UAVs na FAP

  • 74 Respostas
  • 6012 Visualizações
*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1487
  • Recebeu: 315 vez(es)
  • Enviou: 1286 vez(es)
  • +223/-7
Re: UAVs na FAP
« Responder #60 em: Setembro 30, 2020, 10:03:28 am »
Ontem, na CMTV, transmitiram no programa "Investigação CM" - referem que "Bombas nas estradas levam a reforço de meios na República Centro-Africana Capacetes azuis portugueses viram alterados procedimentos e incrementada a capacidade de informações para antecipar os problemas."

O nosso "politicamente correcto e inclusivo na linguagem" CEMGFA refere que, em 2021, vamos deslocar para a RCA UAVs de maior capacidade, com autonomia de 16 (12?) horas - como os "Raven B" (julgo) já lá estão, que UAVs serão? Os dos "incêndios"?   
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3772
  • Recebeu: 895 vez(es)
  • Enviou: 205 vez(es)
  • +187/-90
Re: UAVs na FAP
« Responder #61 em: Setembro 30, 2020, 11:36:05 am »
Duvido que sejam os mesmos para vigiar os incêndios, mas deve ser um modelo igual. Não me parece que vá haver alguma aquisição de alguma coisa nos próximos tempos.
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 3712
  • Recebeu: 2014 vez(es)
  • Enviou: 3838 vez(es)
  • +1801/-109
Re: UAVs na FAP
« Responder #62 em: Setembro 30, 2020, 12:39:56 pm »
E quando caírem sobre os turras vão fazer mais estragos que uma Paveway.
Talent de ne rien faire
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3772
  • Recebeu: 895 vez(es)
  • Enviou: 205 vez(es)
  • +187/-90
Re: UAVs na FAP
« Responder #63 em: Setembro 30, 2020, 02:55:22 pm »
Vão ser autênticas WMD.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7260
  • Recebeu: 3163 vez(es)
  • Enviou: 1693 vez(es)
  • +1784/-137
Re: UAVs na FAP
« Responder #64 em: Outubro 15, 2020, 09:12:13 pm »
Algo não está bem com estes drones, ou terá sido erro humano ?

https://sol.sapo.pt/artigo/711970/drone-da-forca-aerea-caiu-em-beja-e-a-segunda-vez-no-espaco-de-um-m-s-e-meio

Abraços
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 6286
  • Recebeu: 1452 vez(es)
  • Enviou: 702 vez(es)
  • +1243/-346
Re: UAVs na FAP
« Responder #65 em: Outubro 16, 2020, 09:20:00 am »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1339
  • Recebeu: 185 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-75
Re: UAVs na FAP
« Responder #66 em: Outubro 16, 2020, 07:17:58 pm »
Algo não está bem com estes drones, ou terá sido erro humano ?

https://sol.sapo.pt/artigo/711970/drone-da-forca-aerea-caiu-em-beja-e-a-segunda-vez-no-espaco-de-um-m-s-e-meio

Abraços

Este voo, inserido nos voos de certificação e validação dos requisitos operacionais do UAS de configuração de asa fixa, tinha como objectivos testar os parâmetros de precisão do sistema de navegação e efectuar um teste à endurance da aeronave”, explicou a FAP.

No decorrer do voo de treino da aeronave, a operar a partir da Base Aérea N.º 11 (BA11), verificou-se “uma falha no sistema de propulsão, que levou à interrupção da missão, obrigando à identificação de uma zona desabitada para efectuar a aterragem forçada”, precisou a Força Aérea.

https://www.publico.pt/2020/10/15/sociedade/noticia/drone-forca-aerea-faz-aterragem-forcada-perto-barragem-alentejo-1935452

 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1339
  • Recebeu: 185 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-75
Re: UAVs na FAP
« Responder #67 em: Outubro 17, 2020, 01:15:03 am »
Algo não está bem com estes drones, ou terá sido erro humano ?

https://sol.sapo.pt/artigo/711970/drone-da-forca-aerea-caiu-em-beja-e-a-segunda-vez-no-espaco-de-um-m-s-e-meio

Abraços

Este voo, inserido nos voos de certificação e validação dos requisitos operacionais do UAS de configuração de asa fixa, tinha como objectivos testar os parâmetros de precisão do sistema de navegação e efectuar um teste à endurance da aeronave”, explicou a FAP.

