Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?

  • 24 Respostas
  • 927 Visualizações
*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3565
  • Recebeu: 247 vez(es)
  • Enviou: 71 vez(es)
  • +419/-57
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #15 em: Junho 28, 2020, 05:17:35 pm »
Já convidem o sr ministro, a dar uma espreitadela aqui no fórum. a ver se tira umas ideias.  :mrgreen:
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 8200
  • Recebeu: 901 vez(es)
  • Enviou: 1058 vez(es)
  • +127/-43
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #16 em: Junho 29, 2020, 12:04:58 am »
Eu acho que essa questão dos títulos não passa de complexo de inferioridade, somos algo provincianos, e depois existe o problema da bajulação. Temos algumas empresas com uma cultura laboral decente, sobretudo as empresas de Tech/IT, mas em geral a nossa cultura laboral é medíocre e existe muito preconceito (por exemplo: idade). Não é a nossa cultura latina que nos está a "atrasar" totalmente, aqui ao lado temos um país com cultura semelhante que é muito criticado mas que tem um custo de vida inferior ao nosso e um salário mínimo quase 2 vezes superior. O nosso problema é falta de vontade política. A nossa classe política não está em competição com outros países, está em competição com o próprio país por questões de ego/poder. Não me refiro a todos eles, mas a maioria está minada.

Eu não estou muito por dentro dos restantes paises do sul da europa a nivel das empresas, mas a nivel político bem se vê a Espanha, Itália e Grécia as confusões que são, não me parecem assim tão diferentes de nós a nível comportamental, até pode ser verdade que na Espanha se ganha mais e gasta menos, que na Grécia se têm uma verdadeira política de defesa, etc, mas nada disso contrária a informação que coloquei inicialmente dos comportamentos sociais, eles também não funcionam em sistema piramidal? Ou tem formalismo? Etc, etc, ou isso é apenas em Portugal?
« Última modificação: Junho 29, 2020, 12:06:55 am por Lightning »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: morb

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6962
  • Recebeu: 431 vez(es)
  • Enviou: 234 vez(es)
  • +361/-0
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #17 em: Junho 29, 2020, 11:01:32 am »
Não se esqueçam que a produtividade/hora portuguesa é das mais baixas da Europa: https://www.pordata.pt/Europa/Produtividade+do+trabalho+por+hora+trabalhada+(PPS)-2485

Também ao nível da percentagem da população com ensino secundário: https://www.pordata.pt/Europa/Popula%c3%a7%c3%a3o+com+o+ensino+secund%c3%a1rio+e+p%c3%b3s+secund%c3%a1rio+(ISCED+3+4)+em+percentagem+da+popula%c3%a7%c3%a3o+entre+os+25+e+os+64+anos+total+e+por+sexo-3492

E do ensino superior temos dos piores indicadores da Europa: https://www.pordata.pt/Europa/Popula%c3%a7%c3%a3o+com+o+ensino+superior+(ISCED+5+8)+em+percentagem+da+popula%c3%a7%c3%a3o+entre+os+25+e+os+64+anos+total+e+sexo-3490

Como referido, temos países como Itália e Espanha, também altamente "desorganizados" e premiáveis à corrupção...mas nestes indicadores (produtividade e nível de educação/formação) batem-nos por muito...está ai a verdadeira diferença!
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, HSMW, Viajante, morb

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1838
  • Recebeu: 701 vez(es)
  • Enviou: 310 vez(es)
  • +562/-21
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #18 em: Junho 29, 2020, 12:28:52 pm »
Não se esqueçam que a produtividade/hora portuguesa é das mais baixas da Europa: https://www.pordata.pt/Europa/Produtividade+do+trabalho+por+hora+trabalhada+(PPS)-2485

Também ao nível da percentagem da população com ensino secundário: https://www.pordata.pt/Europa/Popula%c3%a7%c3%a3o+com+o+ensino+secund%c3%a1rio+e+p%c3%b3s+secund%c3%a1rio+(ISCED+3+4)+em+percentagem+da+popula%c3%a7%c3%a3o+entre+os+25+e+os+64+anos+total+e+por+sexo-3492

E do ensino superior temos dos piores indicadores da Europa: https://www.pordata.pt/Europa/Popula%c3%a7%c3%a3o+com+o+ensino+superior+(ISCED+5+8)+em+percentagem+da+popula%c3%a7%c3%a3o+entre+os+25+e+os+64+anos+total+e+sexo-3490

Como referido, temos países como Itália e Espanha, também altamente "desorganizados" e premiáveis à corrupção...mas nestes indicadores (produtividade e nível de educação/formação) batem-nos por muito...está ai a verdadeira diferença!

