España-Portugal vs Italia-Marruecos

  • 111 Respostas
  • 54756 Visualizações
*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #75 em: Janeiro 25, 2006, 03:28:21 pm »
Quiero dejar claro a todos los foristas que no tengo nada contra Portugal y que si frecuento este foro es con el objeto de conocer a un país vecino al que deseo lo mejor y  con el que creo que los españoles debemos entendernos por el bien común. Pero es que hay comentarios que me cuesta no interpretar como racistas.
 

*

Cody

  • Membro
  • *
  • 135
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #76 em: Janeiro 25, 2006, 03:31:08 pm »
La retirada de Irak y Sahara es algo que está bastante claro:

Irak:Nuevo presidente en España quien para ganar las elecciones,unas de las cosas que prometió fue retirar las tropas de Irak.

Sahara:Franco en su lecho de muerte,era dificil tomar una buena decision en esa época,y támpoco se podía tomar a la ligera el acrivillar a miles de civiles.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15330
  • Recebeu: 1105 vez(es)
  • Enviou: 1047 vez(es)
  • +183/-172
(sem assunto)
« Responder #77 em: Janeiro 25, 2006, 03:35:25 pm »
Em relação a Timor já dei a minha opinião, em relação US/Espanha, espero que não tenha sido mesmo como eles estão a dizer. Se as unidades Espanholas tinham outras ordens, tudo bem, agora se eles realmente não deram o corpo ao manifesto então é grave! Se foi apenas uma confrontação entre as vontades Espanholas e Americanas, bem devo dizer que algo de parecido devia haver nos Açores, eles fazem o que lhes apetece e as autoridades Portuguesas calam-se.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

manuel liste

  • Especialista
  • ****
  • 1053
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #78 em: Janeiro 25, 2006, 03:41:46 pm »
El señor Bremer creyó que podía dar órdenes a las tropas españolas para luchar y morir por los EEUU, pero obviamente se equivocaba.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #79 em: Janeiro 25, 2006, 04:19:11 pm »
Citar
Vaya estupidez. La mayoría de los norteamericanos no saben situar España en un mapa y mucho menos, tener anticuerpos.
Que os americanos não sabem situar a Espanha no mapa, é óbvio, porque grande parte deles não sabe sequer onde está a América.

O problema é muito mais profundo, é a ideia da Espanha dos "Dons" the "Conquistador's". Contra essa Espanha, levanta-se uma américa contrária à Espanha dos "Don's" da nobreza europeia.

É verdade que é uma visão completamente distorcida, mas é a única visão que os americanos têm da Espanha, embora não saibam onde fica no mapa.
= = =

Citar
He aqui un punto importante, el verdadero punto que ha diferido la actuación de España respecto a Portugal. España a lo largo de la historia a marchado sola, equivocandose, venciendo o siendo vencida
Esta é a visão Quixotesca, que a Espanha-Castelhana tem de si propria, mais por orgulho e incapacidade de ver a história que por outra coisa.

Práticamente toda a história militar da Espanha, ou das Espanhas, é resultado de acções de varios exércitos.

Castela, lutava com uns estados peninsulares, com dos outros estados peninsulares, e com o apoio dos franceses, praticamente nunca sozinha.

Contra os mouros, houve sempre alianças dos vários reinos e Castela raramente lutou sozinha.

Dentro da Coroa de Castela, o rei apoiava-se principalmente nos galegos, que foram durante muito tempo a principal fonte de homens da coroa.
(É incrivel que cantem as façanhas da Nobre Castela no hino do exército espanhol).

A Espanha dos Habsburgos, lutava com os Tudescos/Alemães católicos, especialmente do sul da Alemanha e da Áustria (que representavam a principal fonte de homens para os exércitos), mas também havia tropas dos reinos de Napoles, Sicilia e da Flandres. Os castelhanos eram uma pequena minoria.

Na batalha de Lepanto, ainda hoje vista como grande vitória espanhola (em Espanha claro), a maioria das tropas não era espanhola.

A Invencivel armada, tinha a sua principal força, nas quatro grandes Galeaças do Reino de Napoles, e nos 10 galeões da Coroa de Portugal.

Nas guerras contra Napoleão, a Espanha lutou com os portugueses e com o apoio dos ingleses contra a França

Na guerra civil, lutou de um lado com o apoio dos italianos, alemães e também portugueses, e do outro lado com o apoio dos russos.

Assim de cabeça, coloquei aqui os principais conflitos da Espanha e de Castela. nos últimos mil anos.

