Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'

  • 172 Respostas
  • 25572 Visualizações
*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 364
  • Recebeu: 104 vez(es)
  • Enviou: 99 vez(es)
  • +141/-11
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #75 em: Janeiro 07, 2020, 06:44:37 pm »
Meu caro desculpe mas não estou a ver a relação com que escrevi. O senhor era procurado? Nenhum presidente disse que sim exceptuando Trump? Ou serviu enquanto dava jeito estilo o Bin Ladim no Afeganistão contra os Soviéticos? Ok, é uma visão da questão mas tem a ver o que com as várias colaborações Irão-EUA? Não lhe chamaria floresta mas pelo menos se calhar chega ao Nível do Central Park. Já agora a confusão é como tanta tropa e tanta aeronave no Iraque e arredores dos mais diversos países mas principalmente dos EUA, deixaram o ISIL chegar a 50 Km de Bagdad (já para não falar da conquista de Mossul), a ponto de os Guardas da Revolução serem autorizados a intervir no pais?


Cumprimentos

P.S. Se o Raid tivesse sido alargado à outra margem do Golfo não se perdia nada. Existe por lá por exemplo um movimento jeitoso chamado Mabahith. Aliás o Tenente General Abdullah al-Qarni é um tipo porreirrissimo...

Se não percebe porque é que o ISIS chegou onde chegou é porque não anda a tomar atenção.
Desde que os americanos "devolveram" o poder aos iraquianos, a política interna tem sido dominada por grupos xiitas, alguns deles com ligações ao Irão. Estes levaram à alienação dos sunitas que dominavam a área que vai da Síria a Bagdade. Quando o ISIS avançou sobre o Iraque teve terreno fértil para recrutar milícias sunitas e até unidades inteiras do exército iraquiano com muitos sunitas a executar colegas xiitas.
https://en.wikipedia.org/wiki/Anbar_campaign_(2013%E2%80%9314)
Os americanos só começaram a intervir directamente em Junho de 2014, quando se tornou patente que o exército iraquiano estava a ponto de ser dizimado e os iranianos se preparavam para invadir o Iraque, tendo já 10 divisões junto da fronteira. A 13 de Junho de 2014 o Obama ainda dizia que não iria enviar militares americanos para o Iraque.

Eu não defendo o assassinato. Mas estando as forças Quds sancionadas como organização terrorista pelos EUA, qualquer membro desta organização é um alvo. E sim, foi o amigo Trump que colocou as forças Quds nessa lista.

Se o fosse autorizado um raid por cada merdas que vive naquela região, tinham de utilizar vários ICBMs.
 
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1559
  • Recebeu: 388 vez(es)
  • Enviou: 298 vez(es)
  • +184/-400
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #76 em: Janeiro 07, 2020, 07:11:25 pm »
A questão é que isto foi pensado pelo Departamento de Defesa há mais de uma década. Quando se iniciou a guerra com o ISIS li uma entrevista de um general americano que já tinham pensado fazer o mesmo na altura devido ao número de mortes de americanos por causa dos ataques das milicias xiitas financiadas pelo Irão e pelas forças Quds.
Isto não foi um assassinato que veio do nada. Além disso, o Soleimani, devido ao poder que detinha na estrutura hieráriquica do Irão, tinha alguns inimigos poderosos no próprio Irão que até podem ter colaborado no seu assassinato, por acharem que este se estava a tornar demasiado poderoso dentro do país. Além disso, desde quando é que o Soleimani tentou arrefecer seja o que fosse? O Irão tem beneficiado com a escalada de tensão no Médio Oriente e pretende continuar a sua ascenção sobre esta área geográfica.


Eu não defendo a atitude dos EUA, e acho que até é contraproducente para os seus interesses na região (o nosso amigo laranja tem o dom de dar tiros nos pés), mas que os americanos até têm mais de uma década de motivos e de ressentimento para mandar o Soleimani pelo ar, lá isso têm.

