União Portugal/Cabo-Verde

  • 226 Respostas
  • 44079 Visualizações
*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1508
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #165 em: Dezembro 11, 2008, 10:19:44 pm »
Por um lado até percebo o ponto de vista da hipotética hipótese de re-integração de Cabinda.

Visto ela ter sido uma "oferta" de Mário Soares a Angola... e os cabindenses (espero que seja assim que os naturais de Cabinda sejam chamados) quererem a independência.
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #166 em: Dezembro 11, 2008, 10:20:43 pm »
Mais rapidamente entravam no congo ou ficavam independentes do que voltavam a nós.
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #167 em: Dezembro 12, 2008, 08:33:04 am »
Citação de: "Cabecinhas"
Por um lado até percebo o ponto de vista da hipotética hipótese de re-integração de Cabinda.

Visto ela ter sido uma "oferta" de Mário Soares a Angola... e os cabindenses (espero que seja assim que os naturais de Cabinda sejam chamados) quererem a independência.

não é estar a defender o "bochechas" mas Cabinda já pertencia á então Colónia de Angola

Citar
Cabinda - protectorado (1883-1887); distrito do Congo (Português) (1887-1921); intendência subordinada a Maquela (1921-1922); dependência como distrito do Zaire (Português) (1922-1930); intendência do Zaire e Cabinda (1930-1932); intendência de Angola (1932-1934); dependência de Angola (1934-1945); restaurada como distrito (1946-1975); província da República de Angola desde 1975.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_territ% ... 3%A9tica#C
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

legionario

  • Especialista
  • ****
  • 954
  • Recebeu: 15 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +17/-17
(sem assunto)
« Responder #168 em: Dezembro 12, 2008, 09:05:34 pm »
Citação de: "Cabecinhas"
Cabo-Verde ainda vá, São Tomé e Príncipe acredito menos que seja possível por causa da quantidade de petróleo, agora Cabinda não vejo Angola abrir mão dos diamantes, petróleo, etc etc...


Nada que as nossas FA's nao pudessem resolver :lol:

Mas se calhar levavamos era com as petroliferas em cima, franceses e americanos ao mesmo tempo. Seria um conflito mais excitante que Portugal na final do campeonato do mundo : Com muita honra se perdessemos (dado o calibre do adversario) , e com muita gloria se ganhassemos  :lol:
« Última modificação: Dezembro 12, 2008, 09:17:23 pm por legionario »
IN HOC SIGNO VINCES
DEUS VULT
 

*

legionario

  • Especialista
  • ****
  • 954
  • Recebeu: 15 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +17/-17
(sem assunto)
« Responder #169 em: Dezembro 12, 2008, 09:12:14 pm »
Citação de: "P44"
Citação de: "Cabecinhas"
Por um lado até percebo o ponto de vista da hipotética hipótese de re-integração de Cabinda.

Visto ela ter sido uma "oferta" de Mário Soares a Angola... e os cabindenses (espero que seja assim que os naturais de Cabinda sejam chamados) quererem a independência.

não é estar a defender o "bochechas" mas Cabinda já pertencia á então Colónia de Angola

Citar
Cabinda - protectorado (1883-1887); distrito do Congo (Português) (1887-1921); intendência subordinada a Maquela (1921-1922); dependência como distrito do Zaire (Português) (1922-1930); intendência do Zaire e Cabinda (1930-1932); intendência de Angola (1932-1934); dependência de Angola (1934-1945); restaurada como distrito (1946-1975); província da República de Angola desde 1975.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_territ% ... 3%A9tica#C


Certo, mas nao podemos esquecer que havia um tratado entre as monarquias Portuguesa e Cabinda. Este territorio nao era  uma colonia mas sim um protectorado. Os Cabindas possuem além disso uma identidade étnica e cultural particulares, aquilo a que chamamos Naçao.
A FLEC, no seu site, afirma que Cabinda ainda é protectorado Portugues e territorio por descolonizar.
IN HOC SIGNO VINCES
DEUS VULT
 

