União Portugal/Cabo-Verde

  • 226 Respostas
  • 44068 Visualizações
*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
União Portugal/Cabo-Verde
« em: Junho 03, 2008, 08:12:11 pm »
Há uns meses lembro-me de uma notícia em que um ilustre português (peço desculpa mas não me recordo exactamente quem) afirmou que uma união entre Portugal e Cabo-Verde seria excepcionalmente bebéfica para os dois países.

De facto eu concordo, temos muito em comum, e penso que ninguém (nem entre estes dois países nem na comunidade internacional) sairia lesado nesta situação.

É possível que este tópico seja bloqueado e apagado por ser "um sonho" mas tentar não custa.

Gostava de saber a vossa opinião...
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Junho 03, 2008, 08:46:04 pm »
A minha opiniao é a seguinte, eu acho uma uniao com Cabo Verde algo pouco provavel nos proximos tempos. :lol:
Cumprimentos
 

*

Ataru

  • 416
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Junho 03, 2008, 08:48:20 pm »
Lol Claro que é pouco provável mas queria saber era se estão de acordo ou não e porquê... Mas quando eu mandar nisto logo trato do assunto  c34x
Greater Portugal = Portugal + Olivença + Galiza and the Eonavian Region + border villages that speak galaico-portuguese dialects + Cape Verde + St. Tomé and Principe.
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Junho 03, 2008, 09:44:11 pm »
Bem se for para o bem dos dois paises, aceito. :)
Cumprimentos
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #4 em: Junho 03, 2008, 10:24:59 pm »
Seria interessante sabermos quem produziu semelhante ideia da treta  :roll:

Que vantagem é que Portugal poderia obter em tal união ?

Esse tempo já passou.
É verdade que na altura devida, ninguém perguntou às antigas colónias o que queriam fazer no seu futuro, sendo também verdade, que a baderna que foi garantida em Portugal por ordem da URSS não poderia permitir outra coisa.

Mas é tarde para corrigir os erros da História. Já pagámos mais que a nossa conta por tentar criar "outros brasis".
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 1217
  • Recebeu: 44 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +56/-821
(sem assunto)
« Responder #5 em: Junho 03, 2008, 10:48:59 pm »
papatango
Citar
sendo também verdade, que a baderna que foi garantida em Portugal por ordem da URSS não poderia permitir outra coisa.

Mas é tarde para corrigir os erros da História. Já pagámos mais que a nossa conta por tentar criar "outros brasis".


Poderia e se não der muito trabalho, explicar melhor :wink:
Gostava de saber, a que baderna se refere ordenada da URSS, que não deixou permitir outra coisa, (o ficarmos com as antigas colonias). c34x
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +138/-194
(sem assunto)
« Responder #6 em: Junho 03, 2008, 10:50:22 pm »
Isso implicaria primeiro por eliminar o marxismo cultural dominante que se baseio no relativismo moral: tudo é bom. Nada é mau.

Não havendo uma ideia de excelência pela qual convictamente lutar, a ideia de expandir seja lá o que for cai por terra. Nós estamos cada vez mais a "orientarmo-nos pior". E perante facto de se estar a desertificar o interior, a simples ideia de território por território também deixa de fazer sentido.

Ou seja: enquanto nós não soubermos o que queremos ser, o que vier apenas pode causar dôr e desperdício. Na melhor das hipóteses um golpe de sorte isento de mérito.

Temos primeiro que recuperar a ideia de excelência, de ideal nacional e pressegui-lo, seja por onde for.
O resto são pormenores.
Ou taxistas à espera de melhores tenças.

Porque diabo as pessoas não pensam nos fundamentos das coisas e vão sempre pelo superficial?
Irra...
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6827
  • Recebeu: 353 vez(es)
  • Enviou: 216 vez(es)
  • +222/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Junho 03, 2008, 10:59:20 pm »
Citação de: "Luso"
E perante facto de se estar a desertificar o interior, a simples ideia de território por território também deixa de fazer sentido.