Quem já se ofereceu para ocupar o papel dos EUA foi a China:
https://iraq.liveuamap.com/en/2020/6-january-iraqs-prime-minister-adil-abdul-almahdi-receives

Estás a confundir algo e à grande. Pesquisa o documentário que passou ainda na semana passada na BBC onde vários altos diplomatas e militares americanos falam sobre a importância da colaboração de Suleimani e do Irão, para o sucesso inicial da invasão do Afeganistão. Pesquisa também sobre a opinião com que as chefias americanas ficaram sobre o profissionalismo e capacidades do iranianos durante esses tempos de cooperação.

E sobre o ISIL e a sua ofensiva no Iraque, foram os iranianos que travaram e reverteram o avanço dos fanáticos, fanáticos esses que tinham como missão capturar Bagdade e cortar pela cabeça a crescente deriva xiita na região. Tudo isto perante o olhar complacente dos americanos e sobre patrocínio de sauditas com os fanboys sionistas no fundo.

Citar
Se não percebe porque é que o ISIS chegou onde chegou é porque não anda a tomar atenção.
Desde que os americanos "devolveram" o poder aos iraquianos, a política interna tem sido dominada por grupos xiitas, alguns deles com ligações ao Irão. Estes levaram à alienação dos sunitas que dominavam a área que vai da Síria a Bagdade. Quando o ISIS avançou sobre o Iraque teve terreno fértil para recrutar milícias sunitas e até unidades inteiras do exército iraquiano com muitos sunitas a executar colegas xiitas.
https://en.wikipedia.org/wiki/Anbar_campaign_(2013%E2%80%9314)
Os americanos só começaram a intervir directamente em Junho de 2014, quando se tornou patente que o exército iraquiano estava a ponto de ser dizimado e os iranianos se preparavam para invadir o Iraque, tendo já 10 divisões junto da fronteira. A 13 de Junho de 2014 o Obama ainda dizia que não iria enviar militares americanos para o Iraque.

Eu não defendo o assassinato. Mas estando as forças Quds sancionadas como organização terrorista pelos EUA, qualquer membro desta organização é um alvo. E sim, foi o amigo Trump que colocou as forças Quds nessa lista.

Se o fosse autorizado um raid por cada merdas que vive naquela região, tinham de utilizar vários ICBMs.

Pois... quem deve tomar atenção és tu e olhar para a cronologia dos acontecimentos. Os americanos, só depois de verem que a maré tinha mudado e nada poderiam fazer contra, é que tomaram acção e, mesmo assim, a bombardear areia do deserto, para não chatear muito os sauditas.

 

*

perdadetempo

  • Perito
  • **
  • 550
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 354 vez(es)
  • +39/-2
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #77 em: Janeiro 08, 2020, 12:29:09 am »
E já agora um pouco de contexto histórico. Um regresso aos anos 50 quando o Irão até tinha um governo secular e porque todas estas histórias que andamos a ver não acontecem no vácuo.

https://tnsr.org/2019/11/the-collapse-narrative-the-united-states-mohammed-mossadegh-and-the-coup-decision-of-1953/

Cumprimentos e um ano interessante pois da maneira como este começou isto promete...

 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9248
  • Recebeu: 1030 vez(es)
  • Enviou: 1997 vez(es)
  • +141/-46
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #78 em: Janeiro 08, 2020, 12:49:46 am »
Já está a pu** armada!

