm
Correcto e afirmativo. Foram mais uns milhares de espingardas do que o inicialmente previsto (não me recordo do número certo). Nesse momento alguém devia ter batido o pé e dito: isso já são demasiadas espingardas para o número actual de efectivos do Exército; vamos mas é “desviar” umas mil (500 até já chegavam) e vamos armar convenientemente os fuzos.

Alguém com ligação à Marinha (por exemplo, o CEMGFA) podia ter tido esta ideia, digo eu. Mas olhando para a postura recente da Marinha, se calhar nem iam aceitar esta “oferta”, pois os fuzos podiam ficar demasiado bélicos para um emprego de duplo uso (uma espingarda velha, apesar de tudo, tem um look menos ameaçador).

As quintinhas, NVF, as quintinhas, no seu melhor.

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Red Baron em Janeiro 03, 2020, 07:16:25 pm
Correcto e afirmativo. Foram mais uns milhares de espingardas do que o inicialmente previsto (não me recordo do número certo). Nesse momento alguém devia ter batido o pé e dito: isso já são demasiadas espingardas para o número actual de efectivos do Exército; vamos mas é “desviar” umas mil (500 até já chegavam) e vamos armar convenientemente os fuzos.

Alguém com ligação à Marinha (por exemplo, o CEMGFA) podia ter tido esta ideia, digo eu. Mas olhando para a postura recente da Marinha, se calhar nem iam aceitar esta “oferta”, pois os fuzos podiam ficar demasiado bélicos para um emprego de duplo uso (uma espingarda velha, apesar de tudo, tem um look menos ameaçador).

O CEMGFA também podia deixar o Exercito comprar helicópteros, mas em Portugal é cada um na sua casinha. :-X
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Janeiro 03, 2020, 09:31:18 pm
O CEMGFA também podia deixar o Exercito comprar helicópteros, mas em Portugal é cada um na sua casinha. :-X

Para que precisa o Exército de helicópteros próprios? Não somos ricos para andar aqui a dar um helicóptero diferente para cada ramo. Nem sequer traz qualquer vantagem operacional, sem ser para dizer "também tenho". Vantajoso é ter todos os helicópteros debaixo do mesmo "tecto", com o mesmo comando, os mesmos mecânicos, os mesmos meios de treino, e, quando for para se destacar helicópteros para uma qualquer missão no estrangeiro, pode-se decidir como é composto o destacamento, se vão 2 H-60, ou 2 Merlin, ou 1 Merlin e 1 H-60, etc, etc.

Parece que anda tudo preocupado com o rótulo na garrafa "helicóptero do ramo x". Não custa nada assumir os helicópteros como um meio conjunto que beneficia os três ramos.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 03, 2020, 09:47:01 pm
O CEMGFA também podia deixar o Exercito comprar helicópteros, mas em Portugal é cada um na sua casinha. :-X

Para que precisa o Exército de helicópteros próprios? Não somos ricos para andar aqui a dar um helicóptero diferente para cada ramo. Nem sequer traz qualquer vantagem operacional, sem ser para dizer "também tenho". Vantajoso é ter todos os helicópteros debaixo do mesmo "tecto", com o mesmo comando, os mesmos mecânicos, os mesmos meios de treino, e, quando for para se destacar helicópteros para uma qualquer missão no estrangeiro, pode-se decidir como é composto o destacamento, se vão 2 H-60, ou 2 Merlin, ou 1 Merlin e 1 H-60, etc, etc.

Parece que anda tudo preocupado com o rótulo na garrafa "helicóptero do ramo x". Não custa nada assumir os helicópteros como um meio conjunto que beneficia os três ramos.

correcto e afirmativo !

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Red Baron em Janeiro 03, 2020, 10:27:36 pm
O CEMGFA também podia deixar o Exercito comprar helicópteros, mas em Portugal é cada um na sua casinha. :-X

Para que precisa o Exército de helicópteros próprios? Não somos ricos para andar aqui a dar um helicóptero diferente para cada ramo. Nem sequer traz qualquer vantagem operacional, sem ser para dizer "também tenho". Vantajoso é ter todos os helicópteros debaixo do mesmo "tecto", com o mesmo comando, os mesmos mecânicos, os mesmos meios de treino, e, quando for para se destacar helicópteros para uma qualquer missão no estrangeiro, pode-se decidir como é composto o destacamento, se vão 2 H-60, ou 2 Merlin, ou 1 Merlin e 1 H-60, etc, etc.

