Armada Russa

  • 546 Respostas
  • 159828 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #75 em: Dezembro 13, 2007, 08:29:27 am »
Talvez seja por a NATO se ter expandido até ás portas da Rússia, pelo facto dos EUA terem bases em diversas Republicas da ex-URSS, preparando-se para arranjar mais uma, ao dar a "independencia" ao kosovo, que mais não será senão um protectorado da NATO, por querer instalar sistemas anti-misseis na Rep. Checa e na Polónia, etc etc

É só ver os últimos anos e observar o lento cerco á Rússia por parte dos EUA (e da NATO)


Citar
“EUA querem separar Kosovo para concentrar armas contra Rússia”
Pagina principal / Mundo
04.09.2007
 


O general Leonid Ivashov, ex-chefe do Estado Maior das Forças Armadas da Rússia, afirmou no sábado, 1º de setembro, que “a questão do Kosovo é atualmente o mais importante ponto da batalha por uma ordem mundial justa”.

Uma ordem mundial que prime “pela preservação do Estado Nacional como base no desenvolvimento das relações internacionais e para as perspectivas dos povos de manterem suas identidades nacionais, sejam elas russas, sérvias, alemãs ou francesas”.

Ivashov denunciou que “o atual movimento separatista pró-americano em Kosovo visa garantir uma ainda maior concentração de forças militares norte-americanas na região, que já possui contingentes armados na Bósnia-Herzego-vina e na Bulgária, sem contar a inclusão de elementos do sistema anti-mísseis na Polônia e na República Tcheca” que compõem o quadro de ameaça ao Estado russo e que “objetiva garantir para si o controle do transporte de hidrocarbonetos”.

Segundo o general Ivashov - que atualmente ocupa a vice-presidência da Academia Russa de Questões Geopolíticas e de Segurança -“o que querem os EUA é a humilhação dos sérvios diante do mundo inteiro e o estabelecimento de um regime pró-americano na Sérvia e um facista-albanês no Kosovo”.

http://port.pravda.ru/mundo/19003-1/
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4145
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #76 em: Dezembro 21, 2007, 07:21:12 pm »
:?

Citar
Exercícios militares russos perigosos para aviões
2007/12/21 | 18:34
Denuncia a Federação Internacional das Associações de Pilotos Comerciais
A segurança dos voos civis no Atlântico Norte está ameaçada pelos exercícios navais militares russos na região, denunciou esta sexta-feira a Federação Internacional das Associações de Pilotos Comerciais, escreve a Lusa.

No Golfo da Biscaia, estão neste momento o porta-aviões Almirante Kuznetsov, de 60.000 toneladas, com capacidade para 12 caças Sukoy Su-33, cinco Su-25 de ataque ao solo e um número indeterminado de helicópteros anti-submarino, bem como dois contra-tropedeiros da classe Udaloy.

No Mar do Norte, foram lançadas na semana passada operações militares russas próximo da costa norueguesa, «sem notificação prévia às autoridades locais, ou ao tráfego aéreo», queixou-se a organização dos pilotos comerciais num comunicado.

De acordo com o texto, os pilotos comerciais estão confrontados com a possibilidade de depararem com operações semelhantes lançadas sem aviso abaixo dos 3.000 metros de altitude, podendo ocorrer perdas de comunicações em resultado da interferência das transmissões militares.

Um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros em Oslo declarou que Moscovo foi informada da ameaça à segurança dos helicópteros locais que servem as plataformas petrolíferas ao largo da costa norueguesa.

Bjorn Svenungsen adiantou que Moscovo anuiu em afastar as suas forças das plataformas de petróleo norueguesas, navegando para águas internacionais.

De acordo com analistas militares, este dispositivo naval russo é o mais ambicioso desde o colapso do comunismo, em 1991.

Os exercícios navais, com a duração de um trimestre, vão culminar no Mediterrâneo, quando as unidades no Atlântico Norte se reunirem à frota russa do Mar Negro.

Moscovo está sob pressão devido à intenção norte-americana de instalar bases do sistema anti-míssil (NMD) na Europa de Leste e Sudeste, que neutralizariam o seu arsenal nuclear.