Citar
Liveuamap MiddleEast
@lummideast
The Pentagon: Iran launched an attack on two US military bases in Iraq: Ain al-Assad Air base in Anbar and another base in the city of Erbil https://iran.liveuamap.com/en/2020/8-january-the-pentagon-iran-launched-an-attack-on-two-us
 via @SkyNewsArabia_B
 #Iran
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 9248
  • Recebeu: 1030 vez(es)
  • Enviou: 1997 vez(es)
  • +141/-46
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #79 em: Janeiro 08, 2020, 01:56:17 am »
Quem anda mais atento sabia que algo estava para acontecer, embora pense que ninguém esperava uma argolada deste calibre.
O aumento de vôos de C17 para a região (cerca de 22 nos últimos 3 dias do ano e dia de Ano Novo e mais 5 no dia 2)


Nas Lajes parecia os tempos da Guerra do Golfo tal era o movimento nesses dias...
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8206
  • Recebeu: 903 vez(es)
  • Enviou: 1061 vez(es)
  • +127/-43
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #80 em: Janeiro 08, 2020, 02:08:17 am »
Devia-se mudar o tópico para conflitos no presente...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lusitano89

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5926
  • Recebeu: 1283 vez(es)
  • Enviou: 622 vez(es)
  • +561/-157
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #81 em: Janeiro 08, 2020, 09:31:34 am »
Meu caro desculpe mas não estou a ver a relação com que escrevi. O senhor era procurado? Nenhum presidente disse que sim exceptuando Trump? Ou serviu enquanto dava jeito estilo o Bin Ladim no Afeganistão contra os Soviéticos? Ok, é uma visão da questão mas tem a ver o que com as várias colaborações Irão-EUA? Não lhe chamaria floresta mas pelo menos se calhar chega ao Nível do Central Park. Já agora a confusão é como tanta tropa e tanta aeronave no Iraque e arredores dos mais diversos países mas principalmente dos EUA, deixaram o ISIL chegar a 50 Km de Bagdad (já para não falar da conquista de Mossul), a ponto de os Guardas da Revolução serem autorizados a intervir no pais?


Cumprimentos

P.S. Se o Raid tivesse sido alargado à outra margem do Golfo não se perdia nada. Existe por lá por exemplo um movimento jeitoso chamado Mabahith. Aliás o Tenente General Abdullah al-Qarni é um tipo porreirrissimo...

Se não percebe porque é que o ISIS chegou onde chegou é porque não anda a tomar atenção.
Desde que os americanos "devolveram" o poder aos iraquianos, a política interna tem sido dominada por grupos xiitas, alguns deles com ligações ao Irão. Estes levaram à alienação dos sunitas que dominavam a área que vai da Síria a Bagdade. Quando o ISIS avançou sobre o Iraque teve terreno fértil para recrutar milícias sunitas e até unidades inteiras do exército iraquiano com muitos sunitas a executar colegas xiitas.
https://en.wikipedia.org/wiki/Anbar_campaign_(2013%E2%80%9314)
Os americanos só começaram a intervir directamente em Junho de 2014, quando se tornou patente que o exército iraquiano estava a ponto de ser dizimado e os iranianos se preparavam para invadir o Iraque, tendo já 10 divisões junto da fronteira. A 13 de Junho de 2014 o Obama ainda dizia que não iria enviar militares americanos para o Iraque.

Eu não defendo o assassinato. Mas estando as forças Quds sancionadas como organização terrorista pelos EUA, qualquer membro desta organização é um alvo. E sim, foi o amigo Trump que colocou as forças Quds nessa lista.

Se o fosse autorizado um raid por cada merdas que vive naquela região, tinham de utilizar vários ICBMs.

Embora já tenha sido respondido pelo Fox, acrescento mais outra questão: A USAF, Marine Corps, US Army e US Navy, todos com unidades no terreno mas sobretudo aéreas durante esse tempo estavam a dormir? Não deixa de ser curioso quando tantas vezes a ala aérea salvou a américa em conflitos passados (como o Tet em 1968 e 1972) e agora apesar da sofisticação, nem Isil nem Iranianos. É certo que a disponibilidade não é o que era mas que é no mínimo esquisito...







Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 364
  • Recebeu: 104 vez(es)
  • Enviou: 99 vez(es)
  • +141/-11
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #82 em: Janeiro 08, 2020, 10:04:31 am »
A questão é que isto foi pensado pelo Departamento de Defesa há mais de uma década. Quando se iniciou a guerra com o ISIS li uma entrevista de um general americano que já tinham pensado fazer o mesmo na altura devido ao número de mortes de americanos por causa dos ataques das milicias xiitas financiadas pelo Irão e pelas forças Quds.
Isto não foi um assassinato que veio do nada. Além disso, o Soleimani, devido ao poder que detinha na estrutura hieráriquica do Irão, tinha alguns inimigos poderosos no próprio Irão que até podem ter colaborado no seu assassinato, por acharem que este se estava a tornar demasiado poderoso dentro do país. Além disso, desde quando é que o Soleimani tentou arrefecer seja o que fosse? O Irão tem beneficiado com a escalada de tensão no Médio Oriente e pretende continuar a sua ascenção sobre esta área geográfica.


Eu não defendo a atitude dos EUA, e acho que até é contraproducente para os seus interesses na região (o nosso amigo laranja tem o dom de dar tiros nos pés), mas que os americanos até têm mais de uma década de motivos e de ressentimento para mandar o Soleimani pelo ar, lá isso têm.

Quem já se ofereceu para ocupar o papel dos EUA foi a China:
https://iraq.liveuamap.com/en/2020/6-january-iraqs-prime-minister-adil-abdul-almahdi-receives

Estás a confundir algo e à grande. Pesquisa o documentário que passou ainda na semana passada na BBC onde vários altos diplomatas e militares americanos falam sobre a importância da colaboração de Suleimani e do Irão, para o sucesso inicial da invasão do Afeganistão. Pesquisa também sobre a opinião com que as chefias americanas ficaram sobre o profissionalismo e capacidades do iranianos durante esses tempos de cooperação.

E sobre o ISIL e a sua ofensiva no Iraque, foram os iranianos que travaram e reverteram o avanço dos fanáticos, fanáticos esses que tinham como missão capturar Bagdade e cortar pela cabeça a crescente deriva xiita na região. Tudo isto perante o olhar complacente dos americanos e sobre patrocínio de sauditas com os fanboys sionistas no fundo.

Citar
Se não percebe porque é que o ISIS chegou onde chegou é porque não anda a tomar atenção.
Desde que os americanos "devolveram" o poder aos iraquianos, a política interna tem sido dominada por grupos xiitas, alguns deles com ligações ao Irão. Estes levaram à alienação dos sunitas que dominavam a área que vai da Síria a Bagdade. Quando o ISIS avançou sobre o Iraque teve terreno fértil para recrutar milícias sunitas e até unidades inteiras do exército iraquiano com muitos sunitas a executar colegas xiitas.
https://en.wikipedia.org/wiki/Anbar_campaign_(2013%E2%80%9314)
Os americanos só começaram a intervir directamente em Junho de 2014, quando se tornou patente que o exército iraquiano estava a ponto de ser dizimado e os iranianos se preparavam para invadir o Iraque, tendo já 10 divisões junto da fronteira. A 13 de Junho de 2014 o Obama ainda dizia que não iria enviar militares americanos para o Iraque.

Eu não defendo o assassinato. Mas estando as forças Quds sancionadas como organização terrorista pelos EUA, qualquer membro desta organização é um alvo. E sim, foi o amigo Trump que colocou as forças Quds nessa lista.

Se o fosse autorizado um raid por cada merdas que vive naquela região, tinham de utilizar vários ICBMs.

Pois... quem deve tomar atenção és tu e olhar para a cronologia dos acontecimentos. Os americanos, só depois de verem que a maré tinha mudado e nada poderiam fazer contra, é que tomaram acção e, mesmo assim, a bombardear areia do deserto, para não chatear muito os sauditas.