Parece que anda tudo preocupado com o rótulo na garrafa "helicóptero do ramo x". Não custa nada assumir os helicópteros como um meio conjunto que beneficia os três ramos.

Porque é que a Marinha deve ter helicópteros?

Um Apache só serve os interesses do exercito, a Força Área não tem interesse em comprar um helicóptero que vai competir em tipo de missões com o F-16 e que custa mais que um F-16.

Quando caminhamos para um mundo de drones, ainda ficarmos limitados ás casinhas, vai ter custos no futuro.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Janeiro 03, 2020, 11:58:30 pm
A Marinha tem helicópteros próprios por causa das fragatas, e são um meio orgânico destas, com a sua própria equipa de manutenção. No entanto, não se disse em lado nenhum que não podiam fazer parte de um comando conjunto de helicópteros, porque deviam. E os Merlin, apesar de serem da FAP, não correspondem aos requisitos dos três ramos no que respeita a um heli pesado de transporte? E o que seria diferente com os Hawk? Nada, tanto na perspectiva de transportar carga e soldados, evacuações médicas, escoltar os Merlin em missões CSAR, dar apoio aéreo próximo. E quando se defende aqui uma versão naval, é mesmo para poderem fazer isto tudo a partir do futuro LPD e/ou AOR, e para partilhar o maior número de componentes para quando viessem Seahawk para substituir os Lynx mais tarde. Não percebo qual é a dúvida. Se acham necessário ter 8 hélis desta família, mas 4 Blackhawk e outros 4 Rescue Hawk, que seja, mas é desnecessário criar uma unidade aérea no EP só porque sim.

Há sobretudo 2 vertentes das forças armadas que defendo que deviam fazer parte de um comando conjunto para os 3 ramos, as baterias AA (nomeadamente de médio/longo alcance, quando as tivéssemos) e os helicópteros. Por serem meios que os 3 ramos podem usufruir/necessitar nas diversas missões internacionais que temos, e até a nível nacional.

E falando em Apaches, para já é muito improvável que sejam adquiridos, mas caso fossem...
Desde quando é que a FAP ter acesso a um meio extra com capacidade de executar CAS e missões do género, seria negativo para a sua operacionalidade? Caças têm de ter infraestruturas dedicadas para a sua operação, Apaches podem operar a partir de qualquer lugar a minutos da zona onde são necessários (ou até de navios), permitem dar apoio a forças de reacção rápida e em operações de choque. Será que a FAP não beneficiaria mesmo de helicópteros deste género? Ainda para mais com o escasso número de pilotos e caças disponíveis para tanta missão? Não é à toa que a maioria dos países da NATO tem hélis deste género.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: NVF em Janeiro 04, 2020, 12:50:35 am
Se quisermos ser precisos: a maioria dos exércitos dos países da NATO têm helis de ataque.  :mrgreen: E depois há três ou quatro países NATO com helis de ataque nas respectivas forças aéreas. Até os ingleses, que mantém os helis de transporte pesado na RAF, acham por bem que os helis de ataque sejam alocados ao BA. Mas o que é importante é dispor dos equipamentos, quem os opera é uma questão secundária.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: Red Baron em Janeiro 04, 2020, 01:40:48 am
A Marinha tem helicópteros próprios por causa das fragatas, e são um meio orgânico destas, com a sua própria equipa de manutenção. No entanto, não se disse em lado nenhum que não podiam fazer parte de um comando conjunto de helicópteros, porque deviam. E os Merlin, apesar de serem da FAP, não correspondem aos requisitos dos três ramos no que respeita a um heli pesado de transporte? E o que seria diferente com os Hawk? Nada, tanto na perspectiva de transportar carga e soldados, evacuações médicas, escoltar os Merlin em missões CSAR, dar apoio aéreo próximo. E quando se defende aqui uma versão naval, é mesmo para poderem fazer isto tudo a partir do futuro LPD e/ou AOR, e para partilhar o maior número de componentes para quando viessem Seahawk para substituir os Lynx mais tarde. Não percebo qual é a dúvida. Se acham necessário ter 8 hélis desta família, mas 4 Blackhawk e outros 4 Rescue Hawk, que seja, mas é desnecessário criar uma unidade aérea no EP só porque sim.

