Notícias da Marinha do Brasil

  • 1193 Respostas
  • 302129 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5682
  • Recebeu: 1193 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +405/-138
Re: Marinha do Brasil
« Responder #795 em: Fevereiro 05, 2016, 10:56:33 pm »

A última do maluco foi essa do Super Etandar da França direto do combate ao EI para os argentinos..

Todo dia esse doido arruma um "conflito"... ninguém liga...

Caiu fora dos três sites conhecidos não foi a toa.
De facto. Além de peças de 20 mm, aviação também não é um ponto forte...   




http://www.naval.com.br/blog/2016/02/05/tripulante-de-navio-mercante-resgatado-por-helicoptero-da-fragata-independencia/
Citar
Em sua página no Facebook, a Marinha do Brasil divulgou fotos de resgate realizado no dia 2 de fevereiro por militares da fragata Independência (F 44), por meio de aeronave. Foi resgatado um tripulante enfermo a bordo de um navio mercante da Libéria, no dia 2.

A Fragata Independência segue para a sua primeira participação em uma Missão de Paz, onde integrará a Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano.
O Helicóptero Orgânico passou do Lynx para o Esquilo?


Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #796 em: Fevereiro 06, 2016, 12:31:55 am »
Acredito que os Lynx passam por processo de modernização no Reino Unido.

Citar
Os oito helicópteros Lynx Mk 21A da Marinha do Brasil que serão modernizados pela Agusta Westland serão transportados desmontados para o Reino Unido pela norte-americana XPO Logistics. Familiarizada com regulamentos aduaneiros e procedimentos navais de exportação e importação, a XPO opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A XPO é uma organização que possui relações de longa data com a Agusta Westland no transporte de partes de helicópteros. As aeronaves serão transladas para as instalações da Agusta Westland em Yeovil, Reino Unido. A medida que a modernização for sendo concluída, a XPO irá realizar o translado de retorno para o Brasil por via aérea ou marítima. O retorno do primeiro Lynx Mk21A modernizado esta previsto para o segundo semestre de 2017.

http://tecnodefesa.com.br/a-modernizacao-dos-lynx-mk21a-da-marinha/

« Última modificação: Fevereiro 06, 2016, 12:34:56 am por Vitor Santos »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5682
  • Recebeu: 1193 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +405/-138
Re: Marinha do Brasil
« Responder #797 em: Fevereiro 11, 2016, 04:48:43 pm »
Acredito que os Lynx passam por processo de modernização no Reino Unido.

Citar
Os oito helicópteros Lynx Mk 21A da Marinha do Brasil que serão modernizados pela Agusta Westland serão transportados desmontados para o Reino Unido pela norte-americana XPO Logistics. Familiarizada com regulamentos aduaneiros e procedimentos navais de exportação e importação, a XPO opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A XPO é uma organização que possui relações de longa data com a Agusta Westland no transporte de partes de helicópteros. As aeronaves serão transladas para as instalações da Agusta Westland em Yeovil, Reino Unido. A medida que a modernização for sendo concluída, a XPO irá realizar o translado de retorno para o Brasil por via aérea ou marítima. O retorno do primeiro Lynx Mk21A modernizado esta previsto para o segundo semestre de 2017.

http://tecnodefesa.com.br/a-modernizacao-dos-lynx-mk21a-da-marinha/

Todos? No caso dos Lynx Portugueses não acontece isso. http://www.helis.com/database/modelorg/242/ 
Citar
Portuguese Lynx Refurbished By Vector in UK, 08-May-15 : Portuguese Navy Mk.95 Lynx was in Fleetlands, UK for structural repairs together with a complete refinish of the airframe

Ainda segundo o velho Lopes, e segundo um oficial que ele ouviu da MB, uma das restrições é que os A-4 podem transportar todo o armamento que os SEM transportam, exceto  a versão moderna do míssil Exocet Block 2 Mod 2 (que é digital), prioridade da Marinha, o problema é que os SEM também não são homologados para levar esse armamento.

Citar
Versions[edit]
The Exocet has been manufactured in a number of versions, including:

MM38 (surface-launched) – deployed on warships. Range: 42 km. No longer produced (1970). A coast defence version known as "Excalibur" was developed in the United Kingdom and deployed in Gibraltar from 1985–1997.[6]
AM38 (helicopter-launched – tested only)[7]
AM39 (air-launched) – B2 Mod 2: deployed on 14 types of aircraft (combat jets, maritime patrol aircraft, helicopters). Range between 50 and 70 km, depending on the altitude and the speed of the launch aircraft.

 ;D ;D ;D ;D

http://www.naval.com.br/blog/2016/02/05/preparacao-da-ex-corveta-frontin-v33-para-alvo-da-esquadra/
Citar
No início deste semestre, a BNRJ realizou a docagem da ex-Cv FRONTIN, objetivando prepará-la para servirde alvo, em exercício futuro da Esquadra. A preparação consistiu, basicamente, da retirada dos hélices, linhas-de-eixo, armamentos, sensores, motores auxiliares etc e, também, do tamponamento estrutural de todas as caixas-de-mar, tubos-telescópios e dezenas de descargas dos seus costados.