O Presidente Vladimir Putin, em nome do imperativo da protecção do seu país, denunciou o Tratado sobre as Forças Convencionais na Europa (FCE) e mandou reatar as patrulhas regulares de bombardeiros estratégicos Tupolev Tu-95 e Tu-160 em águas internacionais dos oceanos Ártico, Atlântico e Pacífico.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

JoseMFernandes

  • Perito
  • **
  • 394
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Janeiro 13, 2008, 05:48:24 pm »
Citar
A Rússia históricamente sempre manteve uma tentação mediterrânica, procurando levar a sua influência até aos 'mares quentes'.
Com a ascensão de poder das ambições russas - que não correspondem de momento com os seus meios reais - a marinha volta a navegar em águas que estavam abandonadas, seja pela 'modernização da base naval de Tartus(Siria)' mas também e especialmente pela retoma das suas patrulhas no Atlântico e Mediterrâneo(anunciadas pelo Min. russo de Defesa Serdyukov).
Em termos concretos, se o nível de preparação das forças navais russas não permite pensar, a curto - nem sequer a médio prazo - a retoma integral de patrulhas permanentes, este movimento não deixa de ser significativo no plano político..
Por um lado permite assinalar claramente á NATO que a Europa pode ser submetida a um cerco integral, rompendo assim simbólicamente os laços com o continente americano.E ao mesmo tempo, esta ruptura significa igualmente a quebra do isolamento da frota do Mar Negro[/b], que se tornou no decorrer dos últimos anos um 'lago da NATO'.
Por outro lado a declaração tem um valor mais imediato no contexto da política russa (eleições que consagram a manobra de Putin para não abandonar o poder, tornando-se 1° Ministro) - a declaração está em linha directa com a política, de natureza paranóide, seguida por Moscovo, de renascimento da sua potência. . Se alguns observadores estimam que se está no domínio da retórica e da estratégia de declaração de intenções, outros especialistas pensam que a vontade russa de recuperação de poder é bem real, e reconstituir a NATO como adversário permite-lhe legitimar ao mesmo tempo a manutenção de uma politica interna 'dura' na Rússia.  


*************************************************
Trad. de Déf&SécInternationale- jan/2008 (os sublinhados são de origem)
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #78 em: Janeiro 13, 2008, 06:07:31 pm »
Sintetização perfeita do que está a acontecer.

Citar
reconstituir a NATO como adversário permite-lhe legitimar ao mesmo tempo a manutenção de uma politica interna 'dura' na Rússia.
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #79 em: Janeiro 22, 2008, 03:56:26 pm »
Citar
Russian Navy uses supersonic cruise missile to hit test target
14:35 | 22/ 01/ 2008
   
 

MOSCOW, January 22 (RIA Novosti) - The flagship of Russia's Black Sea Fleet has effectively engaged a designated target with a supersonic cruise missile as part of a Navy exercise in the northern Atlantic, a Navy spokesman said Tuesday.

The Moskva guided-missile cruiser launched the P-500 Bazalt (NATO reporting name SS-N-12 Sandbox), a liquid-propellant supersonic cruise missile, last used in 2003.

The P-500 Bazalt, which entered service in 1973, has a 550 km range and a payload of 1,000 kg, enabling it to carry a 350 kT nuclear or a 950kg semi-armor-piercing high explosive warhead.

A Joint Naval Task Force, comprising the Admiral Kuznetsov aircraft carrier, the Udaloy-Class destroyers Admiral Levchenko and Admiral Chabanenko, as well as auxiliary vessels, is currently on a two-month tour of duty in the Mediterranean Sea and the North Atlantic.

"The missile system used for launches has no match in performance terms," Capt. 1st Rank Igor Dygalo, an aide to the Navy commander, said Monday.

Russian warships will also practice interoperability with naval aviation and strategic bombers for several days.

The operation is the first large-scale Russian Navy exercise in the Atlantic for 15 years. All the warships and aircraft involved are carrying full combat ammunition loads, the Navy said.

