NAVIOS DE GUERRA PORTUGUESES

  • 213 Respostas
  • 138571 Visualizações
*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #105 em: Maio 21, 2007, 09:31:32 am »
Citação de: "SSK"
Citar
Se não manda-se construir no estrangeiro que fica muitissimo mais barato. Nem quero saber o preçoa que já vão os NPO após tantas peripécias. Os dois primeiros já devem estar pelo preço de uma fragata em 2º mão.
Estava a ver que não encontrava ninguém como a mesma opinião da minha :G-Ok:


x2
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Raul Neto

  • Membro
  • *
  • 259
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #106 em: Maio 23, 2007, 12:21:01 am »
x3 :cry:
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4176
  • Recebeu: 264 vez(es)
  • Enviou: 268 vez(es)
  • +54/-14
(sem assunto)
« Responder #107 em: Maio 23, 2007, 09:29:02 am »
Eu sou da mesma opinião que o preço dos NPO ja devem estar perto de uma fragata em segunda mão. Mas eu por um lado preferia que se tenta-se construir maior numero de navios, podem até ser um pouco mais caros os primeiros navios prontos, mas mesmo tendo essa desvantagem Portugal fica a ganhar pois é bom para a economia e ficamos com o conhecimento de como se constroi este tipo de equipamento, o que nos pode muito ajudar no futuro, e assim poderem diminuir os custos, e tambem começamos a ficar autonomos em relação aos outros.

Cump.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #108 em: Maio 23, 2007, 02:13:12 pm »
Nelson 38899
escreveu:
Citar
Mas eu por um lado preferia que se tenta-se construir maior numero de navios, podem até ser um pouco mais caros os primeiros navios prontos, mas mesmo tendo essa desvantagem Portugal fica a ganhar pois é bom para a economia e ficamos com o conhecimento de como se constroi este tipo de equipamento, o que nos pode muito ajudar no futuro, e assim poderem diminuir os custos, e tambem começamos a ficar autonomos em relação aos outros.


Siceramente não sei como um bem que fica 3 ou 4 vezes mais caro pode ser bom para a economia. Para já é o descrédito, depois o desbaratar do dinheiro dos contribuintes.
Ajudar no futuro? Quando daqui a 40 anos forem substituidos, já toda a gente envolvida no processo morreu ou está reformada. Não havendo continuidade perde-se o conhecimento adquirido.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7817
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 675 vez(es)
  • +251/-235
(sem assunto)
« Responder #109 em: Maio 23, 2007, 02:14:14 pm »
:( Infelizmente acho que o Luis tem toda a razão
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Nuno Calhau

  • Perito
  • **
  • 342
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #110 em: Maio 23, 2007, 08:02:58 pm »
Pois continuidade!

Não temos tradição de "fazer", já desde os seculos passados que preferimos comprar a construir.
Sempre fomos comerciantes inatos, vender com lucro sem ter que investir na compra da mercadoria.
Fazer bem nunca, salvo certas excessões evidentemente, mas depois sem continuidade.
Penso que no caso dos NPO, já se deveria ter pensado numa versão de exportação, visto existirem interessados no projeto.
Como tal, rentabelizavam o esforço inicial, aumentando a carteira de encomendas.
 

*

SSK

  • Moderador Global
  • *****
  • 1523
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #111 em: Maio 24, 2007, 01:17:39 am »
Citar
Penso que no caso dos NPO, já se deveria ter pensado numa versão de exportação, visto existirem interessados no projeto.


Quem lhe disse a si que isso não foi pensado, se até já se pensou em vender estes. O que é certo é que não me parece que alguém queira comprar estes depois de tudo que se passou. Julgo que qualquer país pensara duas vezes até existir um NPO a navegar e com provas dadas. Não acha???
Se até o Papanikolis está no goto dos gregos imagine um NPO que já deu mais problemas e a tecnlogia não é um décimo... :?
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #112 em: Maio 24, 2007, 01:25:24 am »
SSK escreveu:
Citar
Quem lhe disse a si que isso não foi pensado, se até já se pensou em vender estes. O que é certo é que não me parece que alguém queira comprar estes depois de tudo que se passou


Tenho a impressão de que com a publicidade negativa e as limitações do projecto, só Angola poderá estar interessada e mesmo assim só se fôr oferta do governo português.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