A produtividade é talvez dos rácios que melhor mede a capacidade de um país crescer/enriquecer!
Alguns dos principais problemas com a muito baixa produtividade têem a ver com o referido pelo Pereira Marques, a baixa escolaridade da população. Apesar de que cada vez mais somos mais instruídos e apostamos muito na escolaridade média (já que não são todos que querem ou não podem ter um curso superior), de equivalência ao 12º ano (daí a forte aposta no Ensino Profissional). Basta ver a comparação com Espanha, apesar de terem claramente mais licenciados que nós, mas no ensino médio, estamos bem na frente de Espanha!

Mas existem mais aspectos que empurram para baixo a nossa produtividade.
- Baixos salários pagos a grande parte da população, com um fenómeno curioso, o salário mínimo (635€) aproxima-se bastante do salário médio (970€): https://www.pordata.pt/Portugal/Remunera%c3%a7%c3%a3o+base+m%c3%a9dia+mensal+dos+trabalhadores+por+conta+de+outrem+total+e+por+n%c3%advel+de+qualifica%c3%a7%c3%a3o-374
- A acrescer aos baixos salários, trabalhamos bastantes horas (nas empresas, no mínimo trabalha-se 40 horas e o normal é trabalharem 44 ou 45 horas sem horas extras incluídas, 40 horas durante a semana e trabalharem ainda no sábado de manhã!!!!)
- Depois e apesar de uma parte do que disse o Santos Silva ser verdade (donos das empresas com baixa escolaridade), mas o principal problema nas empresas é a cultura que infesta as empresas que previligia as horas trabalhadas sem parar, produtos sem grande valor acrescentado (Portugal produz muitos produtos para grandes marcas, ganhamos os tostões e outros países só por colocarem a sua marca, ganham muitissimo mais. Lembro-me do caso do vinho, quando entramos na UE, grande parte do vinho que vendíamos era a granel e sem marca!!!!!

Apesar de que já estamos a mudar e a vender produtos com muito valor acrescentado. PRECISAMOS DE INDUSTRIALIZAR O PAÍS!!!!!!
Se o COVID-19 não destruir a nossa indústria, existe uma mancha enorme de fábricas industriais, desde o sul de Aveiro até Braga, que produzem quase tudo o que existe à face da terra, desde componentes aeronáuticos, polímeros, têxteis, calçado, vinho, robótica, sector automóvel........ são muitos milhares de PME industriais (algumas delas gigantes).......
« Última modificação: Junho 29, 2020, 03:00:11 pm por Viajante »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Stalker79, morb

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1791
  • Recebeu: 225 vez(es)
  • Enviou: 447 vez(es)
  • +10/-1
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #19 em: Junho 30, 2020, 12:35:15 am »
- Depois e apesar de uma parte do que disse o Santos Silva ser verdade (donos das empresas com baixa escolaridade), mas o principal problema nas empresas é a cultura que infesta as empresas que previligia as horas trabalhadas sem parar, produtos sem grande valor acrescentado (Portugal produz muitos produtos para grandes marcas, ganhamos os tostões e outros países só por colocarem a sua marca, ganham muitissimo mais. Lembro-me do caso do vinho, quando entramos na UE, grande parte do vinho que vendíamos era a granel e sem marca!!!!!
Já vi muitos, mas mesmo imensos, donos de empresas engenheiros e doutores, e não apenas de canudo, pessoas que realmente percebem de economia e engenharia e que felizmente a empresa não ficou parada no século XVII porque existiram outras pessoas que por lá passaram que empurraram aquilo para a frente.

Apesar de que já estamos a mudar e a vender produtos com muito valor acrescentado. PRECISAMOS DE INDUSTRIALIZAR O PAÍS!!!!!!
Ora aí está. Mesmo na indústria dos moldes, onde temos uma excelente indústria com bastante know-how ainda se vê muitas empresas que não sabem (e recusam-se a saber) o que são os 5S ou o que é o SMED. Enquanto lá fora mesmo os espanhóis e italianos (nem vou falar nos alemães!) já investem em máquinas de topo cá, se fosse possível, ainda se usava máquinas dos anos 40 compradas em segunda-mão.

Farto-me de rir quando vejo empresas que falam todos orgulhosos que estão a investir em robôs ou sistemas automatizados quando empresas que trabalham para o mercado alemão (especialmente para o sector automóvel) já têm sistemas idênticos, ou até mais avançados, desde os anos 80/90.

Temos muito know-how e capacidade, mas infelizmente continuamos a ser um país ao qual a industrialização muitas vezes parece ter passado ao lado.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 8922
  • Recebeu: 750 vez(es)
  • Enviou: 1250 vez(es)
  • +679/-624
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #20 em: Junho 30, 2020, 06:51:10 am »
Industrializar o país? Ou seja, reconstruir o que foi destruído na segunda metade da década de 80, início dos 90?
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Stalker79

  • Investigador
  • *****
  • 1519
  • Recebeu: 310 vez(es)
  • Enviou: 1343 vez(es)
  • +124/-17
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #21 em: Junho 30, 2020, 10:22:41 am »
Industrializar o país? Ou seja, reconstruir o que foi destruído na segunda metade da década de 80, início dos 90?