Vice-Admiral Nikolai Maksimov, commander of Russia's Northern Fleet who is heading the task force, earlier said that the current tour of duty to the Mediterranean, which started on December 5, was aimed at ensuring Russia's naval presence "in key operational areas of the world's oceans" and establishing conditions for secure Russian maritime navigation.


http://www.en.rian.ru/russia/20080122/97520307.html
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

SSK

  • Moderador Global
  • *****
  • 1523
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #80 em: Janeiro 22, 2008, 04:11:27 pm »
Citar
Grupo de choque da Armada Russa realiza exercícios navais no Atlântico

01/22/2008 02:45 Fonte: Pravda.ru          
 
O grupo de choque da Armada Russa iniciou ontem (21) as manobras navais na parte nordeste do Atlântico, anunciou o porta-voz da Marinha de Guerra da Rússia , o capitão, Igor Dygalo.

“ O cruzeiro “ Moscovo”, navio – almirante da Frota russa do Mar Negro, realizará práticas de tiro com mísseis e projecteis de artilharia contra alvos no mar e ar “, informou. Destacou que nas manobras participarão os aviões Su-33 e SU-25, assim como os helicópteros submarinos Ka-27, que descolam do porta-aviões “Almirante Kuznetsov” .

Um dos objectivos será coordenar a interacção de navios russos com a aviação estratégica e cumprir as missões conjuntas.

 “ O Grupo de choque da marinha russa de Guerra russa está composta pelos navios anti-submarinos Almirante Lévchenko e Almirante Chabanenko , e três barcos de apoio logístico”, precisou o porta-voz.

 
Eles andem aí...
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #81 em: Janeiro 22, 2008, 04:20:07 pm »
Citar
2008-01-22 - 12:25:00

Teste de mísseis no Atlântico
NATO vigia exercícios militares russos

A NATO esteve esta terça-feira a controlar acções de treino de bombardeiros russos, na Baía de Biscaia, ao largo de França e Espanha.


Os bombardeiros russos estratégicos Tu-160 de longo alcance dispararam mísseis a partir da linha de costa destes dois membros da NATO.

Os exercícios militares foram acompanhados por aviões britânicos e noruegueses integradas nas forças da NATO.

Aos bombardeiros juntaram-se a aviões, navios e submarinos para realizar exercícios no Atlântico, nauqele que é considerado o maior exercíco da Marinha russa nas águas do Atântico, depois do desmembramento da União Soviética .


CM

Admiral Chabanenko
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2491
  • Recebeu: 1294 vez(es)
  • Enviou: 784 vez(es)
  • +733/-172
(sem assunto)
« Responder #82 em: Janeiro 24, 2008, 02:17:55 pm »
Citar
Mísseis foram lançados fora da ZEE, garante Marinha
Aviões de guerra russos fazem exercícios de combate ao largo da costa portuguesa

24.01.2008 - 10h24 PUBLICO.PT

Aviões de guerra russos lançaram mísseis ao largo da costa portuguesa em exercícios de combate. A Marinha confirma os exercícios mas garante que tudo foi monitorizado e que os exercícios militares se realizaram fora da Zona Económica Exclusiva.

“Esta frota encontra-se em águas internacionais e, quando assim é, pede uma autorização para efectuar exercícios de tiro e nós temos conhecimento. Isso implica fazer avisos à navegação aérea e à navegação mercante que poderá, eventualmente, estar dentro da nossa área de responsabilidade”, disse o porta-voz da Marinha, comandante João Barbosa, ao Rádio Clube Português, a quem confirmou a passagem da frota naval russa pela costa portuguesa.

A Marinha garantiu ainda que Comando Naval Português esteve atento às manobras militares dos russos, mas não revela se utilizou aviões de vigilância ou submarinos. “A Marinha monitorizou sempre esta situação", garantiu o responsável.