O problema com o Soleimani começa com a invasão do Iraque e as mortes de americanos devido aos ataques das milicías xiitas apoiadas pelas Forças Quds. Ora como deves saber cronologicamente a guerra do Iraque ocorre depois do inicio da guerra do Afeganistão. Também no Afeganistão os objectivos iniciais coincidiam porque tanto os americanos como os iranianos apoiavam a Aliança do Norte contra os Taliban.
O facto de se reconhecer mérito e qualidades a um adversário, não elimina o facto de ser adversário. Os americanos quando colaboraram com os chineses para contrabalançar a União Soviética não deixaram de ver o Partido Comunista Chinês como um adversário, e no entanto, a colaboração manteve-se durante várias décadas. Colaboração pontual com o Irão não muda o facto de que os EUA vêem o regime iraniano como um adversário no Médio Oriente.

Relativamente à ofensiva do ISIS basta ver que as milicias xiitas coordenadas pelos iranianos nada conseguiram sem o apoio aéreo dos russos na Síria (onde o governo de Assad estava quase a cair) e no Iraque não conseguiram criar nenhuma ofensiva determinante até ao envolvimento dos americanos no terreno. O facto de a maioria dos combatentes serem milicias xiitas atesta o poder do Irão, mas o facto de não terem sido capazes de capturar nenhuma cidade sem o apoio aéreo dos EUA também demonstra que a coordenação iraniana não foi a principal razão da vitória sobre o ISIS. Além disso é preciso lembrar que uma boa parte das tribos que se juntaram ao ISIS mudaram de campo devido a esforços americanos para trazer os sunitas para a mesa de negociações.

 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 364
  • Recebeu: 104 vez(es)
  • Enviou: 99 vez(es)
  • +141/-11
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #83 em: Janeiro 08, 2020, 10:09:02 am »
Meu caro desculpe mas não estou a ver a relação com que escrevi. O senhor era procurado? Nenhum presidente disse que sim exceptuando Trump? Ou serviu enquanto dava jeito estilo o Bin Ladim no Afeganistão contra os Soviéticos? Ok, é uma visão da questão mas tem a ver o que com as várias colaborações Irão-EUA? Não lhe chamaria floresta mas pelo menos se calhar chega ao Nível do Central Park. Já agora a confusão é como tanta tropa e tanta aeronave no Iraque e arredores dos mais diversos países mas principalmente dos EUA, deixaram o ISIL chegar a 50 Km de Bagdad (já para não falar da conquista de Mossul), a ponto de os Guardas da Revolução serem autorizados a intervir no pais?


Cumprimentos

P.S. Se o Raid tivesse sido alargado à outra margem do Golfo não se perdia nada. Existe por lá por exemplo um movimento jeitoso chamado Mabahith. Aliás o Tenente General Abdullah al-Qarni é um tipo porreirrissimo...

Se não percebe porque é que o ISIS chegou onde chegou é porque não anda a tomar atenção.
Desde que os americanos "devolveram" o poder aos iraquianos, a política interna tem sido dominada por grupos xiitas, alguns deles com ligações ao Irão. Estes levaram à alienação dos sunitas que dominavam a área que vai da Síria a Bagdade. Quando o ISIS avançou sobre o Iraque teve terreno fértil para recrutar milícias sunitas e até unidades inteiras do exército iraquiano com muitos sunitas a executar colegas xiitas.
https://en.wikipedia.org/wiki/Anbar_campaign_(2013%E2%80%9314)
Os americanos só começaram a intervir directamente em Junho de 2014, quando se tornou patente que o exército iraquiano estava a ponto de ser dizimado e os iranianos se preparavam para invadir o Iraque, tendo já 10 divisões junto da fronteira. A 13 de Junho de 2014 o Obama ainda dizia que não iria enviar militares americanos para o Iraque.

Eu não defendo o assassinato. Mas estando as forças Quds sancionadas como organização terrorista pelos EUA, qualquer membro desta organização é um alvo. E sim, foi o amigo Trump que colocou as forças Quds nessa lista.

Se o fosse autorizado um raid por cada merdas que vive naquela região, tinham de utilizar vários ICBMs.