No decorrer do voo de treino da aeronave, a operar a partir da Base Aérea N.º 11 (BA11), verificou-se “uma falha no sistema de propulsão, que levou à interrupção da missão, obrigando à identificação de uma zona desabitada para efectuar a aterragem forçada”, precisou a Força Aérea.

https://www.publico.pt/2020/10/15/sociedade/noticia/drone-forca-aerea-faz-aterragem-forcada-perto-barragem-alentejo-1935452

Para mim a forma como descreveu este incidente, é a correcta, sóbria e sem sensacionalismo, no meu entender é o normal para um sistema que está na fase de "fiabilização" e a FAP e AP são os "Beta Customer" ... para mim este contexto não tem celeuma nenhum ... então quando comparado com outros contextos nas FFAA é uma insignificância.

Devido à exposição mediática, que mais parece "fixação" mediática sobre este projecto / equipamento a UAVision arrisca-se a tornar-se na próxima "Marca Benetton" ( "Toscani - responsável pelas campanhas da  Benetton - mudou a forma como olhamos para a publicidade. Bem ou mal, toda a gente falava sobre as suas campanhas.") ... Bem ou mal ... toda a gente fala sobre os Drones ... é um expert em Drones... todos sabem que os Drones são tugas, ....todos começam a reconhecer a UAVision e os media não largam o osso .... os Drones e por associação a UAVision, tornaram-se a "nova temática cor de rosa"...

É preciso ter paciência :mrgreen: :mrgreen:

O mesmo aparelho já foi operado pela fap num a missão internacional. Mesmo com acidentes foi bastante  elogiada.

Ontem foi uma brincadeira , provavelmente de final de curso que correu mal.
Não vamos colocar o projeto dos UAV portugueses na FAP em causa por isso.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7260
  • Recebeu: 3163 vez(es)
  • Enviou: 1693 vez(es)
  • +1784/-137
Re: UAVs na FAP
« Responder #68 em: Outubro 18, 2020, 10:54:06 am »
X 8 para a FAP.



Army Predator variant (MQ-1C Grey Eagle) armed with Hellfire missiles

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 7260
  • Recebeu: 3163 vez(es)
  • Enviou: 1693 vez(es)
  • +1784/-137
Re: UAVs na FAP
« Responder #69 em: Outubro 18, 2020, 12:42:11 pm »
« Última modificação: Outubro 18, 2020, 12:42:58 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

LM

  • Investigador
  • *****
  • 1487
  • Recebeu: 315 vez(es)
  • Enviou: 1286 vez(es)
  • +223/-7
Re: UAVs na FAP
« Responder #70 em: Novembro 12, 2020, 05:06:13 pm »
Os 12 UAV Classe 1 indicados no trabalho académico dos FF são algo tipo, no máximo, TEKEVER AR3? O TEKEVER AR5 é já Classe 2 ou estou a ver mal isto?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Red Baron

  • Investigador
  • *****
  • 1339
  • Recebeu: 185 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +91/-75
Re: UAVs na FAP
« Responder #71 em: Novembro 12, 2020, 07:26:02 pm »
Os 12 UAV Classe 1 indicados no trabalho académico dos FF são algo tipo, no máximo, TEKEVER AR3? O TEKEVER AR5 é já Classe 2 ou estou a ver mal isto?