 :mrgreen:
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15126
  • Recebeu: 1050 vez(es)
  • Enviou: 983 vez(es)
  • +177/-170
(sem assunto)
« Responder #83 em: Janeiro 24, 2008, 02:25:06 pm »
O que é isto?! :shock:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
(sem assunto)
« Responder #84 em: Janeiro 24, 2008, 02:35:47 pm »
meio offtopic.

quanto ao comentários acho devia era estar calados, maior parte deles só disseram merda. Que façam exercicios foram da nossa aréa, nós sejamos informados é uma coisa, agora comunicados de pessoas comunas, que o comunismo é a salvação, isso não.

cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #85 em: Janeiro 24, 2008, 02:58:50 pm »
Citar
quanto ao comentários acho devia era estar calados, maior parte deles só disseram merda. Que façam exercicios foram da nossa aréa, nós sejamos informados é uma coisa, agora comunicados de pessoas comunas, que o comunismo é a salvação, isso não.

A democracia é isso, liberdade de expressão!...
Se calhar, num regime comunista, aquele senhor não podia "piar".
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

JLRC

  • Investigador
  • *****
  • 2509
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +4/-42
(sem assunto)
« Responder #86 em: Janeiro 24, 2008, 03:04:41 pm »
Citação de: "nelson38899"
meio offtopic.

quanto ao comentários acho devia era estar calados, maior parte deles só disseram merda. Que façam exercícios foram da nossa aréa, nós sejamos informados é uma coisa, agora comunicados de pessoas comunas, que o comunismo é a salvação, isso não.

cump.


Mas que comentário tão infeliz. O Luís Silva tem razão no que afirmou. Calma Nelson, seja tolerante e sobretudo tenha cultura democrática, OK ?:wink:
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2491
  • Recebeu: 1294 vez(es)
  • Enviou: 784 vez(es)
  • +733/-172
(sem assunto)
« Responder #87 em: Janeiro 24, 2008, 05:51:01 pm »
Citação de: "JLRC"
Mas que comentário tão infeliz. O Luís Silva tem razão no que afirmou. Calma Nelson, seja tolerante e sobretudo tenha cultura democrática, OK ?:wink:

x 2
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 813
  • Recebeu: 123 vez(es)
  • Enviou: 771 vez(es)
  • +103/-0
(sem assunto)
« Responder #88 em: Janeiro 24, 2008, 06:32:33 pm »
Só por curiosidade, teremos usado P3P para observar ou já haverá operacionais os "novos" P3C...? Estou partir principio que os P3C (ainda antes do proximo upgrade) são "melhores" que os P3P, mas posso estar errado...

O que observar exercicios destes nos dá? Frequencias misseis, radares, o quê?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
(sem assunto)
« Responder #89 em: Janeiro 24, 2008, 09:09:44 pm »
Citação de: "LM"
Só por curiosidade, teremos usado P3P para observar ou já haverá operacionais os "novos" P3C...? Estou partir principio que os P3C (ainda antes do proximo upgrade) são "melhores" que os P3P, mas posso estar errado...

O que observar exercicios destes nos dá? Frequencias misseis, radares, o quê?


boas

suponho que portugal tenha vigiado os exercicios, com um navio da marinha, se não estou enganado é um patrulha da classe Centauro e um P3.

Cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

 

NPO "Piloto Pardo" da Armada Chilena

Iniciado por P44

Respostas: 50
Visualizações: 19301
Última mensagem Maio 19, 2009, 02:46:09 pm
por luis filipe silva
Armada, Alemanha, França,Inglaterra, TOPS Pesquisa

Iniciado por Heer.Skuda

Respostas: 46
Visualizações: 17461
Última mensagem Julho 04, 2007, 09:29:20 pm
por P44
Kortenaer da Armada dos Emirados Arabes Unidos

Iniciado por P44

Respostas: 0
Visualizações: 1687
Última mensagem Junho 03, 2004, 09:48:37 am
por P44
As declarações do Chefe de Estado Maior da Armada

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 0
Visualizações: 1351
Última mensagem Junho 07, 2004, 12:26:11 pm
por Rui Elias
Patrulhas para a Armada: Programa (extracto)

Iniciado por Luso

Respostas: 42
Visualizações: 10860
Última mensagem Janeiro 13, 2005, 01:49:57 am
por Major Alvega