Em nenhum caso a Espanha "Marchó Sola equivocandose venciendo o siendo vencida". É um mito que a Espanha alguma vez estivesse sozinha. A Espanha no entanto vive desses mitos. Pelo menos a Espanha Castelhana

= = =

Citar
El caso portugués ha sido difente, ha mantenido un imperio hasta el final a base de ser esbirros del amo inglés, el cual siempre le ha tratado con el desprecio que se le otorga al siervo.
Sierra0012, o ódio de estimação da Espanha relativamente à Inglaterra, é conhecido. Decorre da fraqueza da Espanha, e da sua incapacidade para enfrentar os ingleses, e porque os espanhóis neste aspecto são absolutamente perecidos com os portugueses.
Tentam inventar razões para as suas derrotas.

Eu pessoalmente, perguntaría ao Sierra002: O que acontecería se Portugal não se tivesse apoiado nos ingleses?
O apoio dos ingleses, serviu para manter a independência. Sem esse apoio, um país minusculo não tería nunca sobrevivido.

Os portugueses são muuuito mais práticos que os espanhóis neste aspecto.
O inimigo do meu inimigo, meu inimigo É!
Vão-se os anéis, mas fiquem os dedos

A Inglaterra, foi um aliado que nos serviu. E a verdade, é que usamos os ingleses para vencer a Espanha, e embora isso nos tenha custado muito, a verdade é que atingimos os nossos objectivos. Por muito irritante que isso tenha sido para a Espanha.

Quanto a subserviência aos "amos", se é verdade, e é, que Portugal foi durante muito tempo uma espécie de sub-império do império britânico (isso é óbvio e evidente), também não é menos verdade que a Espanha também foi, depois de 1715, pouco mais que um satélite da França, obrigado a fazer o que os franceses mandavam.

Sierra002, entenda de uma vez por todas:

A Espanha, demonizou Portugal, e ainda hoje o faz. A Espanha nunca aceitou que Portugal continuasse a existir, porque enquanto Portugal existisse, a velha "Hespanha" multicultural, que nunca foi um país,  continuaria a ser um sombra para a Espanha "central", criada pelos castelhanos.

Os seus comentários, que não são apenas seus, mas de grande parte dos historiadores mais Castelhanistas, demonstram apenas isso.

São comentários interessantes, por nos mostrarem a ideia que a Historiografia castelhana inventou de Portugal, para se auto-justificar.

Mas são apenas isso:
Comentários interessantes, movidos pelo nacionalismo exacerbado da Espanha Castelhana, efectuados por autores sem qualquer capacidade para uma análise crítica e objectiva da História.

Cumprimentos
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #80 em: Janeiro 25, 2006, 04:26:24 pm »
Despues del mensaje sobre los concejos libres ya quedaron claros tus nulos conocimientos de historia.
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 566
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #81 em: Janeiro 25, 2006, 04:45:03 pm »
Citação de: "sierra002"
Despues del mensaje sobre los concejos libres ya quedaron claros tus nulos conocimientos de historia.


Depois da brilhante exposição do papatango não tem mais nada a dizer?

Patético :roll:
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Janeiro 25, 2006, 04:53:50 pm »
No, patetico no, pero es que ya se me ha demostrado que discutir de historia con Papatango es como (salvando que son cosas distintas) discutir de derechos humanos con Pinochet.

Y si tu crees que la esposición de Papatango ha sido brillante, pues... si fueras médico nunca dejaria que intentases curarme.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #83 em: Janeiro 25, 2006, 05:16:27 pm »
Sierra, o que é que os concelhos livres têm a ver com a minha exposição?

Você afirma num forum na Internet que a sua "España" marcha "sola" e eu limito-me a mostrar-lhe que em todas as principais lutas em que a Espanha ou castela estiveram envolvidas se demonstra que a Espanha "nunca marchó sola", é um mito.

Desafio-o a provar que historiadores como Dias Plaja, Armesto, Carr etc... que são as minhas referências estão errados.

O problema Sierra002, é que para estudar a História da Espanha, eu estudei os autores espanhóis.
Já leu a tese de Fernandes-Armesto  "O império improvável" ?

Sierra, não desvie as atenções. Estamos a discutir coisas sérias, e eu serei o primeiro a reconhecer que alguma das coisas que disse está errada.

Coloque a mão na consciência e pense, Sierra002. utilize o cérebro, tente evitar os preconceitos (prejuicios) e talvez entenda o que está escrito.

Pense:
E se você estiver errado?