Sim o AR5 já é classe 2.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3772
  • Recebeu: 895 vez(es)
  • Enviou: 205 vez(es)
  • +187/-90
Re: UAVs na FAP
« Responder #72 em: Novembro 14, 2020, 10:29:20 am »
O Predator/Gray Eagle estão num segmento completamente diferente de um Ogassa. E esses valores não estão certos, já que (da própria wikipedia) o custo unitário (sem R&D) é de 21,5 milhões de dólares. Também de acordo com a Wikipedia, o MQ-9 Reaper tem um custo unitário de 15,9 milhões de dólares, valores de 2019 (estranho a versão mais avançada ser mais barata que os predecessores  ::)).

E indo ao tal site com valores para diversos equipamentos militares: https://nation-creation.fandom.com/wiki/Modern_Day_Military_Pricing_List
Observam-se valores como:
-Avenger UCAV System: ~$110-120 million for 4 aircraft & ground control
-MQ-9 Reaper UCAV: $110 million per 4-unit system
-MQ-1 Predator: $90 million per 4-unit system

Tendo em conta os custos aqui referidos, a escolha iria para o Reaper (se fosse efectuada uma compra nos próximos tempos) ou Avenger (se a ideia fosse adquirir num prazo de 10 anos), ou até um misto de ambos eventualmente.
 

*

RABN

  • Membro
  • *
  • 51
  • Recebeu: 56 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +22/-14
Re: UAVs na FAP
« Responder #73 em: Novembro 14, 2020, 12:31:18 pm »
O Predator/Gray Eagle estão num segmento completamente diferente de um Ogassa. E esses valores não estão certos, já que (da própria wikipedia) o custo unitário (sem R&D) é de 21,5 milhões de dólares. Também de acordo com a Wikipedia, o MQ-9 Reaper tem um custo unitário de 15,9 milhões de dólares, valores de 2019 (estranho a versão mais avançada ser mais barata que os predecessores  ::)).

E indo ao tal site com valores para diversos equipamentos militares: https://nation-creation.fandom.com/wiki/Modern_Day_Military_Pricing_List
Observam-se valores como:
-Avenger UCAV System: ~$110-120 million for 4 aircraft & ground control
-MQ-9 Reaper UCAV: $110 million per 4-unit system
-MQ-1 Predator: $90 million per 4-unit system

Tendo em conta os custos aqui referidos, a escolha iria para o Reaper (se fosse efectuada uma compra nos próximos tempos) ou Avenger (se a ideia fosse adquirir num prazo de 10 anos), ou até um misto de ambos eventualmente.
Além de que com o material americano entra em equação outras variáveis como FMS, surplus ou acordos políticos. Não se pode ir por preços Wikipédia, isso Pode variar muito. Ainda assim, pelo preço falado era uma excelente capacidade que se ganhava com pelo menos um sistema.
 

*

dc

  • Investigador
  • *****
  • 3772
  • Recebeu: 895 vez(es)
  • Enviou: 205 vez(es)
  • +187/-90
Re: UAVs na FAP
« Responder #74 em: Novembro 14, 2020, 03:44:18 pm »
Se é para partilhar a operação de UAVs, que sejam UAVs de vigilância e não de combate. Uma ideia seria operar MQ-4C Triton em conjunto com os americanos, num negócio que pudesse envolver a utilização das Lajes como base de operação/manutenção destas aeronaves no Atlântico. Óbvio que isto dependeria do interesse americano, mas eles já usam os Triton a partir de Guam, logo fazia sentido fazer o mesmo no Atlântico.

Quanto ao Seeker 400 em vez do Reaper ou Avenger, é preciso ver que, apesar de um Reaper não equivaler directamente a 5 ou 6 Seeker, o Reaper tem capacidades que o outro não tem. Desde o payload, ao tecto de serviço, o tempo de voo, velocidade. Tudo factores que fazem toda a diferença e que colocam o Reaper numa classe à parte.

E a comparação com o Avenger é ainda mais desigual, se factorizarmos a capacidade furtiva da aeronave face aos UAV convencionais.