Embora já tenha sido respondido pelo Fox, acrescento mais outra questão: A USAF, Marine Corps, US Army e US Navy, todos com unidades no terreno mas sobretudo aéreas durante esse tempo estavam a dormir? Não deixa de ser curioso quando tantas vezes a ala aérea salvou a américa em conflitos passados (como o Tet em 1968 e 1972) e agora apesar da sofisticação, nem Isil nem Iranianos. É certo que a disponibilidade não é o que era mas que é no mínimo esquisito...







Cumprimentos

As forças armadas de nada valem se não existir vontade de as usar. A política Obama tinha sido a de retirar tropas do Iraque e passar os combates para o exército iraquiano. Os americanos só decidiram intervir quando o poder iraquiano estava prestes a cair. Devo lembrar que também na Síria o Obama estabeleceu linhas vermelhas que permitiu que fossem ultrapassadas sem resposta.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5926
  • Recebeu: 1283 vez(es)
  • Enviou: 622 vez(es)
  • +561/-157
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #84 em: Janeiro 08, 2020, 10:57:55 am »
Aconteceu sobretudo a nível terrestre (embora 3000 militares ainda seja qualquer coisa). No que diz respeito a poder aéreo tanto a US Navy teve sempre pelo manos um CVN e LHA na área, como a USAF e aliados continuaram a ter estacionados no próprio Iraque e estados do Golfo uma ala aérea considerável (já para não falar dos helicópteros do exercito). Por isso das duas uma: Ou não usaram ou usaram mal.

https://news.usni.org/2016/12/28/23030


Citar
The Nimitz-class aircraft carriers USS John C. Stennis (CVN 74), center, and USS Ronald Reagan (CVN 76) conduct dual aircraft carrier strike group operations in the U.S. 7th Fleet area of operations in support of security and stability in the Indo-Asia-Pacific on June 18, 2016. US Navy photo

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitan

  • Perito
  • **
  • 364
  • Recebeu: 104 vez(es)
  • Enviou: 99 vez(es)
  • +141/-11
  • Hic et Ubique
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #85 em: Janeiro 08, 2020, 12:33:35 pm »
Aconteceu sobretudo a nível terrestre (embora 3000 militares ainda seja qualquer coisa). No que diz respeito a poder aéreo tanto a US Navy teve sempre pelo manos um CVN e LHA na área, como a USAF e aliados continuaram a ter estacionados no próprio Iraque e estados do Golfo uma ala aérea considerável (já para não falar dos helicópteros do exercito). Por isso das duas uma: Ou não usaram ou usaram mal.

https://news.usni.org/2016/12/28/23030


Citar
The Nimitz-class aircraft carriers USS John C. Stennis (CVN 74), center, and USS Ronald Reagan (CVN 76) conduct dual aircraft carrier strike group operations in the U.S. 7th Fleet area of operations in support of security and stability in the Indo-Asia-Pacific on June 18, 2016. US Navy photo

Saudações

O problema é que inicialmente a rebelião nem sequer era dirigida pelo ISIS, mas sim por rebeldes sunitas contra o sectarismo xiita. Os EUA no inicio apelaram à negociação com os rebeldes sunitas. O facto de teres 12mil homens a desertar o exército iraquiano nas fases iniciais e de ter havido por diversas vezes ordens contraditórias ou que abriram caminho ao ISIS por parte de altas chefias iraquianas (tal como foi a tentativa de impedir por várias vezes a utilização da "Divisão Dourada") mostra que o ISIS apenas se aproveitou do caos político para ocupar zonas de maioria sunita.
O facto de os americanos não estarem interessados em tomar lados até serem forçados a fazê-lo ficou evidente, por exemplo, no norte do Iraque, onde só após uma campanha mediática a favor dos curdos e dos iazidis é que os americanos vieram em socorro dos seu aliados do Curdistão iraquiano.
Depois do desastre líbio, a presidência Obama não estava inclinada em meter-se noutra guerra sectária. E a verdade é que se a intervenção contra o ISIS foi acertada do ponto de vista moral, do ponto de vista estratégico criou mais problemas do que resolveu. Ajudou o Irão a ganhar supremacia na Síria, no Iraque e no Líbano, alienou um aliado (Turquia) e reforçou o estatuto dos russos no Médio Oriente.
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 528
  • Recebeu: 180 vez(es)
  • Enviou: 67 vez(es)
  • +34/-9
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #86 em: Janeiro 08, 2020, 01:05:48 pm »
Para quem quiser acompanhar as movimentações aéreas.