É despovoar :arrow: http://pt.wikipedia.org/wiki/Desertifica%C3%A7%C3%A3o
 :arrow: http://seminarios.ist.utl.pt/04-05/des/ ... tifica.pdf
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +138/-194
(sem assunto)
« Responder #8 em: Junho 03, 2008, 11:03:51 pm »
Oh doutor, estou a falar para o Povo! :wink:
Mas dou-lhe razão: no deserto podem também surgir grandes investimentos e "polos de desenvolvimento" como infraestrututas aeroportuárias. Um dos moderadores desta ilustre casa, que é um nómada cansado de tanta areia, camelos e chás de menta, pode confirmar o que digo.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #9 em: Junho 03, 2008, 11:17:02 pm »
Citação de: "Luso"
Oh doutor, estou a falar para o Povo! .


Pois, pois, agora disfarça. Ai estes pseudo intelectuais, sentem-se tão importantes e depois são só calinadas :wink:
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7508
  • Recebeu: 386 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +138/-194
(sem assunto)
« Responder #10 em: Junho 03, 2008, 11:34:39 pm »
Citação de: "JLRC"
Citação de: "Luso"
Oh doutor, estou a falar para o Povo! .

Pois, pois, agora disfarça. Ai estes pseudo intelectuais, sentem-se tão importantes e depois são só calinadas :shock:
De vez enquando ele aparece por aqui...
Para nos brindar com poesias e ditos curiosos.

Mas oh pessoal! Não desconversem!
Ou não querem meditar nas minhas palavras?
Dói, é?
Mas eu repito:

Não havendo uma ideia de excelência pela qual convictamente lutar, a ideia de expandir seja lá o que for cai por terra. Nós estamos cada vez mais a "orientarmo-nos pior". E perante facto de se estar a desertificar o interior, a simples ideia de território por território também deixa de fazer sentido.

Ou seja: enquanto nós não soubermos o que queremos ser, o que vier apenas pode causar dôr e desperdício. Na melhor das hipóteses um golpe de sorte isento de mérito.

Temos primeiro que recuperar a ideia de excelência, de ideal nacional e pressegui-lo, seja por onde for.
O resto são pormenores.
Ou tachistas à espera de melhores tenças.

Porque diabo as pessoas não pensam nos fundamentos das coisas e vão sempre pelo superficial?
Irra...


As minhas desculpas aos taxistas deste país! :mrgreen:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Daniel

  • Investigador
  • *****
  • 1217
  • Recebeu: 44 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +56/-821
(sem assunto)
« Responder #11 em: Junho 03, 2008, 11:40:43 pm »
Luso
Citar
Um dos moderadores desta ilustre casa, que é um nómada cansado de tanta areia, camelos e chás de menta, pode confirmar o que digo.


Pois pois camelos :rir:  :rir:
A Vida é um teste e uma incumbência de  confiança.
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
(sem assunto)
« Responder #12 em: Junho 04, 2008, 09:16:02 am »
na minha opinião, enquanto não arrumar-mos a nossa casa, não vale apena meter mais territórios. Ja agora se nós não conseguimos defender a madeira ou açores, acham que portugal ia conseguir defender cabo-verde que ficam ainda mais longe
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7814
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 673 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #13 em: Junho 04, 2008, 11:00:46 am »
Mas os Cabo-Verdianos fizeram-vos algum mal? :mrgreen:
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1050 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
(sem assunto)
« Responder #14 em: Junho 04, 2008, 11:42:19 am »
Ó pessoal se o tópico fosse: União Portugal/Espanha, o que é que vocês responderiam?

Nazis, Fascistas, etc.

Então o que é que vocês acham que um Cabo-Verdiano sente se ler este tópico?

Cabo-Verde na última vez que eu vi era um país independente, voltar atrás é impossível, por isso deixem-se disso.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Uma aliança militar Brasil-Portugal-Angola-Moçambique

Iniciado por dremanu

Respostas: 52
Visualizações: 17484
Última mensagem Dezembro 22, 2010, 03:35:24 pm
por Cabeça de Martelo
Timor, transferência de território ou Portugal o Idiota útil

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 12391
Última mensagem Setembro 13, 2007, 07:51:04 pm
por comanche
Crise em Timor - o que pode fazer Portugal?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 49
Visualizações: 20845
Última mensagem Junho 23, 2006, 10:22:37 am
por Rui Elias
Uma Lusitania (e talvez o futuro de Portugal)

Iniciado por Lusitanian

Respostas: 52
Visualizações: 9858
Última mensagem Março 11, 2011, 03:39:30 pm
por Lusitanian
Portugal Ultramarino

Iniciado por Lusitanus

Respostas: 307
Visualizações: 50060
Última mensagem Abril 13, 2015, 12:18:35 am
por HSMW