Há sobretudo 2 vertentes das forças armadas que defendo que deviam fazer parte de um comando conjunto para os 3 ramos, as baterias AA (nomeadamente de médio/longo alcance, quando as tivéssemos) e os helicópteros. Por serem meios que os 3 ramos podem usufruir/necessitar nas diversas missões internacionais que temos, e até a nível nacional.

E falando em Apaches, para já é muito improvável que sejam adquiridos, mas caso fossem...
Desde quando é que a FAP ter acesso a um meio extra com capacidade de executar CAS e missões do género, seria negativo para a sua operacionalidade? Caças têm de ter infraestruturas dedicadas para a sua operação, Apaches podem operar a partir de qualquer lugar a minutos da zona onde são necessários (ou até de navios), permitem dar apoio a forças de reacção rápida e em operações de choque. Será que a FAP não beneficiaria mesmo de helicópteros deste género? Ainda para mais com o escasso número de pilotos e caças disponíveis para tanta missão? Não é à toa que a maioria dos países da NATO tem hélis deste género.

Citar
Os helicópteros ligeiros destinados às missões do Exército, com blindagem e armados, vão ser operados e geridos pela Força Aérea, reeditando o modelo de emprego conjunto da Guerra Colonial.

Segundo diferentes fontes ouvidas pelo DN, os aparelhos vão ser adquiridos até 2022 e no quadro da revisão da Lei de Programação Militar (LPM), cuja proposta foi apreciada nesta sexta-feira no Conselho Superior de Defesa Nacional (CSDN).

O programa de helicópteros novos, que é uma das grandes prioridades da nova LPM, acabou por ser uma das razões que levaram o Exército a manifestar reservas - votando mesmo contra - à proposta consensualizada entre o governo e as chefias militares em sede de Conselho Superior Militar (CSM)

Quando os helicópteros para servir uma força são comprados a revelia dessa força diz muito sobre o estado atua das Forças Armadas.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Janeiro 04, 2020, 10:51:16 am
Se o numero / tipo de helicópteros nas nossas FA fossem superiores teria lógica (à semelhança do que se faz no resto da NATO) que parte deles fossem para o exercito... mas tendo em conta a nossa (triste) realidade, mesmo que venham meia dúzia de HH-60H, criar mais uma estrutura no exercito para os helicópteros era "um tiro no pé"...
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Janeiro 04, 2020, 01:18:54 pm
Citar
Os helicópteros ligeiros destinados às missões do Exército, com blindagem e armados, vão ser operados e geridos pela Força Aérea, reeditando o modelo de emprego conjunto da Guerra Colonial.

Segundo diferentes fontes ouvidas pelo DN, os aparelhos vão ser adquiridos até 2022 e no quadro da revisão da Lei de Programação Militar (LPM), cuja proposta foi apreciada nesta sexta-feira no Conselho Superior de Defesa Nacional (CSDN).

O programa de helicópteros novos, que é uma das grandes prioridades da nova LPM, acabou por ser uma das razões que levaram o Exército a manifestar reservas - votando mesmo contra - à proposta consensualizada entre o governo e as chefias militares em sede de Conselho Superior Militar (CSM)

Quando os helicópteros para servir uma força são comprados a revelia dessa força diz muito sobre o estado atua das Forças Armadas.

Aí é que está o erro. Os helicópteros não são para servir "uma força", são para servir em missões dos 3 ramos. Ora se tivermos uma missão com um Merlin destacado algures pelo mundo (RCA), e seja preciso um helicóptero de ataque para o escoltar, ou não envias nada, ou compras um helicóptero próprio para a FAP para a missão? Ou se os Fuzileiros estiverem destacados numa missão, na qual seja igualmente preciso apoio aéreo armado, também têm de comprar um helicóptero próprio? Ou ficam dependentes dos Lynx com o canhão de à porta? A resposta é não, caso tivéssemos helicópteros de ataque, ou qualquer tipo de héli armado, estes estariam disponíveis para as necessidades dos 3 ramos, tal como os Merlin, tal como potencialmente os H-60 em qualquer das versões que seja.

A ideia de um comando conjunto de helicópteros, não diz absolutamente nada de negativo do estado das FA, diz sim que se pretende reduzir custos desnecessários com mordomias e aumentar a operacionalidade das diferentes forças de asa rotativa. Não temos centenas de helicópteros para andar aqui a espalhar pelas casinhas de cada um.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: dc em Janeiro 04, 2020, 03:24:16 pm
Para nós o melhor exemplo é o holandês. Com 28 Apaches, estes fazem parte da Força Aérea daquele país, tal como os restantes helicópteros que possuem.