https://global.adsbexchange.com/VirtualRadar/desktop.html#

basta ir: Menu (canto superior esquerdo) -> Options -> (Tab/separador) Filters -> active filter, e adicionar o military

É só C17, C130 e A400
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8948
  • Recebeu: 762 vez(es)
  • Enviou: 1260 vez(es)
  • +685/-635
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #87 em: Janeiro 08, 2020, 01:18:45 pm »
Já está a pu** armada!

Citar
Liveuamap MiddleEast
@lummideast
The Pentagon: Iran launched an attack on two US military bases in Iraq: Ain al-Assad Air base in Anbar and another base in the city of Erbil https://iran.liveuamap.com/en/2020/8-january-the-pentagon-iran-launched-an-attack-on-two-us
 via @SkyNewsArabia_B
 #Iran

Parece que conseguiram não acertar em ninguém (pelo menos americano..)  ::)
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8948
  • Recebeu: 762 vez(es)
  • Enviou: 1260 vez(es)
  • +685/-635
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #88 em: Janeiro 08, 2020, 01:23:15 pm »
e para adicionar à confusão


Afinal, não foi uma falha do motor. O que se sabe sobre a queda de avião no Irão (com vídeo)
Por Executive Digest   12:31, 8 Jan 2020
https://executivedigest.sapo.pt/afinal-nao-foi-uma-falha-do-motor-o-que-se-sabe-sobre-a-queda-de-aviao-no-irao-com-video/
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 2897
  • Recebeu: 637 vez(es)
  • Enviou: 135 vez(es)
  • +137/-53
Re: Tempestade na Pérsia 'Achmadinejad versus o ocidente'
« Responder #89 em: Janeiro 08, 2020, 01:54:11 pm »
Para quem quiser acompanhar as movimentações aéreas.

https://global.adsbexchange.com/VirtualRadar/desktop.html#

basta ir: Menu (canto superior esquerdo) -> Options -> (Tab/separador) Filters -> active filter, e adicionar o military

É só C17, C130 e A400

Também um DC-10 (KC-10?) perto dos Açores, um C-130 a passar no Sul de Portugal, C-17s a sair dos EUA.
A Alemanha também vai ter algum tipo de participação? Há um A-400 a passar Grécia.

É no mínimo "interessante".
 

 

A Queda do Ocidente

Iniciado por Luso

Respostas: 13
Visualizações: 7760
Última mensagem Fevereiro 11, 2007, 10:09:14 pm
por Luso
E.U.A. versus Coreia do Norte

Iniciado por dremanu

Respostas: 211
Visualizações: 59225
Última mensagem Maio 05, 2019, 09:59:23 am
por Lusitano89
Tempestade Dom Sebastião

Iniciado por Miguel

Respostas: 33
Visualizações: 19061
Última mensagem Agosto 24, 2009, 12:03:48 am
por Luis Manuel
Tempestade Lusitana

Iniciado por Miguel

Respostas: 65
Visualizações: 33729
Última mensagem Dezembro 18, 2010, 10:19:08 am
por PILAO251
Tempestade Laranja

Iniciado por Miguel

Respostas: 121
Visualizações: 38746
Última mensagem Agosto 23, 2009, 11:18:19 pm
por Luis Manuel