Era bom, e podiamos mandar a factura ao Sr. Dr. Cavaco Silva que destruiu a industria nacional na mesma altura.
 :-P
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1838
  • Recebeu: 701 vez(es)
  • Enviou: 310 vez(es)
  • +562/-21
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #22 em: Junho 30, 2020, 11:46:07 am »
O Cavaco Silva tem muitos defeitos, mas a desindustrialização ocorreu por selecção natural. Por exemplo, as pescas receberam dinheiro para abaterem a frota e comprarem navios novos e mais bem equipados, mas com o dinheiro na mão, bem sei que um Mercedes ou uma vivenda ficam melhor no inventário pessoal, apesar de não produzirem nada!!!!

Eu lembro-me muito bem de entrarmos na UE em 1986 e as conservas nacionais vinham com uma chave para abrir!!!!! Tal e qual como no início do século XX!!!!!
Os Fundos Comunitários vieram supostamente para modernizarmos a nossa indústria. Nem o Cavaco nem a Europa têem culpa que os fundos servissem para tudo, menos modernizar a indústria!!!!!!

Muita da indústria que sobreviveu até 1986 vivia num circuito fechado e protegido, que até 1974 tinha um amplo mercado (Angola, Moçambique, Guiné Bissáu, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe.... e Portugal), a partir daí o mercado encolheu imenso para apenas Portugal continental + Madeira e Açores. Quando aderimos ao mercado único, muitas empresas nacionais desapareceram por clara obsolescência!

Vejam o que se passou com a toda-poderosa FNAC (a dos ar condicionado, não a francesa), que tinha o chamado Varão Vermelho, que ganhou a sua fortuna a partir do PREC e que colecciona "casos" (https://www.cmjornal.pt/exclusivos/detalhe/barao-vermelho-com-empresa-falida);
- UMM
- Farinha Amparo
- Laranjina C
- Molin
- Pasta de dentes Couto
Etc, etc......

Muitas destas empresas viviam numa redoma que começou a colapsar em 1974 (PREC, nacionalizações e independência dos territórios ultramarinhos) e levou a machadada final em 1986.

Mas depois dessa fase de desconcerto, nasceram muitas empresas nacionais que dão cartas lá fora.
Vamos ver é quantas sobrevivem a esta pandemia.

Não esqueço que em 2019, as empresas a operarem em Portugal (nacionais ou estrangeiras), exportaram qualquer coisa como 60 mil milhões de euros, praticamente o mesmo que o orçamento de estado nacional!!!!!!!!!
« Última modificação: Junho 30, 2020, 11:49:35 am por Viajante »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Lightning, HSMW, asalves

*

LM

  • Especialista
  • ****
  • 1180
  • Recebeu: 220 vez(es)
  • Enviou: 1073 vez(es)
  • +193/-6
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #23 em: Junho 30, 2020, 11:49:58 am »
Nós esquecemos facilmente o país que tínhamos em '86... até a nível de máquina do Estado para distribuir e fiscalizar as ajudas da CEE. E a economia que tínhamos, um sector bancário estatal e não modernizado... simplesmente quando não há vantagens competitivas as empresas não sobrevivem (salvo se a vantagem for o bolso do contribuinte e/ou mercado assegurado).

     
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

morb

  • Membro
  • *
  • 5
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +1/-0
Re: Situação das FA em Portugal - estamos em declínio?
« Responder #24 em: Julho 02, 2020, 02:27:26 am »
Obrigado por partilharem as vossas ideias.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar, Lightning

 

Sistemas de defesa antiaérea de longo alcance para Portugal

Iniciado por Tiger22

Respostas: 24
Visualizações: 12432
Última mensagem Agosto 21, 2006, 08:26:19 pm
por Pedro Monteiro
Portugal opta finalmente pelo A400M?

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 68
Visualizações: 23333
Última mensagem Julho 13, 2007, 06:59:37 pm
por André
Portugal opta pelos P-3 holandeses

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 27
Visualizações: 9170
Última mensagem Novembro 29, 2004, 10:22:24 pm
por Jorge Pereira
F-18 Espanhois fazem exercicios em Portugal

Iniciado por Rui Conceicao

Respostas: 41
Visualizações: 13008
Última mensagem Setembro 07, 2006, 06:07:02 pm
por Hollywood
Real Thaw 2013 - Portugal

Iniciado por Spotter21

Respostas: 18
Visualizações: 5053
Última mensagem Março 04, 2013, 11:39:31 pm
por Lightning