Tal evento foi marcado pelo sucesso da reflutuação da ex-V33, em 12AGO, uma vez assegurada a estanqueidade dos quarenta e oito pontos tamponados na sua carena e o perfeito reequilíbrio do casco, após as grandes alterações de peso ocorridas a bordo. Destaca-se, também, o pioneirismo da retirada de linhas-de-eixo de Corvetas Classe Inhaúma, na BNRJ.

O planejamento e execução dos aludidos serviços foram facilitados, graças à experiência adquirida pela OMPS-I, durante o desmanche do ex-CT PERNAMBUCO, ocorrido no início deste ano, no dique ALMIRANTE BRANCO.
Depois da comédia, voltemos à realidade: Corveta com 22 anos vai ser alvo.
Citar
Sobre a Corveta Frontin
A Corveta Frontin (V 33) é o primeiro navio a ostentar esse nome na Marinha do Brasil, em homenagem ao Almirante Pedro Max Fernando de Frontin, Comandante da Divisão Naval em Operações de Guerra (DNOG), no período de 1917 a 1918. A CV Frontin é a quarta e última unidade de uma série de quatro Corvetas da Classe Inhaúma.

Autorizada em novembro de 1981, sob o Contrato N.º 510/066/86, assinado em 9 de junho de 1986, sendo construída no estaleiro Verolme Estaleiros Reunidos do Brasil S.A., localizado em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro. Em 15 de dezembro de 1987, teve sua quilha batida e foi lançada e batizada em 6 de fevereiro de 1992, tendo como madrinha a Sra. Glória Maria de Frontin Muniz Freire Pereira de Souza, sobrinha-neta do Almirante Frontin.

Na época, a cerimônia de lançamento foi presidida pelo Ministro da Marinha, Almirante-de-Esquadra Mario César Flores. Depois de realizar as provas de mar, a CV Frontin foi submetida a Mostra de Armamento e incorporada à Armada em 11 de março de 1994.


Saudações
« Última modificação: Fevereiro 11, 2016, 05:00:58 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #798 em: Fevereiro 11, 2016, 08:48:19 pm »
Navio da Marinha do Brasil participa de exercício no Oceano Índico

O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas” realizou uma PASSEX com a Fragata "SPIOENKOP", da Marinha da África do Sul.
A PASSEX, que consiste em diversos exercícios conjuntos entre Marinhas amigas (quando da passagem da embarcação de uma pelas águas jurisdicionais da outra), ocorreu durante a travessia entre a Cidade do Cabo (África do Sul) e Vishakhapatnam (Índia).






Fonte: MB
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5682
  • Recebeu: 1193 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +405/-138
Re: Marinha do Brasil
« Responder #799 em: Fevereiro 11, 2016, 10:18:04 pm »
Na MB a prioridade é o combate ao Aedes aegypti. Está nas principais notícias do site oficial.
https://www.marinha.mil.br/

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #800 em: Fevereiro 12, 2016, 02:39:36 am »
Na MB a prioridade é o combate ao Aedes aegypti. Está nas principais notícias do site oficial.
https://www.marinha.mil.br/

Cumprimentos

Sim, e não há nenhum problema nisso. Não só a MB, como a FAB e o EB estão empenhados no combate ao Aedes aegypti.









O Brasil tem pragas piores (os políticos).
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Marinha do Brasil
« Responder #801 em: Fevereiro 13, 2016, 05:58:19 pm »
Mais uma vez caiu por completo a fachada, este tipo é um trolle que já cá tinha vindo chatear-nos com outro nick.

Peço à moderação a expulsão desta pessoa do fórum o mais urgentemente possível.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8791
  • Recebeu: 845 vez(es)
  • Enviou: 1509 vez(es)
  • +95/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Marinha do Brasil
« Responder #802 em: Fevereiro 13, 2016, 06:08:18 pm »
Já foi feito o pedido. É só aguardar.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15324
  • Recebeu: 1104 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
Re: Marinha do Brasil
« Responder #803 em: Fevereiro 13, 2016, 06:42:39 pm »
 :G-beer2:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #804 em: Fevereiro 13, 2016, 07:56:45 pm »















 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #805 em: Fevereiro 13, 2016, 08:02:13 pm »










 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3073
  • Recebeu: 1445 vez(es)
  • Enviou: 3054 vez(es)
  • +543/-92
Re: Marinha do Brasil
« Responder #806 em: Fevereiro 14, 2016, 02:19:36 pm »
Vítor, continuo sem perceber como pode a esquadra brasileira ser considerada a maior da América do Sul — para mim, América Latina não é uma designação geográfica pelo que não faz sentido ser utilizada. Adicionalmente, para mim, esquadra é o conjunto de navios de guerra que constituem uma marinha de guerra.