SSK

  • Moderador Global
  • *****
  • 1523
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #113 em: Maio 24, 2007, 01:29:17 am »
Citação de: "luis filipe silva"
SSK escreveu:
Citar
Quem lhe disse a si que isso não foi pensado, se até já se pensou em vender estes. O que é certo é que não me parece que alguém queira comprar estes depois de tudo que se passou

Tenho a impressão de que com a publicidade negativa e as limitações do projecto, só Angola poderá estar interessada e mesmo assim só se fôr oferta do governo português.
:toto:  :Palmas:
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

Von Einsamkeit

  • Membro
  • *
  • 63
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #114 em: Maio 24, 2007, 07:11:30 pm »
Alguem poderia me informar qual foi o maior e o mais poderoso navio tuga no tempo da vela?
Ele é um soldado unido,
Quer na paz ou quer no perigo,
O seu lema é avançar.
Respeita o seu comandante,
Gritando sempre: Avante!
Por SALAZAR! SALAZAR!
 

*

Upham

  • Perito
  • **
  • 513
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #115 em: Maio 24, 2007, 07:26:27 pm »
Boa tarde!

Não tenho a certeza, mas penso ter sido a Nau do século XVI "Santa Catarina do Monte Sinai"

Cumprimentos!
"Nos confins da Ibéria, vive um povo que não se governa, nem se deixa governar."

Frase atribuida a Caio Julio César.
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #116 em: Maio 24, 2007, 07:55:33 pm »
Nem por sombras.

Provavelmente a Vasco da Gama na transição do séc XVIII para o séc XIX, um navio de linha de 80 peças  ( havia pelo menos 1 de 80 nessa altura, juntamente com vários 74s, penso que a Vasco da Gama era a de 80, mas agora não tenho aqui os livros).

A "Santa Catarina do Sinai" ( que sim, era talvez a nau mais poderosa  da altura  :mrgreen: )  ou semelhante seria espancada por uma mera fragata típica da altura das Guerras Napoleónicas, um vaso com um deslocamento apenas ligeiramente inferior...
« Última modificação: Maio 24, 2007, 07:57:47 pm por Spectral »
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Von Einsamkeit

  • Membro
  • *
  • 63
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #117 em: Maio 24, 2007, 07:57:33 pm »
Pensei que tinha algo na linha do Santissima Trinidad

Mas tens fotos deste navio spectral?
Ele é um soldado unido,
Quer na paz ou quer no perigo,
O seu lema é avançar.
Respeita o seu comandante,
Gritando sempre: Avante!
Por SALAZAR! SALAZAR!
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #118 em: Maio 24, 2007, 08:36:34 pm »
O Santíssima Trindade era um monstro de 4 conveses de tiro, com 140 peças. O seu valor militar era um bocado "questionável"...

Que eu saiba a Armada Real nunca operou navios com mais de 2 conveses de tiro ( dos quais os maiores são os 80s referidos acima).

Imagens só num par de livros, mas de momento estão uns bons milhares quilómetros de mim  :(
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #119 em: Maio 24, 2007, 09:12:57 pm »
Von Eins escreveu:
Citar
Mas tens fotos deste navio spectral?
Acho que por essa época a Kodak ainda não vendia para Portugal.
 :lol:  :?
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

 

Marinha de Guerra Portuguesa: Album de Fotografias

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 20198
Última mensagem Abril 25, 2008, 03:29:37 pm
por jmg
Presente e futuro da Marinha de Guerra Portuguesa

Iniciado por Filipe de Chantal

Respostas: 327
Visualizações: 53580
Última mensagem Junho 29, 2009, 05:18:31 pm
por paraquedista
Lanchas de Fiscalização Costeira na Guerra do Ultramar

Iniciado por tenente

Respostas: 11
Visualizações: 6321
Última mensagem Julho 24, 2018, 03:21:06 pm
por NVF
Jogos de Guerra Armada Portuguesa

Iniciado por antoninho

Respostas: 42
Visualizações: 14467
Última mensagem Março 26, 2007, 11:20:29 pm
por typhonman
O Fim da Marinha de Guerra

Iniciado por Luso

Respostas: 58
Visualizações: 11480
Última mensagem Novembro 12, 2005, 10:58:30 pm
por TOMKAT