*

Heraklion

  • Membro
  • *
  • 299
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #170 em: Janeiro 29, 2009, 03:15:00 pm »
Quanto há União:
Acho uma excelente ideia.
Os cabo-verdianos terão tudo a ganhar, nada a perder e o orgulho de puderem dizer: Sou Português!! E não é qualquer um que tem tal honraria, como sabem...
Portugal não teria tantas vantagens, é certo, se é que tivessemos alguma, mas somos generosos e desejosos de ajudar.
Quanto áqueles que falam da independencia de Cabo-Verde: Será realmente independente?? :roll:
Nos liberi sumus;
Rex noster liber est;
Manus nostrae nos liberverunt
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #171 em: Janeiro 29, 2009, 03:54:54 pm »
Uma união deste tipo, actualmente só poderia acontecer com a iniciativa de Cabo-Verde e das populações aí residentes.
De outra forma, diga-se, partindo a iniciativa de Portugal, era praticamente impossível pelo burburinho político interno e externo que se ia gerar.
Quanto à situação desses territórios, a minha opinião é tal e qual à do Ten.Coronel Brandão Ferreira:

"A Justiça estava toda do nosso lado!
Aquilo era nosso! Muito nosso! E não há razão nenhuma para ainda hoje aquilo não ser nosso!

Porque é que a Rússia pode ter os territórios todos que colonizou até ao Pacífico e nós não podemos ter Angola? Foi porque nós fomos de barco e eles foram a cavalo?

Porque é que os Estados Unidos podem ter o Alasca, que compraram? Ou Porto Rico, que ainda hoje tem um estatuto indefinido? E nós não podemos ter os nossos territórios?

Porque é que São Tomé e Cabo Verde podem ser independentes e os Açores não podem?

Quando nós os descobrimos estavam todos desabitados, fomos nós que os colonizámos!
 

*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #172 em: Março 29, 2009, 05:27:51 pm »
Verdade Verdadinha.
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2033
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #173 em: Março 29, 2009, 06:43:59 pm »
Citação de: "TOMSK"
Uma união deste tipo, actualmente só poderia acontecer com a iniciativa de Cabo-Verde e das populações aí residentes.
De outra forma, diga-se, partindo a iniciativa de Portugal, era praticamente impossível pelo burburinho político interno e externo que se ia gerar.
Quanto à situação desses territórios, a minha opinião é tal e qual à do Ten.Coronel Brandão Ferreira:

"A Justiça estava toda do nosso lado!
Aquilo era nosso! Muito nosso! E não há razão nenhuma para ainda hoje aquilo não ser nosso!

Porque é que a Rússia pode ter os territórios todos que colonizou até ao Pacífico e nós não podemos ter Angola? Foi porque nós fomos de barco e eles foram a cavalo?

Porque é que os Estados Unidos podem ter o Alasca, que compraram? Ou Porto Rico, que ainda hoje tem um estatuto indefinido? E nós não podemos ter os nossos territórios?

Porque é que São Tomé e Cabo Verde podem ser independentes e os Açores não podem?

Quando nós os descobrimos estavam todos desabitados, fomos nós que os colonizámos!


Certíssimo! Acertou em cheio.
A razão, mais que evidente, é que elas são super-potências, e Portugal, por variadas razões, todas elas intrínsecamente ligadadas à palhaçada do 25A, é agora apenas uma república de bananas, reduzido à sua dimensão de há 5 séculos atrás, governada por vendidos, lambe-botas, iberistas e traidores bilderbergistas, uma corja de políticos e vigaristas, corruptos, laico-maçónicos.

Precisamos de uma revolução. Vou afiar a lâmina da guilhotina.


 :twisted:
 

*

legionario

  • Especialista
  • ****
  • 954
  • Recebeu: 15 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +17/-17
(sem assunto)
« Responder #174 em: Março 30, 2009, 05:49:38 pm »
A ilha francesa de Mayotte (no Indico) votou ontem a 95% pela França, transformando o seu estatuto de "territorio ultramarino" em distrito.
Passados 40 anos da agitaçao independentista em Africa, parece que as coisas serenaram e que agora muitos africanos preferem ser colonizados...:):)
IN HOC SIGNO VINCES
DEUS VULT
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +138/-194
(sem assunto)
« Responder #175 em: Março 30, 2009, 06:48:14 pm »
Meus senhores, calma.
Uma batalha de cada vez, uma vitória de cada vez.
Não despedicemos energias e talentos, dispersando-nos.
Primeiro há que limpar a casa antes de receber convidados.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15129
  • Recebeu: 1052 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
(sem assunto)
« Responder #176 em: Março 31, 2009, 11:23:37 am »
Citação de: "legionario"
Citação de: "P44"
Citação de: "Cabecinhas"
Por um lado até percebo o ponto de vista da hipotética hipótese de re-integração de Cabinda.