É por demais óbvio que a MB possui a maior esquadra fluvial das Américas (incluindo os EUA), mas não entendo como se pode reclamar a maior esquadra oceânica da América do Sul, quando a maior parte dos seus navios estão inoperacionais. Quais são os quesitos utilizados para reclamar tal título?
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Burro

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #807 em: Fevereiro 14, 2016, 05:05:57 pm »
Tudo bem. Se for neste viés de navios operacionais, pode-se considerar, agora, que a MB provavelmente não seja a maior — Apesar que, mesmo assim tenho minhas dúvidas.

Mas em números absolutos, de meios (sejam eles fluviais ou marítimos), efetivos e instalações, a MB é a maior.

Esta afirmação em dizer que a MB é a maior da América do Sul (e Latina, considero sim necessário este termo, levando em consideração que os países americanos de colonização portuguesa e espanhola cobrem 70% do continente) não é somente minha:

Citar
The Brazilian Navy is the biggest navy in South America with more than 100 vessels in its fleet, including a sizable number of frigates and patrol boats.

The document identified four key areas where these assets can be utilised i) defence of oil platforms ii) defence of ports, archipelagos and oceanic islands iii) high-readiness in responding to non-conventional threats vi) peacekeeping capabilities beyond Brazilian waters.

The three OPVs purchased from BAE Systems in 2011, with the final vessel delivered this year, are a key asset in this naval strategy. The 90m-long ships are teaming with 21st Century technology, including the Osiris combat and surveillance system, manufactured by Ultra Electronics, and the Terma Scanter 4100 X-band radar.

Link: http://www.naval-technology.com/features/feature-rethinking-defence-naval-modernisation-south-america/

 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5682
  • Recebeu: 1193 vez(es)
  • Enviou: 610 vez(es)
  • +405/-138
Re: Marinha do Brasil
« Responder #808 em: Fevereiro 15, 2016, 04:06:03 pm »
http://www.naval.com.br/blog/2016/02/11/npaoc-amazonas-no-oceano-indico/
Citar
O Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Amazonas” realizou uma PASSEX com a Fragata “SPIOENKOP”, da Marinha da África do Sul.
A PASSEX, que consiste em diversos exercícios conjuntos entre Marinhas amigas (quando da passagem da embarcação de uma pelas águas jurisdicionais da outra), ocorreu durante a travessia entre a Cidade do Cabo (África do Sul) e Vishakhapatnam (Índia).
Benditos patrulhas (venham agora dizer que a "maior marinha da América latina" emprega simples patrulhas nestas missões por opção operacional lol lol ...)  ::)


Saudações
« Última modificação: Fevereiro 15, 2016, 04:11:39 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Burro

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 4235
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 292 vez(es)
  • +823/-719
Re: Marinha do Brasil
« Responder #809 em: Fevereiro 16, 2016, 12:46:30 pm »
Citar
Benditos patrulhas (venham agora dizer que a "maior marinha da América latina" emprega simples patrulhas nestas missões por opção operacional lol lol ...)

Por opção operacional não sei dizer. Mas que, as seguintes fragatas, corvetas e Navio-Patrulha Oceânico:

“Constituição” (F42)



“Liberal” (F43)



“Greenhalgh” (F46)



"Independência" (F 44)  - Integra agora a  FTN-UNIFIL (Força-Tarefa Marítima da Força Interina das Nações Unidas no Líbano)



Corveta "Barroso" (V-34)



Navio-Patrulha Oceânico (NPaOc) “Apa"



Estão todas operacionais. Pode ser que há outras naves operando, porém tal informação foge do meu conhecimento.
« Última modificação: Fevereiro 16, 2016, 01:49:02 pm por Vitor Santos »
 

 

Acidente durante exercício de tiro entre Brasil e Argentina

Iniciado por Paisano

Respostas: 14
Visualizações: 7347
Última mensagem Dezembro 07, 2004, 11:52:51 pm
por papatango
Brasil Comprará Torpedo MK 48 Mod 6 Adv Tech

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 4
Visualizações: 5127
Última mensagem Maio 04, 2009, 11:41:33 pm
por 2dmaio
Marinha do Brasil incorpora navio-auxiliar "Pará"

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 3
Visualizações: 3290
Última mensagem Janeiro 24, 2005, 09:01:15 pm
por Paisano
Estação Antártica da Marinha do Brasil - Comandante Ferraz (EACF)

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 6
Visualizações: 746
Última mensagem Fevereiro 04, 2020, 03:01:02 pm
por Vitor Santos
Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) da Marinha do Brasil

Iniciado por Paisano

Respostas: 195
Visualizações: 67943
Última mensagem Janeiro 09, 2020, 07:10:27 pm
por Vitor Santos