Cumprimentos
 

*

Cody

  • Membro
  • *
  • 135
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #84 em: Janeiro 25, 2006, 06:59:13 pm »
Citar
Na batalha de Lepanto, ainda hoje vista como grande vitória espanhola (em Espanha claro), a maioria das tropas não era espanhola.

A Invencivel armada, tinha a sua principal força, nas quatro grandes Galeaças do Reino de Napoles, e nos 10 galeões da Coroa de Portugal.

Nas guerras contra Napoleão, a Espanha lutou com os portugueses e com o apoio dos ingleses contra a França


Una vez mas,tus subjetiva opinión y odio desmedido hacia España te nublan el juicio  :wink: ,por herencia?como quieras,pero era nuestra,cosa que Portugal nunca ha podido hacer con nosotros jejeje.

Presente:
La recuperación económica de España en los últimos años ha propiciado que los nuevos programas navales devuelvan a España a las posiciones de cabeza de las marinas mundiales.












Conclusión:Mira antes la de mierda que tiene tu casa y luego critica la de los demás.
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 656
  • Recebeu: 53 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #85 em: Janeiro 25, 2006, 08:15:39 pm »
Estes tópicos em que se fala de Portugal e Espanha acabam sempre da mesma maneira... :roll:

A verdade é que digam o que disserem já cá andamos há quase mil anos...Nesse periodo de tempo Nasceram e Eclipsaram-se Reinos, Formaram-se e Ruiram Impérios, e nós...Cá estamos...E venham mais 1000 que cá estaremos.

A Espanha...Já não sei se será assim...Algo está em marcha, como e para onde...Não sei...

Agora...Acho muito sinceramente que devemos ver as coisas objectivamente e como elas são na realidade.

10 anos de governos incompetentes colocaram-nos em divergência com a Europa...É a realidade, não há que dourar as coisas.

Mas acredito que vamos dar a volta por cima e não partilho esse temor por Espanha e pelos Espanhois..Há quem graceje e lhe chame: " A fobia da invasão"

Aguas passadas nunca moveram moinhos e as surpresas vêm sempre de onde menos esperamos.

Mais atenção ao que se passa cá dentro e menos de procurar os culpados do outro lado da fronteira...

My Opinion...If you dont like it ...I´m so sorry!!
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #86 em: Janeiro 25, 2006, 08:46:29 pm »
Citar
La armada aliada estaba formada por 70 galeras españolas (sumadas las propiamente hispanas con las de Nápoles, Sicilia, y Génova), 9 de Malta, 12 del Papado y 140 venecianas. Los combatientes españoles sumaban 20.000, los del Papa 2.000 y los venecianos 8.000. La


Os navios capitais da esquadra eram as Galeaças: TODAS DE VENEZA

Havia 10.000 soldados de Castela e de Aragão, que eram países da Coroa Austriaca da familia Habsburg.
Além desses, havia outros soldados, que naturalmente, como os espanhois, obedeciam ao herdeiro Habsburgo.

O comando da armada ficou a cargo de João de ÁUSTRIA, que claro, se chamava de Austria como se podia chamar de Segovia...

Cody: É triste.

A coroa dos Habsburgos austriacos roubou a Espanha, aproveituou-se do ouro da américa para gastar nas guerras europeias, e os espanhóis, falam de grandes feitos da Espanha.

A Espanha, ou melhor, A coroa de Castela-e-Leão e a coroa de Aragão, foram utilizadas pelos Habsburgos.

A casa de Áustria, naturalmente tinha objectivos comuns nos seus vários reinos, mas dizer que Lepanto é uma vitória da Espanha...

Os soldados espanhóis (10.000) eram o maior contingente, além dos 7.000 alemães, 5.000 italianos e 5.000 de outras proveniências europeias.
Você esquece, que Veneza forneceu a maioria dos mais de 40.000 remadores da esquadra. Ou seja, havia 1 soldado espanhol, para cada 7 pessoas a bordo dos barcos.

= = = = =

Cody, a cada palavra, cada parágrafo, acabamos por ver a mesma coisa. Desconhecimento, orgulho desmedido, e absoluta incapacidade de olhar para a História de um ponto de vista crítico.

Como já vi noutro lado...
A ignorância é atrevida, o saber é prudente.

Um pouco mais de prudência, por favor.

Cumprimentos
 

*

Cody

  • Membro
  • *
  • 135
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #87 em: Janeiro 25, 2006, 09:32:55 pm »
Citar
Havia 10.000 soldados de Castela e de Aragão, que eram países da Coroa Austriaca da familia Habsburg.
Além desses, havia outros soldados, que naturalmente, como os espanhois, obedeciam ao herdeiro Habsburgo.