Voltando ao tópico, os Fuzileiros deviam sim receber algumas SCAR, sobretudo para uniformizar o tipo de arma usada em operações conjuntas e claro está, conferir aos militares desta força uma arma mais leve, prática e moderna.
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 15, 2020, 03:55:48 pm
IAV 2020: FN Herstal Highlights deFNder RWS

FN Herstal will showcase the deFNder remote weapon station (RWS) at International Armoured Vehicles (IAV 2020) in London next week.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/640x480q90/924/gUVxdR.png) (https://imageshack.com/i/pogUVxdRp)
deFNder Medium offers users an innovation-driven, scalable solution to counter airborne, land and sea threats. (Photo: FN Herstal)

The deFNder family of RWS is an example of the integrated technologies that meet modern defence and security challenges. It combines FN Herstal’s long-standing expertise in firearms with intelligent modular architecture and the latest integrated electronics, optronics and software innovations. The combat-proven deFNder Medium provides superior performance in:

• self-defence;
• infantry fire support;
• combat missions;
• operations in urban areas;
• border control;
• critical infrastructure protection.

It can be integrated onto new and in-service mobile or static platforms, including unmanned ground vehicles (UGV) and communicates with existing Battle Management Systems (BMS). The deFNder Medium is highly modular and comes with an extensive range of customer-specific options and accessories to meet today’s operational requirements. It can mount any 7.62mm or .50cal. FN machine gun, including the M3R with its exceptionally high rate of fire of 1,100rpm. It can be equipped with a wide range of optical sensors, gyroscopic stabilization, target tracking, laser range finder, ballistic computer, links and case collector, smoke grenade launchers and weapon protective cover, all fully qualified by FN Herstal.

https://www.monch.com/mpg/news/land/6605-iav-2020-fn-herstal-defnder-rws.html

Não será por falta de opções que não se irão colocar sistemas RWS 7,62/12,7 nos ST5 e nos Pandur .

Abraços

Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Janeiro 20, 2020, 06:35:11 pm

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/3Y0xAc.jpg) (https://imageshack.com/i/pl3Y0xAcj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/IH27gm.jpg) (https://imageshack.com/i/poIH27gmj)

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Março 27, 2020, 12:01:04 pm


Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: ACADO em Março 27, 2020, 04:31:56 pm
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: tenente em Março 31, 2020, 03:16:35 pm

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/kVVLyB.jpg) (https://imageshack.com/i/pokVVLyBj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/ZdAX2O.jpg) (https://imageshack.com/i/pnZdAX2Oj)

Abraços
Título: Re: A SCAR da FN Herstal no Exército
Enviado por: LM em Abril 01, 2020, 04:04:30 pm
Ou seja, nas secções PARA a ML (2x) seria 5,56mm mas teria Atirador Especial (2x) equipado com 7,62mm...? Ou seria o 5,56mm com um cano (mira, etc) diferentes?

Há várias questões em aberto, porque:

-Adquire-se 300 Espingardas Automáticas SCAR H;
-Adquire-se 550 (quinhentas e cinquenta) Espingardas de Precisão (7,62 mm).

Porquê a diferença de designação?

Será que alguma unidade de escalão Batalhão vai ser armada integralmente com SCAR H? Será que as primeiras serão distribuídas a unidades de pequeno escalão e as segundas a unidades de escalão superior? Não faria sentido, já que 300 das primeiras e 550 das segundas.

Secções de Paraquedistas constituídas por oito militares, o comandante da Equipa ou Esquadra armado com SCAR L, Atiradores Granadeiro com SCAR L e FN40GL MK2, 2 Atiradores Especiais com SCAR L/H (?) e Atiradores de ML com a Minimi 5,56 Mk3?

Já agora, penso que as SCAR L são todas com canos de 368mm.

"The SCAR-H STD comes with a 16 inch barrel and will be outfitted for use as a designated marksman rifle, bolstering platoon-sized infantry elements. Snipers at the company level will be issued the SCAR-H PR, which uses a 20 inch barrel, a two-stage match trigger, and comes with an optional folding buttstock. Both the SCAR-H and the H PR are built to fire the 7.62 NATO round."

Agora que já passou algum tempo já alguém sabe como serão distribuídas as STD e H PR...?