Visto ela ter sido uma "oferta" de Mário Soares a Angola... e os cabindenses (espero que seja assim que os naturais de Cabinda sejam chamados) quererem a independência.

não é estar a defender o "bochechas" mas Cabinda já pertencia á então Colónia de Angola

Citar
Cabinda - protectorado (1883-1887); distrito do Congo (Português) (1887-1921); intendência subordinada a Maquela (1921-1922); dependência como distrito do Zaire (Português) (1922-1930); intendência do Zaire e Cabinda (1930-1932); intendência de Angola (1932-1934); dependência de Angola (1934-1945); restaurada como distrito (1946-1975); província da República de Angola desde 1975.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Os_territ% ... 3%A9tica#C

Certo, mas nao podemos esquecer que havia um tratado entre as monarquias Portuguesa e Cabinda. Este territorio nao era  uma colonia mas sim um protectorado. Os Cabindas possuem além disso uma identidade étnica e cultural particulares, aquilo a que chamamos Naçao.
A FLEC, no seu site, afirma que Cabinda ainda é protectorado Portugues e territorio por descolonizar.


Claro querem apelar aos Portugueses para fazerem algo como em Timor, esquecem-se é que neste momento Angola é o El Dourorado para muitos Portugueses, como tal...azar!
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15129
  • Recebeu: 1052 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
(sem assunto)
« Responder #177 em: Março 31, 2009, 11:25:31 am »
Citação de: "TOMSK"
Uma união deste tipo, actualmente só poderia acontecer com a iniciativa de Cabo-Verde e das populações aí residentes.
De outra forma, diga-se, partindo a iniciativa de Portugal, era praticamente impossível pelo burburinho político interno e externo que se ia gerar.
Quanto à situação desses territórios, a minha opinião é tal e qual à do Ten.Coronel Brandão Ferreira:

"A Justiça estava toda do nosso lado!
Aquilo era nosso! Muito nosso! E não há razão nenhuma para ainda hoje aquilo não ser nosso!

Porque é que a Rússia pode ter os territórios todos que colonizou até ao Pacífico e nós não podemos ter Angola? Foi porque nós fomos de barco e eles foram a cavalo?

Porque é que os Estados Unidos podem ter o Alasca, que compraram? Ou Porto Rico, que ainda hoje tem um estatuto indefinido? E nós não podemos ter os nossos territórios?

Porque é que São Tomé e Cabo Verde podem ser independentes e os Açores não podem?

Quando nós os descobrimos estavam todos desabitados, fomos nós que os colonizámos!


Depois de 30 anos de independência eles lá querem ser Portugueses!

Cabo-Verde foi colonizado pelos Portugueses COM africanos e aí é que reside o problema.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #178 em: Março 31, 2009, 01:06:45 pm »
Se formos por aí existem muitos territórios sejam ingleses, franceses, holandeses... que foram colonizados já com populações a viver lá. Logo nós temos muito mais direito em ter os 2 arquipelagos que certos países...
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15129
  • Recebeu: 1052 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
(sem assunto)
« Responder #179 em: Março 31, 2009, 02:37:17 pm »
A questão é que o povo de Cabo-Verde é independente e não quer ser Português. O que vais fazer? Partir para a conquista?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Uma aliança militar Brasil-Portugal-Angola-Moçambique

Iniciado por dremanu

Respostas: 52
Visualizações: 17491
Última mensagem Dezembro 22, 2010, 03:35:24 pm
por Cabeça de Martelo
Timor, transferência de território ou Portugal o Idiota útil

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 12391
Última mensagem Setembro 13, 2007, 07:51:04 pm
por comanche
Crise em Timor - o que pode fazer Portugal?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 49
Visualizações: 20903
Última mensagem Junho 23, 2006, 10:22:37 am
por Rui Elias
Uma Lusitania (e talvez o futuro de Portugal)

Iniciado por Lusitanian

Respostas: 52
Visualizações: 9858
Última mensagem Março 11, 2011, 03:39:30 pm
por Lusitanian
Portugal Ultramarino

Iniciado por Lusitanus

Respostas: 307
Visualizações: 50065
Última mensagem Abril 13, 2015, 12:18:35 am
por HSMW