JAJA si si,ya me demuestras tu capacidad de historia....ahora resulta que el Imperio Español no era de España,si no que era de Austria.

Eso es tan atrevido como decir que California no pertenece a USA,si no USA a California.

España se fundio con Austria por una suerte de uniones matrimoniales.

Joder voy a tener que explicar toda la cronología?

Resumire un poco:

Felipe II fue el heredero tanto de la Corona de Austria como la de España.
Nieto de Juana la Loca(española) y Felipe I el Hermoso(Austria).
Su hijo Carlos V y I de España,heredo todo el Imperio. Y este era tan austriaco como español.

Más tarde Felipe II,hijo de Carlos inicia la serie de los Habsburgo de España,conocidos como la Casa de Austria.Heredo el Imperio y se anexionó Portugal.

Pretender hacer creer que la España de entonces era de Austria no es más que una patranga y soberbia tonteria.
 

*

Cody

  • Membro
  • *
  • 135
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #88 em: Janeiro 25, 2006, 10:32:50 pm »
Según tú he de suponer entonces que en la época de Trajano(emperador hispano) Roma era de España  :lol: y así muchisimos ejempllos.

Las Américas conquistadas por los Reyes Católicos también pertenecía a Austria juasjuas.....vaya disparates dices amigo.

Como dije antes....la envidia te nubla el juicio.
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5510
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #89 em: Janeiro 25, 2006, 10:35:34 pm »
Cody, toda a sua história está contada ao contrário.

Se a casa reinante, era espanhola, porque é que se chamava Casa de Áustria e não Casa de Espanha?

Porque é que João de Austria, não chamava João de Espanha?

É a Austria que toma conta da Espanha, e não o contrário. A coroa austriaca pasa a estar em Madrid, porque é de lá que vem o dinheiro.

Por um acidente da história, uma filha dos reis católicos, Joana a Louca, tornou-se herdeira do reino de Castela.
Mais tarde, com Carlos V, um rei que praticamente nunca esteve em espanha e que não sabia sequer falar castelhano (quem mandava de facto  era a rainha, que era filha do rei de Portugal), o ouro da américa foi utilizado para as guerras no centro da Europa.

As guerras eram as guerras dos Habsburgos, da Casa de Austria, e o dinheiro vinha da América espanhola.

Citar
su hijo Carlos V y I de España,heredo todo el Imperio. Y este era tan austriaco como español
Patético.
Espanha era, como já foi mais que demonstrado, um acidente geográfico.
Carlos V, como Filipe II, e os restantes, eram apenas reis de vários países COMPLETAMENTE SEPARADOS E QUE SE ODIAVAM ENTRE SI. a única coisa que os mantinha unidos era o rei. Fora o rei, eram países COMPLETAMENTE INDEPENDENTES.

É por isso que o império dos Habsburgos se desfaz. É impossível de manter.

Chamar "espanhola" a uma realidade que começa por ser germanica, chamar espanhola a uma familia com o nome de Habsburgo, é no minimo esquisito.

É por isso, pela enorme e ABSOLUTAMENTE CATASTRÓFICA confusão que a história da Espanha produziu na cabeça dos cidadãos que hoje, todo o país, ou todos os países espanhóis, têm os gravissimos problemas de identidade que todos conhecemos.

Mas no entanto, os mais histéricos, continuam com o mesmo problema. O "orgullo hispano" impede-os de raciocinar.

Cumprimentos
 

 

Qual a futura ameaça externa a Portugal ? (10/20? anos)

Iniciado por Shar[K]

Respostas: 111
Visualizações: 49859
Última mensagem Novembro 28, 2017, 01:36:51 pm
por Daniel
Guerra entre Portugal e Espanha?

Iniciado por Miguel

Respostas: 1598
Visualizações: 259357
Última mensagem Dezembro 28, 2017, 11:33:21 am
por Viajante
Desembarque Anfibio em Portugal

Iniciado por Nuno

Respostas: 102
Visualizações: 37851
Última mensagem Julho 31, 2005, 12:04:25 pm
por CC
Portugal e a falta de água

Iniciado por Cabecinhas

Respostas: 8
Visualizações: 8740
Última mensagem Agosto 31, 2007, 11:05:33 pm
por manuel liste
Conflito Portugal-Marrocos

Iniciado por Instrutor

Respostas: 52
Visualizações: 17320
Última mensagem Maio 27, 2009, 03:13:45 pm
por VICTOR4810